Pela Lente do Amor

Pela Lente do Amor Megan Maxwell




Resenhas - Pela Lente Do Amor


43 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Lê Golz 16/09/2015

Perfeito!
Sabe aquele livro que te deixa com um sorriso bobo enquanto lê, e ao mesmo tempo te diverte muito? Pela lente do amor é um desses livros. O mais recente livro de Megan Maxwell, lançado pelo selo Essência, do Grupo Planeta é meu primeiro contato com a autora e, agora posso dizer, totalmente encantada, que quero ler todos os livros dessa mulher.

Primeiramente tinha me apaixonado pelo booktrailer quando vi na fanpage da editora (aqui), e quando o livro chegou em casa já foi logo furando a fila. Mesmo curiosa, achei que seria mais um delicioso clichê, com uma bela história, e ponto. Mas Megan criou personagens e situações tão reais, que tornaram o livro mais do que especial. Ana é uma personagem muito marcante, pois deixou sua milionária família em Londres, para morar em Madri e realizar seu sonho de ser fotografa. Rodrigo, apesar de ser um mulherengo assumido, é totalmente responsável e também abriu mão de uma carreira como advogado para seguir o que tinha vontade, ser bombeiro. Os caminhos dos dois se cruzam em um momento totalmente inesperado para Ana, uma gravidez indesejada, e consequência de uma noite com um homem que perdeu contato. Totalmente atraída por ele, é claro que Ana sabia que os dois só poderiam ser amigos, afinal, além daquele bombeiro lindo não querer suspirar por apenas uma mulher, ela ainda estava grávida de outro homem. Mas, muita coisa ainda poderia acontecer.

"Como dizia Encarna, se não dermos tudo mastigadinho a eles, os homens não entendem." (p. 246)

Apesar de estar com as expectativas nas alturas, os primeiros capítulos passaram sem grande entusiasmo. A narrativa em terceira pessoa é totalmente leve e descontraída, e fiquei muito a vontade com a escrita da autora. O livro é recheado de diálogos, e apesar da quantidade de páginas, isso tornou a leitura ainda mais rápida. Quando os personagens foram tomando forma, e a medida que os conhecia melhor, eu simplesmente devorei o livro.

Tenho que ressaltar a amiga de Ana - Nekane. Adoro personagens malucas e engraçadas, e Nekane me conquistou rapidamente. Totalmente leal a Ana, além de super divertida, eu me peguei rindo com os diálogos e trapalhadas das duas. Calvin, amigo de Rodrigo, e que se tornou o par de Nekane também me conquistou. Não vou citar todos os personagens, mas todos tem sua participação importante nessa história.

Para minha surpresa, as poucas cenas sensuais são bem leves, o que já é um ponto positivo para Megan (mesmo assim não recomendaria para menores). O romance vivido pelo casal está longe de ser algo meloso, mas com certeza fará o leitor suspirar. Apesar de parecer totalmente previsível na sinopse, fiquei na dúvida quanto ao desenrolar dos acontecimentos, pois a autora criou situações e personagens reais que podem ser imaginados em nosso cotidiano, então fiquei na torcida para que tudo acabasse bem. Era incrível, tudo dava errado!

"Depois, arrumou a bagunça de roupas que haviam deixado quando saíram de madrugada e por fim dormiu na cama dela. De repente, precisava senti-la perto, e os lençóis tinham seu doce cheiro de pêssego." (p. 301)


A diagramação da Editora como sempre está perfeita. As folhas são amareladas, e a fonte em tamanho ideal. A capa é muito linda e combina com a trama. A revisão também está ótima.


Pela lente do amor é um livro muito divertido e romântico, que me fez rir muito, torcer por um final feliz, e fechar a última página com um sorriso nos lábios. Com personagens cativantes, uma escrita descontraída, o livro vale muito a pena! Perfeito!!

site: http://livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br/2015/09/resenha-pela-lente-do-amor.html
Larissa 17/09/2015minha estante
Lendo o que você escreveu, acabei ficando com vontade de ler. Estava preocupada que fosse um livro hot sem uma boa história, que é a impressão que tenho dos livros dela, mas vou ficar de olho nesse!


Lê Golz 17/09/2015minha estante
Larissa, este foi o primeiro livro que li dela. Pensei que teria muitas cenas hot também, mas acabei me surpreendente pois a história é boa demais. E as cenas nem são pesadas, pelo menos não achei. Muito, muito bom! Leia sim! ;)




Jéssica Spuzzillo @pintandoasletras 21/06/2016

Resenha - Blog Pintando as Letras
A Sinopse já diz praticamente tudo o que vamos encontrar nesse livro. Já havia lido alguns dessa autora, e pensei que esse iria seguir o mesmo padrão dos anteriores, mas a verdade é que isso não aconteceu. O enredo é desenvolvido de uma forma bem legal, e me surpreendeu em alguns momentos. Mas, mesmo assim, é o típico romance com final previsível.

Algumas passagens do livro realmente não me agradaram, não gostei que a protagonista é histérica, as vezes me dava vergonha de pertencer ao mesmo gênero, ela fica todo tempo presa em sua própria teia de mentiras.

Eu realmente espero que a autora receba uma boa comissão da empresa Kleenex por toda a publicidade que fez sobre o produto, em um parágrafo era Kleenex para assoar o nariz , outro para secar as lágrimas ou a maquiagem borrada depois de chorar, e muitos outros momentos kkk.Porém não culpo Ana por ser uma chorona pois o seu amado bombeiro em muitos momentos me tirou do sério, ele é completamente cego e não vê que Ana esta completamente apaixonada por ele mesmo ela dando bandeira a todo tempo.

"Na vida tropeçar é permitido, e levantar é obrigatório."

Quando eu comecei a leitura, devo admitir que não me convenceu muito e assumo que li esse livro mais pela capa (que eu acho maravilhosa) e eu precisava ler algo leve e rápido, e no fim foi uma leitura que fluiu bem, apesar dos clichês.

Megan Maxwell cria personagens com quem você vai rir, e adorar passar um tempo junto. Gostei que a narração é em 3ª pessoa através dela descobrimos os pensamentos de praticamente todos os personagens.

Este romance não é e nunca será “o livro da minha vida”, mas no geral foi uma leitura muito divertida pois não costumo terminar uma leitura de 400 páginas em um dia.


site: www.pintandoasletras.com.br
Mylena @gataleitora 27/07/2016minha estante
odiei esse livro para mim dois protagonistas bem idiotas.... travei e nem consegui ler direito, o cara um egoísta e ela uma boba metida a mulher moderna.


gi 26/04/2019minha estante
Achei bem cansativa. Só li pela leveza mesmo.




spoiler visualizar
comentários(0)comente



AndyinhA 04/11/2015

Trecho de resenha do blog MON PETIT POISON

E temos mais um livro da autora do hot – Megan Maxwell. Algumas pessoas podem até se perguntar porque insisto em ler a autora, já que minha avaliação dos livros dela beiram o mediano, mas curto lê-los, pois, a autora coloca suas personagens femininas firmes e fortes. Algumas vezes podemos até dizer que são meio doidas. Mas elas não são as mocinhas bobonas dos chick-lits.

Sim, já sei o tom que a autora irá usar em seus livros e suas histórias, as vezes tem uma pegada mais BDSM ou um hotzinho para quem está começando, tem uma coisa meio engraçada e muitas vezes uma pitada romântica. Aqui não foi diferente, teve uma mistura de tudo que falei, mas talvez o grande tema tenha sido o – maternidade.

Os personagens são engraçados e um tanto esquentados, já que geralmente a autora fala dos europeus de sangue quente, os espanhóis e italianos, aqui o livro fala dos bombeiros na Espanha e mistura um pouco da ideia de fantasia sexual, com salvar vidas, modelar e claro, não levar desaforo para casa.

“Porque na vida tropeçar é permitido,
e levantar é obrigatório.”

Para saber mais, acesse:

site: http://www.monpetitpoison.com/2015/10/poison-books-pela-lente-do-amor-megan.html
comentários(0)comente



Barbara Lima 16/11/2015

Impossível não rir
Olá galera, hoje a resenha é sobre o livro de uma autora que eu gosto bastante, Megan Maxwell! Sempre que leio um livro dessa mulher, me acabo de rir, então quando soube do lançamento de Pela Lente do Amor, não resisti é claro, adorei e vou contar agora os motivos...

Pela Lente do Amor conta a história da fotógrafa Ana Elizabeth e o bombeiro Rodrigo, eles se conhecem durante um incêndio em que ele salva a vizinha de Ana. Logo ela se vê super encantada por aquele homem forte, lindo e heróico, porém Rodrigo não está nem aí para nossa mocinha.

“– Sabe por que o idiota do Cupido usa fralda?
- Não.
- Porque sempre faz cagadaaaaa”

A vida segue e o caminho dos dois se cruzam em diversos momentos até culminar em uma amizade improvável. Agora, como ser amiga, apenas amiga, do homem mais sexy que você já conheceu na vida?!?! Pela Ana ela jogaria Rodrigo no quarto mais próximo e realizaria todas as suas fantasias mais loucas, mas ela se vê travada na barreira da amizade... friendzone total! Adicione aí uma gravidez inesperada e é a formula perfeita para um romance não acontecer!

O livro é recheado de cenas cômicas, alguns momentos tensos, muita tensão sexual, romance e mais cenas cômicas. Eu li esse livro durante um momento complicado na minha vida e foi um verdadeiro alívio chorar de rir em vários momentos.

O Rodrigo foi um babaca várias vezes, eu fiquei com tanta raiva dele em alguns momentos, mas nos minutos seguintes a raiva passava. A Ana é uma mocinha muito cômica, eficiente no trabalho, decidida e que vai atrás do que quer. Simpatizei muito com a Ana e o Rodrigo, a relação de amizade deles é muito bonita e como torci pra se resolverem...

Os personagens secundários também são ótimos, a vizinha da Ana – Encarna, que senhora engraçada, ela vai te fazer rir em muitos momentos. Nekane, sócia da Ana, também é incrível, aquela melhor amiga que toda garota deveria ter.

O livro tem algumas reviravoltas interessantes e que eu gostei, vi algumas críticas a respeito disso, que o livro poderia ser mais curto, mas eu discordo. Gosto da Megan ter explorado mais a vida dos personagens e ter criado uma história, não um momento da vida de ambos.

Minha única crítica é a respeito da tradução, não ficou muito boa e dá pra perceber alguns erros que me incomodaram, fora isso é um livro ótimo com uma história muito divertida. Espero que vocês tenham gostado e fica aqui a indicação para lerem, uma leitura fluida e quando você menos esperar, já vai ter acabado e você vai ter rido bastante durante.

Em breve eu volto com mais.

“Porque na vida tropeçar é permitido, e levantar é obrigatório”

site: http://livrosentregarotas.blogspot.com.br/2015/11/resenha-122-pela-lente-do-amor.html
comentários(0)comente



Vitória Regiane 17/01/2019

Pela lente do amor
Livro muito bom com uma história fascinante?!
comentários(0)comente



Clã 01/02/2016

Clã dos Livros - Pela lente do Amor
Ana Elizabeth prefere ser chamada apenas de Ana ou “Pato” apelido dado por sua irmã mais nova Lucy, quando eram meninas nas aulas de balé, já que ela dançava de forma desengonçada. O que deixa sua mãe muito irritada, a ponto de adverti-las sempre que o mencionam.

"— Quando vão parar de usar esses apelidos horríveis? Pato e Nana! Quantas vezes já lhes disse para que se chamem pelo nome, Ana Elizabeth e Lucy Marie?"

Apesar do luxo e a riqueza de sua aristocrática família londrina, Ana se sente desajustada, completamente diferente do que espera sua sistemática mãe. Então, após terminar repentinamente e sem explicações o longo namoro com o pretendente tão adorado por todos, menos por ela, afinal de belo o rapaz só tem o nome pois é um cafajeste, Ana decide se mudar para Madri.

Ela quer viver seu sonho de fotógrafa, ao menos seus cursos deveriam servir para alguma coisa, já que um emprego em uma revista de moda já estava garantido. Essa decisão contrariou seus familiares que não ficaram felizes com a sua mudança, pois lhe haviam dado os melhores estudos. Ana formou-se como advogada, porque sua mãe queria muito, falando fluentemente três idiomas.

“Ah, Ana Elizabeth, com esse seu jeito de ser está jogando por terra todos os planos que eu tinha para você! Achei que você se casaria com Warren, teria filhos lindos, tomaríamos chá juntas e você moraria em Kensington, em uma casa linda e luminosa.”

Sua partida deixou seu pai Franck preocupado, porém confiante, sua mãe Teresa a beira de um ataque histérico que poderia levar a um infarto, e sua irmã mais nova, Lucy em meio a decisão de se casar com um homem que sequer tinha a ver com ela, só porque encontrou o vestido perfeito e precisava usá-lo.

Então Ana viajou, escondendo de todos, sua verdadeira origem. Como filha do diretor da BBC, nascida em berço de ouro com tudo que desejasse ao seu alcance, havia chegado a hora de lutar para conseguir o que queria por seus próprios meios. Sempre foi uma jovem independente, com vinte e dois anos de idade era dona de seu nariz e junto a uma amiga, Nekane, vinda de Navarra, montaram um estúdio fotográfico. As duas faziam todo tipo de trabalho, com a crise não se podia escolher muito, desde catálogos de moda, campanhas publicitárias de sorvete feitas com purê de batata e corante, a calendários sexys de lingeries.

Nekane é uma amiga incrível, confesso que é minha personagem favorita, com toda sua irreverência, altruísmo, sem papas na língua, não ligando para o que os outros pensam a seu respeito, divertida, se veste em estilo retrô e apronta muitas trapalhadas.

“Nekane, ao intuir o motivo, entregou-lhe um lenço de papel, e antes de voltar a seu lugar, disse:
— Ultimamente, ela chora até quando o micro-ondas apita.
A piada fez todas rirem.”

O que Ana não imaginava era que em um dia comum de muito trabalho, sua vizinha Encarna, uma senhora galega de nome engraçado, decidiu fazer rosquinhas e assistir novela ao mesmo tempo, colocando fogo na cozinha. Logo os bombeiros foram chamados, o prédio foi evacuado e ela conheceu Rodrigo o capitão do batalhão que salvou Encarna de seu próprio desastre, deixando-a encantada. Houve uma rápida troca de olhares, o que fez com que Ana se apaixonasse à primeira vista, levando-a a uma amizade com benefícios.

“Ana, com aquele bombeiro a dois palmos de altura dela, sentiu um estranho calafrio seguido de um nó no estômago ao vê-lo sorrir e revelar duas covinhas sensuais em seu rosto másculo. Ele era enorme e viril. Quando tirou o capacete, ela viu que ele tinha cabelos escuros, impressionantes olhos azuis, um nariz perfeito e lábios grossos e tentadores. Que gato!, pensou. A sua frente estava o mais tentador sonho para centenas de mulheres, certamente. Um bombeiro sexy e vigoroso de tirar o fôlego.”

Infelizmente algo tinha que acontecer para tirar essa relação dos eixos, porque quando as coisas estão indo bem demais, deve-se ficar alerta, algo ruim sempre pode acontecer em seguida.

Rodrigo o bombeiro mulherengo, que pegava as mais belas mulheres e jamais foi recusado, descobre de forma abrupta que Ana está grávida e após o susto de achar que o filho é seu, ela esclarece que havia passado a noite com um turista suíço, Orson, e que seu nome era a única coisa de que se lembrava. O que seria dela sozinha enfrentando seus familiares inquisidores, ainda mais sabendo que havia dormido com um desconhecido e estava enrolada com um bombeiro.

“Você se transformou, como diz seu amado Luis Miguel, em parte de minha alma. Gosto do seu sorriso, de seu cheiro, de seus olhinhos quando está tramando alguma coisa, de seu rosto inchado quando chora depois de ver seus filmes românticos. Fico louco vendo você tocar a orelha quando mente, e corar quando eu me aproximo. E não consigo mais ser feliz se não a vir fazendo essas coisas.”

Apesar das 430 páginas o livro é tão bom que eu devorei em poucas horas. A autora possui uma escrita muito envolvente, que nos prende do início ao fim, deixando o leitor enlouquecido, com um sorriso bobo no rosto e arrancando muitos suspiros. Tirando gargalhadas e também lágrimas. Os personagens são muito reais, envolventes, instigantes, com cenas baseadas no dia a dia repletas de acontecimentos constrangedores.

Houve momentos em que eu senti raiva do Rodrigo, por ele ser tão cego a ponto de não ver os sentimentos da Ana, que acabava sofrendo calada. Mas, também houve momentos que eu me derretia por aquele homem cheio de atributos.

Um livro divertido, romântico e encantador que me surpreendeu em cada página, trazendo a tona a questão do amor a primeira vista e saindo completamente da linha do clichê. Com cenas quentes e inusitadas. Posso afirmar que tornou-se um dos meus favoritos. Recomendo!


LISTA DE MÚSICAS:

Rehab – Amy Winehouse

Me and Mr Jones – Amy Winehouse

Se Te Olvida – Luis Miguel

O Tu, O Ninguna – Luis Miguel

No SéTú – Luis Miguel

Solamente Tú – Pablo Alborán

Danza Kuduro – Don Omar

Simply The Best – Tina Turner

La Tortura – Alejandro Sanz e Shakira

Ai Se Eu Te Pego – Michel Teló


site: http://cladoslivros.blogspot.com.br/2015/11/resenha-pela-lente-do-amor-de-megan.html
comentários(0)comente



Analu.Franco 02/09/2016

Ana sem esplicações....
Ana Elizabeth era simplesmente uma mulher que sempre viu a vida de um modo diferente de todos, ela dizia que a pessoa tinha que conquistar sua próprias coisa pele o seus atos e não pela sua condição social. Ela era uma mulher rica, mas que não fazia nenhuma diferença em sua vida. Sua vida se resumia em seu trabalho de fotografa e os homens lindos que ela encontrava em sua saídas, ela adorava sua amiga que morava com ela , era duas pessoa inseparáveis. Ate que um dia sua vida mudou para sempre . Rodrigo apareceu em sua vida do nada para mudar radicalmente . Foi um amor a primeira vista, mas só Ana tinha esse amor.
Ao logo da historia eles ficaram amigos de alma como dizia Rodrigo. mas Ana não aguentava mais aquele amor q n era correspondido. Rodrigo dizia que tinha que cuidar de Dani o filho de Ana qua nasceu entre a amizade deles, mas Ana não queria mais sofre de amo então se afastou de Rodrigo. Foi ai que ele percebeu que também amava Ana e que se no corresse atrás dela iria perder ela para sempre e sua filho Dani.
Eu aprendi com esse livro que mesmo voce não procurando um amor ele aparece na horas que voce menos espera, que a vida ela te joga em e diversas tentações, para te testas , por isso que eu digo que a vida é " Bela" e que tudo de ruim que vem é para melhorar. O amo quando ele aparece te deixa de um jeito que voce nunca viu, eu ainda não em apaixonei mas espero que meu amor seja como de Ana e Rodrigo....
comentários(0)comente



Fer Miola 20/09/2015

APAIXONANTE
Falar da Megan e suas obras é sempre uma tarefa difícil porque a gente simplesmente se apaixona...

No blog pude reunir fotos de dois encontros com ela...

leiam...

site: http://vivendonomundodelivros.blogspot.com.br/2015/09/livro-pela-lente-do-amor-megan-maxwell.html
comentários(0)comente



GeL 18/01/2016

Pela Lente do Amor
Olá galera, hoje a resenha é sobre o livro de uma autora que eu gosto bastante, Megan Maxwell! Sempre que leio um livro dessa mulher, me acabo de rir, então quando soube do lançamento de Pela Lente do Amor, não resisti é claro, adorei e vou contar agora os motivos...

Pela Lente do Amor conta a história da fotógrafa Ana Elizabeth e o bombeiro Rodrigo, eles se conhecem durante um incêndio em que ele salva a vizinha de Ana. Logo ela se vê super encantada por aquele homem forte, lindo e heróico, porém Rodrigo não está nem aí para nossa mocinha.



“– Sabe por que o idiota do Cupido usa fralda?
- Não.
- Porque sempre faz cagadaaaaa”

A vida segue e o caminho dos dois se cruzam em diversos momentos até culminar em uma amizade improvável. Agora, como ser amiga, apenas amiga, do homem mais sexy que você já conheceu na vida?!?! Pela Ana ela jogaria Rodrigo no quarto mais próximo e realizaria todas as suas fantasias mais loucas, mas ela se vê travada na barreira da amizade... friendzone total! Adicione aí uma gravidez inesperada e é a formula perfeita para um romance não acontecer!

O livro é recheado de cenas cômicas, alguns momentos tensos, muita tensão sexual, romance e mais cenas cômicas. Eu li esse livro durante um momento complicado na minha vida e foi um verdadeiro alívio chorar de rir em vários momentos.

O Rodrigo foi um babaca várias vezes, eu fiquei com tanta raiva dele em alguns momentos, mas nos minutos seguintes a raiva passava. A Ana é uma mocinha muito cômica, eficiente no trabalho, decidida e que vai atrás do que quer. Simpatizei muito com a Ana e o Rodrigo, a relação de amizade deles é muito bonita e como torci pra se resolverem...

Os personagens secundários também são ótimos, a vizinha da Ana – Encarna, que senhora engraçada, ela vai te fazer rir em muitos momentos. Nekane, sócia da Ana, também é incrível, aquela melhor amiga que toda garota deveria ter.

O livro tem algumas reviravoltas interessantes e que eu gostei, vi algumas críticas a respeito disso, que o livro poderia ser mais curto, mas eu discordo. Gosto da Megan ter explorado mais a vida dos personagens e ter criado uma história, não um momento da vida de ambos.

Minha única crítica é a respeito da tradução, não ficou muito boa e dá pra perceber alguns erros que me incomodaram, fora isso é um livro ótimo com uma história muito divertida. Espero que vocês tenham gostado e fica aqui a indicação para lerem, uma leitura fluida e quando você menos esperar, já vai ter acabado e você vai ter rido bastante durante.

Em breve eu volto com mais.

“Porque na vida tropeçar é permitido, e levantar é obrigatório”
~Ba

site: http://livrosentregarotas.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Clara.Pamponet 17/09/2018

Amei!
Eu me senti na pele da Ana, quando avisou aos pais que iria seguir a carreira de fotografa ainda mais sendo na Espanha e sem precisar da ajuda do pai para montar o estúdio.
Quando ela conheceu o bombeiro Rodrigo, a descrição do mesmo me deixou de pernas bambas! A Megan soube deixar as leitoras de pernas bambas com esse bonitão de fardas.
Não sabia a princípio que era um romance erótico, mas da forma que é descrita as cenas sensuais eu pensei nessa possibilidade e com a ajuda do titio Google eu vi que era um romance erótico! Não tem nada demais nessas partes, mas mesmo assim não é bom deixar as crianças lerem.
Quando Ana conheceu Rodrigo em um momento de loucura, já que o prédio em que ela tinha seu estúdio estava pegando fogo, ela sentiu nada mais nada menos que um tesão alucinante, só isso para explicar os desejos dela. Nesse mesmo dia ela conheceu um outro gato e acabou grávida.
Como já é de se esperar, em uma gravidez deixa a mulher com os hormônios a mil e com Ana não foi diferente. Ela ficou tão louca com os hormônios que acabou tendo noites de luxuria e amor com Rodrigo....
comentários(0)comente



aliine 18/12/2016

Segunda Chance
Não foi um livro que me impressionou muito, mas o conteúdo do mesmo é interessante.
Pois mostra a realidade de muitos que acabam mudando a vida por uma decepção amorosa ou por desejo de uma mudança drástica em sua vida.
E infelizmente a primeira opção se encaixa na Ana (Pato), que mostrou-se ser uma pessoa muito forte, ao esconder dos pais os verdadeiros motivos do término do seu relacionamento e por mudar de cidade e exercer sua profissão pelo qual amava, fotografia.

E de certa forma minha admiração pelo personagem de Ana, foi aumentando, visto que ela ajudava com conselhos amorosos o homem pelo qual ela amava, Rodrigo, que por sua vez me decepcionou primeiro por ver o amor de Ana, tão estampado em seu rosto e segundo por falar coisas horríveis pra ela, como "você não é uma mulher atraente".

Mas quando o mesmo se dedicou aos cuidados de Ana, na gravidez e amou o filho dela Dani, confesso que ali ele ganhou minha admiração e minha raiva por ele foi desfazendo.

Quando Ana, de forma inconsciente humilhou Rodrigo, meu coração ficou apertado e senti pena por ele naquela hora.
Mas depois de ver a reconciliação dos dois confesso que gostei da estória e poderia indicar aos outros a lerem
comentários(0)comente



Três Leitoras 18/01/2016

Resenha completa no blog
Ouvi muitas coisas sobre este livro da adorada Megan nas redes sociais, principalmente em grupos fechados. Os comentários variavam de elogios a críticas diversas, para o bem e para o mal.

Como sou curiosa e pouco seletiva com meus livros, pois a paixão de ler é maior e para dizer que não gosta é preciso saber porque, logo me entreguei a essa leitura.

A coragem não veio apenas da ousadia dessa leitora voraz, mas também do encontro com essa autora que em princípio me chocou com sua temática, e que aos poucos foi se revelando uma romântica – ao menos para mim – basta conferir as resenhas de todos os seus livros aqui no blog.

Dessa vez, não temos casas de swing, latinos quentes, jogadores de futebol ou havaianos surfistas. Nem mesmo grandes aventuras com famílias complicadas ou traições, muito menos amor à primeira vista.

Desta vez a guerreira Maxwell nos traz um bombeiro (cheio de desapego) e uma fotógrafa talentosa e com um leve segredo que resguarda a sua privacidade.

Ana Elizabeth é uma britânica radicada em Madri que conhece o lindo bombeiro Rodrigo quando sua vizinha provoca um incêndio de proporções um tanto perigosas.

Depois de ter sua sessão de fotos interrompida, o destino aproxima Ana e Rodrigo de forma nada convencional, ela até paquera ele na balada, mas o lado quase cretino dele a empurra para os braços de um turista suíço e futuramente para uma paternidade equivocada.

Isso mesmo, Ana, mesmo apaixonada por Rodrigo fica grávida de outro. E quando menos espera inventa para a família que está grávida do namorado Rodrigo, o bombeiro.

Os desafios de Ana vão de aceitar que Rodrigo “namore” uma modelo que aluga um quarto na casa dela, contar a verdade sobre a mentira “inocente” para ele, representar o papel de noiva feliz, ficar amiga do homem que mais deseja, dar prioridade a essa amizade, pois é melhor tê-lo assim por perto do que não tê-lo de jeito nenhum, e a cada passo envolver-se em mais confusão...

site: http://www.tresleitoras.com.br/2016/01/resenha-pela-lente-do-amor.html
comentários(0)comente



Estante da Rai 03/01/2017

Pela Lente do Amor, da alemã radicada na Espanha, Megan Maxwell, publicado pelo Selo Essência da Editora Planeta de Livros, conta a história de Ana Elizabeth, que troca o luxo e a riqueza da sua aristocrática família londrina pelas “calles” madrilenas, em busca do seu sonho: ser fotógrafa. Dona do seu nariz, ela monta com a amiga Nekane um estúdio fotográfico na capital espanhola e segue seu caminho de sucesso.

Um certo dia, o prédio onde elas tem o estúdio enfrenta um incêndio (na casa da vizinha idosa do andar de cima) e Ana conhece Rodrigo, um dos bombeiros que atendem ao chamado da ocorrência e salva Encarna (a vizinha). A troca de olhares aquece não só o corpo da fotógrafa, mas também seu coração. Porém no meio da confusão eles se perdem e acabam se reencontrando dias depois por acaso numa festa, mas Rodrigo não lhe dá muita atenção e ela termina a noite ficando com outro cara.

Nekane, amiga de Ana, começa a se envolver com um dos amigos de Rodrigo, por isso volta e meio os dois se veem. Vai surgindo uma grande amizade entre ambos, mas um balde de água fria vai comprometer o equilíbrio dessa relação, quando Rodrigo – mulherengo de carteirinha – descobrir que sua querida Ana está grávida de um caso de uma noite com um turista suíço que passou por sua vida sem passagem de volta e de quem ela só sabe o nome e, apesar de deixar claro que a relação entre ambos não passa de amizade, ele vira um bom parceiro dela, que vai se encantando cada dia mais.

Resenha completa em \/

site: http://www.iluztres.com.br/2017/01/pela-lente-do-amor.html
comentários(0)comente



gi 26/04/2019

Uma novela mexicana
História atraente porém muito extensa. O livro poderia ser menor, o que o tornaria menos cansativo.
comentários(0)comente



43 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3