ALMA

ALMA Bya Campista




Resenhas - Alma


8 encontrados | exibindo 1 a 8


Bruna 27/06/2020

Beira a perfeição
A finalização da história de Linda e Dimitri é simplesmente perfeita. Zero defeitos esse livro, assim como disse a autora, eu esperava algo diferente quanto a morte de Daniel. Mas... eu sei que se isso partisse de alguns dos ?protagonistas?, isso ficaria muito forte e poderia até disparar algumas discussões sobre ?justiça com as próprias mãos? e nem todo mundo tem uma opinião igual sobre isso.

Preciso dizer que estou completamente encantada com a ênfase que foi dada a Tony e Lee, estou esperando ansiosamente um spin off sobre esses dois e por que não um de Colin e Melanie? Acho que vai ser uma história bem interessante também. Dimitri se mostrou um homem totalmente diferente. Estou completamente encantada com a forma que ele cuida da Linda acima de tudo e acima de todos, como ele é carinhoso, possessivo, faz tudo pra deixá-la feliz. Em alguns momentos eu até esqueço que a frase ?Deus perdoa, mas o Senhor Logan não ? é completamente dele.

Tenho nem palavras, mais uma duologia que vai ser difícil de superar.
comentários(0)comente



Sremo 28/04/2020

Muito bom
Ciúme, possessividade e muito amor ? Segundo livro de uma duologia, começa com muito suspense, devido ao fechamento do primeiro livro.
comentários(0)comente



Janise Martins 14/02/2020

Alma
Cheio de tensão, é assim que começa o livro, que é continuação de Pele. E a tensão continua um bom pedaço. No meio dessa tensão, começa a ser introduzido um aparente casal, Tony, amigo de Dimitri, e Lee, amiga de Linda. E relação deles é meio que engraçada, é divertido de ver os dois.
Nesse as cenas eróticas aumentam um pouco mais e quem tiver interessado ainda pode aprender algumas coisinhas sobre BDSM, pouca coisa, não se anime! Hehehehehe… Agora, no clube é outra história, digamos que Bya dá uma pincela mais caprichada, e nos traz um vislumbre do Dominador com a Submissa.
Mas ainda tem resolução do que provocou a tensão no livro, e depois que essa tensão é resolvida, surge um outro problema junto com um certo mistério. Tudo bem colocado, bem encaixadinho.
O Final é muito lindinho, amei.
Dimitri é um amor e totalmente apaixonável e Linda é uma fofa. Todos os personagens são muito bons, a bem da verdade.
Acho que Pele e Alma fariam mais sucesso que 50 Tons de Cinza, sério.
Recomendo.
É isso, sentirei saudade…
Bjoo

site: http://janiselendo.blogspot.com.br/2016/05/alma.html
comentários(0)comente



CATATAU 29/01/2019

VIDAS AINDA EM PERIGO
Linda Parson e Dimitri Logan...
Continua num relacionamento cada vez mais forte...
Será conseguirá juntos enfrentar os pesadelos que insiste aparecer na vida?
Conseguirá resolver tudo que dificulta ter uma vida normal?
Esses pesadelos nunca acabam
Só lendo esta maravilhosa história para saber como eles irão reagir com as
dificuldades que aparecerão no decorrer da história...
Adorei... Maravilhei
Parabéns Bya por mais uma divina e maravilhosa história.
comentários(0)comente



dayukie 31/05/2016

"Ver o desespero do Dimitri foi comovente. Ele esbanjou amor por todos os poros possíveis. Um homem que até então nunca amou, colocar todos os esforços possíveis e impossíveis em sua caçada pela mulher que ama e dar tudo para salvá-la do seu sequestrador violento e vale ressaltar, ex-agressor, me fez querer um Dimitri para mim.
Esse homem sim é intenso e maravilhoso."

Leia a resenha completa no blog!

site: http://goo.gl/NRmBPF
comentários(0)comente



Terapiadolivro 02/12/2015

Muito bom
Apesar de em Pele eu ter achado muita semelhança de pensamentos dos personagens com 50 tons, na continuação do livro, a autora soube manejar bem melhor essa questão.
Semelhanças existem pelo tema, mas a questão do sofrimento da Linda com Daniel, foi muito intensa apesar do que aconteceu com ele ter sido muito fraco, podia ter sido mais intenso.... Rsrs!
O desenrolar de Linda e Logan foi excelente e lindo!
Adorei Lee e Tony! Quem sabe vale a pena a história deles....
Adorei os capítulos do quarto e do clube! Achei super intenso!
comentários(0)comente



Fer Miola 11/09/2015

ESTÁ NA MINHA #PELE E NA MINHA #ALMA
Falar deste livro é muito complicado para mim, pois ele tem um sabor extremamente diferente. Não só por ser uma história que eu gosto muito do conteúdo, mas também por ser uma história que eu vi nascer. Eu vi o primeiro capítulo há mais de um ano atrás quando tudo começou e o apreço foi muito grande. Costumo dizer que nada é por acaso e realmente não é. Foi por causa dessa história que eu conheci uma pessoa chamada Bya Campista. Para mim ela não é apenas uma autora, uma celebridade ou uma pessoa famosa, ela é uma amiga. Quando eu falo da Bya, dificilmente consigo falar apenas da autora, justamente por essa afinidade que temos, mas como o momento não é de falar dela e sim do livro, vamos ao que interessa.

Bem, começar a ler o segundo livro para mim foi um problema sério. Eu terminei de reler o livro #Pele antes de ir para a Bienal e lá pude adquirir meus dois exemplares no formato impresso e claro, autografados. A dificuldade de iniciar a segunda leitura era justamente porque eu estava com medo do que viria no segundo livro, já que o final do primeiro foi muito tenso para mim. Aquela cena do... bom, não posso falar... foi demais para o meu psicológico. Da primeira vez já não foi fácil. Da segunda foi muito pior.

No entanto, retornando para São Paulo após minha estadia durante a Bienal no Rio de Janeiro, pude criar coragem de começar a segunda leitura. Teve momentos que precisei fechar o livro várias vezes porque o sentimento que me consumia ao ler os primeiros capítulos foi demais. Eu ficava conversando comigo em pensamento "não é possível que ele vai conseguir fazer isso"... ou "não é possível que eles não vão conseguir acertar agora" e confesso que só respirei um pouco mais aliviada depois que um negócio aconteceu, embora ainda não tenha ficado 100% resolvido naquele momento.

E a cena do quarto?
Bom, essa cena foi realmente perfeita. A forma como a Bya descreveu o momento pra mim foi sensacional porque ela conseguiu descrever a emoção dos personagens de uma forma muito excitante e intensa. Aquela coisa que a gente se imagina, no mínimo, no lugar da Linda, tanto pela ousadia quanto pela sensualidade do momento. Bya, isso foi realmente "quente". Não posso falar muita coisa sobre esse capítulo, mas tudo o que eu posso dizer é que não se trata do sexo propriamente dito, mas sim do erotismo, da sensualidade e da entrega dos personagens na cena. Outra coisa que eu posso dizer é que os carros da BMW nunca mais serão os mesmos na minha vida, pois toda vez que eu ver um eu vou me lembrar da inveja que eu senti da Linda.

Quem me surpreendeu demais foi a Srta Lee Sato... a revelação que ela fez para Linda foi algo que jamais eu poderia imaginar, ainda mais sendo ela tão linguaruda quanto ela sempre foi. Se bem que pensando friamente, faz todo sentido por sua personalidade espevitada. Vocês também vão gostar bastante das aparições de Tony Parker, o médico amigo de Dimitri Logan. O homem é extremamente engraçado e sarcástico. A amizade que há entre eles é muito saudável e verdadeira. Realmente, o Sr. Logan veio se mostrado ser um homem completamente diferente daquilo que as pessoas estavam habituadas a pensar que ele era.

Conforme a história vai avançando a gente vai se sentindo muito mais preso e mais envolvido na trama. As cenas de sexo entre Dimitri e Linda são intensas, cheia de desejos e por mais que o Sr. Logan seja um dominador, Linda simplesmente conduz a situação de uma forma que a gente não se sente cansado e muito menos impactado com nada. O Sr. Todo Gostoso Dimitri Logan dá um show de controle na hora "H". Além disso, achei que as cenas de sexo entraram no contexto certo da história.

No meu momento ostentação, estou me sentindo a própria Melanie Logan, a irmã do Sr. Logan. Siiiiiiiimmmmmmmmmm ela é fissurada pelo Henry Cavill (como eu) e está vivendo uma maré de azar com o sexo masculino (como eu...kkkk), então, só lhe resta suspirar com aquele homem fantástico! Será que a autora se inspirou em mim?????? Linda dará uma mãozinha para a cunhada, afinal, algumas cunhadas são legais (como eu hehehehe)... E já que o assunto é a Melanie, vamos dizer que ela preparou uma festa incrível de aniversário para Dimitri Logan. Lembram da tal festa que ela estava organizando com a Linda? Então, a festa rolou e foi incrível, aliadas ao bom humor de Tony.

Vocês devem estar se perguntando porque eu não estou contando muitas coisas da história e porque não estou fazendo citação de alguns trechos, mas é que no caso desse livro, tudo é muito revelador, então, não da pra ficar causando spoiler desnecessário e estragar a leitura de vocês! Outra razão é porque eu simplesmente não encontro palavras para descrever o que eu estou sentindo. Os personagens tiveram um amadurecimento e uma intensidade incrível. Não teve aqueles "mimimis" comuns das mocinhas submissas e Linda, particularmente, deu um show com seu descobrimento sobre ser uma "submissa". Dimitri dispensa qualquer análise de comportamento e Collin, que da primeira vez que li #Pele acabou me conquistando. Confesso que quando li #Pele pela primeira vez havia criado uma certa antipatia, mas quando li pela segunda vez acabei vendo que realmente as aparências enganam.

Só posso dizer que chorei muito de emoção, de felicidade e de satisfação. Uma linda história, um final perfeito e o epílogo simplesmente sensacional. Isso é tudo que posso dizer, pois o bate-papo fica no inbox com a autora, porque com ela posso comentar tudo sobre o livro... hehehehe

Sim, esta música (you rase me up - Josh Groban) faz parte da trilha sonora do livro e ai quando voltei na história para procurar uma das trilhas, esta foi a que veio no meu colo e ao ouvir, aquele par de olhos violetas brilharam em minha mente e eu a escolhi para ser a trilha sonora do encerramento destas palavas.

Bya, simplesmente você foi demais...

E como explicar um sentimento impossível de definir? Não sei... Só sei que eu me apaixonei por este homem a primeira vez que o vi e depois disso nunca mais consegui ver outra pessoa como fonte de inspiração para minhas leituras.

No entanto, o maior presente foi tê-lo como inspiração de #Pele & #Alma no corpo de Dimitri Logan. Muitas pessoas já estão esgotadas de me verem fazendo inúmeras declarações, mas o que eu posso fazer se ele é o meu #numberone ?

Bya, obrigada pelo presente, obrigada por abraçar o meu amor como a sua inspiração, obrigada por tudo que você criou e porque você foi fantástica na sua escrita. Eu simplesmente amei... e devorei a história porque simplesmente não conseguia parar de ler. Obrigada por fazer do Henry Cavill o delicioso Sr. Logan.

site: http://vivendonomundodelivros.blogspot.com.br/2015/09/duologia-pele-alma-alma-02-bya-campista.html
comentários(0)comente



Ka Aranha 06/09/2015

Pele e Alma, duologia maravilhosa!
Estes são daqueles livros que você não quer que termine, fica imaginando com quais personagens a autora conseguirá desenvolver a continuidade.
A construção do relacionamento de Linda e Dimitri foi gradativa e ambos abriram mão de seus medos e anseios para que tudo funcionasse.
A autora é fantástica, uma escrita leve e inteligente.
Não deixem de ler!!!
comentários(0)comente



8 encontrados | exibindo 1 a 8