Assim Foi Auschwitz

Assim Foi Auschwitz Primo Levi




Resenhas - Assim Foi Auschwitz


5 encontrados | exibindo 1 a 5


Deise.Maria 11/12/2020

Fatos além de históricos serviram como documentos confirmando partes da historia de evacuação do campo mais temível o de Auschwtiz .nesse livro temos depoimentos do Primo Levi médico que sobrevivente e de Leonardo Beneti que saíram juntos do campo é passaram a se dedicar a escrita relatando tudo o que passaram em Seus anos de prisão e trabalho forçado no campo.
comentários(0)comente



Kez.Santos 18/06/2020

Assim foi Auschwitz
Relatos comoventes de como era a vida nos campos de concentração nazistas. Primo Levi e Leonardo Benedetti trazem de forma nua e crua a realidade vivida na época. Bom livro para quem gosta de estudar o assunto, contudo não é uma leitura leve, longe disso.

E que a memória de todas as vítimas sejam lembradas!
David 18/06/2020minha estante
Certos assuntos devem ser sempre lembrados para nunca serem esquecidos ou banalizados




Tigronna 01/06/2020

Desabafo que vai além do livro...
Todo ano eu leio um livro referente ao holocausto, desde que aprendi sobre nas aulas de história sou bem curiosa e tenho diversas perguntas sobre esse período tão assustador e a cada livro que leio uma pergunta é respondida e outras aparecem.
Sim, livros assim são tristes, eu mesma sempre choro lendo, mas eles merecem e precisam ser lidos! Principalmente os que foram escritos por sobreviventes, é lindo perceber os gritos da vitória deles, nesses livros lemos sobre as lutas, a vida difícil, as mudanças de rotina, mas principalmente, lemos sobre esperança! É muito difícil você não encontrar essa palavra tão especial nos testemunhos dos sobreviventes.
Esse livro tem um monte de testemunhos, de relatos das atrocidades que alguns seres humanos são capazes de fazer a outro seres humanos... Isso é muito triste...
O holocausto passou, os campos de concentração foram fechados, a vida dos que por lá passaram e sobreviveram voltou ao normal... Não! Não voltou! Os sobreviventes perderam parentes, amigos, eles sofrem por quem nem se quer conheciam...
Mas não é só isso, parcelas da humanidade sofrem porque pensam diferente, porque são de religiões diferentes, porque são de cores diferentes... olhem ao redor, seres humanos são assassinados todos os dias, um forte e atual exemplo disso é o assassinato de George Floyd.
Gente, não é se fazer de vítima! O racismo existe! A intolerância religiosa existe! O machismo existe! A homofobia existe! Outros milhares de preconceitos existem! E o único socorro para a humanidade é o respeito! O mundo precisa de respeito!
comentários(0)comente



RobsonGrangeiro 29/02/2020

Complementar ao 'É isto um homem?"
O livro traz uma série de transcrições que formam o trabalho de uma vida após o período de prisão em campos de concentração vividos por Levi e seu amigo médico.
Não recomendo como primeiro contato com o trabalho do autor, justamente por parecer que ele se repete pode vários capítulos, mas são mostras de seu trabalho de divulgação ao passar dos anos.
Bastante completo, apresenta fac-símiles de cartas, depoimentos e reportagens feitas em conjunto com outros sobreviventes ou como materiais para julgamentos dos envolvidos.
Muito importante como objeto de pesquisa.
comentários(0)comente



Neto 04/10/2016

O livro reúne relatos de Primo Levi, italiano, prisioneiro judeu do campo de concentração nazista de Monowitz, que pertencia à área de administração de Auschwitz. Há também relatos de Leonardo de Beneditti, prisioneiro no mesmo campo.
Os relatos se inciam ainda em 1945, logo após sua libertação e vão até 1986.
A leitura é super interessante e fácil. Há relatos destinados à instrução de processos contra os nazistas. Porém o mais interessante relato é o primeiro, feito por Leonardo a pedido da URSS sobre os aspectos higiênico-sanitários do campo.
Ronaldo.Refundini 04/08/2017minha estante
Olá, gostaria de divulgar meu segundo livro " Auschwitz como parâmetro de Amor", trata-se de uma análise ontológica que expõe as mazelas humanas que impedem as pessoas de viverem na sua plenitude. Numa reflexão profunda a respeito do sentido do ser além das aparências, o livro indaga a possibilidade do amor incondicional, trazendo também a ideia de que todas as pessoas são semelhantes sob a perspectiva de uma análise ontológica, a assimetria do verdadeiro e falso, a eternidade pela razão, perdão, etc. É uma obra fascinante! Será lançado na Bienal do RJ, mas já disponibilizo a pronta entrega, encomendas pelo whatsapp 44 99721 0404




5 encontrados | exibindo 1 a 5