Em Busca das Borboletas

Em Busca das Borboletas Margarida Pizarro




Resenhas - Em Busca das Borboletas


8 encontrados | exibindo 1 a 8


Entre Resenhas 08/11/2015

Em Busca das Borboletas - Vol 2, de Margarida Pizarro - Chiado Editora
No segundo volume da série Em Busca das Borboletas, a história de Maria Mendes e Dale Sloan continua intensa e com muitas surpresas.

Resenha do primeiro volume você encontra aqui.

Além de muito romance, Margarida Pizarro nos surpreende ao longo da narrativa com um sequestro, que é ligado ao passado da família de Dale, esclarecendo um episódio ocorrido com a irmã dele no primeiro volume, um assassinato, que foi uma tremenda surpresa, política e muitos altos e baixos que vão aparecendo e que vão pondo à prova o amor desse casal tão intenso, deixando assim a narrativa muito mais interessante.

Vários acontecimentos que Margarida interpôs no caminho de Dale e Maria não deixaram que a narrativa caísse na mesmice.

Nesse segundo volume Maria tem que lidar com o assédio da imprensa sobre ela, pois é a noiva do candidato a Mayor de Nova York, começa a ser reconhecida em seu trabalho, que é sua paixão e tem que lidar com um assustador sequestro e perdas muito tristes na sua vida. E assim nos vemos envolvidos mais e mais na história.

A história continua fluída, mágica e envolvente como no primeiro volume, arrebatando o leitor nas primeiras páginas.

Em Busca das Borboletas foi intitulado como um “conto de fadas dos tempos modernos”, devo dizer que é a mais pura verdade. É uma história doce, com personagens envolventes e cativantes, dignos de um conto de fadas.

Um conto de fadas, com casamentos entre príncipes e princesas, amores e paixões arrebatadoras, nos mostrando que o amor transpõe barreiras, nos fazendo suspirar e nos apaixonar pela narrativa cada vez mais.
Em meio a tantas emoções, às vezes, conflitantes, Margarida conseguiu manter os momentos divertidos onde as três mosqueteiras, Dale, Thomas e Harry fazem da história algo leve e engraçado.
Não posso esquecer de mencionar aqui dois personagens que cresceram e ganharam espaço ao longo da narrativa, Gio e Eva, cativantes e efusivos que deram mais vida ainda ao cenário romântico da história. Senti pelo ocorrido com Eva. Foi a única coisa que me chateou na história.

Margarida Pizarro, conseguiu passar para o leitor, de forma simples o amor incondicional e a amizade verdadeira. Fez com que a história continuasse com perfeição, tudo se enlaçando para um arremate perfeito sem deixar nenhuma ponta solta no final.

Em Busca das Borboletas é uma história suave e doce, de amor, amizade e superação.

É o romantismo de tempos atrás retornando de forma sutil aos tempos de hoje.

“...vivam como se fosse o último dia das vossas vidas. Amem-se como se fosse a última oportunidade. É preciso amarmos as pessoas como se não houvesse amanhã. Nunca esperem pelo amanhã para amar ou perdoar. Amar alguém é viver num exercício constante de não querer fazer do outro o que queremos que ele seja. A beleza de um jardim não depende do tamanho das flores, mas, sim, da variedade do seu colorido. Assim é a felicidade, que não depende de grandes alegrias mas da variedade de muitos e pequenos momentos felizes que colhemos ao longo da vida”...

Margarida Pizarro está de parabéns pela forma tão meiga, doce e encantadora com que ela toca o coração do leitor com esse romance belíssimo.

A edição está perfeita como a do primeiro volume, a Chiado editora está de parabéns.


site: http://entreresenhas.blogspot.com.br/2015/03/resenha-em-busca-das-borboletas-volume_10.html
comentários(0)comente



Três Leitoras 18/01/2016

Resenha completa no blog
Antes de começar, preciso dizer que livros como esse me fazem acreditar cada dia mais nos bons sentimentos, nas relações de amor e amizade, no companheirismo e união.

Quem leu o primeiro livro sabe que ele acaba com Dale e Maria separados... Mas nenhum de nós sabia exatamente o motivo que o fez se separar dela, mesmo demostrando ser tão apaixonado por ela.

E nós descobrimos a verdade através de quem menos esperávamos: Mr. Sloan. O sogro que inicialmente eu tinha raiva... Tudo que Dale fez foi para proteger Maria, pois acreditava que ela estaria sendo ameaçada pelos mesmos sequestradores da sua irmã, mas para a nossa surpresa isso foi uma armação do Senador para os afastar, só que ele nunca imaginou que seu filho fosse ficar tão triste com a separação e assim procura Maria, lhe conta a verdade e a pede para aceitar Dale de volta... E é óbvio que ela aceita!

Na noite de virada do ano, eles se reencontram e retomam o relacionamento deles... Nesse livro, uma paixão virá amor e isso é claro devido a forma com a qual eles conduzem o relacionamento deles.

Maria e Dale aprendem a enfrentar os obstáculos juntos... O companheirismo, respeito e confiança são os ingredientes principais desse relacionamento junto com o amor, é claro!

Muitas coisas ruins irão acontecer: sequestro, possíveis traições, perdas... Mas também muita coisa positiva e feliz acontece: noivados, casamentos, conquistas pessoais e profissionais...


Obs: Um dos momentos mais lindos desse livro é quando essa música acontece...

A autora foi muito feliz na condução dos fatos e em como os fatos se desenrolam... Nesse livro, pudemos acompanhar não só a relação de Maria e Dale, mas de todos que estão ao seu redor... E quando percebemos estamos apaixonados por todos eles.

site: http://www.tresleitoras.com.br/2015/12/resenha-em-busca-das-borboletas-volume-2.html
comentários(0)comente



sentilivros 17/05/2016

resenha de Em Busca das Borboletas - volume II
" - 'Ao aprender a amar, o homem derramará lágrimas não de tristeza mas de alegria. Chorará não pelas guerras e injustiças, porque compreendeu que procurou a felicidade em todo o universo e não encontrou. Perceberá que deus a escondeu no único lugar que ele não pensou em procurá-la: Dentro de si'."

Bem, a primeira coisa que devo dizer é...Cuidado haverá spoillers!!!
Em Busca das Borboletas conta a história da luso-americana Maria Mendes. Uma moça batalhadora que encontra uma amizade única e sincera em Joah e Alícia. Além da amizade ela descobre o amor com Dale. E é este amor que deverá passar por algumas provações para se tornar eterno.
O livro começa sem rodeios onde terminou o primeiro. Com a briga de Maria e Dale os pais dele resolvem intervir devido a tristeza do mesmo.
É assim que tudo começa a clarear na cabeça de maria e eles retomam de onde pararam e tudo vai se certando em meio as eleições pela qual Dale concorre a prefeito e muitas outras tramas para separar os dois.
Maria é uma personagem autêntica, "inocente, sincera e forte. Tá certo que algumas dúvidas as vezes a deixam confusa, mas isso não a faz ficar plantada, mas sim a faz mais forte.
Ela vai crescendo conforme os problemas vão aparecendo e eles vão resolvendo.
" Assim é a felicidade, que não depende de grandes alegrias mas da variedade de muitos e pequenos momentos felizes que colhemos ao longo da vida."
A amizade das mosqueteiras também vai se fortalecendo,bem como a amizade de seus parceiros.
Tanto Joah como Alícia vão se tornando mais presentes e é como se acompanhássemos a vida das três. E ao invés de serem três mosqueteiras, nos tornamos quatro. Pois torcemos e vibramos com elas.

"Apesar de todas as pedras no nosso caminho, nós conseguimos superar tudo, porque nos amávamos."
Dale é um caso a parte. O homem lindo gente. Não só fisicamente, mas espiritualmente. Ele é um mocinho tudo de bom. Além disso seus discurso s e planos de governo seriam maravilhosos se tornassem realidade. No começo o vemos como qualquer garoto rico e mimado, mas quando percebe que é a Maria que ele deseja, ele vai se tornando o homem ideal.
"Ela deu-me paz, amor , paixão, apoio e estabilidade. Ela fez-me uma pessoa melhor, fez-me acreditar que quando existe amor tudo é possível e que, se lutarmos com vontade, com paixão, todos nossos sonhos se tornam realidade."
Enfim, o livro continua com todo o poetismo, musicalidade e emoções do primeiro. É tão bom quanto e entrou para os favoritos. Por isso, sem dúvida recomendo.

P.S.: O título do livro está ligado aos sentimentos que nos atropelam a alma enquanto so sentimos e isso que a faz "correr" em busca das borboletas.
"As minhas borboletas agradeciam esta nova vida, não me largando um minuto, em voos de velocidades diferentes, mas sempre ali, a mostrar que quando o amor é verdadeiro elas mesmas o sentem e nunca desaparecem."
Super recomendo!!!

site: http://sentimentonoslivros.blogspot.com.br/2016/05/em-busca-das-borboletas-vl-2-margarida.html
comentários(0)comente



Arca Literária 24/06/2016

resenha disponivel no link http://www.arcaliteraria.com.br/em-busca-das-borboletas-2-margarida-pizarro/

site: http://www.arcaliteraria.com.br/em-busca-das-borboletas-2-margarida-pizarro/
comentários(0)comente



Karla Samira @pacoteliterario 24/11/2016

Em Busca Das Borboletas - Vol 2
Hoje vou contar um pouco sobre o segundo volume dessa linda história de amor.
Nesse livro, temos a continuação do romance entre Maria e Dale, personagens centrais da trama.
Dale está no auge da sua campanha a "Mayor" (algo como prefeito) de Nova York e tem toda as chances de vitória. Na sua empreitada, tem muitos compromissos políticos que o impedem de estar o tempo todo ao lado de sua amada Maria, como deseja.
Ao descobrirem sobre a volta do casal, os jornalistas realmente não lhes dão sossego: fotos, entrevistas, coletivas de imprensa, boatos e outras várias interferências estarão presentes em suas vidas. É claro que a revista onde Maria trabalha se aproveita da situação para explorar ao máximo, com toda a divulgação em primeira mão e até passa a lançar moda através dela.
Para dar mais ação e emoção ao livro, Maria é vítima de um crime que demora vários dias para se desenrolar e, após o quase colapso de Dale (e dos leitores, claro!), consegue se desvencilhar de mais esse obstáculo ao amor do casal.
É lindo de ver como a amizade entre as mosqueteiras Maria, Joan e Alícia se fortalece a cada episódio (bom ou ruim) que as três enfrentam juntas nesse livro. Os valores de família e, sobretudo, de amor, também permanecem fortes durante toda a trama.
A autora continua com o senso de humor afiado, o que faz com que a leitura seja leve, fluida e agradável. Outro ponto positivo, para mim, foi que ela manteve a personalidade de cada personagem. A impressão que tenho é a de que ela escreveu a história do início ao fim para, depois, dividir em dois volumes.
Outra observação importante é que, pelo fato de a autora ser portuguesa, foi curioso aprender outras tantas expressões utilizadas no vocabulário de Portugal que não fazem parte do nosso dia a dia no Brasil.
Assim como no primeiro, o segundo volume nos traz diversas letras de música para expressar os sentimentos dos personagens em vários momentos.
O final do livro é bem bonito, digno das melhores expectativas de quem lê o romance por completo. Adorei conhecer essa autora, que me cativou com essa linda história, então, mais que recomendo a leitura!

site: http://pacoteliterario.blogspot.com.br/2016/05/resenha-em-busca-das-borboletas-vol-ii.html
comentários(0)comente



Tatyana Zille Esc 25/07/2017

Em Busca das Borboletas - Vol. 2
O romance EM BUSCA DAS BORBOLETAS VOL. 2, da escritora Margarida Pizarro, lançado pela Chiado Editora no ano de 2015 cujo ISBN é: 978-989-51-1425-2, nos traz a envolvente estória de Maria: Jovem, latina, filha de portugueses, apaixonada por Dale.
Suas 450 páginas estão subdivididas em 41 capítulos e o enredo inicia-se com os pais de Dale chegando ao apartamento da jovem, em uma noite de réveillon - Exatamente como findara o volume I -.
O foco principal da obra é o amor entre Maria e Dale e o valor da amizade verdadeira entre: Ela, Joan e Alicia, as mosqueteiras.
De traçados leves, mostra-nos uma linda história de amor mesclada a moda e música.

Mais algumas Considerações:
*** Os poucos e breves pontos de virada - 4 em 41 capítulos - , sendo o desfecho da personagem EVA o mais impactante;
*** A ausência do personagem Alan, presente no volume I, quiçá poderia ter proporcionado uma expectativa maior à narrativa.

Se você procura uma obra romanesca, que lhe chame a atenção pela sensação de "Love's in the air" vai se encantar com EM BUSCA DAS BORBOLETAS -VOL 2.
Ideal para quem prioriza um tipo de leitura para momentos relaxantes e agradáveis.
Deixe que as borboletas do seu imaginário batam asas e apaixonem-se.

site: https://www.tatyanazille.com/single-post/2017/02/19/Em-Busca-das-Borboletas---Vol-2
comentários(0)comente



Beta 29/03/2018

Pois bem, a 2ª parte desta apaixonante história foi ainda mais envolvente. Temos a continuação da história de amor entre Maria Mendes e Dale Sloan que, até então estavam separados devido a uma mentira. A leitura flui muito bem e, mesmo sendo “Português de Portugal”, o entendimento é pleno.
Nesta continuação, regada a muito romance, o que me surpreendeu foram as cenas de ação, aventura e suspense. Sim, a história foi muito mais movimentada do que no primeiro livro, sentimentos se misturavam e a torcida para que tudo saísse bem foi grande. A montanha russa de emoções na qual esta leitura nos faz embarcar, leva-nos dos maravilhosos sentimentos de amor e felicidade até o triste sentimento de luto, com casamentos, salvamentos, nascimentos e a perda inesperada de uma das personagens, ao meu ver, mais carismáticas da história (Confesso que fiquei um pouco abalada com o susto da notícia e a reação de outros personagens!). A Música, novamente presente no decorrer da obra, nos ajuda a realmente entender a forma como os personagens são atingidos pelos acontecimentos ao seu redor, deixando a leitura ainda mais interessante.

site: http://livrosdabeta.blogspot.com.br/2016/10/resenha-em-busca-das-borboletas-ii.html
comentários(0)comente



Cecília @febredelivro 17/11/2018

Em Busca das Borboletas - Volume II [ Resenha Literária ]
Oii gente, hoje eu trouxe para vocês a resenha do livro Em Busca das Borboletas - Volume II, uma continuação do livro Em Busca das Borboletas - Volume I, do romance entre Maria Mendes e Dale Sloan, escrito por Margarida Pizarro e publicado pela Chiado Editora.

Com tantas diferenças entre seus mundos, que podem ameaçar a sua felicidade, manchando com dúvidas o futuro a dois que Dale e Maria tanto ansiavam viver. Será mesmo que o amor irá vencer todos as barreiras?

A vida de Maria Mendes não continuava a mesma, ela passou por um ano de reviravoltas e sofreu muitas mudanças, boas e más. Nessa continuação, Margarida Pizarro nos propôs um romance que vai crescendo cada vez mais, o livro vai ficando cada vez mais romântico e até um pouco açucarado.

Os dias difíceis mostrava para Maria que devemos viver cada dia como se fosse o último, e sempre acreditava em amuleto da sorte, e você, no que acreditava ser seu amuleto da sorte? as borboletas seriam capazes de salvar a sua vida? a de Maria sim.

Maria levava sua vida com Dale cheia de altos e baixos, mas mantinham juntos, unidos e apaixonados, estavam dispostos a ultrapassar tudo. Com o desenrolar da história nesse segundo livro, podemos acompanhar muitas coisas passadas por Maria, onde Dale esteve sempre prisioneiro do medo, de perdê-la e da culpa que algo pudesse acontecer por sua conta.

'' Era impressionante como o amor tornava o nosso mundo tão mais belo. As minhas borboletas agradeciam esta nova vida, não me largando um minuto, em voos de velocidade diferentes, mas sempre ali, a mostrar que quando o amor é verdadeiro elas mesmas o sentem e nunca desaparecem. Bastava um olhar, um toque, um suspiro, uma respiração, um sussurro, um beijo e elas voltavam. ''

Em Busca das Borboletas - Volume II, podemos acompanhar a vida dos personagens e como eles vão crescendo na história, alguns exemplos são das amigas da Maria, Joan e Alicia, conhecidas como amigas inseparáveis que vivem e viveram muitas coisas juntas, com vidas resumidas em laços profundos impossíveis de ser quebrados e momentos lindos e hilariantes. O Dale que é o famoso Bad Boy e a própria Maria Mendes.

Em algumas partes do livro acaba ficando um pouco cansativo, mas nada que atrapalhe o andamento da leitura e a conexão da escritora com os leitores. Uma história envolvente, com uma diagramação ótima para a leitura de um calhamaço.

Uma obra cheia de reviravoltas, desafios, amor, muitas etapas da vida para serem vencidas e um romance que supera todas as barreiras. Recomendo muito os dois livros, que foram bem escritos, e são obras que nos propõe diversão, alegria, drama, suspense, rir e chorar.


site: Febre de Livro http://febredelivro.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



8 encontrados | exibindo 1 a 8


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR