A Boneca Fantasma

A Boneca Fantasma Fernando Nery




Resenhas - A Boneca Fantasma


15 encontrados | exibindo 1 a 15


Andressa 17/09/2017

A Boneca Fantasma | Por Andressa Groppo
Bem, por onde eu começo? Eu conheci o livro do Fernando Nery por acaso. Eu tinha acabado de pagar a fatura do meu cartão e precisava saber se ele havia sido liberado. E eu acho melhor passar vergonha na internet por ter o cartão recusado, do que pessoalmente, olhando pra uma pessoa então, acabei testando na compra deste e-book e deu certo!

Como é um livro curto, resolvi não deixar a leitura para depois. E quem me conhece, sabe que eu não gosto de bonecas então, esse livro me chamou a atenção.
No livro, conhecemos Laura que desde pequena tinha talento de estilista. Desenhava modelos de roupas para suas próprias bonecas e das amigas também. Com isso, ela foi ganhando fama desde pequena.

Já na vida adulta, com uma carreira de sucesso, ela conhece a atriz Merlin, que vira sua melhor amiga. Merlin é tão famosa, que a empresa que Laura trabalha acaba fazendo uma boneca para ela. Como as duas são super amigas e não se desgrudam, a mídia começa a fazer fofocas sobre as duas: que são amantes em segredo. Merlin não aguenta isso, e resolve arrumar namorados para as duas, mas isso só piora a situação. Enfim, temos aí uma amizade desfeita por causa de fofocas e uma garota (Laura) obcecada pela amiga.
Percebemos que Laura realmente tem uma paixão platônica pela amiga e mais pra frente, vemos que ela é correspondida.

Aí lendo minha resenha você deve estar se perguntando: Tá, e a boneca? Laura é tão obcecada por Merlin que tem guardada uma boneca da amiga. A veste com seus melhores modelos e faz até um quarto só pra ela.

A temática do livro é até um pouco interessante, porém, algumas coisas me chamam a atenção na narrativa do autor: isso era pra ser um livro de terror ou suspense. Em muitos momentos, eu sentia que estava lendo os famosos livros hots. Temos Laura fazendo sexo com seu namorado, Rafael, com sua amiga Merlin e com a boneca dela. Sim, ela transa com a boneca também!
Temos 131 páginas de uma história bem rasa, sem muitos detalhes. O autor foi bem inteligente ao nos explicar isso no final do livro. Do porquê dos erros de português não corrigidos e do porquê o livro foi escrito de uma forma corrida. Neste caso, 1 ponto para o autor!
Porém, no final, ele quer saber se você entendeu MESMO o livro. Te faz perguntas sobre a história, repete trechos só para ter certeza sobre o seu entendimento da história. Achei isso desnecessário, pois ele não deixou aquele espaço aberto para nós imaginarmos o final: se a boneca de Merlin realmente falava, andava e fazia sexo ou se era Laura que tinha sérios problemas mentais.

Enfim, esperei mais do livro. Apesar do autor explicar os motivos que a história foi tão rasa, eu senti falta de algo mais explicado. Três estrelas pela esperteza na hora de explicar os erros na escrita!
comentários(0)comente



Diae 21/03/2017

Resenha exclusiva do blog Da Imaginação à Escrita
Olhando meus e-contos no aplicativo Kindle, fiquei com uma imensa vontade de ler uma história macabra, assustadora e misteriosa, dessas que deixam o leitor com frio na barriga e remoendo tudo que foi lido. Eu esperava que A boneca fantasma remetesse esses sentimentos e por mais que tenha um certo ar de mistério, passa longe de um conto de suspense ou terror, na verdade eu não saberia dizer exatamente o gênero desse conto, temos o mistério, a loucura dá personagem principal e bem, muito erotismo...

Sinceramente, uma história não precisa apelar para o lado erótico para compor sua narrativa e neste conto pelo menos uns 95% dá história era sobre as transas dos personagens, se fosse um e-conto erótico, eu até entenderia, mas em uma história que prometia algo macabro, deu espaço apenas ao lado erótico foi muito desnecessário. Mas este não é o principal problema de A boneca fantasma, sua história é fraca, rasa e sem emoção, vemos a obsessão de Laura por Merlin, a ponto de transferir isso para a boneca dá atriz, mas em nenhum momento há emoção na narrativa, pelo fato de que faltou uma profundidade nos personagens e na própria história, foi uma leitura simplesmente arrastada, que me deu desgosto de ler, eu esperava um suspense, algo beirando ao sobrenatural, uma história que arrepiasse e mexesse comigo, mas não foi o que encontrei. Há uma abertura para uma possível continuação, no entanto não irei me arriscar, afinal A boneca fantasma não atingiu minhas expectativas, não me cativou em nenhum momento e muito menos seus personagens.

site: http://www.daimaginacaoaescrita.com/2017/02/mini-resenha-boneca-fantasma-fernando.html
comentários(0)comente



Saulo.Moreira 06/10/2016

Ouse sair da mesmice
Fernando Nery me agradou e muito com o excelente livro A Boneca Fantasma. Amante de livros, filmes e séries de suspense e terror, fico muito feliz em conhecer um autor nacional com tamanha audácia para escrever um livro assim. Digo isso, pois a obra foge da mesmice, usa de uma mistura entre focos narrativos que me deixou perplexo. Ler parte da história em primeira pessoa e outra parte em terceira me deixou extasiado. Pude me sentir dentro da trama, tentando descobrir quem estava fazendo o quê e por qual motivo. O suspense que essa mecânica trouxe foi primoroso. Não digo que seja errado, mas o uso e a cobrança excessiva por narrativas seguindo a “jornada do herói” chega a me cansar. Parece que existe uma fórmula mágica e primordial que ninguém pode se distanciar, no entanto, obras de suspense sempre fascinam mais quando quebram esse paradigma. A forma com que o autor escala as cenas e aumenta a tensão é primorosa, sem falar que mudar o tipo de narrador, da forma com que ele fez, cria pequenos spoillers da história que nos faz querer ler ainda mais rápido. Já fui influenciado por autores brasileiros como André Vianco, Eduardo Spohr e Leonel Caldela e assumo que A Boneca Fantasma de Fernando Nery influenciará futuras obras minhas.
O fascinante no livro não é só a técnica narrativa e o esqueleto em que o enredo foi montado, mas também a sua história cativante e sensual, mas dela eu falarei pouco, porque qualquer coisa que eu diga aqui pode ser um pequeno spoiller, tamanha é a importância de todos os detalhes criados nas cenas. Tudo o que posso dizer é que o livro é excelente e vale muito à pena a leitura.
comentários(0)comente



Cristy 27/09/2016

Super recomendo!!
Quando eu li pela primeira vez sobre o livro eu pensei: Boneca x terror x erotismo x fantasma. Fiquei tipo: hã? Mas fui lendo resenhas, e tive a oportunidade de conversar com o autor e conhecer um pouco mais dele (sim julgo livro pelo autor) percebi em seu jeito de falar e ver as coisas algo que o torna muito agradável e divertido, e logo imaginei que sua escrita também seria assim.
E eu estava correta, o livro não me decepcionou em momento algum, o terror em suma é psicológico, quanto ao sobrenatural, bem, isso não vou revelar pois estragaria a surpresa do livro, em certo momento o autor interage com o leitor. Para a minha surpresa! Pois nunca tinha lido um livro em que o autor se manifestasse dessa maneira, eu sinceramente achei extremamente criativo da parte do autor, ele faz perguntas na qual te faz refletir bem o contexto da história, e depois de você responder( não vale roubar heim...) ele responde as questões para que você compare as respostas mostrando os fatos de grande importância na narrativa.
O livro narra entre outros aspectos a vida sexual de Laura, as suas confusões e psicoses, medos e desejos, é impossível você não deixar de sentir a angústia da personagem, o livro te prende até o final, pois você quer saber logo com quem Laura fica, ou se a boneca é sobrenatural ou é da mente de Laura, entre outros mistérios. Um assassinato ocorre, quem será o assassino(a)? Bom, melhor você ler para entender haha!
O livro é narrado em primeira e terceira pessoa, o que para mim foi outra surpresa, no mesmo livro você tem duas visões da trama, criatividade não faltou para o autor Fernando ao escrever o livro. Eu super indico A Boneca Fantasma do autor e Filósofo Fernando Nery.
comentários(0)comente



Cah 19/09/2016

A Boneca Fantasma | por Carol Sant
Boa tarde, leitores!
Como estão? Tudo belezinha?
Hoje trago a resenha de mais um livro de terror aqui para o blog, em parceria com o autor Fernando Nery. Recebi o livro dele, chamado "A Boneca Fantasma" e é o primeiro livro de uma... (Duologia? Trilogia? Série). Vamos começar essa resenha do medo?! (huehue')
Aqui vamos conhecer a história da Laura, que sempre viveu em meio as bonecas desde bem pequena, ela acabou criando o hábito de criar modelos de roupas e costura-los todos para suas bonecas, e então, se tornou famosa entre as colegas de escola que acabam encomendando vestidos novos para suas bonecas. Já quando entrou na vida adulta, Laura continuou com sua carreira de estilista e o mais curioso de tudo é que as modelos continuaram a ser suas bonecas.
O grande sucesso da garota bombou quando foi contratada para fazer os vestidos das bonecas de uma empresa muito conhecida, foi ai que a carreira da garota deslanchou, os vestidos das bonecas que ela vestia começaram a ditar a moda entre grandes celebridades, mundialmente conhecidas. Claro que a vida de Laura não se resumia a trabalhar apenas, a garota teve alguns relacionamentos amorosos com algumas pessoas, mas depois de se envolver com uma mulher, a vida de Laura começou a mudar drasticamente e tomar rumos que ela nunca imaginou.
Uma frase que me deixou super curiosa foi essa: "Não há nenhum mal em falar com bonecas, o problema é quando as bonecas resolvem responder, diriam os sábios..."
O livro é super curtinho, com apenas 136 páginas e o Fernando tem uma narrativa bem fluída e rápida de ser lida, eu particularmente, li o livro em apenas duas horinhas. Vale comentar que livro está em 3° lugar na Amazon em procurados do gênero "terror" e "lesbianismo". Vocês já devem saber que eu sou super medrosa para livros deste gênero, né? Pois é! Mas por incrível que pareça, com esse livro não senti medo (e até li de noite, coisa que não faço quando o livro é de terror!), creio que o livro vá mais para o gênero de "suspense" e/ou "romance sobrenatural".
É uma boa pedida para pessoas que curtem um suspense ou um romance mais macabro, eu gostei bastante do livro, mas, confesso que esperava tomar alguns sustos no decorrer da leitura, coisa essa que não aconteceu. Mas estou esperando ansiosamente pelo segundo volume! Levou uma classificação de 3,5 estrelas no Skoob, e claro, RECOMENDADO!
Beijos da Cah

site: http://garotabibliotecaria.blogspot.com.br/2016/07/resenha-boneca-fantasma-fernando-nery.html
comentários(0)comente



Suka 01/07/2016

Vamos começar pelo prefácio feito pela Vanessa Araujo, a escrita dela já deixa o leitor instigado a continuar a leitura do livro. Levei 2h para ler, pois é um livro curtinho de 136 páginas, dividido em 7 capítulos, além do prefácio e do epílogo.
O livro inicia-se sendo narrado em terceira pessoa e conta a história da Laura uma talentosa estilista de bonecas que possui suas ambições, amores e desejos, a narrativa também intercala em primeira pessoa.
A linguagem é bem coloquial, o que torna a leitura do livro leve, nos deixando completamente envolvidos.
A Laura com seu talento é contratada por uma empresa de roupas de bonecas e é quando ela conhece a Merlin uma atriz famosa, elas se tornam amigas, mas toda fama trás consigo a exposição o que às vezes não é nada agradável e elas viram alvo de fofocas, a Merlin acaba propondo que elas arrumem um namorado, então a laura começa a namorar o Rafael e a Merlin, o Rodrigo.
Porém, a Laura ver-se secretamente apaixonada por sua amiga, mas as fofocas não param e elas se afastam.
E é ai o ponto chave onde toda loucura começa, quando vocês lerem vão pensar que escrita louca, gente! é uma escrita maravilhosa. O autor avisa no inicio do livro que encontraremos erros de português e claro que com a leitura vocês irão entender o porque da escrita estar dessa forma.

site: www.suka-p.blogspot.com
comentários(0)comente



Léo 19/04/2016

Provocativo, intenso, objetivo e de perfeita construção
''Na noite em que recebi o livro, tentei dormir mas não consegui. Alguns barulhos após a meia-noite me deixaram atento e aflito. Não posso dizer com clareza o que eram os sons vindos do corredor da casa, mas o fato é que, perdi o sono e fui reler a história de 'A Boneca Fantasma'. Mergulhar nesse enredo é descobrir, em cada releitura, diversas novas condições sobre o comportamento e desejo dos elementos envolvidos na trama, que de forma muito enfática, complementa e representa outros tantos indivíduos por aí. Fantasias, apetites sexuais, atração física, tesão. Sinônimos que se juntam às vontades mais insanas para proporcionar o prazer em seu nível mais elevado. E, no meio disso tudo, o psicológico entra em exaltação e gera questionamentos ao próprio ser: como entender a mente humana? Até onde o sobrenatural pode ser considerado real, existente, fundamento concreto que ocupe um espaço em meio aos indivíduos? Como explicar essas ocorrências? Quais circunstâncias a distorção mental pode provocar? Enquanto também tento entender, não ouço mais barulho algum no corredor mas me sinto num estado de deleitação profunda. Será que 'A Boneca Fantasma' está ligada a isso? Não sei o que dizer, mas fiquei sabendo que ela gosta de experimentar um homem barbudo às vezes."

O livro ''A Boneca Fantasma'' escrito por Fernando Nery, inicia-se de forma sublime. Ao abri-lo, visualiza-se alguns trechos bem interessantes e instigantes na orelha da capa da obra e, logo em seguida, o leitor se depara com um prefácio extraordinário escrito por Vanessa Araujo autora da série Eclipse Sagrado e diretora executiva da Editora Percurso , que interpreta muito bem o romance de Nery, preparando o leitor para as páginas seguintes. O segmento dos primeiros trechos apontam detalhes da capacidade profissional das mulheres no mercado de trabalho, retratando que no mundo atual elas conseguem se firmar no cenário técnico e mostrando a competência feminina, que conquista seu espaço em diversas áreas com admiração e reconhecimento até do mundo masculino. O enredo é desenvolvido na base de 5 personagens que mais aparecem na obra; Laura e o namorado Rafael, Merlin e o namorado Rodrigo, e a Boneca Fantasma.

A trama é curta. O livro, com 136 páginas, apresenta prefácio, 7 capítulos e um epílogo onde o autor interage diretamente com o leitor. Isso acentua ainda mais a capacidade e talento de Fernando Nery, que em poucas páginas conseguiu desenvolver um enredo muito coeso.

A escrita do autor é maravilhosa. Ele utiliza uma linguagem muito habitual e consegue deixar o leitor completamente ligado nas narrativas sem forçá-lo e esgotá-lo em qualquer momento. O conteúdo de informações se desenvolve gradualmente e o romance cresce a cada página. A história começa tranquila e, naturalmente, leva o leitor a um labirinto saturado de insanidade e prazeres que se desenlaçam em um grande mistério, tornando a sua estrutura muito lapidada.

''Quando soube, anos atrás, do livro 'A Boneca Fantasma' e li a sinopse da obra, hesitei em relação a proposta do autor Fernando Nery, Pensei que se tratava de algo no estilo Hot e que seria uma leitura meramente divertida e sombria, sem muitas mensagens a serem repassadas. Após o término da obra, encontrava-me basicamente surpreso. Essa é a palavra mesmo, SURPRESO. Liguei os fatos, me prendi no clima de suspense e entendi que a trama agia diretamente no psicológico do leitor, o fazendo usar a sua consciência para analisar a base da história e compreender a sua essência.''

A condição psicológica logo entra em evidência em ''A Boneca Fantasma''. Fernando passa a usar essa ferramenta em seu romance como um item medular. É através desse elemento indispensável que o enredo vai se transformando e intensificando o grau de insanidade em seus personagens. Quando você pensa que esse nível de loucura não pode ultrapassar o que já foi apresentado, acaba se deparando com novas revelações que te deixam tão absurdamente revolto e louco quanto Laura. Os personagens apresentados foram bem trabalhados e parecem mesmo serem tão reais quanto a Boneca, você e eu. Ganharam características que os fizeram agir por conta própria como se Fernando Nery não tivesse controle sobre tais. Ele tratou muito bem esteticamente e reflexivamente os seus personagens. A Boneca, por exemplo, é profundamente maliciosa e desvergonhada enquanto Laura utiliza seu poder de sedução mental com intuito de compenetrar o leitor.

As narrativas se alteram entre 1ª e 3ª pessoa e isso deixa a história ainda mais interessante pois o ponto de vista dos que narram Laura e narrador , se contradizem em muitos momentos, causando no leitor dúvidas essenciais sobre quais sejam as ponderações verdadeiras.

''Posso afirmar que a obra 'A Boneca Fantasma' me causou diversas sensações. Além disso, gostei do desembaraço do autor em trazer pra gente assuntos como a sexualidade, religiosidade, desejos insanos e padrões moralistas. Gosto de livros que me levem diretamente pra esses cenários e que tratem o assunto com realidade, sem medo, como é o caso de 'A Boneca Fantasma'. Fernando Nery ainda teve a capacidade de envolver elementos sobrenaturais e misteriosos no romance, dando aquele clima nebuloso. Tudo isso bem encorpado. As inserções desses elementos foram um ponto alto nessa avaliação. Por ser bem carismático, Nery ainda deu destaque em alguns momentos para um assunto que, às vezes, se faz presente nas rodinhas de conversas da mulherada, o tamanho do brinquedo dos homens. Vocês entenderam, não é?''

No enredo há alguns erros de português que foram deixados propositalmente pelo autor. Logo nas primeiras páginas do livro há um aviso sobre isso. Obviamente um motivo justifica essa escolha de Fernando Nery em colocar isso na obra e o seu argumento é realmente aceitável.

E o que dizer sobre a parte artística de ''A Boneca Fantasma''? Não há como deixar de elogiar Clayton De La Vie que também é autor e já teve seu livro resenhado aqui no #ML pela excelente diagramação e arte de capa e marcadores. Está um luxo! Perfeito demais. A Percurso arrasou novamente.

''As mensagens contidas em 'A Boneca Fantasma' são de suma importância psíquica e comportamental. O sobrenatural tornou-se, na verdade, apenas um ingrediente que preenche o enredo e estabelece uma conexão retilínea entre Laura e Merlin, a Boneca. A mente de uma personagem até então, comum , é retratada a todo tempo e é o foco que carrega a gente para o misterioso acontecimento ao final do romance. As cabulosas práticas salientam a confusão mental de Laura. A Boneca definitivamente tem ações próprias e também está a procura de qualquer tipo de prazer. É uma boneca realmente incomum que acaba levantando também a questão sobre paixões proibidas e compulsividade. Acredito que muitos tenham as suas Bonecas Fantasmas e as guardem num local bem seguro, longe da visão daqueles que possam levá-las ou usá-las. Enquanto lia, fui me colocando no lugar de cada personagem e afirmo que não sei se seria tão fácil agir de maneira diferente desses indivíduos.''

A proposta do autor é ótima. O enredo se desenvolve muito bem. O desfecho traz algo surpreendente. Repito que, a audácia de Fernando Nery é para ser aplaudida e deve servir de exemplo para outros que, às vezes, não se arriscam em um universo tão verdadeiro e existente em tantos lares. As novidades dessa edição, como prefácio, novos trechos e epílogo serviram para aperfeiçoar o romance de estreia do Filósofo. Ao término do livro, o leitor ainda poderá ler o primeiro capítulo do segundo volume. Isso mesmo, pra quem ainda não sabe ''A Boneca Fantasma'' será uma trilogia publicada pela Editora Percurso e tem tudo para se tornar um verdadeiro sucesso se for trabalhada com seriedade por seus criadores. Há mensagens e a obra tem valor reflexivo. Fui um dos primeiros a ler o primeiro capítulo da continuação e afirmo que Fernando Nery pode surpreender ainda mais o leitor nesse segundo volume.

Mas, afinal, o que vocês acharam dos comportamentos de Laura e sua Boneca Fantasma? Será mesmo que Laura pode ser considerada louca? Isso eu não vou lhes responder pois tenho certeza que vocês terão suas próprias conclusões ao lerem o livro mas é certo que a Boneca Merlin é realmente um fantasma na vida de Laura. Essa boneca é terrivelmente louca, manhosa, dominadora e faminta por prazer. Eu já pude experimentá-la, que tal, agora ser a vez de vocês?

''A Boneca Fantasma'' é expressivo. Exerce no seu leitor dúvidas que os levam a refletirem sobre a realidade e o prazer de modo espontâneo, levando-o para perto da Boneca Fantasma que coexiste em cada indivíduo. Provocativo, intenso, objetivo e de perfeita construção. Marco ''A Boneca Fantasma'' de Fernando Nery com 5 estrelas. Parabéns também a Editora Percurso por abrir os braços e receber o grande Filósofo dos Livros na sua equipe de autores.

Foi uma honra ser o primeiro a avaliar essa segunda edição do livro, fico imensamente feliz por isso, muito obrigado ao amigo Nery pela confiança.

** As páginas de início dos capítulos são negras e dão um charme ao visual sobrenatural que ''A Boneca Fantasma'' carrega.

** As folhas são amareladas e tem um aspecto que dá ao leitor uma sensação muito agradável ao folheá-la. As letras tem um tamanho bem legível e todo o material da Editora Percurso é de ótima qualidade.

site: http://leootaciano.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Manoel.Batista 19/04/2016

Resenha A Boneca Fantasma de Fernando Nery
Não costumo dar notas e muito menos fazer resenhas de trabalhos de outros autores, julgando poder faltar com uma suposta ética, mas diante desta obra não poderia deixar de dar meu parecer.

A Boneca Fantasma (2016/Editora Percurso) é um livro de terror, suspense e erotismo. Mas em minha visão, poderia se adicionar mais um gênero: drama. Identificamos isto principalmente em três de seus protagonistas, Laura, Rafael e Merlin, todos controversos e complexos. Percebe-se como lutam, por e contra seus desejos, tornando-se por vezes escravos de si mesmos. A pergunta que vem a mente em vários momentos é: aquilo que você tanto deseja, lhe faz bem?

É uma leitura rápida, principalmente pelo fato do autor conseguir ser bem sucedido em aguçar a curiosidade do leitor, incentivando-o a virar as páginas freneticamente, em busca do esclarecimento dos eventos que ocorrem na história e do destino de seus personagens. Sobre a narrativa é importante afirmar que ela se divide em pontos de vista diferentes, narrados alternadamente através da visão de seus personagens ao longo de nove capítulos, o que é feito com maestria por Fernando.

O enredo, com a sua originalidade, sem duvida alguma soma pontos. Não existem pontos fracos? O único ponto, que não chego a considerar fraco, é apenas um gosto pessoal, é que alguns diálogos soam mecânicos demais, o autor poderia ter incluído uma linguagem não tão formal neles, principalmente levando-se em conta a juventude dos personagens, mas não é nada que chegue a prejudicar a obra, ou incomodar demais.

Voltando ao começo, não costumo analisar a obra de colegas escritores, mas foi uma grande felicidade me deparar com um ótimo livro, escrito por um autor nacional e santista, meu conterrâneo, e seria muita injustiça de minha parte não me pronunciar sobre. Um livro deve ser analisado pelo que ele se propõe a fazer e o quanto é capaz de nos entreter, missão que A Boneca Fantasma com certeza cumpre ao longo de suas 136 páginas, sendo uma ótima indicação em seu gênero, não devendo em nada a muitos livros de autores estrangeiros, tão comentados e elogiados por aqui. Reconheçamos e incentivemos o Fernando, que sem duvida alguma merece muitos elogios por este primeiro trabalho!
comentários(0)comente



Fabrício Wesley 10/03/2016

QUE LIVRO HORRÍVEL, MEU JESUS CRISTO!
comentários(0)comente



Angelo Miranda 29/12/2015

Um suspense diferente
Fernando Nery em "A Boneca Fantasma" nos oferece um livro cuja história narra a interessante é assustadora relação entre uma estilista de sucesso e uma boneca.

A narrativa é linear e o drama por qual vive Laura, a estilista, acontece num ritmo crescente até culminar num final bem elaborado pelo escritor, embora bastante previsível.

Confesso que nunca tinha lido uma história tão diferente do ponto de vista da relação entre os personagens (quem ler o livro vai entender bem isso). O escritor teve uma ideia genial em relação à trama que ele elaborou e no suspense em que ele colocou os personagens envolvidos.

Li o livro numa disparada só, pela linguagem fluída, mas principalmente pelo ritmo da narrativa que nos deixa grudados na história ansiosos por querermos saber o desencadeamento dos acontecimentos e o destino dos personagens.

O livro pode ser adquirido em formato impresso pela Editora Clube dos Autores e em formato digital pela Amazon.
comentários(0)comente



Fernando Nery 22/10/2015

A Boneca Fantasma - Uma Análise Filosófica
No livro "A Boneca Fantasma", encontramos uma história vista através de dois ângulos diferentes. As duas visões são provindas de mentes doentias.
Ao olharmos o mundo sob o ponto de vista delas, somos convidados a encarar o diferente, aquilo que não se limita ao convencional. Geralmente, desejamos um mundo maravilhoso. No caso, as duas mentes, perturbadas por diversos fatores, enxergam o mundo predominantemente como um local de sofrimento e amargura. Algumas vezes, elas assumem um tom de tristeza e deboche frente aquilo que se vê.
Para entender as situações vividas por essas duas pessoas que nos contam a história, é fundamental o respeito à representação de seu mundo. É necessário entender que não existe uma única perspectiva de visão de realidade que possa ser apresentada como verdade absoluta.
Aprofundando-se agora na visão de Laura, é interessante também analisar o que ela pensa de si mesma. Nesse sentido, a personagem é rica em suas falas. Muitas vezes, o que a pessoa relata de si mesma não trata daquilo que ela realmente é. Há uma grande diferença entre o ser verdadeiro e aquilo que a pessoa enxerga em si mesma. Ao vermos Laura olhando para sua interioridade, somos desafiados a olhar para dentro de nós mesmos. Tal desafio é algo incômodo e muitas vezes chocante. Há pessoas que não querem se conhecer, ou não necessitam disso para viver bem com elas mesmas, há outras para quem o autoconhecimento é motivo de grande sofrimento, de problemas e angústias. Laura é o exemplo de alguém que necessita trabalhar sua autoestima. O seu sofrimento em relação à sua autoimagem faz com que suas ações sejam inconvenientes no âmbito de suas relações amorosas. Quanto a parte profissional, é interessante perceber que esse mesmo sofrimento é o que a torna um destaque em seu trabalho.
Em Laura, notamos que sua mente rica em abstrações necessita de fortes experiências sensoriais para a realização de seus desejos. Tais abstrações levam-na a se relacionar de uma forma estranha com seus brinquedos e em especial com uma determinada boneca. As ideias abstratas sobre um triste mundo geram experiências sensoriais estranhas para aquelas pessoas que observam Laura. Vemos que o comportamento desse mulher assume diversas funções como amenizar seu sofrimento e carências, possibilitar um prazer doentio, etc. Algumas vezes, as abstrações de Laura também geram comportamentos sem função alguma, de forma que ela faz coisas sem sentido que nem ela mesma entende o porquê de realizá-las.
No discurso de Laura e do narrador, observamos uma forte carga de pré-juízos, ou seja, vemos verdades subjetivas "a priori", que interferem em seus relacionamentos. Algumas pessoas tem pré-juízos fracos que em nada atrapalham suas vidas. No caso de Laura e do narrador, tais pré-juízos são fortes e fazem com que eles fiquem cegos diante de determinadas situações. Especificamente no caso do narrador, os pré-juízos deixaram suas ações totalmente paralisadas.
Algo bem interessante para análise do livro é olhar a grande busca de Laura que é a concretização de seu amor. A busca se torna uma paixão dominante fazendo com que ela repita comportamentos, palavras e até mesmo frases completas de forma exagerada. Suas falas são carregadas de inúmeros termos agendados no intelecto que são as poucas palavras que fazem sentido à sua pessoa. Tais termos repetitivos também influenciam o discurso do narrador que se envolve com tais palavras e fica perdido com elas. Diante disso, surge um resultado que gera alguns discursos incompletos em meio a narrativa da história. Laura e o narrador apresentam lacunas em suas falas e nem percebem que isso acontece.
Também notamos que as duas mentes doentias descrevem sua realidade utilizando muitos termos equívocos. Tal uso faz com que o leitor precise de uma maior concentração para entender aquilo que é expressado por tais mentes. Por esse motivo, torna-se evidente que o raciocínio provindo dessas mentes doentias não são bem estruturado e nem pode. O leitor sabendo que são mentes doentes deve compreender que não terá um discurso "certinho e perfeitinho" com palavrinhas "bonitinhas".
O terror do livro é o mergulho numa mente perturbada. Mas mesmo se tratando de uma mente perturbada, acredito que ao descrevê-la poderia ter pegado um pouco mais pesado. Assumo a culpa de ter dado uma certa leveza com receio de que o absurdo de uma mente perturbada pudesse escandalizar as pessoas.
No quesito da espacialidade que é a localização geográfica do pensamento humano, notamos que Laura é predominante inversiva, ou seja, voltada para si mesma. Seus comportamentos parecem dizer ao contrário em algum momentos devido as suas relações com algumas pessoas, entretanto Laura não enxerga o outro realmente. A protagonista da história é uma mulher com o pensamento dirigido ao próprio corpo que busca situações de prazer e por isso assume os comportamentos inadequados conforme já foi mencionado.
O narrador, referente a esse mesmo quesito de espacialidade, percebe que seu erro foi realizar uma recíproca de inversão inadequada. Para quem não sabe, recíproca de inversão ocorre quando a pessoa vai ao mundo existencial do outro. A recíproca de inversão é o que facilita o processo de entendimento de outra alma. No livro, notamos que esse narrador assume que não foi capaz de entender o universo mental de Laura e por isso comete um grande erro.
E falando em recíproca de inversão, o livro "A Boneca Fantasma" traz em suas entrelinhas um grande convite que é o de realizar uma recíproca de inversão em relação à Laura e ao narrador. Pessoas que assumirem comportamentos inversivos serão incapazes de entender a proposta da obra que é o contato com mentes fora do convencional. Talvez, as atitudes inversivas podem ser frutos de uma mente medrosa que é incapaz de assumir o desafio de entender o outro para depois voltar a si mesma e realizar um correto processo inversivo.
O livro "A Boneca Fantasma" também traz uma narrativa fortemente axiológica. Podemos observar quais são os valores que norteiam a vida das pessoas. Os personagens secundários são a evidência dessa característica da obra. Vemos uma atriz preocupada com as aparências a ponto de começar um namoro sem amor e exigir da protagonista que faça o mesmo. Notamos homens que têm atitudes fracas devido ao enorme valor que dão ao amor. Homens que não percebem que esse valor exagerado ao amor por suas mulheres deixaram-nos cegos e impediram-nos de realizar ações melhores refletidas. Uma sugestão interessante seria reunir leitores para debater os valores presentes no livro e descobrir quais são realmente importantes para a vida humana e quais seriam desnecessários.
Para uma melhor análise filosófica desse livro, o mais importante de tudo é observar a singularidade existencial da protagonista. Esse é outro dado bem interessante. A singularidade existencial trata das experiências difíceis de entender através do raciocínio, como por exemplo: crenças, religiosidade, contatos com seres sobrenaturais, etc. Uma atitude madura seria descrever, sem catalogar, julgar. Para alguns é um processo difícil se relacionar com alguém cuja uma de suas relações se dá com uma boneca. Mas antes de julgarmos, é necessário analisar até que ponto tal relacionamento é benéfico ou prejudicial. Explicando melhor, olhando a singularidade existencial de uma pessoa, cabe apenas o respeito, assim como o cuidado em observar quando essas "manifestações" geram desequilíbrio e sofrimento, orientando o ser humano, se preciso, no sentido de procurar um profissional competente para um diagnóstico - médico ou psicoterapeuta, dependendo da situação.
Concluindo essa postagem para evitar que ela fique mais longa do que já está, podemos afirmar que o livro "A Boneca Fantasma", embora curto, nos dá uma ampla gama para realizarmos uma análise filosófica. Lê-lo é caminhar num terreno pantanoso, pois não teremos a segurança de uma leitura clara e totalmente objetiva que são oferecidas em muitos livros. Nessa análise filosófica, ofereci alguns elementos sobre esse "pântano" para que meus leitores possam caminhar com ele com um pouco mais de segurança. As pessoas que tiverem dificuldades em captar esses dados ficarão perdidas num terreno obscuro e desconhecido. O livro foi feito para pessoas realmente inteligentes, amadurecidas e desprovidas de preconceitos. Friso que almas incapazes de fazer uma autêntica recíproca de inversão e depois voltar a um processo inversivo estarão impedidas de encontrar o sentido verdadeiro de meu livro. Nesse caso, só me resta lamentar a sua falta de habilidade intelectual e emocional.
comentários(0)comente



Guilherme 16/09/2015

RESENHA - A BONECA FANTASMA
Terror é um gênero que gosto bastante, porém nunca tive a chance de ler, aliás, não sei se é apenas comigo, mas não encontro muito livro de terror por ai.
No ínicio do livro por um momento você esquece que o que estar por vir de fato será aterrorizante, porém esse sentimento é passageiro, logo logo o suspense é quebrado e a boneca mostra realmente sua verdadeira ''personalidade''.
O livro sem alguma dúvida é incrível, a inteligência do autor perante a este livro foi algo simplesmente incrível. Sobre os ''erros'' de português que alguns ( principalmente se você não entender o livro ) podem achar a maior burrice do século é uma das coisas mais inteligentes que algum autor pode fazer, é deslumbrante. Em nenhum momento a obra pode ser dita cansativa ou coisa do tipo, outro fato legal a declarar é que ele não é só cheio, como lotado de mistérios, quando acabar provavelmente você irá ficar se perguntando '' Será possível que foi por conta disso'' A gente que leu e não entendeu saiu teclando pelas redes sociais ou outros meios de comunicação que o livro é ''ruim'' ou de mal a pior. Se você quer um livro para ler enquanto viajar, leia, mas leia com calma, sem entender o livro ele pode ser um fracasso, mas quando você passa a entende-lo, o livro se transforma em fração de segundos em algo simplesmente fantástico. Ao autor, só tenho algo a dizer: Caro Fernando, qual é a receita de tanta criatividade assim ? Hahahaha.

site: http://ideiasliterariasb.blogspot.com.br/2015/09/resenha-boneca-fantasma.html
Fernando Nery 16/09/2015minha estante
Muito Obrigado Guilherme. Gratidão por suas palavras!




Kalita 12/09/2015

Resenha: A Boneca Fantasma - Fernando Nery
PARCERIA
Resenha: A Boneca Fantasma - Fernando Nery
postado por kalita cássia



Autor: Fernando Nery
Lançamento: 2015
Editora: Amazon
Páginas: 47


A Boneca Fantasma - Crescendo em meio a bonecas, Laura adquiriu um hábito incomum: costurar vestidos para os brinquedos. Dessa maneira, tornou-se destaque ainda na infância, quando costurava para as colegas da escola. Na fase adulta, contudo, Laura levou a carreira de estilista adiante, mas manteve o gosto juvenil: suas modelos jamais deixariam de ser bonecas.
Cativando a atenção de grandes celebridades e pessoas comuns, Laura se destacou mundialmente, quando os modelos que as bonecas utilizavam começaram a ditar moda.

Tal como qualquer pessoa, amores não deixaram de surgir em sua vida. Mas, após a chegada de determinada mulher, tudo tomou um rumo diferente.

"Não há nenhum mal em falar com bonecas, o problema é quando as bonecas resolvem responder", diriam os sábios...

Clayton de La Vie

Olá leitores e leitoras!
Como prometido, cá estou para resenhar minha primeira leitura de terror. Como falei no post anterior, temos nosso primeiro parceiro, meu amigo Fernando Nery, escritor do e-book: “A Boneca Fantasma”.
O livro conta a história de Laura uma menina que tem verdadeiro amor por suas bonecas (eu me identifico com isso e vocês?) e é por esse amor que ela começa a desenhar e confeccionar vestidos para suas bonecas. Em pouco tempo, a notícia se espalha entre suas amigas e colegas, as outras garotas começam a pedir que ela faça também para suas bonecas. Então Loren (uma amiga de Laura) resolve fazer uma festa temática com inspiração nas criações da amiga. A festa faz tanto sucesso que vai parar nas revistas e nos jornais televisivos da época.

Com tanto sucesso, Laura passou a ganhar muito dinheiro. Surgiam pessoas pedindo que ela fizesse vestidos para suas bonecas ou que criasse roupas para elas próprias...
O tempo foi passando e agora Laura é uma jovem mulher, com seus 20 anos. Ela já possui um contrato com uma famosa fábrica de bonecas. E é a partir desse contrato que sua vida vai se transformar completamente.
As bonecas da empresa ganharam uma popularidade enorme. Muitas atrizes, modelos e apresentadoras tiveram suas bonecas com a marca da empresa onde Laura trabalhava. Nesse tempo, a jovem conheceu uma atriz famosa e acabou que as duas se tornaram fã uma da outra.
Os personagens são muito bem construídos, as características da personalidade de cada personagem é marcante. A narração é alternada entre 1° e 3° pessoa (e se vocês prestarem atenção na história, ao final do livro vão entender porquê), o que nos faz ver vários pontos da mesma situação (o que eu amei ^ ^). O enredo é fascinante com terror, um pouco (ou muito) de loucura, distopia (afinal a mídia continua tentando destruir a vida das pessoas), uma pitada de drama... Enfim esse livro, com certeza, não tem monotonia. Então afinal qual é sua opinião Kalita? Só tenho uma coisa a dizer, "FAVORITO".
Pra quem deseja ler A Boneca Fantasma é só clicar aqui!
E não esqueça de classificar o livro no Skoob, clique aqui!
E não percam a resenha em vídeo em breve. Fiquem ligadinhos aqui no blog e na Fan Page.
Beijos!

site: http://fofocandosobrelivros.blogspot.com.br/2015/09/resenha-boneca-fantasma-fernando-nery.html?m=1
Fernando Nery 16/09/2015minha estante
Adorei!!


Kalita 21/11/2015minha estante
Que bom Fernando! Fico muito feliz. Beijinhos!




Marcio Silva 24/08/2015

Leitura rápida
De principio somos apresentados em terceira pessoa a Laura, que amava muito suas bonecas, fazia lindas roupas para elas, num quarto somente para aqueles brinquedos! Anos se passaram e ela recebeu uma proposta irrecusável, que era fazer roupa para as bonecas de uma empresa muito bem conhecida, com o tempo ela ficou famosa por causa de suas replicas de roupas e as artistas famosas vendo isso começaram a querer virar boneca e vestir assim esses modelitos.

Com isso Laura conhece e se encanta por Merlin, uma apresentadora mundialmente famosa, que também quis virar boneca, fazendo com que Laura fosse conhecida pelo mundo! Essa amizade resultou em muitas manchetes e ambas resolvem arrumar namorado, para que isso se acaba-se e não ficassem mais falando delas, mas coisas acontecem e Rafael que era namorado de Laura, começou a desconfiar de sua amada e assim a vigiava em segredo.

O livro se intercala entre primeira e terceira pessoa! Em primeira pessoa: temos a visão de Laura de seus acontecimentos e já em terceira pessoa: somos apresentado a um desconhecido, que vai narrado todo o acontecimento da história e no final você descobre quem ele é.

Continue lendo>>

site: http://umbaixinhonoslivros.blogspot.com.br/2015/08/resenha-11-boneca-fantasma-fernando-nery.html
comentários(0)comente



Clayton De La Vie 22/08/2015

Uma surpresa boa.
"A Boneca Fantasma", de Fernando Nery, evidencia precisamente a sede insaciável que o ser humano tem por tudo o que está além, a sede incontrolável pelo poder, pela fama, pela glória e pelo amor proibido.

É admirável a forma com que, por meio de parágrafos breves, o autor soube conduzir a história e manteve o suspense do início ao fim, de modo que o leitor pudesse entender que, muitas vezes, nem tudo pode ser compreendido apenas com simples relatos ou conversas olho a olho. Embora, de certo modo, o título indique o “culpado” por diversas atrocidades que acontecem no decorrer da trama, a maneira com que a história é apresentada não vai direto à motivação para que tais atrocidades pudessem ser concretizadas.

O enredo gira em torno de Laura, uma mulher que, depois de muito esforço, consegue atrair a admiração do mundo todo através de suas criações: roupas para bonecas. Os modelos fizeram sucesso a ponto de ditarem moda, e a estilista conseguiu cativar o respeito tanto de celebridades como da população comum. Além disso, Laura se torna amiga de uma famosa atriz, Merlin Navarro, e é aí que a verdadeira aventura se inicia.

Confusa a respeito de sua sexualidade e também sobre os sentimentos que nutre por Merlin, Laura, como a maioria dos homossexuais que foram criados em meio a um sistema religioso, se sente impura. De certa forma, acredita que a homossexualidade é um ato libidinoso e passível da punição divina. Tudo, é claro, confirmado em confissões que teve um padre. Ainda com a ideia de ser pecadora fervilhando em sua cabeça, decide esconder os sentimentos, se trancar, mas continua admirando a beleza estonteante da “amiga”, até que fofocas a respeito das duas, que decidiram morar juntas, surgem em tabloides. Os comentários maldosos resultam em uma atitude drástica tomada pela atriz, que se vê desmoralizada pela situação (...)

A Boneca Fantasma começa a aparecer mais claramente após a atitude que Merlin tem em relação às fofocas constantes sobre a sua relação com Laura. (Não posso falar sobre o que a boneca representa nem o porquê de representar tanto na história, mas garanto que a surpresa vai agradar você).

Ao contrário de Chuck, o Brinquedo Assassino, que retrata o terror de maneira mais nítida, onde o sangue jorra aos montes e podemos ver a matança se estender sem que ninguém pudesse impedir, A Boneca Fantasma traz à tona um terror mais sutil, brinca com o psicológico tanto dos personagens como o do próprio leitor, que pode sentir o tormento pelo qual Laura está passando e pode, talvez, se identificar com as dúvidas que permeiam em sua mente.

O livro conta com uma boa dose de erotismo que, de certa forma, dá um toque especial à trama, pois mostra o quanto, independente de todos os tormentos vividos, os personagens ainda são humanos e o sexo é natural de todas as criaturas. Devo ressaltar também que a linguagem empregada quando há uma cena “hot” não é esdrúxula, no entanto algumas pessoas podem sentir aversão à leitura – talvez pela situação em que o sexo ocorre ou pelo simples fato do sexo ocorrer com... bem... que tal descobrir?
Fernando Nery 16/09/2015minha estante
Adorei!!!




15 encontrados | exibindo 1 a 15