A Garota Inglesa

A Garota Inglesa Daniel Silva




Resenhas - A Garota Inglesa


14 encontrados | exibindo 1 a 14


Anna 10/06/2021

Uma história envolvente, porém foi difícil conseguir engrenar. Levei alguns dias nos quais lia pouco por achar cansativo. No final, acabei pegando o ritmo. A história é dividida em três partes, sendo a primeira: A Refém; a segunda: O Espião; e por último: O escândalo. Mesmo divido, não interfere em nada a leitura, é apenas para identificarmos sobre o principal assunto narrado. O final, foi completamente surpreendente, não esperava que fosse se desenrolar desta forma.

A história segue principalmente seguindo Gabriel Allon, um espião israelense. Entretanto, em alguns momentos muda a narrativa para outros personagens, parece um pouco confuso de início, mas prestando atenção até que é bom para ver o ponto de vista de uma forma geral.

Foi um dos primeiros livros que li neste estilo, Daniel Silva, que apesar do nome, não é brasileiro, soube me cativar com sua escrita impecável, não achei furos no enredo, recomendo super este livro. Temos outros livro, que narram aventuras de Gabriel Allon, que mesmo assim, não são considerados sagas, já que uma história não se interliga na outra. Estou curiosa para ler e quando o fizer, trago resenha deles para vocês.
comentários(0)comente



mere 09/01/2021

Achei um pouco arrastado.poderia ter acabado na metade do livro.
comentários(0)comente



DomDom 29/12/2020

Se você está procurando alguma trama cheia de tensão, investigação, reviravoltas e bastidores da política, pode parar de procurar, pois, “A Garota Inglesa” tem tudo isso e muito mais. Foi minha primeira experiência com o autor Daniel Silva (apesar do nome, não é brasileiro), e ele não poderia ter deixado uma impressão melhor.
A trama gira em torno da personagem Gabriel Allon, espião israelense, tentando desvendar todo o mistério que envolve o seqüestro de Madeline Hart, uma jovem que tem tudo para seguir uma bela carreira política na Inglaterra. A cada descoberta feita por Gabriel, percebemos que esse caso não é apenas um seqüestro comum. E, conforme vamos viajando por toda Europa em busca de seu paradeiro, vamos enveredando cada vez mais no lado obscuro da política internacional.
O livro é narrado em terceira pessoa, então temos uma visão geral dos acontecimentos. E o Daniel não restringe as cenas apenas ao Gabriel, ele vai se utilizando de outras personagens, em vários outros cenários, para nos dar essa visão mais ampla. Em relação a sua escrita, só tenho elogios. É muito precisa e visual. Durante todo o livro, me sentia como se estivesse dentro das cenas. Tanto é que até o clima de tensão era palpável.
Outro ponto forte foram as personagens. Achei-as ótimas, principalmente o Gabriel e o Keller. Sabe aquelas personagens durões, mas que tem um humor bem característico?!?! Não aquelas que nos fazem gargalhar, mas que tem um humor seco, irônico e sarcástico?!?! Pois é, esses dois são exemplos disso. Os diálogos entre eles são ótimos.

Continua no blog: Ler Para Divertir

site: http://www.lerparadivertir.com/2015/12/a-garota-inglesa-daniel-silva.html
comentários(0)comente



Bee 16/12/2020

Enrolado demais
Achei que seria melhor, foi super difícil concluir esta leitura, foi chato mesmo.
comentários(0)comente



Jansen 20/07/2019

Um Daniel Silva menor.
Bom. A parte passada na Inglaterra e França foi melhor, quando vai para a Rússia começa a ficar modorrento e perde o suspense e emoção. Não é um ponto alto do Daniel Silva.
comentários(0)comente



crpaiva 09/08/2018

Bom enredo de espionagem internacional
Mais um bom livro do Daniel Silva. Desta vez uma história envolvendo trapaças comerciais entre a Russia e Inglaterra, tendo como intermediador Israel. Os 3 serviços secretos atuando pelos bastidores e um desfecho inesperado.
comentários(0)comente



Vanessaf 24/10/2017

Thriller de ação e espionagem, gostei muito!!! Apesar de ter outros livros antes desse, contando a história do principal personagem, você não fica perdido por conta disso. Muito bem escrito, fácil de ler.
comentários(0)comente



Lu 22/08/2017

O livro conta a história de Gabriel Allon, um espião do serviço secreto israelense que foi o escolhido para encontrar Madeline Hart que foi sequestrada. Madeline é uma jovem com carreira política em ascensão e que ocupa um cargo importante, mas o que quase ninguém sabe é que Madeline tem um caso com o primeiro ministro britânico.

Ouvi muitos elogios sobre o livro e a escrita de Daniel, mas vou confessar que o livro tem uma narrativa bastante arrastada. Tudo parecia estar se repetindo capítulo após capítulo e, como fã de livros policiais com suspense, eu fui ficando um pouco frustrada.

A história é muito boa, cheia de mistério e o autor conseguem mantê-lo por muitas páginas, mas existiam alguns pontos na história que não me convenciam, mesmo tentando gostar e me apegar a Gabriel, eu não conseguia, tudo soava meio falso, como um filme de James Bond antigo.

Talvez, a história não tenha fluido tão bem pra mim quanto eu esperava por achar que encontraria uma história completamente diferente. Achei que tudo seria mais dinâmico e misterioso, mas quem sabe se eu começar pelo primeiro livro ou por outro livro do autor eu consiga me envolver melhor com a história e a escrita de Daniel.

(resenha postada originalmente em 26/02/2016)

site: http://lumartinho.blogspot.com.br/2016/02/a-garota-inglesa-daniel-silva.html
comentários(0)comente



cotonho72 10/03/2017

Muito bom!!
A Garota Inglesa traz a história de Madeline Hart, que possui uma incrível carreira no Governo Britânico, funcionária do partido do primeiro ministro, é linda, reservada e inteligente. Madeline viaja à Corséga na companhia de diplomatas, e o inesperado acontece, ela some no decorrer da viagem, deixando como única pista sua moto vermelha.

Após cinco anos o assistente do primeiro-ministro Lancaster recebe em sua residência um pacote com aparência suspeita. Em seu interior há um papel com o recado “em sete dias a garota morre” e uma fita cassete, que mostra Madeline sequestrada e confessando ser amante do primeiro ministro. Com medo de um escândalo o primeiro ministro resolve não envolver a polícia britânica e decide procurar um espião israelense, Gabriel Alon, que é um renomado profissional do serviço secreto israelense, em dívida com o governo britânico.

Como Madeline, Lancaster também teve uma ascensão surpreendente, já que antes de adentrar na politica do Reino Unido, atuava somente como advogado, com base em contatos chaves, como por exemplo, Jeremy Fallon, um excelente publicitário e Simon Hewitt, um importante colunista, conseguiu se tornar o primeiro ministro do Reino Unido, levando seus amigos também ao poder.

O sequestro ocorre como forma de vingança e chantagem para que Lancaster pague pelos seus “pecados”, e conforme as páginas são viradas, lemos as verdades e as razões sobre a história dos dois e também descobrimos como Madeline teve uma ascensão tão rápida, após uma infância pobre.

O começo do livro é meio travado, mas quando as investigações do sequestro iniciam a história ganha muita emoção. A narrativa é detalhista e ao final conseguimos enxergar e entender como os fatos da história são ligados.

O livro é recomendado para os amantes de espionagem, política, e ainda para os que gostam de desvendar mistérios e comportamento humano.

site: http://devoradordeletras.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Minha Velha Estante 18/02/2016

Ah Gabriel Allon... O espião da inteligência israelense mais bambambam* de todos os tempos.

*Ia usar um termo inadequado para as redes sociais, kkk.

Sempre quis ler algo do Daniel Silva, mas este foi o primeiro e nem tinha prestado atenção que era o décimo terceiro livro da série do Gabriel Allon.

Daí você se pergunta, atrapalha ler fora de ordem?

Não me senti perdida, porém tenho que ser sincera: alguns fatos e personagens ressurgem. No entanto o autor sabe esclarecer para os novatos que ligação houve sem entrar em detalhes que estraguem a leitura do livro anterior.

A Garota Inglesa pode ser considerado independente sim, o caso é novo e, afora o detalhe acima, corre tudo bem.


Review completa no site.

site: http://www.minhavelhaestante.com.br/2016/01/lendo-com-dani-garota-inglesa-daniel.html
comentários(0)comente



Kamila 21/12/2015

O livro começa com Madeline Hart, uma jovem de origem humilde, mas com carreira política passando por uma rápida ascensão. Ela tinha um cargo importante na Downing Street número 10, endereço onde as decisões do Reino Unido são tomadas. O que a maioria não sabe é que Madeline Hart tem um caso com Jonathan Lancaster, apenas o primeiro ministro britânico.

Madeline está com um grupo de amigos curtindo a Córsega, cidade litorânea francesa. Quando, de repente é sequestrada. Um aviso chega a casa de Jeremy Fallon: a garota morreria em sete dias. Então, entra em cena Gabriel Allon, apenas um dos espiões mais importantes do serviço secreto israelense. A pedido de Graham Seymour, do serviço secreto inglês, Allon entra no caso.

O que aparenta ser mais um sequestro envolvendo alguém do parlamento inglês para fins de chantagem mostra-se em um crime complexo e muito bem pensado. Para ajudar Allon nesse caso, o israelense chama Christopher Keller, que outrora tentou matá-lo.

O que dizer dessa história? Simplesmente incrível! É um ponto fora da curva. Daniel escreve de maneira única, em cada linha percebe-se como ele estudou sobre vários acontecimentos e como fatos reais se encaixam tão bem com os ficcionais.

Como eu disse no inicio, esse livro deve ser lido ou em silêncio ou ouvindo música em baixo volume. Eu explico. A cada capítulo, uma torrente de informações e fatos é mostrada ao leitor. Se você se dispersa, se perde. Não à toa demorei pra terminar: a leitura é ótima, fluiu bem, mas meu tempo livre destinado à leitura - no ônibus da tarde - eu preferi ouvir música.

O livro é dividido em três partes, todo narrado em terceira pessoa, mas sob a ótica de Gabriel. Outros coadjuvantes também são importantes à trama, como Chiara, a esposa de Allon, e don Orsati, o "patrão" de Keller.

Leitura mais que recomendada, ótima sugestão pra sair da zona de conforto ou pra ler após uma leitura decepcionante. A Arqueiro - que me enviou em parceria - sempre de parabéns com capa e revisão, não encontrei erros e a fonte é boa, junto com folhas amareladas contribuem para uma boa leitura. A parte ruim é que os capítulos nem sempre começam no começo da folha.


site: http://resenhaeoutrascoisas.blogspot.com.br/2015/11/resenha-garota-inglesa.html
comentários(0)comente



Angel 05/12/2015

Não foi o que eu esperava :(
Nem sei exatamente o que dizer sobre esse livro, e não foi porque gostei. Foi porque me decepcionei.
Não sei porque, mas comecei a ler o livro com altas expectativas e também nunca tinha ouvido falar do autor. Acho que meu sexto sentido literário falhou.

A Garota Inglesa conta a história do sequestro de Madeline e a busca de Gabriel Allon para encontrá-la, com um prazo curto senão a garota morre. Para isso ele pede ajuda para Keller, um ex agente do SAS.

Durante essa corrida contra o tempo, Gabriel e Keller (cada um com seus próprios fantasmas) vão descobrindo segredos que envolvem o governo britânico e muito mais, porém as surpresas não param por aí, e Gabriel terá que descobrir a verdade à respeito de Madeline. Quem é essa garota? Qual o mistério que a envolve?

A história é boa, envolvendo a Inteligência Israelense, o governo britânico, a KGB na Rússia, passando pela França, entre outros cenários incríveis, mas os personagens não me convenceram, exceto o Keller, que foi de quem eu mais gostei, com a aura de mistério que o envolve, o romance (entre o Gabriel e sua esposa Chiara) também não me convenceu,

O autor conseguiu manter o mistério, fiquei bem surpresa com o rumo que a história tomou, mas o final também não me convenceu, depois de tudo que houve eu esperava mais.

A narrativa é em terceira pessoa focada principalmente no Gabriel, flui bem, mas em alguns momentos se torna repetitiva e isso me incomodou um pouco.

Uma pena que o livro não foi o que pensei, e espero ler outros livros do autor para ver se meu problema foi com essa história específica.

site: http://a-libri.blogspot.com.br/2015/12/resenha-garota-inglesa-daniel-silva.html
comentários(0)comente



Juliana 19/11/2015

Surpreendente!
"A Garota Inglesa" foi escrito por Daniel Silva e publicado no Brasil em 2015 pela Editora Arqueiro. A obra possui 333 páginas divididas em 62 capítulos e foi traduzida por The English Girl. A edição segue o formato padrão da Editora: páginas amareladas e letras de bom tamanho, porém, espaçamento um pouco desconfortável. A narrativa é feita em terceira pessoa, intercalando o ponto de vista dos personagens.

Nesse livro conhecemos Madeline Hart, uma estrela em ascensão no governo britânico que guarda junto a ela um segredo obscuro: é amante do primeiro-ministro Jonathan Lancaster.

Isso é tudo que os sequestradores dela precisam saber para chantagear o premier e fazê-lo pagar caro por seus pecados, ameaçando Madeline de morte. Temeroso de um escândalo, Lancaster decide lidar com o caso sem envolver a polícia inglesa.

O israelense Gabriel Allon realiza operações mortais com alto risco político para salvar a vida de Madeline. À medida que se aproxima o dia da execução de Madeline, Gabriel mergulha em uma angustiante empreitada para resgatá-la. Mesmo sob pressão, ele está certo de que será bem-sucedido, até que os acontecimentos se desenrolam de forma chocante.

Sabe quando você gosta tanto de um livro e nem sabe por onde começar? Foi isso que aconteceu com "A Garota Inglesa". Daniel Silva me surpreendeu com sua narrativa instigante e perfeccionista.

Como boa leitora de gêneros policiais, esse livro me deixou nas alturas e superou toda e qualquer perspectiva que eu tinha acerca da leitura. Com personagens bem desenvolvidos, a trama prende o leitor do início ao fim! O clímax do livro foi totalmente inesperado por mim.

Enfim, recomendo a obra a todos os amantes do gênero policial e aos fãs do autor Harlan Coben. Vocês irão se supreender! =)

site: http://www.livroseflores.com/2015/11/resenha-garota-inglesa-daniel-silva.html
comentários(0)comente



Thunder Wave 05/11/2015

A Garota Inglesa é um suspense policial cheio de intrigas políticas. Quando Madeline Hart é sequestrada, por conta de um suposto caso com o primeiro ministro, o mesmo se vê obrigado a recorrer ao agente Gabriel Allon, que está fazendo sua quarta aparição nos livros de Daniel Silva.

A primeira coisa que pensei durante a leitura de A Garota Inglesa, é que ninguém presta nessa obra. Todos os personagens possuem algumas manchas em sua personalidade, a começar por Madeline, que tem uma rápida ascensão em sua carreira por motivos duvidosos e é apresentada com um “ Ela era aquele tipo de garota”. Gabriel Allon é um agente que não vê muitos limites, mata e tortura quando é necessário, o que importa é o resultado final, mas ele também possui muitas desgraças em seu passado. Os personagens secundários também são carregados de passados duvidosos, alguns na política, alguns meio “mafiosos”.

A Garota Inglesa é surpreendente, cheio de reviravoltas e momentos de tirar o fôlego. Sua resolução é muito satisfatória, mas a leitura é um pouco arrastada no começo, até começarem a de fato tentar resolver o mistério do sequestro, é muito carregado de informações políticas que podem entediar um pouco a leitura.

O livro é divido em três partes, cada uma focada em uma parte da missão. Vale dizer que o foco é muito maior em Gabriel Allon do que Madeline em si, fato que não prejudica a leitura, no meu caso, achei mais agradável quando Gabriel começou a se destacar.

Veja mais no link

site: http://thunderwave.com.br/resenha-a-garota-inglesa-daniel-silva/
comentários(0)comente



14 encontrados | exibindo 1 a 14


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR