Give Up the Ghost

Give Up the Ghost Megan Crewe




Resenhas - Give Up the Ghost


10 encontrados | exibindo 1 a 10


Rafaela Regis 03/07/2017

Give up the Ghost - Megan Crewe
Give up the Ghost foi um livro que me chamou a atenção logo pela capa, sim porque essa menina transparente fazendo fofoca fala por si só! Então eu pensei que poderia ser parecido com a série a Mediadora da Meg Cabot e me animei toda e cai na leitura!

Devo dizer que não é de hoje que eu me impressiono com os jovens americanos e não em um bom sentido, porque todos os livros mesmo se a pessoa for superpopular e fodona der um passo errado a galera não perdoa e caí matando em cima!

Não é bem o caso aqui, pois Cassie McKenna já é uma pária porque sua "amiga" a escanteou por inveja e difamou a coitada. E para piorar a irmã de Cassie que era a queridinha da mãe faleceu em um afogamento deixando a menina ainda mais abalada, e tudo isso não seria tão ruim se ela não pudesse ver a sua irmã bem na frente dela como se nada tivesse acontecido, sim por causa desse ocorrido Cassie passa a ver espíritos por ai!

Na escola a fama dela não é muito boa também, e não por uma coisa ruim e sim por ela saber os podres de todo mundo. Sim, ela sebe de tudo isso porque os espíritos falam com ela. E ela as vezes se aproveita disso.

O que ela não contava era que o vice presidente do conselho estudantil, que perdeu a mãe a pouco tempo, descobrisse seu segredo e pedisse ajuda a ela para se comunicar com sua falecida mãe.

Give up the Ghost foi um livro que decepcionou, sim porque começou muito bem, mas no decorrer da história foi perdendo o pique e o fim foi abrupto e sem sentido, a autora poderia ter explorado muito mais coisas e deixou de lado outras que erma importantes para a trama.

Cassie não muda muito e ela teria que ter tido um bom crescimento se a autora tivesse explorado mais a relação dela com a mãe e tivesse conseguido fazer ela se relacionar melhor com as outras pessoas.

Tim é um garoto que tinha tudo e assim que perdeu a mãe, parece que perdeu a razão de viver e ninguém percebeu que ele precisava de ajuda! O que me deixou triste porque em um momento como esses o apoio é muito importante e ele não tinha ninguém por perto.

Megan Crewe tinha a faca e o queijo na mão e não soube aproveitar! O que eu pensei que fosse um bom livro YA com toques sobrenaturais foi uma enrolação só!

site: http://dlivros.blogspot.com.br/2016/02/give-up-ghost-megan-crewe.html
comentários(0)comente



Ruuh 31/05/2014

Resenha
A história é narrada em 1ª pessoa por Cass. A história conta a vida de uma menina isolada do mundo, que prefere os fantasmas aos vivos, Cass não vê fantasma desde pequena, ela começou a ver quando sua irmã Paige morreu. Cass fica sabendo os podres de todos naquela escola atrás de seus amigos fantasmas, ela espalha os segredos quando acha necessário, mas sua vida dá uma revira volta quando Tim vai atrás de Cass porque desconfia que ela fala com os mortos, ele só quer uma coisa dela, o contato com sua mãe. Cass nega em primeiro mas acaba o ajudando, mas depois de um tempo a mãe de Tim some e ele fica revoltado, e mesmo Cass não ligando muito pros vivos á quatro longos anos, ali está ela tentando ajudar uma pessoa que ela conheceu atrás de seu "dom". Esse livro não é sobre romance, e sim sobre amizade.

site: http://booksencantados.blogspot.com.br/2014/05/resenha-give-up-ghost.html
comentários(0)comente



Ruh 31/05/2014

Resenha: Give Up The Ghost
A história é narrada em 1ª pessoa por Cass. A história conta a vida de uma menina isolada do mundo, que prefere os fantasmas aos vivos, Cass não vê fantasma desde pequena, ela começou a ver quando sua irmã Paige morreu. Cass fica sabendo os podres de todos naquela escola atrás de seus amigos fantasmas, ela espalha os segredos quando acha necessário, mas sua vida dá uma revira volta quando Tim vai atrás de Cass porque desconfia que ela fala com os mortos, ele só quer uma coisa dela, o contato com sua mãe. Cass nega em primeiro mas acaba o ajudando, mas depois de um tempo a mãe de Tim some e ele fica revoltado, e mesmo Cass não ligando muito pros vivos á quatro longos anos, ali está ela tentando ajudar uma pessoa que ela conheceu atrás de seu "dom". Esse livro não é sobre romance, e sim sobre amizade.

site: http://booksencantados.blogspot.com/2014/05/resenha-give-up-ghost.html
comentários(0)comente



Laura Hanauer 17/03/2014

http://whoislau.blogspot.com.br/2014/03/give-up-ghost-megan-crewe.html
comentários(0)comente



Natália Coelho 27/10/2013

Give up The Ghost
Cass não gosta de pessoas, mas adora saber o que elas fazem de errado.
Desde que sua irmã, Paige, morreu, Cass consegue ver os fantasmas que não seguiram em frente. O que é ótimo, pois assim ele contam todos os podres que cada um dessa escola comete. E ela usa isso, mas parece que mesmo assim as pessoas continuam com seus erros.
Quando Tim, vice-presidente do conselho estudantil, vai atrás dela sabendo como ela sabe de tudo sobre todos, Cass resolve ajudá-lo a tentar se comunicar com sua mãe, que ele acabou de perder. Mas talvez Tim esteja mais emocionalmente perturbado do que ela acha. E talvez ela precise perceber que está errada sobre as pessoas antes que Tim cometa alguma besteira irreversível.
Pode ter sido o fato que eu sempre quis ser uma mediadora, mas esse livro me prendeu até a última página.
Perfeito para ler em um dia tedioso.


site: http://leioreleio.blogspot.com/
comentários(0)comente



Cinthia 22/07/2013

Amei a forma clara, concisa e direta da autora escrever. Uma história simples. É um livro que me prendeu, para mim cativante, assim como o jeito de ser da personagem, não buscando vingança quando poderia, e buscando ajudar Tim apesar de todos os problemas que passa na escola. Amaria se tivesse uma continuação. Por ser um único livro a autora não fechou várias coisas nele, final ficou muito em aberto, foi o que achei de ruim no livro.
comentários(0)comente



Taby Igrejas 30/03/2013

Simples Leitora - http://simplesleitora.blogspot.com.br
Quando descobri esse livro eu fiquei apaixonada apenas pela capa! Mais um livro de fantasmas e que parecia ser tão bom quanto The Ghost and the Goth. Nossa protagonista, Cassandra ou Cass, é uma garota com a misteriosa habilidade de ver fantasmas e tudo começou com a morte de sua irmã mais velha, Paige (que atualmente é uma alma penada morando em seu quarto). Sua mãe trabalha como freelance e parece não lidar muito bem com a morte da filha mesmo depois de tanto tempo, afinal ela sempre está fora e tudo parece uma desculpa para se afastar de casa... Cass é uma garota que se isola dos vivos e não dá a mínima para sua aparência, seus amigos são os mortos: eles contam as fofocas e podres de todos da escola, e ela usa toda essa informação como uma arma a seu favor.
Nem sempre ela foi assim, ela tinha amigos e uma melhor amiga: Danielle, alguém que era extremamente divertida e companheira, sabe aquele tipo de coisa de serem amigas para sempre? Elas eram desse jeito. Mas não funcionou tão bem assim... Danielle ficou com raiva de repente e fez algo horrível, deu as costas para sua melhor amiga e não demorou até que a escola toda passasse a odiar Cass. Isso foi no ensino fundamental, há muito tempo, mas Cass ficou confusa e com raiva até decidir uma coisa: Ela queria vingança.
No ensino médio, ninguém ousaria importuná-la, ela podia ser uma leprosa social e estranha mas todos sabiam que Cass McKenna sabia algo sobre todos. Ela tinha amigos fantasmas, conversava com eles, e eles não tinham o que fazer mesmo então por que não ajudá-la a vigiar os vivos e descobrir coisas sobre eles?
A vida de Cass está para mudar quando Tim, o vice-presidente do conselho estudantil, descobre o segredo da garota. Ele havia perdido a mãe e queria desesperadamente vê-la de novo ou ao menos saber se ela estava bem. Cass relutante aceita ajudá-lo em troca de algo: Informação. Tim, era amigo de Danielle, seu namorado Paul e Matti. Ele convivia todos os dias no refeitório com aquele grupo, e devia ter mais informações que seus amigos espirituais, ela podia usar isso para se vingar de Danielle!
O livro mostra o relacionamento dos dois que passam a ser amigos, e Cass fica comovida com a situação de Tim. Ele fica cada vez mais desesperado e abalado com a morte da mãe e não tem ninguém com quem possa conversar, exceto: Cass que passa ajudá-lo e acaba salvando-o de si mesmo, ela começa a se questionar sobre o porque sua irmã ainda estaria por lá... E não tinha seguido em frente. (Muitos dos mortos apenas iam embora.)
A história é simples com uma narrativa fácil, são poucas páginas o que é uma pena pois poderiam ser mais! Não é um livro com uma história muito criativa e diferente das demais, mas é viciante! Se você está esperando uma história de amor, provavelmente vai se arrepender. Por que Cass e Tim apesar de se tornarem amigos, se encontrarem no baile da escola e aparentarem gostar um do outro não avançam no relacionamento muito mais do que isso. Então não espere confissões apaixonadas, beijos românticos ou qualquer coisa do tipo. O livro mostrou também que a vingança nem sempre é a melhor resposta pois isso não satisfez Cass. Agora, uma coisa não foi resolvida: Paige, a irmã morta de Cass. Por quanto tempo ela ficará no mundo dos vivos a qual não pertence mais? E seus amigos fantasmas? Vamos esperar que tenha uma continuação, por que não vi nada falando de um segundo livro.


"Mamãe não entendia que havia inúmeras razões válidas para que eu não contasse a ela sobre ontem à noite, para o próprio bem dela. Para começar:

1. A simples ideia de um garoto me convidar para uma festa causaria tamanha explosão de alegria que ela teria um ataque do coração.
2. Mesmo no meio do dito ataque do coração, ela teria que me fazer todos os tipos de perguntas embaraçosas, tipo, se eu e o garoto estávamos nos encontrando, quando nós íamos sair de novo, e se eu ganhei um beijo de boa noite.
3. As respostas para essas perguntas (Há! Eu acredito que por volta do tempo que o inferno congelar, e Não, graças a Deus!) iriam enfiá-la em tamanho desespero que o coração dela pararia de uma vez só e ela morreria na hora."
comentários(0)comente



Kelly 25/10/2012

Fantasmas desajustados
Às vezes viver entre os vivos é tão... chato. Chato não, impossivelmente irritante. E Cass tem a sorte (ou não) de poder viver em um mundo paralelo, que ninguém mais pode interferir, que é o mundo dos fantasmas.
E ela o faz, geralmente, pelas razões certas, ou seja, ajudar os rejeitados de sua escola, com a ajuda de dois fantasmas que lá já estavam, Norris e Bitzy, além de sua irmã Paige.
Até que o ex-playboy Tim, que recentemente perdeu a mãe, descobre seu segredo e lhe faz uma proposta. E nesse momento vemos que não podemos nos isolar do mundo de forma total.
comentários(0)comente



AndyinhA 12/02/2012

Trecho de resenha do blog MON PETIT POISON

Algo positivo? É um livro apenas, a história começa e termina no mesmo livro, para a galera que não é fã de saga pode comemorar. A história não é tão engraçada quanto poderia ser, ficou faltando muitas coisas a explorar. E o drama em si da protagonista é relativamente fraco.

Mais em: http://bit.ly/ye6odm
comentários(0)comente



10 encontrados | exibindo 1 a 10