Amor Imortal

Amor Imortal Ana Carolina K.J




Resenhas - Amor Imortal


87 encontrados | exibindo 46 a 61
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Khrys Anjos 11/12/2015

Este amor fará o leitor desejar viver
Raziel é um Nephilim – filho de um anjo caído com uma humana - e reencontra sua Alma Gêmea Aurora no Vale do Loire, na França, em 1913. Porém como ela é mortal este amor não pode ser vivenciado plenamente pois ela mais uma vez foi assassinada.

Estando no ano de 2014 finalmente a reencontra novamente, agora em Aspen, encarnada como Anna Bonnier. Ela é uma pintora em ascensão assim como sua melhor amiga Loreta.

Quando Anna conhece o Raziel nesta vida sente a forte ligação que os uni. Um olhar bastou para conectar suas almas.

O relacionamento evolui e eles se entregam a paixão desenfreada. Porém acabam se afastando por um tempo para que o Raziel possa resolver uma questão de vida ou morte.

Quando ele volta precisa lutar contra o Caído e seus seguidores. E no meio desta batalha acaba tendo uma terrível revelação sobre quem é o seu progenitor.

O casal parte para a guerra determinados a se libertarem de uma vez deste mal que os persegue à 3 encarnações da mortal Anna. Na primeira ela se chamava Nataly.

Porém agora eles contam com uma ajuda muito especial. E a possibilidade de um futuro feliz se abre fazendo com que a batalha pelo amor também se torne uma batalha entre o Bem e o Mal.

Anna acaba por ter dois privilégios: reencontrar sua Alma Gêmea e poder recordar fatos das suas vidas passadas.

Raziel passou muito tempo amargurado e vivendo no meio da luxúria. Se tornou um ser que ele mesmo passou a desprezar.

Mas o reencontro nesta nova encarnação com sua Dilecta Immortalis lhe traz de volta à razão e à Luz. Ele percebe que finalmente terá a ajuda que tanto pediu.

Este amor o torna mais forte. E lhe dá um motivo pata querer lutar.

O jogo está apenas começando. Uma nova batalha se avizinha, porém, desta vez o casal não lutará sozinho.

Quanto tempo levará para que estas duas almas vivam como uma é um mistério. A única certeza que eles têm é que nada nem ninguém os afastará novamente.

Anna uma mortal que se permitiu amar um lindo homem-anjo. Uma união que tinha tudo para não acontecer. Mas como o amor tem suas próprias regras acendeu a chama que irá consumir estes dois enamorados e os transformará num único ser.

Esta história contém cenas explícitas dos encontros íntimos do casal por isto não é recomendada para menores de 18 anos.

E para as mulheres a recomendação é que leiam num ambiente refrigerado pois a temperatura corporal vai subir consideravelmente.

Amor Imortal é uma história para quem acredita na força deste sentimento. Quando dois seres são unidos por ele nem mesmo o tempo é capaz de mantê-los longe um do outro. Em determinado momento ocorre o reencontro. As almas se veem refletidas nos olhos do outro. A conexão é refeita.

Assim acontece com a Anna/Aurora/Nataly e o Raziel. Um imortal que foi capaz de um ato extremo para estar ao lado da sua amada, e uma mortal que ainda terá que aprender a lidar com o fato deque sua vida na Terra tem uma validade.
Como será que eles lidarão com isso? O que o futuro lhes reserva? Quantas batalhas terão que lutar antes do fim?

Talvez na continuação desta história encontremos algumas respostas. E quem sabe um enigma que os leve a descobrir uma porta que lhes permita ter um futuro eterno juntos.

site: http://minhamontanharussadeemocoes.blogspot.com.br/2015/10/resenha-amor-imortal-ana-carolina-kj.html
Carol 11/12/2015minha estante
Obrigada Khrys! Adorei sua resenha maravilhosa. Obrigada pelo apoio e carinho! bjs - Ana Carolina KJ




estanteelivros 11/12/2015

Amor imortal
"Nunca imaginei que alguém um dia poderia me amar tanto assim! Nunca imaginei que o amor da minha vida seria meio anjo, meio homem. Eu nem acreditava em anjos..."
__

Raziel é um anjo que está em busca da sua alma gêmea, digamos que não é bem em busca, pois os dois já viveram juntos, mas o que ocorre é que ele já a perdeu duas vezes de formas nada provenientes. Desta vez Raziel está disposto a fazer de tudo para mantê-la salva de forças perigosas que estão dispostas a iniciar uma guerra angelical.

Anna Bonnier é formada em artes plásticas e, após perder seu pai, viaja com sua amiga Loreta para que possa ocupar a cabeça e tentar distrair-se de alguma forma. Mas o que ninguém esperava é que nesta viagem a vida de Anna se complicaria ainda mais. Ela conhece Raizel e todos os seres celestiais que estão atrás de algo que ele possui.
__

Amor imortal é uma história mista entre passado, presente e futuro, além de um romance e elementos sobrenaturais. A autora conseguiu criar algo envolvente e agradável em seu livro.

A minha única antipatia foi com a protagonista que em alguns momentos acreditava em tudo o que se era dito sem ao menos questionar-se se aquilo realmente era verídico. Fora isso tudo ocorreu bem, o livro é lindo, a capa me fascinou desde o principio e a leitura fluiu com muita facilidade.

site: https://www.instagram.com/estanteelivros/
Carol 11/12/2015minha estante
Olá Mirela! Muito obrigada pela resenha e por seu ponto de vista em relação a obra. bjs- Ana Carolina KJ




Tamirez | @resenhandosonhos 10/12/2015

Amor Imortal - Ana Carolina KJ
Raziel é um anjo híbrido e está em busca de sua alma gêmea. Após perdê-la duas vezes nos últimos 300 anos, de formas nada naturais, como ele veio posteriormente a descobrir, dessa vez ele está decidido a quando encontrá-la, fazer de tudo para mantê-la salva. Porém, aqueles que as mataram anteriormente, respondem a forças perigosas que querem de Raziel algo que ele não está disposto a dar e, com isso, uma guerra angelical pode estar se estruturando.

Enquanto isso, Anna Bonnier, após perder seu pai, vai viajar com sua amiga Loreta para tentar recuperar a felicidade e alegria de viver. Lá, porém, a vida de Anna vai se complicar ainda mais, quando seu caminho cruzar com Raziel, e com todos aqueles que podem estar atrás desse ser celestial.

“Eu vi você em meus sonhos, sonhos que eram reais. Um presente distante, romântico e sombrio, porém tudo se destruiu. Dentro de seus olhos eu vi meu tormento, algo me dizia, ecoando dentro de mim: – Anna, o nosso amor não terá fim.”

Em uma história que vai misturar traços do passado, do presente e do futuro, além de centralizar no romance e no sobrenatural, Ana Carolina KJ constrói em sua estreia uma narrativa que mistura vários elementos e que se apresenta como uma ótima e surpreendente história.

CAPA E EDIÇÃO

A diagramação é padrão Novo Conceito, sempre com bom tamanho de letra e espaçamento. Mas o que ganha o destaque nesse livro é a fluidez da escrita da autora, que cativa o leitor e torna impossível largar o livro até que a história tenha sido concluída.

Já sobre a capa, tenho algumas ressalvas: a primeira é bem pessoal, já que não gosto de rostos e o meu Raziel seria diferente do apresentado, por exemplo. A segunda, e mais importante, é que nossa protagonista é uma ruiva super ruiva e a moça da foto não tem nadica de ruiva. Acho que um cuidado com esse detalhe, para coroar uma história tão bacana, teria sido importante.

É sabido da dificuldade do autor nacional, mas investir em uma produção, pra criar uma capa mais real, ao invés de utilizar banco de imagem, sem adaptação das características, valoriza a obra. E quando a história é tão boa, certamente merecia esse cuidado. Mas, sei que provavelmente muita gente não vai reparar nisso, então sou realmente eu sendo detalhista, em função de já ter tombado com essa imagem várias vezes nos shutters da vida :(

MINHA OPINIÃO

Meu primeiro sentimento foi de surpresa. Solicitei o livro pelo toque sobrenatural, relevando várias coisas que me fariam rejeitar essa história somente pela capa, por exemplo. Então, imagine minha cara de tacho, quando adentrei o livro e me vi completamente fisgada por Raziel e Anna.

A narrativa é envolvente e a história trás traços de livros que li esse ano, adorei e estão frescos na memória. Feita de Fumaça e Osso, Meu Romeu e a novela Além do Tempo são três das principais comparações que posso trazer aqui. Há uma guerra angelical se aproximando em um mundo de anjos, há romance e em alguns momentos esse romance escala um pouco para um toque mais erótico e, é claro, a questão da reencarnação, que em função da novela da Globo, está super em alta.

E aqui, não sou eu dizendo que essas são as inspirações da autora, pois não tenho o menor conhecimento sobre isso. Essa sou eu dizendo que lendo esse livro me lembrei de todas essas histórias de forma muito carinhosa, e fiquei muito feliz em vê-las misturadas em um só livro, de autoria nacional.

Duvidei um pouco da postura da Anna em alguns momentos, pois achei muito rasa a forma como ela prontamente acredita em tudo e se joga briga a dentro sem fazer mais perguntas. Tudo bem que o negócio da alma gêmea deve ter falado mais alto, mas mesmo assim acho que eu seria muito mais cética na posição dela, do que foi demonstrado no livro. E o Raziel é um amor

site: http://resenhandosonhos.com/amor-imortal-ana-carolina-kj/
Carol 10/12/2015minha estante
Olá Tamirez! obrigada pela resenha linda! amei! bjs - Ana Carolina KJ




Letícia Ingrid 07/12/2015

Amor Imortal - Ana Carolina K.J
Ana Bonnier estava superando a perda do pai e estava emocionalmente abalada com o pensamento de que agora precisa seguir em frete sozinha. E para distrair um pouco sua dor, resolveu viajar para uma estação de esqui em Aspen junto com a sua melhor amiga Loreta. Durante a estadia, as duas conhecem Marcos e Erick, dois rapazes incrivelmente lindos, simpáticos e atraentes. Loreta logo se encanta mais do que o normal por Marcos, mas Anna não gostou nem um pouco dos dois rapazes, Loreta se preocupa com a amiga pede para que ela abra seu coração para conhecer novas pessoas e quem sabe se apaixonar novamente.

Em meio a esses encontros, Anna conhece Raziel e já se apaixona perdidamente por ele, logo de cara, um homem lindo, misterioso e sexy e que tem a sensação de conhecê-lo de algum lugar. Raziel é um Nephilim - gerado através de uma relação de um anjo caído com uma humana - e ambos tem uma ligação que ultrapassar vidas.

?O nosso amor estava escrito. Escrito em cada ponto do Universo, em outras dimensões, além dos portões do céu, sob a guarda dos querubins. Quem ousaria desfazer esse laço? Quem poderia afastar as nossas almas pela eternidade? Quantas batalhas teríamos de travar para proteger a nossa união??

É um livro que fala sobre reencarnação, onde Raziel e Anna são almas gêmeas. A primeira vez que se apaixonaram foi há muito anos atrás, mas sempre são separados. A alma de Anna sempre acaba renascendo, porém em um diferente corpo a cada vida. Raziel possui grandes inimigos e a segurança de sua amada está em perigo novamente, por isso ele está disposto em fazer o que for necessário para protegê-la. Os dois acabam enfrentando uma jornada perigosa para ficarem juntos, mas será que conseguiram viver em paz? O livro acaba embarcando no mundo sobrenatural, na arte e no amor.

Amada Imortal é uma daquelas histórias clichês - no bom sentido - que conquistam e viciam. Seus personagens são muito bem constituídos e cativantes, logo de cara me apaixonei pelo casal principal, embora tenha achado que o romance entre eles aconteceu muito rápido, mesmo com os acontecimentos passados.

A história cheia de mistério faz com que você vá devorando as páginas, adorei as situações que a autora criou e a forma como desenvolveu os fatos. Algumas partes me lembraram outros livros de anjos que eu li, mas Amor Imortal tem um toque único que realmente vicia! A Carolina pra mim é uma ótima autora super fofa gente amei a escrita dela e já virei fã, melhor autora Brasileira!
Carol 07/12/2015minha estante
Ah... Que resenha linda Letícia! Muito obrigada pelo elogio sobre a minha escrita e fico muito feliz que tenha gostado da história. Também virei sua fã! beijo com muito carinho e parabéns pelo seu trabalho! Por dar apoio aos escritores nacionais. :)




Mariana Mortani 07/12/2015

"Seria possível? Eu poderia ser feliz novamente?"
Quando vi Amor Imortal entre os lançamentos do Grupo Editorial Novo Conceito pelo selo Novas Páginas fiquei em dúvida se gostaria ou não de conhecer seus personagens. Na verdade, fiquei em dúvida se gostaria de ler um livro do gênero sobrenatural no momento. Acontece que, como já disse aqui no blog, ando muito sem tempo para ler por conta da faculdade e de outros compromissos e fiquei me perguntando se um livro que logo na sinopse já me lembrava outras histórias seria uma boa e rápida leitura. O livro não foi uma total decepção, mas também não chegou a surpreender.

"Você é exigente demais! Construiu uma redoma de vidro ao seu redor e não deixa ninguém entrar - exagerou ela, franzindo o cenho [...]"

Anna acaba de chegar a Aspen, uma cidade pequena porém perfeita para quem quer esquiar, para tentar esparecer e lidar melhor com a dor de perder seu pai. Sua melhor amiga, Loreta, quer fazer de tudo para que Anna se divirta apesar da dor e logo arranja uma solução: dois caras desconhecidos que, à primeira vista, parecem boas companhias para o primeiro dia no local. Anna acaba cedendo e aceita tomar café com eles, além de sair à noite juntos. Só que algumas coisas estranhas estão acontecendo, como o fato de nossa protagonista se sentir observada durante todo o dia e a sensação de algo ruim que sente em relação a um dos rapazes. Como se não fosse suficiente, Anna irá conhecer um misterioso homem por quem logo se verá apaixonada. Este é Raziel, um anjo que, ela não sabe, faz parte de sua vida há muito tempo.

"- Não consigo ficar longe de você.
- Então não fique - respondi, sentindo meu coração pular."

A escrita de Ana Carolina KJ é muito boa. A narrativa clara e leve faz com que a leitura seja fluída - mesmo que a história tenha me deixado incomodada logo nas primeiras páginas, mas já falaremos disso - e ela fica bem rápida a partir de certo momento, mas não posso dizer que o enredo traz muitas surpresas. Gostei de termos a oportunidade de conhecer o passado dos protagonistas, uma vez que Anna lembra de muitas coisas de suas outras vidas e podemos acompanhar o ponto de vista de Raziel em certos momentos, o que torna o amor ainda mais real, porém o romance não traz algo realmente novo e nem chegou a me fazer torcer por eles. Eu simplesmente acompanhei a história sem sentir nada em relação aos dois.

Como disse, logo nas primeiras páginas algumas coisas fizeram com que a história me deixasse com o pé atrás, como: o tratamento de Marcos para com Anna, furos na história (ex: uma personagem saber de algo que ninguém contou, ou melhor, não quis contar, e de repente ela menciona como se estivesse no ocorrido), o parecer de Anna sobre o amor mudar e a forma como Raziel revela a verdade para ela. Outra coisa também é que o livro possui muitos detalhes, mas a história deixa a desejar quando pensamentos de um personagem se tornam contraditórios ou a narrativa deixa passar batido algumas cenas que mereciam aprofundamento. Senti como se, apesar de o ritmo da leitura seguir normal até o final, o enredo acabou não mantendo a mesma linha.

"- Eu... não quero perder você. - Suspirei, tentando encontrar uma luz no interior de seus olhos."

Não há dúvidas de que o amor dos dois é verdadeiro, mas, desculpem, não consegui me envolver. Eu não poderia nem dizer que achei forçado, pois logo sabemos da conexão deles, de como eles se amaram por vidas e de que são almas gêmeas, mas simplesmente não consegui sentir de verdade o amor, nem torcer pelo casal. Senti a relação deles mais forte quando eles partem em uma missão que pode mudar o rumo de suas vidas, mas, de verdade, não foi o tipo de romance marcante que realmente me fez gostar do casal.

LEIA A RESENHA COMPLETA: http://www.magialiteraria.net/2015/11/resenha-amor-imortal-ana-carolina-kj.html

Seria melhor se eu conseguisse me envolver com os personagens e acreditar ainda mais no romance, porém Amor Imortal foi uma leitura rápida e, apesar de não me surpreender e de não ser um super romance sobrenatural, a narrativa da autora é boa, sim, e a história pode agradar mais a alguém que consiga se envolver de fato no romance.
Carol 22/01/2016minha estante
Obrigada pela resenha e pelo desejo de ler o livro. bjs - Ana Carolina KJ




The Best Words Br 07/12/2015

The Best Words Br
Amor Imortal traz a história de Anna Bonnier, uma mulher que resolve fazer uma viagem para tentar se alegrar depois da morte de seu pai. Anna nunca imaginou que esse passeio com sua amiga Loreta pudesse sair fora dos seus planos... para ela, esse seria apenas mais um momento para relaxar e para aproveitar a companhia agradável e meio louca de sua melhor amiga. No entanto, é numa estação de esqui que nossa mocinha vê sua vida se entrelaçar com o sobrenatural e com uma realidade que até ontem parecia inacreditável para ela... parece que o destino quer fazer com que ela seja mais crédula.

Anna encontra o misterioso, e maravilhoso, e perfeito, e sexy e encantador, Raziel. Um homem que é muito mais do que aparenta ser... ao longo do enredo, descobrimos que ele é um Nephilim, ou seja, um ser gerado da união entre uma humana e um anjo caído, e que Raziel e Anna se amaram ao longo de séculos, como verdadeiras almas gêmeas.

Nossa mocinha fica encantada de cara com esse Nephilim incrível, mas não só porque ele é extremamente belo, mas, sim, porque o amor dos dois ultrapassou o tempo e viveu até os dias de hoje... Anna foi esposa de Raziel em duas vidas passadas, mas inimigos mortais de seu amante a mataram e o colocaram numa vida perdida, repleta de pecado e devastação. Contudo, com fé e muita determinação, nosso mocinho se reergue e reencontra o amor de sua vida mais uma vez. Só que essa união pode ser ameaçada novamente e, por isso, ambos precisarão lutar para proteger o que construíram juntos.

Amor Imortal é uma história repleta de amor e sentimentos intensos... a todo momento conseguimos sentir as emoções do casal principal e, por esse motivo, torcemos pela vitória dos dois. Além disso, temos muitas batalhas entre o bem e mal; mitologia sobre anjos e demônios; e uma trama muito bem elaborada pela autora.

Ana Carolina tem uma escrita muita caprichada.... os diálogos do passado se adequaram muito bem ao contexto, junto com os flashbacks que a história nos proporciona; e as cenas são muito bem descritas, fazendo com que o leitor consiga enxergar com clareza cada acontecimento.

Os personagens são ricos demaiiis...cada um foi feito de uma forma peculiar, e isso faz com que a gente ame a maioria deles por uma determinada característica. Preciso falar que a minha personagem preferida não foi a Anna, mas, sim, a Loreta. PESSOAL, que menina divertida!!! Ri demais com ela, apesar de querer dar uma bronca de vez em quando pelas besteiras que ela fazia.

Raziel é o tipo sexy, amoroso e determinado que conquista as leitoras assim que aparece; e Anna é a mocinha forte que se transforma muito durante o livro: se, no início, ela era cética e um pouco insegura, no final, vemos uma mulher totalmente crédula e forte.

"Você lutaria contra forças que nunca imaginou existir para ficar com o amor da sua vida?"

A narrativa dessa história é feita em primeira pessoa pela Anna, mas, no prólogo e no epílogo, temos uma outra postura que valorizou muito o contexto ( que não vou falar qual é, pois quero que vocês leiam) ... e eu gostei bastante de ver essa mudança, pois dou muito valor para essas duas partes do livro.

A autora nos deixou com um gostinho de "quero mais" no final e, por isso, podemos esperar uma continuação ainda mais bombástica!!!!! JÁ ESTOU ANSIOSA!

Uma coisa que eu gostei bastante foi o fato de ver o latim ser usado durante o livro. Afinal, como vocês sabem, eu faço Letras e estou estudando Latim como matéria obrigatória... e foi muito legal ver algumas frases e conversas nessa língua, pois consegui entender algumas coisas sem a tradução que vem logo em seguida no livro.

Enfim, posso afirmar que essa leitura é muito gostosa e cativante... espero que vocês fiquem aflitos durante as tramas, mas também espero que morram de amores por tudo isso, como eu :)

Beijinhos da Alê

site: http://thebestwordsbr.blogspot.com.br/2015/11/amor-imortal-ana-carolina-kj.html
Carol 07/12/2015minha estante
Oi Alê! Obrigada pelo apoio e carinho com a minha história. A sua resenha FICOU LINDA. Sem palavras para dizer o quanto estou feliz! Seu blog é maravilhoso! beijos - Ana Carolina KJ




Rizia Castro 07/12/2015

Amor Imortal nos conta a história de Anna Bonnier, uma jovem mulher que perdeu a mãe muito jovem e seu pai faleceu recentemente. Com isso, ela não acredita em muitas coisas e sua fé está abalada. Não vê muita razão para aproveitar a vida e romance é algo distante no momento.

Anna viaja a Aspen com sua melhor amiga Loreta para esquiar e dissipar os pensamentos. Loreta acaba conhecendo Erick e Marcos, mas Anna não gosta da companhia deles, principalmente de Erick, que demostrou certo interesse nela. Mesmo a contragosto e por insistência de Loreta, ela aceita ir jantar com os rapazes.

Para surpresa de Anna, ela encontra no hall do hotel um homem lindo, de profundos olhos verdes que despertar sentimentos adormecidos. Ela se apaixona a primeira vista.

Acontece que o homem em questão é Raziel. Um Nephilim, espécie de anjo caído e é a alma gêmea de Anna em vidas passadas. Por ser imortal, Raziel está sempre à procura da sua dilecta immortalis – Amada Imortal.

Anna torna a encontrar Raziel e este a convida para sair. Ele acaba revelando para ela que é uma espécie de anjo que está travando uma enorme batalha com O Cáido a fim de preservar a vida de sua amada. Imediatamente Anna começa a temer por ele, pois já está completamente envolvida.

Quais dificuldade teria que enfrentar para salvar sua vida e daquele homem que amava há séculos? Seria possível algo separá-los? O amor venceria o mal?

Amor Imortal foi uma leitura que me tirou completamente da zona de conforto. Não sou muito fã do gênero fantasia, mas achei legal apostar num livro mais adulto deste gênero.

Ana Carolina KJ usa recursos diversos na sua narrativa que enriquecem a obra. Vários trechos em latim, comunicação através de pensamentos, diferentes pontos de vista, tudo isso tornando a leitura interessante e cativante. O livro possui alguma cenas hot, mas nada apelativa. As personagens são bem construídas e não há como não torcer pelo casal.

O final é coerente e ao longo da narrativa já imaginamos o que acontecerá. Pela maneira que terminou acredito que terá continuação.

Apesar de não ser expert no assunto, acredito que Amor Imortal é um belo exemplar do gênero fantasia. Principalmente voltado para um público new adult, pois contém boas doces de romance, aventura, perigos e surpresas. Muito bom saber que temos bons representantes da literatura nacional neste gênero.

Aos fã do gênero ou para aqueles que curtem um romance intenso, Amor Imortal é leitura obrigatória.

Gostaram?
Já conheciam?
Ficaram curiosos?
Comentem!

site: http://www.livroterapias.com/2015/12/resenha-amor-imortal-de-ana-carolina-kj.html
Carol 07/12/2015minha estante
Oi querida! Muito obrigada pelo apoio, carinho e por ter lido o livro com o coração. Adorei seus comentários e feliz por saber que a história te cativou. Obrigada! beijos - Ana carolina KJ




Taty Assis 04/12/2015

Um livro sobre vidas passadas, de almas destinadas, de arcanjos e anjos caídos. De amores que quebram as barreiras do tempo, de destino e sina, de amor e trevas.

Depois da morte de seu pai, Anna acabou perdendo a vontade de se divertir, de viver como antes. A felicidade já não era mais uma constante em sua vida. Decidida a mudar isso, ela acaba viajando com sua amiga Loreta pra Aspen.
Aspen lhe remete boas lembranças. Lembranças de uma época feliz ao lado de seu pai. E é em Aspen que ela (re)encontrará o seu destino.

Durante a viagem, Anna e Loreta acabam conhecendo Erick e Marcos. Anna não se sente confortável na companhia de ambos, mas ela acaba deixando sua intuição de lado e resolve sair e se divertir com eles e Loreta.

Nesse meio tempo, Anna acaba conhecendo/reencontrando Raziel. Raziel acaba despertando algo nela, um sentimento bom. Mas por trás de um homem bonito e simpático, há muito mais para saber. Anna acaba descobrindo que Raziel foi o seu amor de outras vidas, mas essa revelação acabou trazendo muitas consequências.

Raziel é um Nephilim, filho de um anjo caído, e desde quando conheceu Anna em vidas passadas, eles estão destinados a se afastarem. A força do mal está disposta a conseguir a lealdade de Raziel, e eles faram de tudo para consegui-la, nem que para isso eles tenham que matar e ameaçar o grande amor dele.

Bem, com isso vocês podem imaginar o quanto estarem juntos é perigoso para Anna e Raziel. E para o bem dela, Raziel acaba se afastando. Tempos depois eles acabam se reencontrando, mas tudo acaba se tornando ainda mais perigoso para os dois, e eles terão que lutar contra o mal que os cercam.


Nunca me dei bem com livros sobre o "mundo" dos anjos, tanto é que li poucos. Quando eu vi esse lançamento da Editora Novo Conceito fiquei encantada pela capa e curiosa quanto a sinopse, e por ser nacional acabei optando por me arriscar, e bem, o desfecho do livro pouco me agradou.

Achei o começo bom. Gostei de Anna ser intuitiva e de se entregar completamente. Adorei o fato de Raziel ser muito protetor, abrindo mão de sua segurança para proteger sua amada. Mas acabei não conseguindo me conectar com os personagens, nem com a realidade que eles estavam vivendo. Senti falta de algo mais no romance... as batalhas, cenas de ação não me prenderam... de repente o que começou bom, acabou se tornando maçante.

Mas, essa é minha opinião. O livro, a temática, não funcionaram para mim, mas poder ser que vocês adorem o livro. Então deem uma chance e tirem suas próprias conclusões. :)
Carol 07/12/2015minha estante
Olá Taty! Muito obrigada pela resenha e por se interessar em ler o meu livro. bjs - Ana Carolina KJ




Arca Literária 02/12/2015

leia a resenha no link http://www.arcaliteraria.com.br/amor-imortal-ana-carolina-k-j/

site: http://www.arcaliteraria.com.br/amor-imortal-ana-carolina-k-j/
Carol 07/12/2015minha estante
Muito obrigada pelo interesse em ler o meu livro e pela resenha. Grata - Ana Carolina KJ




Letícia 02/12/2015

Resenha - Amor Imortal de Ana Carolina K J
Amor imortal nos trás a história de Anna, uma mulher linda que sente um vazio dentro de si. Sua mãe faleceu quando ainda era criança e seu pai faleceu recentemente, então sua amiga Loreta que é como uma irmã para Anna propõe uma viagem à Aspen onde ambas podem tentar se divertir e fazer novas amizades. Apesar da belíssima paisagem e do clima delicioso de paz e harmonia, Anna sente que já esteve ali antes, sente também que alguém a observa, percebe uma sombra entre as arvores enquanto esquia e ouve vozes em sua cabeça. Ela já havia perdido a fé em algo maior do que o que podia ver então não deu muita importância aos acontecimentos, até que sua amiga Loreta programa um encontro à quatro, onde as duas saíram com dois rapazes que conheceram lá na estação de esqui, Marcos e Erick. Anna não se interessou nem um pouco por Erick, nem ao menos se permitiu gostar, algo dentro dela já dizia que Erick era diferente, mas Loreta se apaixonou por Marcos o que resultou na aproximação de ambos os rapazes em suas vidas. Porém, na mesma noite Anna tem a oportunidade de conhecer Raziel.
"Ele se aproximou, dobrando as mangas da camisa preta impecável. Seus olhos brilhantes e vidrados em meu rosto faziam com que sentisse como se nada mais existisse ao redor. Minhas pernas amoleceram."
Raziel, por décadas sente um amor imortal por Anna, um amor avassalador que ele foi obrigado a suportar a perda em outras vidas de Anna. Apesar de ouvir vozes, sentir a presença de alguém observando seus caminhos, ela não fazia ideia que o amor de sua vida seria um Nephilin, filho de um anjo caído. Como almas gêmeas, estão unidos por este amor imortal, mas seria muito fácil Anna e Raziel viverem juntos e felizes durante toda a vida mortal de Anna se Raziel não fosse alvo de demônios e Nephilins escravos de anjos caídos dispostos a acabarem com esse amor por interesses próprios. O amor de ambos vai muito além da vida mortal de um e imortal do outro, este amor pode livrar a humanidade da destruição por causa de uma guerra entre anjos caídos, Arcanjos e Nephilins.
"Anjo de asas negras está aos meus pés. Olhos sombrios e sedutores, rosto selvagem em pele de marfim, cabelos escuros como a noite. Tu és o meu fim? Para mim, não importa. Viva ou morta, desde que estejas comigo... Além do infinito."

Considerações

Amor imortal nos mostra um amor lindo e verdadeiro entre dois seres. Desde o início fica claro que Anna e Raziel possuem um amor imortal, de outras vidas de Anna e por isso as coisas acontecem rápido em relação à sentimentos e emoções resultantes desse amor. O que mais gostei nessa história foi o desenvolvimento da personagem principal, a Anna do início, triste e desiludida não é a Anna do fim, confiante e corajosa. Acredito que explorar as qualidades dos personagens foi uma jogada de mestre da Ana Carolina, pois livros aos quais os personagens começam e terminam sem crescimento algum não faz da história nada interessante, mas neste livro podemos ver que todos os personagens foram bem construídos e muito bem explorados em suas qualidades, defeitos, pontos fortes e fraquezas.
Outro ponto positivo que quero ressaltar e que eu adorei, pois foge completamente dos livros que já li sobre anjos é que a escritora entra a fundo no estudo (fictício ou não) de objetos celestiais, estudos e palavras às quais se encaixam perfeitamente no contexto. O que pude perceber é que a escritora pesquisou a fundo, com afinco para nos trazer informações completas e interessantes sobre o assunto de anjos, Nephilins e afins.
É meu terceiro livro sobre anjos caídos, não é um gênero que me atrai, porém posso dizer que dos livros que li este ano este está entre os melhores e já favoritei no skoob!
Tem tudo na medida certa, romance, sedução, mistério e ação. Todos os cenários me fizeram entrar de cabeça na história, narrados perfeitamente, todos os detalhes me fizeram viajar com Anna para dentro do história. É o tipo de livro que você lê em um piscar de olhos porque o palavreado é de fácil entendimento, as páginas são amarelas, a fonte possui tamanho perfeito, a capa é maravilhosa, em cada capitulo tem um "poeminha" lindo que te faz pensar no capítulo anterior e no que esperar do próximo, sem contar que a história te encanta a cada virar de páginas.
Editora novo conceito está de parabéns por desenvolver essa edição linda e impecável. Mas, parabenizo ainda mais a querida Ana Carolina que escreveu esse romance sobrenatural de maneira divina e ganhou uma nova fã!
A escritora já informou que está escrevendo outro livro, então aguardem novidades! ♥

site: http://leticiaiarossi.blogspot.com.br/2015/12/resenha-amor-imortal-de-ana-carolina-k-j.html#more
Carol 02/12/2015minha estante
Querida Letícia! muito obrigada pela resenha maravilhosa! Você captou bem a essência da história e a personalidade dos personagens. Leu com o coração! beijo com carinho - Ana Carolina KJ




Fer - Mato Por Livros 02/12/2015

Anna está em busca de sua felicidade. Após a morte de seu pai, a tristeza e a descrença se apossaram de seu coração. Ela precisa de um novo motivo para ser feliz, ela sabe que falta algo em sua vida, mas não sabe bem o que seria.

Para espairecer um pouco sua mente, ela resolve viajar com sua amiga Loreta a Aspen, o lugar trás ótimas recordações que passou ao lado do seu pai.

O que ela não esperava era que dessa vez a viagem traria sensações diferentes.
Ela sente o perigo a espreita, como se o tempo todo alguém a estivesse vigiando, mas ela não sabe identificar de onde vêm essas sensações. Como se não bastasse sua amiga maluquinha e totalmente sem noção de perigo kkk (adorei a Loreta, mas menina essa daí nunca ouviu da mãe: - Cuidado com os estranhos kkk) acaba de conhecer dois rapazes e insiste com Anna para que saiam juntos.

Anna não gostou da ideia nenhum pouco. Ela sente que existe algo de errado com eles, mas não sabe explicar. É quando sua vida realmente fica em perigo que aparece um homem misterioso que abala todas as estruturas dela.
Anna não sabe explicar, mas o que ela sente por ele é algo intenso, forte, como se já o conhecesse, então ela não tem medo de viver esse momento.

Mas o destino vai mostrar para Anna que existem mais coisas no mundo, do que acreditamos ou do que nossos olhos são capazes de enxergar, e quando ela pensa que terá a chance de viver algo lindo, descobre que esse amor pode acabar com sua vida e de todos aqueles que ama. E para viver esse amor, eles terão que enfrentar uma força obscura.

Paro por aqui, por que histórias assim exigem que leiamos sem prever muitos detalhes, afinal as surpresas devem vir aos poucos e durante a leitura.


A história foi boa, fluiu muito bem. Mas algumas coisas não me cativaram tanto. Por exemplo, o romance. Não sei se foi mais no primeiro livro, mas eles estavam com tantos problemas “sobrenaturais” que o romance acabou ficando em segundo plano. Não temos tantas cenas de amor assim, e não digo sexo, digo cenas deles juntos, vivendo um pouco o relacionamento.
Ou estão separados, ou estão lutando para sobreviver, achei isso um pouco complicado. Mas essa sou eu que sempre espera mais do romance. Mas vamos lembrar que esse é um livro de fantasia, ou seja, o foco principal realmente é mais o sobrenatural ok?
Achei também que algumas pontas ficaram soltas, mas creio que essas serão amarradas nos próximos livros.

O que senti é que realmente as próximas obras prometem muita ação e muito teor sobrenatural, uma guerra entre os mundos, um prato cheio para os fãs de sagas sobrenaturais.
Só quero poder ver um pouco mais de romance rs, afinal o casal tem tudo para arrancar vários suspiros nossos.

Costumo dizer que acho o gênero fantasia e policial são os mais difíceis de se escrever. Gente além da criatividade os autores precisam ter um controle formidável para a coisa toda não desandar e eles mesmos se perderem em meio a tantas linhas na escrita.
Ana Carolina está de parabéns nesse quesito. Apesar, desculpem os fãs, mas é a minha opinião, de sentir uma inspiração em algumas sagas já existentes, como Crepúsculo, Hush Hush e Fallen (mas o mundo da escrita é feito de inspiração) Ana Carolina conseguiu criar um tema obscuro só dela. E estou esperando para ver como será o desafio com os outros “seres” podemos dizer assim.

Entretanto o que mais me agradou na obra foi a mensagem embutida nela. Não sei se muitas vezes viajo, e vejo coisas onde não tem, ou se realmente os autores tentam sempre nos passar ensinamentos. Prefiro acreditar que seja isso, e sei que muitas vezes é. Então mesmo no gênero do sobrenatural a mensagem do que estamos fazendo com o mundo fica clara. E para bom entendedor um pingo é um i, então ou tomamos uma atitude ou realmente quer acreditemos numa força do mal mais poderosa ou não, o mundo realmente tende a acabar em maldades. Fato. E cada um acredita naquilo que quer. Eu acredito que realmente com tudo o que tem acontecido debaixo de nossos narizes, sim, o mal parece estar vencendo o bem. E refletir sobre isso, foi um dos pontos altos da leitura.

Com certeza quero ler os próximos livros. Espero encontrar como disse um pouco mais de romance. Porque não tem jeito, sou uma eterna apaixonada rs.
Mas deixo aqui minha admiração pela autora, afinal em sua primeira obra ela nos demonstra total controle sobre a técnica da escrita, não encontrei praticamente nenhum erro, e fora os detalhes que citei a obra promete agradar a muitos leitores.

site: www.matoporlivros.com.br
Carol 02/12/2015minha estante
Oi querida! Muito obrigada pela sua linda resenha! Esse livro foi escrito com muito amor e muita dedicação. Fico feliz que gostou. Adorei seus comentários sobre o bem e o mal e a sua análise e reflexão sobre o tema.
beijos Ana Carolina KJ




Adriana.Rebeque 29/11/2015

Adorei!!!
Literalmente fui fisgada por este livro assim que cheguei à livraria Saraiva. Senti uma forte atração e comecei a lê-lo imediatamente. Fiquei encantada pela história maravilhosa e principalmente pela forma com que a autora a escreveu. É uma leitura envolvente e cativante. Fiquei surpresa ao saber que este foi o romance de estréia da autora, pois foi muito bem escrito e durante a minha leitura eu ficava imaginando esta história nas telas do cinema, para mim já um best sellers e fico muito orgulhosa de saber que é uma escritora brasileira e que por sinal é uma pessoa maravilhosa. Recomendo a leitura imediatamente para todos que desejam se emocionar, se apaixonar e surpreender. É uma história completa, romance, paixão, sedução e suspense.
Carol 30/11/2015minha estante
Ah querida que linda! Obrigada pelo carinho.É como elogiar um filho...
Escrevi este livro com muito amor! Fico feliz que tenha amado. Beijos




silvanasartori 28/11/2015

‘’Amor Imortal’’ mostra a curiosa estória de Anna, uma bela moça que é arrastada pela sua amiga Loreta que embarca em uma irreverente viagem a Aspen a fim de tentar se divertir e esquecer um pouco a mais dolorosa perda de sua vida até então, seu pai. Além de ter perdido sua mãe muito cedo, não estava sendo nada fácil agora lidar com tudo isso.

Apesar do lindo cenário, das estações de esqui, de toda aquela neve branquinha e da possibilidade de aproveitar um lugar diferente da sua rotina, Anna sentia que já estivera ali antes, porém um sentimento de mudança aflorava em seu coração dessa vez.

‘’Um sentimento de solidão me invadiu. Brequei meus esquis com força, um jato de neve se formou à minha frente. Olhei para cima e admirei o pôr-do-sol refletindo os raios no branco imaculado das montanhas. ’’

Depois de passear um pouco, Anna retorna para o quarto e é surpreendida por Loreta (a carregando novamente), mas desta vez para ir a um café para encontrar dois homens que de acordo com que ficara sabendo, eram bastante atraentes.

‘’- Tudo bem. Estou mesmo precisando me esquentar, mas não vamos demorar muito. O lugar é bastante agitado a esta hora. É como um happy hour dos esquiadores, e estou um pouco cansada.’’

Anna, como já esperado não se sente muito a vontade assim que conhece Marcos e Erik, que as bajulam de todas as formas. Ela, a sua maneira, corresponde de maneira amigável, sem muito interesse. Já Loreta, fica aos beijos com Marcos. O problema é que mesmo distraída, se vê intimada para um encontro a quatro, desta vez à noite.

Ela na verdade não esperava que algumas situações estranhas pudessem acontecer, porque não só começa a sentir a presença de alguém lhe vigiando, mas também começa a ouvir sussurros em sua cabeça, mesmo quando não há ninguém por perto. Ela até achou que no inicio estava com a cabeça cheia por conta do cansaço ou até mesmo ficando maluca, mas ao se deparar com o lindo Raziel, um homem bastante simplesmente atraente e encantador, ela sente uma forte atração logo de imediato.

Venha e confira o resto da resenha:

site: http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/11/resenha-amor-imortal.html
Carol 02/12/2015minha estante
Olá Silvana. Muito obrigada pela resenha e pela análise maravilhosa que fez da obra.
Feliz por ter gostado! beijo com carinho - Ana Carolina KJ




Claudio Mello 23/11/2015

Romance Ficção TOP!
Como Publisher de uma revista de comportamento de luxo como a Top magazine, pude perceber o bom gosto da autora em cada detalhe da sua escrita. A ambientação da história é tão bem feita que senti como se estivesse em um filme.Difícil um livro prender minha atenção! No caso de amor imortal, me surpreendi. Do prólogo ao final, cada capítulo é uma emoção diferente. Gostei muito da escrita da Ana Carolina e da sua audácia e sabedoria em criar uma história complexa e envolvente.A leitura também me passou cultura (Fiquei conhecendo sobre o manuscrito de Enoque, fato que era desconhecido para mim).O final foi de tirar o fôlego. Requinte, sedução e mistério! Recomendo essa leitura a todos. Parabéns Ana Carolina KJ! Aguardo a continuação!
Junior 23/11/2015minha estante
Oi Claudio! Eu acho a sua revista o máximo!
um abraço Junior




May Scruz 23/11/2015

Oi, excelentíssimos leitores. Tudo bem por aí!?

Hoje nós vamos falar sobre um livro de romance sobrenatural nacional, lançado no mês de Outubro pela Novo Conceito. Infelizmente o livro não me agradou. Mas eu conto tudo para vocês!


PERSONAGENS E NARRATIVA
Temos Anna, protagonista da série. Perdeu o pai recentemente e é formada em Artes. Ela é a reencarnação da Amada Imortal do Nefilim Raziel.

Loreta, melhor amiga da Ana.

Raziel, o "homem-anjo" amado por Anna e que tem um papel importante na guerra contra os anjos caidos,

A narrativa é simples e flui com facilidade mesmo eu não tendo gostado da personagem principal eu consegui ler com rapidez até.. Infelizmente pro final do livro eu tive dificuldade em continuar a leitura mesmo com essa característica simples, eu conto mais abaixo o motivo.

PROJETO GRÁFICO
Não gostei muito do retrato dos personagens na capa, as cores estão harmoniosas - disso eu gostei muito.

Papel Off-white, boa entrelinha, entre letra e área de respiro. Bom corpo de letra e os capítulos começam sempre na página impar, o que demonstra preocupação com a diagramação ♥.
A abertura de capítulos é boa também, simples mas eficiente.


CONSIDERAÇÕES FINAIS
Eu venho procurando ler todo o material contemporâneo nacional que consigo mas esse não me fisgou. Eu não consegui criar uma conexão com os personagens e não me senti lendo algo novo e diferente. Acho que com a saturação desse gênero eu venho buscando livros inovadores desse estilo.
Algumas coisas me incomodaram na personagem principal. Ela se diz cética mas de cara sente uma atração que diz ser "sobrenatural" pelo Raziel, além do fato de que ela aceita tudo muito facilmente - ok, eu entendo que ela tem a memória das vidas anteriores, mas pra mim ela deveria ser mais resistente. Eu não consegui me conectar com ela, me sentir na pele da Anna...

Como vocês sabem também não gosto de personagens que deixam de lado algumas coisas por causa de um relacionamento, depois que ela conhece Raziel a vida dela toda gira em torno dele :( eu não consigo gostar disso, livros assim me deixam louca! As cenas mais hots são ok, mas não senti muita química dos personagens. Costumo gostar de relacionamentos construídos de uma forma mais "lenta".

De qualquer forma eu continuei a leitura esperando ser surpreendida mas infelizmente a surpresa que eu tive não me agradou.. Em certa parte do livro, quando os personagens falam em entrar no covil do antagonista - uma espécie de demônio. A personagem principal fala uma frase que me me deixou muito assustada. É mais ou menos assim: Raziel fala que eles enfrentarão um local impregnado e protegido por magia negra. E Anna singelamente solta a frase: Ele faz macumba?
Raziel diz algo do tipo "se você chama isso de ritual satânico..." E morre aí.. Eu não sou praticante de nenhuma religião africana (seja candomblé ou umbanda - ou outra que exista e eu não conheça rs - ou como geralmente são chamados :macumba, que diga-se de passagem é um instrumento) mas eu respeito os praticantes. Acredito que como em qualquer religião existem pessoas que usam sim as energias para o mal mas também tem muita gente que usa para o bem. Acho importante que na hora de escrever/revisar/editar um texto exista um cuidado para não propagar informações que não são corretas e que podem gerar desconforto e algum tipo de preconceito.

De qualquer forma, se esse é o seu estilo eu sugiro que você leia e tire suas conclusões. Para mim dentro de todo meu repertório como pessoa e leitora o livro não funcionou e não seria uma indicação.

Não tinha a intenção de fazer uma resenha tão longa, mas acho que quando a nota é baixa o motivo deve ficar mais claro e embasado. :) | Uma estrela pela diagramação e a outra é pela narrativa ser fluida

Beijos e até a próxima.

site: www.ensaiodemonomania.com.br
Lelê 24/11/2015minha estante
Pois eu adorei sua sinceridade. Adorei seus comentários.
Você não é obrigada a gostar e elogiar o livro só porque veio de parceria.
Não ligue para as ameaças.
A editora é que irá ficar sabendo sobre isso. Não fazemos parceria com regime de cabresto.
Nem tá valendo isso.
Se quiser mandar alguma reclamação para uma reavaliação, pode mandar meu nome também. Afinal, nas regras de parceria, não estão dizendo que puxar o saco faz parte do requisito.


SahRosa 24/11/2015minha estante
Li a resenha e achei muito legal os pontos citados, que aliais podem ser úteis a autora e até mesmo a editora. Sinceridade é que esta em falta tanto aqui no Skoob, quanto nos blogues em geral, é ótimo encontrar uma pessoa que expõe sua opinião de forma sincera e honesta. Há leitores que podem gostar do livro, outros não, o que cabe a cada um é respeitar o próximo e resenha, nada mais é que opinião, se uma editora ou autor quiser crescer, precisa sim aprender a ouvir/ler e receber críticas de todos os tipos. Parabéns pela resenha.


João | @joaovictorcomc 24/11/2015minha estante
Não li o livro e não tenho a menor vontade de ler. Porém, estou rindo muito do comentário do Claudio. Meu Deus, quanta alienação, quanto puxa-saquismo kkk
Primeiro, sendo você editor chefe de tal revista ou não, isso não lhe dá o direito de sair ameaçando as pessoas na internet. Vamos baixar a bola? E segundo, confio mais na opinião dela do que na de pessoas como você!
Mayra, continue sendo sincera e transparente em suas resenhas :D


Mari Siqueira 24/11/2015minha estante
Oi May,
Parabéns pela tua resenha! Vim comentar por conta da polêmica que o comentário do tal de Claudio (ou o "excelentíssimo" editor chefe de uma revista) tem causado. Você foi fantástica na sua descrição e conseguiu transmitir o motivo de o livro não ter te conquistado, porque apesar de muitos ainda não entenderem, ninguém é obrigado a gostar de nada e a editora não nos faz um favor ao enviar um livro para resenha. Fique tranquila que sua parceria deve estar muito segura com a Novo Conceito, afinal, eles têm o mínimo de discernimento e humildade para entender que seus livros podem não agradar a todos.

Quanto à questão da religião, eu entendi o seu ponto de vista e, sim, a macumba, candomblé, umbanda e afins, ainda são vistos (e descritos) com ignorância, mas acho que o que está dentro do texto não reflete necessariamente a opinião da autora, pode ter sido uma má colocação, uma figura de linguagem ou a opinião preconceituosa e ignorante de um personagem de forma intencional. O texto abre muitas possibilidades e é importante trazer esse questionamento como forma de esclarecimento para os que não conhecem a macumba, umbanda ou candomblé, mas não necessariamente, precisaria ser retratado no livro, afinal, é ficção e o politicamente correto tira muito do valor das obras. Por incrível que pareça, o preconceito presente na literatura deve ser mantido, só assim os futuros leitores poderão ver o quanto o pensamento de uma época evoluiu.

Continue sendo sincera e escreva com o coração. E se não gostou do livro, diga mesmo. E se o Claudio não gostou da tua resenha, que diga também, ele tem todo o direito de comentar o que quiser, mas não venha ameaçar ninguém com uma parceria que nem mesmo é de sua responsabilidade. Quem cuida do marketing da editora é a própria, no mais, é tudo palpite.


May Scruz 24/11/2015minha estante
Claudio, respeito sua opinião. De toda forma a editora já recebe as minhas resenhas para análise.

Lelê, Diae e João, muito obrigada pelo respeito e apoio. Significou muito pra mim, de verdade :D. Sinceridade sempre!!
Mari, obrigada pelas palavras de incentivo e por me trazer um outro ponto de vista.

Sigamos assim, fazendo as coisas com amor e sendo sempre verdadeiros com o que sentimos.


Claudio Mello 25/11/2015minha estante
Discordo da sua resenha! Como editor chefe de revista, tenho bastante experiência para dizer que a história é escrita com maestria e capricho. A protagonista é uma mulher que luta pelo amor da sua vida e tem uma personalidade fantástica. Sobre o que você falou sobre religião.... Que absurdo! O padrão de qualidade da Novo Conceito não iria editar um livro que não fosse de qualidade e que desrespeitasse qualquer religião. A história é uma ficção! Como seria então livros que falam de magia negra entre outros... A pessoa esclarecida, sabe que nada é real. Se um escritor se preocupa com isso, não pode escrever nada relacionado ao lado espiritual.


Kris Monneska - Conversas de Alcova 20/01/2016minha estante
Oi Gostei muito da tua resenha temos de ser sinceras mesmo, também achei a parte da "macumba" muito ofensiva e acredito que isso deva realmente ser apontado para que seja corrigido em outras edições. Achei o comentário do senhor Cláudio bem pretensioso, " sou editor de revista" como se isso fizesse da opinião dele mais importante que outras. Gostei da forma que você expôs seu ponto de vista. Que fique claro pra ele que o trabalho de blogueiro não é elogiar livros, mas avalia-los.




87 encontrados | exibindo 46 a 61
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6