Entre a Culpa e o Desejo

Entre a Culpa e o Desejo Sarah MacLean




Resenhas - Entre a culpa e o desejo


41 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Maria - Blog Pétalas de Liberdade 17/11/2017

Resenha para o blog Pétalas de Liberdade
Sobre a história: O segundo livro tem como protagonista Philippa Marbury, filha do marquês de Needham e Dolby e irmã da protagonista do primeiro livro. Philippa sempre soube que era diferente, não só por usar óculos e não ser considerada uma beldade. Fascinada pelo conhecimento e pelas ciências desde criança, completamente racional, acreditou que se casar com Castleton, um jovem conde aparentemente bonito e bondoso, mas de raciocínio meio lento e considerado pouco inteligente, seria o certo a se fazer, já que ela não acreditava em amor. Porém, alguns aspectos referentes ao casamento estavam lhe inquietando, especificamente no que dizia respeito aos desejos carnais e à procriação, e ninguém parecia capaz de lhe explicar claramente o que ela precisava entender para fazer o juramento no dia do casamento, e Philippa não faria um juramento sem saber exatamente o que estava dizendo!
"'Eu acho que você não está entendendo', disse ela. 'É crucial que eu saiba o que esperar. Que esteja preparada para isso. Ora, você não vê? Tudo isso está envolvido na tarefa mais importante que terei como esposa.'”
Sendo assim, ela decidiu procurar alguém que lhe tirasse suas dúvidas. Cross (Jasper Arlesey, segundo filho do Conde Harlow), um dos sócios de seu cunhado no clube de jogos O anjo caído e responsável pela parte financeira, lhe pareceu ser a pessoa ideal, afinal, ele também era um homem das ciências e, pelo que Philippa havia ouvido, entendia bem dos assuntos amorosos. E lá foi ela pedir a sua ajuda, daquele jeitinho todo especial que só uma pessoa racional demais poderia ter! Cross ficou desconcertado com o jeito direto de Philippa lhe pedir ajuda, um auxílio que ele não se sentia capaz de oferecer após ter ficado tão fascinado por ela, uma fascinação que ele não deveria querer entender melhor, não só por ela ser a cunhada de Bourne e estar a poucas semanas de se casar, mas também pelo passado de Cross, por uma tragédia que aconteceu há muito tempo e pelo qual ele se punia diariamente, acreditando dever ficar só até seus últimos dias e tentar reparar de todas as formas o mal que cometeu.

Mas quem disse que Philippa desistiria de conseguir suas respostas? Continuaria arriscando sua reputação (se bem que ela não dava valor para reputação)? E Cross, com seu desejo de salvar todas as mulheres do mundo, se renderia e ajudaria Philippa, correndo o risco de desejar uma vida e um lugar na sociedade que acreditava não merecer?

Minha opinião: “Entre a culpa e o desejo” é mais um romance bem escrito e delicioso de se ler, com personagens bem construídos e com histórias paralelas interessantes que interferem (positivamente, no caso dos demais sócios do clube; amo ver a interação deles!) no desenvolvimento do romance do casal principal. Foi interessante (desculpem-me por repetir a palavra) ver uma mocinha que não acreditava no amor e, quando se deparou com ele, procurou uma forma racional de compreendê-lo. Sem falar que a Pippa usa óculos, e acabo me identificando mais com ela por também usar.
“Eu preciso de você, Pippa...”, ele disse, as palavras suaves e entrecortadas. “Eu preciso que você seja meu Orfeu. Eu preciso que você me tire do inferno.”
Achei válido o drama vivido por Cross e sua dificuldade em se livrar de sua culpa e finalmente voltar a viver. E o fato de haver um vilão deixou a busca pelo final feliz dos protagonistas ainda mais legal, além de dar uma oportunidade de a protagonista mostrar suas habilidades. O último ponto que quero destacar foi o desfecho dado para Castleton, o noivo da Philippa, durante toda a leitura eu não conseguia ver nele a falta de inteligência que os outros personagens criticavam, mas a autora mostrou no final que, mesmo que ele não tivesse as qualidades necessárias para combinar com a Philippa, ele podia ser perfeito para outra pessoa, amei!

Enfim, não sei dizer de qual dos dois volumes gostei mais até agora, ambos me agradaram em aspectos diferentes, mas fica a sugestão para quem gosta de um romance de época com uma protagonista inteligente e um mocinho tentando se redimir.

site: https://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/2017/09/resenha-livro-entre-culpa-e-o-desejo.html
comentários(0)comente



LT 24/10/2017

Para alguém tão racional, que final escolher? Adorável!
Philippa Marbury não é, nem de longe, a doce e prendada mocinha que a sociedade espera. Ela prefere livros as conversas enfadonhas dos bailes, e seus experimentos ao invés de fofocas. E, está muito feliz com isso, até que seu pai resolve que está na hora de casar suas filhas, e arruma um belo noivo com um bom titulo para ela.

Sem saída ou escolhas, com uma mente lógica trabalhando a seu favor, Pippa decide fazer seus próprios experimentos. Já que não pode fugir do casamento, ela então quer estar preparada para ele. Todos os aspectos dele, dos beijos até a noite de núpcias, ela quer saber exatamente como isso tudo realmente funciona. E quem mais qualificado para responder as suas perguntas, do que um notório Canalha? Ela já até escolheu qual deles, Cross.

Jasper Arlesey, Cross, é um dos sócios do Anjo Caído, e todas as noites ele se esforça para administrar o lugar da melhor forma que pode, junto com seus outros três sócios, o cassino é um grande sucesso. Mas, assim como os seus sócios, ele vive a sombra da sociedade, mesmo que seja um conde – depois da morte de seu irmão.


Cross achava que já tinha visto de tudo nessa vida, até seus caminhos se cruzarem com os de Philippa, a jovem atrevida que aparece em seu quarto em uma bela amanhã. Que tipo de Lady invade o quarto de um homem seminu? Uma muito interessante, certamente.

Pippa faz uma “ótima” proposta ao conde caído, que fica chocado por algo tão escandaloso. Mesmo ele nunca tendo ouvido nada igual em toda sua vida, mesmo assim, por ela ser cunhada de seu sócio, e por escolha pessoal de evitar as mulheres – não por falta de vontade, que fique bem claro –, Cross expulsa a jovem cientista do cassino e acredita que se livrou de um problema. O que ele não imagina é que ela não está disposta a desistir de seus planos assim tão fácil.

Por coincidências do destino, o caminho deles continua a se esbarrar vez após vez, até que o conde perceba que evitar Pippa não é assim tão simples, já que ela desperta nele sentimentos que ele imaginava estarem enterrados bem fundos dentro de si. As coisas entre os dois começam a esquentar e sem muita saída ele decide aceitar a proposta indecorosa, uma vez que se não ajuda-la ela irá encontrar outro que o faça e essa ideia não agrada Cross, de forma alguma.

Philippa, que até então não acreditava em nada que não pudesse ser visto, como amor, começa a se deparar com sentimentos que jamais imaginou sentir, e todos eles estão relacionados ao sedutor Jasper, que passa a povoar cada um de seus pensamentos e sua racionalidade vai para o espaço. O Conde sente-se atraído por aquela jovem peculiar e por mais que tente se manter afastado, a atração é tão forte que suas convicções caem uma a uma, e seu celibato parece ameaçado pela inteligente e sincera Pippa.

Com uma narrativa fluida e contando com personagens maravilhosos, Entre a Culpa e o Desejo é uma história de época que foge do lugar comum. Pippa é inteligentíssima, e por isso não é compreendida por todos a sua volta, mas Cross não só a acha maravilhosa, como se vê encantando pela sua honestidade e pelo seu lado sagaz. Os dois se veem entrelaçados, mas será que estão dispostos a abrir mão de tudo por esses sentimentos inesperados?

A capa é linda, a diagramação impecável e todos os personagens são fantásticos a sua maneira. Então, se você procura uma história cheia de reviravoltas inesperadas e protagonizada por dois personagens que se descobrem surpreendidos pelo desejo e o amor? Essa história é para você!

Resenhista: Jess Nascimento / Jéssica do Nascimento.

site: http://livrosetalgroup.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Silvana 08/10/2017

Lady Philippa Marbury sempre foi diferente de suas quatro irmãs. Enquanto as meninas aprendiam a tocar instrumentos musicais, Pippa aprendia o nome de todos os ossos do corpo humano. Desde criança ela foi taxada como estranha. E Pippa aprendeu a não ficar constrangida por ter outros interesses na vida que geralmente não são considerados interesses femininos. Ela sabe que é inteligente e que vai ser bem difícil encontrar um homem que esteja a sua altura nesse quesito. Alguém que consiga pelo menos manter um diálogo interessante durante as refeições. Ainda mais depois que sua irmã Penélope não conseguiu segurar o noivado com o duque de Leighton. Suas chances de encontrar alguém que já eram poucas, diminuiu ainda mais com esse escândalo. Por isso quando o Conde de Castleton pediu sua mão, ela aceitou, já que era o certo a se fazer.

Mas ela sabe que sua vida com Lorde Castleton não vai ser nada do que ela esperava, já que ele é conhecido por não ter muita coisa na cabeça. Mas Pippa está conformada pois vai ter sua própria casa e Lorde Castleton até vai deixar que ela cuide dos livros de contabilidade e que ela ajude a administrar os negócios. Mesmo que ele não seja o mais inteligente dos homens, pelo menos ele é um homem bom. E para quem não tinha muitas expectativas, vai ser um bom casamento. O problema é que quando Pippa leu o texto da cerimônia do casamento que será realizado em duas semanas, ela percebeu que tem algumas coisas que ela não sabe absolutamente nada sobre o assunto, como as relações carnais que ela terá com seu futuro marido. Então ela decide que precisa aprender sobre essas coisas antes de se casar para não passar vergonha e porque ela odeia admitir que não sabe nada sobre alguma coisa.

E para isso ela precisa da ajuda de um parceiro que seja perito no assunto. E como ela sempre ouviu histórias sobre as façanhas do Sr. Cross, que segundo dizem consegue despir uma dama em segundos sem usar as mãos, ela decide que será ele quem vai lhe ensinar sobre esse assunto, e está disposta a até pagar pelas aulas. E assim ela segue para a casa de jogos mais famosa de Londres, a Anjo Caído, onde o Sr. Cross é um dos sócios ao lado de seu cunhado, Lorde Bourne. Mas quando ela faz a proposta para Cross, ele manda Pippa embora, certo de que ela está louca. Só que Pippa não vai desistir tão fácil e chega a apostar com Cross por sua ajuda. O que Pippa não sabe é que Cross tem um passado que ele se esforçou para esquecer e estar perto de Pippa faz com que esse passado se torne presente. Dentre todos os homens que ela podia ter escolhido para ajudar no seu experimento, ela escolheu justo o que jurou nunca mais tocar em uma mulher.

"A pesquisa revela que a língua humana não é composta por um, mas oito músculo distintos, metade dos quais - os músculos glossos - ancorados no osso, e metade deles são fundamentais para a forma e o funcionamento do órgão.
Apesar dessa pesquisa adicional ter mostrado fatos impressionantes em uma área da anatomia humana que eu anteriormente desconhecia, permaneço em dúvida quanto ao valor do músculo em questão em atividades não relacionadas a comer e falar.
Posso ter que pedir a Olivia que explique. Solução não ideal."
Diário Científico de Lady Philippa Marbury
24 de Março de 1831; doze dias antes de seu casamento.

Segundo livro da série O Clube dos Canalhas e o segundo livro favoritado. E se é possível, o segundo ainda conseguiu ser um pouquinho melhor que o primeiro. Eu já imaginava que ia gostar dessa série por ser de uma autora que sou fã, mas não imaginei que fosse gostar o tanto que estou gostando. Espero que os próximos dois sejam tão bons quanto esses foram. Uma coisa que gostei muito nessa série é que ela cumpre o que promete. A série chama Canalhas e seus protagonistas são verdadeiros canalhas. Você odeia eles uma boa parte do tempo e a outra parte você quer um deles para você. Eu estava acostumada a ler romances de época que o mocinho era descrito como canalha e na verdade ele era mais ingênuo que as mocinhas. Mas aqui nessa série eles mostram ao que vieram.

O melhor do segundo livro são os protagonistas. Eles formam um casal bem inusitado, mas que dão super certo junto. Pippa já tinha me chamado a atenção no livro anterior por ser a única sã naquela família. E quando comecei a saber mais sobre ela, me encantei. Ela é ao mesmo tempo muito inteligente para alguns assuntos e extremamente inocente para outros. Até ficou meio difícil de acreditar porque o tanto que ela lia e era curiosa acho que ela já teria descoberto sobre sexo bem antes. Mas isso rendeu muitas cenas engraçadas na história. E os diálogos entre os protagonistas eram na verdade uma quebra de braço, porque os dois são muito inteligentes. Como disse acima, teve algumas horas que odiei o Cross. Que homem teimoso. Mas no final foi o que me fez favoritar o livro. O casal é perfeito. A edição segue semelhante a do livro anterior, com uma capa igualmente linda. Tem minha recomendação para quem é fã do gênero.

site: https://blogprefacio.blogspot.com.br/2017/08/resenha-entre-culpa-e-o-desejo-sarah.html
comentários(0)comente



Daia @contandocapitulos 28/09/2017

Philippa Marbury, melhor pessoa da vida!
"Fiquei sabendo que você é o tipo de cavalheiro que possui um entendimento profundo da... mecânica... do ato em questão" (...)
Pippa não tinha ideia do que estava fazendo. Da fera que estava provocando. O que ela tinha, contudo, era coragem - do tipo que causava problemas para mulheres boas e respeitáveis. E ele sabia muito bem que não devia participar disso.”


Já pensaram em como seria uma nerd em um romance de época? Pippa mostra como é!
Ela sempre foi diferente das suas irmãs e todas as demais mulheres da sociedade. Enquanto todas estavam preocupadas com vestidos e bailes, Phillipa se ocupava com seus estudos e experimentos. Quando todas as damas decoravam os nomes dos melhores pretendentes, ela decorava os ossos do corpo humano.


Chegando à idade de casar, ela entende que isso é necessário. Leva seu noivado com uma precisão cientifica, um bem para um fim. Claro que ela não ama seu noivo, mas isso não a preocupa. Seu problema é com a consumação do casamento, ela não entende o que a espera e para alguém genial como ela, estar às escuras sobre esse assunto é inadmissível.
Logo ela esquematiza seu novo experimento: Se entregar a um canalha! O escolhido para ser seu companheiro de estudo é Sr. Cross, sócio do Anjo Caído, o cassino mais famoso e exclusivo de Londres.


Cross possui uma lendária fama de libertino e os boatos que correm sobre ele podem manchar a reputação de qualquer dama, mas isso não intimida Pippa.
Ao receber a proposta da jovem, Cross acha loucura, mas sua insistência acaba balançando sua determinação.
Em meio a confusões e perigos, Phillipa e Cross exploram algo desconhecido para ambos: o amor.❤


Que livro é esse? Que personagem é essa? Pippa é insana demais. hahaha'
Sua sede por conhecimento é um imã para confusões. Ela enlouquece qualquer um. Risos garantidos do inicio ao fim.


A história de Cross tem um fundo dramático, que explica seu distanciamento da sociedade, mas é Phillipa que rouba a cena no livro. Ela é sensacional!


Entre a Culpa e o Desejo é o segundo livro da série “O Clube dos Canalhas”, da autora Sarah MacLean. Achei infinitamente melhor que o primeiro.
Um romance fofo e extremamente divertido. Super recomendo.

site: https://www.instagram.com/p/BZheDMiHSur/?taken-by=contandocapitulos
comentários(0)comente



Gabriela.Ferracini 18/09/2017

Cross delicioso. Pippa maravilhosa
Amei amei amei..
Como uma pegada mais engraçada, mocinha forte e inteligente, mocinho que tenta ser forte mas é sofrido... Um feito para o outro na medida certa.
Cenas BEM sensuais, diálogos de tirar o fôlego e deixar o rosto pegando fogo.
Quero um Cross pra chamar de meu!

Partiu Temple!
comentários(0)comente



Dessa_csn 02/08/2017

Gente, esse livro é tão bom quanto o primeiro lógico, e ele tem um lado mais comédia, que deixa o livro mais leve. Mas a motivação para a união do casal principal, eu achei meio forçado. Pippa está prestes a se casar, e como uma “boa cientista” não quer se casar sem ter o conhecimento do que acontece na noite de nupcias. Então o que ela faz? Simplesmente entra no escritório do homem que ela acredita ser o mais libertino de todos e pede para que ele a arruíne. Ela explica que deseja que ele seja seu parceiro cientifico, e que não teria outra pessoa melhor para que pudesse ajuda-la.

Croos lógico, fica em estado de choque e nega o pedido de Pippa. Ela meio que tenta pedir ajuda de outro homem menos cavalheiro que Cross, e depois disso ele fica tentando proteger Pippa das situações em que ela se mete, e não percebe o perigo em que está se metendo.

Eu gostei muito do livro, as interações entre Cross e Pippa sempre tem alguma coisa engraçada, e eles super combinam. Como sempre, é um livro que tem mistérios, alguém sempre tem que ter segredos, né?! Mas isso deixa o livro mais interessante, e faz com que a gente se prenda e queira descobrir se isso vai dar certo ou não (apesar de saber que vai dar, rs) e como vai se resolver.

Conheça o meu blog, e encontre outras resenhas! https://nadafutil.net/

site: https://nadafutil.net/
comentários(0)comente



La Oliphant 19/07/2017

Em Entre a Culpa e o Desejo, Sarah MacLean nos apresenta a uma personagem que conhecemos no primeiro livro dessa série maravilhosa, Lady Philippa Marbury, a brilhante filha do Marquês de Needham e Dolby que se preocupa muito mais com os seus livros do que com vestidos de baile. Quando prometia a um noivo que não tem nada a ver com ela, Pippa vê no noivado uma última chance para explorar os prazeres da vida antes de se entregar a uma vida de devoção a casa e ao novo marido. Para realizar essa experiencia, Pippa escolhe ninguém menos do que Cross, um dos sócios do Anjo Caído.

Cross é um dos libertinos mais cobiçados de Londres. Sua fama foi construída em cima de vícios e devassidão, o tornando o tipo de homem com quem Pippa jamais deveria se envolver, se ele não fosse exatamente o que ela precisava para realizar a sua pesquisa. O que ela não contava era como seria difícil convencer esse homem cheio de segredos a ajuda-la e, quanto mais próximos eles se tornam, mais difícil fica para ambos negarem o desejo e a atração que existe entre eles.

Entre a Culpa e o Desejo tem um enredo um pouco diferente, principalmente porque no começo do livro a nossa heroína não está procurando por amor, mais sim por conhecimento. Diferente de outras personagens, Pippa procura Cross por curiosidade, porque ela tem o desejo de explorar a própria sexualidade e, dada a época em que o livro se passa, isso é realmente algo um tanto incomum. Achei muito inteligente da parte da Sarah dar espaço dentro de um romance de época para discutir o desejo feminino, coisa que eu não vejo muito em outros romances.

O desenrolar do enredo é envolvente. Depois que você começa a conhecer a Pippa melhor e entender todos os seus receios em relação ao casamento, é muito fácil se identificar com ela e simplesmente se apaixonar pelo livro. Eu gostei bastante de como a Sarah MacLean construiu os diálogos desse livro, deixando sempre aquele tom cômico e criando situações realmente engraçadas e que, no final, só fizeram com que os personagens naturalmente se aproximassem.

site: http://laoliphant.com.br/resenhas/resenha-entre-culpa-desejo-sarah-maclean
comentários(0)comente



Lay 05/07/2017

Dane-se a ciência, isso é amor!
Um livro que superou todas as minhas expectativas!!!!
Não é novidade que a Sarah Maclean é uma autora que se eu pudesse faria uma estátua, ia ser tipo o Cristo redentor, só que com muitos corações em volta, pra poder demonstrar todo o meu carinho por essa autora. Ela é genial!!!! Mais uma vez terminei um dos seus livros querendo fazer magia pra poder entrar no mundo da escrita dessa mulher. Seu dom pra romances é algo inegável, e totalmente apaixonante. Neste segundo livro da série O clube dos canalhas, Entre a Culpa e o Desejo possui um enredo totalmente inovador e curioso a respeito dos romances de época, repleto de sacadas geniais, ação, uma dose deliciosa de empoderamento e esperteza.

Lady Philippa, mais conhecida como Pippa. É uma jovem diferente para os parâmetros da época. Conhecida por suas experiências e seus estudos científicos sobre anatomia, matemática, flores e etc. Pippa foge de tudo que esteja ligado ao mundo mundano, o que confere certa inocência a sua personagem. No entanto, ao se ver diante de um casamento arranjado, seus conhecimentos sobre a ciência serão em vão, diante disso, ela se mostra determinada a estudar sobre a arte da sedução. E quem seria melhor professor do que um libertinho inegável? Sr. Cross é um dos sócios do Anjo caído, local feito para perdição e para o prazer. Um homem de inteligência inegável, e com muitas cruzes para carregar. Ao receber Pippa em seu escritório proprondo aprender experiências "científicas" sobre a arte do prazer, Cross é posto em um fogo cruzado ao se ver diante de uma mulher tão intrigante.

"Pippa não entendia o amor e nunca gostou da ideia de casais enamorados - havia muitas coisas a esse respeito que não podiam ser explicadas. Muitas coisas etéreas. Pippa não acreditava em etéreo. Ela acreditava em fatos."

Esse casal é uma explosão de êxtase para minha mente, já vi casais se completarem, mas como Cross e Pippa? Ai, gente, eles são muito lindossssss. Quero guardar num potinho. Amei a forma como a Sarah construiu o romance e como os planos foram orquestrados. Achei a Pippa uma personagem escandalosamente maravilhosa e o meu Cross estupidamente apaixonante.

"Sua vida toda ela ouviu essa expressão e ria dela. Achava que era uma metáfora tola. O coração humano afinal, não era feito de porcelana, mas de carne, sangue e músculo vigoroso..... Só que parece que realmente havia mesmo aquela história de coração partido.

Senti falta da delícia do Bourne (canalha, ou melhor, ex canalha do primeiro livro da série), apesar da Penelope (aquela a quem laçou o coração do Bourne e irmã de Pippa) aparecer um pouco. A série pode ser lida fora de ordem, mas o mais legal é ler na sequência, já que os casais formados interagem entre si. Eu amei o livro como um todo, o melhor da série até agora. Recomendo muitíssimo.

Xo xo :D
Jéss 05/07/2017minha estante
Muito amor esse livro!!!! :)


Lili 06/07/2017minha estante
Só amor por essa história :)


Sol 06/07/2017minha estante
Livro bem fofo.


Edy 18/07/2017minha estante
Achei a Pipa cativante. E o Cross, não pensei que fosse gostar muito dele, mas me enganei. Ele é um doce de rapaz e como cada vez que pensava nele só me vinha a imagem do Arqueiro Verde da série Smallville, ficou muito fácil de gostar rsrsrsrs


Lay 19/07/2017minha estante
Eu também passei por isso, Edy. No início não conseguia me apegar aos personagens, mas depois eles tornaram-se apaixonantes. Eu imaginava o Cross como o Pablo Schreiber da série Deuses Americanos hahahaha


Desi Lyra 22/08/2017minha estante
Não parei de rir o livro inteiro, bom demais!




Lulubernardes 15/04/2017

Não me adaptei a Sarah
.Realmente eu não adaptei a forma como essa autora vê o mundo. Este é um livro que foi muito recomendado em vários blogs e grupos, entretanto, para mim, não funcionou.
É fato que eu já detesto essa narrativa do homem libertino que tem um trauma no passado e por isso trata as mulheres apenas como alívio sexual. Eu acho que essa fórmula de romance desumaniza as mulheres em geral somente para dar destaque a mocinha, que dentre todas as mulheres imprestáveis do mundo, é a única que se salva.
Neste livro eu não consigo ver as glórias do mocinho e muito menos da mocinha. Me sinto até meio deslocada do mundo por não conseguir enxergar uma coisa que todo mundo enxergou.
Vamos aos fatos do que eu acho sobre o casal:
Ele é um mocinho egoísta e mimado que fica revoltadinho pois acredita que seu irmão morreu por culpa de sua preguiça e torna-se amargo por isso.
Ela é uma mocinha inteligente pra caraca, mas sai entrando numa casa imprópria para damas e se apresenta pra todo mundo como se não soubesse que precisa manter o anonimato lá. Claro que foi chantageada né? Eu achei a mocinha muito bobinha. Tive zero de empatia.

Queria ler o terceiro livro para chegar no quarto livro, mas assim fica complicado.
comentários(0)comente



Dani Paiva 11/04/2017

Canalha #2 : Cross (conde)
Essa irmã da Penelope eh uma figuraça mesmo!!!! Kkkkkkkkkk Ri muito com a Pippa... e suas pesquisas!!!!! Ela deixou o Cross lokooooo com sua performance toda trabalhada na sinceridade e suas perguntas curiosas ! Essa mulher viveu o livro todo se aventurando no Cassino SO-ZI-NHA!! Ou seja, a cientista não tava nem aí pra reputação de ladies do seu século... o esquema dela era só descobrir os mistérios do ato de reprodução!! Hahahahahahaha
E nisso, minha gente, eu posso garantir que ela de fato conseguiu descobrir esses misterios todos do corpo humano!! Hmmm... safadenha!!!

O drama desse casalzin foi por conta do noivado da Pippa (contagem regressiva de 15 dias para seu casamento) e pela chantagem de um dono-cretino-asqueiroso de um cassinozin concorrente que tava ameaçando o Cross por causa de umas paradas ae sobre sua irmã.
O final do livro foi bem empolgante! Exaltou mais uma vez a força feminina na sociedade!!!!! Uh-huuuuuuu! Te Méte!!!!

- Outros personagens:
O ex noivo da Pippa foi um fofo naquele final... todo relax... vibes paz e amor... e descobrimos que ele não era tão idiota assim como descreviam os #1 e até o finalzin desse #2. Queria conhecer mais dele...

Nesse livro tivemos um vislumbre maior do dono da revista de fofocas, o jornalista West - protagonista do livro #4. Aí... já querooooo!!!!!!!!!!!

Chase mais uma vez deu uma de cupido e foi fundamental para o final feliz de mais um canalha!!!!!!


-----------------------
Clube dos Canalhas:
#1 Entre o amor e a vingança (BOURNE: Michael Bourne e Penelope Marbury
#2 Entre a culpa e o desejo (CROSS: Jasper Arlesey e Philippa Marbury)
#3 Entre a ruína e a paixão
#4 Nunca julgue uma dama pela aparência.
Veri 11/04/2017minha estante
melhor livro da série! Pippa enlouquece a todos com o jeito dela kkkk


Dani Paiva 13/04/2017minha estante
Hahahahah Veri, e me conta... o que foi ela tombando no livro #3... usando seus intelectos todo pra ajudar o Temple e virando uma aliada para a Mara??!?!! Caraaaann... que orgulhooo




Sandra 03/01/2017

AMEI!!!
Fazia muito tempo que eu não me apaixonava por um casal como eu me apaixonei por Pippa e Cross. Ela é simplesmente maravilhosa e me divertiu do início ao final do livro. O que não durou muito pois eu simplesmente não consegui parar de ler até acabar. Depois fiquei com aquela sensação de ter ficado orfã do livro, queria saber mais. Como eu não gosto de estragar a surpresa pra ninguém, não vou ficar dando detalhes, mas te conto que por causa desse livro vou manter toda esta coleção comigo pra poder ler outras vezes.
comentários(0)comente



Fernanda 21/12/2016

Entre a culpa e o desejo
Resenha no blog

site: http://www.segredosemlivros.com/2016/12/resenha-entre-culpa-e-o-desejo-sarah.html
comentários(0)comente



LuluhSH 14/09/2016

Aqui temos a história de Cross, outro dos quatro sócios do Clube/Cassino "Anjo Caído", e de Philippa Marbury, ou Pippa, irmã mais nova de Penelope, a mocinha do primeiro livro.
Eu ri horrores com a Pippa, com o jeitinho nerd dela. Pippa sempre foi chamada de estranha, até mesmo pela família, por gostar de estudar mais do que de bailes, vestidos e coisas do tipo. Ela prefere os clássicos da literatura, biologia, anatomia etc.
Pippa está de casamento marcado com o Conde de Castleton, e ela morre de medo do que será a "noite de núpcias". Sendo uma moça estudiosa, cientista, ela é prática, gosta de saber o que está fazendo, como tudo funciona. Então, resolve perguntar para alguém como é a "mecânica" da coisa, kkkkk. Para suas irmãs casadas e para sua mãe não adianta perguntar, elas dão respostas evasivas ou ficam coradas e nada falam de útil. Aí Pippa resolve perguntar para Cross, sócio de seu novo cunhado, Bourne, que é um lendário mulherengo, ao menos sua fama é grande na sociedade londrina.
Aí é que a história fica engraçada, porque Pippa é doida demais, kkkk. Ela faz cada pergunta, como se fosse a coisa mais natural do mundo. Lembrando que na época sexo era super tabu, ainda mais entre mulheres da sociedade, filhas de aristocratas e tal. Só que, em alguns pontos, ela acaba se metendo em certos problemas por conta disso, parte da tensão na trama.
Cross carrega uma culpa do passado, largou tudo que tinha e era e foi ganhar a vida no Clube/Cassino, onde se refez, mas nunca se sentiu regenerado por completo. Logo no início do livro há uma espécia de prólogo onde ficamos sabendo que ele é na verdade um Conde, mas por que nunca 'assumiu' de verdade seu posto. Inteligente, rápido de raciocínio, sabe muito de astronomia, matemática, ou seja, é o par perfeito da Pippa.
A história no geral é muito boa, com momentos engraçados, tristes, o cenário do cassino é ótimo, tô bem curiosa com Chase (já sei sua real identidade, li adiante as sinopses dos próximos livros e fiquei sabendo, não resisti, kkkkk). Eu só fiquei um pouco incomodada com o final. Estava tudo já resolvido, mas o Cross insistia naquele papo de "Eu não a mereço, ela merece alguém melhor", e isso me incomoda porque nesse tipo de livro eu sei que o casal vai ficar junto, e faltavam umas duas páginas pra história acabar, achei desnecessário aquela ceninha final, sei lá, teria feito diferente. Mas a autora é a Sarah e não eu, rs.
P.S.: Fiquei tão OWN com o Castleton, gente! hahaha. Querido, judiaria. Mas foi melhor pra todo mundo né? Então tá tudo certo, rs
comentários(0)comente



Gabi Luchetta 31/08/2016

O segundo volume da série Clube dos Canalhas nos conta a história de Cross, um homem misterioso, inteligente, que acaba recebendo uma proposta indecorosa de uma lady!
Permeado de diálogos eloquentes e espirituosos, faz o leitor mais sério cair na gargalhada. Sim, é a pitada de humor, entrelaçada a uma história de amor e sedução, que torna este livro tão especial.
comentários(0)comente



41 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3