F*ck Love

F*ck Love Tarryn Fisher




Resenhas - F*** Love


31 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Andressa 07/01/2016

Uma das melhores protagonistas dos últimos tempos!
Esse livro é amor, mesmo com esse título.

Tarryn Fisher sempre me atrai pela personalidade de seus personagens, todos tem muitas falhas e acertos, não existem mocinhos tradicionais nos livros dela. E aqui não foi diferente!

A protagonista Helena se apaixona pelo namorado da melhor amiga, Della, depois de um sonho que teve com ele e agora precisa lidar com isso. Sim, um sonho. Um sonho que a deixa praticamente obcecada pelo assunto e nos traz momentos engraçados. Apesar disso tudo parecer errado, nunca vi um romance tão certo!

“Fuck fear, and fuck Kit and fuck love. I don't need any of that muggle shit.”

Helena é incrível, cismou com um sonho maluco, cita Harry Potter o tempo todo e é muito divertida. Ela não quer destruir o namoro de ninguém, não quer magoar ninguém, mas se apaixonar foi inevitável...

Kit, o namorado de Della, é um cara bem legal também, ele traz à tona tudo que Helena tem de melhor, eles tem química e vão se conectando aos pouquinhos, não tem amor instantâneo! Houve uma identificação tão grande que é difícil não simpatizar com eles como casal.

Considerei Kit um tanto covarde, algumas vezes, mas nunca malicioso. Nenhum deles agiu sem escrúpulos, com hipocrisia e falta de vergonha na cara (safadeza melhor dizendo). O livro não é sobre isso. Não é um triângulo amoroso. Não há traição. O amor aqui nos é apresentado na sua forma mais pura.

Achei incrível a autora conseguir não tornar Della uma vítima. Helena é a heroína e ponto final. É impossível não torcer por ela nessa jornada de autoconhecimento. A vida é engraçada, às vezes simplesmente não estamos cercados das pessoas certas e nem percebemos.

Com certeza, um dos pontos altos da leitura, além das referências a HP, foi eu ter simpatizado com a protagonista. Helena é corajosa e verdadeira, fiel aos seus princípios. Acompanhamos o crescimento dela como pessoa e aos poucos ela vai ganhando mais maturidade (e deixando suas maluquices e obsessões de lado), descobrindo mais sobre si mesma, se tornando mais forte, se certificando do que quer, do que não quer e do que vale a pena lutar. O livro nos apresenta isso com sutileza e muitas reflexões.

Helena não é perfeita, como eu já comentei anteriormente. Ela tem muitas falhas, alguns pensamentos cínicos e, às vezes, sente até mesmo um pouquinho de inveja de Della. Ainda assim eu a achei um ótimo personagem. Ela é muito bem desenvolvida pela autora, não conhecemos somente um lado de Helena, a conhecemos por completo. Tanto que mesmo achando que o sonho é uma maluquice, eu torci por ela. Eu consegui ver através disso. E é claro, não posso deixá-los esquecer que ela é muitíssimo divertida.

Outro ponto positivo para Tarryn Fisher é ela ter construído uma linda estória de amor, sem apelar pro erótico. Não tem cenas de sexo. É apenas fofo, cativante, errado, certo, sofrido, mágico. Achei isso fantástico! Poucas autoras, hoje em dia, conseguem manter um bom romance contemporâneo (com química de verdade!) sem encher de páginas e mais páginas com descrições apelativas sobre a intimidade dos protagonistas (acho que ficou claro que não gosto desse tipo de cena). E, pasmem: não há passados sombrios, mocinhos problemáticos, infâncias roubadas. Eu juro! Mais um pontinho pra autora!

Mesmo quando pensei que Tarryn ia cair na mesmice dos clichés estilo Nicholas Sparks, ela me surpreendeu. Puxou meu tapete e, confesso, fiquei aliviada.

É uma leitura deliciosa, com uma protagonista engraçada, original e cativante! Recomendadíssimo!

"Contrast is important in life. We understand what light is because we can compare it with what we know is dark. Sweet is made sweeter after we eat something bitter. It’s the very same with sadness."
Paula 07/01/2016minha estante
Ótima resenha, Andressa. Já adicionando aqui na minha lista desse ano. :D


Andressa 07/01/2016minha estante
Que bom que gostou, Paula! Espero que goste do livro tanto quanto eu!


Carla 07/01/2016minha estante
Já vi td quanto foi comentário sobre essa protagonista. Alguns que até me desanimaram bastante, pq por ser Tarryn Fisher as expectátivas são sempre 100%, mas gostei da sua, me deu fé de que tb poderei vir a gostar. ;)


Andressa 07/01/2016minha estante
Oi, Carla! Eu li a trilogia da Tarryn "Love Me With Lies" e não achei tudo isso que o povo comenta, gostei, mas não achei extraordinária, então, na realidade eu não tinha expectativas, peguei pra ler porque a Colleen Hoover não parava de falar desse livro e fiquei curiosa. A protagonista não é perfeita, ela faz umas maluquices, coisas que não concordo e que até mesmo não faria, mas ela é definitivamente corajosa. É algo diferente de tudo que já li nesse estilo. Gostei muito mesmo! Diferente da Colleen, a Tarryn Fisher não escreveu sobre uma mocinha frágil e com o passado sofrido, ela criou uma garota normal, aprendendo a saber o que quer.


Caroline 07/01/2016minha estante
Fiquei curiosa!


Zenttibal 08/01/2016minha estante
Perfeito... Tá tudo aí, tim-tim por tim-tim. Confesso que no final não estava mais torcendo pelo Kit, mas fiquei satisfeita com o desfecho. E pra finalizar... Muslim. Ah, misterioso cavalheiro das sombras. To em surto esperando saber mais do melhor mocinho anti herói EVER. ;)


Andressa 08/01/2016minha estante
Zenttibal! Eu quase desisti do Kit também, mas eles juntos é tão amorzinho, é tão sincero e parece tão certo! Que bom que gostou da resenha! Beijo!


Andressa 08/01/2016minha estante
Oi, Carol! Quando estiver afim de fazer uma leitura nesse estilo, pegue esse livro! Quero saber sua opinião! Beijo :*


IWOLTER 03/10/2016minha estante
Impossível não amar a Tarryn, sua escrita é excepcional. Se você ainda não leu, recomendo que leia "a oportunista" outro livro muito bom dela.




Milley @meuslivros_minhavida 15/09/2020

📚 Minhas impressões:
Helena Conway se apaixonou contra sua vontade, mas não sem motivo pelo Kit Isley que é o oposto dela, desencanado, espontâneo, alguém diferente de todos os homens que conheceu.

Ele parece o seu complemento, poderia ser tão perfeito, se Kit não fosse o namorado da sua melhor amiga.

Helena deve desafiar seu coração, fazer a coisa certa e pensar nos outros, mas ela não o faz.

Tentar se afastar da pessoa amada é como tentar se afogar, você decide fugir da vida, pulando na água, mas vai contra a natureza não buscar o ar.

Seu corpo clama por oxigênio; sua mente insiste que você precisa de ar. Então você acaba subindo à superfície, arfando, incapaz de negar a si mesma essa necessidade básica de ar, de amor, de desejo ardente.

Você pode pensar que já viu histórias parecidas, mas nunca tão genuínas como essa.

Eu amei me fez fugir totalmente dos livros clichês, os conflitos e as loucuras da personagem foi incrível
comentários(0)comente



Lori 04/02/2016

Escrita impecável, já a trama deixou a desejar...
Depois de Marrow, um thriller psicológico nada romântico, Tarryn Fisher retorna ao romance contemporâneo. F*ck Love, a despeito de seu nome, é uma estória de amor, que fala sobre amizade, sofrimento, determinação e destino. Eu vi um lado diferente da Tarryn, um lado talvez mais terno que me surpreendeu de forma positiva.

Eu devo começar este comentário frisando que eu sou fã de carteirinha da Sra. Fisher. Eu adoro essa aura sombria que ela parece cultivar e sempre me vejo intrigada por seus personagens falhos e imperfeitos. Sem contar que ela tem um jeito com as palavras que fala diretamente com o leitor. E sua voz marca. Em F*ck Love não é diferente, a sua escrita é absolutamente impecável. Eu perdi a conta de quantas passagens eu sublinhei neste livro. Já a trama... Bom, a trama infelizmente não me conquistou.

Eu não sei ao certo explicar como eu me senti ao final desta estória. Não é que eu não tenha gostado dela... mas, ao mesmo tempo eu não se eu realmente gostei. Se é que você me entende. Em verdade, eu odiei todos os personagens deste livro, tanto os protagonistas quanto seu elenco secundário. A impressão que eu tive é de que eu passei a narrativa inteira estressada, mas nada daquele estresse bom, que faz o seu coração bater mais forte e te deixa com um friozinho na barriga. Aqui, eu sofri de uma ansiedade... frustrante. Eu queria tanto que nosso herói tomasse uma atitude, mas a cada página o enredo parecia apenas me desanimar mais e mais...

Mas, afinal, sobre o que é este livro?

A narrativa conta a estória de Helena Conway, ela experimenta um tipo de sonho que mostra como a sua vida poderia ser ... ou deveria ser? De repente ela se vê numa situação completamente inesperada, vivendo com um homem nunca cogitado antes e obtendo um sabor inesperado de felicidade. Só há um pequeno problema... o homem em questão é namorado de sua melhor amiga, Della. Pior ainda, Helena está namorando firme e a citada amiga parece achar que está prestes a receber uma proposta de casamento.

Helena entra, então, numa descontrolada montanha russa emocional, onde ela passa a reavaliar sua vida, suas ambições e seu coração. E nesse frenesi sentimental, ela acaba se apaixonando pelo homem de seus sonhos... um homem que não é dela para amar.

O enredo se move rapidamente e você realmente não sabe o que vai acontecer... quem vai ficar com quem. Quem conhece a Tarryn, sabe que dela pode-se esperar qualquer final, nada é garantido; apenas que você ficará na dúvida até o fim.

Se eu recomendo? Sim e não. Ele é um livro bem escrito e que cativou várias amigas minhas. Mas, eu o considerei repleto de um drama completamente desnecessário e como romântica inveterada eu gostaria que a trama tivesse tomado outro rumo... Mas, esta é apenas a minha opinião e eu sei que já sou minoria.
Carla 15/02/2016minha estante
To lendo ele agora e estou achando mais ou menos isso tb. Vc tb sentiu dps da mudança de cidade que o livro já parecia uma outra história e que ficou td meio que acelerado e mal desenvolvido? Tive essa nítida impressão.


Lori 17/02/2016minha estante
Quando ela muda de cidade, o livro fica esquisito...Ou mais esquisito. A trama toda para mim foi mal desenvolvida...
Já terminou?


Carla 26/02/2016minha estante
Já, mas não gostei mto. Achei ele arrastado e forçado em algumas coisas como por exemplo, a amizade dela com a ex ex. Qual o sentido daquilo pra história. E o final tb não teve graça alguma...




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Lua 24/05/2020

Apaixonada
Eu estou totalmente apaixonada pela Helena e pela força que a personagem tem, ela é tão incrível e guerreira, ela consegue ser tão forte do lado de uma amizade tão tóxica, ela é o tipo de mulher que gostaria de me torna.
comentários(0)comente



GeL 18/01/2016

O amor também pode ser complicado.
“Tentar se afastar de algo que você ama é como tentar se afogar; você quer, mas não é natural não ansiar por ar; seu corpo precisa dele, sua mente diz que você precisa dele. Eventualmente, você vai até a superfície, arfando e não consegue negar a si mesmo a necessidade básica de ar. De amor. De feroz desejo.”

O que você faria se tivesse um sonho muito louco com o namorado da sua melhor amiga, e nesse sonho você fosse casada com ele, e fosse tudo que você tem medo de ser na vida real? Você tentaria, de todas as formas, evitar tais sentimentos, certo? Mas e se isso transformasse sua vida completamente? Eis um dilema a la Shakespeare: Ser ou não ser? Realmente, eis a questão.

Helena tentou de todas as formas evitar Kit, mas não deu. Kit também não conseguiu evitar. CREDO! Não quero mais ler esse livro, Raquel. Não é tão simples assim. Verdade seja dita: NENHUM LIVRO DA TARRYN É TÃO SIMPLES ASSIM. Mas voltando a história...

Após ter um sonho onde Kit dizia que era a pessoa perfeita para ela, Helena começa a questionar tudo em sua vida. Seu relacionamento, seus sentimentos, sua faculdade... até sua amizade com Della. Este sonho colocou tudo em perspectiva na vida dela, e é aí que tudo fica bagunçado.

Kit também se sente assim. Ele tenta de todas as formas não pensar na melhor amiga de sua namorada, mas como? Desde a primeira vez que a viu ele sentiu algo. E daí pra frente tudo se complica. Eles sabem, mas não fazem nada a respeito disso. Della também percebe que ela anda sobrando nessa relação, mas faz de tudo para manter seu relacionamento.

Existe traição? Depende do seu ponto de vista. Não, eles não se relacionam enquanto ele está com a amiga, mas existem algumas complicações. Só lendo, meu amigo, só lendo.

Esses livros da Tarryn, meu Deus! Refletem a personalidade dela, com certeza, e é por isso que eu amo tudo que ela escreve. É tudo tão genuíno e tão verdadeiro; é complicado, humano e real; tudo o que um bom livro deve ser. Se você é fã de filmes como 'O Casamento do Meu Melhor Amigo', 'O Noivo da Minha Melhor Amiga', 'O Casamento dos Meus Sonhos' e 'O Melhor Amigo da Noiva', leia. Se você é fã da Tarryn, leia. Se você amou a trilogia Love Me With Lies, leia. Se você ainda não leu nada dela, mas gostou da série Avoiding, vai gostar da pegada desse livro. Se você ama escritores malucos e que escrevem exatamente o que querem e como querem, este é o livro pra você.

Se você é fã da Tarryn, leia. Se você amou a trilogia Love Me With Lies, leia. Se você ainda não leu nada dela, mas gostou da série Avoiding, vai gostar da pegada desse livro. Se você ama escritores malucos e que escrevem exatamente o que querem e como querem, este é o livro pra você.

Espero que vocês leiam e comentem aqui. Estou ansiosa para saber o que vocês acharam. Sei que não falei muito do livro, mas é assim que deve ser, meus queridos. Sinto muito. Mas podem dar uma chance, a Tarryn é uma escritora fabulosa, e seus livros são exatamente como a vida: bagunçado, uma caixinha de surpresas, alguns altos e baixos, mas valem a pena no final. Pode confiar! ;)

Obs.: Se você é um potterhead vai amar as referências de Harry Potter presentes neste livro, pois ele é recheado delas.

site: http://livrosentregarotas.blogspot.com.br/2016/01/resenha-129-fck-love.html
comentários(0)comente



Carol Santana 09/11/2016

Eu também sou uma cadela bege;
Eu amo Helena, me enxergo nela;
Kit é um covarde;
Este é um livro confuso;
Esta não é uma estória sobre traição;

"O amor é suposto ser difícil"

"Foda-se o medo, foda-se Kit, foda-se o amor. Eu não preciso de nenhuma dessa merda trouxa"
Jessica A. 09/11/2016minha estante
Quero muito muito muuuuuuuuito ler esse livro!




Flávia 17/08/2020

F*ck love
Comecei esse livro achando que ia me deparar com uma protagonista frustrada com o amor e os homens. Mas não, fala sobre como o amor pode ser difícil e que não, não existe conto de fadas por mais que o amor seja verdadeiro. É uma história real, com dificuldades e problemas reais.
comentários(0)comente



ViVi 21/08/2020

Decepcionante
Devorei os primeiros capítulos do livro, mas cheguei na metade e senti que a autora se perdeu legal. O livro em si nn é sobre o romance de Kit e Helena,mas ss sobre a mesma tentando se encontrar e infelizmente eu não estava buscando isso quando o comprei, esperava uma dramática e intensa história de amor. O relacionamento dos dois é mal desenvolvido, ela sonhou com ele e ficou obcecada entendo isso, porém, por que ele se apaixonou por ela?? a explicação de que eles tem uma conexão e só é bem chula. O final foi bem bléh tmb, achei a idéia boa com um desenvolvimento ruim. Eu não entendia porque ás pessoas odiavam tanto plot de gravidez até ler esse livro, meu deus...

Adendo: o Kit é detestável demais, acabei o livro com ódio e querendo matar ele.
comentários(0)comente



Laira 13/01/2017

Não deu pra mim. :(
F*ck Love foi o primeiro livro da Tarryn que li e eu nunca estive tão animada para começar uma leitura, mas preciso ser honesta e dizer que ele definitivamente não é para mim.

Sempre ouvi falarem muito bem dos trabalhos da autora e não via a hora de conseguir ler pelo menos uma de suas histórias, e F*ck Love me ganhou pela capa e pelo título em si que achei o máximo. Infelizmente não teve jeito e acabei ficando muito desapontada com o enredo.

Primeiro que já comecei a leitura sem entender nada. Eu sei que sou lerda, que demoro a entender as coisas e, por esse motivo, tive que buscar outras opiniões para saber se só eu havia ficado confusa com os primeiros capítulos. Felizmente, não. A questão é que a protagonista desse livro, Helena Conway, sonha com seu futuro. Em como seria se ela fosse casada e tivesse filhos. O problema é que nesse sonho seu marido não é seu atual namorado, mas o namorado de sua melhor amiga, Kit. Ela vive em uma casa que ela não conhece, em uma cidade que ela nunca esteve, com dois filhos e um homem que nunca foi dela. Desde então, desde que desperta do sonho, Helena meio que nutre uma certa obsessão por Kit. Na realidade, esse sonho muda o modo como ela via as coisas e isso acaba dando forma ao triângulo amoroso que se cria. É claro que a amiga da moça, Della, acaba percebendo a repentina aproximação dos dois e a amizade delas acaba sofrendo com isso.

Apesar de eu ter ficado confusa, muitas vezes sem entender certas coisas e atitudes, devo admitir que a escrita da autora é, sim, muito interessante. Diria até que é bem diferente do que estou acostumada a ler e esse é um dos pontos positivos do livro, além das terminologias inspiradas em Harry Potter altamente utilizadas no decorrer da narrativa. Adorei isso!

Mas, como nem tudo são flores...

Confesso que esperava terminar o livro feliz porque finalmente compreendi a história, os personagens e afins. Mas não foi isso o que aconteceu. Quando terminei a leitura percebi que estava ainda mais confusa, principalmente com a aparição repentina de um personagem, Muslim Black. O cara apareceu do nada. Estou até agora tentando descobrir de onde ele veio, para onde ele foi e por que ele apareceu no final para me deixar boiando mais do que eu já estava.

Juro que eu queria muito fazer uma resenha feliz para esse livro, mas não deu. A história é superficial, curta. Apesar de haver palavras e trechos bonitos, eu não consegui me conectar com os personagens, principalmente Kit. Como mocinho da narrativa, eu esperava mais dele, mas ele é o personagem principal mais co, co, co, co, coadjuvante que já "conheci".

F*ck Love ainda não foi publicado no Brasil, mas Tarryn Fisher já possui a trilogia Amor e Mentiras (Love Me With Lies) publicada no país pela Faro Editorial.

site: http://www.livrosminhaterapia.com/2017/01/resenha-fck-love-tarryn-fisher.html
Mila - @sharingbooks2 24/01/2017minha estante
Nossa, me senti assim também. Amei as citações de Harry, tava tão empolgada e aí o livro se perdeu. Até agora tentando entender qual foi a desse homem no final??? :(


Daiana 19/02/2017minha estante
Exatamente meu sentimento com a história, não entendi bulhufas nenhuma....


Laira 21/02/2017minha estante
Pois é, Diana. Viajei na maionese legal com esse livro.




Michelle.Feddersen 18/03/2020

Não se prendam ao título!
Comecei sem muita expectativa e agora estou pensando como vou viver sem Helena nos meus dias!!!!
comentários(0)comente



Denise 15/10/2020

Uma grata surpresa
Já li vários livros da autora, e esse foi completamente diferente. Amei. Nos livros anteriores as protagonistas eram mulheres neuróticas com um carga muito grande de sofrimento. Nesse existe uma leveza que encanta. Helena admite o tempo todo que está errada, mas faz de uma forma engraçada. Torci muito por ela. A personagem que deveria ser a "vítima", já que é traída pela melhor amiga, é muito chata e mimada. Gostei do final e Recomendo a leitura Com certeza irão gostar.
comentários(0)comente



Leila Stefany 12/06/2017

Pelo menos a capa e bonita.....
Tudo começa com um sonho, isso mesmo, um sonho. Helena sonha que tem um filho e esta casada, tudo seria normal se seu marido não fosse Kit Isley o namorado de sua melhor amiga e seu sonho não fosse super real. O livro não e ruim mais também não e incrível, helena acorda desse sonho e se apaixona de verdade por Kit, Kit e o protagonista mais coadjuvante que eu já vi, ele não toma atitude de nada, parece a samambaia que minha vó tem, Claramente se percebe que Kit também gosta de helena mais num larga a desgraçada da Della, diga-se de passagem quem tem Della como melhor amiga não precisa de inimiga, Della e a típica amiga escorona e helena esta ali só pra satisfazer os desejos dela, por esse motivo não me senti mal pela Della. Começa a rolar um baita clima entre helena e Kit, ai começa o lenga lenga. Responda-me porque Kit não terminou com Della quando percebeu que estava apaixonado por helena? porque meu Deus? Porque deixou as coisas se complicarem? Ele ficava querendo que helena pedisse para ele largar a Della, TU NUM E HOMEM NÃO [email protected]? Se não gosta termina e pronto, que drama desnecessário.

Eu particularmente achei Kit um frouxo, mais gostei um pouco dele, helena era bipolar porque vivia mandando o amor se foder mais era só o Kit aparecer na frente dela pra ela se derreter mais que manteiga, mais mesmo assim gostei dela. Pelo menos ela tinha coragem pra assumir o que sentia. E o que foi aquela aparição do Muslim? Da Seita? Até agora fiquei boiando aqui, então estou meio indecisa se recomendo ou não, se você tiver muita paciência respira fundo e vai, se não acho melhor procurar outro!!!

Luma 13/06/2017minha estante
Pelo visto eu sou a Helena na vida.


Babih (@nurseliteraria) 13/06/2017minha estante
undefined


Francis Rafaella 01/02/2018minha estante
Tbm não entendi o tal do Muslim... ele era um espírito ruim?




Laís 12/10/2020

F*ck love
F*ck Love - Tarryn Fisher

Faro editorial 283 páginas

"Fecho os olhos para repelir o pensamento. E então eu sinto... sinto a não dele no meu rosto. Um desejo impossível pode dominar uma pessoa nos momentos mais importunos." Pag 111

Helena Conway tem uma vida boa, um ótimo namorado,uma melhor amiga de muitos anos que sempre está ao seu lado.

Mas tudo muda quando Helena tem um sonho, em que está casada e feliz com Kit, o namorado de sua melhor amiga.

A partir daí, Helena começa a ver Kit com outros olhos, que até então não tinha reparado.

Mas Kit também da sinais se que está interessado em Helena.

Mas Helena não quer acabar com uma amizade de anos por um sonho que teve. Então, ela decide se mudar para outro lugar e se reencontrar.

A história têm algumas partes confusas, mas mesmo assim foi uma leitura muito fluida, e bem interessante, adorei. Devorei o livro bem rapidinho.

Acho que Helena deveria ter sido sincera com ela mesma e falado sobre seus sentimentos e buscar o que ela queria. Parar com esse sofrimento, mas é uma situação difícil a qual ela estava vivendo.

Para quem não gosta tem um triângulo amorosao história no livro.

A lerdeza de Kit também me deixou com raiva, ele não sabia o que queria, ficava com medo de largar um relacionamento em que estava acostumado, por um que ele realmente quisesse estar. Por algo maior e mais forte.

Adoro esse tipo de leitura que me deixa bastante envolvida, com um misto de sensações.

Tenho esse livro há tanto tempo, não sei porque demorei a ler.
comentários(0)comente



31 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3