Fundamentos da Psicanálise de Freud a Lacan

Fundamentos da Psicanálise de Freud a Lacan Marco Antonio Coutinho Jorge




Resenhas - Fundamentos da Psicanálise de Freud a Lacan


1 encontrados | exibindo 1 a 1


Paulo Silas 23/07/2020

Tendo como escopo apresentar as principais ideias, leituras, propostas, análises, enfim, tal como consta no subtítulo, as bases conceituais da psicanálise, a obra preenche com êxito aquilo que propõe. De forma concisa, mas longe de ser superficial ou rasa, Marco Antonio Coutinho Jorge fornece os fundamentos da psicanálise, compreendendo de Freud a Lacan, abordando diversos tópicos que dizem respeito aos conceitos bases da disciplina, discorrendo sobre vários pontos do saber erigido por Freud com o esmero e a profundidade devidos dentro da pretensão da obra. Trata-se do primeiro volume de uma coleção que visa trazer justamente aquilo que fundaciona a psicanálise.

Dividido em quatro capítulos, na primeira parte do livro, "Pulsão e falta: o real", são trabalhadas questões como a pulsão e a sexualidade freudiana, o recalque e alguns outros conceitos elementares da psicanálise - tanto em sua constituição como em seus desdobramentos. No segundo capítulo, "Inconsciente e linguagem: o simbólico", o inconsciente é estabelecido como saber - que se estrutura como linguagem, abordando-se a relação da psicanálise com a linguística estabelecida por Lacan, tendo-se nesse capítulo a explanação sobre questões como a metáfora e a metonímia no âmbito da condensação e deslocamento a estrutura do 'Real - Simbólico - Imaginário' erigida por Lacan. Na terceira parte da obra, "Freud e os pares antitéticos", significante, significação, chiste, ironia, símbolo e os sonhos são analisados com seus pares antitéticos. No quarto capítulo, "O objeto perdido do desejo", questões como sublimação, amor, desejo e gozo são explicadas pela perspectiva da psicanálise. O livro conta ainda com um apêndice onde o autor discorre sobre a evolução da espécie humana para tecer considerações psicanalíticas a respeito.

Conforme consta na introdução, "precisamente porque não temos podido dar uma resposta mais abrangente à tal questão sobre o que é o inconsciente, a psicanálise tem sido alvo de inúmeros equívocos". Nesse sentido, a obra caminha num sentido totalmente oposto aos apontados equívocos e incompreensões sobre a matéria, elucidando controvérsias, dirimindo dúvidas e explanando pontualmente sobre questões tantas do saber que investiga o inconsciente. Tem-se assim uma obra bastante didática que elucida os conceitos mais importantes da teoria psicanalítica, tratando-se de uma leitura convidativa para toda e qualquer pessoa interessada no estudo do tema. Um livro que efetivamente contribui para a matéria dentro daquilo que se destina.


comentários(0)comente



1 encontrados | exibindo 1 a 1