Noites de Tormenta

Noites de Tormenta Nicholas Sparks




Resenhas - Noites de tormenta


33 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Mila 21/04/2020

Maravilhoso
Adrienne, mãe de 3 adolescentes e com o pai doente, perde as esperanças no amor, depois que seu marido pede o divórcio, pra poder ficar com uma mulher mais nova que ela.

Depois de um final de semana tomando conta da pousada de uma amiga, a vida de Adrienne muda. E através dessa mudança que ela ajuda sua filha Amanda a passar pelo luto. Aliás ela esconde uma história de amor que ajudou ela a se reencontrar, e também passou pela perda sem ao menos poder falar com seus filho. Somente o pai de Adrienne conhece toda a história.

Se abrindo com a filha, mostrando cartas e contando tudo detalhado, Amanda se surpreende com tudo, principalmente com o final da história de amor da própria mãe, e nunca imaginou que ela era uma mulher forte.

Gostei bastante da história justamente por demonstrar que Adrienne é capaz de recuperar a sua autoestima e a vontade de viver, e dando um novo significado para as palavras Amor e Perda.
comentários(0)comente



kim 29/08/2020

Emocionante
O Nicholas Sparks sabe bem como escrever e nos emocionar ao contar uma história. É um livro curto e rápido de ler, o que torna a leitura leve apesar do desfecho de sempre do Nicholas. Ele nos lembra que temos dentro de nós a força pra superar perdas: que temos que viver um dia de cada vez e que só precisamos ser fortes por um dia. Ele nos lembra de recordar e guardar os bons momentos que compartilhamos com quem perdemos. Gostei do livro e recomendo. Também achei que se encaixou bem nessa situação de coronavírus e perdas que estamos vivendo.
Lucas.Turra 31/08/2020minha estante
De nada pelo presente ?


kim 31/08/2020minha estante
???




jessyhehe 10/04/2020

:)
Achei uma história bem bonita, romântica e triste. Um livro simples e curto. Recomendo para quem procura uma leitura leve.
comentários(0)comente



Arih 14/04/2020

Sem dúvidas é um dos vários icônicos romances de Nicholas Spark, o velho clichê, que muitos não gostam, mas sempre lê quando bate a saudade de romance melancólico.

Ele mostrou que o amor pode surgiu em qualquer momento de nossas vidas, mas que um amor leva tempo a ser construído e que não surge em pouco tempo. Então a estória apesar de ser boa ainda faltou um desenvolvimento melhor.

A estória é boa, mas com um final tão esperado para quem já está acostumado a ler os livros do autor.
comentários(0)comente



Mari Siqueira 14/12/2015

Arrasador, como uma noite de tormenta!
Noites de Tormenta é um dos livros mais fofinhos do Nicholas Sparks. Sua escrita água-com-açúcar que conquistou milhões de fãs é, mais uma vez, evidenciada neste romance e apesar de não surpreender, agrada por sua previsibilidade confortável. Com maestria, Sparks fala sobre o amor, a vida e as relações entre um e outro. O foco nesta história é o tempo e sua percepção, o fato de que um instante pode durar uma vida e um amor pode durar para sempre.

Narrando a história de Adrienne Willis, o livro retrata uma vida de dedicação aos filhos e o sofrimento pelo qual ela passou quando, após décadas de casamento, seu marido pediu o divórcio alegando ter se apaixonado por outra mulher. Sua vida previsível e estável, no entanto, esconde um segredo do passado. Um fim de semana em Rodanthe, um homem desconhecido e uma paixão avassaladora.

Paul Flanner sempre teve tudo o que desejava até que a vida lhe tomasse tudo. Após se separar da esposa e brigar com o único filho, ele perde uma paciente na mesa de operações. O cirurgião fica devastado e consumido pela culpa por ter cometido tantos erros com sua própria família e, enfrentando um processo pela família da paciente que faleceu em suas mãos, ele decide abandonar tudo o que tem e recomeçar sua vida.

O que Paul não esperava era que no começo dessa jornada, ele fosse se apaixonar em um fim de semana. Ao se hospedar numa pousada no litoral da California, ele conhece Adrienne e enquanto se preparam para uma intensa tempestade que está por vir, os dois descobrem que o amor pode ser o abrigo que eles tanto procuram - metaforicamente ou não.

Anos depois, em forma de flashbacks, Adrienne compartilha esse segredo com a filha para que ela entenda que a vida, muitas vezes, nos leva a lugares aos quais nunca sonhamos ir e que o amor pode estar onde menos se imagina. Um fim de semana tempestuoso em Rodanthe foi o suficiente para que Adrienne conhecesse o amor de verdade e entendesse que um momento pode durar para sempre.

Um romance com protagonistas mais maduros, Noites de Tormenta se diferencia dos demais justamente por ser um dos únicos livros do autor que se encaixa fora da faixa "etária padrão" dos romances contemporâneos. Não chega a ser seu melhor trabalho, mas conquista como todos os outros porque se há algo que Sparks sabe fazer é conquistar corações e destruí-los no meio do processo. Cada um de seus livros é como uma noite de tempestade, que destrói corações mas é seguida de calmaria.

site: http://loveloversblog.blogspot.com
comentários(0)comente



ricardo_22 12/11/2015

Resenha para o blog Over Shock
Noites de Tormenta, Nicholas Sparks, tradução de Maria Clara de Biase, 1ª edição, São Paulo-SP: Arqueiro, 2015, 176 páginas.

Quando seu marido a trocou por uma mulher mais jovem, Adrienne Willis perdeu a esperança no amor. Focada apenas na educação de seus três filhos, ela ficou presa em sua rotina de mãe, pelo menos até aceitar passar um fim de semana cuidando da pousada de uma amiga.

A previsão de uma tempestade dá a impressão de que o fim de semana será monótono, porém a chegada do cirurgião Paul Flanner muda completamente os planos. Visitando a cidade de Rodanthe para encerrar um capítulo doloroso de sua carreira, ele possui dramas semelhantes aos de Adrienne, por isso a aproximação é natural. O curto espaço de tempo que ficam juntos é mais do que suficiente para algo eterno renascer em seus corações.

“Paul desviou o olhar, mas seus olhos foram atraídos para ela de novo. Embora estivesse chorando, dava para ver que era bonita, mas havia algo no modo triste como mudava o peso de um pé para o outro que deu a entender que ela não se dava conta da própria beleza. O que, pensaria sempre ao se lembrar daquele momento, só servia para torná-la ainda mais atraente” (pág. 33).

O dia que eu tanto temia infelizmente aconteceu. Não é preciso ser um grande amigo, ou mesmo conhecedor do meu trabalho literário, para saber que Nicholas Sparks é uma grande influência em meus textos. Quando o conheci, através do tão amado “Um Amor para Recordar”, passei a ver as histórias de amor com outros olhos, por isso sempre existiu um temor de que ele, que tanto me conquistou, acabasse também me decepcionando.

Se alguém me falasse que essa decepção aconteceria justamente com Noites de Tormenta eu seria obrigado a no mínimo dar risada. Por algum motivo desconhecido, sempre vi esta obra, que acaba de ser relançada pela editora Arqueiro, como uma espécie de clássico do trabalho de Sparks, como se a história de Adrienne e Paul fosse uma versão madura da história de Landon e Jamie. Ledo engano.

Ao receber o livro eu deveria ter notado algo de muito estranho. Embora a capa seja muito bonita — talvez a mais bonita do autor em sua atual editora brasileira — a diagramação, com margens maiores, se distancia e muito do padrão da Arqueiro, assim como o próprio tipo de papel. Isso poderia ter um significado apenas comercial, aumentando o número de páginas de um livro curtíssimo, mas, pensando bem, se isso foi necessário, é por ter faltado algo em seu conteúdo.

Ou seria essa uma opinião exagerada de alguém que em nenhum momento se identificou com o que lia e por isso se diz decepcionado? Sinceramente não sei.

Essa decepção aconteceu simplesmente porque ao meu ver o enredo parece nunca sair do lugar, como se não existisse a vontade de desenvolver os conflitos e chegar assim a uma solução para os mesmos. A sensação não poderia ser diferente, afinal, desde o princípio é óbvio qual será o desfecho desta história. Nem mesmo o causador do encontro foi bem explorado, a ponto de me perguntar: é apenas isso?! Sim, era apenas isso.

No entanto, por mais incrível que possa parecer, a obviedade não acontece simplesmente devido aos naturais clichês das obras sparkianas, mas porque o próprio autor evita a formação de qualquer questionamento ao optar por uma narrativa em que a protagonista conta a sua própria história para outra pessoa. Não é difícil se atentar ao que está ao redor de Adrienne e tirar as conclusões sobre a totalidade ainda no segundo capítulo — ou mesmo antes, se levar em consideração o que a tradução do título nos sugere.

site: http://www.overshockblog.com.br/2015/11/resenha-353-noites-de-tormenta.html
comentários(0)comente



vihver 03/04/2020

Livro incrível e maravilhoso, amo os livros do Nicholas Sparks. Apesar da Adrienne ter perdido as esperanças no amor após ter sido trocada por uma mulher mais jovem, principalmente depois de 20 anos de casamento, ela ainda conseguiu reaprender a amar e ainda por cima conseguiu passar para sua filha uma outra forma de enxergar o amor, e também a compartilhar uma grande perda. Chorei litros.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Pandora 18/11/2015

Há uns bons anos tenho vontade de ler algo do Nicholas Sparks. Paquerei muitas vezes seus livros nas prateleiras reais e virtuais da vida, porém por um motivo ou outro acabava adiando e adiando. Consequentemente Noites de Tormenta, publicado pela Editora Arqueiro, foi o meu primeiro encontro com o autor e não me frustrou em nada.

As 170 páginas de “Noites de Tormenta” me mostraram porque o Nicholas é tão amado por tanta gente. Ele tem uma narrativa simples e fluida, escreve personagens humanos, nada de super homens ou super mulheres, apenas pessoas comuns que ricas ou pobres estão tentando encontrar alguma coisa e de repente encontram.



Nesse volume, encontramos com Adrienne Willis, uma senhora em seus mais de 60 anos cuja filha está passando por problemas depois de perder seu marido para uma doença. Em busca de ajuda a filha ela decide contar a ela um capitulo de sua história no qual ela encontrou um homem chamado Paul Flanner. Através da narrativa da idosa Adrienne encontramos com ela mesma algumas décadas mais jovem, divorciada enfrentando problemas financeiros e com Paul, um médico também divorciado enfrentando uma crise existencial.

Adorei a forma como Sparks fala do amor entre pessoas fora da faixa dos 20/30, ambos os personagens passaram dos 40, são pessoas maduras e ainda assim em busca de algo mais. Fiquei encantada como o amor emerge nas paginas do livro como uma experiência que inspira ternura, modifica as pessoas e pode durar para além de qualquer tormenta.
Sobre a arte da capa, me parece que os livros do Nikolas (já peguei intimidade) já possuem uma certa identidade que a mim, especificamente, agrada muito. Adorei o casal se abraçando, os tons em azul.



Terminei “Noites de Tormenta” muito emocionada. Recomendo ele para quem gosta de romances bons, mas não se importa de ter que usar muitos lencinhos ao longo da leitura.
comentários(0)comente



Ana Ira! 12/06/2017

Noites de Tormenta, de Nicholas Sparks, foi um livro ambíguo pra mim, pela seguinte razão: eu gostei muito. E também detestei! kkkk

Peraí!
Não to doida não! kk

Eu amei a história. Embora seja muito rápido todo o seu desenrolar. E não gostei do final. Detestei na verdade. Foi triste. Foi difícil. E foi... real!
Não chegou a me arrancar lágrimas, porém, fiquei muito triste pelo final de alguns personagens, pois gostei tanto deles no começo que eu desejei mais para eles. Acho que o tio Nick poderia ter desenvolvido essa história de uma maneira diferente, mas... é isso!

A história conta sobre o médico renomado, Paul, recém divorciado, triste pelo fim do casamento e ainda mais, pela perca do amor e e da confiança de seu único filho, Mark. Este, que também é médico e está no Equador, pra onde Paul está indo afim de tentar ao menos recuperar o tempo perdido com seu unigênito.

Depois de alguns problemas no trabalho, Paul hospeda-se numa pousada em Rondanthe, nos EUA, para resolver esses problemas trabalhísticos. Chegando lá, encontra na pousada apenas Adrienne, amiga da proprietária que está viajando, e em apenas duas noites, Paul e Adrienne se "encontram".

Conversa vai, conversa vem, um contando histórias de sua vida pro outro, muitos desabafos e até algumas lágrimas e uma paixão avassaladora e instantânea instala-se em seus corações juntamente de muitas promessas para um futuro próximo.

Como o livro é curto, não posso falar muito para não soltar algum spoiler, porém, só posso lhes dizer que, eu gostei muito desse casal, ainda mais por se tratarem de quarentões, kkk personagens mais velhos em romances do tio Nick é mais raro, e ele soube dosar superbem.

E o final bem, foi à lá tio Nick. É só o que eu digo kkkkk

Eu o li no dia 21 e só resenhei agora porque estava sem coragem kkkkkkk

site: http://elvisgatao.blogspot.com.br/2017/05/resenha-noites-de-tormenta-nicholas.html
comentários(0)comente



Kamila 21/12/2015

Impossível não se emocionar!
Rocky Monty, 2002: Noites de Tormenta nos apresenta Adrienne Willis, uma mulher que está para completar 60 anos e que tem uma vida bem monótona: separada (porque o marido a trocou por uma que tinha 10 anos a menos), ela trabalha meio período em uma biblioteca e cuida de seus três filhos Amanda, Matt e Dan. Todos têm suas próprias vidas, mas mães sempre serão mães, rs. Ela está preocupada com Amanda, que enviuvou há oito meses e, enclausurada em seu mundo, acabou largando de mão seus dois filhos pequenos. Então, Adrienne decide contar a Amanda uma história que aconteceu catorze anos atrás, quando ela foi para Rodanthe, na Carolina do Norte.

Rodanthe, 1988: Voltemos catorze anos no livro. A história propriamente dita começa quando o dr. Paul Flanner, depois de se separar de sua esposa, Martha, decide vender sua clínica e sua casa para ir ao encontro de Robert Torrelson, cuja esposa morreu após cirurgia realizada por Flanner. Vale lembrar que Flanner nasceu em família humilde e sempre colocou trabalho e estudos em primeiro lugar. Robert Torrelson mora em Rodanthe. Para chegar lá, o cirurgião alugou um quarto na pousada de Jean.

Porém, como Jean tinha um casamento para ir em outra cidade, pediu para que Adrienne cuidasse da pousada. Jean e Adrienne são amigas de longa data. Como Adrienne estava recém separada (só há três anos) e os filhos estavam na casa do pai, que mora em outra cidade, resolveu ajudar a amiga. Seria só cinco dias, não haveria problema. Quando ambos se conhecem, já na pousada, a atração é imediata (como em TODOS os livros do Sparks). Rodanthe está em época de tempestade, mas nada disso assusta o casal.

Adrienne e Paul se apaixonam, mas os cinco dias estão se esgotando. Ele vai para o Equador encontrar seu filho e ela precisa voltar para sua cidade (Rocky Monty) para cuidar de sua família. Eles juram amor eterno, trocam cartas e telefonemas. Ele prometeu a ela que se veriam de novo em um ano. Mas, dessa vez, o destino, na forma de Nicholas Sparks, pregou uma peça no casal.

Não tenho palavras para descrever esse livro. Lindo, maravilhoso, espetacular, delicado são bons adjetivos. Mas não servem. Essa história pode até parecer mais do mesmo (e é) mas tem algo na história que me deixou impressionada, pode ser a própria história, pode ser Paul Flanner, que, apesar de workaholic e pai ausente, é um cara de grande coração, (e é o Richard Gere no filme!) que se apaixonou por uma mulher recém-separada, que se sentia sozinha e solitária (sozinha e solitária têm sentidos diferentes, mesmo sendo sinônimos) com baixa auto-estima (foi traída) e que nunca era convidada pra sair (quem é doido de não chamar Diane Lane pra sair!?).

resenha completa em:

site: http://resenhaeoutrascoisas.blogspot.com.br/2015/11/resenha-noites-de-tormenta.html
comentários(0)comente



Fran @paginasdafran 25/07/2016

Nicholas sendo Nicholas!
Paul Flanner passou pela vida sem se dar conta, tentando seguir o conselho do pai “fuja para algo, não de algo”, tarde de mais ele percebera que havia feito totalmente o contrário. Como cirurgião renomado e bem-sucedido, Paul se afastou do único filho, a esposa pediu o divórcio e a casa na qual morou a vida inteira, não lhe traz lembranças felizes do passado.

Depois de perder uma paciente em um procedimento de rotina, Paul resolve passar um final de semana em Rodanthe, com a finalidade de atender a um pedido de uma pessoa próxima à sua paciente.
Único hospede com reserva para o fim de semana, quando Paul chega à pousada, ele conhece Adrienne Willis, uma mulher que perdeu o rumo da vida após ser trocada por uma mulher mais jovem, três anos atrás. Mal sabem eles que os próximos dias irão mudar completamente a vida de ambos.
Noites de Tormenta é escrito de forma curiosa, no início nos deparamos com Adrienne voltando à pousada, relembrando os acontecimentos de catorze anos atrás. É tentando conformar sua filha Amanda, que está em profunda depressão após perder o marido, que Adrienne revela um segredo de seu passado que ninguém, além de seu pai, havia antes conhecido: o fim de semana que mudara totalmente sua vida.
É possível um amor nascer em tão pouco tempo? As fortes tempestades em Rodanthe fazem Adrienne e Paul se aproximarem durante o fim de semana, entre conversas e uma boa lareira, eles descobrem um pouco sobre a vida um do outro e parecem entender tudo pelo que o outro passou; Adrienne cuida de três filhos adolescentes, Paul tem apenas Mark, mas a convivência com ele se complicou até o ponto de nem conversarem mais. Com casamentos fracassados, em encontra no outro, o conforto necessário para uma luz se acender em suas vidas, e esse final de semana é tempo suficiente para que a vida ganhe um novo sentido.
As tempestades do fim de semana abrandam e vão embora, junto com elas parte Paul, com destino ao Equador na busca pelo perdão e reaproximação com seu filho. Com a promessa de voltar, Paul consegue em apenas alguns dias, fazer a diferença na vida de Adrienne, que descobriu uma nova forma de seguir em frente.
_
Depois de ler quase toda a obra de Nicholas Sparks, é inevitável que se chegue a um ponto do livro onde a respiração começa a acelerar, esperando sempre o pior, o coração, recém-regenerado de algum outro ferimento, já se prepara para receber mais um golpe. Nicholas surpreende mais uma vez.
Após revelar toda a história de um amor que se manteve em segredo por tantos anos, Adrienne vai mostrar à Amanda que a esperança é capaz de curar as dores mais profundas que possamos sentir

site: www.livrosemrabisco.com
comentários(0)comente



Marcos 20/01/2016

Adrienne Wills é uma mulher que perdeu o estímulo pela vida. Seu ex-marido a trocou por uma mulher muito mais jovem e isso afetou fortemente a sua autoestima. Por isso ela busca por uma guinada na sua vida. Mas tendo de criar seus três filhos sozinha e ainda de seu pai que está muito doente, ela não consegue ter muitas expectativas boas para o futuro. Quando sua melhor amiga Jean sai de férias e pede que ela cuide de sua pousada, Adrienne vê aí uma chance de mudar um pouco de ares.

Porém uma tempestade está prevista para acontecer nos próximos dias e apenas um hóspede tem reserva para o final de semana prolongado. O nome dele é Paul Flanner. Cirurgião, ele acabou de se divorciar da mulher e de romper os laços com seu filho. Vendeu tudo o que tinha (clínica, casa, etc.) e resolveu viajar para tentar mudar de vida. Ao conhecer Adrienne, Paul verá as afinidades que tem com ela e logo perceberá que a vida pode ser bem mais fácil do que imaginava.

Noites de Tormenta é mais um romance de Nicholas Sparks. Dessa vez, temo um viés voltado para um casal já maduro, pouco comum em seus livros. Nessa história, as relações de amor e perda são tratadas e afloradas nos personagens, do início ao fim do livro. Essa é a premissa básica do enredo.

Como vocês sabem, eu sou muito fã do autor e já li todos os livros dele lançados, tanto no Brasil quanto no mundo. Por mais que a maioria de suas histórias tenha a mesma premissa e trabalhe com os mesmos elementos, para mim nunca é enjoativo ou previsível qualquer uma de suas histórias. Por isso, com Noites de Tormenta não aconteceu algo diferente. A história é envolvente, comove o leitor do início ao fim e se você gosta de um bom romance com toques de drama, com certeza irá amar esse.

Esse livro foi adaptado para os cinemas. Embora não tenha assistido ao filme ainda, leio muitas críticas sobre os cortes e as modificações que a história original sofreu. Assistirei em breve para ter minha própria opinião sobre.

Recomendo a todos que gostem dos livros do autor e para quem gosta de romances com toques de drama.

site: http://www.capaetitulo.com.br/2016/01/resenha-noites-de-tormenta-de-nicholas.html
comentários(0)comente



Elisangela.Menezes 11/04/2017

Noites de tormenta
Muito linda a história, mas o final é muito triste, mesmo assim amei o livro.
comentários(0)comente



Escritora por um Acaso 25/02/2016

Noites de Tormenta é um livro que dá para ler facilmente em dois dias ou para os mais compulsivos até em menos. É um livro encantador, com uma história linda, um romance simples mas muito envolvente. Nenhuma novidade quando se trata de Nicholas Sparks né?

Adrienne foi abandonada pelo marido com três filhos adolescentes para criar, isso o machucou muito e deixou marcas. Passados mais de 14 anos, sua filha Amanda, vive uma situação bem complicada, seu marido faleceu e a deixou com a dor no coração e dois filhos para criar. Adrienne via sua filha entrar numa depressão profunda. Decide então, contar uma história do seu passado que apenas seu pai, já falecido, sabia.

Será que um final de semana pode marcar uma vida para sempre? É possível se apaixonar em apenas um final de semana? São essas perguntas que são respondidas na história de Adrienne. Duas pessoas com o coração fragilizado e machucado mas que se apaixonam em um final de semana e vive uma relação intensa que pode durar para sempre ou apenas um final de semana. Parece loucura né? Mas não é, é Nicholas Sparks.

É um livro bem curto, que vemos dúvidas, medo e angústias de forma bem intensa. Ele emociona muito. É narrado em terceira pessoa e a leitura flui muito bem. Recomendo o livro, mas prepare o coração hahha!

site: http://escritoraporumacaso.blogspot.com.br/2016/01/resenha-noites-de-tormenta-nicholas.html
comentários(0)comente



33 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3