Os Venenos da Coroa

Os Venenos da Coroa Maurice Druon




Resenhas - Os Venenos da Coroa


10 encontrados | exibindo 1 a 10


joabe.lins 10/04/2017

Essa série de livros é realmente muito boa
comentários(0)comente



Bárbara 12/11/2015

Esse livro é parte de uma série que conta a história da França medieval em forma de romance, por isso o leitor já sabe um pouco do que vai acontecer nele (além de que os títulos já dão spoiler, o que é estranho). Mesmo assim, Maurice Druon consegue descrever os eventos históricos de modo a despertar a curiosidade do leitor, que fica ansioso para descobrir como as ações dos personagens se encadeiam.
Admito que o começo do livro não me deixou tão animada, mas a partir do meio os jogos políticos começam a se intensificar e a narrativa fica mais interessante e mais rápida. Como nos outros dois livros da série, o final me deixou com vontade de começar o próximo imediatamente.
O que me desagrada um pouco é que os livros são bem curtos e, como são uma leitura leve, parece que eu terminei um conto, não um livro inteiro.
comentários(0)comente



Janinha 03/05/2014

O melhor, dentre os 3 primeiros livros
Em Os Venenos da Coroa, Maurice Druon retoma o ritmo acelerado de O Rei de Ferro.
Concentrando-se no início e fim do reinado de Luis X, o Cabeçudo, Druon insere no livro tudo o que prende atenção do leitor de romances de cunho histórico: intriga, romance, casamento, sofrimento, morte, tortura, assassinato.
Druon continua fazendo aquela mágica com os personagens, em que o leitor aprecia até mesmo o personagem mais malvado ou mais chato.
Em A Rainha Estrangulada, Luis X mostrou-se um tanto cabeçudo, ao passo que em Os Venenos da Coroa, o leitor quase tem pena dele. Claramente foi um rei despreparado para governar, mas em parte, será que isso não é mérito de seu pai, que só sabia dizer "Calai-vos Luis".
Neste jogo, entra Clemência da Hungria, nova esposa de Luis X, e de longe, a personagem mais bondosa deste livro. Clemência é descrita de tal forma, que ao final, o leitor só consegue pensar em seu desafortunado futuro.

Adorei Os Venenos da Coroa, e para mim, este é o melhor dentre os 3 primeiros livros da série. Posto que o livro anterior se desenvolveu mais no que se refere a intrigas políticas, este, possui de tudo um pouco, levando o leitor pelos mais diversos cenários e fatos corriqueiros da época. Por ter a introdução de Clemência e todos os acontecimentos posteriores ao seu casamento e as artimanhas de Guccio e Maria, achei este um livro mais leve e mais prazeroso de ler em comparação dos dois primeiros volumes da série.

Adorei, recomendo!
comentários(0)comente



Renata 06/04/2014

"...aquele jovem poderia ter inspirado um sentimento de piedade devido ao que existe de doloroso na tolice."(37)

"vivamos bem, morramos gordos"(151)

comentários(0)comente



Tulliu Cardia 22/06/2013

A história continua interessante, mas achei esse volume um pouco inferior aos outros.

Galera, se tiverem interesse, leiam meus livros e contos, disponíveis no Wattpad (gratuito)! Vocês vão curtir! Valeu!

site: https://www.wattpad.com/user/TulliuCardia
comentários(0)comente



Janaina Vieira Writer 15/12/2010

Livro 3
O reinado de Luís X tem início de modo desastroso: a notícia da morte suspeita e conveniente de Margarida de Borgonha se espalha por todo o reino e também os comentários dos criados do palácio, que comparam o novo rei com o anterior. Luís não tem credibilidade alguma perante ninguém e precisa, mais do que nunca, valer-se da autoridade de seu tio, Carlos de Valois, que na qualidade de irmão do falecido rei e de príncipe de sangue, pode mandar e desmandar em todo o reino.

Os cardeais não conseguem se reunir para formar o conclave e passam meses viajando de cidade em cidade a fim de ganhar tempo até que uma aliança finalmente consiga ser formada. Mas o rei da França já perdeu o interesse pelo assunto, visto ter conseguido se livrar da primeira esposa.

Finalmente, Clemência chega à França e se casa com Luís X, tornando-se rainha. Mas muitos inimigos existem no caminho do novo rei, principalmente as famílias das duas Borgonhas: o ducado, de onde viera Margarida e do condado, terra natal da princesa Joana, enclausurada em um convento por ter acobertado o adultério de sua irmã Branca e de sua cunhada Margarida.

Clemência, porém, conquista Luís com sua doçura, bondade e bom senso. Rapidamente ela engravida e a notícia é muito mal recebida por todos, até mesmo por Carlos de Valois, que ainda alimentava esperanças de tornar-se rei da França um dia. O adultério de Margarida trouxe sérios problemas para a coroa pois a única filha que ela teve com Luís tornou-se rapidamente suspeita de bastardia, de modo que teria sérios problemas para reinar no futuro. Porém, se Clemência tivesse um filho homem, este seria o legítimo herdeiro do trono.

Uma das grandes inimigas do reino é Mafalda d'Artois, condessa da Borgonha e mãe de Joana e Branca. Ela não perdoa Luís pela vergonha que a família passou, causando-lhes muito desprestígio e uma série de outros problemas. Também não perdoa o fato de Luís ter arbitrado desfavoravelmente para ela um litígio que ela tinha há anos com seu sobrinho, Roberto d'Artois. Sendo extremamente cruel, vingativa e malvada, ela consegue envenenar Luís X e ele morre antes que seu filho nasça. Clemência fica viúva antes de completar 1 ano de casada.

O destino de Clemência da Hungria foi um dos mais tristes que conheci.
comentários(0)comente



Giovanni 29/10/2010

O titulo da obra bem resume o principal fato do livro, ou seja, o envenenamento de Luís X, o Cabeçudo, demonstra que apesar de todos os cuidados sempre havia um modo de pôr fim a vida de um monarca, as intrigas são o ponto alto, a disputa pelo poder é a real busca dos principais personagens, e ao final da obra são expedidas três cartas, e estas poderão selar o destino da França.
comentários(0)comente



Shana 25/10/2010

Este livro é tão bom quanto os anteriores. Traz o curto reinado de Luis X e suas trapalhadas, um rei fraco, incapaz de prestar atenção no que acontece, que foge de suas responsabilidades. Já a esposa de Luis X, a rainha Clemência, é uma pessoa excelente, boa e mesmo sabedora dos erros de seu marido fica do seu lado. E com a morte prematura do Rei, Clemência fica só e grávida num reino cheio de pessoas falsas e más!! Muito bom, estou louca para ler o próximo e curiosa para saber o destino de Branca e de Maria, esposa de Guccio!!
comentários(0)comente



Lou 12/07/2009

100% entretenimento e história!
Esta coleção foi uma das grandes responsáveis por meu apego pelos livros.

Este volume, em especial, contrasta de forma deliciosa a personalidade frágil de um rei (Luís X) com a força de outros, como Luiz XIV apresentado em outro volume. Boa trama num cenário que a gente sempre gosta de ver em detalhes.

comentários(0)comente



10 encontrados | exibindo 1 a 10