A Colina Escarlate

A Colina Escarlate Nancy Holder




Resenhas - A Colina Escarlate


20 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Guilherme.Ribeiro 29/06/2020

Perfeitamente Assombroso!
Eu já era apaixonado pelo filme, e quando descobri que havia uma transcrição oficial dele eu soube que tinha de ler imediatamente!!! Nancy Holder constrói toda a áurea sombria da história em cada página, com descrições minuciosamente perfeitas que apenas me fizeram me apaixonar ainda mais por Edith e Thomas e, é claro, os fantasmas que os assombram...
comentários(0)comente



Aia 18/08/2020

Amei
Pros amantes de terror sobrenatural, esse é um livro muito bom. Não é assustador, mas tem uma história muito envolvente. A leitura é muito gostosa, te prende do ínicio ao fim.
comentários(0)comente



Virginia 26/04/2020

Romance gótico
Gostei bastante do estilo, vitoriano com um clima de suspense mais que justificado. A protagonista é americana e deseja ser escritora, mas acaba se apaixonando por um inventor britânico que é muito sedutor, mas tem uma relação muito estranha com a irmã. Ela vai morar em um lugar também muito estranho e logo começa a perceber que tem algo de muito errado ali. O filme baseado no livro também é muito bom!
comentários(0)comente



Regina.Luiza 01/05/2020

Porque pior do que fantasmas são as pessoas.
Este livro é uma transposição literária do filme A Colina Escarlate.
Devo dizer que como nas adaptações de livros para o cinema, em que prefiro o livro ao filme. Neste caso, também é de minha preferência a transposição literária ao próprio filme. Câmeras jamais corresponderam 100% a livre imaginação ?, na minha humilde opinião.
Mas vamos a história.
Aos 10 anos de idade, Edith perde a mãe para a morte. Três semanas após o enterro, o fantasma da mãe vem lhe visitar. Seria emocionante se não fosse aterrador, pois o espírito materno vem visitá-la, rangendo assoalho, estalando ossos e em todo o horror do seu estado de decomposição. Como se não bastasse, ainda lhe deixa uma aviso: -Minha filha, quando chegar a hora, cuidado com a colina escarlate.
O trauma dessa visita deixa a Edith uma obsessão, fantasmas. Obsessão essa que ela transfere à seus escritos, já que sonha tornar-se uma escritora publicada.
Jovem rica, logo é atraída por um homem misterioso, Sir Thomas Sharpe, dono de um espólio conhecido como Allardale Hall. Ela se casa por amor e deixa sua vida na cidade, para ir morar na casa ancestral de seu marido, com a cunhada. Ao chegar, surpreende-se com a imensidão, solidão e decaimento do lugar.
A casa fica no topo de uma colina, a qual é cercada de argila vermelha, fonte de renda do irmãos.
Muitos mistérios existem nesse lugar. Edith parece não ser muito bem vinda pela cunhada e não demora a adoecer. Sua vida de casada não está sendo, de forma alguma, como ela esperava e ainda, ao anoitecer, ela ouve...fantasmas!
Sua mente inteligente e curiosa, irá tentar desvendar todos os mistérios, porque pior do que fantasmas são as pessoas.
comentários(0)comente



Rosy Sales 05/09/2020

Super indico
Esde livro è ótimo!Deveria ter lido ele antes mas foi bom q cada capítulo q eu li eu assistia um pedaço do filme kkkkk nunca demorei tanto pra assistir um filme KKK má foi muito bom mesmo ótima leitura e vou indicar pra todos
comentários(0)comente



Messie Lemaître 19/07/2020

Achei que a escritora seguiria por um caminho mais meloso que o do filme, porém, ela soube narrar muito bem a história, sem torná-la um melodrama, tampouco erotizá-la mais que o devido! Muito bom para quem procura um ar de literatura do século XIX, com todos os elementos clássicos dos romances góticos: palácios, mistérios, melancolia e horror interno e externo muito bem descritos!
Quando confrontado com a história original (filme), há algumas pequenas incongruências; um vício que dificilmente não aparece em adaptações; mas analizando a história descrita e a ansiedade pelo desfecho, nota máxima!
comentários(0)comente



Deia 06/07/2020

Leitura concluída.
Uma palavra: tenebroso.
Esse livro é um terror tenebroso, muito bem detalhado, que consegui montar as cenas na minha tela mental com precisão, não queria, mas não tive com evitar.
A mocinha Edith é melodramática, mas acentuou o clima do livro. Ela e eu nos apaixonamos por Sir Thomas Sharpe, um inventor com luminosos olhos azuis, casamos com ele e fomos morar numa ancestral, misteriosa e bizarra propriedade, na Inglaterra, a Arllerdale Hall. Nela descobriremos segredos terríveis e mortais.
Adorei!!!!!!
comentários(0)comente



Nice (book.is.nice) 26/08/2020

Tal qual o filme
A Colina Escarlate é um livro transcrito tal qual o roteiro do filme dirigido por Guillermo del Toro.
A história se passa na era vitoriana e conhecemos Edith uma jovem que sonha em ser escritora, mas seu destino muda quando ela conhece o lindo, rico e misterioso Sir Thomas Sharpe, que a leva para Allerdale Hall, a propriedade da família, e lá ela precisa conviver com Lucille, a irmã de Thomas, e com todos os seres que habitam aquela sombria casa.
Confira a resenha completa no IG @book.is.nice
comentários(0)comente



Denise 09/05/2020

Romance gótico
Romance gótico, bem fúnebre como era de se esperar.
Particularmente gostei bastante de como descreve os fantasmas e a casa.
comentários(0)comente



Gabi Gomes 26/01/2016

Descobrir o que tememos é descobrir quem somos
LEIA A RESENHA COMPLETA EM: http://equacaoliteraria.blogspot.com.br/

Acho que é valido ressaltar, já no começo, que eu sou uma pessoa muito medrosa para filmes, livros ou qualquer coisa que tenha o gênero "Terror", e por quase pouco deixei de lado a leitura de A Colina Escarlate, mas enfrentei o medo e acabei descobrindo um mistério fabuloso.
A narrativa começa nos apresentando a sociedade americana dos séculos passados, com todos os vestidos pomposos, festas elegantes e muito dinheiro. No início da história, tudo parece um livro de Jane Austen, sem muita emoção e nada que cative o leitor, e já nessa parte, quis desistir da leitura, pois não gosto muito de enredos de época. Uma dica: Não pare a leitura aí.
A verdadeira história começa quando Thomas e Edith se mudam para a Inglaterra, após o casamento, e a garota conhece a Colina Escarlate, começando a viver todos os mistérios que aquele lugar esconde. Depois de anos, Edith volta a rever fantasmas, entretanto esse é um ponto no livro que vale muito a pena citar: muitas histórias de terror abordam os espíritos como sendo algo ruim, que sempre farão mal para a personagem principal, contudo, em A Colina Escarlate, os fantasmas são uma forma de ajudar Edith, quando na verdade, o verdadeiro mal está nos seres humanos, os quais mostram ganância e frieza durante o enredo.
O mistério que envolve Allerdale Hall é minucioso e muito detalhado, portanto é necessária uma leitura bem centrada, pois pequenos detalhes serão de grande importância no desfecho, pois tudo se monta como uma peça de quebra cabeça, como um verdeiro livro de mistério.
Para os que, assim como eu, tem muito medo do gênero terro, garanto que o livro tem muito pouco do que é taxado, sendo muito mais carregado de suspense e drama, mesmo trazendo os fantasmas para a história.
As personagens são muito bem trabalhadas, e ao entrar na cabeça de Lucille e Thomas vemos duas pessoas muito perturbadas e que revolucionam toda a narrativa da história, já Edith, como uma boa protagonista é um tanto lerda, e chega a dar raiva muitas vezes. Mais tudo isso é para envolver o leitor ainda mais no mistério.
Um enredo tão bem elaborado faz o leitor criar hipóteses e a leitura flui com facilidade, assim é A Colina Escarlate.
A narração ajuda muito na desenvoltura do mistério, pois viajamos entre a cabeça de Edith, Thomas, Lucille e todas as outras personagens que sempre têm algo novo para adicionar no quebra-cabeça que é a história. Um fato importante, é a curiosa personagem que se intitula como "coisa", pois para mim, é uma parte essencial de todo o livro, pois ela influencia em todas as cenas, personagens e sentimentos.
Para quem busca um clássico de terror, o livro tem cenas fortes e cheias de sangue com as lutas entre personagens, mas para quem procura um romance de tirar o fôlego, não vai encontrar, pois a paixão é explorada de uma forma mais sombria e nada idealizada.
Todo o mistério do livro o tornaram um dos meus favoritos, entretanto, o começo da história, sem muita ação e meio repetitivo não fez A Colina Escarlate ter cinco estrelas.

site: http://equacaoliteraria.blogspot.com.br/
Jossi 11/05/2016minha estante
Assisti o filme e simplesmente A-DO-REI! Gosto de terror, mas do terror gótico, exatamente o tipo que é mostrado nesse livro/filme.

Agora vou passar ao livro, sempre considero os livros bem mais profundos e marcantes. Boa resenha, obrigada!




Carla Jamylle 06/07/2020

A Colina Escarlate
Que livro!!! Gostei bastante, desde as primeiras páginas me prendeu completamente. Aquele tipo de livro que queremos ler mais e mais... Leitura fácil e temática interessante. Suspense, terror, personagens enigmáticos e cheios de segredos, assim Edith se vê envolvida em sua nova vida em Alerdalle Hall. Recomendo a leitura!
comentários(0)comente



Fernanda 21/12/2015

Resenha: A colina escarlate
CONFIRA A RESENHA COMPLETA NO BLOG:

site: http://www.segredosemlivros.com/2015/12/resenha-colina-escarlate-nancy-holder.html
comentários(0)comente



Carlos Magno 13/01/2016

PARTE DA RESENHA DO BLOG "CANTINA DO LIVRO":

[...]

Edith Cushing, a personagem central da trama, tem o sonho de ser uma escritora renomada. Ela perdeu sua mãe ainda nova e, por isso, mora com o seu pai, Carter Cushing, em Nova York, em pleno século XIX. E foi justamente através da mãe que ela teve seu primeiro contato com o sobrenatural: O fantasma dela deu um recado que ficaria eternamente na memoria da garota e, somente anos depois, faria sentido.

Enquanto isso, Thomas e Lucille Sharpe são irmãos que vem da Inglaterra para os EUA. Thomas criou uma maquina que poderia ser um grande investimento para os empresários da região, inclusive o pai de Edith. Porém, seu grande projeto foi "barrado no baile" pelo pai da garota. Mas o que ele não podia barrar foi o amor imensurável que surgiu entre Edith e Thomas.

[...]

Numa mistura surreal de drama, romance e terror, a narrativa é ainda mais detalhada que o filme de del Toro, o que não quer dizer, nesse caso, que a velha frase que "o livro é melhor que o filme" torne-se verdade. Ainda que o livro pareça ser excessivamente tenebroso, ai que está o engano. Claro, há fantasmas, há aquela aura misteriosa e sombria, mas nada que deixe assustado (desde que você não se assuste fácil, claro).

Os personagens são do tipo "ame-o ou deixe-o", apesar de eu ter gostado de quase todos (até mesmo gostei de odiar Lucille).

[...]

RESENHA COMPLETA EM:

site: http://www.cantinadolivro.com.br/2016/01/resenha-colina-escarlate.html
comentários(0)comente



day 22/07/2016

Muito bom!!
Livro que prendeu minha atenção do início ao fim.
Suspense e adrenalina total.
Não Ví o filme ainda.Porém se for parecido com o livro deve ser maravilhoso.
Ameiii.
comentários(0)comente



Lethycia Dias 18/09/2019

Mistério bem dosado e narrativa fluida
No fim do século XIX, Edith Cushing é uma jovem herdeira norte-americana que sonha em ser escritora. Ela e os demais membros da alta sociedade em Buffalo recebem e conhecem o intrigante Sir Thomas Sharpe, aristocrata inglês e sua irmã, Lucille Sharpe, que vieram aos Estados Unidos em busca de investidores para a restauração das minas de argila da família Sharpe, em Cumberland, Inglaterra.
Edith acaba se apaixonando por Thomas, embora ele estivesse cortejando outra moça. E depois de seu pai sofrer uma morte misteriosa e violenta, ela aceita se casar com ele. Mas com a mudança para Alerdalle Hall, a residência dos Sharpe, Edith volta a se ver assombrada por fantasmas - que já não eram uma novidade em sua vida. Aterrorizada e se sentindo cada vez mais doente, ela sente que a antiga casa esconde um grande segredo.
Esse livro é uma adaptação do filme homônimo de Guillermo Del Toro, e é uma transposição perfeita do conteúdo audiovisual para a prosa literária. A escrita de Nancy Holder é fluída e rápida, além de bastante visual, conseguindo não apenas narrar os acontecimentos do filme como também passar muito bem algumas das imagens do filme e sua estética gótica.
O livro até mesmo expande um pouco a obra, alternando pontos de vista entre os personagens e incluindo até mesmo trechos narrados pela própria casa de Alerdalle Hall. Sem falar nas referências de literatura, citando livros e escritores mais ou menos contemporâneos ou anteriores à época de Edith. O suspense se mantém bem construído e dosado durante toda a história, e a minha leitura foi maravilhosa.
Recomendo para quem gosta de uma boa história de época e de mistério e para quem, assim como eu, gosta do filme.

site: https://www.instagram.com/p/B2h_BHRjY7a/
comentários(0)comente



20 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2