Mil Pedaços de Você

Mil Pedaços de Você Claudia Gray




Resenhas - Mil Pedaços de Você


154 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |


Leo Gamarano 05/07/2020

Uma aventura empolgante
Esse livro é daqueles q te prender e você consegue ler em 1 dia, a história é envolvente, os personagens são bem construídos é um livro muito bom.
O livro teve alguns erros de continuidade que me irritaram mas nada que estrague a sua experiência.
comentários(0)comente



Ari 11/04/2021

...eu li "Mil Pedaços de Você".
Essa é uma atualização desse post, pois depois de quatro anos, decidi dar uma segunda chance para o livro.
Ainda lembrava de algumas coisas e pensei por um momento que eu abandonaria de novo esse livro, mas quando me dei conta, estava terminando de ler a ultima página dele.
A sensação que eu tive, é que o livro é muito mais um romance do que um Sci-Fi como eu imaginava. As informações que ele traz sobre diversos temas são muito interessantes e variadas, uma vez que os personagens passam o livro todo viajando interdimensionalmente para várias épocas e vários lugares.
Quando você vai chegando mais para a metade, a história te prende de uma maneira muito gostosa, de forma que você nem percebe que está voando pelas páginas. A relação entre Marguerite, Paul e Theo é cheia de reviravoltas e surpresas (em todas as dimensões kkkkkkk).
O livro é muito interessante e mesmo que você não curta Sci-Fi e afins. A autora consegue te levar por uma narrativa envolvente e um tanto culta. Provavelmente eu tenha abandonado ele tempos atrás por não estar no momento certo para lê-lo.

site: https://themybytheway.blogspot.com/2021/01/eu-dei-outra-chance-para-mil-pedacos-de.html
comentários(0)comente



Paloma | @ourbookself 03/04/2017

Esse foi um daqueles livros que você não sabe como classificar. Duas estrelas? Três? Quatro? Duas de novo? Pois é
Pela sinopse da pra perceber que a autora aborda um assunto MUITO incrível, a viagem entre dimensões! Os mundos vistos nesse livro são muito bem construídos, a ideia geral que ela teve é um máximo....se não fossem ofuscados por questões que me incomodaram demais.
A primeira é o fato das personagens serem superficiais, principalmente a protagonista (Tudo bem que estamos falando de uma menina de 17 anos, mas em todos os momentos ela se comporta como uma adolescente de 14)
A segunda é o excesso de romance. Meu. Deus. Do. Céu. É romance 24h por dia nesse livro! Além do triângulo amoroso completamente desnecessário que a autora insiste em criar. E o pior é que ela fica 'forçando' a protagonista a ter sentimentos conflituosos do começo ao fim da história. Literalmente.
Senti MUITA falta do conflito real, da conspiração, do aprofundamento no assunto da ciência.
.
Talvez uma história um pouco mais adulta tivesse sido mais bem-sucedida.

site: https://www.instagram.com/p/BSOuHK_lJB_/?taken-by=ourbookself&hl=pt-br
Lauraa Machado 26/06/2018minha estante
Super concordo com tudo que você falou! Eu mesma amo romance, mas a autora estava bem incerta sobre o romance nesse livro! Mesmo assim, aconselho a ler os próximos, que são muito melhores! O terceiro principalmente é meu favorito!




Júnior 11/11/2020

MIL PEDAÇOS DE VOCÊ
Um livro muito bom!
É um livro com muita ação, muito rápido e fácil de se ler! Não fiquei um minuto entediado com a história, amei o desenvolvimento dos personagens e fiquei completamente imerso no livro(apesar de sentir raiva da personagem algumas vezes).
Aconselho a leitura e pretendo ler os outros livros da trilogia assim que possível! Amei a temática do livro!
comentários(0)comente



Ellen.Santos 07/11/2020

Muito bom!!
Foi o meu primeiro livro de ficção científica e eu adorei!!! A narrativa é muito tranquila, super fácil de ler, os personagens são bem desenvolvidos... Ameii!!!
Thalita | @desabafoliterarioo 21/01/2021minha estante
Ele também foi o meu ?




Lara 23/04/2020

Adorei o início dessa trilogia, como alguém que adora ficção científica o tema de dimensões paralelas me agradou muito, também gostei muito do fato da história já começar com o enredo em movimento e a história se desenvolver rapidamente.
comentários(0)comente



Thayrine 07/03/2017

Não Rolou!!
SEM SPOILERS. Comprei esse livro pela capa absolutamente LINDA que ele tem e também pela premissa da história sobre viagens no tempo, um tema que sempre me agradou.
Devo dizer que fiquei muito empolgada com o desenvolvimento desses multiuniversos criados pela autora e fui ficando cada vez mais envolvida neles. Essa construção de dimensões foi a melhor parte do livro e o motivo da minha nota final.
Os pontos positivos na minha opinião, param por aí.

Alguns fatos me incomodaram demais durante a leitura. Entre eles, os personagens.. Não teve jeito, não fui conquistada por nenhum deles.. Marguerite principalmente, me passou o livro inteiro a sensação de ser boba, precipitada e ingênua.
Outro ponto negativo foi o romance, nossa.. não sei nem explicar o quanto esse romance me desagradou.. O triângulo amoroso poderia ter sido melhor aproveitado, porém ficou nítido desde o começo do livro quem seria o escolhido pela protagonista. Posso dizer que ele foi tão desinteressante e sem graça que em vários momentos me vi muito mais interessada pelo personagem que não foi o escolhido por ela.
Não apenas isso, embora algumas passagens no decorrer do livro tenham sido boas, o final não me surpreendeu.
Dito isso, não tenho intenção de prosseguir com a leitura da sequência.
comentários(0)comente



Leo 25/11/2020

Tudo não passa de uma conspiração
Marguerite Cane sabe muito bem a sensação de ser filha dos dois cientistas mais brilhantes do mundo (cientistas que criaram o Firebird, um protótipo que permite ao seu portador a viagem entre dimensões)

Quando o pai da menina é morto, ela se vê desamparada e com um único desejo: matar Paul, o assassino de seu pai.
Perseguindo-o através das dimensões, Marguerite vai descobrir que está no meio de uma conspiração aterrorizante e que nada é o que parece. E o Firebird está diretamente ligado a isso...

Releitura maravilhosa, gosto demais dessa trilogia. Preciso reler o segundo.

Me siga no Instagram: @entretantolivro
comentários(0)comente



Nina 16/06/2020

Eu adorei a trama e os lugares em que se passa, é uma viagem maravilhosa.
comentários(0)comente



Dany 24/11/2020

Gostei, mas...
Foi bastante interessante do começo ao fim, porém não me cativou tanto a ponto de eu querer ler as sequências. Só esse já é o suficiente.
comentários(0)comente



Vane Chase 03/12/2020

Minha primeira vez lendo esse gênero e que livro pra começar!
Amei amei demais a forma como tudo foi construído, a forma como as explicações tem um pouco de física mas nada que seja impossível de acompanhar.
Meg é uma personagem incrivelmente forte pelo simples fato de ela ser uma pessoa comum e no meio de gênios e fazer muito mais do que qualquer um poderia imaginar. Passa por situações que enlouqueceria muitos mas ela apenas lida com tudo e aprende com os erros e faz o que precisa ser feito.
Me conquistou demais
comentários(0)comente



Foxyread 12/08/2020

Uma viagem. literalmente!
Mil pedaços de você foi uma leitura leve e fluída!
Eu me encantei com as diferentes terras e todo o universo de viagem no tempo e o multiverso. Todo o mistério com uma grande corporação um assistente misterioso e o desaparecimento de um parente mesclado com a ambientação de uma Rússia da alta classe e uma Inglaterra chuvosa tornam divertida e intrigante essa história. Entretanto, o arco dramático da protagonista se tornou cansativo ao longo da leitura eu me prendi a leitura durante a primeira metade do livro mas o plot Twist do final não foi o suficiente pra me manter lendo essa trilogia.
comentários(0)comente



Sabrina Amorim 01/04/2018

Marguerite é a filha mais nova de dois cientistas brilhantes: Henry Caine e Sophie Kovarovisk. Durante os últimos dois anos eles trabalharam com Paul e Theo, alunos prodígios que acabaram fazendo parte da família, já que praticamente viviam na casa deles em qualquer que fosse a ocasião. O projeto mais recente e bem sucedido desse quarteto foi o Firebird.

O Firebird é a teoria de Sophie de que existem muitas outras dimensões e que é possível que um indivíduo viaje entre elas. Paul ainda arrisca a dizer que existem certos padrões e que eles se repetem em cada uma delas, ou seja, ele tenta provar cientificamente a existência do destino.

Após muito tempo de trabalho e pesquisa, eles conseguem desenvolver um único protótipo do dispositivo, que é roubado no mesmo dia em que os arquivos do projeto são apagados e, ainda, que o pai de Marguerite é assassinado. A caminho da faculdade para descobrir o que poderia ter acontecido com os arquivos, Henry perde o controle do carro e cai no rio. A polícia precisa fazer mais buscas para encontrar o corpo, mas tudo indica que o carro foi sabotado por Paul Markov, que foge com o Firebird para outra dimensão.
Entretanto, o que ninguém esperava era que Theo possuísse mais dois Firebirds guardados, protótipos antigos que ele tentou aprimorar conforme a pesquisa avançava. Marguerite se junta a Theo para que os dois possam ir atrás de Paul e vingar a morte do pai. Então eles pulam para a primeira dimensão, que é uma Londres muito mais avançada tecnologicamente.

A questão sobre as viagens entre os mundos paralelos é muito bem explicada pela autora logo no começo do livro, o que possibilita ao leitor uma excelente compreensão sobre toda a teoria da Sophia e a profundidade dela. O dispositivo funciona apenas como um "passaporte" de viagens dimensionais, e não podendo viajar no tempo, portanto, as dimensões são sempre no presente mesmo que algumas sejam muito mais avançadas do que outras; a autora sabe trabalhar muito bem essa ideia, e ela ainda faz algo que soou como um pequeno alerta para nós, quanto à tecnologia que pode nos cegar (alô Black Mirror, rs) e também aos riscos do aquecimento global.
Toda a história é muito bem desenvolvida, e me surpreendeu bastante porque eu pensei que seria repetitiva essa situação de "entra em dimensão, sai de dimensão, entra em dimensão...". Além da forma como a autora soube desenvolver toda a ideia dos universos paralelos, que foi muito criativa e interessante.

O que não me agradou desde o início foi a indecisão da Marguerite quanto aos sentimentos dela. Sim, entendo que ela é uma adolescente e se sentir dessa forma é natural, mas foi um clichê que me desagradou demais. Quando parece que ela finalmente se entendeu, começa de novo todo aquele questionamento, mas é um romance, então... Talvez não tivesse me desagradado tanto se a dúvida fosse apenas "eu gosto mesmo desse cara?", mas foi "de quem eu gosto?", e não sei vocês, mas eu não aguento mais ler romances com triângulos amorosos.

"Mil pedaços de você" é o primeiro livro de uma trilogia. Mesmo tendo gostado eu não pretendo continuar agora essa história, é mais por uma questão particular mesmo de estar em uma vibe de livros únicos, mas quem sabe daqui um tempinho, rs.



site: https://www.instagram.com/saamorimsilva/
Natalie 26/08/2018minha estante
Finalmente uma resenha que alguém falou sobre o romance!! Mtt obgd por avisar sobre o triângulo amoroso, não tenho paciência pra livro que tem isso...




laura 23/01/2020

Conheci esse livro quando acabei por acaso comprando o volume 2 e acabei gostando bastante da premissa e estava bem animada lendo o começo da história, porém depois fui me decepcionando. O livro passou boa parte focando na conexão da Marguerite e do Paul, o que achei péssimo, pois achei o casal sem química e não me apeguei aos personagens. Além disso, Theo e Paul foram personagens que achei chatos, quase insuportáveis e não gostei do fato de ambos em todas dimensões, aparentemente, estarem apaixonados pela personagem principal. Para mim a autora acabou focando muito nesses romances se desviando da história principal.
Apesar de tudo, o livro teve seus momentos bons, como todo o plot do pai dela e do Theo mais para a parte final da história. Pretendo ler a continuação ainda esse ano.
comentários(0)comente



154 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |