Mil Pedaços de Você

Mil Pedaços de Você Claudia Gray




Resenhas - Mil Pedaços de Você


154 encontrados | exibindo 91 a 106
1 | 2 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11


Nati 01/11/2017

"And science –that’s the most spectacular window of all. You can see the entire universe from there."
Um livro com uma premissa super interessante, mas que acabou se perdendo um pouco por focar muito no romance ao invés de desenvolver melhor a ideia central. Apesar de tudo, gostei dos personagens, mesmo com a Marguerite sendo bem impulsiva, teimosa, meio ingênua e até meio irritante às vezes. Tiveram alguns aspectos bem desenvolvidos, e, como falei, no geral gostei da premissa e da mistura de fantasia com sci-fi e conceitos científicos reais, que foram explicados de uma maneira bem fácil de compreender (ao contrário do que aconteceu pra mim em "Dark Matter" do Blake Crouch). Infelizmente, o aspecto romântico dominou quase 1/3 do livro e acabou que quando as reviravoltas vieram, não tiveram todo o impacto que elas poderiam ter tido, além de deixar o desenvolvimento dos personagens e do universo criado meio de lado - espero que isso seja suprido nos próximos livros. Apesar de tudo, foi uma leitura rápida e fluída, e me interessei o bastante para continuar com a série. O final me pareceu bem fechadinho e resolvido, então quero ver como a autora vai desenvolver o plot dos próximos volumes.
comentários(0)comente



Rodrigojean 29/12/2017

firebird
com esse livro fodastico encerro meu ano de leitura e que venha mais no proximo ano.recomendo que leiam :)
comentários(0)comente



Bya/ @thebook_andthegirl 13/01/2018

Sensacional. Viciante. Inovador. Inesquecível.
#ResenhadaBya
Marguerite Caine cresceu cercada de equações físicas e teorias científicas revolucionárias, afinal, era filha de dois físicos brilhantes. Mas acontece que nenhuma dessas teorias chega aos pés da nova invenção de seus pais: Firebird, um dispositivo que permite a viagem entre as dimensões.
Mas infelizmente, certas descobertas, tem um preço a se pagar, e é Marguerite que acaba descobrindo o preço: seu pai foi assassinado, e todas as provas apontam para uma única pessoa: Paul Markov, um garoto tão genial quanto seus pais, e ao mesmo tempo misterioso, que simplesmente desaparece sem deixar vestígios.
Com ódio e uma vontade incomum de vingar o pai, Marguerite e Theo ( um gênio, estudante de física) saem em busca de Paul através das dimensões. E a cada dimensão Marguerite começa a questionar sobre o assassino de seu pai.
Afinal, a cada versão diferente de Paul, suas certezas vão diminuindo, e ela começará a questionar: será que Paul, realmente teria coragem de matar seu pai? O Paul que ela confiava? E talvez, que ela pudesse amar, faria isso não só com ela, mas com sua família?
A cada versão de si, começando por uma órfã baladeira em uma Londres futurista; uma Grã-Duquesa na Rússia Czarista; uma refugiada em uma estação no meio do oceano, Marguerite começará a se questionar: dentre tantas possibilidades infinitas no universo, será o amor a única coisa imutável e sólida? Incapaz de mudar, mesmo tendo tantas dimensões e versões diferentes de si mesma e de Paul? E talvez, só talvez, ela perceba que o assassino de seu pai esteve bem debaixo de seu nariz esse tempo todo e ela não foi capaz de perceber. Pois, a vingança tende a nos cegar e nos motivar a fazer coisas sem antes nos permitir o momento da dúvida.
.
.
"Meu luto parece cordas, me amarrando com força."
.
"Ele merece mais do que isso. Mas "merecer" não tem muita relação com se apaixonar."
.
Uma história de tirar o fôlego, Mil Pedaços de Você, conseguiu me prender desde a primeira página, tinha momentos que eu não queria acreditar que Paul era o assassino, outras vezes tinha certeza... Esse livro é SENSACIONAL, simples assim.
comentários(0)comente



Coisas de Mineira 27/01/2018

Marguerite é filha de dois cientistas muito famosos por trabalharem na teoria da existência de um multiverso – uma infinidade de universos paralelos, mais conhecidos como dimensões. De acordo com eles, a cada vez que as pessoas têm que tomar uma decisão, um novo universo surge para cada opção de escolha. Todos os universos são diferentes, alguns muito mais e outros menos. Firebird é o dispositivo que eles criaram em conjunto com estudantes para viajar entre as dimensões, e é o dispositivo que dá nome à série. Theo e Paul são os estudantes que os acompanham nesse momento, e Paul é o principal suspeito da morte do seu pai. E ele sumiu, com o Firebird. Então Marguerite vai com Theo atrás de Paul nas outras dimensões, deixando sua mãe e sua irmã para trás.

Primeiro numa Londres futurista, depois numa Rússia Czarista, enquanto se encontra com Paul pelas dimensões, ela se questiona se ele seria mesmo capaz de fazer algo ao seu pai. Paul e Theo eram como irmãos um para o outro, e para Marguerite, que confia no que conhece sobre eles e hesita cada vez mais em acreditar nessa história. Enquanto eles correm nessa busca frenética, Marguerite assume o corpo das outras versões de si mesma nas outras dimensões, e vive um grande romance, enquanto sua mente se enche de dúvidas: seria errado viver a vida de outra pessoa, mesmo que sejam apenas outras versões dela mesma? Se o que ela pensa sobre Paul é verdade, então quem foi que matou seu pai?

“– Você não é minha Marguerite. E, ao mesmo tempo... é. O essencial que vocês duas compartilham, a alma, é isso que eu amo. – (...) – Eu amaria você em qualquer corpo, em qualquer mundo, com qualquer passado. Nunca duvide disso.”


RESENHA DE LIVRO: MIL PEDAÇOS DE VOCÊ - CLAUDIA GRAY

Enquanto conhecemos o que aconteceu nas outras dimensões, a autora nos traz vários flashbacks para nos ajudar a trilhar o caminho de volta pela história para entendermos o que realmente aconteceu. Confesso que algumas vezes eu fiquei um pouco confusa porque esses flashbacks começam meio sem “sinalização”, e ás vezes eu tinha que reler o parágrafo anterior para ter certeza de que ela estava falando do passado naquele momento. Marguerite é uma personagem um pouco confusa, parece que ela não sabe bem em que confiar e no primeiro livro ainda não podemos saber muito sobre ela – e sobre os outros personagens – porque a autora nos mostra apenas um cenário geral da história.

“– Você podia ter morrido. Ainda pode.
– Minha intenção é sobreviver, se possível – responde ele, muito sério.
– Mas você arriscou tudo.
Ele desvia o olhar. Depois, com uma grande força de vontade me encara novamente.
– Você estava em perigo... Eu tinha que fazer o possível para protegê-la. – Ele procura meu olhas. – Os riscos não importam. Você importa.”

Uma coisa que ficou bem clara foi o amor de Marguerite pela família, e a lealdade de alguns outros personagens (que não posso contar porque, bem, seria spoiler!). Eu gostei bastante desse livro no geral, fiquei tensa durante boa parte dele e é daqueles livros que você sempre se surpreende com um novo fato. Um problema que notei nele é que a sinopse promete uma garota correndo atrás do assassino do pai que começa a acreditar na inocência dele, e o que me incomoda é que eu – particularmente – nunca acreditei que ele era culpado, porque não entendi as evidências nunca apontaram fortemente para isso. Mas o que eu posso assegurar é: muitas descobertas virão com o livro, não se preocupem – afinal, uma invenção dessas deixa muita gente ambiciosa pronta para atacar.

“Um romance com o pano de fundo de ficção científica” é uma boa definição para essa história. O livro é lindo, eu já o tinha no Kindle mas ainda não tinha tido tempo para ler. Essa edição da HarperCollins mostra na capa as duas primeiras dimensões que Marguerite vai (Londres e São Ptesbursgo) numa montagem como se fossem paralelas, que é o que realmente acontece. As cores mais frias de Londres e mais quentes e coloridas para representar a Rússia combinam perfeitamente com a história. Gostei bastante também do fato de essas duas dimensões estarem representadas também no livro, no começo de cada capítulo. Além disso, o fundo aquarelado relembra o fato de que Marguerite é uma artista – em todas as dimensões – deixando ainda mais claro o quanto essas capas combinam com seu interior.

Leiam, e me contem!

Por: Lorhane
Site: http://www.coisasdemineira.com/2017/05/resenha-mil-pedacos-de-voce-claudia.html
comentários(0)comente



Rick 28/01/2018

Mil Pedaços de Você que conquistaram Mil Pedaços Meus!
🔫Mate Paul Markov. É o que Marguerite Caine escreve em um cartaz rasgado num muro de tijolos antes que ela perca a consciência nesta nova dimensão paralela para qual viajou através do Firebird, um objeto desenvolvido pelos seus pais, dois grandes físicos.

🇷🇺Quando o pai de Marguerite, Henry Caine, é assassinado o primeiro suspeito é ninguém menos que o mais brilhante e querido aluno de seus pais: Paul Markov. É então que ele foge para outra dimensão sem deixar rastros e o mais importante: respostas. Por que ele matou o homem que ele mais considerava como um pai?

🌃É quando Marguerite resolve ir atras dele em outra dimensão, pela primeira vez. Porém ela não busca respostas e sim vingança. Junto do seu amigo e, também, estudante de física e aluno de seus pais, Theo, os dois irão em busca de Paul para fazer justiça com as próprias mãos.

👑A cada novo mundo, Marguerite passa a ser outra pessoa: uma grã-duquesa na Rússia czarista, uma grande modelo em uma Londres do futuro, uma refugiada em uma estação no meio do oceano e a cada nova dimensão e encontro com o Paul as evidencias sobre sua culpa vão diminuindo na proporção em que sua paixão por ele vai aumentando.

💄AMEI! Não tem outro sentimento melhor do que esse. Um livro incrivelmente bem construído através de uma escrita de prender o leitor, fazendo com que os cenários descritos invadam a nossa imaginação sem a nossa permissão. A autora teve a grande proeza de construir uma ficção científica e um romance que nos faz desejar muito mais a cada fim de parágrafo.

👩‍🔬Eu recomendo a TODOS esse livro! Uma trilogia que, com certeza, vai encantar muita gente. Mil Pedaços de Você nos mostra um novo enredo encantador que vai conquistar cada pedaço seu.
comentários(0)comente



Fabi 05/02/2018

CONFUSO, MAS INTERESSANTE
''O momento em que você descobre a verdade sobre alguém e vislumbram a verdade dentro de você. Nesse momento, você não pertence mais a si mesma, não completamente. Parte de você pertence a ele, e parte dele pertence a você. Depois disso não há como voltar atrás, não importa o quanto você queira nem o quanto tente.''

Faz um bom tempo que eu queria ler esta trilogia. Confesso que me interessei devido este quote:

''— Eu amaria você em qualquer corpo, em qualquer mundo, com qualquer passado. Nunca duvide disso.''

Eu amo esses tipos de trechos e, além disso, as capas dessa trilogia são maravilhosas. O problema de eu ter adiado conhecer esta história, foi devido ser sobre ficção científica. Nunca tinha me dado bem com livros neste estilo, daí meu medo de ler a trilogia Firebird.
Mas Ufaaaaaa, que sensação de alívio por eu ter gostado da história. \o/
O livro irá narrar a história de Marguerite Caine, filha de dois físicos brilhantes. Sua mãe criou um fantástico aparelho chamado Firebird. Este aparelho permite que você consiga ir para outra dimensão.
Tipo, você vai para um universo remoto, que naquela dimensão você é você mesma, mas também não é você mesma. Nesta outra dimensão você pode ser qualquer coisa diferente. E todas as pessoas que você conhece estão presentes ali.
O Firebird proporciona que Marguerite entre no corpo da outra Marguerite daquela dimensão. Ela pode ser apenas mais uma jovem adolescente ou até a Alteza Imperial. Depende da dimensão que ela está.
Isso é muito legal no livro. Você mesmo fica imaginando que em outra dimensão você pode ser uma pessoa totalmente diferente, que conseguiu obter algo que sempre sonhou. Incrível né?
Só que nem tudo são flores. O pai de Marguerite foi assassinado e quem está sendo acusado pelo crime é Paul. Os pais dela eram como uns pais para Paul. Antes do que aconteceu, os dois estavam entrando em um clima.
E agora ela viajou para outra dimensão para matar ele. Em cada dimensão que ela o persegue, as dúvidas surgem. Paul sempre foi o cara calmo e que nunca faria mal para o pai dela. Como pode ser ele o assassino?
O livro tem uma mistura de tudo: romance, triângulo amoroso, traição, surpresas.
O que achei ruim foi que em alguns momentos me vi confusa com isso de várias dimensões, você ocupar o seu outro eu do universo e tal. Marguerite achar que esta traindo a pessoa lá, pois ficou com o outro eu dele. Poxa, os dois não são os mesmos no final? Estranho, estranho...
Tenho certeza que nos próximos livros irei entender mais sobre as dimensões.
No final recomendo o livro. É o tipo de leitura que você pode ficar meio que sem entender algo, mas mesmo assim não quer deixar ela de lado. ;)

''— Não preciso de um mundo sem você nele.''

''Matemática ou destino? Qualquer que seja a força que continua nos colocando juntos em um mundo atrás do outro, é poderosa. Inegável. Mas ainda não sei se essa força será minha salvação ou minha destruição.''
Gustavo Igor 05/02/2018minha estante
Já na lista para ler \o/




Raquel Uliana 14/03/2018

Marguerite Caine ou Meg é filha do casal de físicos mais conhecidos por suas conquistas científicas. Juntos inventaram o Firebird, um objeto que permite que você possa viajar entre universos paralelos. Meg não se interessa por física, sua verdadeira paixão é pelas cores, desenhos e pinturas.

Paul e Theo são assistentes e estudantes de física dos pais de Meg, e convivem com a família o tempo todo. Meg se tornou amiga dos dois e tem até um pequeno interesse em Paul.

Contudo a vida de Marguerite vira de cabeça pra baixo, seu pai foi assassinado e o suspeito é Paul. Para complicar Paul sumiu em um dos universos e ela não pode deixar ele escapar. Theo e Meg começam a jornada entre as diferentes dimensões para caçar Paul.
Na primeira viagem eles vão parar em uma Londres futurista, muito mais evoluída que nosso mundo. Em Londres Paul escapa e eles vão atrás dele, prontamente os dois estão em uma nova dimensão, num universo onde Meg é uma princesa Russa, filha de um czar.
Muita confusão e reviravoltas acontecem, pessoas vão sendo desmascaradas e conhecemos novos lugares e dimensões.

Confesso que esse livro me surpreendeu, não esperava muito dele, mas essa história de universos paralelos prende muito o leitor e o mais legal é que surgem várias histórias em uma só, pensa que empolgante. Sei que parece um pouco complicado de entender, mas como toda fantasia o começo é um pouco confuso, depois que nós habituamos com a história tudo fica mais fácil.

Pode esperar que a história terá muitas reviravoltas inesperadas e de deixar de queixo caído. É um livro muito envolvente que te leva conhecer inúmeros lugares.
Esse é o primeiro de uma trilogia, entretanto ele acaba de uma forma como se não precisasse de continuação, poderia facilmente ser um livro único.

site: https://www.instagram.com/p/BdgNmb2nocc/?taken-by=books_and_rachel
comentários(0)comente



Luci.Danielski 15/03/2018

Ótimo!
Como eu não iria gostar de um livro que tem ficção científica, suspense, romance?! Com certeza a trilogia Firebird se tornou uma das minhas favoritas! Os personagens são cativantes, a história prende e é gostoso de ler... Me trouxe muita surpresas, e foi a primeira vez que li um livro e senti aquele friozinho na barriga! Super recomendo!
comentários(0)comente



Rosy 23/07/2018

Falando da trilogia toda
Resolvi reler o primeiro volume para dar continuidade a trilogia. E que sentimento bom foi novamente entrar nessa ficção. A protagonista da nossa história é Marguerite, uma jovem filha de pais cientistas que criaram um aparelho chamado Firebird, esse pequeno dispositivo permite que as pessoas viagem por dimensões paralelas, não é viagem no tempo, são várias dimensões com tempos simultâneos, onde outros de nós existem.
Um Multiverso.
Eles podem pular de um universo para outro com o Firebird no pescoço usando o corpo do seu outro eu, podem rastrear para onde a outra pessoa foi, mas se vc não existir naquele mundo vc não vai conseguir visita-lo.
O Firebird por ser uma descoberta incrível, vai causar disputas de poder, destruições, mas também vai trazer união, amizades e despertar valores.
A idéias é bem criativa, a narrativa é simples, jovem e inteligente, tem aqueles plost twist que a gente ama, quando os personagens pulam de um mundo para o outro despertando em seu próprio corpo sem saber nada sobre si mesmo é muito legal esses momentos.
Tem um final ótimo também, com um epílogo onde tudo é amarrado, que eu me lembre não ficaram pontas soltas, o que é bem comum na ficção devido ao tema mesmo, no caso aqui é a transferencia da consciência, porque são tantas explicações inexistentes que as vezes fica tudo muito confuso.
Gostei muito da trilogia ????
Para quem quer ler uma ficção leve e criativa Firebird vale a pena ???
comentários(0)comente



Lay 27/07/2018

Surpreendida por um livro subestimado
Quando peguei esse livro para ler, meu primeiro pensamento foi: ?vai ser mais um desses romances bobos?. Mas realmente tem muitas coisas interessantes que fazem o livro ser uma surpresa. Ele realmente consegue te surpreender com as várias reviravoltas e isso colabora para que a trama seja ainda mais envolvente. Algumas partes são confusas, o que me incomodou um pouco, mas tirando isso o livro é maravilhoso.

Marguerite Caine, filha de geniais cientistas que comprovam a existência de múltiplas dimensões e que criaram um dispositivo que torna capaz a viagem entre essas dimensões, tem seu pai assassinado. Arrasada pelo fato de o assassino ser Paul Markov, ajudante de seus pais e que se tornou um membro querido da família, rouba o dispositivo e apaga os dados da pesquisa e de todo o trabalho até então. Marguerite, junto de Theo outro ajudante de seus pais amado pela família, embarca em uma aventura viajando entre as mais diversas dimensões atrás de Paul, com o intuito de se vingar pela morte de seu pai. Com segredos sendo revelados, descobrindo que algo muito maior está por trás de tudo, Marguerite luta para manter a si e a todos que ama seguros.

Quando percebi que o livro envolvia romance, ficção científica e suspense, fiquei empolgada e maravilhada com o que poderia vir, e todas as minhas expectativas foram superadas com esta obra de Cláudia Gray e agora estou ainda mais empolgada para continuar a leitura com o próximo volume ?Dez mil céus sobre você?. Espero e acredito que este livro será tão bom quanto o primeiro.
comentários(0)comente



Dri 31/07/2018

Apostei na aparência e não me arrependi rs
Comprei só por causa da capa MARAVILHOSA e desse título tão romântico. As vezes a aparência tá certa rs
Um livro perfeito: a escrito é viciante, o enredo da história é de tirar o folego e os elementos capa e título já foram citados kkk
Ansiosa pra comprar as continuações e espero que sejam tão boas quanto o livro 1.
comentários(0)comente



Gabriele 01/09/2018

Pedaços
Maravilhoso. Apenas.
comentários(0)comente



Raquel Lima (Destaque literário) 17/10/2018

Mil pedaços de você
Marguerite é filha de dois físicos brilhantes que criaram um dispositivo revolucionário chamado FIREBIRD, que é capaz de transportar pessoas para dimensões paralelas. .
Tudo estava caminhando perfeitamente bem, até que Marguerite recebe a triste notícia da morte de seu pai. E para completar, ela descobre que Paul Markov – um brilhante estudante de física que também trabalhava no projeto FIREBIRD é o principal suspeito pela morte de seu Pai. .
Paul, no entanto, não está mais nesta dimensão, pois teve a audácia de roubar o dispositivo para fugir para outra realidade, sem saber que poderia ser rastreado. Com essa vantagem nas mãos, Marguerite e seu amigo, um outro estudante de física, decidem, por fim, se vingar do traidor e isso faz com que eles persigam o suspeito por várias dimensões. .
Acontece que nada sai conforme o planejado e a cada dimensão Marguerite descobre coisas relacionadas com a morte do Pai e o projeto desenvolvido.
Após todas as descobertas, será que ela ainda conseguirá fazer justiça com as próprias mãos?
💭
Desde o início do livro eu já saquei o que iria acontecer, mas isso não impediu de continuar com a leitura. Muito pelo contrário, tive mais curiosidade em saber como a escritora desenrolaria a trama. Foi muito divertido viajar com os personagens para diversas dimensões, com cultura e épocas diferentes.
.
A escrita é fluída, a leitura é leve e agradável. Esse foi meu primeiro contato com a escritora Claudia Gray. Conheço muito pouco sobre ela, mas posso dizer que ela tem uma imaginação e tanto.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



katinha 14/01/2019

"Meu ódio é mais forte que as dimensões, mais forte que a memória, mais forte que o tempo. Meu ódio é agora a parte mais verdadeira do que eu sou."
Marguerite Caine é filha de dois físicos brilhantes e famosos, cresceu cercada pelos avanços da tecnologia, e conhecimentos capazes de mudar o mundo.
Uma das maiores invenções de sua mãe se chama Firebird, um aparelho genial, raro e incomparável que permite as pessoas viajarem por entre as dimensões.
Sim, dimensões, acredita-se que para cada pessoa, dependendo de suas escolhas e seu tempo, há uma dimensão paralela. E em uma dessas dimensões Marguerite precisa encontrar a pessoa mais próxima da família, um físico muito inteligente, enigmático e pupilo de seus pais: Paul Markov, ou o mais recente assassino do seu pai.

Ela está disposta a viajar por entre as dimensões para encontrá-lo e se vingar da morte de deu pai, Henry Caine.
Junto com Theo, outro estudante físico de confiança da família, ela vai embarcar nessa viagem tridimensional para encontrar Paul. E em cada dimensão que entrar vai se deparar com uma versão diferente dele, o que vai fazê-la ficar confusa sobre a verdadeira culpa da tragédia que se instalou na sua família.

Confiar nas pessoas é uma tarefa difícil, principalmente se existe possibilidades para o amor entre elas. E Marguerite vai aprender não só as técnicas de viajar com o Firebird, mas a controlar os seus próprios sentimentos.

Esse livro foi FANTÁSTICO, incrivelmente inteligente e sagaz. Uma história totalmente diferente das que eu já li, e muito envolvente.
Impressionante como a autora conseguiu desenvolver essa história sem ficar entendiante; e a escrita dela é muito boa, leve e fluída.
Infelizmente não posso falar muito para não dar spoiler hahaha, mas leiam!

Recomendo que todos façam essa viagem incrível junto com a Marguerite. E deixo aqui uma pergunta: 📎Você também acredita que possa haver outra(o) de você em um (ou vários) universo(os) paralelo (os)? 😯

#resenhadodesequilibrio ❤
comentários(0)comente



154 encontrados | exibindo 91 a 106
1 | 2 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11