Paris Vermelha

Paris Vermelha Sylvia Regina Pellegrino




Resenhas - Paris Vermelha


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Conchego das Letras 21/11/2016

Resenha Completa
Hoje trago a resenha de um livro cuja autora ainda não conhecia. Fiquei encantada com a capa e um pouco intrigada com a narrativa, o que me animou a lê-lo. A autora escreve de uma forma diferente; nunca tinha lido algo assim, mas gostei bastante e a leitura fluiu com facilidade.

Em Paris Vermelha, vamos conhecer Hosana, uma mulher muito inteligente, bonita e que se apaixona por Gerald, um homem ambicioso, rico, advogado e dono de uma grande marca de perfumes. Ele a convida para trabalhar como sua assessora e não demora para jogar todo o seu charme para conquistá-la.

Hosana estava feliz e realizada na profissão. Acompanhada por um homem que fazia de tudo para agradar, desfrutava de viagens pelo mundo. Apaixonada e certa de que Gerald era seu príncipe encantado, ela não percebeu o mundo de ilusões em que estava entrando. Algo acontece e eles se separaram, deixando-a arrasada psicologicamente.


Depois de alguns anos, eles se encontram em um novo cenário. Gerald é candidato a governador de um estado e contrata a empresa de Hosana para ajudar na campanha. Com a aproximação, eles se envolvem novamente, Hosana embarca nessa paixão e eles marcam a data do casamento. O que ela não imaginava, era que seria trocada, nas vésperas do casamento, por outra mulher.

Depois de tudo o que aconteceu, Hosana se torna uma mulher fria e solitária, que vive para o trabalho. Marcada pela rejeição, ela cria um plano com o único objetivo de destruir a carreira política de seu ex-amado.

Não pense que vai encontrar uma história de amor, daqueles romances melancólicos e melosos, rsrs. A autora traz uma história com bastante suspense, com um pouco de ação, intrigas e um gostinho de vingança.


site: http://www.conchegodasletras.com.br/2016/11/resenha-paris-vermelha-silvia-regina.html#more
comentários(0)comente



Carolina DC 24/10/2016

O livro é narrado em terceira pessoa e composto por 33 capítulos. A trama é narrada em terceira pessoa e conta a história de Hosana Stein, uma mulher linda, inteligente e determinada que trabalha como executiva de relações públicas e propaganda. E é por conta do seu trabalho que ela conhece Gerald Champoudry, um homem que a fascina e os dois começam um romance.
Inicialmente Hosana está deslumbrada com Gerald, mas começa a perceber sua ambição e determinação para destacar-se. Tais características não chegam a incomodar a protagonista até o momento em que ela é abandonada e trocada por outra mulher. Após tal acontecimento, Hosana inicia uma jornada de vingança que irá deixar o leitor alucinado.
Hosana é uma personagem fascinante. Sua inteligência a coloca em clara vantagem, mas é sua beleza que ofusca o discernimento dos homens e permite que ela realize suas maquinações com facilidade.
"Hosana Stein é linda, tem QI altíssimo e a natureza cuidou do resto. Mas considera sua aparência uma desvantagem. Os homens lhe passam cantadas ou até a pedem em casamento, mas poucos se dão ao trabalho de conhecê-la de fato". (p. 13)
A autora Sylvia Regina Pellegrino possui uma escrita madura e direta. Não há excessos de adjetivos ou enfeites em seu texto. A falta de rebuscamento permite que o leitor envolva-se ainda mais com os cenários descritos e o contexto histórico que a autora inseriu a trama.
É perceptível que a autora realizou uma pesquisa extensa sobre os acontecimentos da época, assim como costumes e comportamento.
"Paris Vermelha" é um livro que prende a atenção do leitor do início ao fim. Hosana é uma femme fatale que está determinada a ter sua vingança.
Em relação à revisão, diagramação e layout foi realizado um ótimo trabalho. A capa é muito bonita e chama a atenção.
SylviaReginaPellegrino 25/11/2016minha estante
Obrigada, Carolina! Adorei sua resenha. Um abraço da Sylvia




Blog De Bem Com a Leitura 10/10/2016

Hosana é uma mulher linda, inteligente e sonhadora. Ela recebeu uma proposta de emprego muito atraente, mas para aceitá-la precisará deixar o país. Após pensar um pouco ela decide aceitar o emprego e vai trabalhar com Gerald Champoudry, advogado e dono de uma das marcas de perfumes mais promissoras da atualidade.

Uma relação acontece entre eles e com o tempo Hosana se torna sua assessora pessoal. Tudo estava indo muito bem, o relacionamento não era divulgado e o casal desfrutava de viagens e momentos românticos. Hosana estava certa de que Gerald era o homem de sua vida e vivia em um verdadeiro sonho. Aos poucos Gerald vai mostrando que ele verdadeiramente é, só que ela está tão apaixonada que não percebe e vai se deixando levar pelas ilusões.

Após um acontecimento, o casal se separa e Hosana fica com a sensação de ter sido abandonada. Sua infância foi marcada por uma situação ruim e que lhe deixou traumas, depois de sofrer com a separação, Hosana consegue se reerguer mas não esquece Gerald. Eles foram obrigados a se separar, o fim do namoro aconteceu de maneira brusca e dolorosa, então, quando o reencontra anos depois, ela sente a esperança lhe invadir o peito novamente.

Gerald agora é um homem influente no mundo da política e está concorrendo ao cargo de governador de um novo estado, eles não falam sobre os acontecimentos passados mas a chama do amor ressurge. Hosana não consegue evitar e se entrega novamente, volta a viver seu sonho. Passam alguns dias juntos e o que ela mais esperava acontece, é pedida em casamento! Começam os preparativos, a notícia se espalha e Gerald precisa fazer uma viagem à Paris, prometendo voltar logo. Porém, o verdadeiro motivo de sua viagem é anunciado na imprensa em poucos dias e Hosana passa por uma terrível humilhação.

Decidida a se vingar, Hosana arquiteta um plano impressionante e irá até as últimas consequências para colocá-lo em prática. Ela foi humilhada e quer que ele experimente sensações ainda piores. Enquanto Gerald avança na sua carreira política, Hosana vai construindo um império e tudo o que faz tem a finalidade de acabar com o homem que a magoou.

Conhecida como Imperatriz de Pedra, Hosana se torna uma mulher extremamente fria, que faz o que estiver ao seu alcance para destruir a vida de Gerald. Ele, por sua vez, é um homem sem escrúpulos, ambicioso e que para alcançar o poder é capaz de sujar as mãos de muitas maneiras, inclusive pisando no coração de Hosana, a destruindo completamente.

Leia mais no link http://vocedebemcomaleitura.blogspot.com.br/2016/10/resenha-paris-vermelha.html

site: www.vocedebemcomaleitura.blogspot.com.br
comentários(0)comente



SylviaReginaPellegrino 10/11/2015

O livro Paris Vermelha
Hosana se apaixona loucamente por Gerald Champoudry. Eles se separam após inúmeras reviravoltas de suas vidas. Com o passar dos anos ela o encontra novamente. Agora ele quer ser governador de um estado recém-criado no Brasil. Ela o ajuda na campanha e voltam a se apaixonar. Às vésperas do casamento ele a troca por outra. Aquela humilhação precisava ser lavada de sua vida.
Suportou uma vida cercada de trabalho, sem afeição e solidão. A Imperatriz de Pedra sobreviveu. Não era mais ela, mas aquele alter ego criado para continuar viva. Pagou o preço necessário. Marcas ficaram e nem o tempo jamais apagou. Deixou para trás toda a inocência daquela moça de vinte e três anos. Agora a inocência dera lugar a um ser frio e calculista.
Seu único objetivo de vida era destruir a carreira política que Gerald Champoudry traçava. A humilhação pública seria dele, não mais dela.
Esta não é uma história de amor. É sim uma história de caminhos paralelos e de vingança.


site: https://agbook.com.br/book/194881--Paris_Vermelha
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4