Os Miseráveis

Os Miseráveis Victor Hugo




Resenhas - Os Miseráveis


604 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Livro Solitário 12/07/2020

Os miseráveis
|Os Miseráveis
|Victor Hugo
.
Inicio declarando que estamos diante de uma obra-prima. Pensei em dizer que não se trata de uma escrita intocável, tendo em mente algumas particularidades do livro. Mas dizer que uma mãe não é perfeita por considerar que por vezes ela nos acorda e nos tira do melhor sono, também não parece algo justo. São detalhes que não comprometem a grandiosidade. As perfeições têm seus momentos baixos e não deixam de ser sublimes.
.
?Os Miseráveis? relata a vida na França no século XIX (com muitas referências ao período e suas insurreições). O enfoque é dado aos menos favorecidos. Nos traz personagens que vivenciaram as piores situações que se podem estar sujeitos os pobres, os rejeitados. O título da obra, por certo, vem desse enfoque. O autor, ao mesmo tempo em que relata, critica. E as críticas são muitas. As injustiças apresentadas são incontáveis, difícil aponta-las sem deixar alguma de lado. A desigualdade social é escancarada. Critica-se o Estado, a Igreja, a sociedade. Tudo de forma muito bem contextualizada. Em meio às críticas, também relata a caridade e o amor como ponto alto da trama.
.
Jean Valjean, nosso protagonista, fora condenado pelo roubo de um pão. Seu crime foi motivado pela tentativa de alimentar sete crianças. A punição severa lhe rendeu 19 anos de prisão, saindo de lá como um degradado, a escória social. Sob as reviravoltas da vida, ele se vê novamente perseguido pela polícia e, em meios às fugas, acompanhamos sua maneira de sobreviver e seus conflitos internos perante as adversidades.
.
Nesse tempo, surgem outros personagens, com outros dilemas e histórias igualmente interessantes, todos eles ligados, de certa forma, ao nosso personagem central Jean Valjean. E a trama segue entre encontros e desencontros, tristezas e felicidades, mas nos deixando sempre apreensivos. Sentimos a todo instante que a felicidade dos personagens está sempre por um fio. E que personagens riquíssimos! O leitor sente paixão e ódio em formas extremas, por essas ou aquelas figuras ao longo da trama.
.
Há muito a ser dito e principalmente muito a ser lido. Este é um livro que conta a história de uma vida inteira. Se vale a pena? Não perca tempo se perguntando, apenas leia.
comentários(0)comente



Beatriz 12/07/2020

Melhor livro da VIDA
Nem sei o que falar sobre é tão perfeito que me faltam palavras. Quando eu terminei a leitura fiquei olhando pro teto pensando que eu nunca mais leria algo igual. Esse livro merece o maior hype do universo. LEIAM ESSE LIVRO MUDA VIDAS, INCLUSIVE MUDOU A MINHA.
comentários(0)comente



Lucrécio 12/07/2020

Melhor Livro
Com certeza um dos melhores livros que eu já li na vida, tem na minha opinião o enredo mais fantástico de todos
comentários(0)comente



mafe 12/07/2020

Já irei guardar dinheiro para comprar o livro completo.
Inicialmente, havia julgado o livro sem ter o lido direito. Mas continuei a lê-lo por conta de ser para um trabalho escolar.
Esta história me surpreendeu! Como uma pessoa consegue mudar drasticamente após ser vítima de boas ações! Todos deveriam ler esse livro, para saber como as pessoas pode ser tão boas até com pessoas que querem o seu mau; como as pessoas são capazes de manipular as outras para seu bem próprio, e mais.
comentários(0)comente



Larissa 11/07/2020

Uma incrível jornada
Me parece que esse é sentimento mais forte que tenho em relação a esse livro: de que acabei de passar por uma longa jornada. É essencialmente isso que esse livro é, acompanhamos a incrível jornada pela qual passa Jean Valjean, e como tudo se desenrola na vida dele, e não pude sentir menos que contentamento e admiração ao finalizar essa leitura.
Quando comecei confesso que não esperava algo assim, na verdade não sei bem o que esperava, mas certamente, Victor Hugo conseguiu me surpreender de todas as formas, mesmo quando eu achava que estava prevendo os acontecimentos, era apenas ele me entregando de bandeja, e devo dizer, intencionalmente, o que estava prestes a acontecer.
Acredito que só tenha uma queixa, que a principio me deixava inquieta, mas a partir do momento que eu entendi o que ele estava fazendo, consegui superar melhor essas partes. Quando ele dispensa paginas e paginas para acontecimentos ou descrições que aparentemente, nada tinham a ver com a historia, minha mente imediatamente pensava "Que desnecessário!", mas logo em seguida eu compreendia os motivos que ele teve, e conseguia assimilar melhor, isso se estende por todo o livro, mas ele certamente nos dá tempo para nos acostumarmos.
Alem disso, devo dizer que foi um especial desafio pra mim, uma vez que não sou uma pessoa que se da bem com muitas e longas descrições, e nossa ele faz muito isso, mas o respeito muito, pois o trabalho de ambientação, tanto em Paris, como em qualquer outra cidade é esplendido, ele o faz muito bem, e mostra todo o seu terno amor em relação a essa cidade.
Ainda acredito ser necessário comentar a forma que ele trás um olhar para as questões politicas da França naquele período, é claro que um conhecimento prévio sobre a historia Francesa é de grande valia, mas acredito que ele faz um ótimo trabalho em informar mesmo os desavisados. (Embora, devo dizer, me parece que ele tem como publico alvo as pessoas daquela época e não está tão interessado em explicar as situações para quem está de fora, de modo que as vezes pode parecer um pouco confuso). O olhar mais pessoal e mais detalhado que ele lança sobre algumas questões históricas é de grande valia e muito interessante.
No mais acredito que o enredo é incrível, os personagens são muito bem apresentados, desenvolvidos, e finalizados. A história se conecta de forma tão natural, acontecimentos ligados a outros que nem imaginamos, e eu acho isso muito bom! Achei o livro esplendido e recomendo à todos, basta criar coragem e encarar as 1500 paginas, mas asseguro, é uma experiencia extremamente recompensadora!
comentários(0)comente



João Bruno 10/07/2020

Não queria fazer uma resenha sobre esse livro, pq poucas linhas não são suficientes para transmitir o que essa magnífica obra de arte é capaz de fazer por quem a lê.
Nem mesmo uma resenha do tamanho desse livro seria suficiente ... leitura obrigatória para a vida.
É uma pena que um pequena parcela da humanidade é agraciada pela leitura desse livro, talvez pelo seu tamanho assustador, mas que com certeza vale cada página.

- Morrer não é nada, horrível é não viver.
comentários(0)comente



linne 07/07/2020

Ótimo!
Muito tocante! Me emocionou bastante e me fez pensar em como a desigualdade é tão cruel.
comentários(0)comente



Aline.Rodrigues 01/07/2020

Um clássico é um clássico
Esse li esse livro para um trabalho de Português na escola.E que livro maravilhoso.
A história é sobre um homem que vai do céu ao inferno e enfrenta as mais diversas provações.
Conforme eu ia lendo a história eu ria,chorava,me revoltava e me emocionava,tudo isso ao mesmo tempo.
Victor Hugo escreve de uma forma impecável e escreveu um verdadeiro clássico.
Livro obrigatório de toda pessoa de bom gosto pra literatura.
comentários(0)comente



Monaliza.Arantes 01/07/2020

Os Miseráveis
O livro é sensacional, eu li 3 vezes e chorei as 3 vezes. Conta a história de JEAN VALJEN
um pobre garoto que teve a vida destruída por uma má escolha na infância. Ele roubou um pão e ficou marcado para sempre como um bandido mau e perigoso. é uma história triste, mas que envolve vários bons momentos, surpresas, romance e gratidão. Tem um pouco de tudo.
comentários(0)comente



Giovanna Castro 26/06/2020

O livro que remodela o ser
Os Miseráveis é um clássico transcendental do escritor francês Victor Hugo, tão popular e influente que marcou uma geração de românticos - a "Geração Hugoana". Publicada pela primeira vez em 1862, a obra retrata a França do século XIX: período marcado por guerras, revoluções, abusos de poder, comerciais e políticos, conflitos de interesse entre nobreza, clero e burguesia, população desgastada com a vida de trabalhador, que não rende, e que deu origem a expressão "pagar para viver" e, principalmente, aqueles marginalizados, desprezados, injustiçados e violentados das mais diversas formas (seja pela falta de oportunidades; pelo descaso das autoridades em auxiliar as minorias; oras, pela própria fome, enfaticamente) - os miseráveis. Quem escolhe os miseráveis é alguém bem imparcial. Não tem preferência por etnia, gênero, aparência, status social ou personalidade; não, qualquer um pode se tornar um miserável. E é isso que os nossos protagonistas -Fantine, Cosette, Marius e Jean Valjean- de Hugo nos mostram. 

Cada qual tem sua própria história, o que é agradabilíssimo de ler, mas o melhor, para mim, é que se chega num momento em que os caminhos dos personagens se cruzam, e aí o livro vira um só, fato que, somado à escrita extraordinária do autor, mais o contexto histórico por trás do enredo, deixam-no com sentido único e muito especial. 

A escrita do escritor é maravilhosa, e acho que a tradução brasileira (de Regina Celia de Oliveira) fez um trabalho incrível, só dando-nos mais vontade de prosseguir com a leitura. O livro é "grande", contudo é muito mais cativante e agradável de ler do que muitos de 300 páginas, por aí. Em nenhum momento me senti cansada, ou achei que o autor estava descrevendo coisas desnecessárias, em demasia. Pelo contrário: esse livro me fisgou de um jeito que nenhum outro o fez; devorei-o em 5 dias, e hoje lamento por tê-lo feito tão rapidamente. 

Esse livro mudou a minha vida, me deixou com uma ressaca literária absurda (da qual agora, semanas depois, ainda me vejo com dificuldades para sair), me fazendo pensar e refletir horrores. Às vezes ainda me volto os pensamentos para ele; é inevitável. Sou extremamente grata pela oportunidade que tive de adquiri-lo, porque o que ele pode fazer com você é sensacional. Remodela o ser. Eu não entendia por que as pessoas falavam tanto dele, até lê-lo. Posso dizer que, se você permitir, ele é capaz de formar e modelar caráter. Tantas críticas, no meio de uma história tão triste, mas ao mesmo tempo tão bela! Victor Hugo, com esse livro, nos deixa a lição: Há beleza até nas situações mais tristes da vida. Basta você olhá-la com outros olhos.

Incrível, apaixonante, tocante. Se você tem dúvidas de lê-lo, não pense duas vezes: só LEIA. Eu tenho certeza que ele vai fazer diferença na sua vida. 
Aline.Rodrigues 01/07/2020minha estante
Que resenha maravilhosa a sua ? Me deu até vontade de ler o livro novamente.


Giovanna Castro 01/07/2020minha estante
Aaaa, muito obrigadaa ????. Esse livro é espetacular, e deveria ser obrigatório para todos, hahah. Também quero reler.




Catarina 25/06/2020

Muitas Emoções
O livro é sensacional. Conta a saga de um homem injustiçado pela vida e com um coração enorme.
O que não gostei foi o excesso de detalhes históricos. Que eram muito cansativo e o livro ficou muito arrastado por isso, quase desisti. Mas a história é muita linda.
Vale a pena conferir.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Marina 23/06/2020

Os Miseráveis
Esse nem é um livro, mas uma jornada! Confesso que encarei esse camalhaço devido a uma leitura coletiva.

Levei cinco meses de leitura em doses homeopáticas, nem sei o que dizer sobre essa obra impecável, apenas sentir!

Victor Hugo além de criar esse enredo esplêndido repleto de críticas sociais também nos apresenta uma enciclopédia sobre os temas abordados noodecorrer da trama - só Victor Hugo para nos fazer ler mais de 20 páginas sobre o sistemas de esgoto de Paris e ainda achar genial hahaha. No entanto, essa "fuga contextualizada" do enredo me desencorajou em alguns momentos.

Esse é um livro que vale ser saboreado e digerido lentamente. Magnífico!
comentários(0)comente



Vivi 22/06/2020

Lindo em todos os sentidos . Retrata a história da sociedade de todas as formas sejam ela boa ou ruim. Suas lutas diárias que não fugiram da realidade, perdas ( por vezes injustas ) redenções e o amor.
Victor Hugo foi perfeito! Nas batalhas que eu me surpreendi comigo mesma por me prender a elas e até mesmo eventos da época. Não nos apegamos somente a personagens e sua trajetória. Nós apaixonamos por sua filosofia tão rica e profunda , a politica , a sociedade francesa do século XIX. Eu me senti uma moradora da época e me senti parte de um todo.
E como não nos prender apersonalidades de cada personagens e suas histórias, ações e seus conflitos internos que criaram e que influenciaram vidas que se cruzavam citando alguns: Javert o inspetor policial que é dedicado valoriza manter a lei e a ordem acima qualquer ser humano mas o reflexo disso bem quase em reta final gerou um conflito interno que foi de grande surpresa ele ter esse coração bom no final.
Fantine , sonhos partidos e amor acima de tudo e a qualquer sacrifício pela filha .
Jean Valjean conhecemos sua virtude lado humano e seu mesmo conflitos internos. E ao mesmo tempo seus medos inseguranças sobre Cosette ( como sofri por ela).
O autor conseguiu por um segundo tornar Thenardier, humano, deixando-o salvar o pai de Marius na batalha de waterloo. Deu a ele um fim realista com seu mau caratismo .
Gravoche - eu não queria que ele tivesse aquele fim. Até s ua irmã, Eponine, que não era muito diferente do pai teve seu momento humano quando ela também sacrifica sua vida na barricada, tentando salvar Marius.
Quanto a Marius como amei seu amor desde o inicio por Cosette mas o odiei principalmente o que fez a Jean Valjean.
Eu posso dizer sem vergonha alguma, chorei horrores com final. Há muito tempo não acontecia isso comigo ao terminar um livro.
É um livro pra vida! Sei que minhas impressões são mínimas e não faz jus a esse livro tão magnífico. E realmente daria pra falar o dia todo sobre ela mas mesmo assim eu continuaria a não fazer jus. Leiam e preparem seus corações.
Sentirei saudades.
comentários(0)comente



Flora Coelho 22/06/2020

Grande, mas maravilhoso
Esse livro tem a tendência a assustar seus leitores pelo tamanho. Afinal, muitas pessoas não estão à fim de ler livros imensos, com narrações lentas.
Porém recomendo você dar uma chance a os miseráveis. Ele tem muitas críticas, porém o que se destaca é o enredo. A narração realmente te transporta para a França de 1800 e pouco.

Se você gostou do livro, recomendo o musical e o filme de 2012.
comentários(0)comente



604 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |