Os Miseráveis

Os Miseráveis Victor Hugo




Resenhas - Os Miseráveis


920 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Jhonys.Gomes 12/04/2021

Clássico
Um resumo do resumo do clássico de Victor Hugo, leitura que induz aos jovens a entrarem no mundo da leitura.
comentários(0)comente



Dani Carrara 12/04/2021

Que livro!
Uma viagem pela França, no início do século XIX . Gavroche, Fantine, Cosette e Valjean ????

"O que é necessário para extinguir as larvas? Luz. Ondas de luz. Não há um só morcego que resista à aurora. Iluminai a sociedade pela parte de baixo".
comentários(0)comente



Pazini 11/04/2021

Os Miseráveis -Vitor Hugo-
Apesar de Não ser o Melhor Livro que já li- muito pelo tamanho e capítulos de história e política da época, tem com certeza a Melhor História. É impressionante como as histórias de cada personagem é completa, e como Vitor Hugo entrelaça essas histórias. Além desse enredo incrível temos um livro com mensagens muito importantes a respeito da Ignorância e Miséria da sociedade que se mostram incrivelmente atuais. Nada mais esclarecedor a respeito desse livro do que a frase do próprio autor ?Enquanto sobre a terra houver ignorância e mísera, livros como este não serão inúteis.?
comentários(0)comente



Talvanes.Faustino 11/04/2021

A perfeição existe
Muita coisa neste livro tem a força de prender nossa atenção. Num primeiro momento, o tamanho do livro, são 1.511 páginas, quase 3 quilos de peso. Depois, a espantosa quantidade de personagens, de lugares, de tempo, de fatos históricos, de passagens que parecem inúteis, mas que logo ganham a sua razão de ser. Os Miseráveis é o tipo de livro que toda resenha que se tente fazer, estará incompleta, porque até hoje, não vi ninguém ser capaz de abarcar toda a poderosa narrativa desenvolvida ao longo de 16 anos.

Resenhar este livro se encontra deveras uma tarefa hercúlea. Tentar abraçar todo livro é como ser Atlas a tentar carregar todo peso do mundo.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



MyyllenaLima 10/04/2021

Um livro extremamente viciante!
Aborda temas bem complexos como fome, abandono de incapaz, exploração de crianças, injustiça, preconceito e etc. As histórias do bispo de Digne e do Mario são sem dúvida as que eu mais me apaguei e me envolvi. Uma leitura que todo mundo deveria fazer! Madelaine, madelaine...
comentários(0)comente



Luísa 10/04/2021

Um clássico é um clássico não é mesmo
Não sei bem o que despertou em mim a vontade de ler esse livro, mas que experiência incrível!

Comecei a leitura sabendo um total de 0 coisas sobre Os miseráveis. Nunca assisti nenhuma adaptação, nem li nada sobre, então realmente não fazia ideia da história, de como era a escrita etc, e fui muito positivamente surpreendida! Pensei que seria um livro difícil de ler e de compreender, com uma história pouco cativante, mas definitivamente não foi o caso!

Não vou dar uma sinopse, porque acho difícil resumir uma história de quase duas mil páginas rs, mas esse livro propõe reflexões que eu realmente não esperava encontrar em uma obra do século XIX. Há discussões, por exemplo, sobre justiça, sobre desigualdade, sobre amor (num sentido bem mais amplo e profundo do que o amor romântico), sobre a sociedade em geral, como ela é e como deveria ser.

Temos momentos de imersão em fluxos de pensamento dos personagens que são absolutamente maravilhosos. Compreender os conflitos internos vividos por vários deles foi uma experiência muito rica.

Não vou dizer que o livro teve apenas pontos altos, porque não é verdade. Alguns capítulos aprofundam muito em descrições e em contextualizações históricas, como o capítulo sobre a batalha de Waterloo. Há também muitas referências a personalidades e eventos franceses que não compreendi por não conhecer muito da história da França. Mas isso não é algo que empobrece a leitura, imagino que compreender todas as referências tornaria sim a experiência mais rica, mas não deixei de amar o livro ou de me emocionar por não ter captado tudo.

Enfim, fiquei muito feliz por ter embarcado nessa aventura de ler Os miseráveis. Não sou muito de ler calhamaços, nem livros clássicos, então fazer a leitura de um calhamaço clássico foi com certeza fora da minha zona de conforto e eu não poderia ter amado mais.
comentários(0)comente



Isa 09/04/2021

Por que então não há de Deus mostra-se bondoso comigo?
Uma mistura de naturalismo, romantismo e realismo define Os miseráveis de Victor Hugo.
Essa obra busca mostrar a vida de pessoas, obviamente, miseráveis que vivem na França que, pelo fato de serem pobres, andam sofrendo com fome, e como essas pessoas vão viver em sociedade.
Victor Hugo descreve com tamanha maestria as características das emoções dos personagens, o que terminar por deixar o leitor imerso na história, isso causa ao mesmo tempo uma necessidade de reflexão mais profunda de valores ainda permanentes hoje em dia.
Tudo isso em frente as situações presentes na época que foi escrito devido às revoluções que ocorriam.
Jean Valjean, devido a desigualdade social da época, roubou um pão para alimentar sua família e terminou preso por 19 anos, sendo condenado posteriormente a realizar trabalhos árduos pelo ?roubo? e pelas suas diversas tentativas de fuga.
Após ser solto, Jean se torna uma pessoa muito cruel, rígida e grossa e que além de tudo não consegue abrir-se facilmente com as pessoas. Contudo, isso acaba mudando após um ato de bondade realizado por outro personagem.

A forma que os personagens são desenvolvidos e a formação do caráter dos mesmos é de se impressionar. A forma que Victor Hugo mostra a vida real é incomparável, afinal, mostrar que a vida não é feita só de alegria e basear sua história na miséria é revolucionário. Podemos sentir a alegria e as dores dos personagens de tão bem descritas que são.
Um livro antigo porém atual, impactante e emocionante.

Numa coisa Victor tem razão: ?A miséria das classes baixas é sempre maior que o espírito de fraternidade das classes altas?.

Ps: Assistam o filme, é maravilhoso.
comentários(0)comente



@Marlonbsan 09/04/2021

Os Miseráveis
A injustiça é algo que nos faz olhar o outro com mais compaixão e Jean Valjean instiga isso ao acompanharmos sua história.

O livro é narrado em terceira pessoa e possui uma linguagem relativamente simples, talvez essa tradução, em específico, tenha atenuado esse lado. É inegável que Victor Hugo escrevia muito bem, mas o livro é extremamente denso, com páginas carregadas de detalhes e informações. Algo que me incomodou foram as repetições de termos, ênfase por meio da utilização de verbos ou adjetivos em sequência e principalmente pelas digressões.

São várias as vezes em que há momentos de contemplação, introspecção, muitas descrições de ambiente, ruas, características físicas de personagens que acabam carregando o livro com informações que diminuem a fluidez. O meu interesse era genuinamente no que Victor Hugo criou, nos seus personagens e sua história, o resto (que é muita, mas muita coisa) não atraiu minha atenção.

O contexto histórico beira às aulas de história e infelizmente nunca foi minha matéria preferida, o que tornou a leitura de boa parte do livro maçante, para mim, não era prazeroso ver tantos nomes e descrições sobre fatos que tinham pouca relevância narrativa.

As 100 primeiras páginas servem como uma introdução, de forma geral, apenas contextualiza um determinado personagem que é fundamental para moldar o caráter de outro personagem, mas essas idas e vindas não instigou a ler. Quando começa a focar na progressão, já estava mais interessado na história, isso ocorre até o fim da primeira parte. Aí inicia a parte sobre Waterloo, que tem pouca ligação com a história dos personagens e tive que fazer uma leitura dinâmica para conseguir seguir na leitura, é extremamente denso e desconexo, apresenta nomes e fatos que não contribuem para a história principal, o que diminuía meu interesse na leitura.

O contexto histórico é importante para a história? A resposta é: sim e não. A ambientação nos colocar no período em que passa o livro é sim, muito importante, mas o autor peca pelo excesso, são detalhes extremamente minuciosos sobre contextos que pouco ou até não se relacionam com os personagens criados por ele e sua história em si. A quebra narrativa é acentuada, já que se passa muito tempo longe dos personagens. E no final do Livro 3, ocorre a introdução de outro personagem e isso reduziu bastante o interesse pela leitura, precisei me acostumar com ele para voltar a fluir.

Algo que pesou também foram as explicações sobre determinados pontos específicos, como eram os Moleques de Paris, como surgiram as Gírias, descrições e funcionamento de Convento, Esgoto de Paris, entre outras.

A história principal é muito boa, as interligações que Victor Hugo faz com os personagens e o que acontece com eles é incrível. Mostra da pior forma como eles são realmente miseráveis e a vida faz com que eles recebam doses a mais de crueldade. Com certeza quando se entra na história e cria-se empatia pelos personagens, vemos o quanto foi difícil cada situação. E o livro pode ser bastante difícil de ler por conta desse sofrimento.

Nas últimas 500 páginas, a dinâmica histórica envolve os personagens (finalmente), mas a fluidez decaí muito, há monólogos, cenas que descrevem ambientação, explicações sobre confrontos e ação. Existe uma parte em que Javert se questiona sobre suas ações e sua vida que também foi bem arrastada. Somente quando volta o foco à vida normal dos personagens que fica interessante e o final do livro é muito bom também. Há muitas mensagens importantes e uma análise crítica da sociedade.

No fim, não vou considerar que Os Miseráveis foi o maior livro que li, já que nessas partes eu realmente não consegui prestar atenção, fiz leitura dinâmica e até pulei trechos e páginas inteiras. Gosto de mais objetividade, algo que pouco ocorre nesse livro.

Conteúdo literário no meu IG @Marlonbsan, segue lá
Lorena Louane 09/04/2021minha estante
o musical é muito lindo. recomendo


@Marlonbsan 09/04/2021minha estante
Vou conferir o/




Cássia Agapito 07/04/2021

Quero ler o original
Resumo conciso da obra original. Penso que foi uma excelente apresentação do drama, capaz de despertar interesse pela genialidade do autor em sua plenitude.
comentários(0)comente



Banner 07/04/2021

Sofrimento
O que Jean passa pela vida muitos não aguentariam, sério o velho é brabo, é uma ótima leitura na demonstração de sentimentos dos personagens, apenas peca para eu nas partes que se tem quase 100 páginas de descrição de locais ou a batalha de Waterloo apenas para acrescentar detalhes ou uma pequena parte da história de um personagem, mas fãs das descrições de Tolkien talvez amem.
comentários(0)comente



Breno 06/04/2021

Se tornou um favorito
Cada página se faz necessária e cada frase carrega sua importância.
Necessário, apenas. Te emociona, te conecta com os personagens e te prende na grande teia de tramas que se entrelaçam em alguma parte da grande história.
comentários(0)comente



Tatiana 04/04/2021

Simplesmente maravilhoso!Incrível como VH consegue conectar cada personagem ao decorrer da história. As descrições, explicações, notas e referências configuram uma riqueza inestimável nessa obra. Com certeza é um dos melhores livros que já li na vida!
comentários(0)comente



Laura Neves 04/04/2021

Emocionante. Envolvente. Grandioso.
Os miseráveis é um livro inquietantemente religioso e político, com uma narrativa envolvente.

O protagonista Jean Valjean, se transforma e evolui ao longo da história de maneira esplêndida onde a consciência é o caminho que percorre e o amor é a luz que o guia.

?Enquanto, por efeito de leis e costumes, houver proscrição social, forçando a existência, em plena civilização, de verdadeiros infernos, e desvirtuando, por humana fatalidade, um destino por natureza divino; enquanto os três problemas do século - a degradação do homem pelo proletariado, a prostituição da mulher pela fome, e a atrofia da criança pela ignorância - não forem resolvidos; enquanto houver lugares onde seja possível a asfixia social; em outras palavras, e de um ponto de vista mais amplo ainda, enquanto sobre a terra houver ignorância e miséria, livros como este não serão inúteis....?
Victor Hugo, Os Miseráveis.
comentários(0)comente



Gfelixft 03/04/2021

Os Miseráveis
Uma das coisas mais espetaculares que já li.

"Olhem através do povo e avistarão as verdades"
Mariii ð» 03/04/2021minha estante
Eu li uns 30% e não consegui voltar ainda, algumas partes apesar da genialidade são cansativas, espero conseguir finalizar .




920 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |