A Dama da Meia-Noite

A Dama da Meia-Noite Tessa Dare




Resenhas - A dama da meia-noite


70 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Sammy Castilho 01/04/2020

Encantador
O que dizer dessa autora, além de que ela é maravilhosa? Ela não trabalha com príncipes encantados engomadinhos, mas com diamantes brutos a serem lapidados. Como não se apaixonar pelo Cabo Thorne? Ele é absurdamente perfeito com todas as suas imperfeições e qualquer "melhoria" o estragaria por completo. Simplesmente arrebatada por esse livro!
comentários(0)comente



Júlia 30/03/2020

Quando comecei o livro fiquei curiosa sobre a história da Srta. Kate Taylor e do Cabo Thorne. Adorei o desenvolvimento dos casais.
comentários(0)comente



Sah 26/03/2020

Ameeeeei
Aaawnnnn certamente o mais lindo da série, até agora. A narrativa da Tessa já ótima, e na história encantandora de Samuel e Katie foi surpreendentemente envolvente. Super recomendo!


Alessandra 17/02/2020

Um amor de Alma
Apaixonada por Kate e Samuel (Cabo Thorne). A ligação dos dois é de alma, um amor que transpassa o tempo e as adversidades da vida. Samuel é um homem forte e foi um menino justo, empático e determinado para salvar o amor da sua vida. Sem muitas oportunidades, passou por prisões e viveu no mundo do crime e se restabeleceu quando encontrou o tenente Bran (livro 01) que lhe deu uma oportunidade no exército. Ele só não imaginava que por causa do mesmo Bran, ele fosse encontrar o amor de sua vida novamente e que por causa do passado não poderia se revelar, amando e cuidando de Kate de longe. Kate Taylor é uma órfã que sempre sonhou em conhecer suas origens. Apesar do que a vida lhe reservou, ela sempre se manteve feliz e em alto astral. Viveu em um orfanado e se formou em música, hoje vive em Spindle Cove dando aulas de pianos as damas da sociedade. Este é o casal mais profundo das histórias de spindle Cove e adorei sair da mesmice das damas da sociedade, condes e duques, e conhecer dois protagonistas que lutaram pela vida. O encontro deles não é de imediato, afinal Thorne evita Kate por 1 ano, até que um incidente coloca os dois juntos e o amor explode. Mais do que química eles realmente tem uma ligação profunda, são da mesma origem e passaram por muitas coisas parecidas. É lindo ver como Thorne protege Kate, mas ao mesmo tempo luta pela atração pois acha que é indigno dela. A paixão vai crescendo ao longo da narrativa e a história por trás dos parentes de Kate dá um ótimo "pano de fundo"para a trama que Thorne esta envolvido desde dos 11 anos. Um romance para suspirar onde o casal já começa o livro apaixonados !!
comentários(0)comente



Feh 08/02/2020

Tessa Dare destruidora
Nao tenho nada de negativo para falar desse livro . So recomendar geral
comentários(0)comente



Gabi 07/02/2020

Perfeito
Demais
comentários(0)comente



beca 05/02/2020

A Dama da Meia-noite
Bora lá pra mais uma resenhinha...
Eu gostaria de começar agradecendo a Deus por não ter deixado eu abandonar a série por causa do primeiro livro, pois o segundo e esse, terceiro, compensaram muito.

Nesta obra vemos personagens secundários dos primeiros livros como os protagonistas, Kate e Cabo Thorne. A história me prendeu por completo no início, mas da metade pro final parecia que faltava alguma coisa que não apareceu...

A ingenuidade de Kate me irritava muito durante os capítulos, entretanto, Thorne me conquistou ao ponto de ser meu mocinho favorito da série até agora. Confesso que personagens sérios e fechados, mas que se no fundo são manteigas derretidas que fazem de tudo por seus amores, são meus favoritos e fica impossível não amar o Thorne depois de saber tudo o que ele fez por Kate.

A família Gramercy foi o alívio cômico, gostei deles no início, mas depois... sei lá... não consegui sentir mais nada por eles. Apenas a representatividade que veio junto com a família que me deixou de queixo caído, pois eu realmente não esperava isso e adorei!

Enfim, é um ótimo livro, mas tive a sensação que poderia ter sido melhor. Deve ser porque estava muito ansiosa pela história de Kate e Thorne e fui com muita expectativa. Mas indico com todas as letras (e a partir de hoje em minhas orações pedirei um Thorne para mim rsrsrs).
comentários(0)comente



Giu 05/02/2020

null
Um livro q mostra um lado bem dramático do estoico Cabo e um lado determinado da delicada Kate
comentários(0)comente



Aisha.Andris 27/01/2020

Aqui Tessa Dare nos mostra que os brutos também amam... Ardentemente
Aqui temos um casal formado por personagens completamente fora dos padrões, mas que, juntos, vivenciam uma das mais encantadoras histórias de amor que já tive o prazer de ler. Sério, me lembra muito um conto de fadas, de tão lindo que é. Ambos possuem uma ligação da qual apenas Thorne se lembra; e a devoção que ele dedica à Kate é maravilhosa e aqueceu meu coração de uma forma única. Eu nunca pensei que me apegaria tanto a alguém tão fechado e taciturno, mas dentro de si, ele esconde um coração enorme e uma imensa capacidade de amar que me conquistaram completamente.
Já Kate, nossa querida professora de piano que nasceu com uma mancha no rosto que arruína sua aparência (ou assim pensa ela) que tinha tudo para ser perfeita e a marca negativamente para a sociedade, após uma vida inteira sozinha, passa de gata borralheira a uma dama pertencente a uma família extremamente respeitável (ou não) e herdeira de uma incalculável fortuna, desde que, é claro, os aristocratas que batem à sua porta estejam dizendo a verdade. Mas já adianto que adorei esses personagens, são completamente loucos, mas me divertiram bastante enquanto folheava as páginas. Um deles, especialmente, trouxe certa representatividade que eu não esperava à história; e eu adorei esse detalhe.
A Dama da Meia-Noite possui uma trama repleta de segredos do passado e com uma carga dramática maior do que os demais livros da autora, ainda que continue cheia das cenas leves, divertidas e sensuais que caracterizam as obras da Tessa Dare. É o segundo livro que mais gosto dela e, certamente, um dos romances de época mais incríveis que já li.
Ah sim, não sei se vocês sabem, mas a Tessa Dare escreveu um capítulo bônus para esse livro, e o melhor de tudo é que ele foi traduzido para o português pela Suelen Mattos, do blog Romantic Girl, e a autora o disponibilizou em seu site oficial pra gente poder ler. Não é uma linda? Deixei o link dele no blog (procurem Spindle Cove na caixa de pesquisa).

site: https://aishando.home.blog/
comentários(0)comente



Michele 07/12/2019

O que é o amor?
A dama da meia-noite é o terceiro romance da Serie Spindle Cove de Tessa Dare.
Vou entregar logo os pontos: QUERO UM HOMEM DESSE PRA MIM.
Pronto: eu tinha altas expectativas e a autora superou. Sabe como?

Aqui temos Kate Taylor. Senhoras e senhores, essa é uma mulher de fibra. Sua infância é borrão, suas memórias começam apenas quando estava numa escola para meninas órfãs, no qual não teve o melhor dos tratamentos. Mas se você pensou que isso a deixaria triste, abalada, um pouquinho chateada? Ledo engano. Essa mulher tem a capacidade de ver a beleza nos pequenos detalhes e se apegar as oportunidades que a vida lhe dá - que não foram muitas.

Kate é marcada - real, oficial - tem uma marca de nascença no rosto em forma de coração, que a faz se destacar de todas as outras beldades da época. Mas advinha? Ela não enxerga dessa forma. Felizmente, o brutamontes mais bem camuflado que já li, pensa diferente.

Cabo Thorne é um homem grande - em todos os sentidos -, bruto e forte, acostumado a vida entre guerras - de todas as formas, acreditem. Ele ingressa a Spindle Cove ao lado de seu superior, Bram, e é surpreendido a ter que duelar com o passado de forma silenciosa.

Na trama, depois de anos, Kate é descoberta como uma herdeira de um marquesado há muito perdida. O marquesado, durante esse tempo ficou sob a administração dos Gramecy - uma família muito excêntrica - que aos poucos vai ganhando espaço e meu coração. (Quero um livro sobre esses irmãos, obrigada)

Thorne, não gosta nada da novidade e propõe um noivado fictício. Tolinho.

O que ele não esperava é que, com a proximidade dos dois, muitos segredos iriam ser revelados. E o passado - e futuro - de Kate não seria mais tão incerto quanto ela pensava.

A beleza desse volume vai muito além de romance narrado pela mocinha perdida. É a história de uma pessoa marcada pelo sacrifício, pela dor, pela guerra. E por mais que nunca o tenha sido ensinado, ele fez tudo por amor. A forma nua e crua que o personagem masculino se coloca frente as barbaridades que fez esperando repulsa, a forma que ele se pune achando que não era digno, quando ele não sabe descrever o que sente passou uma verdade surreal. O livro mostra em quase 300 páginas existem outras formas de dizer "eu te amo"

Definitivamente, até agora, foi o meu favorito da série!
comentários(0)comente



Stephanie Silvr 14/11/2019

A dama da meia noite
Eu simplesmente acho a Tessa Dare fantástica! Sem dúvida uma das minhas autoras mais queridinhas e Spindle Cove é uma série e tanto. Todavia devo admitir que esse livro ?A Dama da Meia Noite? não me prendeu tanto quanto os outros dois (Uma semana para se perder e uma noite para se entregar). Provavelmente por não ter me encantado pelo Cabo Thorne. Ele pode ser zeloso e ter feito muitas coisas por Kate além de seu passado doloroso, mas ele é muito frio e muito rude e no lugar da Kate dificilmente eu me apaixonaria por ele. Hahaha Mas assim como nos outros Tessa mantém seu ritmo delicioso, divertido, sensual. É maravilhoso!
comentários(0)comente



Duda Gaboardi 27/10/2019

Aquele livro perfeito pra ler num find preguicinha
Gostei muito da história! Porém prefiro os outros dois livros, achei as personagens deles mais interessantes e as cenas entre os protagonistas mais arrebatadoras. No entanto, como é Tessa Dare, óbvio que continua sendo bom pra caramba! Recomendo pra ler num fim de semana de preguiça, perfeito pra te embalar pra outro mundo e fazer esquecer um pouquinho da vida...
comentários(0)comente



Thai Zavadzki (@meowbooksblog) 12/09/2019

Esse volume nos mostra a estória de amor de Thorne, o soldado amigo de Bramwell que foi viver na cidade para fazer parte da milícia do local e Kate, a musicista da cidade que é renegada na sociedade devido a uma grande marca de nascença que tem no rosto.

A moça é órfã e decide ir atrás de suas raízes e com isso descobre uma família rica que diz ter, de fato, contato sanguíneo com ela. No entanto, Thorne, que sempre teve um interesse velado pela dama, fica desconfiado e propõe um noivado de fachada para conseguir protegê-la de um possível golpe. Aí já viu, né? O fogo não deixa as ceroulas no lugar, hahaha.

É um livro muito fofo e cumpre o que promete. Não é um dos meus preferidos, nem muito marcante na minha memória, para falar a verdade, mas eu gosto muito dele e guardo Kate e Thorne com carinho no core.

Assim, não são um exemplo de química nem nada assim, mas eu acho eles super fofos [...]

CONTINUA NO LINK

site: https://meowbookblog.wordpress.com/2019/08/28/resenha-serie-spindle-cove/
comentários(0)comente



Queria Estar Lendo 29/08/2019

Resenha: A Dama da Meia-Noite
A Dama da Meia-Noite é o terceiro livro da série Spindle Cove. Esse romance de época, escrito pela Tessa Dare, arrebatou meu coração nos dois primeiros volumes e chegou com força total pra aumentar meu amor nessa terceira história.

Kate sempre foi muito segura de si para alguém que nunca se encontrou no mundo. Órfã desde pequena - ao menos, é o que imagina - ela não se lembra do seu passado e muito menos de quem foi sua família. Fragmentos sem sentido são tudo que existe a respeito de quem foram seus pais; quem foi ela antes de ser esquecida no mundo.

Sua vida em Spindle Cove é confortável, no entanto, e é nesse conforto que ela encontra seu lar. Pelo menos até uma família maluca surgir dizendo que Kate é a herdeira perdida - e, se for mesmo, isso significa que é também uma lady. O problema está em descobrir a verdade; e garantir que essa suspeita não se espalhe por aí até lá.

Para isso, Kate vai contar com um aliado inesperado: o cabo Thorne, todo sisudo e solitário, com quem dividiu farpas e provocações durante todo um ano desde a ocupação da milícia, parece querer ajudá-la. Sem entender os motivos por trás dos olhares intensos do homem, Kate aceita a aliança, sem imaginar que seu coração vai ser o mais afetado com toda essa história.

A Dama da Meia-Noite se desenvolve na mesma fórmula dos livros anteriores. Por isso, ganhou minha simpatia e amor logo de início. Kate e Thorne eram figuras conhecidas da trama, mas coadjuvantes misteriosos dentro de suas próprias histórias paralelas; Kate, toda sorridente e artística e Thorne, todo rabugento e recluso, eram personagens que me despertavam o interesse sempre que apareciam - e vê-los ganhando o devido destaque e evolução foi maravilhoso.

Kate, por si só, é um show de personagem feminina. Extremamente decidida, ciente de sua força e independência, ela não leva desaforo pra casa - bate de frente com o que aparecer e mantém a classe e a educação mesmo nas situações mais absurdas. Ela é uma balança que equilibra razão e emoção muito bem. Seu coração é cheio de esperança e melancolia, mas ela sabe como esconder com seus sorrisos.

"Thorne olhava para ela do mesmo modo que fazia tudo. Intensamente, com uma força silenciosa."

Todos os anos de abandono fizeram muito para moldar seu caráter. Então, ao mesmo tempo em que é essa figura poderosa e destemida, tem em seu âmago o medo da solidão, de ver famílias se formando e nunca encontrar a sua. Kate é uma protagonista cheia de energia e vida e, como suas amigas que anteriormente ocuparam o palco como personagens principais, torna gratificante acompanhar sua história, suas conquistas, suas pequenas revoluções.

Thorne, para minha surpresa, foi mais fácil do que o esperado. Tive medo de confrontar o típico macho escroto que desconta suas frustrações na mocinha, mas, mesmo com sua pose brava e perturbadora, Thorne se derretia frente à Kate. Aquele tipo de personagem masculino estoico que não pode ver o amor da sua vida que se torna um filhotinho precisando de carinho.

"Se amor fosse música, ele seria surdo."

Claro que tem mais complexidade por trás disso e o romance demora a se desenvolver; onde Kate é entrega total, Thorne é recluso - e os motivos para os afastamentos e medo de comprometimento dele, quando explicados, mostram muito sobre sua vida e como seu coração cresceu envolto em sombras - e como Kate talvez seja o único raio de luz para tirá-lo da total escuridão.

De todos os casais, esse foi o mais carregado em tensão e incerteza - e entregou um dos finais MAIS MARAVILHOSOS de todos. Eu mordi a mão de nervosismo e então gritei de alegria porque foi tão inesperado, mas tão Kate, que não poderia ter sido mais perfeito.

"Aqui é Spindle Cove. Temos seis mulheres inteligentes, determinadas e engenhosas nesta sala. Não vamos ser frustradas por alguns homens insensatos e suas brincadeiras de soldadinhos de chumbo."

Além deles, figuras familiares como Susanna, Bram, Minerva, Colin, moças que fazem parte de Spindle Cove e rostos novos - como os misteriosos nobres que clamam ser parentes da Kate - enriquecem a trama principal. Tessa consegue levantar questões sociais bastante interessantes em meio a sua narrativa enérgica e divertida, e até dá espaço para conflitos que eu não esperava encontrar em um romance de época; aceitação e representação lésbica, por exemplo, que foram tão bem introduzidas e desenvolvidas.

A Dama da Meia-Noite veio para manter a qualidade da série e roubar mais um pedacinho do meu coração, que pertence tanto a Spindle Cove quanto é possível.

site: http://www.queriaestarlendo.com.br/2019/08/resenha-dama-da-meia-noite.html
comentários(0)comente



Caroline 12/08/2019

Incrível
Como foi visto nos livros anteriores a Kate é uma professora de música, órfã e com origem aparentemente humilde e o galã da história é o Cabo Thorne conhecido pela sua frieza, principalmente com Kate. Mas ao longo do livro vamos conhecendo o porquê desse distanciamento e relutância que o Thorne tem com Kate. Os diálogos não são tão engraçados quanto nos outros dois livros, mas são mais dramáticos e carregados de um enredo que na minha percepção foram muito bem desenvolvidos.
Até a metade do livro eu tava louca pra saber mais sobre o passado da Kate e do Thorne e eu fiquei com o coração tão quentinho quando fica claro que o Thorne sempre esteve de olho na Kate. O desenvolvimento do amor deles é tão bonito, e foi lindo o Thorne reconhecendo todos os sentimentos dele por essa mocinha. O epílogo é simplesmente fofíssimo, da vontade de colocar todos em um potinho e cuidar.
comentários(0)comente



70 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5