Cidade das Cinzas

Cidade das Cinzas Cassandra Clare




Resenhas - Cidade das Cinzas


401 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Sam 17/02/2017

Cidade das Cinzas
Resenha completa no meu blog!

http://tudosobremlsc.blogspot.com.br/2017/02/tudo-sobre-os-instrumentos-mortais.html

site: http://tudosobremlsc.blogspot.com.br/2017/02/tudo-sobre-os-instrumentos-mortais.html
comentários(0)comente



Amanda Thais 14/02/2017

Pra mim, Cidade dos Ossos e a Cidade das Cinzas é uma única cidade, que é a Cidade do Silêncio. Pronto, falei!
Sobre a narrativa de Cassandra Clare nesse livro, melhorou, achei bem melhor do que o primeiro livro, mas pra série em geral falta empolgação e carisma dos personagens.
Queria realmente que a Clary ficasse com o Simon até o final da série, não com o ‘’porre’’ do Jace, mais todo mundo sabe que não vai rolar (já foi desfeito). Wherever! O outro romance que se formou entre Alec e Magnus me dá preguiça (não querem assumir que estão se ‘’pegando’’) .
E a tal da Inquisidora, querendo passar medo no Jace. Ridícula! Fiquei com pena dela.
E o que dizer do Valentim? Pois, então, falta tudo ( hahaha ), por ele ser um vilão, precisa de potencial e principalmente inteligência . O único personagem sensato e que consegui gostar nessa história é o Luke. MELHORES PERSONAGENS: LUKE E SIMON.
Vou continuar lendo os outros livros, mesmo que a série não seja tão boa assim e não me prenda como deveria, mas... estou curiosa pra saber o enrolar da história.
comentários(0)comente



Cris 09/02/2017

Adorei :)
“Recostou o rosto quente na terra fria e pensou, pela primeira vez, que talvez os mortos não fossem tão azarados afinal.”

Eu gostei bem mais do que o primeiro. Não me senti tão perdida em meio a tantos seres que são apresentados no primeiro livro. Aqui a ambientação já foi bem melhor.

Após os acontecimentos do final do primeiro livro - Cidade dos ossos, surge na história alguns personagens novos e mais algumas ameaças para o Grupo de Caçadores de Demônios, que está em um momento bem enfraquecido. O livro é cheio de ação desde o primeiro capítulo.

Alguns personagens do primeiro livro aparecem mais, como o Simon, e eu adorei isso. Simon me deixou com o coração na mão neste livro, adorei a evolução do personagem.

Alguns outros seres também têm maior participação na história, como as Fadas e o Magnus Bane, que é outro personagem que eu adoro. Como sempre, adorei o Luke, adoro a história dele, acho que ele é um dos poucos “adultos” sensatos na história.

Eu gosto muito da maioria dos personagens, acho que mesmo os que não são principais têm boa participação e adoro a ambientação da cidade de Nova York. Não gosto muito do Valentim que é pra ser o vilão da história, ele não me assusta nem me faz odiá-lo como deveria, apesar de toda a maldade.

Uma coisa que me incomoda na história desde o primeiro livro são alguns diálogos que eu acho meio fracos e neste livro eu senti uma referência muito forte de Crepúsculo na parte que fala da briguinha besta entre lobisomens e vampiros, realmente, não tem como não lembrar da outra história.

Mas mesmo assim, eu gosto da escrita da Cassandra, foi uma leitura rápida de ler e eu gosto do tom divertido da linguagem. O livro deixou muitas coisas em aberto, inclusive alguns personagens que “sumiram” da história e eu to bem curiosa pra ler os próximos. Alem, é claro de estar curiosa pra saber o que vai acontecer com este romance proibido, que me deixa com o coração partido...

“Não pense em Jace, disse furiosamente para si mesma, mas ao se olhar no espelho, viu os olhos escurecerem e soube que o corpo se lembrava mesmo que a mente não quisesse.”


site: https://www.instagram.com/li_numlivro/
comentários(0)comente



Emily.Lopes 17/01/2017

Clary Fray só queria que sua vida voltasse ao normal. Mas o que é “normal” quando você é uma Caçadora de Sombras assassina de demônios, sua mãe está em um coma magicamente induzido e você de repente descobre que criaturas como lobisomens, vampiros e fadas realmente existem? Se Clary deixasse o mundo dos Caçadores de Sombras para trás, isso significaria mais tempo com o melhor amigo, Simon, que está se tornando mais do que só isso. Mas o mundo dos Caçadores não está disposto a abrir mão de Clary — especialmente o belo e irritante Jace, que por acaso ela descobriu ser seu irmão. E a única chance de salvar a mãe dos dois parece ser encontrar o perverso ex-Caçador de Sombras Valentim, que com certeza é louco, mau... e também o pai de Clary e Jace. Para complicar ainda mais, alguém na cidade de Nova York está matando jovens do Submundo. Será que Valentim está por trás dessas mortes? E se sim, qual é o seu objetivo? Quando o segundo dos Instrumentos Mortais, a Espada da Alma, é roubada, a aterrorizante Inquisidora chega ao Instituto para investigar — e suas suspeitas caem diretamente sobre Jace. Como Clary pode impedir os planos malignos de Valentim se Jace está disposto a trair tudo aquilo em que acredita para ajudar o pai? Nessa sequência de tirar o fôlego da série Os Instrumentos Mortais, Cassandra Clare atrai os leitores de volta para o lado mais obscuro do submundo de Nova York, onde amar nunca é seguro e o poder se torna a mais mortal das tentações.
comentários(0)comente



Thamiris 14/01/2017

13/01/2017
Um livro muito legal mas que me faltou uma empolgação a mais... Não me senti tão instigada com relação à história.. somente no final...
Personagens um pouco mimizentos e a atitude de Jace não me convenceu muito. Uma hora é duro que nem pedra e fechado e do nada se tornou uma pessoa mais calorosa que divide seus sentimentos com os outros... não me convenceu...e Clary me irrita com a sua imaturidade...E ela nem quase lembra que a mãe existe... só existe Jace...e eles ainda conseguem ser chatos um com o outro...fora esse lance Clary-Simon que é totalmente estranho e sem química alguma...e ele aguentando ser desprezado...
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Luana.Lima 28/12/2016

Ótimo para viagens.
Leitura leve e com bastante referências nerds, personagens engraçados e simples.
comentários(0)comente



Suellen 26/12/2016

Clary agora é uma Caçadora de Sombras. Essa informação foi evitada por sua mãe por 16 anos, pois ela não queria que a filha fizesse parte desse mundo. Mas sua mãe agora está em um coma no qual ninguém consegue ajudar. Mas esse não é o único problema. Clary descobriu que seu pai, que ela pensou que estava morto, é na verdade Valentim, um caçador de sombras que quer acabar com todos os demônios e todos os seres do submundo, e para isso roubou o Cálice Mortal, um dos Instrumentos Mortais, e para piorar tudo, também descobriu que Jace na verdade é seu irmão.

Clary gostaria que as coisas voltassem ao normal. Mas além de lidar com tudo o que ela está passando, ainda precisa lidar com um novo sentimento relacionado a Simon.

Mas a situação piora ainda mais. Há alguém matando seres do submundo e o segundo instrumento mortal, a Espada da Alma, é roubada, isso faz com que uma Inquisidora de Idris vá administrar o Instituto, não agradando nenhum pouco a Maryse e Robert, os pais de Alec, Isabelle e Max Lightwood. A Inquisidora acredita veementemente que Jace é quem está ajudando Valentim. Ela não acredita na história de ele ter acreditado ser filho de Michael Wayland. Mas suas atitudes irônicas não o está ajudando em nada.

Nesse livro os sentimentos de Clary estão uma bagunça. Além de lidar com a mãe em coma, ainda precisa mudar seus sentimentos, e ainda tem o estigma por ser filha de Valentim. Foi deixado várias questões em aberto no livro anterior e ainda temos a dúvida sobre a lealdade de Jace. Será que ele faria qualquer coisa pelo pai ou ele conseguirá distinguir o certo do errado?

site: https://www.instagram.com/sula_fenix_
comentários(0)comente



Mari.Mari 27/11/2016

Excelente.
comentários(0)comente



Wellington.Sminorv 15/10/2016

Pensei que era modinha
Aí você simplesmente vê todos lendo a série Instrumentos mortais e pensa que é modinha igual ao livro "A culpa é das estrelas" e simplesmente você ignora a leitura de um livro "modinha". Mas quando eu arrisquei fazer a leitura dessa série, entendi perfeitamente o motivo de todos estarem lendo. É um livro onde mistura amor, ódio e até mesmo os dramas inesperados em cada parte do livro. Apesar de momentos sem "pancadaria", cada cena do livro é muito interessante. Estou finalmente no Cidade de Vidro (terceiro livro da série) mas até aqui, absorvi momentos inesperáveis e até mesmo chocantes e empolgantes nessa série. Recomendo a todos!
comentários(0)comente



Camila Silva *** Aster Verbatim 09/10/2016

Instrumentos Mortais - Cidade das Cinzas
Atenção!!! Spoiler do primeiro livro.


Cidade das Cinzas foi primeiramente publicado nos Estados Unidos em 25 de março de 2008, pela editora Simon & Schuster, que lançou todos os livros da série. Em Portugal, foi lançado dois anos mais tarde, apenas em 2010, pela editora Planeta. No Brasil, o livro foi lançado em 2011, pela editora Galera Record.

Clary Fray só queria que sua vida voltasse ao normal. Mas o que é "normal" quando você é uma Caçadora de Sombras especializada em matar demônios, sua mãe está em um coma magicamente induzido e você descobre de repente que criaturas como lobisomens, vampiros e fadas realmente existem? Se Clary deixasse o mundo dos Caçadores de Sombras para trás, isso significaria mais tempo com o melhor amigo, Simon, que está se tornando mais do que um simples "amigo". Mas o mundo dos Caçadores não está disposto a abrir mão de Clary — especialmente o belo e irritante Jace, que por acaso ela descobriu ser seu irmão. E a única chance de salvar a mãe deles parece ser encontrar o perverso ex-Caçador de Sombras Valentim, que com certeza é louco, mau... e também o pai de Clary e Jace. Para complicar ainda mais, alguém na cidade de Nova York está matando jovens do Submundo. Será que Valentim está por trás dessas mortes? E se isso for verdade, qual seria o seu objetivo? Quando o segundo dos Instrumentos Mortais, a Espada da Alma, é roubada, a aterrorizante Inquisidora chega ao Instituto para investigar — e suas suspeitas caem diretamente sobre Jace. Como Clary pode impedir os planos malignos de Valentim se Jace está disposto a trair tudo aquilo em que acredita para ajudar o pai?

Nesse segundo livro, vemos uma evolução do mesmo cenário anterior. Agora com a Jocelyn em coma, Clary se vê um pouco perdida, agora que descobre que seu melhor amigo está apaixonado por ela e ela está apaixonada por Jace, ao qual se vêem numa situação complicada por serem irmãos. Valentim se mostra um homem perverso, disposto a livrar o mundo dos demômios e dos seres do submundo e mais, dos caçadores de sombras que não se aliarem a ele. No decorrer, aparecem algumas dicas sobre os pais de Jace. Simon evolui muito nesse livro, pois após se tornar vampiro, se vê entra uma vida mundana e a descoberta da vida no submundo e conhece a licantrope Maia. Conhecemos mais a familia que criou Jace, os Lightwood, com Alec, Isabelle e Max, os pais Maryse e Robert. Também veremos mais um pouco de como funciona o Institudo dos Caçadores de Sombras, com a Inquisitora, Consul, Clave. Uma situação a parte, e para se ter bastante atenção, é quando Simon, Isabelle, Alex, Clary e Jace vão, a pedido da rainha, para a corte de Seelie, no mundo das fadas e são feitas revelações que, no início não se entende muito, mas depois será esclarecido (pelo menos um pouco).

Continuem acompanhando e recomendo a leitura da série...

site: asterverbatim2015.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Gabriel M.D 30/09/2016

Acabei de finalizar a cidade das cinzas. E aconteceu a mesma coisa que cidade dos ossos na minha opinião. Final muito longo, com muita coisa totalmente desnecessária, no geral foi uma boa leitura.
comentários(0)comente



Theodoro.Verissimo 04/09/2016

otimo
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



KK 04/09/2016

Ansiedade
Praticamente devorei Cidade das Cinzas!

Uma das coisas que me incomodaram muito em Cidade dos Ossos foi a tradução. Tive dúvidas se era o estilo narrativo de Clarrisa Clare. Nesse livro vi que não.

Sim, ainda há uma quantidade enorme de repetição de palavras em um mesmo parágrafo, mas a leitura sai muito mais fluida. A história precisava mesmo desse carinho a mais da editora.

Sobre o enredo em si: ainda não gosto do Simon. Peguei uma birra com ele por causa do primeiro livro e nada do que aconteceu nesse me fez mudar de ideia. Não vou me alongar para não dar spoiler.

O livro como um todo nos deixa vidrados, sem querer parar de ler. A cada página uma revelação. E a cada revelação, uma enxurrada de novas perguntas. Até a última linha tudo o que eu me perguntava era "o que vai acontecer agora?"

Ainda bem que já estou com Cidade de Vidro em mãos. E que venha mais leitura!
comentários(0)comente



401 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |