Cidade das cinzas

Cidade das cinzas
4.3574 20912




Resenhas - Cidade das Cinzas


381 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Babs 17/08/2016

Resenha blog Dona de Gato www.donadegato.com
Em Cidade das Cinzas, segundo livro da série Os Instrumentos Mortais escrita por Cassandra Clare, Clary só queria que sua vida voltasse ao normal com sua mãe pois no livro anterior, Cidade dos Ossos, descobriu que é uma Caçadora de Sombras. O que ela não sabe é que sua vida nunca mais será igual antes pois agora ela descobriu que Vampiros, Lobisomens e Fadas existem e que seu pai que achava que estava morto é um vilão que quer acabar com a sociedade dos Caçadores de Sombras.

Amei este livro e é um dos meus favoritos. Venha conferir a resenha completa: http://donadegato.com/resenha/os-instrumentos-mortais-cidade-das-cinzas-cassandra-clare/
comentários(0)comente



Mari 27/07/2016

Opinião | Perfect Pick #001
DO QUE SE TRATA: Sendo o segundo volume da série, a busca iniciada em Cidade dos Ossos continua. É claro que mais revelações são feitas e acontecimentos um tanto bombásticos ocorrem. A história ainda está sendo desenvolvida e, como era de se esperar, o problema de recuperar os instrumentos mortais ainda está longe de terminar.

OPINIÃO: Cidade das Cinzas (2007) também é um livro dinâmico e com muita ação. A forma como a autora escreve nos faz perder a noção do quão rápido viramos as páginas. O romance, sinto informar, continua na mesma e acredito que essa lenga-lenga dure até o final da série. Devo admitir que este foi um dos livros em que mais soltei exclamações durante leitura, pois me surpreendeu mesmo. Foi uma leitura prazerosa, embora em outros momentos tenha sido um pouco previsível, mas que romance não é?

site: http://perfectpick001.blogspot.com.br/2016/02/cidade-das-cinzas-cassandra-clare.html
comentários(0)comente



Carneiro 26/07/2016

Ótima continuação.
Despois de descobrir ser uma Caçadora de Sombras, Clary só queria que sua vida voltasse ao normal. Mas o que é “normal” quando você descobre que Vampiros, Lobisomens e Fadas existem e que seu pai é um super vilão que quer acabar com a sociedade de Caçadores de Sombras?
Em contrapartida, o irmão de Clary, Jace, agora é suspeito de colaborar com seu pai, Valentim, em roubar um dos Instrumentos Mortais. Quando o segundo dos Instrumentos Mortais, a Espada da Alma, é roubada, a aterrorizante Inquisidora vai para Nova York investigar e logo vai suspeitando de Jace, já que ele estava presente quando duas peças dos Instrumentos Mortais foram roubadas.
Clary que queria voltar com sua vida normal com seu melhor amigo, Simon, que está quase saindo da Friend zone. Mas logo percebe na confusão em que seu irmão, Jace, está se metendo. Agora cabe a Clary escolher em qual lado ficar.
Gostei demais desse segundo livro. Só não gostei mais porque não teve uma descoberta igual ao primeiro. Aqui se manteve naquela mesma pegada de ação, comédia, suspense, drama que já estava presente no primeiro livro. A leitura flui tão rápido e a história vai tomando um rumo tão louco que é quase impossível parar a leitura. Ansioso para o terceiro livro.
Silvia 26/07/2016minha estante
Essa série é ótima! Sensacional!


Carneiro 26/07/2016minha estante
quero começar logo o terceiro livro, mas estou enrolado com algumas leituras rs




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Johny 17/07/2016

Huuuummm...
Não tenho muito o que falar sobre esse livro. Aconteceram muitas coisas relevantes, mas a qualidade deste foi inferior em comparação ao primeiro. O drama foi um tanto arrastado, mas ainda assim, foi um bom livro. Algumas cenas foram muito boas, outras pareceram uma eternidade. Esse livro tem menos páginas que o primeiro mas levei mais tempo nesse. Uma nota quatro, no fim.
comentários(0)comente



Dhiego 11/07/2016

Cidade das Cinzas
Após o desastre causado por Valentim, a rede de segredos começa a desmoronar e ainda sofremos com o baque de descobrir que a garota de cabelos de fogo — Clary — e Jace, o rapaz sexy e de humor picante, são nada menos do que IRMÃOS! E ainda assim, apaixonados um pelo outro! Oh, oh... Cassandra Clare é uma mulher cruel quando deseja. Aos que shippavam o casal de Caçadores, a dúvida atormenta: e agora? No entanto, incestos não são assuntos exclusivos de Clare. Um dos mais célebres casos encontra-se em As Crônicas de Gelo e Fogo, do bom velhinho (ou não) George R. R. Martin, ao escrever sobre os irmãos Lannister, Cersei e Jamie. A linhagem e história Targaryen também não foge disso.

Bom, mas voltemos a Os Instrumentos Mortais.



Chocada pela descoberta, Clary nota o afastamento de Jace e a mudança em seu humor, tornando-o mais frio. Para tentar reorganizar o caos implantado por Valentim, a Clave envia a Inquisidora Imogen, uma mulher dura de roer, disposta a fazer o inferno ascender, se isso atormentar Jace. Não apenas ela, mas vários membros da Clave acreditam que Jace é um espião de Valentim, e não apenas um filho abandonado. As suas ações também não ajudam a derrubar estas suspeitas.

Ciente do mundo ao seu redor, e sobre as verdades que tingem esse mesmo mundo, onde demônios e anjos, bem como outras criaturas do Submundo, convivem com os mundanos, Clary mergulha na vida do Instituto, tentando compreender mais sobre os Nephilim e sobre Jace, a quem o coração se parte com a simples menção de sua mente sobre amar o próprio irmão.

De longe, um livro dezenas de vezes melhor que o anterior, Cidade das Cinzas ergue-se com um misto de trevas e luz, traçando um caminho sensual e perigoso ao revelar os segredos do Submundo.

Uma guerra se aproxima, e Valentim está disposto a exterminar quem se opuser a ele, na sua busca pelos Instrumentos Mortais. Desejoso de erradicar os membros do submundo e criar um exército de novos Nephilim, a partir do Cálice Mortal roubado, o pai de Clary e Jace busca agora o segundo Instrumento, a Espada da Alma, entregue pelo Anjo Raziel ao primeiro dos Caçadores; arma esta que reside na Cidade dos Ossos junto com os Irmãos do Silêncio.

Neste volume, a autora abre mais espaço para outros personagens, e logo imergimos nas histórias de personagens que antes eram secundários.



Com Jace fora, Simon decide ultrapassar a linha tênue da amizade entre ele e Clary, e vemos o amor oculto do melhor amigo tomar forma. Por outro lado, Simon também se aventura mais e conhece Raphael, o líder do clã dos Vampiros de Nova York. Então, novos rumos moldam a história e perigos surgem com mais frequência. Fiquem ligados em Simon em Cidade de Vidro, pois tenho certeza de que ele terá um papel importante na história (na verdade, já tem neste livro).

RESENHA COMPLETA EM:

site: http://www.intocados.com/index.php/literatura/resenhas/517-resenha-cidade-das-cinzas-os-instrumentos-mortais-2-cassandra-clare
comentários(0)comente



Isadora 13/06/2016

Dúvidas
Neste segundo livro, a protagonista faz descobertas difíceis de aceitar. Ela é uma caçadora de sombras, Jace pode ser seu irmão de sangue e há uma suspeita de traição rondando seus novos amigos. Ela precisa lutar contra os sentimentos que crescem em seu íntimo, o medo do que está por vir, a raiva que sente pelo pai, o amor que não deveria existir em seu coração... Enfim, ela precisa ser corajosa para chegar até o fim dessa história.
comentários(0)comente



Diego 05/06/2016

Os últimos 30% salvaram a leitura
Há algum tempo atrás eu li o primeiro livro da série Os Instrumentos Mortais, Cidade dos Ossos. Gostei bastante da introdução à história, mas confesso que não foi um livro que eu amei. Inclusive já fiz resenha aqui no blog e você pode conferir no blog.

Embora eu não tenha amado o livro decidi que iria continuar a leitura da série assim que possível. No mês de Abril eu consegui concluir (com bastante dificuldade, e eu já já explico o porquê) a leitura de Cidade das Cinzas, o segundo volume de Os Instrumentos Mortais.

Em Cidade das Cinzas nós vamos acompanhar o desenrolar de muitas coisas que aconteceram no livro anterior, mas não vou me ater muito à história porque quero, neste post, falar mais sobre a minha experiência de leitura (e porque não gostei tanto deste livro) do que da história em si.

Eu peguei este livro para concluir um desafio da #VEDATONA, uma maratona literária organizada para acontecer nos últimos dias do #VEDA (Vlog Everyday in April) e alavancar nossa leitura.

Acabei dividindo o livro, que tem 404 páginas, durante uma semana para conseguir dar conta dele completamente até o fim da maratona. Achei que assim eu conseguiria obter sucesso na leitura e concluí-la rapidamente. Ledo engano o meu. Comecei a leitura mas achei o início M-U-I-T-O arrastado, e ele foi se arrastando até, mais ou menos, uns 60% do livro. À medida que eu lia, menos vontade eu tinha de ler. Mas não queria abandonar o livro, embora não estivesse me agradando, eu queria saber como a história iria se desenrolar.

Fui remando lentamente durante alguns dias e à medida que se aproximava o fim do “prazo” eu me via forçado a ler muito mais do que eu tinha planejado (se não fizesse não conseguiria dar conta). Assim eu fui. Terminei. Nos 45 do segundo tempo.

Como eu já havia dito na resenha de Cidade dos Ossos, Clary e Jace são dois protagonistas que não me chamam atenção, não compartilho empatia por eles. Isso já torna a leitura complicada, mas aí a autora resolve que um dos meus personagens favoritos no livro (Simon) também vai se tornar I-N-S-U-P-O-R-T-Á-V-E-L.

O triângulo Jace-Clary-Simon vai se manter durante muito tempo no livro, e é muito forçado. Sem dúvidas esses pontos foram determinantes para a história não me prender tanto.

Além da chatice de Jace-Clary-Simon somos apresentados em Cidade das Cinzas a uma personagem tão chata quanto os três: A Inquisidora. Ela tem papel fundamental na história, mas suas atitudes são irritantes. Chega uma hora que até consegui gostar dela, mas… tarde demais.

Embora eu tenha visto muitos pontos negativos (para mim) em Cidade das Cinzas, preciso dizer que os acontecimentos finais deste livro são muito bem descritos e prendem muito nossa atenção, e nos deixam com muita curiosidade para ler o próximo. E sim, já separei Cidade de Vidro para ler neste mês e ver como será o andamento da série.

Ah! antes de concluir esse post, queria dizer que: ainda não entendi por que o livro se chama Cidade das Cinzas, se eles passam mais tempo na Cidade dos Ossos do que em qualquer outro lugar. Enfim, talvez isso foi explicado em alguma dessas partes chatas e que eu não prestei tanto a atenção. Deixe aqui nos comentários se eu estou enganado quanto a esse ponto.

Bom, esse post foi apenas um desabafo quanto a este livro. Queria mesmo compartilhar com vocês o que eu achei de Cidade das Cinzas e saber se compartilhamos do mesmo sentimento.

site: http://merosdevaneios.com.br/2016/06/01/cidade-das-cinzas-cassandra-clare/
comentários(0)comente



Silvio 04/06/2016

Assim como o primeiro, esse também é literatura barata e comercial. Apenas o convencional, tradicional.
Há três pequenas criatividades:
o nascimento de novos vampiros, que sai um pouco da tradição;
as fadas são maldosas! e há fadas homens;
e um vampiro, que, por beber sangue de um meio-anjo, pode suportar o sol.
Até que é um bom passatempo, apesar de nada original.
comentários(0)comente



thais.moore 25/05/2016

Bom
tem um ritmo eletrizante , porém senti falta da Clary ser mais interessada em aprender coisas do mundo dos caçadores de sombras . achei ela meio descrente do seu poder , apesar de já saber q pode ser muito poderosa, parece que ela tá sempre preocupada com Jace e Simom e esquece do resto... tirando isso é um ótimo livro onde se esclarece algumas dúvidas e onde ser pode conhecer melhor alguns personagens...
comentários(0)comente



Rodrigojean 24/05/2016

cidade das cinzas
gostei muito da historia,digamos que ela foi melhor que a anterior
comentários(0)comente



Bruna Martins 17/05/2016

CIDADE DAS CINZAS - CASSANDRA CLARE
Fantasia || 404 páginas || Editora: Galera Record || Classificação: 5/5 ♥ Favorito

#Volume 02 da série Os Instrumentos Mortais – pode conter spoilers do volume anterior

A vida de Clary não podia estar mais complicada… Depois de ter a mãe sequestrada, ser atacada por demônios, descobrir que é uma caçadora das sombras, que as suas lembranças foram magicamente apagadas, que é filha de do perverso Valentim, compreender que Luke é um lobisomem e de estar supostamente apaixonada por seu irmão, ela só deseja que alguma normalidade venha à tona. Mas este é um pedido grande demais em meio a tantos acontecimentos fantásticos…

Eu me lembro de quando você falava que crescer acontece quando você olha para trás e percebe que há coisas que gostaria de poder mudar. Acho que isso significa que eu cresci. É que eu….eu … (…) Clary sufocou as lágrimas exatamente quando alguém atrás dela limpou a garganta. Página 196.

Todo mundo faz escolhas, e ninguém tem o direito de tirar essas escolhas de nós. Nem mesmo por amor. Página 197

Ela não é a única, Jace também se sente perdido, pois a única certeza que tinha sobre sua criação e infância foram por agua abaixo, deixando nele apenas um sentimento de rebeldia. Para piorar a situação, a Clave está de olho em seus passos e nem a própria mãe de criação parece acreditar que o garoto não sabia a verdadeira identidade de seu pai.


Você não entende – disse ele. Sua voz temia. – Nunca me senti assim em relação a ninguém. Não achei que pudesse. Pensei que, do jeito que eu cresci, o meu pai…

-Amar é destruir – disse ela, entorpecida. – Eu me lembro.

– Pensei que essa parte do meu coração estivesse quebrada. (…) – Para sempre. Mas você…

-Jace. Não. (…) – É inútil. Página 172.

Simon, o mundano, continua movendo mundos e fundos, encarando qualquer situação, por mais absurda que seja, para estar ao lado de Clary, que representa bem mais que uma amiga em seu coração.

Apesar do esgotamento emocional dos personagens, os acontecimentos não param… Jovens membros do submundo estão morrendo de forma misteriosa e o segundo dos instrumentos mortais – a Espada da Alma, foi capturado, é preciso compreender o porquê dos fatos e quem esta por trás deles.

A narrativa de Cassandra Clare é um mergulho no desconhecido, num mundo de perigo, fantasia e ação. O ritmo frenético, as lutas e segredos, deixam o enredo rico e emocionante. A cada página uma nova revelação ou acontecimento diferente é trazido, mudando o rumo da historia e da vida dos personagens.

Habilidades desconhecidas são descobertas e aprimoradas, pistas sobre o real poder e sobre a verdadeira historia de Jace e Clary são evidenciadas e incríveis surpresas saltam das folhas.

Durante essa leitura, ainda temos a chance de conhecer e nos encantar com novos personagens e entender melhor os já existentes. Tal como Luke, um homem incrível e cheio de historias, nem todas contadas ainda por inteiro; Alec, que luta para aceitar seus sentimentos velhos e construir novas relações e Bane, o incrível feiticeiro que pode ter um coração maior do que aparenta.

Nessa sequência impactante, Cassandra mostra as delícias e perigos que corremos em nome de nossos sentimentos e, mais uma vez, deixa o leitor intrigado e apaixonado pelo obscuro submundo da série.

** A Série:

Instrumentos Mortais é uma série fantástica de 06 volumes criada pela autora Cassandra Clare e publicada no brasil pela Editora Galera Record. A história se passa na atualidade e leva os leitores a um mundo onde existem anjos, demônios, vampiros, lobisomens, feiticeiros, fadas e, claro, caçadores de sombras – os famosos guerreiros com metade sangue de anjo e metade humano, que defendem o mundo dos demônios.

Ainda no mundo de caçadores de sombras temos a trilogia Peças Infernais. A trama se passa na época vitoriana, e gira em torno da vida dos antigos caçadores de sombras e da curiosa condição de Tessa, uma garota aparentemente comum, mas que é capaz de misteriosos e incompreensíveis dons sobrenaturais.

A autora ainda lançou livros complementares como “As Crônicas de Bane”, que narra a história de Magnus Bane, famoso feiticeiro presente nas duas séries acima citadas e, “O Códex dos Caçadores de Sombras”, uma espécie de livro didático para ingressar no mundo dos caçadores de sombras.

Em 2013 houve uma adaptação cinematográfica do livro cidade de Ossos, primeiro volume da série Instrumentos Mortais, mas esta não agradou muito o publico e não teve uma sequencia gravada.

Próximos lançamentos: No primeiro trimestre de 2016 será lançada, pela “Abc Family”, uma série de tv baseada na obra de Cassandra intitulada Shadowhunters. Haverá ainda o lançamento do livro “Lady Midnight”, que também se passará no mundo de caçadores de sombras.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Lari 10/05/2016minha estante
Sinceramente, deu pra concordar com tudo que você falou. Não sei se foi problema de tradução ou não, mas o que dizer da cena em que o Simon ouve a porta de casa ser arrombada e o gato entra correndo pro quarto dele, mas dai quando a Clary chega, ela destranca a porta com a chave dela?
Também senti que a autora não dá conta de interagir com vários personagens simultaneamente, sempre alguns são apenas deixados de lado, a Isabelle e o Alec são claros exemplos disso, pois quando mais precisavam deles, estavam só fazendo nada no instituto.
Entre muitas coisas que me incomodaram nesse livro, a maior é claro foi a falta de noção da Clary, a mãe dela está em coma, e ela preocupada em não poder beijar o Jace, e obviamente já passou da hora de ela começar a aprender a ser uma caçadora de sombras..400 paginas que poderiam ter sido 150, fácil.




Neto 07/04/2016

Apenas começo e fim interessantes... o meio :/
Curti demais o 1º livro e esse segundo foi um banho de água fria. Não acontece nada de tão importante, só alguns questionamentos para os próximos, e tem muito pouco ação. Os Lightwood tem bem pouca participação e aquele lance com o Magnus, meio forçado né... assim como a aparição de uma nova personagem, a Maia, tipo "pra ninguém ficar sem um par". A exceção é o último capítulo que é muito bom e a relação entre Clary e Simon que é... "fofa" XD. Detesto histórias adolescentes como são tratadas em filmes e séries... mas aqui tá até legal, uma pena que o mala do Jace domina a maior parte do livro e a Clary. Livro mediano que caiu em relação ao primeiro.
comentários(0)comente



Sil 02/03/2016

UMA SÉRIE COM UM MOCINHO MALVADO…
Hellloooouuu pessoas,

chove e o clima está gostoso, mas não vou enrolar, tem muito assunto pra ser abordado:

Hoje o post será sobre uma série YA (Young Adults, ou: Jovens adultos): a série literária Os Instrumentos Mortais! Escrita pela autora norte-americana Cassandra Clare, a série vendeu milhares e milhões no mundo inteiro e conquistou muitos fãs!

Atenção: contém pequenos spoilers.
A série inicia com o livro Cidade do Ossos: Clary Fray é uma garota de 15 anos que é super protegida por sua mãe Jocelyn Fray. Certo dia, Clary vai para uma boate com seu amigo Simon Lewis e lá ela testemunha um assassinato. Acontece que somente ela consegue enxergar os três assassinos, mais ninguém, nem mesmo seu amigo! A coisa estranha não para por ai, os assassinos são Caçadores de sombras (humanos que são descendentes de anjos) e alegam que estão no mundo para protegê-lo dos seres do submundo (demônios)! What??? É isso mesmo! Certo, após passado o primeiro choque, Clary começa a ter contato com esse mundo e conhece melhor Jace, Isabelle e Alec (os caçadores de sombras assassinos da boate) conhece um mago muito poderoso chamado Magnus Bane, e sua mãe Jocelyn some misteriosamente (não exatamente nessa ordem). Na busca por sua mãe, Clary se apaixona por Jace, o nosso ogro mocinho da história. Não vou mais resumir além disso.
O segundo livro se chama Cidade das Cinzas, nesse livro Clary já esta um pouco familiarizada com o mundo dos caçadores de sombras e ela acaba encontrando e descobrindo parte do que queria. Á cada dia que passa, conhece Jace cada vez melhor, e nas atuais circunstâncias isso pode ser muito bom, mas também pode significar ruína. Seu amigo Simon lhe faz uma revelação, Clary descobre certas habilidades, revê alguém do seu passado e uma batalha com este se inicia. Algo além disso é dar muito spoiler.

O terceiro livro se chama Cidade de vidro, Clary ainda esta envolvida na batalha que finaliza o livro dois, vive ainda a descoberta das sua habilidades, usa-as de vez em quando, mas não entende exatamente como elas funcionam. A convivência com Jace, o monstro mocinho é uma montanha-russa de emoções e nada é certo. A batalha iniciada finalmente se encerra, Clary conhece um homem muito charmoso chamado Sebastian Verlac e fica na presença de um anjo.

O livro quatro se chama Cidade dos anjos caídos, uma nova ameaça surge, o grosseiro mocinho Jace, resolve ser mais intenso do que já era (e isso nem sempre é positivo), alguém está matando caçadores de sombras, um vampiro poderoso toma decisões perigosas, novos personagens são inseridos na história, algumas traições acontecem, e a batalha entre o bem e o mal não tem fim.
No quinto livro (ufa!), intitulado Cidade das almas perdidas, o vilão está mais poderoso do que nunca! Praticamente ninguém pode detê-lo! Simon tem sérios problemas em sua vida pessoal, alguns instrumentos mortais já foram encontrados, Clary vai para um mundo diferente, do qual não conhece nada. Jace esta diferente (e isso também não significa ser algo positivo), mais traições acontecem e o vilão sai ileso novamente.

O sexto e ultimo livro, se chama Cidade do fogo celestial, Simon arruma uma namorada, Jace volta ao normal (e isso pode ser perigoso), o vilão ainda está na área e muita coisa acontece.

A história termina bem? Não vou dizer, com as observações que vou fazer abaixo, talvez vocês tenham mais alguns pequenos spoilers, mas eu juro que não é nada que vá comprometer a leitura de ninguém!

Essa série chamou bastante a minha atenção por algumas coisas:

Como conseguem tirar sangue só de apertar as unhas na palma da mão? Sério, eu tentei fazer isso, não sai sangue assim fácil não ta?

Simon, eu adoro o personagem dele, o bom humor, as piadas, mas a mania de se oferecer facilmente pra morrer o tempo todo é irritante. Como se fosse tão fácil decidir: hoje vou morrer.

Personagens super malvadões, matadores, terríveis, mas que não me causaram medo, havia partes em que eu não conseguia levar eles á serio, falavam coisas clichês e soavam engraçados demais.

Jace é loiro ou moreno? Sério gente, posso jurar que ele sempre foi descrito como loiro com pele super branca, quase translúcida, mas do nada, li um trecho onde falavam da pele morena dele. Não tenho preconceito nem preferência, mas seria legal imaginar o personagem só de um jeito. Acredito que isso possa ter sido problema na revisão do texto.

Os homens dessa história fazem MIMIMI demais. Sempre se lamentando em como são terríveis, em conflitos interiores de personalidade, tudo bem, são livros pra jovens adultos, e os personagens são adolescentes, mas alguém pode se sentir tão fora do contexto assim?
A personagem da Clary tem o “tique” nervoso que tantas outras personagens principais também tem. Medo desses “tiques”. Alias, um personagem precisa ter “tique”? Por que isso está tão em alta?

Um diferencial da série, que foi bem divertido, foi o amor de Alec e Magnus Bane.

Uma coisa é clara: Poderia ter sido escrito em três livros, ou a historia poderia ter parado no livro quatro. A escrita arrastada e enrolada gerou seis livros de cerca de 400 páginas cada (mais dinheiro pras editoras). #Desnecessário. Devido á isso, já estou com medo de iniciar novas leituras, por exemplo: Se eu ficar (Gayle Forman) e Como eu era antes de você (Jojo Moyes), são livros que tem continuação, o que me deixa com a pulga atrás da orelha: Vão ser mais livros-enrolação ou vou realmente me divertir e emocionar com a leitura? Não entendo porque alguns autores insistem em fazer uma continuação para certas histórias (vai ver porque tem público pra ler ne?).

Eu já comentei em outro post sobre o gosto que os livros tem, infelizmente essa série teve um gosto bem semelhante á outras histórias que li recentemente.

Os livros são horríveis? Não! De forma alguma, é só que são personagens parecidos com os que existem atualmente em livros atuais, o que torna tudo um pouco menos interessante.

Espero que não tenha desencorajado ninguém de ler a série, ela vale a pena, caso você ainda não tenha lido muitos livros nesse estilo.

Abraços e boa quarta (dia de namorar!)

site: http://www.colunadovale.com.br/uma-serie-com-um-mocinho-malvado/
comentários(0)comente



381 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |