Cidade das Cinzas

Cidade das Cinzas Cassandra Clare




Resenhas - Cidade das Cinzas


406 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Guilherme.Vasconcelos 18/04/2017

Minha opinião sobre Cidade das Cinzas
Clary tem descoberto muitas coisas sobre como é ser uma Shadowhunter, algumas das quais detestou, mas está se adaptando ao novo mundo. Finalmente o romance entre Simon e Clary acabou prefiro eles como amigos. Clary é uma Shadowhunter poderosa e depois do que fez com o navio de Valentim, acho que a Clave vai se interessar por ela daqui pra frente.
Em minha opinião esse livro deu mais atenção a Jace e deixou Clary e os demais um pouco de fora, tanto que pareceu que Clary tinha esquecido de sua mãe, mas isso vai mudar, espero.
Ancioso pelo próximo livro!
comentários(0)comente



Katy 08/04/2017

continuo adorando
A história esta cada vez melhor, te prende cada vez mais conforme os acontecimentos, o drama ainda continua entre o Jace e a Clary, mas tem umas revelações bem importantes que deixa o leitor com algumas opções.
comentários(0)comente



Garcia 07/04/2017

Resenha no blog http://entrefrasesepalavras.blogspot.com.br/2017/04/resenha-os-instrumentos-mortais-cidade_7.html

site: http://entrefrasesepalavras.blogspot.com.br/2017/04/resenha-os-instrumentos-mortais-cidade_7.html
comentários(0)comente



Gean 19/03/2017

Divisor de águas
Simplesmente não flui a escrita, é massivo, cheio de informações que não concluem em nada. Melodrama extensivo.
comentários(0)comente



Nicoly Mafra - @nickmafra 06/03/2017

Resenha - Cidade das Cinzas
Mais uma leitura concluída do Projeto #LendoShadowhunter, e preciso confessar: mesmo depois de um início chatinho, fiquei super feliz com o quanto gostei dessa releitura!

Clary está tendo que lidar com muitos problemas; descobrir que ela na verdade é uma caçadora das sombras, que seu pai possui planos horríveis, que ninguém consegue tirar a sua mãe do coma, e que a pessoa que ela estava começando a desenvolver sentimentos na verdade é seu irmão, não é nada fácil. Clary só queria que sua vida voltasse ao normal, mas isso está longe de se tornar realidade. Para piorar ainda mais a sua vida, Clary precisa tentar entender esse novo relacionamento que ela está tendo com seu melhor amigo, Simon, e ajudar seu irmão a se livrar das falsas acusações onde ele estaria matando seres do submundo a pedido do seu pai.

Fiquei surpresa por ter gostado tanto da releitura deste livro, pois lembro que na primeira vez em que o li não tinha aproveitado tanto a leitura, foi um pouco lenta e maçante. Estou bem empolgada para continuar as leituras desse projeto e saber se meu amor por essa série permanecerá o mesmo ou irá aumentar ainda mais.

Para quem ainda não leu essa série, eu super recomendo! Os livros da Cassandra Clare são ótimos, cheios de aventura, mistérios e personagens maravilhosos!

site: www.instagram.com/nickmafra
comentários(0)comente



Diandra.Justino 21/02/2017

um livro surpreendente
Clary Fray só queria que sua vida voltasse ao normal. Mas o que é “normal” quando você é uma Caçadora de Sombras assassina de demônios, sua mãe está em um coma magicamente induzido e você de repente descobre que a pessoa pela qual esta apaixonada é seu irmão? Ainda para ajudar seu melhor amigo Simon esta se tornando mais do que sé um mero humano.

E uma das a formas de salvar sua mãe é indo atras de um pai recém descoberto. Para complicar ainda mais, alguém na cidade de Nova York está matando jovens do Submundo. Será que valentim, esta por trás dessas mortes misteriosas? E quando o segundo dos instrumentos mortais A ESPADA DA ALMA foi roubado a aterrorizante Inquisidora chega ao Instituto para investigar — e suas suspeitas caem diretamente sobre Jace.

como Clary irá salvar seu irmão
comentários(0)comente



Sam 17/02/2017

Cidade das Cinzas superou todas as minhas expectativas!
Após MUITO mofando em minha estante, finalmente li a continuação da saga e devo admitir que fiquei surpreso.

Nesse livro podemos ver Jace colhendo os frutos após descobrir que é filho do vilão Valentim. De algum modo, todos acabam acreditando que Jace é um espião infiltrado dentro do Instituto, espionando e enviando informações a seu pai. Sua família adotiva (exceto seus irmãos), não confiam mais nele e o querem longe, porém, uma personagem chamada Inquisidora chega ao instituto para investigar (e prender a qualquer custo) o garoto e tornar sua vida um verdadeiro inferno. Mas no decorrer da história podemos ver que todo esse ódio em cima do garoto possui um fundo de vingança.

Conforme a história vai se desenrolando, podemos observar um pano de fundo sob a história, onde diversos seres do submundo estão morrendo de uma maneira muito... específica, que vai ter um sentido no decorrer da narrativa, não posso dar spoiler... rs. Por sua vez Jace acaba sendo preso (sob ordem da Inquisidora) na Cidade dos Ossos, sob cuidados dos Irmãos do Silêncio, mas nesse meio tempo, um ataque acontece, os irmãos morrem e mais um Instrumento Mortal é roubado, dessa vez uma espada.

O que mais achei interessante nesse volume foi a descoberta das habilidades que Jace e Clary possuem, afinal, descobrimos que Valentim fez alguma coisa para que ambos fossem especiais, melhores que os caçadores de sombras são. Ainda, nesse volume pelo menos, não se consegue descobrir o que exatamente Valentim fez, quem sabe no próximo volume.

De maneira geral, devo admitir que adorei esse segundo volume da história, Cassandra Clare, do primeiro volume para o segundo evoluiu e MUITO a sua escrita que se tornou mais agradável e natural. Confesso que, até agora, o casal que mais gosto na história é Malec e as passagens mais legais e divertidas são as deles, destaque para a cena da runa “Destemer” na casa do Luke... MARAVILHOSA! rs...
comentários(0)comente



Amanda Thais 14/02/2017

Pra mim, Cidade dos Ossos e a Cidade das Cinzas é uma única cidade, que é a Cidade do Silêncio. Pronto, falei!
Sobre a narrativa de Cassandra Clare nesse livro, melhorou, achei bem melhor do que o primeiro livro, mas pra série em geral falta empolgação e carisma dos personagens.
Queria realmente que a Clary ficasse com o Simon até o final da série, não com o ‘’porre’’ do Jace, mais todo mundo sabe que não vai rolar (já foi desfeito). Wherever! O outro romance que se formou entre Alec e Magnus me dá preguiça (não querem assumir que estão se ‘’pegando’’) .
E a tal da Inquisidora, querendo passar medo no Jace. Ridícula! Fiquei com pena dela.
E o que dizer do Valentim? Pois, então, falta tudo ( hahaha ), por ele ser um vilão, precisa de potencial e principalmente inteligência . O único personagem sensato e que consegui gostar nessa história é o Luke. MELHORES PERSONAGENS: LUKE E SIMON.
Vou continuar lendo os outros livros, mesmo que a série não seja tão boa assim e não me prenda como deveria, mas... estou curiosa pra saber o enrolar da história.
comentários(0)comente



Cris 09/02/2017

Adorei :)
“Recostou o rosto quente na terra fria e pensou, pela primeira vez, que talvez os mortos não fossem tão azarados afinal.”

Eu gostei bem mais do que o primeiro. Não me senti tão perdida em meio a tantos seres que são apresentados no primeiro livro. Aqui a ambientação já foi bem melhor.

Após os acontecimentos do final do primeiro livro - Cidade dos ossos, surge na história alguns personagens novos e mais algumas ameaças para o Grupo de Caçadores de Demônios, que está em um momento bem enfraquecido. O livro é cheio de ação desde o primeiro capítulo.

Alguns personagens do primeiro livro aparecem mais, como o Simon, e eu adorei isso. Simon me deixou com o coração na mão neste livro, adorei a evolução do personagem.

Alguns outros seres também têm maior participação na história, como as Fadas e o Magnus Bane, que é outro personagem que eu adoro. Como sempre, adorei o Luke, adoro a história dele, acho que ele é um dos poucos “adultos” sensatos na história.

Eu gosto muito da maioria dos personagens, acho que mesmo os que não são principais têm boa participação e adoro a ambientação da cidade de Nova York. Não gosto muito do Valentim que é pra ser o vilão da história, ele não me assusta nem me faz odiá-lo como deveria, apesar de toda a maldade.

Uma coisa que me incomoda na história desde o primeiro livro são alguns diálogos que eu acho meio fracos e neste livro eu senti uma referência muito forte de Crepúsculo na parte que fala da briguinha besta entre lobisomens e vampiros, realmente, não tem como não lembrar da outra história.

Mas mesmo assim, eu gosto da escrita da Cassandra, foi uma leitura rápida de ler e eu gosto do tom divertido da linguagem. O livro deixou muitas coisas em aberto, inclusive alguns personagens que “sumiram” da história e eu to bem curiosa pra ler os próximos. Alem, é claro de estar curiosa pra saber o que vai acontecer com este romance proibido, que me deixa com o coração partido...

“Não pense em Jace, disse furiosamente para si mesma, mas ao se olhar no espelho, viu os olhos escurecerem e soube que o corpo se lembrava mesmo que a mente não quisesse.”


site: https://www.instagram.com/li_numlivro/
comentários(0)comente



Emily.Lopes 17/01/2017

Clary Fray só queria que sua vida voltasse ao normal. Mas o que é “normal” quando você é uma Caçadora de Sombras assassina de demônios, sua mãe está em um coma magicamente induzido e você de repente descobre que criaturas como lobisomens, vampiros e fadas realmente existem? Se Clary deixasse o mundo dos Caçadores de Sombras para trás, isso significaria mais tempo com o melhor amigo, Simon, que está se tornando mais do que só isso. Mas o mundo dos Caçadores não está disposto a abrir mão de Clary — especialmente o belo e irritante Jace, que por acaso ela descobriu ser seu irmão. E a única chance de salvar a mãe dos dois parece ser encontrar o perverso ex-Caçador de Sombras Valentim, que com certeza é louco, mau... e também o pai de Clary e Jace. Para complicar ainda mais, alguém na cidade de Nova York está matando jovens do Submundo. Será que Valentim está por trás dessas mortes? E se sim, qual é o seu objetivo? Quando o segundo dos Instrumentos Mortais, a Espada da Alma, é roubada, a aterrorizante Inquisidora chega ao Instituto para investigar — e suas suspeitas caem diretamente sobre Jace. Como Clary pode impedir os planos malignos de Valentim se Jace está disposto a trair tudo aquilo em que acredita para ajudar o pai? Nessa sequência de tirar o fôlego da série Os Instrumentos Mortais, Cassandra Clare atrai os leitores de volta para o lado mais obscuro do submundo de Nova York, onde amar nunca é seguro e o poder se torna a mais mortal das tentações.
comentários(0)comente



Thamiris 14/01/2017

13/01/2017
Um livro muito legal mas que me faltou uma empolgação a mais... Não me senti tão instigada com relação à história.. somente no final...
Personagens um pouco mimizentos e a atitude de Jace não me convenceu muito. Uma hora é duro que nem pedra e fechado e do nada se tornou uma pessoa mais calorosa que divide seus sentimentos com os outros... não me convenceu...e Clary me irrita com a sua imaturidade...E ela nem quase lembra que a mãe existe... só existe Jace...e eles ainda conseguem ser chatos um com o outro...fora esse lance Clary-Simon que é totalmente estranho e sem química alguma...e ele aguentando ser desprezado...
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Luana.Lima 28/12/2016

Ótimo para viagens.
Leitura leve e com bastante referências nerds, personagens engraçados e simples.
comentários(0)comente



Suellen 26/12/2016

Clary agora é uma Caçadora de Sombras. Essa informação foi evitada por sua mãe por 16 anos, pois ela não queria que a filha fizesse parte desse mundo. Mas sua mãe agora está em um coma no qual ninguém consegue ajudar. Mas esse não é o único problema. Clary descobriu que seu pai, que ela pensou que estava morto, é na verdade Valentim, um caçador de sombras que quer acabar com todos os demônios e todos os seres do submundo, e para isso roubou o Cálice Mortal, um dos Instrumentos Mortais, e para piorar tudo, também descobriu que Jace na verdade é seu irmão.

Clary gostaria que as coisas voltassem ao normal. Mas além de lidar com tudo o que ela está passando, ainda precisa lidar com um novo sentimento relacionado a Simon.

Mas a situação piora ainda mais. Há alguém matando seres do submundo e o segundo instrumento mortal, a Espada da Alma, é roubada, isso faz com que uma Inquisidora de Idris vá administrar o Instituto, não agradando nenhum pouco a Maryse e Robert, os pais de Alec, Isabelle e Max Lightwood. A Inquisidora acredita veementemente que Jace é quem está ajudando Valentim. Ela não acredita na história de ele ter acreditado ser filho de Michael Wayland. Mas suas atitudes irônicas não o está ajudando em nada.

Nesse livro os sentimentos de Clary estão uma bagunça. Além de lidar com a mãe em coma, ainda precisa mudar seus sentimentos, e ainda tem o estigma por ser filha de Valentim. Foi deixado várias questões em aberto no livro anterior e ainda temos a dúvida sobre a lealdade de Jace. Será que ele faria qualquer coisa pelo pai ou ele conseguirá distinguir o certo do errado?

site: https://www.instagram.com/sula_fenix_
comentários(0)comente



Mari.Mari 27/11/2016

Excelente.
comentários(0)comente



406 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |