Borboleta Negra

Borboleta Negra Halice FRS




Resenhas - Borboleta Negra


22 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Cacá 11/06/2020

Mix de emoções
Começa bem interessante! Depois, quase abandonei por cair na mesmisse dos romances de época. Porém, na insistência para terminar, fui muito bem supreendida! Gostei muito e devorei da metade para o final! Já comecei o segundo livro muito empolgada!
comentários(0)comente



Juliana.Guimaraes 15/04/2020

Maravitudo
Romance muito bem apimentado não tem como não se apaixonar pelo Barão e também não tem como não ter raiva da mocinha mas ao mesmo tempo é um misto de amor e ódio que a gente tem por ela.
comentários(0)comente



Luis.Felipe 21/02/2020

Romance rico em detalhes.
Maravilhoso, perfeito, top
comentários(0)comente



Alda - Dondoca Literária 07/10/2019

BORBOLETA NEGRA 1 & 2 {Série Apple White}
Nessa fabula vamos conhecer Ashely, uma mulher linda e independente, que mesmo diante de todas as dificuldades lhe foram impostas ela conseguiu dar a volta por cima e reconstruir sua vida.
.
O que Asheley não sabia é que, em um belo dia ela teria seu futuro mudado para sempre ao se deparar cara a cara com seu passado, que indiretamente representava toda dor e sofrimento que lhe foi imposta.
.
Já Edrick apesar de ser conhecido e considerado por todos como um barão sensato e responsável na administração de sua grande fazenda APPLE WHITE, é o principal fornecedor de cidra da rainha, ele se viu completamente atraído por uma jovem intrigante e de rara beleza.
.
Asheley tenta de todas as formas se livra de Edrick, o que se tronou impossível quando após aceitar uma carona a fim de fugir de uma tempestade ela se vê a mercê do barão e o que um dia pareceu estar adormecido bem no fundo coração volta à tona com tudo.
.
Ashely e Edrick se entregam a paixão e juntos vive um conto de fadas com data pré vista para acabar e quando Edrick menos imagina sua felicidade não existe mais.
.
Agora conseguira Edrick recuperar o grande amor de sua vida e desvendar todos os ministérios que rondam nossa mocinha, será que ele a ama o suficiente para construir um futuro com ela passando por cima de tudo e todos, mesmo que isso signifique ir contra tudo que um dia ele acreditou ser certo?
.
Essa serie me deixou de queixo caído, fazia muito tempo que eu não favoritava um romance de época!
.
Um historia que na minha humilde opinião poderia virar enredo de novela no horário nobre, aquela que te prende do começo ao fim a cada pagina lida, a cada capitulo.
.
Esse foi meu primeiro contato com a autora e o que me deixou mais passada do que uva passa foi o quão bem distribuído foram à carga de drama, intrigas e mentiras, e todo seu desenrolar.
.
Tanto no primeiro livro quanto no segundo você pensa que tudo já foi esclarecido, ai vem mais uma carga de segredos e revelações bombásticas, em resumo, você não faz mais nada a não ser querer saber como tudo vai terminar!
.
Créditos também para os personagens secundários, simplesmente perfeitos e de suma importância para desenrolar da historia. (morta com farofa para ler “Cisne Azul”)



site: https://www.instagram.com/dondocaliteraria/?hl=pt-br
comentários(0)comente



Patrícia Rammos 14/07/2019

Um romance de suspirar !!!
O romance de Edrick Bradley e Ashley Walker é incrível. Tudo começa em 1970, em Westling, na Inglaterra. Ashley é uma mulher cheia de mistérios e beleza. Isso, desperta nele o desejo de desvendá-la. Num belo dia de mil oitocentos bolinhas, ela chama sua atenção enquanto realiza uma de suas visitas misteriosas a alguém num hotel na cidade. Quando ela sai, ele resolve segui-la até uma loja de doces. Só que a moça não lhe dá bola e isso faz com que ele fique mais curioso (desafio, né, minha gente?), afinal, quem é ela para ignorar o Barão da Cidra?

O destino contribui com Edrick, quando Ashley, após ser abandonada pelo seu cocheiro, se depara com uma terrível tempestade e se vê obrigada a aceitar sua carona. Eis que a carruagem do Barão sofre um acidente e ela se vê mais mais uma vez obrigada a aceitar a sua ajuda. Impossibilitada de atravessa a ponte que leva à sua casa, ela aceita passar a noite na Apple White, a fazenda dele.

Pensa que acabou? Ao saber que ela possui uma carta importante em sua bolsa e disposto a saber quem finalmente é essa mulher, ele dá um jeito de lê-la. Aí descobre que esta está endereçada a um tal de Benjamin, que supõe ele ser o seu rival.

Os dias passam e Ashley se vê obrigada a permanecer na Apple White e a convivência com Edrick faz ela enxergá-lo de outra forma, já que um dos seus segredos consiste em uma experiência não tão boa com essa família. Quando adolescente, ela foi violentada e colocada pra fora daquele lugar. Foi algo pesado, que mudou drasticamente sua trajetória. Edrick nem sonha quem ela é de fato.

Apesar de tentar se manter longe dele, ela não consegue resistir ao Barão e suas investidas. É claro que se é um romance os vão se apaixonar, né? Isso, apesar dela sentir que é um amor impossível. isso, apesar dele saber que existem muitos mistérios que cercam aquela mulher.

Esse livro aborda muitos temas. Desde à apresentação de uma mulher moderna em pleno século 19, em meio a uma época repleta de machismo, à importância de conhecer a verdade das pessoas antes de julgá-las. Uma época (não diferente dessa nossa) em que a culpa recai sempre sobre a mulher.

Eu amei a forma que Halice descreve as cenas, que aprofunda os personagens, que trata delicadamente o ato sexual, que insere as discussões… Serei sempre a pessoa que não tem paciência para personagens femininos fracos e fiquei muito feliz em conhecer Ashley, em vê-la se impor, mesmo tendo que respeitar a época.

OUTRO PONTO

É que mesmo com todos os segredos, quando eles decidem investir verdadeiramente na relação, os segredos são pouco a pouco colocados de lado. Sabe quando o vilão chega pra contar algo sobre você ou seu bofe e que pode acabar com a relação? Pois isso não a cabe na relação de Edrick e Ashley. Pelo menos, depois que eles resolvem assumir o que sentem.

O que é? Achou que não teríamos vilões? É claro que no decorrer da trama, aparecem pessoas perturbadas, né? Gente que nem é feliz, nem quer que os outros sejam. E tem alguns que só Jesus na causa.



site: www.umabadapracadadia.com
comentários(0)comente



@najara_lena 05/10/2018

Resenha completa borboleta negra
Eis que devoro mais um romance e venho dividir com vocês essa minha experiência. O escolhido desta semana foi Borboleta Negra de autoria de Halice FRS, autora nacional. Este livro ganhou volume físico em 2017 e anteriormente nós o tínhamos somente em e-book, no entanto o livro consiste de dois volumes e somente o primeiro tem distribuição do volume físico. Já o segundo não tem jeito, tem que ler o e-book. Eu particularmente não gosto, mas como a estória é realmente muito boa e cativante, vale o esforço.
Vamos ao livro em si, essa estória é um romance de época, (Meus preferidos. Existe alguma coisa nestes romances que fazem a gente sonhar acordada). Nossos protagonistas são Lorde Edrick, segundo barão de Westling, figura respeitada e querida em sua comunidade, produtor da cidra mais apreciada pela rainha. Nossa segunda protagonista principal é a Srta. Ashley Walker, jovem dama misteriosa que cruzou por um infortúnio com o nosso querido barão.
Nossa personagem principal Ashley esconde muitos segredos e é enervante ver como o destino brinca com a pobre moça, que muito cedo descobriu que o mundo está repleto de maldade e podridão e que os homens são maus, egoístas e aproveitadores. Por obra do destino ela se tornou uma borboleta negra, três mulheres em uma só.
O Caminho de Ashley se cruza com o do jovem Barão em uma tarde chuvosa, quando o Barão a vê entrar sozinha em um hotel (fato estranho para a época onde as moças andavam acompanhadas) , e isso aguça sua curiosidade, então ele resolve esperar para ver quem é a desconhecida que chamou a sua atenção. Uma hora depois ela sai e se direciona para a loja de doces, e atraído pelo mistério envolvendo a moça ele resolve segui-la até a loja de doces e se fazer ser notado.
O Barão acostumado às damas caírem aos seus pés, estranha a frieza em que é tratado por Ashley ao se apresentar a ela. Esta reação inesperada faz ele ficar ainda mais determinado em saber quem é tal moça, reação esta que Ashley está desesperada para afastar, pois tudo que mais quer nesta vida é nunca mais ter contato com tal cavalheiro.
Infelizmente o barão tem outros planos e depois de uma tempestade torrencial e impossibilitada de voltar para casa, Ashley se vê presa como convidada na casa do barão. O que o barão não sabe é que Ashley já esteve naquela mansão antes e que as recordações são as piores possíveis.
Pois bem neste ponto não tem como eu continuar escrevendo sem dar alguns detalhes, pois a estória é muito intrincada e repleta de fatos que tornam o romance tão intrigante, e a riqueza de detalhes com que a autora escreve é sensacional.
ALERTA DE SPOILER
Se você leu até aqui e está curioso, tem duas opções, correr agora para livraria e comprar o livro ou continuar lendo e correr o risco de saber alguns detalhes reveladores da estória.
Voltando aos fatos, Edrick se vê apaixonado e envolvido por Ashley, a moça é totalmente um mistério, doce, educada e meio despudorada para a época. É uma mulher intrigante e totalmente fascinante, Ashley por sua vez se vê totalmente envolvida pelo barão, e com o passar dos dias enquanto ainda está impossibilitada de voltar para casa vai percebendo que ele é diferente dos homens com quem teve que lidar a vida toda.
Isso somente a deixa mais triste pois ela sabe que vai ter que deixa-lo e assim que for possível voltar para sua casa, e que um romance entre eles dois é totalmente impossível e inviável.
Edrick acredita que ela tem outro amor, mas está determinado a conquistar seu coração e casar-se com ela, no entanto após fazer tal proposta, ele acorda no dia seguinte e descobre que ela desapareceu, e então fica transtornado.
Neste ponto do livro descobrimos que Ashley na verdade se chama Cora e foi filha de criados na mansão do barão na sua infância, descobrimos aqui que ela foi expulsa por sua avó (que é uma velha muito má digna de desprezo), e pelas circunstâncias em que foi expulsa não teve outra saída do que se tornar a Borboleta Negra meretriz do bordel mais conhecido da cidade.
Entre revelações doloridas e bombásticas e situações que mais parecem uma forma do destino de tentar remediar um erro, Ashley e Edrick se reencontram, e, como não podia deixar de ser, o reencontro é marcado por dor, frustração e uma paixão avassaladora. Edrick descobre nesta ocasião que o homem que tanto ele temia, o grande amor de Ashley, é na verdade uma criança, filho dela, mas este fato não diminui o intrincado emaranhado de acontecimentos que rodeiam a vida da jovem, e ele descobre para sua tristeza que o menino é seu irmão fruto de uma violência cometida pelo primeiro barão na ocasião da expulsão de Cora da mansão.
Determinado a consertar a tragédia que foi a vida da moça, ele assume o menino como seu filho e mais uma vez a pede em casamento. Engana-se você achando que este é o fim do romance, em uma estória de amor, dor, perdão e recomeços. Tem muito mais coisas que compõe esta história e muitos outros personagens que deixei de fora para não revelar todo o contexto do livro. A trama é tão bem feita que descobrimos praticamente no fim do segundo volume fatos que nortearam a vida de muitos personagens e revelam ações que nem imaginávamos.
Então eu humildemente recomendo a leitura mesmo tendo que ler o volume 2 em e-book. Uma história muito bem contada e construída com uma linguagem adulta, mas de leitura gostosa. Este enredo vai te surpreender e mesmo revelando umas coisinhas na minha resenha deixei muita, mas muita coisa de fora, e assim garanto a vocês que mesmo lendo toda a resenha ainda terão muitas surpresas e sentimentos avassaladores durante a leitura.
Acho que o mais bonito neste livro é que vemos como o amor pode curar e reconstruir o que estava quebrado e dado como perdido.
Bom e a guloseima desta semana como fica? Por um acaso você não ficou curioso para saber quais doces a inigualável Ashley foi comprar na loja de doces quando encontrou o barão? Pois bem foram caramelos e são estas iguarias doces e deliciosas que vamos fazer hoje
Edrick e Ashley
-Se me permite- disse ele as costas dela-, os bombons aromatizados são realmente divinos. Sao meus preferidos....
- Agradeço a indicação. - Dito isso, ela deu as costas e prosseguiu com sua escolha, sem acréscimo ou qualquer reconhecimento.
-Perdoe-me -Edrick insistiu, interceptando-a antes que analisasse outra bancada. ? Deixe-me presenteá-la com alguns bombons para que confirme o que digo.
- Agradeço a atenção, senhor, mas prefiro fazer minhas escolhas. Fique à vontade para efetuar sua própria compra. Não tarda a chover e acredito que, assim como eu, deve ter muito a fazer... tenha uma boa tarde!
_preocupada com o conteúdo em sua bolsinha e o pacote de caramelos, Ashley os cobriu com o chapéu.
Então vamos a receita dos caramelos da discórdia, sinto muito querido barão, mas eu também prefiro os caramelos a bombons aromatizados.....
Dicas e truques
Caramelos são extremamente fáceis de fazer e deliciosos, esta mesma receita você pode deixar em ponto de corte para comer como balas ou liquido para usar como calda de bolos e sorvetes Tudo vai depender da quantidade de tempo que você o deixa apurar no fogo.
Uma recomendação importantíssima é tomar cuidado ao fazer esta receita pois caramelo pode queimar seriamente a pele.
Outra dica é deixar os ingredientes todos próximos porque uma vez o açúcar derretido você já vai juntar o creme de leite e se você perder o ponto do açúcar ele queima e fica amargo.
Utensílios
? Colher de pau ou espátula
? Panela
Ingredientes
? 400 gramas de açúcar refinado
? 150 ml de creme de leite pasteurizado (o creme de leite fresco deixa o caramelo mais ralo)
? 1 colher de manteiga
? Flor de sal de assim desejar
Modo de fazer
Primeiro você vai levar o açúcar direto na panela em fogo baixo e mexendo sem parar. Este método se chama caramelização de método seco. Só tome cuidado porque ele não derrete de forma uniforme então é necessário atenção e mexer constantemente porque ele derrete realmente rápido. Quando ele começar a ficar todo dourado em consistência liquida (ATENÇÃO), você vai juntar o creme de leite sem deixar de mexer. Aqui cuidado porque o caramelo sobe e faz um vapor quente. Continue mexendo até que dissolva todos os grumos de açúcar que se formam, e por último junte a manteiga e mexa mais. Aqui começa o ponto de consistência, provavelmente ele já estará em ponto de calda então se você quiser que ele fique em ponto de corte continue a mexer em fogo baixo até que evapore mais liquido dele e ele fique mais espesso. Lembre se que ele engrossa mais depois que estiver frio.
Prontinho se for cortar espalhe ele em uma assadeira untada e espere esfriar completamente para cortar.
Não deixe de fazer este caramelo, só o cheiro delicioso que fica pela casa já vale a pena..... e eu desejo a você muita doçura ... Até a próxima
Kisses, NL
comentários(0)comente



Aline Galeote 29/06/2018

Apaixonante!
Primeiro livro que leia da Halice e minha nossa! Como eu não conheci ela antes? Amei a história do Edrick e da Ash. Apesar de dividirem o protagonismo ela é quem brilha nessa história. Com um passado sofrido, tendo sido rejeitada até pela família, Ash conseguiu encontrar forças para seguir adiante. O Edrick é um mocinho terno, carinhoso, mas cabeça dura às vezes. Custa a acreditar na pobre Ash! Uma das últimas cenas se tornou uma de minhas preferidas. Só lendo pra entender. Uma bela história de amor com uma escrita fluída e apaixonante!
comentários(0)comente



Celina 04/06/2018

Você ainda não leu Borboleta Negra?!
Você que gosta de um bom romance de época ainda não leu Borboleta Negra?! Como isso minha gente!!! Não perca tempo então e vá ler já!
A história é magnífica! Não tem pontos negativos.
Um romance cheio de mistérios de família, escândalos, reviravoltas e paixões intensas!
Conseguimos ver o lado B das famílias aristocráticas da época e seus pecadilhos...
Me apaixonei geral...pelos personagens, pelo livro, pelos diálogos que são ótimos! Tudinho!
comentários(0)comente



Cah. 12/05/2018

Sinceramente eu esperava mais, foram tantas resenhas elogiando Borboleta Negra, gostei mais da série Enigma. Me prendeu, esse não, não via a hora de acabar de ler, principalmente o segundo volume.
comentários(0)comente



Nana Barcellos | @cantocultzineo 09/03/2018

Iniciamos essa história no Outono de 1870, na Inglaterra. Uma misteriosa jovem está em Westling Ville e acaba por chamar atenção de Edrick Bradley, o barão, que impacientemente a espera sair de um hotel e a segue até uma loja de doces. A moça em questão é Ashley Walker - que no decorrer da história você irá descobrir que ela possui mais duas identidades - que acreditava que passaria despercebida e iria até seu encontro tranquilamente. Mas de súbito, Edrick cria certa curiosidade pela moça e na loja de doces tenta se aproximar a todo custo. Ashley é crua e faz pouco caso de sua presença, o deixando sem palavras, afinal é o Barão de Westling que demonstra interesse e nenhuma mulher o resistiria.

Quando pensava estar livre da figura do barão, Ashley se vê em meio à uma terrível tempestade. O cocheiro devia esperá-la no local e hora combinada, mas não o encontra. Decidida, caminha pelas poças de água até Edrick reencontrá-la e com muito custo, lhe faz aceitar a carona. Contudo, a jovem não está disposta que o barão saiba onde é seu destino e talvez, um sinal do universo, também tenha ajudado a impedir. No caminho, eles sofrem um acidente e ficam impossibilitados de atravessar a ponte. A carruagem do barão se fora, mas Ashley quer se arriscar, pois precisa salvar uma carta. Durante toda viagem, a tensão entre os dois aumentou e ao saber da carta e seu remente, o barão se vê dominado pela posse. Quem diabos é Benjamin?

Com todos os percalços gerados pela tempestade, Ashley se vê obrigada a passar uns dias em Apple White, propriedade do barão. Edrick tenta elevar o nome da família no ramo da cidra e mantém um belo pomar de maçãs. Ashley sabe tudo a respeito, afinal vivera por anos brincando nos corredores daquela mansão. Ela não queria voltar, mas se deu por vencida. Recordar os piores momentos de sua vida, era última coisa que ela queria. Ainda jovem, Ashley fora violada naquele local e jogada na rua. Edrick não faz ideia de que a bela jovem estivera em Apple White por tantos anos, o admirando e sendo companhia de sua irmã. Ao sair da vida daquela família, Ashley carregou muitas mágoas e grandes segredos.

"Saiba que já conheci o peso da mão de um homem e sobrevivi. Também sobreviverei a você sem que mude minha opinião."

Resistir ao barão não seria tão fácil, ainda mais com um sentimento adormecido. Porém, logo conquista sua afeição e também a dos empregados. Com sua volta para casa sendo cada vez mais adiada - a ponte até desaba - ela começa a idealizar a dar uma chance àqueles dias ao lado do barão. Ele, por sua vez, assiste sua paixão crescer e também começa a fazer planos ao lado de Ashley, o que a preocupa, já que o barão a ignoraria assim que soubesse todos os seus segredos. Um deles é que Ashley administra um famoso bordel do outro lado da ponte. Ela é meretriz e corre o risco de ser reconhecida durante sua estadia ao lado de Edrick e manchar seu nome, o que ela não deseja de nenhuma maneira.

Durante a estadia de Ashley, ao se acertarem, começamos a acompanhar a vida de um casal. Eles cuidam um do outro e compartilham vários passeios inesquecíveis pela propriedade. Ah sim, temos bastante cenas quentes por aqui. Até que vem a bomba e partimos para o outro lado da história, onde os segredos de Ashley entram em jogo e vários conflitos se iniciam. Há muita maldade na vida da moça e seu destino foi o menos esperado. Há aqueles que pensam que podem comprá-la e com a negação, a perseguem. Mas, há também outros que cuidam de sua segurança e só querem seu bem. E aonde será que Edrick vai escolher se encaixar?

Primeira parte da história de Edrick e Ashley. Eu já conhecia Halice FRS por suas publicações na Amazon, mas é minha primeira leitura. Fazia tempo que não lia um romance de época e graças que não tive dificuldades em me ajustar à sua narrativa. Simpatizei com a maneira que descreve as cenas, cheias de diálogos - que adoro - a história que construiu em torno de Ashley e como apresenta o cenário. Adorável como Edrick e Ashley sempre se referem um ao outro como, meu senhor e minha senhora. Muitas vezes me diverti com as palavras escolhidas para as ofensas do barão aos seus desafetos, como o odioso Jason Hunt. Sério, quero esse f*dido morto na próxima parte.

O barão não é de todo apaixonante, pois dá umas derrapadas com o ar autoritário e possessivo. Mas, a moça ilude o relacionamento de ambos, perdendo várias oportunidades em lhe contar as verdades, tornando sua personalidade mais escura quando tudo explode. Há muitos momentos doces enquanto Ashley está em Apple White e acompanhamos um Edrick doce, centrado, apaixonado e cuidadoso. O cenário não poderia ser melhor, com pomar, as maçãs, o lago...e ainda tem a companhia do cachorro de Edrick, o galgo Nero. Edrick é diferente da maioria dos personagens de livros do estilo, que sempre são libertinos. Ele é oposto, não é de frequentar bordeis ou se divertir com mulheres. No máximo se diverte em jogos, com donos de outras propriedades. É o único homem da família, tem o falecido pai como inspiração e é adorado pela mãe as irmãs. Durante a estadia de Ashley, eu torci em vários momentos pelo reencontro com a irmã - Marguerite - da qual era amiga, mas a moça é somente mencionada. Mas, adorei a interação dela com Marie, uma das empregadas.

" - Sinto que meu tempo está expirando...Será que ao dormir com você finalmente encontrarei uma solução para nosso futuro?"

A autora expõe muito do ódio à prostituição na época e as palavras duras para Ashley, às vezes vem de quem ela menos espera. Como mencionado no resumo, a personagem fora violada ainda na adolescência e se não tinha como provar suas palavras naquela época, imagina agora, quem acreditaria? Nem a única pessoa que resta de sua família lhe deu chance. E com isso a gente nota que a personagem está "acostumada" com algumas situações e age como se fosse normal. Em outras situações, mais perigosas, ela conta com seu protetor Samy.

Apesar de achar que poderia ser uma edição menor, pois muitas situações se repetem durante a estadia de Ashley em Apple White, estou muito ansiosa para a segunda parte. O final deste primeiro livro é aberto e difícil não nos deixar curiosos para o destino dos protagonistas e de outros personagens conhecidos por aqui. Um em especial, eu simpatizei por todo esforço que ele fez e faz pra ajudar Ashley, sem nenhuma maldade, mas tenho um feeling que ele irá morrer na segunda parte. Já estou preparando os lencinhos. E claro, ansiando pelo BAFÃO quando a mãe de Edrick descobrir tudo! A baronesa e Ashley só tiveram um contato nessa primeira parte, mas a senhora não a reconheceu.

Estou apaixonada por esse edição e pelo capricho da editora. Começando pela capa, que só faltou a cicatriz para o modelo ser o clone do barão. Ha! A página, de cada início de capítulo, tem fundo negro com a fonte na cor branca. A revisão está boa, sem grandes erros que atrapalhem o desenvolvimento da leitura e a fonte usada flui bem.

Todos os e-books da autora estão disponíveis no Kindle Unlimited. O segundo e terceiro livro de Apple White, foram lançados somente em e-book, até o momento. E volta e meia ela faz promoções de seus e-books e/ou os deixa gratuitos por tempo limitado, lá na Amazon.

site: http://cantocultzineo.blogspot.com.br/2018/03/livro-borboleta-negra-halice-frs.html
comentários(0)comente



Silvia.Souza 19/02/2018

Muito bom!!!
Muito bom!!! O livro é muito bem escrito e a história é muito boa... A autora está de parabéns! Apesar do tema relativamente pesado e de toda a tensao no decorrer da história, não posso deixar de comentar o quão divertidos são os diálogos entre Edrick e Philip... Minha única reclamação é justamente em relação à Ashley... Não gostei da forma egoísta dela em relação ao Barão... Ela poderia ter sido mais sincera evitando tanto sofrimento da parte dele, principalmente por ele ser tão fofo... Recomendo a leitura e partindo para o segundo livro...
comentários(0)comente



Camila | Book Obsession 07/02/2018

Meu Deus que livro maravilhoso!


Eu tinha começado a leitura em ebook, mas a Ler Editorial lançou o físico e aproveitei para compra-lo na Bienal pois sou apaixonada pela escrita da Halice e principalmente por ser apaixonada por romances de época. Mas só agora que consegui realmente pegar para ler por inteiro.

O primeiro livro da série Apple White traz um enredo repleto de segredos, muito romance, dramas e cenas de tirar o fôlego.

Ashley Walker, sempre batalhou muito para conseguir sobreviver desde a época que saíra de casa ainda com quinze anos. Com a ajuda de um bom amigo comprou um estabelecimento que lhe rende um dinheiro para viver sem depender de qualquer homem.
Mas um certo dia, seu caminho cruza com Edrick Ludwig Preston Bradley III, o segundo barão de Westling. Sentindo-se atraído pela jovem, passa a seguir seus passos até a loja de doces e a interpela, mas para seu espanto, Ashley assim que ele se apresenta não dá muita importância e vai embora.
“Estava com Edrick, que mesmo sem saber que acalentou seus sonhos de menina, invadiu o cerco protetor e a resgatou. Com ele aprendeu o significado de fazer amor.”

Contrariado por ter sido rejeitado, Edrick resolve voltar para sua carruagem e seguir viagem. E com uma grande tempestade que acabara de cair, o barão oferece carona para uma Ashley muito ensopada que aceita mesmo a contra gosto. Quando tudo poderia apenas uma carona, se torna o início de uma avalanche de sentimentos para essa jovem, já que a carruagem tomba e o local mais próximo para abrigo é a mansão de Edrick e ela terá que esperar a ponte que liga a cidade seja reconstruída para conseguir ir embora.

Sua hospitalidade e sua personalidade peculiar atrai cada vez mais Ashley e mesmo indo contra tudo que seu coração sofreu durante anos, fica difícil não se encantar com o barão e se envolvem mesmo sabendo que não poderá levar adiante todas as promessas que estão sendo feitas.
Edrick, além de um bom amante, é o tipo de homem que fala o que pensa e seu jeito explosivo e sua língua afiada nos leva a sorrir e a ficarmos boquiabertos por seus modos na mesma medida ao longo da história.
“Uma borboleta cansada de voar por canteiros áridos e feios, relutaria em acreditar que um jardim florido, sozinho, pudesse ser inteirinho dela.”
O sentimento traz felicidade ao casal à medida que os dias vão passando eles vão se conhecendo, mas os segredos que Ashley guarda atormentam seu coração e seu temor em abrir toda sua história para Edrick não parece ser uma opção no momento, e decidida, ela decide fugir para poupa-lo de uma grande decepção se descobrir a verdade sobre sua vida.

Como seria a reação de Edrick ao descobrir toda a verdade? Haveria chance para os dois após de todos os segredos e todas as mentiras contadas?

Borboleta Negra me impressionou de diversas formas pelos temas abordados. Halice traz um romance de época de forma esplêndida, cheio de nuances, com muito humor, diálogos inteligentes, uma narrativa bem descritiva dos locais e fica difícil não se sentir dentro da trama.

Além de dois personagens que são completamente iguais na minha preferência. Geralmente quando leio algum livro sempre gosto mais do mocinho ou da mocinha e aqui foi muito difícil decidir qual gostei mais.
O barão nos encanta com seu jeito turrão e ao mesmo tempo carinhoso. Ashley é uma sobrevivente e não deixa por menos, sua entrega e paixão, formando um casal repleto de química e perfeito em todas as formas.

Se você não conhece a escrita da Halice só posso dizer que está perdendo oportunidade de conhecer excelentes histórias. Uma autora completa e que passeia pelos gêneros literários com maestria. Por isso mais uma vez, sua história se torna um dos meus queridinhos e entra para os favoritos com louvor.

Sou apaixonada no trabalho que a editora realizou com o livro, capas e diagramação belíssimas.

A série Apple White ainda conta com o segundo volume, continuação da história de Edrick e Ashley e também o terceiro volume, Cisne Azul, que conta a história de Marguerite, todos fazendo parte do catálogo da Ler Editorial.

site: http://www.bookobsessionblog.com/2018/02/resenha-borboleta-negra-serie-apple.html
comentários(0)comente



Naty Rangel 28/12/2017

Mais que perfeito, foi o MELHOR DO ANO!
Que eu sou apaixonada pela Halice, já não é nenhuma novidade, mas a novidade aqui é o estilo de leitura... Um romance de época escrito pela diva!! TINHA QUE SER FAVORITO DO ANO!



Ah gente, se eu não gostasse de romance de época antes, impossível não se apaixonar depois de conhecer esta linda história. Linda porque tem final feliz?

Não, mesmo porque é uma duologia, então o primeiro livo não irá nos deixar saciados. Mas são quase 560 páginas de puro desespero, a cada capítulo descobrimos mais tretas na vida da personagem principal. Ashley. Ou Amber. Ou Cora. Escolha você. rs

Vamos ao breve resumo porque não quero deixar escapar nenhum spoiler. rs

Ok, em 1870 conhecemos Ashley , enquanto ela se dirigia para um hotel, lá encontrou um "amigo" Frederick onde ele lhe entrega um envelope com uma carta e até onde sei, ela precisou pagar-lhe com seus serviços. Sabe quais serviços? Bom eu imaginei um monte de coisa... nada agradável já que o seu amigo tinha idade para ser seu pai. :o

Enquanto Ash estava no quarto com Frederick, sem que sequer imaginasse estava ninguém menos que o Barão Edrick III, que sempre esteve acostumado a ter toda a atenção do sexo feminino sentiu seu orgulho um tanto ferido ao ser quase ignorado pela dama misteriosa. Se interessou tanto, a ponto de esperá-la sair do edifício para segui-la até uma doceria que ela havia se dirigido. Lá, quando ele faz sua aproximação ela apesar de educada, se mostra desinteressada e isso o fez ainda mais persistente. Não diretamente, mas ela realmente marcou e chamou-lhe atenção.



"Não se voltaria contra Philip por zombar do inusitado flerte fracassado, quando estava habituado a ver o patrão voltar das abordagens, vitorioso ou até entediado, jamais contrariado. "



Como se o destino estivesse conspirando contra ela, quando chegou ao ponto de encontro sua carruagem não estava a sua espera e um forte temporal se iniciou. Ela, não teria como andar por horas até chegar em sua cidade e prontamente seu socorro lhe apareceu. Novamente, o Barão. (ele não desiste né? - foi o que pensei kkk)

Bom, ela não via ninguém que pudesse lhe ajudar, estava sozinha e apesar da repulsa que ela parecia mostrar pelo Barão, aceitou sua oferta de carona até sua cidade. Mas para seu desagrado total, a carruagem sofreu um acidente, impossibilitando seu retorno naquele dia.

Aos poucos começamos a perceber que Ashley não queria estar em Apple White, onde vivia o barão, na verdade ela tinha péssimas lembranças daquele lugar, de primeira mão sabemos o porque apesar de imaginar devido aos pesadelos que a atormentaram na primeira noite, mas quando a história vai vagarosamente se desenrolando e quando ela começa a perceber que Edrick é diferente dos outros homens que passaram na vida... Vida essa ainda muito mal contada. kkk (Quem sou eu pra contar né?).



- Acho que... - Ashley pensou um segundo e deu voz à analogia particular. - Uma borboleta cansada de voar por canteiros áridos e feios, relutaria em acreditar que um jardim florido, sozinho, pudesse ser inteirinho dela.- Só para que fique claro,... eu sou o jardim, não sou?- Sim, você é o jardim.- Pois então acredite e fique à vontade. Sou todo seu, cansada borboleta.



Só te digo uma coisa, quando um problema aparece tudo se torna uma bola de neve e tanta coisa jogada no ventilador que eu simplesmente não consegui desgrudar do bendito livro até ele acabar. Eu torcia pelos dois, depois não via como ter futuro, mas queria que ficassem, mas Deuuus ele não aceitará, mas... mas... Se eu não amasse tanto o livro que esta belamente dedicado pela autora, teria jogado na parede por não ter o segundo nas minhas mãos.









Gente, você PRECISAM ler esse livro. Sério quando disse que ele se tornou o favorito do ano, não brinquei. Eu sonhei com ele, eu fico o tempo todo achando que eu vi um filme, mas que não terminei! Ahhh eu preciso do segundo livro e preciso pra ONTEM! kkkk não gosto de favoritar séries até que eu leia o último, pra ter uma média, mas esse... nem preciso.. E repito, NÃO PRECISO LER pra saber que vai ser maravilhoso.

....

Me empolguei não foi? kkkkk Ah vá, apenas leia Halice.

Beijo!

site: http://www.livrosdanatyrangel.com.br/2017/12/resenha-borboleta-negra-halice-frs.html
comentários(0)comente



Jessica.Stefany 03/11/2017

Surpeendente
Foi um livro que me surpreendeu do começo ao fim. Uma historia envolvente e fascinante, que te prende do começo ao fim. Os personagens principais são marcantes, cada um com seus demônios, seus medos e sofrimentos. Mas que quando estão juntos se esquecem de tudo. A autora soube muito bem trabalhar a historia. Soube desenvolver cada personagem, como ir desvendando os mistério a cada capitulo. Mostrou que quando o amor e forte supera qualquer trauma. Mostrou o verdadeiro modo de vida das pessoas naquela época. Super recomendo este livro por ser muito bom. Uma trama maravilhosa. Ansiosa pelo segundo livro.
comentários(0)comente



Cris.Pimentel 14/04/2017

Como não amar.
Este é daqueles livros que nos faz ficar lendo "só mais um capítulo", e quando vemos já são cinco da manhã...
Uma história de amor, super bem escrita, com personagens sólidos, trama bem montada, que nos faz querer saber mais.
Impossível não se apaixonar por Edrick e Asheley, os personagens principais. Ele, um homem decidido que sabe o que quer e ela, uma mocinha nada fraca, que está longe do lugar comum.
Tomei um susto quando soube que a autora era brasileira, tamanha a maestria que escreve sobre o cenário da vida na Inglaterra do século xix.
Não falarei da história, pois as outras resenhas já contam o enredo, mas afirmo, que é um romance que não passa em branco, que só vai melhorando conforme avança.
Imperdível.
comentários(0)comente



22 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR