Coroa Cruel

Coroa Cruel Victoria Aveyard




Resenhas - Coroa Cruel


131 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Ana Karina (@aanadoslivros) 30/05/2020

Coroa Cruel
É um livro bem introdutório para conhecermos o que aconteceu com alguns personagens antes dos acontecimentos do livro Rainha Vermelha, conheçemos a história da primeira rainha (mãe do Cal) e uma das aliadas do comando vermelho e que nos leva a história até o ponto em que todos vão conhecer a Mare Barrow. Nos deixa na expectativa do que está por vir nos próximos livros, assim me deixou bem curiosa com o que vai acontecer com os personagens em Espada de vidro.

Não é um livro que aconteça muita coisa, foi bom principalmente para entender o que aconteceu com a primeira rainha, achei ela um pouco "mole", seria o momento que ela poderia se aliar ao rei e "tentar" mudar as coisas com o comando dele, mas ela acabou se entregando para as coisas que estavam acontecendo á sua volta, acabou sendo muito manipulável e deu no que deu, né?! rsrsrs, mas vamos lá continuar essa série e ver as cenas dos próximos capítulos.
comentários(0)comente



Beccaraujx 04/08/2020

O livro Coroa Cruel traz dois contos do universo de A Rainha Vermelha e um trecho do segundo livro da saga, Espada de Vidro.
No conto "A canção da rainha" a autora conta a historia da rainha Coriane, a mãe de Cal, conta sobre sua juventude na casa da família Jacos e sobre sua mudança quando seu pai se torna governador, além disso apresenta o príncipe Tiberias VI, ou Tibe (como Coriane o chamava) contando como o mesmo conheceu Coriane e se casou com a mesma, além de relatar o triste fim da vida da jovem rainha.
No segundo conto "Cicatrizes de aço" há uma maior explicação sobre como a Guarda Escarlate passou a ter sei impacto em Norta. A autora apresenta a operação Teia vermelha, a primeira operação da Capitã Farley, no conto também é revelado quando Shade Barrow entra na guarda e revela seus poderes pela primeira vez.
E por fim, o livro traz um trecho do livro Espada de Vidro, sendo apenas um trecho inicial que narra a "fuga" de Mare e Cal do palácio, logo após Maven ser declarado rei e Mare e Cal serem declarados criminosos e fugitivos, no trecho os dois fugitivos são capturados pela Guarda Escarlate e são levados para um lugar desconhecido onde Mare reencontra sua família e se ve separada do principe.
comentários(0)comente



Lygia 12/01/2016

Eletrizante!
Para acalmar os ânimos gerais, esse mês a Editora Seguinte lança Coroa Cruel, que possui contos que se passam no universo da série. Já adianto: os contos possuem spoilers para quem não leu A Rainha Vermelha, obviamente.

No primeiro conto, Canção da Rainha, conhecemos brevemente a mãe de Cal, Coriane Jacos, desde sua adolescência até o fim da sua breve vida. É tudo bem rápido, mesmo. Senti até falta de mais sobre ela. Descobrimos como a jovem prateada Cantora conseguiu conquistar o coração do futuro rei com sua delicadeza e submissão. É abordado também de maneira breve seu relacionamento com o irmão Julian e a amiga Sara (lembram que ela perdeu a língua por depor contra a Rainha Elara? Pois é). Aos poucos, o que Victoria construiu para seu universo vai se expandido com outra visão, dessa vez, da prateada de dentro da corte. É interessante ter a visão de uma pessoa que pertence ao jogo de poder pela Coroa e toda a política envolvida. Percebemos que nem todos os prateados são ambiciosos. E desde já temos o vislumbre da crueldade de Elana, que quando foca em um objetivo, dificilmente algo pode pará-la.


Já Cicatrizes de Ação traz a visão de Diana Farley, uma das capitães da Guarda Escarlate. Com muitos jargões de guerra e mais de 100 páginas, já achei que foi um conto longo demais. Mas é uma boa pedida para quem gosta de mais ação e quer descobrir como os rebeldes vermelhos se organizam, sua hierarquia e todos os esquemas de guerra. Foi bom sair um pouco das intrigas da Corte, porém, como citei, achei que poderia ter sido mais breve, apesar de ser bastante dinâmico e permeado por cartas secretas com ordens "superiores". Já podemos ver que a GE possui uma extensão muito maior que o imaginado, e já instiga o leitor: quem realmente está no comando da rebelião? Como eles surgiram e se organizaram de maneira efetiva dessa vez? Para quem curtiu a breve aparição do irmão de Mare, Shade, vale também a leitura.

E finalmente, para fechar com chave de ouro, temos os capítulos iniciais do aguardado segundo volume da série, Espada de Vidro. Esse é o diferencial de adquirir o livro físico. A editora brasileira disponibilizou gratuitamente os contos na Amazon, mas com o livro, temos um pouco mais de Mare, Diana e Cal para poder aplacar a ansiedade até fevereiro. Mais um mês para saber como Victoria vai desdobrar sua história.

Já adianto: Victoria continua exatamente de onde parou em A Rainha Vermelha. Sem tempo para respirar, somos inseridos na fuga de Cal e Mare, ajudados por Diana. O leitor se vê sem chances para muita esperança para os protagonistas, já que o cruel Maven está logo atrás deles, como um furacão, ansioso para finalizar o banho de sangue que iniciou. O ritmo é alucinante, e a Guarda Escarlate não vai ceder tão fácil. Só tenho a dizer três coisas: preciso de Espada de Vidro pra ONTEM, pobre Cal

site: http://www.brincandocomlivros.com/2016/01/coroa-cruel-victoria-aveyard.html
Paizany 25/12/2016minha estante
meu deus ja li a rainha vermelha e a espada de vidro, mas como muitos outros me decepcionei com o final...eu vou comprar a coroa cruel em breve...e gostaria de saber se vai haver uma continuação ??




Lucie 29/02/2020

Bom
O conto: Canção da Rainha foi meio blé, achei bem superficial e não gostei tanto da Coriane quanto eu imaginava que iria gostar. Só aumentou minha raiva pela Elara.
Cicatrizes de Aço eu amei, Diana Farley certamente é minha única personagem favorita da série (talvez o Shade também).
comentários(0)comente



Sam 25/04/2020

Passado
Eu acho muito divertido essa brincadeira de descobrir o passado e ver de perto o ponto de vista de outro personagem tão importante na história principal.
Biahhy 25/04/2020minha estante
Li apenas o primeiro dessa série e parei de ler




Nath(y) 20/08/2020

Resenha: Coroa Cruel
Esse livro é dividido em 3 partes:
Conto sobre a Rainha Coriane
Conto sobre a Farley
Primeiro capítulo de Espada de Vidro

1º Conto:

Aqui teremos a oportunidade de conhecer de conhecer melhor a Rainha Morta, mãe de Cal, Coriane.
O conto será narrado pela própria, e mostrará o trajeto pelo qual ela passou: de filha de uma Casa falida e desprestigiada, para Rainha de Norta -sem Prova Real-. A acensão repentina junto de seu poder (como cantora ela pode controlar as pessoas), acabou levantando boatos de que só havia se casado com o na época futuro rei, pois tinha o ?enfeitiçado?. Esse é um dos pontos apresentado à nós, quando lemos o diário de Coriane.



2º Conto:

No segundo conto acompanharemos (minha querida) General da Guarda Escarlate, Farley, porém antes de ser General e ter alguma outra patente importante. Veremos por meio de sua narração e ?documentos? como foi sua missão para fazer aliança com a gangue dos Piratas de Harbor Bay, e para recrutar novos rebeldes.



3ª parte:

Aqui teremos o 1º capítulo de Espada de Vidro, isso me causou uma enorme decepção com bônus de ressaca. Pensei que o capítulo que viria, seria algo inédito, mas não foi.
Acho que o motivo principal pra ter achado isso, foi que vi que a ordem para ler era depois de Prisão do Rei.

O livro em si, é muito interessante, porém não se iludam como eu, com o capítulo não inédito de Espada de Vidro.
comentários(0)comente



youngisbell 08/11/2020

Eu gostei muito do conto da Farley, sendo minha personagem favorita do universo adorei totalmente.

Já os outros contos achei bem chatos.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



mhekira 04/10/2020

o livro é mais pra preencher a história msm, isso não quer dizer que ele é ruim, faz uma ponte entre as histórias dos personagens e esclarece muitas coisa, recomendo pra quem está lendo a rainha vermelha
comentários(0)comente



Glauciene.Barros 31/03/2020

Um pouco superficial e poucos pontos positivos
O livro foi superficial porque achei que fosse contar muito mais coisas sobre Coriane e, talvez, até algo que impactasse o resto da história. Não ocorreu.
Diana e Shade, interessante mas nada muito impactante.
comentários(0)comente



Luan | @carpediemliterario 26/03/2020

Não trouxe nada de novo
Fiquei na expectativa dos contos trazerem algo de interessante para a trama, mas serviu apenas como um complemento para o primeiro livro e a adição de algumas pequenas explicações para fatos que ficaram avulsos no livro anterior. Não foi uma completa perda de tempo, mas esperava bem mais do que dois contos bem superficiais. Gostei mais do conto da rainha. ;)
comentários(0)comente



Karol Almeida 10/07/2020

Livro curtinho, com apenas dois contos de duas personagens que, na minha humilde opinião, foram super subestimadas na série. A prateada Rainha Coriane que, se não fosse aquela bruxa, teria sido uma rainha incrível. E a vermelha Farley, que desde o livro 1 tem minha admiração. Uma personagem feminina forte e tão necessária. Conseguimos ver suas primeiras interações com Shade e Mare, e é muito legal ver acontecimentos, que já foram vistos antes, através de uma nova perspectiva!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Kennia Santos | @LendoDePijamas 14/01/2016

VAMOS NOS LEVANTAR, VERMELHOS COMO A AURORA.
CANÇÃO DA RAINHA
Estou aqui procurando a autora de Rainha vermelha. Excelente em criatividade e em destrinchar os fatos de forma que impressiona, surpreende e aflige o leitor.
Porque, meus caros, esse conto, ele foi... uma droga total.
A imagem que eu tinha da Coriane? Uma rainha que surgiu de casas inferiores, superou todos os mal-falados e conseguiu conquistar não apenas o coração do rei, mas de todo povo. Que apesar de várias acusações se manteve no reinado de cabeça erguida e exalando força.
O que ela realmente era? Aflita, carente e insegura.
São raros os momentos nos quais ela transparece felicidade, ou vontade de estar onde estava. Bastante dramática às vezes, mesmo depois de Tiberias negar fazer A prova real que é exigida por lei, só pra ficar com ela, se sentia pressionada e dispersa a todo tempo. Foi manipulação da Elara? Em parte sim, mas antes mesmo de conhecê-la, Coriane já não foi do meu agrado.
A única coisa que me agradou um pouco foi poder conhecer o início de Julian e Sara Skonos, e por mais corrido que tenha sido qualquer aparição deles, percebe-se que era verdadeiro e solene o relacionamento dos dois.
A minha decepção em relação à autora, Victoria Aveyard foi: escassez de detalhes. A proximidade dela com o rei Tiberias, a decisão de darem um passo à frente, casamento, gravidez, nascimento do Cal (gente, do CAL!).. ok, é um conto, não esperava detalhes esporadicamente descritos com precisão, mas ela não descreve NADA, NADA! Em um parágrafo ela diz que ia ser pedida em casamento, no outro já está frustrada por ter abortos espontâneos dois anos depois. E a morte dela? Sem nexo algum. Sequer lutou, morreu de cabeça erguida, pra servir de espelho para as próximas gerações.. não.
No fim das contas, você só consegue constatar que a Elara é uma megera, mas isso, nós que já lemos A rainha vermelha já sabíamos claramente não é?

CICATRIZES DE AÇO
A história gira ao redor da história da Farley, atual comandante da Guarda Escarlate, contando seus passos, desde como ela deixou de ser uma simples soldada e se tornou a líder, e como ela lidou com essa transição, principalmente psicologicamente. A Aveyard detalha mais nesse conto, mas continuei achando ele bem chatinho, até a aparição de..
Shade Barrow.
Sério, amei demais. Senso de humor, coragem, valentia, todos utilizados na hora certa, de forma eficaz. Fácil constatar que é parente da Mare.
O conto fica melhor ainda quando intercalado em quesito de tempo com o fim de A rainha vermelha, onde mostra os passos da Guarda Escarlate para chegarem a determinado ponto.
Bem melhor, mesmo. A classificação, apesar de parecer razoável, se deve unicamente à ele, porque para o Canção da rainha eu nem me daria ao trabalho de classificar.

E CLARO, TENTEI ME SEGURAR, MAS NÃO CONSEGUI E LI OS PRIMEIROS 4 CAPÍTULOS DE ESPADA DE VIDRO.
Depois de me decepcionar com o conto, fiquei com medo de ser ruim, mas meus caros...
SE PREPAREM, VAI SER ESPETACULAR.
mbarcelos2 25/01/2016minha estante
leu os 4 capitulos de espada de vidro onde? só achei o 1 :c


Kennia Santos | @LendoDePijamas 03/02/2016minha estante
Foram quatro, no final mesmo.




Ane 01/08/2020

Coroa Cruel é a junção de dois contos sobre o Reino de Norta e Guarda Escarlate.

"E NÓS VAMOS NÓS LEVANTAR. VERMELHOS COMO A AURORA."
comentários(0)comente



131 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |