Com Amor, Simon

Com Amor, Simon Becky Albertalli


Compartilhe


Resenhas - Simon vs. a agenda Homo Sapiens


387 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Juninho 13/02/2019

Filme
O livro conta a história de um garoto que esconde sua sexualidade para os outros
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Nat 07/02/2019

Simon é gay, mas nem sua família nem seus amigos sabem. Ele simplesmente não quer pensar em sair ou não do armário.

"Mas estou cansado de sair do armário. Tudo que eu faço é sair do armário. Tento não mudar, mas estou sempre vivendo essas pequenas mudanças. Arrumo uma namorada. Tomo uma cerveja. E, todas as vezes, preciso me reapresentar para o universo."

Ele se corresponde por email com um garoto misterioso que se identifica como Blue, e esses e-mails fazem o coração de Simon bater mais forte. O problema começa quando essa correspondência é descoberta por Martin, que começa a chantagear Simon (se ele não fizer o que Martin quer, todo mundo vai descobrir seu segredo, e sua relação com Blue termina sem nem sequer ter começado). Agora Simon vai ter que se virar e aceitar mudanças em sua vida, se quiser ser feliz ao lado do garoto encantador que conheceu por email.

Este foi o segundo livro com temática LGBT que li e gostei muito da forma como a autora aborda essa questão de sair do armário para um adolescente, e toda a questão social da homossexualidade. Simon é um personagem encantador, o tempo todo me peguei imaginando quem poderia ser Blue. A melhor parte e que me deixou mais tensa foi quando Simon disse aos pais que era gay, ele já havia falado como os pais se portariam em uma situação dessa, mas ver que ele estava certo me aliviou muito. Um livro pequeno e simples, com uma narrativa ótima. Recomendo.

site: http://ofantasticomundodaleitura.blogspot.com/2019/01/simon-vs-agenda-homo-sapiens-becky.html
comentários(0)comente



estante.da.gabi 05/02/2019

Simon vs A Agenda Homo Sapiens 📕
⚡️Um livro com linguagem simples, voltado para o público infanto-juvenil, mas com mensagens fortes.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⚡️Simon tem dezessete anos e se apaixonou por um garoto misterioso que estuda em sua escola através de e-mails. Só um detalhe: Simon ainda não contou para ninguém que é gay. Ele, junto deste garoto misterioso, começa a se autoaceitar para, aos poucos, se prepararem para contar aos outros sua orientação sexual. Só que tem um problema: Martin, um garoto que Simon considera esquisito, descobre os e-mails de Simon e seu segredo sobre ser gay. É a partir daqui que o livro começa a se desenvolver.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⚡️Este é um livro cuja trama envolve inúmeros temas fortes de maneira simples, o que torna a leitura muito proveitosa. Além disso, os personagens são desenvolvidos não apenas por suas qualidades e dificuldades, mas por defeitos também.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⚡️Vejamos Simon. Ele tem características de um garoto comum de 17 anos, mas possui um problema de se colocar como o centro de todos. Por trás de toda a sua luta para conseguir se aceitar, e assim, ser aceito, ele põe em risco a amizade dele com Abby e Leah, por exemplo. A todo tempo ele se preocupa que Martin não vaze seu segredo e não mede esforços para que ele não seja revelado, como forçar certos relacionamentos com a Abby e excluir Leah de decisões importantes, sem se preocupar com o impacto que isso ia causar na vida delas.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⚡️Por mais que eu tenha ficado irritada com o Simon em várias partes do livro, posso dizer que foi algo bom, pois a autora não procurou romantizar o tema.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⚡️Por fim, acima de todos esses fatores, a evolução da relação entre Simon e Blue é simplesmente linda! Adorei como eles foram se amadurecendo e criando coragem juntos para contar ao mundo (ou pelo menos àqueles que amam) sua real identidade, o seu real “eu”. Me emocionei demais! Adorei! Recomendo muito o livro a todos, pois temas como esses são necessários serem retratados entre nós.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⚡️ Se vcs gostam de livros que abordem temas semelhantes a esse, recomendo muito Garoto encontra Garoto, de David Levithan e Will & Will, de John Green e também David Levithan.

site: https://www.instagram.com/p/Br22oyjAMwl/?utm_source=ig_web_copy_link
comentários(0)comente



Allan Ramos 04/02/2019

Simon vs a agenda homosapiens
Livro escrito por psicólogo tem outro nível! Eu passei por muitas das situações que estão no livro. Ler isso depois de tanto tempo foi uma experiencia muito interessante. Contudo não acredito que esse livro tenha uma história tão interessante ao ponto de virar um filme (risos).
O livro também passa algumas mensagens sobre discriminação, algumas sutis e outras mais densas e espessas.

"Ela disse uma vez que preferia que as pessoas a chamassem logo de gorda a ficar ouvindo merda sobre o peso de alguma outra garota. E acho que concordo. NADA É PIOR DO QUE A HUMILHAÇÃO SECRETA DE SER INSULTADO POR SEMELHANÇA" (pág. 27) "Sobre se sentir preso dentro de si mesmo. No meu caso, nem penso que tenha a ver com as outras pessoas acharem que me conhecem. O caso é que eu quero me manifestar e falar e fazer certas coisas, mas sempre me contenho. Acho que grande parte de mim sente medo" (pág. 57)"

Enfim, o livro me deixou com gosto de “quero mais!”
Albertalli, Parabéns !
Rafael.Moreira 06/02/2019minha estante
Esse tá na minha lista, mas acabei vendo o filme primeiro aí o encanto meio q acabou sabe?


Allan Ramos 06/02/2019minha estante
Sei bem como é! Eu tive isso com "Harry Potter". Acabei assistindo os filme e não senti vontade de ler os livros rsrs
Hoje eu sempre faço o inverso.
O livro é muito bom ! Recomendo :)


Rafael.Moreira 06/02/2019minha estante
Quero ler!
Harry eu vi os filmes tb., mas tbm tenho vontade de ler os livros.
Haja grana pra ler tudo hahaha
Mas eu curto mais suspense, então se tem.um.suspense promissor pra ser lançado,eu acabo passando ele na frente dos q não são hehehe


Allan Ramos 07/02/2019minha estante
Eu comprei a trilogia completa de Harry Potter ... Tinha uma mega promoção na Amazon! Foi irresistível. Assim que eles chegarem vou colocar na minha meta do ano rsrs


Rafael.Moreira 07/02/2019minha estante
Eu já tenho eles... aquela edição maravilhosa de capa dura. Eles tão lá na minha estante ainda com o plástico haha
Tenho q agilizar minhas leituras.
Depois de percy Jackson eu nunca mais li coisas assim de fantasia.... Vai ser um revival pra mim :)




ViVi 01/02/2019

Aquece o coração?
É uma leitura simples e leve,ótima para descontrair e relaxar lendo cm uma boa xícara de café.
comentários(0)comente



Jully.Suarez @jullysbookland 30/01/2019

“Ele falou sobre o oceano entre as pessoas. E que o objetivo de tudo é encontrar uma margem até a qual valha a pena nadar”

Acho que esse é o livro mais haypado do momento, por isso nem preciso fazer um resumo da história, todos sabemos do que se trata...hahaha
Mas gostaria de falar sobre o que eu achei da história.
Foi uma experiência de leitura muito boa, por conta da história leve e muitas vezes engraçada.
Me emocionei com a forma natural que a família e os amigos de Simon agem.
Adorei cada uma das referências a livros e músicas.
Sorri cada vez que o Simon sorriu.
Esse livro me fez reparar em algo muito bom que nós, leitores, temos de sobra: Empatia.
A capacidade de sentir cada coisinha que nossos amados personagens sentem.
Espero no futuro encontrar outras histórias como a do Simon, que me façam perceber o bem que tenho em mim. ❤️📚

“Você não acha que todo mundo deveria ter que sair do armário? Por que o comum é ser hétero? Todo mundo devia ter que declarar o que é; devia ser uma coisa bem constrangedora, não importa se você é hétero, gay, bi ou sei lá o que. Só uma ideia."

site: https://www.instagram.com/p/Bh2UQI5HMuX/
comentários(0)comente



Jean.Parra 30/01/2019

“Todo mundo merece uma grande história de amor”
Simon Spier tem apenas dezesseis anos e um grande segredo: ele é gay. Não que isso seja um problema para ele, pelo contrário. Ele apenas não vê necessidade em "sair do armário" e acha ridícula a ideia de rótulos e padrões impostos as pessoas. No entanto, Simon encontrou alguém para dividir esse segredo e trocar confidências e experiências: um garoto que atende pelo pseudônimo "Blue". Apesar de saber que estudam no mesmo colégio, Simon conhece Blue apenas por mensagens de emails, as quais são descobertas por Martin Addison, um chantagista que ameaça revelar o segredo de Simon em troca de um favor: um encontro com uma das melhores amigas do protagonista, Abby Suso.

Bom, devo confessar que eu assisti ao filme primeiro (não me julguem), me acabei em lágrimas, e ao ler o livro tive a mesma emoção, como se estivesse vendo a história de Simon Spier pela primeira vez. Sem dúvidas, Becky Albertalli consegue arrancar um misto de sentimentos ao longo da narrativa e ainda deixar aquele calorzinho no peito ao final da leitura. Por mais que o enfoque do livro pareça ser a orientação sexual do protagonista, sua história não se limita a esse mero detalhe. Temos uma história repleta de personagens incríveis e com tramas profundas, que apesar do espaço limitado diante do drama de Simon, ainda assim se fazem presentes e importantes para o desenvolvimento da narrativa.

É uma história de amor como qualquer outra e ao mesmo tempo única, que mostra que o amor não se limita as aparências físicas e reflete a importância da família no processo de autodescoberta e auto aceitação na vida de um indivíduo LGBT+. Nesse último aspecto cabe ressaltar uma cena em que a mãe de Simon comenta sobre a felicidade que ela e o marido sentiram quando o tiveram por ser um menino, e apesar de estarem lidando de forma "natural" com a revelação de Simon, ele diz "Me desculpem por não ter sido tão menino assim", e eles destacam o quanto o filho é um menino incrível.

site: https://www.instagram.com/p/Bs6S7HUAqv0/?utm_source=ig_share_sheet&igshid=2sk01csiot8b
comentários(0)comente



tati_loverock 28/01/2019

Simon vs. a agenda Homo Sapiens é o primeiro livro que leio da Becky Albertalli e simplesmente adorei, é um tipo de escrita divertida e viciante. E a história é muito fofa, foi uma delicia acompanhar os e-mails do Blue e do Jacques, e ver como o Simon vai aos poucos tendo mais coragem para ser ele mesmo. Gostei que o livro aborda o tema sobre a homossexualidade de uma forma leve e o final foi maravilhoso. Adoraria que o livro tivesse mais páginas porque achei uma pena que ele acabou tão rápido.
comentários(0)comente



Jew Reader 27/01/2019

FUFIS!
4,5 ?
comentários(0)comente



mads 20/01/2019

oreos com leite!
indubitavelmente fofo. sério. eu sorri quase o livro inteiro (claro, fora o momento de surto no meio que quase me fez querer cometer um assassinato. o que é maluco, porque era o assassinato de uma pessoa não-real, então, talvez, seja um uso errado da grafia. um pseudo-assassinato). o simon é incrível. e o blue também. é uma boa história dentro desse gênero e é leve. algo que você lê em um dia ou dois e usa pra relaxar. também há a parte reflexiva sobre se tratar sobre a comunidade lgbt e esse é meu segundo romance gay, e eu, particularmente, adorei. não só por esse fato, mas pelo completamento que deu. amém, becky. você é incrível e é uma das minhas orelhas de livro favoritas.
mads 20/01/2019minha estante
de uma pessoa não-real. credo. não real*. tudo bem.




mcah 18/01/2019

O livro me conquistou na capa, mas o interior é surpreendente
Para cada momento de leitura, tenha um pacote de biscoito Oreo do lado. Você vai querer acompanhar Simon nesse lanche.
A autora Becky Albertalli uniu sua incrível capacidade de escrita com seu lado profissional. Psicóloga, ela teve contato com muitos jovens em processo de descobrimento e aceitação. Como a própria autora diz em sua carta de agradecimento, o livro Com Amor, Simon foi escrito para todos esses.
A história acompanha a vida de Simon Spier, um garoto comum que esconde um segredo: ser gay. Em sua escola, os alunos criaram um Tumblr onde todos postam o que querem. Em anonimato, por meio do blog, Simon conhece outro garoto gay, com quem troca e-mails usando nomes fictícios; Jacques e Blue (o garoto do outro lado da tela).
Blue entende Simon, eles se sentem livres e confortáveis e nutrem o mistério acerca de quem são. Inicialmente tudo é incrível, afinal, Blue é apaixonante. No entanto, por um descuido, Martin Addison, um colega da escola, consegue cópias dos e-mails e ameaça expor na rede social se Simon não ajudá-lo a conquistar uma de suas amigas, Abby.
O livro começa com a cena da chantagem e, aos poucos, vamos descobrindo os detalhes para que esse momento aconteça. Escrito na primeira pessoa do presente, o leitor descobre tudo junto ao personagem, fazendo com que os outros tenham pouca profundidade. Simon está muito envolvido em seu relacionamento e identidade secretos para ter curiosidade sobre a vida alheia, embora se considere fofoqueiro. Conhecemos seus desejos e medos, vícios e gostos (Olá, biscoito Oreo) e, gradativamente, vamos nos apaixonando pelo personagem apesar de seus erros.
O mundo externo também é pouco documentado, apenas pequenos detalhes do ambiente para que moldemos as pessoas ou saibamos sua localização. Porém, Albertalli consegue fazer com que não sintamos tanta falta, sua escrita carrega dinamismo e leveza e, às vezes, um simples comentário consegue criar a ambientação necessária.
Simon tem três melhores amigos, Leah, Nick e Abby, estando os três envolvidos num indireto triângulo amoroso que apenas Spier tem conhecimento. O relacionamento entre eles carrega os problemas de qualquer adolescente: romance, insegurança e, às vezes, segurança demais. Em meio a isso tudo, para ter seu segredo guardado, Simon cede às ameaças, mesmo que isso implique em atuar diretamente na vida e escolhas de pessoas próximas.
Por outro lado, o relacionamento através de e-mail entre Jacques e Blue se encaminha positivamente para ambos. As conversas mantem o cuidado de não expor suas identidades. Os dois estudam na mesma escola e o anonimato ainda é uma opção. Tanto para os personagens, quanto para o leitor. São e-mails tão gentis, apaixonantes e divertidos que temos medo que acabe; e é gostoso ficar imaginando se Blue é um dos colegas cruzando o caminho do personagem ou não. Quando o mistério, então, tem fim, o decorrer disso consegue ser igualmente incrível.
Apesar de o segredo de Simon ser descoberto por estardalhaços, isso nos leva a ver a reação da família, amigos e núcleo escolar. Diferente de algumas histórias, temos menos preconceito envolvido – embora algumas cenas sejam retratadas. Os pequenos problemas em torno disso se resolvem depois de alguns capítulos. As mentiras têm suas consequências, mas vemos amor e perdão sendo usados de maneira genuína, mostrando um lado cuidadoso, engraçado e amoroso do personagem.
Com Amor, Simon não é um livro para mostrar como a sociedade reage diante da homossexualidade. É para saber como um jovem pode lidar com isso antes de se preocupar em como os outros o verão após a descoberta. Perguntas como “Por que ser gay não é normal?” e afirmações do tipo “Todos deveriam ter seu momento de Sair do Armário, seja hétero ou gay” fazem parte da construção desse romance.
“Todo mundo merece uma grande história de amor” e, particularmente falando, acho que todo mundo merece ler sobre uma grande história de amor. É leve, rápido e você vai adorar ter uma capa tão linda com um conteúdo tão promissor.

site: https://ocapacitor.com/resenha-com-amor-simon-becky-albertalli/
comentários(0)comente



Hayashi 18/01/2019

Muito bom...
Ler esse livro foi realmente uma experiência incrível...mesmo eu tendo visto o filme primeiro ...
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



breenda 17/01/2019

Se tornou meu favorito!
Foi tão delicioso ler esse livro e conhecer o Simon e seus amigos. Me apaixonei junto com ele e sofri tbm, já tinha descoberto qm era o Blue antes da revelação e mesmo assim me surpreendi. Esse livro nos ensina tanto e faz com que pensemos em como as pessoas lgbtq+ se sentem e em como devemos apoia-las. Leiam antes de ver o filme!
comentários(0)comente



387 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |