O Garoto que Tinha Asas

O Garoto que Tinha Asas Raiza Varella




Resenhas - O garoto que tinha asas


125 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Ray 13/08/2020

O Garoto que Tinha Asas
Augusto (Monstro) é um excelente médico cardiologista que, por mais estranho que pareça, mantém um histórico de corações feridos maior ou igual ao histórico de corações que conserta, tamanha a sua brutalidade e impiedade. O monstro tem certa aversão a compromisso e sempre se gabou por dispensar uma fila de mulheres. Augusto está certo de que nunca irá se apaixonar, mulher nenhuma o fará mudar de ideia porque ele não acredita muito no amor.

Uma madrugada e um olhar parecem o suficiente para mudar algumas coisas e dar a ele um par de asas. Em uma madrugada Augusto presencia uma garota sendo perseguida e sofrendo um terrível acidente de carro. Preocupado e curioso, como nunca antes estivera, ele sai em busca de tentar ajudá-la sem ao menos imaginar o que lhe espera. Ele vai em direção ao carro destroçado da menina que, logo, o implora por ajuda, ajuda para proteger a vida dela. Num impulso, o monstro acaba se deparando em meio a uma promessa a garota sem nome.

Passei o começo do livro odiando o Augusto (seu apelido o descreve perfeitamente), achei até que fosse abandonar a leitura, já havia conhecido o mesmo no livro anterior "O Garoto De Olhos Azuis" e, desde lá, eu já não gostava dele. Neste livro, porém, ele mostra suas diferentes facetas e nos leva a um turbilhão de emoções, cheio de altos e baixos até sua redenção.

A escrita da Raiza, como sempre, boa e muito envolvente trazendo, neste livro, mistério, drama, um mocinho longe de ser um príncipe e a trama um tanto previsível, mas boa.

Enfim, o livro tem seus encantos e, apesar de eu ainda preferir o primeiro livro, O Garoto Que Tinha Asas também vale a leitura.
comentários(0)comente



Bia 28/08/2020

A Bela domou a Fera
Quero um Monstro desse pra mim! Ele foi um porre no começo e eu já não gostava por causa do livro da Babi mas ele cresceu tanto que me apaixonei, Anna e Nick quero por num potinho por tudo que passaram. Raiza mais uma vez arrasando na história.
Ps: quero matar o Gustavo!
comentários(0)comente



Jessica A. 02/07/2020

Apaixonadinha nesse monstro irritante!
Leve, gostoso e fluído. Essas foram as 3 palavrinhas que definiu esse livro.

Gostei da trama, de como os personagens se desenvolveram e de como a história flui tão fácil. Fora que a família é extremamente doida!

Não dei 5 estrelas, pois achei que deveria ter tido um "tchãm", sabe? Achei que a autora deu uma modificada na mocinha ao longo da história, lá no início eu tinha uma ideia de como ela era, mas ao longo do livro, ela foi ficando um pouco diferente do que eu esperava. Às vezes, sendo positivo, e algumas vezes, negativo.

E um outro ponto, achei que poderia ter sido mais explorado a história em si da mocinha, tudo o que aconteceu com ela e um pouco mais de polêmicas que estavam por trás dos segredos dela. Foram pouquíssimas páginas contando sobre e apenas lá no finalzinho do livro, fiquei me corroendo a história toda pra ler algo tão curtinho. Queria mais!

Ah, não poderia deixar de comentar sobre o mocinho… É aquele machão que jamais quer se apaixonar, mas assim que ver uma garota perdida e indefesa, já era! Gostei desse homão todo!

Enfim… gostei da escrita da Raiza Varella. Nunca tinha lido nada, já ouvi falar muito bem dos livros, e sempre fiquei curiosa pra saber como era.

Não li o primeiro livro da série ou trilogia (acho que é trilogia rsrs), mas não me atrapalhou em nada, só agora já sei praticamente toda a história do primeiro, mas isso eu já imaginava kkk Quem sabe em um futuro breve eu pegue pra ler?!

Nota: 4
Lido em: 24/06 a 28/06/20.
Celia 25/07/2020minha estante
Ah, você voltou! Senti a sua falta. Seja bem-vinda de volta.


Jessica A. 25/07/2020minha estante
Volteeeeiii mulher!!! Tbm senti ??????


Celia 25/07/2020minha estante
Bom retorno! :)


Jessica A. 25/07/2020minha estante
Obrigada minha gata! Ótimas leituras pra gente??




Mari 30/07/2020

Uma mistura de emoções!
O segundo livro da série dos encantos irmãos Bittencourt vai falar um pouco de Augusto, conhecido como Monstro.
O apelido já diz tudo sobre Augusto, homem que não tem sentimentos (exceto quando envolve a família), mau humorado, rude e muitas outras características não tão boas.
Porém a garoto sem nome aparecerá e mudará um pouco da rotina desse homem...

Uma história bem baseada na Bela e a Fera (o que não é preciso nem explicar só pelo apelidinho carinhoso do Guto kkk)

Acho que gostei um pouco mais da história do Augusto com a garota sem nome do que a história da Babi com o Ian (e olha que eu amei tbm).
A única coisa que me incomodou foi o mistério da garota, que ela demorou muito a contar toda a sua história!
comentários(0)comente



Camis 20/08/2020

Gostei da história, tem um pouco de suspense, romance que eu adoro, mas não foi meu favorito da triologia, porém é uma história gostosa de ler, tem um pouco de humor tbm, mas o q mais me cativou no livro foram as citações antes de começar o capítulo, adorei.
comentários(0)comente



Bia 16/01/2016

A Bela e a Fera
Quem não se apaixona por um principe montado num cavalo branco? É simples, todos nós temos nossa necessidade de amor. Mas a Fera/Monstro não. Seu coraçao não batia por um nome, não havia um alasao branco, apenas um cavalo negro e feroz. Até que a vida resolve testar o quão duro é seu coraçao e lhe coloca numa situaçao perigosa envolvendo uma garota sem nome e uma promessa. Augusto é de longe um cara facil de desejar, mas quem se atraveria a ama-lo? Nao se desespere se ele te decepcionar uma ou duas vezes, ele está só começando. Até que ela aparece. A Bela. Ou A Sobrevivente eu diria, gastando cada segundo da sua vida para fugir, se esconder, para sobreviver. Ela nao confia em ninguem, ate que nao lhe resta opçao: Augusto é sua unica chance.
A dor e o medo de alguem indefeso e marcado por todo tipo de dor amolece Monstro ate que ele se permita... amar? Seria pedir demais a ele. Ou será que a garota sem nome pode transforma-lo no principe com um beijo de amor verdadeiro? E ele, vai descobrir os segredos dela? Vai conquistar sua confiança? Ou sera mais do que isso? Eu amo essas perguntas e achar a resposta delas nesse livro é maravilhoso! ?
comentários(0)comente



Samara 11/08/2020

Augusto é um dos poucos ogros que eu gosto. Ele é egoísta, rude e fútil. Mas também é leal e sincero. Foi um prazer ver a mudança gradual dele. O amor nascendo e ele sem saber lidar e até relevei uma atitude dele que normalmente eu não perdoaria num mocinho. E no final ele provou seu amor pela Ana e Nick de forma linda e inquestionável. Ana é uma guerreira apesar de jovem. Ela foi muito corajosa. Nick esbanjou fofura. Depois desse livro virei fã da Raiza e dessa família doida.
comentários(0)comente



Keli 08/02/2020

Amei!!
Eu amo a história da Bela e a fera. É minha princesa preferida!!!
Só por essa história ser semelhante, eu já me apaixonei!!
Gostei muito da trama escrita e da história. O desenvolvimento da iteração entre ele e a criança é ótimo! Me emocionei muito lendo o livro.
Super recomendo!!!
comentários(0)comente



Mellhsz 13/07/2020

Fofo porém lento.
O segundo livro da trilogia "encantados" traz a história do, literalmente, monstro. Nos primeiros 19%, comecei a achar que seria impossível gostar do Augusto, fala sério! Que garoto do temperamento forte, mas eu me surpreendi grandemente com suas mudanças, mas ainda com seu esforço para que tais mudanças ocorressem. Ele foi um personagem que cresceu grandemente, que jurava que nunca ia se apaixonar, que não acreditava no amor, e que por isso criticava todos ao seu redor. Mas tudo muda quando uma garota sem nome entra em sua vida.

Ver o processo ao qual eles passaram para descobrir o amor foi hilariante. Os mistérios envolvendo a garota moveram muito bem a trama, entretanto, chegou um ponto que eles estavam saturados. E é isso mesmo, o livro ficou um tanto repetitivo.

A nossa garota sem nome, me incomodou um tanto, apesar de tudo que ela escondia dentro de si, achei meio 'exagerado' as suas reações, e também senti -me incomodada com a sua ingratidão.

Entretanto, foi um livro "leve", na qual a leitura fluiu bem, foi muito bom voltar ao universo dessas duas famílias extremamente originais.

3,5 estrelas, apenas porque achei o enredo lento e um tanto quanto repetitivo, fora isso Raiza Varella mostrou suas habilidades, novamente, de escrever romances aconchegantes.
comentários(0)comente



Jess 13/04/2020

Augusto tinha a vida perfeita, o que para ele era sinônimo de ter o carro do ano, um harém de mulheres a sua disposição, ter dinheiro, ser bem sucedido na sua profissão e ter uma família e amigos que, apesar de todas as maluquices, o amavam e apoiavam sempre.

Ele não precisava de mais nada, muito menos de se envolver com alguém. Afinal, ele não ganhou o apelido de Monstro por ser sentimental, pelo contrário, ele abominava a ideia de amor. Fazer algo para ajudar alguém sem obter nada em troca era impensável. Romance, então, estava completamente fora de cogitação.

Isso até ele presenciar um acidente na estrada e se sentir compelido a não só socorrer as vítimas, uma moça e uma criança, como também, acolhê-las em sua casa e oferecer proteção, uma vez que a garota misteriosa parece estar correndo perigo.



Amei ler O Garoto Que Tinha Asas, mais uma vez a autora me surpreendeu com uma trama bem amarrada e a escrita bem fluida. Apesar de em vários momentos ficar com vontade de bater no Monstro e na Anna, adorei acompanhar a história dos dois e ainda rever os personagens de O Garoto dos Olhos Azuis! Não vejo a hora de ler o último volume da trilogia!!!
comentários(0)comente



Gió 16/02/2020

A decepção chega para todos
Raiza Varella, eu depositei esperanças em você
Jheyscilane 16/02/2020minha estante
Ah, eu gostei. Achei bonitinho haha Gosto é terra estranha, neh?




Ana 19/08/2020

IMB - Catalogando opiniões
algum tempo atrás, eu li e fiz a resenha do primeiro livro dessa série aqui e amei. Agora, como assinante de Kindle Unlimited acabei vendo essa belezura disponível e páh! Fui atrás. Em O Garoto Que Tinha Asas, conhecemos o casalzinho da vez. Agora vamos mais a fundo na vida de Augusto Bittencourt, vulgo Monstro.

Monstro é um renomado médico cardiologista, dono de uma carreira sólida e com rígidas regras sobre relacionamentos. Nunca se apaixonou e acha que jamais vai se apaixonar. Em sua cama, mulher nenhuma passou a noite e deixa isso muito claro, já no início, com suas escapadas à noite para ?aliviar a tensão?.

Entretanto, nem tudo na vida é do jeitinho que a gente quer, não é mesmo?! Logo, a vida vem, e larga a mão na cara dele pra deixar de ser babaca e faz com que sua vida vire de cabeça para baixo após presenciar um terrível acidente de carro.

A Garota Sem Nome. Ela que não sabe o que é um lar desde muito cedo em sua vida, sempre fugindo e jamais confiando em ninguém. Em meio aos destroços de um terrível acidente, vê uma pessoa vindo ao seu socorro. Pelo menos é o que ela espera, já que jura que esse o garoto que a ajudou tinha asas?. Logo a garota sem nome precisou entregar a ?Sua Vida? nas mãos desse garoto. Na mão de Monstro.

Olha, vou falar para vocês que eu queria constantemente encher a cara de Monstro de porrada, porque ele realmente merecia. Que homem intragável! Boy Lixo mesmo. Ok, ele tem bastante caráter em cumprir promessas e tal, mas pelo amor de Deus né?! Ninguém merece tanta arrogância e prepotência num ser só.

Porém é aquilo né?! O livro é de romance e você sabe que no final vai estar suspirando pelos 20 cantos da casa pelo idiota. E nesse livro não foi diferente! Nessa releitura de A Bela e a Fera, você poderá ter vários sentimentos. Ranço, tristeza, alegria e amor. Você vai suspirar e querer esmurrar caras. É bem legal! huauauha

https://inmybookresenhas.wordpress.com/2020/08/04/o-garoto-que-tinha-asas-de-raiza-varella/
comentários(0)comente



Raquel.Ruback 11/09/2020

Se Raiza virou minha autora nacional preferida, imagina?! Que livro, este de longe é o meu preferido da vida.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ju 10/12/2016

Não, não dá pra aceitar o que acontece nesse livro...
Não sei nem como colocar em palavras tudo que estou sentindo lendo esse livro.

Tentei a todo momento ver algo de bom no personagem principal, tentei entender suas atitudes, mas chegou a um ponto em que nada poderia justificar o modo como ele pensava e agia.

Augusto é o exemplo perfeito de tudo que eu abomino: uma pessoa que só pensa em si mesma, não tem empatia ou solidariedade por ninguém, se acha o "pica das galáxias", se refere às mulheres como objetos - que ele usa e joga fora quando bem quer -, destrata a irmã grávida e não sabe ser gentil nem mesmo com uma criança em apuros.

Parei a leitura em, aproximadamente, 70% do livro, porque me neguei a continuar lendo aquelas cenas que faziam meu sangue ferver e meu estômago se embrulhar. E, não. Não me venham com argumentos de "você precisa ler até o final". Os meios não justificam os fins quando uma pensamento tão errado está sendo disseminado.

Não há como romantizar o que acontece nesse livro. Combatemos todos os dias o machismo e a objetificação da mulher, então simplesmente não consigo engolir um livro que vai contra e desmerece todas essas lutas.


"Augusto volta a beijar minha boca e passa suas mãos pela minha cintura, ainda estou rígida e amedrontada, ainda não tenho certeza de que posso esconder o que não quero que ele saiba, mas não posso fraquejar agora. Penso na noite de ontem e na mulher que ele trouxe para casa, penso em quantas outras não estão esperando por uma ligação sua nesse momento. Não quero nunca mais ter que ouvir ele dar prazer ou imaginá-lo correndo as mãos pelo corpo de outra mulher. Não quero que ele tenha que fazer isso, eu quero ser essa mulher, todas as vezes, então eu cedo."


"Em todas as vezes em que pensei nessa noite, nunca imaginei que seria assim, não era como eu queria que fosse. Eu não queria que fosse selvagem, apenas doce, mas eu já deveria saber que Augusto não me proporcionaria isso."
Tainá Rodrigues 10/12/2016minha estante
Compartilho do sentimento. Nada menos que nojo desse livro.


CarlaBookaholic 10/12/2016minha estante
O primeiro presta?? Baixei grátis na Amazon.


Ju 11/12/2016minha estante
O primeiro eu gostei, Ca. Agora esse segundo... PQP!


Ju 11/12/2016minha estante
É ultrajante ler algo assim, Tai!


CarlaBookaholic 11/12/2016minha estante
A história do primeiro e fechadinha? Se for, vou ler ele... :)


Ju 11/12/2016minha estante
Sim. O primeiro tem começo, meio e fim. O segundo livro conta a história do irmão da menina do primeiro livro.




125 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |