Contos de Terror

Contos de Terror Sir Arthur Conan Doyle...




Resenhas - Contos de Terror (Coleção Contos #11)


7 encontrados | exibindo 1 a 7


Jéssica Aragão 09/03/2016

A coletânea de contos de terror tomo II, achei muito interessante por reunir um seleto grupo de autores como Ambrose Bierce ("A coisa maldita"); Elizabeth Gaskell ("A história da velha babá"); Arthur Conan Doyle ("A mão parda"); Bram Stoker ("O convidado de Drácula"); Charles Dickens ("O manuscrito de um louco"); e Walter Scott ("O quarto das tapeçarias"). Achei todos muito bons, porém me sentir mais atraída pelo escrita em "A história da velha babá" e por consequente "O manuscrito de um louco", ambas me surpreenderam pelo enredo e desdobramento da história.

comentários(0)comente



Rittes 04/04/2016

O bom e velho terror
Uma delícia este segundo volume da coleção da Martin Claret! Bem melhor do que o primeiro, apesar de não ter nenhuma história de Lovecraft. Mas é mais coeso e mais representativo do terror gótico, sem falar que traz dois contos fantásticos (A história da velha babá e A mão parda) de Elizabeth Gaskel e Conan Doyle, respectivamente, com elementos bem marcantes do gênero. Realmente, muito bom, espero que venha um volume três por aí ainda melhor.
comentários(0)comente



Janaina.Silva 13/12/2018

Histórias intrigantes
Gostei muito do livro. Acho que os melhores contos foram O quarto de tapeçarias, O convidado do Drácula e A história da velha babá. Deu vontade de ler Drácula novamente, pois nem lembro a história.
A coisa maldita e O manuscrito de um louco foram os que menos gostei.
Tem um erro bem grave de revisão pq abaixo do título do último conto o nome do autor está errado.
comentários(0)comente



Fernando 31/08/2020

Uma preciosa (e assustadora) antologia
CONTOS DE TERROR - TOMO II foi lançado pela Martin Claret em 2015, com tradução de Brabara Guimarães, e reúne seis contos escritos originalmente em língua inglesa, contando com alguns nomes bem conhecidos do meio literário do gênero no Século XIX.

A COISA MALDITA - Ambrose Bierce (1894)
É o conto de abertura. Nele acompanhamos uma investigação, onde no centro de uma sala há um cadáver lacerado, um investigador, sete magistrados e uma testemunha. Dentre os textos selecionados, esse foi o que eu menos gostei. Cumpre o que promete sendo um conto curto e muito misterioso, mostrando que nem tudo está ao alcance dos olhos.

A HISTÓRIA DA VELHA BABÁ - Elizabeth Gaskell (1852)
Esse conto simplesmente destruiu a minha vida. Aqui acompanhamos a babá Hester que, desde muito jovem, cuida da Srta. Rosamond. Quando a mãe da criança morre e elas se veem indo morar numa casa distante de um primo da família, adentram a suntuosa mansão e os segredos da velha e ressequida Sra. Furnivall, e tudo começa a ficar estranho quando a babá ouve, certa noite, o órgão do vestíbulo tocando sozinho e os outros empregados da casa se recusam a falar sobre. Pra mim, esse foi o ponto alto da coletânea. Gaskell nos brinda com um conto incrível, narrado pelo ponto de vista de Hester, o que nos emerge na história sem nem mesmo percebermos. A ambientação é linda e lúgubre ao mesmo tempo, deixando tudo mais fantástico. O conto é um prato cheio para os amantes da Era Vitoriana e dos romances góticos.

A MÃO PARDA - Arthur Conan Doyle (1899)
Nesse conto do criador de Sherlock Holmes, acompanhamos um médio indiano que, após se aposentar, se vê numa situação paranormal e aparentemente insolúvel, então decide conversar com alguns sobrinhos distantes, até que um deles apresenta uma solução ao tio desesperado. Um conto legal e envolvente, a ambientação é muito bem trabalhada e o enredo intrigante. Mesmo com tudo isso, o final fugiu por uma via um tanto óbvia que não me agradou muito. Mesmo assim, vale pela experiência de leitura, afinal, nunca sabemos quando podemos ser confrontados por algo vindo do além-túmulo...

O CONVIDADO DE DRÁCULA - Bram Stoker (1897)
Eu sou suspeito pra falar desse que é um dos meus preferidos, junto com "Drácula". Aqui acompanhamos um inglês que decide seguir por um caminho que todos do povoado consideram amaldiçoado, numa noite em que, especialmente, ele não deveria ter feito isso. Vemos aqui o vilarejo ao sopé das montanhas onde está o castelo de Drácula como pano de fundo, assim como as adjacências do caminho até a morada do vampiro que não foram exploradas por completo no romance de Stoker. Por ser uma releitura, foi muito interessante ver como o conto funciona muito bem tanto atrelado à obra "Drácula" quanto desassociado dela. Indispensável.

O MANUSCRITO DE UM LOUCO - Charles Dickens (1836)
O título já entrega o conteúdo de uma vez: um conto curtinho no qual fazemos contato com o manuscrito de um homem louco. É uma história muito interessante e bem estruturada que eu pretendo revisitar no futuro, já que, apesar de ter gostado, não consegui me conectar muito. A proposta é interessante, assim como a execução, e somo levados numa narrativa vertiginosa que confunde os sentidos, plantando a semente da dúvida na cabeça de quem lê.

O QUARTO DAS TAPEÇARIAS - Walter Scott (1828)
Um general decide visitar um amigo de infância quando descobre que esse herdou um castelo na cidade pela qual estava de passagem. Quando vai para o quarto designado para sua estadia, não imagina que está adentrando um local famoso na casa pelas suas visões e barulhos paranormais. É um conto bom, porém morno e sem grandes revelações ou pânicos. Uma escolha interessante pra fechar a coletânea.

Essa publicação foi um acerto total da editora. A antologia funciona muito bem, a seleção de contos foi bem feita, e tudo isso é entregue pra gente numa edição com projeto gráfico simples e bonito, com uma ilustração ao começo de cada conto, preço acessível, e, o mais importante, com uma tradução de qualidade.
comentários(0)comente



Helena 11/01/2021

Bem aproveitado
Ótima experiência, livro simples, bem diagramado e de fácil leitura.
Me relembrou os livros que pegava na biblioteca do colégio no ensino fundamental. Nostalgiante.
Acredito até que vou ler outros contos novamente.
comentários(0)comente



Paulascrap 20/10/2021

Otima Coletânea
"Recorrente nos seis contos de terror aqui selecionados, o medo age como uma espécie de propulsor que nos leva a reviver as sensações de terror narradas nesses clássicos do século XIX.."

"Ao se tornar um leitor desse gênero, não se deve esperar por respostas, mas conviver com indagações... por isso, ambiente-se no irracional, alicerce-se no sobrenatural, acredite no inacreditável e deixe fruir o terror"

☠️💀 Temos nessa edição contos que podem agradar aos leitores mais exigentes do gênero, bem como os iniciantes, por não ter uma carga pesada, nem violência explícita, só precisa de uma interpretação mais aguçada em alguns textos.

📌👻 A Coisa Maldita de Ambrose Sierce

📌👻 A História da velha Babá de Elizabeth Gaskell

📌👻 A Mão Parda de Sir Arthur Conan Doyle

📌👻O Convidado de Drácula de Bram Stoker

📌👻O Manuscrito de um Louco de Charles Dickens

📌👻O Quarto de Tapeçarias de Walter Scott

👻📖 Uma obra para ter na estante por merecer releitura, alguns contos nunca terão uma melhor interpretação quando revisitados, confesso que o quinto conto de Dickens me deixou confusa, não vou resumir cada um por achar que a leitura no escuro trará uma melhor experiência, qualquer afirmação poderia influenciar na interpretação de alguns. Recomendo, ressalvando que a autoria do último conto foi atribuída de forma errada na edição.
comentários(0)comente



Mii 26/10/2021

Contos de terror - parte 2
Esse TOMO possui contos voltados pro terror "científico" onde o medo se faz presente nas narrativas e todos os eventos podem ser explicados de forma racional. Eu amei os 3 primeiros contos, os 3 últimos eu não achei tão bom assim. Sobre o livro é uma leitura bem rápida e ótima para passar o tempo
comentários(0)comente



7 encontrados | exibindo 1 a 7


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR