Implacável Sedução, Inexorável Solidão

Implacável Sedução, Inexorável Solidão Christian Petrizi




Resenhas - Implacável Sedução, Inexorável Solidão


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Priscila.Carvalho 13/01/2017

120 páginas difíceis de serem lidas
Criei tanta expectativa que no final acabei de me decepcionando.
Resenha completa no link: http://literaturama.com/?p=71

site: http://literaturama.com/?p=71
Lu @adreamyromantic 13/01/2017minha estante
Odeio quando isso acontece!


Priscila.Carvalho 13/01/2017minha estante
Nem fala Luísa, sentimento de tempo perdido.




Arca Literária 17/04/2016

resenha disponivel no link http://www.arcaliteraria.com.br/implacavel-seducao-inexoravel-solidao-christian-petrizi/

site: http://www.arcaliteraria.com.br/implacavel-seducao-inexoravel-solidao-christian-petrizi/
comentários(0)comente



Angel* 25/02/2016

É daqueles que vive na Internet? Cuidado!
IMPLACÁVEL SEDUÇÃO, INEXORÁVEL SOLIDÃO – Christian Petrizi


Escritor versátil, Christian Petrizi tem seu ponto forte nas histórias policiais/suspense, mas já escreveu sobre outros temas. Em 2014 lançou o livro A Incrível Cidade que Apodreceu e em 2013 foi coautor de Censurado, uma coletânea de contos eróticos. Criou o adorável casal de detetives Tony e Gabriel (amo muitooooo!!!!) que aparecem em seus livros Crimes Bárbaros, 2011 e Perdendo a Cabeça, 2013. Em 2012 escreveu Assassinato Online que, tal qual Implacável Sedução, Inexorável Solidão, é baseado em fatos reais.

Nesse livro Petrizi mostra que todo cuidado é pouco quando se navega pela internet, principalmente em salas de bate papo. Carlos e Leonardo se conhecem em uma delas e no primeiro encontro trocam confidências sobre as decepções e dificuldades que enfrentavam. De tais confidências surge uma afinidade muito grande e a esperança que ambos haviam perdido há muito tempo, retorna, e a solidão que os assolava, se despede. Decidem sair do Rio de Janeiro e iniciar uma nova vida juntos em Montevidéu até que... claro que não vou contar, não cometo spoilers....rs... Leia o livro...rs...

A história é dividida em cinco partes e cada uma delas é precedida por um poema ou uma música e até mesmo por uma frase dita por Poirot, o mais famoso detetive de Agatha Christie. Uau!!! A diagramação e a revisão literária estão impecáveis e as páginas em preto e branco que dividem as partes ficaram show!

Christian Petrizi é um dos poucos escritores cujos protagonistas são homossexuais que gosto de ler. Seus personagens não têm conotação pejorativa, pelo contrário, são pessoas centradas e seus relacionamentos nada deixam a desejar em relação aos de heterossexuais. Christian Petrizi ousa em suas escritas sem ser pretensioso. Admiro isso nele.

Leitura recomendada!

bj da angel ;)


site: www.comunidaderesenhasliterarias.blogspot.com.br
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4