Um Amor de Muitos Verões

Um Amor de Muitos Verões Ana Faria




Resenhas - Um Amor de Muitos Verões


7 encontrados | exibindo 1 a 7


Nini 10/06/2020

EU AMEI
Devorei esse livro em uma noite. Aborda assuntos importantes e a leitura é rápida. Me tirou o preconceito em relação à livros em terceira pessoa, pois a leitura foi muito rápida e gostosa. Super indico.
comentários(0)comente



Ana Reis 08/10/2018

Resenha Um Amor de Muitos Verões
"Um Amor de Muitos Verões" conta a história de Silvia e Guilherme, ela de Belo Horizonte e ele de Arraial do Cabo. Mesmo com a distância prestes a separá-los, os jovens não se impedem de viver uma paixão e fazer promessas para o futuro. Como na adolescência tudo é mágico e possível, o casal acaba desconsiderando a possibilidade de perderem o contato, ainda que tivessem passado três verões seguidos juntos. Depois de doze anos, Silvia e Guilherme se reencontram e é muito provavél que o amor dos muitos verões que eles viveram ressurgisse, mas com mais empecilhos ainda.

O romance de Ana Faria é encantador! Um livro rápido, gostoso de ler e que me deu vontade de ter um amor de verão. É fácil se identificar com a história, a qual desmonstra-se bem coerente e realista em alguns pontos, principalmente a respeito da adolescência, as questões e dúvidas envolvendo amigos, paixões, família, responsabilidades, etc.

Mesmo tendo me agradado com o enredo, o que me impediu de avaliar o livro com cinco estrelas foram dois fatores pessoais, coisas que talvez não incomodem a todos do modo que me incomodou): em primeiro lugar, o jeito como os personagens se envolveram no primeiro verão foi muito repentino para um amor tão forte demonstrado posteriormente, talvez a narração sucinta tenha me passado essa impressão. Em segundo lugar, a questão religiosa foi muito presente na obra, em alguns momentos ela perdia o ar de romance e tornava-se uma reflexão sobre a relação dos personagens com Deus. Não sei se foi realmente um incômodo pra mim, já que sou uma pessoa religiosa, mas confesso que estranhei tal abordagem em um romance juvenil.

Contudo, "Um Amor de Muitos Verões" é uma gracinha! Recomendo fortemente para quem deseja uma leitura tranquila.
comentários(0)comente



Teaandbooks_s2 20/07/2017

Arrebatador.
Apaixonante e cheia de maresia é como começa esse romance. Após um ano letivo difícil e a separação dos pais, Silvia e sua mãe decidem fazer uma viagem de férias e a cidade escolhida é Arraial do Cabo. Entrando na vida adolescente, a jovem Silvia acaba conhecendo Guilherme, o filho de um dono de quiosque lindo e simpático.

Ambos se apaixonam imediatamente e passam todo o período de férias juntos. Mas como sabiam desde o inicio, o verão acabaria e Silvia voltaria para Belo Horizonte enquanto Guilherme ficaria em Arraial. Como em todo amor adolescente muitas promessas acontecem, e a de voltar em todos os verões para ficarem juntos é a mais persistente.

Contudo, a vida transcorre por caminhos inevitáveis e mesmo que Silvia tenha cumprido por algum tempo sua promessa, a relação dos jovens esfria e em um dos muitos verões ‘termina’.

Após doze anos sem pisar nas areias de Arraial, Guilherme e Silvia se reencontram depois de um casamento fracassado dela. Como se não bastasse só isso, Silvia tem um desejo grande e tem medo do que Guilherme pensara dele. Será esse amor de muitos verões forte o suficiente para resistir a tudo isso?

“Um Amor de Muitos Verões” desenrola-se entre duas histórias paralelas da vida de Silvia e Guilherme. Alguns capítulos são de quando se conheceram, outros do presente e alguns são lembranças fazendo uma mistura gostosa para que nós, leitores, possamos entender tudo o que houve com o casal.

Com todo esse romance e esse fundo lindo, Ana (autora) cria uma estória extremamente cativante. Essa não é a primeira obra que leio dela e com esse reencontro muitas características de sua escrita ficaram claras.

Características essas como o amor descrito tão belamente e cheio de infortúnios que só o fortalecem – como há em seus outros romances - ou as menções a Deus e como Ele é importante na vida de todos, mostram que tanto os personagens quanto a autora tem uma forte e interessante personalidade.

Os personagens principais são muito bem desenvolvidos, mas os secundários (mesmo que alguns apareçam muito pouco) também tem uma boa desenvoltura e ganham bem o seu espaço na trama.

Já a diagramação é tão fofa quanto restante da obra, com divisão capitular nomeada e uma capa e se fosse diferente estragaria. Cada pedacinho do livro contribuiu para que a obra fosse esse romance tão arrebatador.

Por fim, digo que indico muito esse livro e espero ansiosa por mais obras de Ana!

Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:

“A vida é muito curta para ficarmos presos a pessoas que não merecem o nosso amor.”

“A morte não fazia parte da visão. Para eles existia apenas vida, amor e liberdade.”

“Não podemos impedir um relacionamento só porque temos medo. Isso é burrice.”

“- Quem ama se preocupa, quer ter a certeza de que a pessoa está bem e não corre perigo.”


site: https://www.instagram.com/teaandbooks_s2/ = http://teaandbookss2.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Eliza 25/05/2017

Leitura fofa e cativante
Título: Um amor de muitos verões
Autora: Ana Faria
Páginas: 242

Resenha: Que história delícia de ler! Bem suave, que nos mostra ensinamentos sobre perdão, esperança, fé, amor, amizade, família...Tudo pontuado com um romance que floresce e se eternaliza nos corações dos protagonistas.

Silvia e Guilherme se conhecem na cidade de Arraial do Cabo, Rio de Janeiro, durante as férias de verão. Silvia é uma adolescente tímida, que está prestes a começar o ensino médio e vai passar as férias de verão junto com a mãe. Guilherme é um nativo de Arraial do Cabo, trabalha com o pai em um quiosque na praia e já está no último ano do ensino médio.

Logo que se encontram pela primeira vez, Silvia e Guilherme se encantam um pelo outro. A partir daí eles se vêem sempre durante 3 verões seguidos, até que Silvia inicia período de vestibular e os dois acabam se afastando.

Alguns anos se passam, cada um seguiu com suas vidas e Silvia acaba retornando a Arraial do Cabo, após ter o coração partido. Guilherme continua na cidade, agora já mais maduro (e ainda mais bonito). Silvia e Guilherme reencontram-se depois de 12 anos, e tudo indica que aquele amor de verões não desapareceu.

Posso dizer que homens como o Guilherme estão bem escassos, porque que homem dedicado! Carinhoso, honesto, inteligente...(acho que já to com novo crush na lista hehehe)
Achei a Silvia super parecida comigo, nas atitudes, no modo de pensar, ela é bem tímida, mas segue sempre com suas convicções.

É uma narrativa bem rápida, você termina em 1 dia, e a dinâmica da história se divide nos 3 verões e no presente. É um romance bem encantador, fofo, envolvente, ótimo pra quem quer sair de uma ressaca.
Gostei bastante, os enredos da Ana Faria são sempre maravilhosos!
comentários(0)comente



Khrys Anjos 04/03/2017

Podemos até fugir porém um dia teremos que ir de encontro ao nosso verdadeiro amor:
Silvia tem 15 anos quando conhece o Guilherme durante as férias em Arraial do Cabo. Eles se apaixonam naquele verão e a chama do amor verdadeiro é acesa nos dois jovens corações.

Se encontram novamente por mais 2 verões, mas acabam por se separarem, pois, o caminho que eles precisavam trilhar tinha que ser de forma independente desta paixão.

Guilherme escolheu um perigoso e teve a sensatez de se permitir voltar a estrada que o levaria a colocar em prática todos os seus sonhos.

Silvia precisava passar por uma experiência com outra pessoa para finalmente aceitar que o seu amor estava lhe aguardando de braços abertos no mesmo lugar onde a flecha do cupido a acertou.

Um amor de muitos verões é uma história que nos inspira a ter esperança na vida. Por mais que lutemos para mudar os sentimentos que consomem nossa alma chega um determinado momento que a luta se torna inútil.

O caminho que estes dois jovens tiveram que percorrer até se reencontrarem foi difícil. Mas o destino lhes mostrou que quando o amor é verdadeiro pode-se passar anos separados que o sentimento permanece vivo. Pode hibernar, mas continua latente na alma apenas esperando a chance de explodir novamente.

Me encantei com a mãe da Silvia, a Rebeca. Ela conseguiu superar a dor da traição e continuou com o coração aberto ao amor. Tanto que teve a oportunidade de amar e ser amada novamente.

Silvia se casou, mas no seu coração sempre esteve presente o amor que sentia pelo Guilherme. Ela amou o marido, porém não da mesma maneira que amou e amava o Gui.

A principal mensagem desta história é que temos que tomar cuidado com nossas escolhas. Cada atitude que tomamos afetará tanto a nossa vida quanto as das pessoas que convivem conosco. Se for uma escolha errada teremos que viver com as consequências dela que podem ser bem amargas.

Silvia ficou abalada com o fim doloroso do seu casamento e chegou a pensar em se trancar em si mesma para não amar novamente por medo do sofrimento. Caso tivesse optado por seguir este caminho teria sofrido em dobro.

Não podemos permitir que uma decepção guie os nossos passos. Nem incorporar uma culpa que não nos pertence. Quando somos traídos a primeira pergunta que fazemos é: Onde foi que eu errei? Não nos permitimos enxergar a verdade. O erro não foi cometido por quem sofreu a traição, mas por quem traiu.

É uma situação extremamente perigosa pois a depressão pode atingir a pessoa em cheio. E aí a estrada se tora dolorosa.

Podemos optar por aceitar nossos sentimentos e vivenciá-los ou ignorá-los sofrendo a nossa própria rejeição.

A única certeza que podemos ter nesta vida é que Deus nos enviou aqui para sermos felizes. Ele sempre irá nos ajudar colocando em nosso caminho as pessoas que podem fazer com que esta felicidade se torne possível. Porém precisamos estar abertos para esta ajuda.

Quantas vezes por medo de sofrer afastamos de nós aqueles que estão predestinados a estarem em nossa vida.

O amor para permanecer vivo por muitos verões precisa ser alimentado em pelo menos um assim terá nas lembranças a força e a energia que o manterá aceso.

A Ana escreve de uma forma tão delicada que nos sentimos comovidos em presenciar a jornada deste casal rumo a sua felicidade plena.

Não somos perfeitos. Todos estamos passíveis aos erros, mas só alcançamos a plenitude quando aceitamos a nossa imperfeição e a do outro também.


Esta história é do tipo que considero Sessão da Tarde: Pode ser lida por toda a família e nos inspira a abrir nosso coração para o amor.

site: https://minhamontanharussadeemocoes.blogspot.com.br/2016/03/resenha-um-amor-de-muito-veroes-ana.html
comentários(0)comente



Mayla Viviani 09/08/2016

Após um longo ano de estudos, Silvia que mora em Belo Horizonte/MG, vai passar as férias com a mãe Rebeca em Arraial do Cabo/RJ. Sua mãe quer um tempo para esfriar a cabeça; com o fim de seu casamento as coisas não tem sido fáceis para ela, então ela decide ficar um tempo neste paraíso com a filha, para se aproximarem, para fugirem um pouco da realidade.
Neste paraíso, Silvia conhece Guilherme. Guilherme está quase terminando o ensino médio, ele trabalha com seu pai em um quiosque. Ao avistar Silvia ele fica encantado com sua beleza, e trata logo de convidá-la para sair, Silvia fica um pouco intimidada, mas se deixa levar pelos encantos do garoto. Eles ficam juntos durante todo o verão; apesar de serem adolescente, eles já fazem planos para o futuro, planos de ficarem juntos, de terem filhos. Silvia e Guilherme se apaixonam.

"Ao adormecer, sonharam com momentos de felicidade juntos. O sonho de Silvia parecia mais um filme de amor, enquanto o de Guilherme tinha uma pitada de erotismo. Era daqueles sonhos em que a pessoa sabe que está dormindo e, de tão bom, não quer acordar depressa."

Quando as férias acabam e Silvia retorna para Belo Horizonte, eles prometem manter contato e Silvia promete voltar no próximo verão. E assim eles trocam cartas e telefonemas, até a chegada do segundo verão. Depois deste segundo reencontro, apesar de ainda se amarem, eles começam a ficar um pouco mais distantes. Silvia mudou, Guilherme também.
Após o terceiro reencontro, eles perdem contato, cada um seguindo seu caminho. Silvia termina o ensino médio e se dedica a faculdade, posteriormente se dedicando a carreira. Ela conhece Miguel, com quem acaba se casando. Guilherme no início trilha alguns caminhos errados, mas logo se reencontra, consegue realizar o sonho de abrir seu próprio restaurante. Ele mantém alguns relacionamentos, mas nada muito sério, ele nunca conseguiu esquecer Silvia.

" - Por favor, não fique triste - ele tocou o queixo dela. - Você veio para Arraial esfriar a cabeça... Faça isso. Resolva sua vida. Tome suas decisões. Quando tiver a certeza do que quer... e se o que quiser tiver a ver comigo... eu estarei aqui. Eu nunca fui embora. Não deixe que seu coração fique ferido por muito tempo."

Doze anos depois, Silvia retorna a Arraial do Cabo, sua intenção é ficar sozinha para pensar em sua vida, se reencontrar. Ela imaginava que encontraria Guilherme, mas não esperava que este reencontro fosse tão rápido. Ela encontra um Guilherme maduro, mais bonito que nunca, ele não é mais aquele garoto, agora ele é um homem. Mesmo não querendo se envolver ela sente que ainda tem sentimentos por ele. Guilherme fica com o coração acelerado ao ver Silvia, ela é ainda mais bonita do que se lembrava, ele não sabe sobre sua vida, o que ela faz novamente em Arraial do Cabo, mas se tiver mais uma chance com ela não deixará passar.
Um Amor de Muitos Verões é narrado em terceira pessoa, intercalando a narrativa entre o passado e o presente. É um leitura leve e descontraída que nos faz lembrar da adolescência, do primeiro amor e como mudamos quando nos tornamos adultos. Os personagens são cativantes; Guilherme é apaixonante, Rebeca é uma mulher forte e uma mãe excepcional, que confia muito na filha e Silvia é uma filha exemplar, que se torna uma mulher forte assim como a mãe.
A diagramação está ótima, as páginas são amareladas e a fonte possui um tamanho confortável para a leitura. Não me lembro de ter encontrado algum erro. Mesmo eu não gostando de capas com modelos, neste caso a capa é perfeita, pois ilustra muito bem a história.
Se você gosta de história de amor, que tratam de encontros e desencontros, você não pode deixar de conferir essa história, tenho certeza de que vão gostar.


site: http://www.tudoquemotiva.com/2016/08/um-amor-de-muitos-veroes-ana-faria.html#more *** http://www.aartedeescrever.com/2016/08/11/um-amor-de-muitos-veroes-ana-faria/
comentários(0)comente



Priscila 14/03/2016

Um Amor de Muitos Verões
Arraial do Cabo é um município brasileiro na região dos Lagos do estado do Rio de Janeiro. e é nesta bela cidade que a trama se desenvolve. e onde Silvia e sua mãe Rebeca vão passar as ferias de verão.
Silvia e Guilherme se conhecem e o romance entre eles se torna bastante intenso, cheio de planos e muitas juras de amor, e durante três verões tiveram bons e maus momentos, fato que não abalou em nada o jovem casal de adolescentes, que com o passar do tempo se desencontraram e perderam contato, mas guardaram em suas mentes e corações cada momento que passaram juntos.
Silvia, se dedicou aos estudos e sua profissão, com o passar dos anos ela se casou e teve uma decepção muito grande, perdeu a fé nas pessoas e desacreditou do amor.
Guilherme apesar de uma juventude bem conturbada, achou seu caminho de volta e conquistou seu lugar, colocando seus sonhos e planos em pratica, mas nunca conseguiu levar nenhum relacionamento a serio.
Doze anos depois... Silvia volta a Arraial do Cabo, ela quer relaxar, refletir, pensar em tudo que aconteceu e achar um rumo certo pra sua vida que foi virada de ponta cabeça, e foi buscar essa paz na cidade onde um dia ela passou os melhores momentos de sua adolescência, e no fundo mesmo que ela tente esconder seu desejo e encontrar Guilherme. E coincidência ou não, eles se encontraram, mas... para Silvia o momento pede um bom amigo, já para Guilherme tudo veio a tona todo amor, carinho e paixão guardada. Traições, decepções e, sobretudo, muitos sentimentos, marcam essa história emocionante, tudo pode acontecer.
Qual sera o futuro de Silvia e Guilherme?
O Tempo apaga um amor ?
Amor de Verão pode ser verdadeiro?
As resposta vocês irão encontrar lendo este lindo romance Um Amor de Muitos Verões.
O livro é muito bem escrito e a trama é bem inteligente, não é óbvia e nem um pouco boba. É consistente e perfeita para quem adora romances bem construídos, com um pouco de drama e envolventes.

site: www.leituraecia.com.br
Ana.Faria 04/05/2016minha estante
Oi Pri, obrigada por postar a resenha!




7 encontrados | exibindo 1 a 7