Uma História Incomum Sobre Livros e Magia

Uma História Incomum Sobre Livros e Magia Lisa Papademetriou




Resenhas - Uma História Incomum Sobre Livros e Magia


49 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Tuanny 06/11/2017

Uma história incomum sobre livros, magia, armários, bodes, amigos, unicórnios...
Mais uma vez, para quem já me conhece, comprei o livro pela capa. Dessa vez, foi uma decepção. Na verdade, desde que eu o comprei, sabia que era um livro " infantil ", mas existem livros bons infantis, o que não foi esse caso.
Kia e Leila são garotas que não se conhecem e que estão em lados opostos do mundo: enquanto Kia visita sua tia avó no Texas, Leila visita a família de seu pai no Paquistão. Além de compartilharem uma baixa autoestima, as garotas também acabam por ter em comum um estranho livro denominado O cadáver excêntrico, o qual misteriosamente reage a cada frase por elas escritas: quando uma escreve no livro, a frase aparece no da outra, e um diferente trecho da história de Ralph Flabbergas e Edwina Pickle é acrescentado às misteriosas páginas.
Kai logo fez amizade com Doodle, uma menina lepidopterologista, estudiosa das borboletas e mariposas. Ela quer encontrar uma mariposa azul que brilha, uma espécie há muito não vista pela região, e apresentá-la na feira da cidade. Seu maior concorrente era o filho do dono da fábrica de caixões, onde o pai de Doodle trabalha. E ali começa uma competição que envolve trapaças e magia.
Leila, esta vivendo uns problemas com a família e as amigas, então é uma chance de distrair. Mas ficar em um lugar onde as pessoas parecem não se importar com ela e muitas vezes sequer lembram de fazê-la entender o que está sendo dito também não é muito legal.
As duas vão acompanhando aos poucos uma terceira história, a de Ralph e Edwina, um casal de jovens que viveu há cinquenta anos. Só que esses relatos aparecem magicamente, uma parte de cada vez, no livro O Cadáver Excêntrico.

Não achei uma leitura simples, além de estar em 3° pessoa, autora resolveu colocar vários personagens, e personagens principais. Por varias vezes voltei a leitura para associar os personagens a história ou ao nome. Fora isso nomes paquistaneses em uma leitura juvenil é bem complicada. Fora esses problemas, a história em si não me encantou, eu só queria saber como o livro funcionava e só, larguei o livro por várias vezes e sempre voltava e lia pouquíssimas páginas
Era para ser uma história simples e encantadoramente juvenil, mas achei extremamente massante e sem graça.

site: www.omundodatutty.com
comentários(0)comente



Jocilaine(@semlimitesparaoslivros) 28/10/2017

" - Algumas coisas são mais mágicas do que outras."
Assim é esse livro!! Uma história intrigante e verdadeiramente mágica! Foi fascinante conhecer novas culturas e costumes. E esse livro ainda permitiu-me ganhar uma nova experiência em leitura!!! Uma leitura agradável e divertida!! Sem muitos rodeios!! O fato de haver todo um mistério envolvido quanto a dois livros muito especiais, nos deixa presos para ansiar pelo final! Entender tudo é necessário e essencial quando pegamos o gosto dessa leitura formidável!!. .
.
.
"Ela nem sempre precisava compreender o que estava acontecendo para continuar avançar."
comentários(0)comente



Poesia na Alma 17/10/2017

é um livro juvenil
Alberto Magno, no livro Iniciação à Alquimia diz, “A Alquimia, como compreendo, não é somente uma pré-química, e sim uma ciência de transformação psicológica profunda do ser humano, para transmutar a pedra bruta em outro. ”. Esse trecho, pode perfeitamente resumir Uma História Incomum Sobre Livros e Magia, de Lisa Papademotriou, 190 páginas, Editora Arqueiro.

“Sinopse: Duas meninas encontram um livro mágico e cada uma se vê envolvida numa história que parece ser contada sozinha.
Kai chega ao Texas para visitar sua tia-avó Lavinia – uma senhora extravagante, durona e fã de hip-hop. Do outro lado do mundo, no Paquistão, Leila deseja ser tratada como uma princesa pela família de seu pai e viver fortes emoções.
Elas só não fazem ideia de que seus mundos completamente diferentes estão prestes a se chocar graças a um enigmático livro em branco.
Quando Kai escreve no livro, suas palavras magicamente aparecem no exemplar de Leila. As meninas então percebem que O cadáver excêntrico reage a cada frase acrescentada – não importa se foi inspirada pelo ataque de um chihuahua ou por um mal-entendido com uma cabra – com um trecho da história de amor vivida por Ralph Flabbergast e Edwina Pickle mais de cinquenta anos antes.
Uma história incomum sobre livros e magia entrelaça essas três perspectivas – de Kai, Leila e Ralph – de uma forma divertida e emocionante. É uma narrativa mágica sobre o destino e os laços invisíveis que nos ligam uns aos outros.”

Quando leio a palavra Magia, geralmente, sinto de imediato uma atração pelo livro. E foi exatamente o que me fez escolher a obra para apreciação. A escrita de Lisa Papademetriou, até então inédita para mim, me cativou nas primeiras páginas, por trazer elementos que acredito ser fundamentais.

Kai vai para o Texas, passar um tempo na casa de sua tia-avó Lavínia. Enquanto isso, Leila, curiosa, viaja para o Afeganistão. Kai e Leila darão vida a uma história de teias, ação e reação, experiências e amor.




Tanto Kai quanto Leila, apesar de não se conhecerem, encontrarão o livro mágico O Cadáver Excêntrico. A distância marcada por quilômetros é reduzida não por e-mail, telefone ou qualquer outra tecnologia que conhecemos, mas pela escrita.

O livro tem vida própria e conforme uma escreve a outra, do outro lado do mundo, pode acompanhar a narrativa. E assim nasce uma relação dialógica e envolvente. A vida passa a ter ares de magia e as páginas passam que nem sentimos.

“Estava na hora de tomar uma atitude. Leila não podia deixar que aquele livro decidisse tudo. ”


Uma História Incomum Sobre Livros e Magia é um livro juvenil com um enredo distinto e cativante. A autora foi feliz em sua abordagem e no entrelaçar do enredo. Espero ter oportunidade de ler outras coisas dela.
comentários(0)comente



Fernando - @ExploradorLiterário 08/09/2017

Olá leitores #ExploradorLiterário,
Uma História Incomum Sobre Livros E Magia
Pois bem, hoje eu trago para vocês uma das minhas primeiras leituras de julho o livro da Lisa Papademetriou — Uma História Incomum Sobre Livros e Magia que desde o título já cria uma expectativas para leitura.
.
Lisa Papademetriou, já escreveu vários livros que foram publicados no Brasil, e em 2006 teve seu primeiro romance considerado um dos melhores do ano , segundo o site FamilyFun, e agora ela nos encanta com Uma história Incomum Sobre Livros e Magia, nos levando a mergulhar em um novo mundo nessa incrível ficção.
.
Essa narrativa contada em primeira pessoa, traz Kai e Leila duas garotas americanas que não se conhecem e no começo dessa história se encontram em lados opostos do globo, Kai está no Texas visitando sua tia avó, Leila fora para o Paquistão visitar a família de seu pai em busca de uma aventura internacional. Ambas possuem uma autoestima baixa, mas o universo preparou algo a mais a partir do momento encontraram um misterioso livro “Cadáver Excêntrico”, esse livro de páginas brancas que reage quando algo é escrito em suas páginas, e aparece de forma mágica no outro livro.
.
” Sabia agora que toda história, até mesmo a dela, tinha uma própria magia, e tudo o que devia fazer era continuar virando as páginas até o verdadeiro final feliz”.
.
Ao decorrer da trama, somos apresentado a outros personagens, com Ralph Flabbergas e Edwina Pickle que são personagens da história do excêntrico livro encontrado pelas meninas, que aos poucos vão aparecendo pontos em comuns entre ambos as duas histórias.
.
Lisa em sua obra soube trazer a magia e despertar a curiosidade, pois a forma que ela conta a trama nos faz envolver, e descobrir o que o livro “ cadáver excêntrico” tem para contar com as meninas e como tudo na história vai se ligar. A forma que Papademetriou separou a história faz se desenvolver de forma coesa, com uma diagramação incrível, é um livro que super recomendo.
#UmaHistoriaIncomumSobreLivroseMagia

site: https://www.instagram.com/p/BYycqtoj7i6
comentários(0)comente



@somaisumparagrafo 09/08/2017

“O livro mágico lhe ensinara uma coisa: ela nem sempre precisava compreender o que estava acontecendo para continuar avançando”.
O livro conta a história de duas garotas que não se conhecem e estão em lados opostos do mundo. Kai está no Texas visitando sua tia-avó, enquanto Leila passa um tempo no Paquistão com a família de seu pai.
A história de ambas se entrelaçam quando encontram um misterioso livro em branco, intitulado como O Cadáver Excêntrico, que enigmaticamente reage a toda vez que uma delas escreve algo em suas páginas, parecendo contar uma história sozinho.
É então que a aventura começa.
“Sabia agora que toda história, até mesmo a dela, tinha sua própria magia, e tudo o que devia fazer era continuar virando as páginas até o verdadeiro final feliz”.
Esta é uma leitura despretensiosa, que flui bem e ótima para quem está a procura de algo leve.



site: https://www.instagram.com/somaisumparagrafo/?hl=pt-br
comentários(0)comente



Lays.Ordani 30/07/2017

Realmente incomum!
Mais um livro comprado pela capa, sem ler sinopse ou sequer alguma opinião a respeito. Uma surpresa adorável.
O livro é narrado em terceira pessoa, alternando os capítulos entre Kai e Leila. Em algumas partes até pensei que ia cair no lugar comum de história de adolescentes e blá,blá,blá. Mas a autora surpreende, a narrativa é muito bem construída, cada capítulo se inicia com desenhos bem fofos no topo da página que remetem às histórias das duas personagens, e a história que se desenvolve realmente não tem nada de comum.
A narradora conversa com o leitor em diversas passagens, e particularmente essa interação me agradou bastante, algumas passagens são bem engraçadas.
Leitura despretensiosa, na verdade nem me lembro quando comprei esse livro de título chamativo e capa linda (de verdade, o laranja com o azul da capa é lindo!!), todavia fico bastante feliz quando leituras assim surpreendem dessa maneira. Recomendo, sem dúvidas.
comentários(0)comente



Thay 30/07/2017

Comecei essa historia sem grandes impressões. Parecia só mais uma história de duas garotinhas que reclamavam dá vida. Estava até esperando o menino maravilhoso dos sonhos aparecer. Chateei pq o título sugeria "Uma história incomum sobre livros e magia". Pense na minha surpresa com o desenrolar dá história! Ela foi me ganhando aos poucos, passo a passo, lentamente. Kai, a garota dos EUA me pareceu interessante, fui com a cara dela, mas nada de mais. Já a outra, Leila, me parecia reclamo a demais, com problemas em tudo que via. Mas como disse, a história me surpreendeu bastante, e no fim, estava eu, veja só, torcendo loucamente por tudo (absolutamente tudo) que acontecia. Me encantei com os personagens, com as reviravoltas, com a magia, enfim, com tudo! Com certeza uma história impressionante. Delicada, boba, mas, impressionante. É daquele tipo de histórias que deixa o coração aquecido sabe? Pois é!
comentários(0)comente



Ariela Oliveira 26/07/2017

Resenha
Confira a resenha de "Uma história incomum sobre livros e magia" feita por mim no blog Palavras Imaginárias:
http://palavrasimaginariass.blogspot.com.br/2017/07/resenha-uma-historia-incomum-sobre.html?m=1
comentários(0)comente



Paac 16/07/2017

Uma história incomum sobre livros e magia é realmente um livro bem curioso e incomum
Uma história incomum sobre livros e magia cativa, envolve e prende o leitor em uma história entrelaçada a outra, deixa a curiosidade no ar e traz ao leitor um universo encantador com muita magia.
Kai e Leila são duas adolescentes com poucas coisas incomum, não se conhecem e estão em lados opostos no mundo: Leila está visitando a família do pai que mora no Paquistão e Kia foi visitar sua tia no Texas. Tirando a fase da adolescência e os pequenos drama da idade a única coisa que ambas têm incomum é um misterioso livro chamado O cadáver excêntrico, com páginas em branco que reagem toda vez que uma delas escreve algo e acaba surgindo um pouco mais de uma história que ambas vão conhecer com o decorrer de suas próprias vidas.
Kai sempre teve e ainda tem seu pai como espelho de vida, mesmo após seu falecimento, está determinada a realizar o sonho do pai e levar em frente uma carreira como violinista e tocar em uma grande orquestra. Treina todos os dias, exaustivamente para conseguir realizar seu sonho, porém acaba tendo um desentendimento com a mãe e decide que é melhor ir embora, para se reencontrar, e acaba redescobrindo o valor da música. Leila vivia com a família em Houston, cansada de estar sempre em segundo plano vivendo as sombras dos grandes feitos da irmã e nunca ser reconhecida, ela decide morar com os familiares do pai no Paquistão, acreditando que assim teria aventuras incríveis, no maior estilo dos ‘’romances’’ que ama ler.
Uma história incomum sobre livros e magia é realmente um livro bem curioso e incomum, faz jus aos elogios a obra e a autora, Lisa consegue envolver e encantar o leitor com essa história tão diferente mais tão encantadora, e apesar de fluída e engraçada as personagens não me cativaram, suas atitudes e comportamentos não me cativaram como achei que iria ocorrer, mesmo em momentos cruciais da história não consegui me sentir envolvida com ambas. Porém a narrativa foi o ponto alto de todo o livro, apesar de grande parte ser em terceira pessoa, tínhamos também um narrador que em muitos momentos interage com o leitor e torna tudo mais engraçado e envolvente. Lisa conseguiu criar uma história que não só envolve pela magia e pela fantasia mas também pelas passagens positivas que vão se revelando em cada página da história.

site: http://bardaliteraria.blogspot.com.br/2016/05/uma-historia-incomum-sobre-livros-e.html
comentários(0)comente



AndyinhA 06/07/2017

Trecho de resenha do blog MON PETIT POISON

Esta história não me bateu no coração, esperava algo mais gracinha ou mesmo bonitinho, mas a verdade é que ela é simples e até um pouco boba demais até para crianças. A ideia até pode ter sido original e diferente, mas como ela foi escrita e seus links ficou muito a desejar.

A história tem muita enrolação e olha que o livro tem apenas 190 páginas, descrições detalhadas de coisas simples, que na maioria das vezes todos nós conhecemos e sabemos do que se trata. Tem muitas partes chatas e repetitivas.

As personagens são fraquinhas, foi difícil enquadrá-las em qualquer situação – desprezadas, chatas, perdidas, que sofrem bullying ou qualquer coisa, elas são crianças normais e nem encontrando um livro mágico se tornam ‘atrativas’. Posso estar sendo um pouco chata, mas leio para entrar em um mundo novo, desconhecido, para ler sobre rotina, fico com a realidade.

Para saber mais, acesse:

site: http://www.monpetitpoison.com/2016/06/LivrosMagiaPoison.html
comentários(0)comente



Maryojonas 20/06/2017

QUE LEITURA GOSTOSA!!!
Oi pessoal!

Acabei de ler essa fofura chamado Uma História Incomum Sobre Livros e Magia, da Lisa Papademetriou.

Um livro super gostoso de se ler, com uma leitura super fluída e rápida. Com personagens super carismáticos e sendo alternado entre o ponto de vista da Kai e da Leila, que estavam em dois pontos do mundo muito distantes - Estados Unidos e Paquistão. Podemos perceber durante a leitura muitas características desses dois lugares tão diferentes, e aprender com elas.

Enfim... foi uma história que deu aquele quentinho no coração. Sem nada muito estrambólico, a autora conseguiu me envolver e me fazer ficar com gostinho de quero mais. Amei a forma como as coisas se encaixaram e como a magia reinou, pois tudo que se deve fazer, é continuar virando as páginas até o final feliz...


[...] O que são cinco anos para alguém apaixonado? Uma eternidade, é claro. Mas uma eternidade pela qual vale a pena esperar.


Instagram Literário @maryojonas
comentários(0)comente



Brenda 15/06/2017

Uma leitura leve, com duas histórias inicialmente distantes, mas que se cruzam no final feito mágica. Uma boa leitura pra relaxar e se deixar levar pela imaginação.
comentários(0)comente



Vai Lendo 03/05/2017

Um livro para aqueles que acreditam
A magia está apenas nos olhos de quem vê? Basta acreditar que coisas foram do comum podem acontecer? Normalmente, quem lê “viaja” e, portanto, está mais aberto a explorar novos mundos, novas realidades. Por isso mesmo, "Uma História Incomum Sobre Livros e Magia", de Lisa Papademetriou, publicado pela editora Arqueiro, é um convite à nossa imaginação.

O livro nos traz duas protagonistas, Kai e Leila, que, a princípio, nada têm em comum. Porém, suas histórias estão mais ligadas do que elas jamais poderiam imaginar. Kai vai visitar sua tia-avó – uma senhora um tanto quanto extravagante e fã de, acreditem, hip-hop -, Lavinia, no Texas. Leila, por sua vez, vai até o outro lado do mundo, no Paquistão, para conhecer a família de seu pai, mudar um pouco de ares e, talvez, viver uma vida que ela sempre sonhou. Mas tudo muda quando as duas encontram, cada uma em um canto, um livro misterioso em branco. O que Kai não sabia era que, ao escrever em suas páginas, suas palavras aparecem automaticamente nas páginas do livro de Leila. Assim, elas percebem que o livro reage a cada frase incluída e acabam conhecendo também a história de amor de Ralph Flabbergast e Edwina Pickle, que aconteceu há mais de cinquenta anos.

"Uma História Incomum Sobre Livros e Magia" já chama a atenção pelo título e pela capa, de uma delicadeza só. Com uma narrativa mais juvenil, a obra nos transporta para um universo mágico e totalmente despretensioso. Tanto que o narrador em terceira pessoa é quase um personagem à parte, interagindo e estimulando o leitor, ao longo da história. Achei essa intervenção bem interessante, pois quebra um pouco o ritmo e, ao mesmo tempo, mexe ainda mais com a nossa imaginação.

Quanto às protagonistas, Kai e Leila parecem bem diferentes uma da outra e inicialmente realmente são. Kai vive com a pressão de se tornar a filha perfeita e fazer jus à memória do pai, que morreu. Uma menina introvertida e sem muito tato com as outras pessoas. Já Leila quer sair da sombra de sua irmã “perfeita” e finalmente passar a ser notada e ter a atenção que acha que merece. Como duas adolescentes, é claro que ambas tem os mesmos receios, inseguranças e atitudes um tanto quanto imaturas da idade, mas é bem bacana ver o desenvolvimento delas no decorrer da trama e como as duas, sem querer, acabam absorvendo um pouco uma da outra. Aliás, eu vejo as personalidades das meninas como complementares. O que faz algum sentido, já que, de alguma forma completamente surreal, suas histórias acabam interligadas.

Por falar nisso, essa transição entre Kai e Leila é surpreendente. Confesso que, no princípio, essa alternância pode parecer um pouco confusa e sem propósito, mas, depois, você se acostuma e acaba completamente envolvido pelas páginas. Até porque, não temos apenas duas histórias em uma, mas três!, já que a trajetória de Ralph e Edwina também nos é apresentada e ganha tanta importância quanto as aventuras das meninas. E cada uma das três realidades tem o seu próprio diferencial, a sua relevância. E traz outros personagens igualmente cativantes e inspiradores.

"Uma História Incomum Sobre Livros e Magia" fala sobre o destino, laços invisíveis e também nos apresenta a novas culturas – achei sensacional o aprendizado sobre as tradições paquistanesas e lepidopterologista (para quem, como eu, não consegue nem pronunciar a palavra, o termo é referente à pessoa que estuda borboletas e mariposas). É um livro que fala sobre amor, recomeços, autoconhecimento, descobertas e reflexões. E, sobretudo, um livro para quem acredita na magia das palavras.

site: http://www.vailendo.com.br/2017/03/20/uma-historia-incomum-sobre-livros-e-magia-de-lisa-papademetriou-resenha/
comentários(0)comente



Ana 01/05/2017

Infantil, mágico e encantador !
É um livro infantil, mas bem gostoso de ler.
Mostra a ligação entre duas famílias feita através de um mesmo livro em locais e culturas opostas, livros esses encontrados por duas meninas que não se conhecem, mas tem uma paixão por livros.
Nesse livro nos mostra que a magia existe e basta acreditarmos.
comentários(0)comente



Aline|@Meninatecária 17/04/2017

Fofíssimo

"Sabia agora que toda história, até mesmo a dela, tinha sua própria magia, e tudo o que devia fazer era continuar virando as páginas até o verdadeiro final feliz." - pág 190

Duas meninas, um livro e muita magia. Kai foi mandada pela mãe para visitar a tia-avó no Texas, ao chegar lá ela se depara com uma pessoa totalmente diferente do que imaginava: a tia-avó curti hip-hop, não possui netos e é super durona. A jovem logo vai percebendo que talvez a visita à tia-avó não seja tão ruim assim.

Do outro lado do globo, especificamente no Paquistão, uma americana também chega para visitar sua família, Leila deseja viver as emoções de uma viajem. Porém as duas jovens nem sabem, mas, o destino de ambas se encontraram em breve graças a um livro em branco.

Quando Kai descobre o livro, O Cadáver Excêntrico, e começa a escrever nele, não imagina que Leila está fazendo o mesmo no Paquistão, é aí que o livro começa a narrar sozinho a história entre Ralph Flabbergast e Edwina Pickle, mas quem será esse casal? Como um livro escreve sozinho a sua história? Kai e Leila estão a ponto de descobrir! 🙈

Em meio a isso, Kai vai tentando ajudar a uma nova amiga a ganhar um concurso de Lepidopterologia. Enquanto Leila tenta sobreviver a cultura Paquistanesa.

Enfim galerinha, que livrinho fofo! Que escrita fluida e leve, amei muito! Ótima indicação para quem procura uma leitura mais light. Já preciso de mais livros assim na minha estante.
comentários(0)comente



49 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4