Harry Potter e o Enigma do Príncipe

Harry Potter e o Enigma do Príncipe J.K. Rowling




Resenhas - Harry Potter e o Enigma do Príncipe


396 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Alexandre 23/11/2017

Da felicidade à tristeza.
Agora sei porque o sexto livro não é o preferido de muitos.
comentários(0)comente



Aillúj 29/10/2017

Harry Potter e o enigma do príncipe
Segredos revelados, uma busca por vestígios e uma grande perda.
comentários(0)comente



Ana @vicioseliteratura 27/10/2017

Eu li - Harry Potter e o Enigma do Príncipe
Harry está desolado com os acontecimentos do livro anterior, pois mais uma vez tiraram-lhe a chance de ter uma família de verdade. E logo depois que Voldemort e seus Comensais conseguiram invadir o Ministério da Magia, o resto do mundo passou a ser um parque de diversões, ou melhor, de maldades, tanto no universo bruxo, quanto no universo trouxa.

Antes de passar o restante das férias na casa de seu amigo Rony, Harry precisará ajudar o diretor Dumbledore a convencer um antigo professor de Hogwarts a voltar a lecionar na escola. Quanto a Slughorn, apesar de parecer relutante no começo, acaba aceitando a proposta de emprego, tendo em vista seu grande apreço em ter alunos brilhantes e "famosos".

De volta à Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, Harry já havia percebido as atitudes estranhas de seu nada querido colega sonserino Draco, mas desta vez passará a investigar o porquê de tanto mistério envolvendo o aluno. Ao passo que recebe de Dumbledore algumas "aulas" particulares e "diferenciadas" para analisar o passado de Tom Riddle, com uma finalidade que ele ainda não sabe, mas que vai descobrir em breve. E se tratando do Lorde das Trevas, qualquer coisa que o envolva é no mínimo assustadora.

E um livro velho e surrado, largado na sala de Poções, cheio de anotações de um ex aluno que se autointitula Príncipe Mestiço, proporcionará ao Menino-Que-Sobreviveu, a chance de se tornar o melhor aluno na matéria, e adquirir ainda mais prestígio diante de Slughorn, o que dará a ele e Dumbledore um grande avanço nas investigações sobre Voldemort.

Em um dos meus livros favoritos da saga, é ilustrado claramente o quanto nossos queridos queridos personagens amadureceram. E não só os personagens principais, mas os coadjuvantes (ou antagonistas), como Gina, George, Fred e até mesmo o Draco evoluíram. Temos Gina como praticamente uma mulher bem resolvida, a loja dos gêmeos empresários indo "de vento em popa", e o vilão que não tinha opção se transformou em um rapaz ainda mais arrogante e destemido, porém um tanto assustado (gente, sério, me dá um dó do pequeno Malfoy nesse livro).

Selecionei apenas esses personagens acima para falar, pois foram os que mais me chamaram a atenção em O Enigma do Príncipe. Snape também merece destaque por alguns motivos, mas isso lá no final, de certa forma ele estava envolvido o tempo todo na história (só não entro em detalhes porque ainda tem gente que não leu, então vamos deixar um mistério no ar rsrs...).

Dumbledore está meio doentinho, Tonks e Lupin estão com um ar enigmático, Rony todo nervoso com os jogos de quadribol, Hermione demonstrando que é mais do que apenas cérebro, e a magia encantadora da escrita de Rowling, que fala por si só.

É uma linguagem simples e maravilhosa. Essa edição branca tem a vantagem de ser exclusiva, e a Rocco sempre publicando livros lindos. Recomendo!


site: http://www.vicioseliteratura.com.br/2017/10/eu-li-harry-potter-e-o-enigma-do.html
comentários(0)comente



Jessica.Goetty 26/10/2017

O melhor!
Acho que dos sete livros, este é meu preferido. Boa parte dele se passa do lado de fora de Hogwarts, o que dá um clima bem diferente dos cinco livros anteriores. É pura ação. Adoro!
comentários(0)comente



Jão de Batata 15/10/2017

Esse, sem dúvidas, é o livro mais importante da franquia inteira, porque entendemos a história do nosso arqui-inimigo.
comentários(0)comente



priscila.saatmam 28/09/2017

Informação + Conhecimento = Poder
Se você pudesse conhecer o passado do seu arqui-inimigo isso te fortaleceria?

Talvez seja essa a questão que permeia o livro, Harry precisa conhecer Voldemort para entender como destruí-lo. E isso é sem duvida alguma o ponto chave e o brilhantismo da autora, é fantástico acessar tantas informações que explicam tantas coisas, no mesmo tempo que a relação de Harry com Dumbledore se intensifica, mesmo sendo ainda que uma relação aluno-diretor, pois Dumbledore está constantemente ensinando a Harry uma educação emocional incrível.

Também é muito gostoso ver como J. K inseriu o auge da adolescência do Trio de Ouro no livro me fazendo ter crises de risos.

Por fim terminei a leitura emocionada, o último capítulo do livro me fez reviver um momento muito intenso da minha vida que ocorreu recentemente, pude dividir com Harry todos aqueles sentimentos que ele compartilhou. Sem contar que descobrir quem era o príncipe e as atitudes de alguns personagem foi surpreendente.

Esse livro junto com o prisioneiro de Azkaban foram os meus favoritos da série.


Nota 5.0/5.0

*-*
comentários(0)comente



Tamyris.Leandro 16/09/2017

"Não estou preocupado, Harry. Estou com você."
Não tenho palavras pra expressar o que eu senti durante a leitura desse livro. Simplesmente espetacular. Não consigo parar de chorar.
comentários(0)comente



Pri 13/08/2017

Harry Potter é para adolescentes?
Comecei a ler a saga Harry Potter meio despretensiosamente, sempre gostei do filmes, já os assisti milhares de vezes. Mas apesar de ter a coleção desde 2015, não tinha "parado" para ler ainda.
Às vezes pra quem está de fora é difícil compreender como uma mulher, mãe e professora, de 29 anos pode estar lendo Harry Potter e amando cada livro.
Mas ao ler "O Enigma do Príncipe", qualquer resquício de dúvida se essa saga é adolescente ou não desapareceu. Ao fim do livro fui literamente às lágrimas.
Só posso dizer a quem faz cara feia quando digo que estou lendo Harry Potter que não sabe o que está perdendo. Que essa história que parece ser tão bobinha a quem está de fora encerra uma riqueza de aprendizado incrível.
Sim, sou mais uma apaixonada pela saga Harry Potter! Pretendo ler e reler, além de apresentá-la ao meu filho quando tiver idade.
E se posso dar uma conselho... Leia sem preconceito. É surpreendente.
P.s. Sim, os livros são melhores que os filmes!
comentários(0)comente



Raquel 23/07/2017

Fortes emoções e uma perda irreparável.

O sexto livro inicia com um panorama de como anda o mundo da magia após a volta de Voldemort. O encontro entre o Primeiro-Ministro dos Trouxas e o novo Ministro da Magia, Rufo Scrimgeour é a prova que nem mesmo o ministério tem conseguido se sobressair ao caos. Pessoas têm desaparecido, ataques sucessivos são frequentes e até mesmo o Beco Diagonal mudou seu alegre cenário para ruas quase desertas. O ambiente sóbrio ganha uma nova tonalidade quando acompanhamos uma conversa intrigante na Rua da Fiação entre Belatriz Lestrange, Narcisa Malfoy e Snape, que realiza o voto perpétuo, um juramento inquebrável, no qual o professor se propõe a ajudar Malfoy numa missão em favor do Lorde das Trevas. Tudo é suficiente para deixar o leitor com a pulga atrás da orelha.

Somos levados ainda à residência dos Dursley, onde Harry é convidado por Dumbledore para passar o restante das férias na “Toca”. O diretor aproveita a ocasião para uma conversa séria com os tios do garoto, esclarecendo inclusive o motivo porque ao longo dos anos ele tem voltado para casa. No caminho para a residência dos Weasley, o diretor e o bruxinho visitam um antigo professor de Hogwarts, Horácio Slughorn, no qual Harry é usado como atrativo para convencê-lo a retornar ao cargo. Ainda no final das férias o garoto, Rony e Hermione recebem os resultados dos N.O.M.s e a novidade esse a o é que Harry será responsável pela equipe de Quadribol da Grifinória. As mudanças não param por aí, e s sur presa não é menor quando é anunciado que finalmente Snape tornou-se professor de Defesa Contra as Artes das Trevas.
Rony e Gina passam a serem integrantes no time de Quadribol, e é claro acompanhamos o despertar dos sentimentos de Harry pela garota. Outro fato que tem causado alvoroço é o sucesso de Harry nas aulas de poções; o responsável na verdade é um antigo livro, cujo usuário misterioso se intitulava “Príncipe Mestiço”. O Sucesso de Harry tem incomodado não apenas os colegas, mas especialmente Mione que acha trapaça o que o amigo faz. Além de instruções inusitadas, o livro apresenta vários feitiços e encantamentos em forma de anotações criados pelo dono. Ao ser premiado na primeira aula de poções, Harry ganha uma poção da sorte (Félix Felicis), a qual será muito bem utilizada para conseguir desvendar uma memória alterada do professor Slughorn.

Se estamos falando de bruxinhos adolescentes, aqui também temos um Harry mais introspectivo e apaixonado, um Rony que namora Lilá Brow mas que não tira os olhos de Mione, que por sinal anda pelos cantos abatida com as atitudes do ruivo. Além dos desvaneios amorosos, Harry anda paranoico com as tramas de Malfoy, acreditando que ele seja o responsável pelos acidentes como o colar enfeitiçado; outra coisa alimenta a paranoia de Harry é o sumiço misterioso detectado no Mapa do Maroto, quando Draco não sai do território da escola. A parte sentimental livro é alimentada no vinculo paternal entre Dumbledore e Harry; o diretor se propõe a dar aulas particulares, utilizando a penseira para mostrar fragmentos de memórias relacionadas a origem e a busca pela imortalidade utilizando as Horcruxes por Voldemort.

A partir daí, o ritmo da narrativa é frenético. Os acontecimentos serão como peças de dominó. O desfecho é de derramar lágrimas e causar um aperto no coração: a missão de Harry e Dumbledore para recuperar uma das Horcruxes, a invasão dos comensais da morte em Hogwarts, a atitude de Snape ao fugir, a descoberta da falsa Horcruxes e a inutilidade do perigo enfrentado, o sentimento de luto e tragédia que impregna as páginas finais e a tristeza de Harry são fatos tão palpáveis que é impossível não se emocionar. É como se aqui, finalmente houvesse o rompimento do vinculo entre a doce inocência e a chegada na fase adulta, onde Harry provavelmente deverá enfrentar o futuro sozinho; todos aqueles que poderiam enfrentar suas batalhas ficaram pelo caminho.

"É o desconhecido que receamos quando olhamos para a morte e a escuridão, nada mais.” (p.410)

Muitas interrogações serão respondidas no próximo livro, enquanto isso, estamos em processo de superação pelos acontecimentos desse volume da série. Incrivelmente triste e fantástica a sexta leitura de Harry Potter!
comentários(0)comente



Douglas.Braga 19/07/2017

Novos horizontes
Nunca, sequer por um segundo, pensei que fosse redescobrir o significado das palavras vida, amor, amizade e coragem à essa altura, pelos livros de Harry. E excepcionalmente esse consegue, muito que pelas palavras de um personagem, fazer isso com maestria. Mais do que um livro com leitura tão fluida e agradável, este é uma beleza da literatura que toca perfeitamente o coração do fã da saga. Muitas pessoas no mundo precisavam de uma ajudinha desse livro para reverem seus conceitos de vida. Saio dessa leitura como uma pessoa mais compreendida de tudo que pensava saber, mais humilde de tudo que pensava ter capacidade; a vida vale, e enquanto valer sempre deveremos lutar, e lutar...
comentários(0)comente



Fernanda.Granzotto 13/07/2017

Meu livro favorito do harry potter
Meu livro favorito do harry potter
comentários(0)comente



Aninha 30/06/2017

Caiu um cisco no meu olho...
Nesse sexto livro, a J. K. Rowling compensou a falta de contato entre Harry e Dumbledore que aconteceu no quinto livro. Nesse, eles estiveram bastante próximos. O que foi muuuito bom e bastante doloroso em determinado momento.
Na matéria de Poções, Harry fez uso de um livro que havia pertencido ao Príncipe Mestiço e que vinha com umas dicas que facilitaram bastante a vida de Harry fazendo dele um aluno melhor que a Hermione nessa matéria. O que não deixou a colega muito feliz.
Fomos apresentados ao passado de Tom Riddle e pudemos ver como começou o seu fascínio pelas artes das trevas.
Apesar dos tempos difíceis, ainda tivemos muita pegação e ciúmes entre os alunos. E Harry, que passou o livro todo de olho em Draco Malfoy, entre todas as atividades, ainda conseguiu desencantar com Gina. Ah, os alunos começam a receber aulas de aparatação, muito legal.
Voldemort não apareceu nesse livro, mas seus comensais seguiram suas ordens e tocaram o terror.
Partiu de Snape o Avada Kedavra mais doloroso de toda saga. Ricochetiando um pouquinho da Maldição Imperdoável no coração de cada fã da saga.
Uma das cenas mais bonitas e emocionantes aconteceu na homenagem para Alvo Dumbledore e reuniu muita gente e muitos seres que figuraram por toda a saga...
Hogwarts vai fechar e talvez não volte a abrir.
Agora, é tomar um pouco da Felix Felicis e se preparar para a leitura do sétimo e "último" livro da saga.
comentários(0)comente



rafael.greicius 26/06/2017

Melhor da série até agora.
Não sou fã dos livros de Harry Potter. Gostava dos filmes, eram divertidos e rápidos, sem muitos detalhes e aprofundamentos. Comecei a ler os livros por curiosidade e por aquele "dever" de ler algo tão impactante para uma geração (que não é a minha).

Todos os livros tem na sua estória aquele fator Deus ex Machina que surge na trama e resolve todos os problemas dos personagens, finalizando a obra. Todas as tentativas da autora em se aprofundar na estória não me pegavam. Entretanto, em 'O enigma do príncipe' finalmente a autora conseguiu que eu me prende-se a algo que já não estivesse retratado nos filmes. É de longe o melhor livro da série Harry Potter.

Apesar de tudo, gosto da série e, sei que não sou o público alvo da série, creio que é uma obra de muito valor para a literatura infanto-juvenil e tem nesse volume o ápice do desenrolar do seu enredo.
comentários(0)comente



Thi&Mari 19/06/2017

O melhor da saga por enquanto...
Até aqui o melhor livro da saga. Mais uma resenha (sobre a saga) tinha que ser logo após essa incrível história, ainda não me recuperei, estou literalmente de coração partido após o fim do livro.
Me impressiona a imaginação da J.K. Rowling, estou fascinado como essa mulher é criativa ao extremo, gênio!
comentários(0)comente



Maryojonas 14/06/2017

ESTOU COM MEU CORAÇÃO EM FRANGALHOS!!!
Oi pessoal!

Hoje trago mais uma leitura concluída do meu projeto, #LendoHarryPotter.

Terminei de ler agora a pouco Harry Potter e o Enigma do Príncipe, e estou com o coração em franfalhos. Esse sexto volume trouxe em toda a sua narrativa, diversas revelações e muitas surpresas, que iram nos ajudar a entender o antes, agora e depois, de tudo que rodeia os mistérios do mundo bruxo.

Neste livro, segredos são revelados e novas faces do confronto vem a tona, mostrando quem é quem.

Confesso que esse filme é um dos que menos me atraem na série, mas a magia do livro me conquistou, pelos diversos aspectos não representados na adaptação. A Rowling mostrou novamente sua grande capacidade de escrita, tombando com o meu pobre coração.

Enfim... foi uma leitura incrível, emocionante, impactante e admiravelmente reveladora, me deixando é claro, super ansioso pelo último volume, ao mesmo tempo que lamento que esteja terminando de ler a série.

OBS: Falarei mais das próximas leituras da série aqui no Instagram e no meu canal nos vídeos de leituras. Inclusive já tem um vídeo lá onde falo das 4 primeiras leituras e o que achei de cada uma!

INSTAGRAM LITERÁRIO @MARYOJONAS
comentários(0)comente



396 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |