Mentira Perfeita

Mentira Perfeita Carina Rissi




Resenhas - Mentira Perfeita


425 encontrados | exibindo 136 a 151
10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 |


Fabi 04/02/2020

Vale a pena!
Faz tempo que não leio um livro que me segure dessa forma. Leitura leve, engraçada e que te faz querer ler mais. Me apaixonei pela autora e já coloquei na lista outros dela.
comentários(0)comente



Jaque 28/01/2020

Um bom passatempo
A tia de Julia está prestes a morrer, e seu sonho é ver a sobrinha feliz e casada. Então Júlia inventa que tem um namorado, e que inclusive está insinuando casamento.
A felicidade da tia é tanta com a notícia, que melhora e acaba saindo do hospital. É aí que a Júlia percebe que se meteu em uma encrenca, porque agora ela vai ter que arranjar um namorado pra continuar a mentira que começou.
Então ela conhece Marcus, que também precisa de ajuda, e eles se juntam para contar uma mentira perfeita.

A história estava indo uma maravilha, me prendeu demais. Mas de repente, "puff"! Depois da metade do livro, quando tem aquele negócio pra estragar o romance entre o casal (tem em todos os romances clichês), me deu uma desanimada... Não gostei da atitude que o Marcus tomou, me incomodou, fiquei com raiva, aí peguei ranço. Não foi pra tanto, eu mesma não me entendi rsrs. Mas é o que aconteceu... A sorte é que no final a autora da um desfecho legal para os personagens. Foi um livro bom, com alguns pontos que me incomodaram, mas cada um com sua experiência, então vale pegar pra ler e tirar suas próprias conclusões!
comentários(0)comente



Thais.Souza 28/01/2020

Mentira Perfeita
Um romance clichê, divertido e viciante. Aqueles livros que você logo imagina o final, mas como sou uma romântica incorrigível, tenho que dizer que amei.
comentários(0)comente



Vitoria.Prado 14/01/2020

Livro do verão
Esse é aquele livro perfeito para você ler no solzinho com os pés na psicina ou debaixo de um guarda sol na praia e dar várias risadas enquanto sua família te olha como louca .
Com um casal incrível e uma história inicialmente meio parecida com o primeiro mas que com um pouco de leitura vc já vê ser tortamente diferente você é conquistado e não consegue parar de ler.
comentários(0)comente



Ariane Casanova 02/01/2020


Nesse spin-off de Procura-se um marido temos a história do Marcus Cassani que após sofrer um acidente de moto fica paraplégico e de Júlia uma mulher que coloca seu trabalho e os cuidados com a tia a cima de tudo. Acontece que Marcus decide morar sozinho algo que sua família só iria apoiar caso ele tivesse uma cuidadora e Júlia para deixar sua tia feliz, já que ela está com problemas no coração acaba inventando um namorado falso. Ambos decidem se ajudar e começam com um relacionamento de conveniência.

Eu gostei bem mais desse do que do procura-se um marido pois no começo achei a protagonista, a Alicia meio irritante, algo que mudou ao longo do livro. Nesse logo de cara gostei dos personagens, e aqui fomos apresentados aos protagonistas do próximo livro.
Algo que achei muito interessante foi que autora tratou sobre a falta de acessibilidade para paraplégico tanto em lugares públicos como em estabelecimentos e também foi tratado a doação de órgãos.
comentários(0)comente



Milliany Nocelli 11/12/2019

O MEU FAVORITO
Não tem como não falar desse livro. Eu sou suspeita para falar da Carina, eu sou fã de todos os livros dela, mas esse... ah, ele tem um lugar no meu coração.
Eu já li esse livro umas três vezes e eu sempre me pego sorrindo, rindo ou chorando.
Ele mexeu comigo de uma forma tão grande que não sei explicar!
Carina, eu amo você por ter escrito esse SPIN OF que para mim deveria ser o principal dessa série!
Amo o Marcos, amo a Júlia e amo muito a tia Berê!
E amo os assuntos abordados nesse livro, o que me fez refletir sobre muitas coisas...
Só leiam gente!
comentários(0)comente



Daisy 05/12/2019

Um livro muito fofo para ficar destacado na estante
Mentira Perfeita é o segundo livro da série Encontra-se um Marido, e o segundo livro da Carina Rissi que leio – o primeiro foi Quando a noite cai e ainda é o meu preferido.
Esse livro conta a história de Júlia e Marcus Cassani. Enquanto Julia é quase uma workaholic focada apenas no trabalho e na Tia Berê, senhora que a criou como filha desde pequena. Sua tia tem a saúde delicada e Julia precisa economizar ao máximo para garantir o suporte para a tia quando enfim conseguisse seu transplante. Sua vida se resume a trabalho e cuidados dos outros, esquecendo muitas vezes de cuidar de si mesma. Já Marcus é um mulherengo que está passando por um momento difícil: ele sofreu um acidente e perdeu o movimento das pernas. Marcus ainda reluta em aceitar sua condição, e acredita que possa ser revertida. Como esses dois com nada em comum se encontrariam para formar uma linda história de amor? Artificio de Carina Rissi: um pequeno favor. Amaya, amiga de Júlia, pede a ela para entregar pessoalmente alguns documentos da dona da empresa em outro local, e nesse local o nosso casal 20 acaba se esbarrando e dando inicio a uma história cheia de mentiras, desentendimentos, desencontros e muitas piadas ruins.
Eles acabam envolvidos porque Julia mente para a tia que tem um namorado, e Marcus mente para a família que tem uma cuidadora. Uma mão lavando a outra, mas nada é simples em comédias românticas.
Quero começar falando dos p ersonagens secundários. Um casal do primeiro livro aparece nessa história, Max e Alicia, e são de grande importância para o desenrolar da trama. Os amigos de Júlia são outra figura à parte, Dênis sendo o mais divertido deles. E, no centro de tudo, temos a Tia Berê. Foi por causa dela que Mentira perfeita começou e, que mulher! Uma mulher de saúde frágil e extremamente romântica, que consegue ser engraçada e preocupada com a sobrinha na mesma proporção.
As ideias de Tia Berenice sempre acabavam em confusão que envolviam a polícia, os bombeiros ou o seu Russo, o dono do bar da esquina com quem ela vivia em pé de guerra desde que o flagrara marinando frangos dentro de uma banheira.
Eu gostei muito da história de Julia e Marcus. Foi um relacionamento criado em cima de uma mentira conveniente para ambos que fez com que os protagonistas amadurecessem e pudessem ver que a vida era muito mais do que o mundinho que criaram para si. O desabrochar de Julia e sua mudança no fim do livro foram as coisas que mais gostei, pois ela aprendeu a parar de se anular e aceitar as oportunidades que a vida dá. Já Marcus teve que aprender que as pessoas não são tão descartáveis, e que ele não era apenas a sua limitação, era ainda uma pessoa- coisa que Júlia o ajudou a enxergar. Eu queria que os problemas de Marcus fossem mais trabalhos, pois apenas foram pincelados no livro, sem profundidade.
Uma coisa que me incomodou foi o arco com ‘o vilão’. Aquilo foi desnecessário e apenas encheu linguiça na trama, pois a história seguiria do mesmo modo sem aquela situação – não quero render muito par não dar um spoiler meio doido. Foi a parte que fiquei mais de nariz torcido para ler, mas no geral, o livro é excelente.
comentários(0)comente



04/12/2019

Livro perfeito
Ahhhh como amo essa autora....ela tem o dom de me prender na história de uma forma,que qndo leio um livro dela não tenho vida..não quero fazer mais nada..apenas ler...o livro procura-se um marido eu gostei tanto que qndo vi esse spun off,fiquei doida...mas esse livro é demais...um romance contagiante... protagonistas imperfeitos que se amam da forma q o outro é..o amor é tão intenso que os defeitos são deixados de lado,e as qualidades de ambos prevalecem.... normalmente os cara dos livros são tão perfeitos né,esse numa cadeira de rodas se tornou meu crush favorito da vidaaaaa...carina Rossi como sempre me fazendo feliz. Recomendo!!!!
comentários(0)comente



ellen 29/11/2019

Mentira Perfeita
E coloca perfeita nisso viu?!

"Eu já te perdi duas vezes. Não vou ser idiota de te perder pela terceira vez, Pin. É uma promessa."
Aquela leitura de aquecer o coração... Entrou pros favoritos! Marcus, eu te amo.
comentários(0)comente



Paola 12/11/2019

MENTIRA PERFEITA
Mentira Perfeita é mais um clichê de aquecer o coração. Neste livro conhecemos Julia, uma mulher tímida, muito focada na carreira profissional, e acima de tudo muito preocupada com sua tia Berenice que precisa urgente de um transplante de coração.
Berenice deposita em Julia o sonho que não conquistou de encontrar um grande amor e ter um casamento digno de um filme de romance, em uma de suas crises de saúde sua sobrinha acaba inventando que está namorando um homem perfeito na esperança que sua tia tenha alguma melhora, o que acaba acontecendo. Berenice porém não ficará satisfeita até conhecer o príncipe encantado que fez sua sobrinha se apaixonar, o que acaba colocando Julia em um beco sem saída pois ela tem medo de que ao contar a verdade a sua tia o coração dela não resista.
Por outro lado nosso mocinho Marcus (irmão de Max de Procura-se um marido) deseja sua independência ao morar sozinho, sua família acaba sendo contra pois alguns anos atrás ele sofreu um acidente e acabou ficando paraplégico, e para eles é muito arriscado deixá-lo sozinho. Depois de muitas conversas e discussões seus pais acabam concordando com a ideia com a única condição de que Marcus arrume uma cuidadora.
Em meio a essas duas situações nossos personagens acabam se conhecendo e criando a mentira perfeita. Marcus será o namorado que tia Berenice tanto sonhou para Julia, e Julia a cuidadora que os pais de Marcus tanto exigiram.
Carina Rissi sabe contar uma boa história, e com Mentira Perfeita não seria diferente. É um livro que te prende do início ao fim, tem um romance super fofo, tem a questão da aceitação dos personagens com eles mesmos, e trás uma problemática sutil em relação a acessibilidade. Recomendo, é uma leitura que vale muito a pena.
comentários(0)comente



Cássia | @quenuncafaltemlivros 07/11/2019

Mentira Perfeita, por Carina Rissi, é mais uma história clichê que é mais chiclete que qualquer música de axé em época de carnaval.

Júlia é a nossa protagonista e trabalha na empresa de Alicia, a L&L, como programadora. Ela é bastante tímida e o tipo de pessoa que coloca sempre a necessidade dos outros à sua frente. O enredo começa logo que sua tia é levada ao hospital às pressas. Seu coração ameaça parar de vez, até que, com aparelhos, os médicos conseguem trazê-la de volta. No momento da visita, Júlia está acompanhada de seu amigo Dênis e a tia lamenta que não viverá o suficiente para ver Júlia casar-se. Mas neste momento, o amigo de Júlia diz que ela está namorando e a partir daí, a menina prossegue com a mentira e começa a busca por um noivo.
Mas lembra que ela é tímida? Então, aí é que está o X da questão. Bem, ela conhece Marcus, o irmão de Max, o maravitudo ex-futuro marido de Alicia. Outros assuntos surgem, como por exemplo, um bug misterioso que acontece sem parar no site da L&L, no qual Júlia e o colega de trabalho tanto se empenham para deixar perfeito. Marcus, obviamente, participará da mentira. Porém, enquanto Júlia usa a mentira do noivado com ele para a tia, ele usa a jovem para contar uma mentira para a família, bem diferente das razões da menina. Eles fecham o acordo, mas acabam se aproximando e se descobrindo.

Minhas considerações sobre o livro: a história nos deixa com aquele friozinho na barriga enquanto lemos :) Em contrapartida, mal havia chegado à metade do livro e já estava um pouquinho enjoada porque a Carina, embora seja muito criativa e sua escrita divertidíssima, se perde um pouco na personalidade do personagem. Júlia começa com uma identidade e nem demora muito para ela começar a se parecer muito com outras personagens que Carina já escreveu. Ela define Júlia como extremamente tímida e bastante inocente para muitas coisas, principalmente para assuntos sexuais. Porém, Júlia é um pouco atrapalhada, tem sempre uma resposta formada na ponta da língua, não tem vaidade e tênis acima de tudo. De quem vocês conseguem lembrar quando leem essas características? Bem, à minha cabeça vieram Luna, Sofia e até mesmo Alicia. O que me entristece muito, pois sei que Carina é capaz de muito mais que isso. Ou talvez ela realmente goste de usar esse tipo de personagem, vai saber. Assim como Sophie Kinsella. Mas enfim. Voltando...

Carina fez uma coisa que achei muitooooo legal no livro: Júlia não dá voz ao livro sozinha \o/

Dá pra perceber que o foco narrativo que Carina gosta de usar é o de narrador-personagem. Eu sempre escrevo como narrador-onisciente, pois gosto de dizer o que as outras personagens estão pensando ou sentindo. E por ela ter colocado Marcus pra escrever, me surpreendeu DEMAIS. Ela não precisou criar um segundo livro só pra dizer a percepção do Marcus, como ela fez na série Perdida. Achei fantasticamente genial ela ter feito isso. E ela escreveu MUITO bem como um homem. Ri alto diversas vezes e, numa dessas, meu marido parava e olhava pra ver se eu estava tendo um ataque. Então ele percebia que eu ria do livro e depois voltava ao que estava fazendo. Outra coisa que achei bem legal foi ela ter colocado questões verídicas, como as dificuldades dos cadeirantes em diversas situações, principalmente nas de locomoção. Eu achei que ela poderia ter investigado mais e deixado a história mais rica quanto a isso. Como eu li "Como eu era antes de você" e os dois seguem a mesma temática, confesso que acabei comparando, e o livro da Jojo tratava com bem mais intensidade o sentimento de ser um cadeirante e os problemas que eles enfrentam. Carina investiu tanto, mas TANTO no romance, que talvez tenha sido isso que a fez deixar em falta um pouco mais de informação sobre as pessoas com deficiência física.

Ah, o romance. Claro. Como mencionei antes, mal havia chegado à metade e já estava um pouco enjoada de tanto beija-não-beija, toca-não-toca, transa-não-transa. Acho que essa coisa tem que ter um determinado intervalo, um certo equilíbrio. Embora isso, a história prende, pois ela é muito criativa para piadas e cenas engraçadas. O livro é até cativante, não dá pra negar. Sabe aquele filme da Sessão da Tarde que passa toda segunda terça-feira de cada mês, há 40 anos e mesmo assim você assiste e ri? Então, são as histórias da Carina. Eu curto. Ela faz algum trabalho de magia pra deixar a gente curioso e ansiosa para ler mais e mais obras dela.

O fechamento do livro foi bastante inteligente e diferente. E ao contrário dos outros livros que já li dela, eu não esperei - ou torci - por uma continuação. Achei que fechou bem e tem história que se continuar fica chata. Eu fico sim na espera por mais uma obra feita por ela, mas não uma continuação de Mentira Perfeita.
comentários(0)comente



Tamara 24/10/2019

Desde quando li Procura-se um marido, há quase um mês atrás, fiquei com aquela história e seus personagens na cabeça, e a vontade de ler mais algo de Carina Rissi estava forte. Por isso, decidi que Mentira perfeita, um livro que estava encalhado na minha lista de leituras há tempos, seria o escolhido, e assim que comecei pude comprovar que ele é tão bom ou melhor quanto procura-se um marido e sendo bem sincera não consigo estabelecer uma ordem de preferência, pois cada um foi uma leitura marcante de diferentes maneiras e posso dizer que mais uma vez tive uma experiência fantástica com uma obra de Carina.
O livro traz um ponto muito interessante que é a abordagem de uma deficiência relacionada a um determinado personagem, e esse ponto foi meu favorito, pois achei que Carina abordou essa questão de uma forma incrível e realista, não sendo nem condescendente e nem visualizando tal personagem como herói ou coitado, o que é sempre importante e passou para quem não conhece de perto uma pessoa com deficiência que este leva uma vida normal, se utiliza de adaptações para fazer o que é preciso, e possui dias bons e ruins como todas as pessoas. Além disso, adorei a protagonista, que foi bastante diferente de outras que já encontrei de Carina, pois aqui tínhamos uma mocinha até certo ponto ingênua, mas não de um jeito sem graça e sim de um jeito interessante, e é ótimo ver a evolução dela e suas tiradas totalmente originais que me fizeram rir em vários momentos. O mocinho também é bem bacana, e os personagens secundários ganharam um destaque todo especial no meu coração pois são muito marcantes e eu amei cada um deles, especialmente a tia de Julia, tia Berê, que foi uma senhorinha muito engraçada, forte, original e conquistou o meu coração.
Além disso, todos os pontos foram coerentes, a história teve uma boa evolução e não trouxe páginas de enrolação, algo que muitas vezes encontro em obras dessa autora. Em suma, Mentira perfeita é uma ótima história para ser lida pelos fãs de romance e de chiclit, porém, recomendo que seja lido Procura-se um marido antes, caso contrário muitas coisas desse livro poderão não ser tão bem compreendidas, e torço para que esse enredo agrade vários leitores, da mesma maneira como essa história doce, romântica, divertida e gostosa me agradou.
comentários(0)comente



Talita 23/10/2019

"Às vezes você se sente tão sozinho que parece estar à deriva no meio do oceano. Nada a frente, nada atrás, nada em lugar nenhum exceto as ondas que quebram sobre você, ameaçando engoli-lo. Mas algumas vezes - raras vezes - um ponto negro surge  no horizonte e vai crescendo até se tornar a silhueta de um barco, até uma mão se esticar em sua direção e você sair do inferno. Júlia era o meu barco, a mão estendida, o ponto negro no meu nada.”

Júlia é programadora na empresa L&L Cosméticos e mora com sua Tia Berenice que a criou desde pequena. O problema é que a vida de Julia anda uma bagunça, sua tia Berê está doente e precisa urgentemente de um transplante de coração. Porém, o sonho de tia Berê é ver Júlia se casar e seguir sua vida. Quando a tia passa mal e o médico informa que dessa vez Júlia pode perdê-la, ela inventa um namorado perfeito para acalmar o coração da tia. Milagrosamente a tia melhora e mal vê a hora de conhecer o futuro pretendente perfeito da sobrinha e colocar seus planos de montar um casamento em ação. Então a tia de Júlia rapidamente gasta todas as sua economias e fecha um contrato de casamento estrondoso com uma agência.

"Você me deu uma razão para lutar. E eu venci! Você é o motivo de eu ainda estar aqui, meu amor. Quando é que vou conhecer seu futuro noivo?”

Júlia entra em desespero, pois não sabe como contar à sua tia que inventou uma pequena mentira, sem que ela bata as botas de vez.

“Uma mentirinha de nada não podia ter consequências tão graves assim”.

Marcus Cassani é o irmão mais novo de Max Cassani (Procura-se Um Marido) e trabalha na Fundação Narciso. Ele é inteligente, engraçado, lindo e mulherengo. Alguns anos antes ele acabou sofrendo um acidente de moto e ficou paraplégico. Porém, isso não impede que ele dirija seu próprio carro, curse uma faculdade e pratique natação (seu esporte favorito). Ele divide o apartamento com o seu irmão e a cunhada Alícia que estão prestes a se casar. Portando, o maior desejo de Marcus é seguir em frente de vez e ter independência, pois sente que está atrapalhando a vida do seu irmão. No entanto, sua família superprotetora é contra, mas aceita que ele vá morar sozinho com a condição de contratar um cuidador, o que o deixa furioso, pois ele quer mostrar que consegue se virar sozinho, mesmo estando em uma cadeira de rodas.

“Eu estava farto. Estava cansado dos olhares preocupados de minha mãe, de meu pai se levantar cada vez que eu respirava para perguntar se eu precisava de alguma ajuda, de atrapalhar o relacionamento do meu irmão. Estava de saco cheio de tudo isso.”

Quando Júlia e Marcus se conhecem e ele fica sabendo do problema de Júlia, propõem um acordo. Ela Fingirá ser sua cuidadora para a sua família, para que ele possa morar sozinho e ele será seu noivo até que consigam simular o término para tia Berê e Júlia consiga cancelar o contrato com a agência de casamentos que sua tia fez. Júlia relutantemente aceita aquele plano maluco, pois não tem mais nenhuma opção.

Porém, como nada na vida é tão simples e fácil, aos poucos Júlia e Marcus vão se envolvendo e os sentimentos de mentirinha acabam se tornando reais. E como em todos os livros da Carina, é uma delícia acompanhar a paixão dos personagens crescendo, seus medos e inseguranças aparecendo. Júlia pra variar é muito teimosa, e vive relutando contra os seus sentimentos, ela tem dificuldades em confiar, pois acredita que assim se manterá segura, sem se magoar mais com as pessoas e acabar ficando sozinha. E Marcus apesar de estar completamente seduzido, acredita que nunca será o homem completo que Júlia merece.

“Não se sonha com aquilo que se tem, mas com o que se deseja. Talvez por isso eu tivesse sonhado com Júlia”.

A Carina traz uma sensibilidade muito linda nesse livro, tratando sobre diversos temas delicados, como a dolorosa espera de quem aguarda na fila para um transplante de órgãos. As dificuldades que um cadeirante sofre diariamente na sua vida, situações que para nós são tão simples, mas para os cadeirantes se tornam uma batalha. E é maravilhoso ver Marcus determinado em seguir em frente, em não desistir, saber conduzir de uma outra maneira as dificuldades que ele encontra. E ver Júlia despertando sensações e experiências novas nele, coisas que ele nunca mais se imaginaria fazendo de novo, é maravilhoso e lindo. Ver Júlia vencendo seus medos e inseguranças causados pelos traumas do passado, pelo abandono e perda. Diversas vezes me emocionei durante a leitura.

"A vida é uma grande merda ás vezes, Mas em outras é quente e vibrante e tão bonita que faz o peito doer. Não é o jeito como seu corpo se move, como você vê, ouve ou sente o mundo que importa, mas a maneira como você vive. E esta é a parte difícil: aprender a viver."

A escrita da Carina continua leve, fluida, divertida e emocionante, com uma carga dramática que faz você refletir, se colocar no lugar do outro. É um livro que se você ama o gênero vai devorar em poucos dias. A narrativa é intercalada entre Marcus e Júlia, o que nos garante ficar por dentro dos sentimentos dos dois. Os personagens secundários também são maravilhosos, garantindo momentos muito divertidos e hilários no decorrer da narrativa.

Só não dou 5 estrelas pois lá pro finalzinho do livro surgiram vários acontecimentos que acabaram deixando a história bem corrida. Senti que uma coisa acabou atropelando a outra, sendo que poderiam ter sido trabalhados de uma melhor forma no decorrer da narrativa.

"Eu me entreguei a Júlia e aquele beijo sem nenhum medo, sem nenhum mas, sem senão ou e se. Júlia havia sido minha tábua de salvação no meio do meu oceano de agonia. Ela era meu maior e melhor sonho. E a melhor parte? Ela também se entregava a mim sem nenhuma ressalva, medo ou insegurança."

Ademais, recomendo muito esse livro, a história é linda e vai fazer você terminar o dia com o coração quentinho.
comentários(0)comente



Gy de Paula 22/10/2019

Mais um romance muito envolvente de Carina Rissi
Esse spin off de Procura-se um Marido conta a história de Júlia e Marcus (irmão do mocinho do livro anterior).
Júlia é uma excelente profissional da área de TI de uma grande empresa, é vem tendo seu trabalhado colocado à prova por uma série de erros. Foi criada por sua tia, Berenice, que sofre de uma grave cardiopatia. O sonho de dona Berê é ver Júlia casada e pra dar uma forcinha ao destino, ela já contrata um super casamento para Júlia (que não tem sequer um namorado).
Marcus é um jovem estudante, ativo, trabalha e busca pela sua independência, especialmente a física, já que ele está paraplégico por via de um acidente de moto, e sua família é superprotetora.
Mais do mesmo do livro anterior, os protagonistas acabam vivendo um romance de aparência, até que as aparências caem por terra e os sentimentos reais tomam conta. Mas até se darem conta disso, esses dois passam poucas e boas.
Como sempre, Carina escreveu um livro cheio de romance, comédia e muitas sacadas inteligentes.
Pra mim, o diferencial desse livro foi a valorização de vários tipos de relacionamentos: amoroso, filial, paterno, materno, fraterno....
O livro poderia ter tido umas cem páginas a menos. Algumas coisas poderiam ter sido "economizadas", mas ainda assim, uma excelente leitura.
comentários(0)comente



Jessie 15/10/2019

QUE DELÍCIA DE LEITURA
Ai, eu amei esse livro.
Nossa, serio.
Muita gente fala sobre inclusão, mas poucas pessoas AGEM inclusivamente.
E isso é, escrever sobre, falar sobre, naturalizar sobre (pq é natural né, mores).
Cada personagem é tão real que eu tô maravilhada.
Para mim, conseguiu ser melhor que a outra história. Principalmente, no quesito personagem principal.
A Júlia é decidida, competitiva, amorosa e incrível. Uma pessoa normal, uma pessoa como a gente.
Gostei muito dela.
O Marcus então, super coerente em sua personalidade e o senso de humor, nossa, morri de rir. Ele é maravilhoso e um porto seguro cheio de humor e leveza.
Essas duas pessoas são ótimas juntas e super saudáveis uma pra outra. Adorei acompanhar essa história de amor e gosto de pensar que há uma tão boa quanto se desdobrando da realidade agora mesmo.
Adorei conhecer Marcus e Júlia, obrigada, Carina!
comentários(0)comente



425 encontrados | exibindo 136 a 151
10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 |