Pecados no Inverno

Pecados no Inverno Lisa Kleypas




Resenhas - Pecados No Inverno


90 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Eu Pratico Livroterapia 20/06/2017

Pecados No Inverno
Terceiro livro da série As Quatro Estações do Amor, em Pecados no Inverno, teremos o casal Eveline e Sebastian. Quem já leu os livros anteriores deve estar se perguntando (como claro, eu me perguntei) como a doce,gaga e tímida Evie foi se envolver com ninguém menos que Sebastian St. Vicent ?
Várias reviravoltas no livro de Lillian não é mesmo? Acredito que você, também odiou Sebastian com todas as suas forças e ele mereceu. Mas nesse livro conhecemos a fundo o devasso e aos poucos vamos nos apaixonando por ele.

Evie vive sob constante pressão, a família dela, se é que podemos chamar de família, é maltratada de diversas formas. É possível saber dos detalhes de tudo que fazem com ela, e olha que menina forte! Um dos motivos da gagueira de Evie fica bem claro.

Evie decide então tomar as rédeas de sua vida e vai atrás de Sebastian, um homem que está louco por alguém que o tire da lama. Evie toma medidas drásticas procurando-o, ela sabe de toda a sua devassidão e não se importa, ela só quer ser livre.

Sebastian é um vilão no livro anterior, mas aqui ele é nada mais nada menos que um herói.



" Não admirava que tantas mulheres tivessem sucumbido a este homem, jogado fora sua reputação e honra por ele. Sebastian era a personificação da sensualidade."
Evie apesar de não mostrar muito sua personalidade nos livros anteriores, é muito geniosa, forte e decidida. Ela deixa Sebastian em suas mãos e ele sequer percebe. Algo que me encantou muito foi a mudança drástica de Sebastian. De libertino sem escrúpulos, ele se torna um homem responsável e carinhoso. Sempre zelando por sua esposa. As parte eróticas foram mais evidentes nesse livro. Não podíamos esperar menos de Sebastian não é mesmo?

Após a morte do pai de Evie, as coisas começam a ficar mais quentes, um ex funcionário nutre um ódio imenso por Evie. Sebastian não pode deixar de proteger sua esposa e faz coisas que jamais imaginaríamos para que ela esteja feliz e segura.

Apesar de estra relutante no incio da leitura, me encantei de diversas maneiras por esse livro. Que vai a fundo no tema violência doméstica. Evie aos poucos vai desabrochando, a química entre o casal é inegável.
" Não ligo a mínima se alguém nos vir. Você é minha esposa. - Ele sorriu. - Com certeza minha melhor metade."
Um livro muito doce e romântico, onde percebemos que o amor é capaz de curar feridas profundas. E tornar o mais libertinos dos homens em alguém responsável e apaixonado.
Não deixe de ler!

Beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeijos :*


site: http://www.eupraticolivroterapia.com.br/2017/05/pecados-no-inverno-lisa-kleypas.html
comentários(0)comente



Milas Caldas 17/06/2017

Primeiro de tudo devo alertar a você, caro leitor, que esta resenha é de um terceiro livro de uma série, logo, ela conterá spoilers sobre os livros anteriores. Não recomendo que prossiga a leitura, caso ainda não tenha lido os dois livros anteriores da série As Quatro Estações do amor.

Duas de nossas queridas “flores secas” já conseguiram encontrar um marido. Faltam apenas Dayse e Evie. Cansada de sofrer nas mãos dos tios, Evie, a mais introspectiva das amigas, tímida e com uma pequena gagueira, decide que para momentos de desespero, medidas desesperadas devem ser tomadas. E, em um súbito impulso ela procura ninguém menos que St. Vincent, o mais notório dos libertinos.

Como já sabemos, no livro anterior o St. Vincent tentou sequestrar a Lillian Bowman, amiga de Evie e atual esposa de lorde Westcliff, amigo, ou melhor, ex-amigo, de infância de St. Vincent. E tudo isso porque ele estava desesperado por dinheiro. E graças, a isso Evie o procura. Ela propõe casamento ao lorde com algumas condições: ela poderá cuidar do pai (que está em seu leito de morte) e ele estará livre para usufruir da fortuna da jovem como bem entender.

Enquanto eles partem para casarem, e, a medida que vamos acompanhando esse casal improvável, os personagens vão crescendo e modificando. É fascinante descobrir a força que eles possuem, e impossível não torcer e se emocionar com dos dois.

Além de todo o romance, ainda temos as partes mais calientes. As cenas são muito bem escritas e é impossível não se envolver com tamanha sedução.

De todo o livro, a Evie foi o que mais me surpreendeu. Nos livros anteriores a vemos como uma jovem apagada, e até covarde. Mas aqui, onde a temos sob o foco central, podemos ver o quanto ela cresceu e tornou-se uma mulher forte e inteligente, bem o inverso do que esperávamos.

A história e a escrita da autora é tão deliciosa que eu devorei este livro em apenas uma tarde. Eu comecei a ler e simplesmente não consegui mais parar até que eu tivesse lido todas as páginas.

Definitivamente, As quatros estações do amor é uma das minhas séries de romance de época favoritas. As personagens são envolventes, e a cada novo livro vemos as personagens crescendo e se modificando. Uma leitura que todos os amantes do gênero tem que desfrutar.

site: http://minhacontracapa.com.br/2016/07/resenha-pecados-no-inverno-as-quatro-estacoes-do-amor-livro-03-da-lisa-kleypas/
comentários(0)comente



Tatiana.Bianque 04/06/2017

Uma grande aventura!
Vamos dar crédito ao dito popular que diz que as santinhas são as piores, rsrs... Quem iria imaginar que a inocente Ive seria capaz de orquestrar um plano como esse? Quão insano pode ser confiar em um canalha libertino desesperado?
O livro todo foi um corre corre danado, uma louca aventura, e nunca um vilão me arrancou tantas lágrimas! Você fica perdida em emoções conflitantes, você ri de emoção e depois ri de desespero, chora de tristeza e chora de alívio, ficamos perdidas em quantos são e quem são os vilões nesta história. Quando essa menina teria alguma paz?
Surpreendentemente Sebastian deu um novo significado a palavra vilão, você gosta dele , aí você odeia ele, dai você gosta dele de novo, não consegui definir isso até próximo do fim.
Ive foi guerreira, sofreu maus tratos, perdas, atentaram contra sua vida, e ainda sim ela não abandonou a fé, ainda assim ela mantinha esperança, sempre tentando ver o lado bom de tudo e de todos, a única coisa boa que ela tinha era o apoio das amigas e inacreditavelmente de Sebastian.
Adorei tudo neste livro de "cabo a rabo" definitivamente o meu favorito da série.
A única coisa que me deixou com uma pontinha de curiosidade foi que num determinado momento, um tal Lorde Haldane começa a dizer algo a Ive e Sebastian interrompe deixando o assunto no ar, será que saberemos o que este cavalheiro queria dizer no próximo livro?
comentários(0)comente



Mi 21/05/2017

"- Quero respirar o ar de seus pulmões e deixar as minhas marcas em sua alma. Quero lhe dar mais prazer do que você pode suportar. Quero fazer amor com você, Evie, como nunca fiz com ninguém."
"-Não seja idiota - interrompeu-a Sebastian bruscamente. - Sua gagueira nunca me irritaria. E eu adoro suas sardas. Adoro... - Sua voz falhou e ele a apertou com força. - Inferno. Eu gostaria de ser outra pessoa.
- Por quê? - perguntou ela com uma voz abafada.
- Por quê? Porque meu passado é um lixo, Evie. Nunca poderei consertar as
coisas que fiz. Cristo, como gostaria de poder recomeçar! Eu tentaria ser um
homem melhor para você. "

Muitos em Londres procuram evitar um encontro, que resulte numa conversa constrangedora com a Tímida Evangeline Jenner.
Mesmo seu pai possue posses, sua timidez - que vem acompanhada de uma gagueira - assusta qualquer um que tente se aproximar dela.
A não ser, claro, Sebastian, um aristocrata com problemas financeiros, que vê no casamento uma chance de se livrar de vez das dívidas.
Ja Evangeline, vê num casamento arranjado, a única chance dela poder ficar ao lado do pai - que está morrendo - e de fugir das garras da família gananciosa, que seria capaz de tudo para ve-la fora da jogada, e por as mãos em sua herança.
Então, numa visita à Sebastian, o qual o mesmo foi um escroto, leviano, a tímida Evangeline, não se deixou abalar e fez a proposta:

"-Eu estou lhe propondo casamento. Quero sua proteção. Meu pai está do-
doente e fraco demais para me ajudar e não que-quero ser um fardo para mi-
minhas amigas (..) eu sempre te-temeria que meus parentes me le-levassem de volta e me forçassem a fazer a vontade deles (..) Preciso de um ma-marido e o senhor pre-precisa de uma esposa rica. Ambos estamos i- igualmente desesperados, o que me leva a acreditar que o se-senhor aceitará minha pro-proposta."

Sebastian aceita a proposta.
Ele nem tem ideia o quão Evangeline necessitava de uma resposta positiva da parte dele. Desde que o seu pai ficara doente, seus parentes viviam a maltratando, chegando a bater nela e alimenta-la só com pão e água.
Esse casamento, mesmo não sendo o qual ela sonhava ter, é a única forma dela de se salvar do sofrimento.

"St. Vincent seria um péssimo marido, é claro. Mas como Evie não tinha
nenhuma ilusão sobre ele, ficaria bem. Uma vez que não se importava nem um pouco com ele, poderia se fazer de cega às suas leviandades e surda aos seus insultos."

Esse casamento....
Quando um libertino e uma dama recatada passam muito tempo na presença um do outro, coisas. ..interessantes podem acontecer. ( eu sei que vocês me entende kkkk )
Por mais que Evangeline não queira se aproximar de Sebastian, por medo de seu coração ficar estilhaçado, Quem disse que seu plano dara totalmente certo ? ahhhh o coração nunca nos obedece, né?

"- O acordo... -murmurou.
- Você disse que eu podia beijá-la - sussurrou Sebastian maliciosamente ao pé do ouvido. - Mas, meu amor, não especificou onde."

E Sebastian, por mais que seja cabeça dura, e adore interpretar o vilão da história, se vê desejando a esposa cada vez mais, a qual ele prometera tocar apenas uma única vez.

"? Meu prêmio... meu prazer e sofrimento..meu infinito desejo.Nunca conheci ninguém como você, Evie.? Ele roçou os lábios na ponte do nariz dela e os deslizou até a ponta.? Você ousa me fazer exigências que nenhuma outra mulher pensaria em fazer. Agora sou eu a pagar o preço. Mas mais tarde você pagará o meu... repetidamente..."

Um vai perdendo a inocência, a castidade, o outro, aprendendo a ser altruísta, a se preocupar com alguém além de si mesmo.
E juntos, eles encontrarão , não só o caminho do prazer e da paixão, mas também do amor.

" - Nos últimos tempos tenho andado tão distraído que não consigo tomar
nenhuma decisão. Não consigo pensar com clareza. Sinto nós no estômago e
dores constantes no peito sempre que a vejo falando com outro homem ou
sorrindo para alguém. Fico louco de ciúme."

Cara..não existe coisa melhor, do que livros com libertinos regenerados ( não completamente, né ? Kkk )
Das séries de livros de época que ja li, os que tem essa temática, são sempre os meus favoritos.
Ai cara, é muito bom esse livro,me vi completamente encantada pelo o Sebastian, em questão de horas terminei o livro. A mudança do personagem é notória, não só a dele , Evangeline também. .sem comentários kkk

"- Meias medidas. Meu Deus! Eu a amo tanto que isso está me consumindo.
Não posso evitar. Já não sei mais quem sou. Só sei que se eu me entregar totalmente a isso...-Ele tentou controlar sua respiração -Você significa muito para mim. "
Fabi 22/05/2017minha estante
''Ai cara, é muito bom esse livro.'''

kkkkkkkkkkkk nao disse que vc ia gostar dele?
qd eu li, ja pensava: Mi vai amar este tipo de livro kkkkk
dito e feito =)
Sebastian é um libertino que nos domina o coração hahaha *.*


Mi 22/05/2017minha estante
Ainda bem que eu te ouvi né?
Ja deu vontade de ler denovo kkk esse e o da Tessa kkkk
Mano..Esses livros são demais


Fabi 23/05/2017minha estante
S2


Prisciane.Lopes 23/05/2017minha estante
Essa autora é boa??


Mi 24/05/2017minha estante
Esse é o primeiro livro dela que li ( o 3 da série ), e simplesmente amei. Eu não li muito livros dela, porém tenho uma amiga que ama os livros dela


Prisciane.Lopes 24/05/2017minha estante
ah ok....*-*




Fabi 17/05/2017

POR QUE NÃO LI MAIS DEVAGAR?
''Meu amor é teu.''

O que? Já acabou o livro?
Esta foi a reação que tive ao acabar Pecados no inverno.
Em menos de 2 dias,acabei esta divertida leitura.
Desde o começo da série, a história que eu mais aguardava era a da Evangeline Jenner, a solteirona mais tímida do grupo, que gagueja em alguns momentos.
A jovem se vê sem alternativas e propõe casamento ao libertino Sebastian, visconde de St Vincent. Cada um tem seu motivo para se unirem em matrimônio. Ele, está à procura de alguma moça que tenha dinheiro e que possa casar com ele, o acordo de Evie chega em uma boa hora para o visconde, que no momento se encontra falido.
Ela, quer se ver livre de sua família, e cuidar do seu pai em seus últimos dias de vida, casando conseguirá o que deseja.
Sabe qual casal, Evie e Sebastian me lembraram? Colin e Minerva (Uma semana para se perder- Tessa Dare). Outro casal que também tinha como personagens um libertino e uma jovem tímida. Super divertido também.
Evie e Sebastian,dão início em uma viagem às pressas, para se casarem.
Após validarem o casamento, Evie diz que não quer ser uma a mais na vida de Sebastian, e decide que o relacionamento deles não será nada mais que o necessário.
Aí é que ela se engana hahaha. Sebastian com seu charme irá deixar a jovem balançada e fará com que ela se torne uma mulher confiante, uma transformação que irá trazer à tona o seu verdadeiro eu.
Não me canso de ler livros centrados em acordo de casamentos. É clichê, mas sempre me interessam. Os protagonistas não gostarem um do outro e após o convívio eles enxergarem um ao outro diferente, dificilmente não será uma boa leitura. *.*
Sebastian vai mudando também ao decorrer da história. O interesse que ele demonstra à sua esposa, sua determinação em salvar o negócio do pai de Evie. Mas seu jeito malicioso e seu bom humor permanecem intactos garanto hahaha.

''— Uma toalha quente primeiro, bonita — murmurou Jenner -suaviza a barba.
Evie seguiu suas instruções. Passado um minuto, tirou lhe a toalha e com a broxa lhe ensaboou um lado da cara. Decidida a barbeá-lo por partes, abriu a navalha, olhou-a receosa e se inclinou para seu pai. Antes que a navalha lhe tocasse a bochecha, chegou lhe uma voz irônica da porta.
— Pelos pregos de Cristo, Jenner. — Evie voltou a cabeça e viu o Sebastian. Não falava com ela, a não ser com seu pai. — Não sei se elogiar sua valentia ou lhe perguntar se tiver perdido o julgamento. —Aproximou-se da cama com passo pausado. — Dê-me isso, carinho. A próxima vez que seu pai tussa, lhe vais fatiar o nariz.''

Terminei o livro com vontade de pegar ele e ler desde o começo de novo. Pecados no inverno é uma leitura rápida, divertida e que te encanta no final.
Leiam. =) =)

''E te seguirei amando, meu amor, ate que os mares se sequem…''
Monique 17/05/2017minha estante
Louca pra ler esta serie!


Fabi 17/05/2017minha estante
Só o primeiro q n gostei.
Devido a personagem na vdd kkkk
Os outros livros estao adorando
Agr vou ler o último da serie das solteironas
Recomendo Monique ;)


Roberta 17/05/2017minha estante
Esse é o melhor!!!


Fabi 17/05/2017minha estante
=) *.*


Mi 18/05/2017minha estante
Vou começar por esse kkkk




Românticas 08/05/2017

Resenha do Blog Mulheres Românticas
Depois do que o Sebastian aprontou no livro anterior, eu fiquei pensando se seria convincente a história dele com a Evangeline, a mais tímida do quarteto das solteiras. Agora, com duas das suas amigas casadas e se vendo prestes a ser obrigada a casar com um primo, a garota gaga vai a luta e pede a mão de Sebastian em casamento. Tudo que ela quer em troca, é que ele a deixe cuidar do seu pai, em seus últimos dias de vida.

Sebastian precisa casar com uma herdeira e de verdade? Qualquer uma serviria. Ele se arrepede de não ter pensado nisso antes de por em cheque sua amizade com Marcus. A proposta de Evangeline vem em boa hora...

Para ler o restante da resenha, visite o Blog Mulheres Românticas.

site: http://www.mulheresromanticas.com.br/2016/11/lisa-kleypas-pecados-no-inverno-arqueiro_22.html
comentários(0)comente



Ana Paula 07/05/2017

Sensual, divertido e romântico... perfeito
Posso até dar 5 estrelas para um livro, mas favorito somente aqueles que quero ler novamente e quando releio sinto a mesma emoção da primeira vez.
E foi assim que terminei minha releitura de Pecados No Inverno. Terminei com a sensação de 2 anos atrás qdo o li pela primeira vez (ainda nem havia sido lançado no Brasil), a sensação de querer ler de novo e de novo.
Amo como a Lisa Kleypas soube juntar esse casal improvável e fazer esses dois tão perfeitos em suas imperfeições que ganharam meu coração. Recomendo com todas as minhas forças.

Trechos:

"Se minha esposa encontra conforto em sermões ciganos banais, não tenho nenhuma objeção a que os faça. Mas se a beijar de novo, não importa quanto o beijo seja casto, eu o transformarei em um eunuco."


"Então vá procurar outra mulher ? disse
Evie categoricamente. - Eu quero você. Apenas você. Só Deus sabe por quê. - Sebastian estreitou os olhos para ela até fazê-los parecer fendas brilhantes."


"Faça como quiser. Mas tenha sempre em mente que você é minha, principalmente quando estiver com Rohan ou qualquer outro homem." Atônita, Evie o encarou. - Você está... com ciúme? As feições de Sebastian refletiram seu súbito embaraço.  "Sim - disse rispidamente. "Parece que sim."

"Por quê? Porque meu passado é um lixo, Evie. Nunca poderei consertar as coisas que fiz. Cristo, como gostaria de poder recomeçar! Eu tentaria ser um homem melhor para você."
comentários(0)comente



Lisandra.Vieira 26/04/2017

Pecado é não pecar!
Gente, esse livro é um dos melhores da Lisa Kleypas, com certeza.
Eu já li e reli e parece que só melhora...
Evie é fantástica, uma mocinha ímpar. Maravilhosa... Eu adoro a forma como ela enfrenta tudo de frente e de queixo erguido. Ela é muito forte e ardilosa. Amo o descobrimento dela.
Sebastian, ou Lorde St. Vincent, ou o pecado em pessoa... Esse homem nem tem como classificar! Faltam palavras! Muito diabólico de uma forma perfeita... Astuto, e decidido, corajoso, protetor... Um querido disfarçado de vilão!!!
Como minhas amigas dizem:
Meu malvado favorito!
AMO DE PAIXÃO!
A cena dos primeiros beijos, da lua de mel e a quebra da aposta... Nossa.
Lisa Kleypas lacrou, apenas!

RECOMENDO MUITO!
Patricia 26/04/2017minha estante
Foi o meu favorito da série


Lisandra.Vieira 27/04/2017minha estante
Patricia, eu adoro também! Mas meu preferido é o 2. Sou extremamente apaixonada pelo WESTCLIFF, inclusive uso o codinome lady Westcliff para assinar minhas publicações e comentários na minha página PAIXÃO POR LETRAS.
Adoro o livro da Dayse também. Essa série é toda maravilhosa... Acho impecável.


Patricia 27/04/2017minha estante
Ele é um fofo, realmente


Emily 29/04/2017minha estante
undefined




Kessia.Carvalho 08/04/2017

Resenha de Pecados no inverno por Kessia Luiz
Resenha de Pecados no Inverno por Kessia Luiz

De todos os livros da série esse com certeza é o meu preferido. Conheci a história de Sebastian e Evie. Ele um libertino renomado e ela uma moça tímida e gaga que não conseguia se socializar. O que mais amei nesse livro (além do Sebastian é claro) foi que ele nos mostrou que apesar do sofrimento que Evie sofreu durante a sua sendo maltratada por sua família ela conseguiu superar e se tornar uma mulher forte, mesmo não parecendo ela é sem duvida a mais forte das quatro amigas. E vimos tbm que todos podem mudar se tiverem um motivo pra isso, e qual melhor que um amor, uma paixão avassaladora? Foi isso que aconteceu com o maior dos libertinos Lorde St Vicent, ele percebeu que sua vida vazia mudou a partir do momento que Evie entrou em sua casa e fez uma proposta surpreendente de casamento...após isso ele percebeu que a vida com um objetivo era muito mais satisfatória do que a vida vazia que ele levava antes... vemos mais uma vez que o amor pode realmente transformar as pessoas Evie que agora se tornou uma mulher forte e decidida e Sebastian que agora se tornou um homem apaixonado, responsável é fiel ????????
comentários(0)comente



Mais Clube 31/03/2017

Após o fracasso da tentativa de sequestro de Lilian, Sebastian nunca imaginou que uma das floreiros fossem aparecer em sua casa. Ainda mais com uma proposta tão inusitada.

Evie sempre foi a mais calada das floreiros, suas amigas são lindas e excêntricas, mas ela sempre se considerou comum, ainda mais com sua gagueira. Filha de um ex pugilista dono de uma casa de jogos e uma nobre, ela nunca teve um lugar próprio no mundo. E sendo criada pelos parentes de sua mãe tudo o que ela sempre conheceu foram os castigos e as agressões físicas e verbais, até que conheceu um grupo de solteironas que estavam dispostas a se unirem em um objetivo em comum, arrumar matrimônio.

Com Anabelle e Lilian devidamente casadas ela não tem muita esperanças para si mesma,sendo muito tímida, gaga e cheia de sardas Evie entrou de acordo com o seu destino, que provavelmente será se casar com o seu primo Eustace. Até então ela estava bem com essa situação, isso até descobrir sobre a doença séria do seu pai e as verdadeiras intensões de sua família para com ela.

Com o objetivo de escapar a qualquer custo Evie acaba fugindo e indo parar na casa do infame Visconde St Vincent com uma proposta irrecusável, um casamento por conveniência (afinal ele é a única outra pessoa que conhece que está tão desesperada para se casar). Então ela sugere uma proposta, um casamento em Gretna Green, ele recebe o dote dela (que é bem generoso) e em troca ela fica livre da família oportunista e poderá cuidar do seu pai nesses últimos momentos de vida.

Mas o que esses dois não esperavam era a forte atração que um sentiria pelo outro. Durante toda a viagem para Gretna Green a atração vai aumentando, mesmo após a consumação do casamento. Porém após o casamento Sebastian, até então um bon vivant, começa a se interessar pela administração do clube e não só isso mas também começa a ter sentimentos por sua esposa..

Mas a vida desses dois se complica quando uma ameaça começa a pairar sobre a cabeça de Evie e Sebastian. Serão eles capazes de superar as adversidades, os sentimentos conflituosos, suas inseguranças e terem uma possibilidade de futuro?

Esse é sem dúvida meu livro favorito das floreiros. Eu inicialmente não dava nada pela história de Evie e Sebastian, até porque estava com raiva dele pelo sequestro de Lilian no livro anterior. Jamais imaginei que o canalha e infame Visconde St Vincent pudesse ter um coração no fim das contas. Mais uma vez Lisa Kleypas me fez apaixonada por suas histórias. Só fico triste de saber que o próximo livro será o último…. Que surpresas virá na história de Daisy???

site: http://maisclube.com.br/2016/12/resenha-pecados-no-inverno.html
comentários(0)comente



Paraíso das Ideias 24/03/2017

Adeus timidez!!!
Hey
Pessoal!!

E minha série amorzinho esta chegando ao fim, hoje apresento para vocês o penúltimo livro da série As Quatro Estações do Amor, e sob todas as expectativas nesse livro casaremos a querida Evie, a flor mais charmosa do quarteto que desabrochou com muita beleza.


Depois de todos os acontecimentos do livro anterior, Evie a moça ruiva, formosa, tímida e gaga do quarteto resolve dar um fim ao seu sofrimento com uma atitude que possivelmente poderia ter sido o fim de sua reputação.

"(...) Pense no que você quer. Há muito pouco que não se possa ter... desde que ouse."

Evie ficou órfã de mãe muito cedo, sendo seu pai o dono de uma casa de jogos de reputação duvidosa, a mesma foi entregue aos tios por parte de mãe para que pudesse ser criada de forma educada e para que pudesse adquirir um casamento respeitado, mas o que ela não esperava era ser reprimida e tão maltratada por aqueles que deviam protegê-la. Visando adquirir sua fortuna, seus tios resolvem forçarem a moça a aceitar o pedido de casamento do primo nojento, desesperada por liberdade e receando por seu futuro, ela resolve jogar todos os bons modos pro alto e arrumar um marido de conveniência, Evie resolve pedir St Vicente em casamento, e assim unir o útil ao agradável.

Quem leu os dois livros anteriores sabe que Sebastian é um degenerado, mulherengo e gastador, o rapaz era um grande amigo do marido de Lilian, até sequestrá-la para tentar se casar a força e assim sair da miséria, mas tudo deu errado e agora alem de falido, St. Vicente perdeu o amigo de infância. Assim sendo, quando a bela Evie aparece em sua porta lhe oferecendo a solução para todos os seus problemas financeiros e pedindo em troca apenas liberdade, ele não pensou duas vezes, mas o que o Lord Degenerado não esperava, era se apaixonar perdidamente por aquela moça que até então nunca atraiu nada além de pena.


"-Quero respirar o ar de seus pulmões e deixar as minhas marcas em sua alma. Quero lhe dar mais prazer do que você pode suportar. Quero fazer amor com você, Evie, como nunca fiz com ninguém."

Evie propõe a St Vicente um casamento de conveniência, e a única coisa que ela pede em troca é poder ficar perto de seu pai em seus últimos dias de vida, já que a família a proibia de ver aquele que era o símbolo mais próximo de amor que ela já teve na vida. Quando St Vicente aceita seu pedido, Evie sai em disparada para finalmente adquirir sua tão sonhada liberdade, mas ela esperava adquirir muito mais do que isso, inclusive um amor.

Dos 3 livros, esse com certeza foi meu queridinho, apesar de ter gostado muito de Hunt e Anabelle, St Vicente tem o dom da ironia, por ser um degenerado mulherengo, ele não mede esforços para deixar a virgem Evie sem graça, e com piadas e tiradas de nos fazer rir até chorar, ele aos poucos vai conquistando o leitor e mostrando que embaixo da pele de lobo existe um cordeiro pronto para ser encontrado.

Com uma leveza incrível e apaixonante, Lisa nos infiltra nesse romance encantador e nos faz testemunhar um amor de tirar o fôlego, tanto o amadurecimento de Evie quanto a mudança de Sebastian são notáveis e lentos, nada da noite para o dia, aos poucos eles vão crescendo e aos poucos vão se apaixonando.

Lisa supera nossas expectativas e casa nossa mocinha mais bondosa e timida com um verdadeiro lobo mau devasso, quem nunca quis???? A narrativa continua leve e viciante, tanto que li os dois, esse e o próximo em dois dias, uma viagem ao século passado com vestidos bufantes e homens encantadores.

Nesse volume além de muitas risadas também teremos muito drama, afinal se não tiver um vilão não tem emoção, com personagens bem elaborados e um enredo cativante, Lisa mais uma vez mostra que não vem a brincadeira.

A capa é um mimo, linda e linda e linda, uma daquelas que você precisa ter na estante nem que seja apenas para dar vida e cor aos outros livros, a diagramação padrão Arqueiro com páginas amareladas e fonte em tamanho confortável, com a revisão, consegui localizar alguns erros, mas nada que atrapalhe a leitura.

Enfim, um mega livro que indico, para quem ama romance de época como eu, para quem ama degenerados que viram príncipes ou até mesmo para quem precisa de uma leitura leva para sair da ressaca, mas acredite a possibilidade de viciar e não parar mais de ler são imensas, livro que super recomendo é que é sem dúvida um dos meus queridinhos.



site: http://paraisodasideas.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Kelly 24/03/2017

O despertar de uma flor
Hey
Pessoal!!

E minha série amorzinho esta chegando ao fim, hoje apresento para vocês o penúltimo livro da série As Quatro Estações do Amor, e sob todas as expectativas nesse livro casaremos a querida Evie, a flor mais charmosa do quarteto que desabrochou com muita beleza.


Depois de todos os acontecimentos do livro anterior, Evie a moça ruiva, formosa, tímida e gaga do quarteto resolve dar um fim ao seu sofrimento com uma atitude que possivelmente poderia ter sido o fim de sua reputação.

"(...) Pense no que você quer. Há muito pouco que não se possa ter... desde que ouse."

Evie ficou órfã de mãe muito cedo, sendo seu pai o dono de uma casa de jogos de reputação duvidosa, a mesma foi entregue aos tios por parte de mãe para que pudesse ser criada de forma educada e para que pudesse adquirir um casamento respeitado, mas o que ela não esperava era ser reprimida e tão maltratada por aqueles que deviam protegê-la. Visando adquirir sua fortuna, seus tios resolvem forçarem a moça a aceitar o pedido de casamento do primo nojento, desesperada por liberdade e receando por seu futuro, ela resolve jogar todos os bons modos pro alto e arrumar um marido de conveniência, Evie resolve pedir St Vicente em casamento, e assim unir o útil ao agradável.

Quem leu os dois livros anteriores sabe que Sebastian é um degenerado, mulherengo e gastador, o rapaz era um grande amigo do marido de Lilian, até sequestrá-la para tentar se casar a força e assim sair da miséria, mas tudo deu errado e agora alem de falido, St. Vicente perdeu o amigo de infância. Assim sendo, quando a bela Evie aparece em sua porta lhe oferecendo a solução para todos os seus problemas financeiros e pedindo em troca apenas liberdade, ele não pensou duas vezes, mas o que o Lord Degenerado não esperava, era se apaixonar perdidamente por aquela moça que até então nunca atraiu nada além de pena.


"-Quero respirar o ar de seus pulmões e deixar as minhas marcas em sua alma. Quero lhe dar mais prazer do que você pode suportar. Quero fazer amor com você, Evie, como nunca fiz com ninguém."

Evie propõe a St Vicente um casamento de conveniência, e a única coisa que ela pede em troca é poder ficar perto de seu pai em seus últimos dias de vida, já que a família a proibia de ver aquele que era o símbolo mais próximo de amor que ela já teve na vida. Quando St Vicente aceita seu pedido, Evie sai em disparada para finalmente adquirir sua tão sonhada liberdade, mas ela esperava adquirir muito mais do que isso, inclusive um amor.

Dos 3 livros, esse com certeza foi meu queridinho, apesar de ter gostado muito de Hunt e Anabelle, St Vicente tem o dom da ironia, por ser um degenerado mulherengo, ele não mede esforços para deixar a virgem Evie sem graça, e com piadas e tiradas de nos fazer rir até chorar, ele aos poucos vai conquistando o leitor e mostrando que embaixo da pele de lobo existe um cordeiro pronto para ser encontrado.

Com uma leveza incrível e apaixonante, Lisa nos infiltra nesse romance encantador e nos faz testemunhar um amor de tirar o fôlego, tanto o amadurecimento de Evie quanto a mudança de Sebastian são notáveis e lentos, nada da noite para o dia, aos poucos eles vão crescendo e aos poucos vão se apaixonando.

Lisa supera nossas expectativas e casa nossa mocinha mais bondosa e timida com um verdadeiro lobo mau devasso, quem nunca quis???? A narrativa continua leve e viciante, tanto que li os dois, esse e o próximo em dois dias, uma viagem ao século passado com vestidos bufantes e homens encantadores.

Nesse volume além de muitas risadas também teremos muito drama, afinal se não tiver um vilão não tem emoção, com personagens bem elaborados e um enredo cativante, Lisa mais uma vez mostra que não vem a brincadeira.

A capa é um mimo, linda e linda e linda, uma daquelas que você precisa ter na estante nem que seja apenas para dar vida e cor aos outros livros, a diagramação padrão Arqueiro com páginas amareladas e fonte em tamanho confortável, com a revisão, consegui localizar alguns erros, mas nada que atrapalhe a leitura.

Enfim, um mega livro que indico, para quem ama romance de época como eu, para quem ama degenerados que viram príncipes ou até mesmo para quem precisa de uma leitura leva para sair da ressaca, mas acredite a possibilidade de viciar e não parar mais de ler são imensas, livro que super recomendo é que é sem dúvida um dos meus queridinhos.



site: http://paraisodasideas.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Carlinha - Paradise Books 16/03/2017

LINDO! Meu segundo favorito da série!
Evangeline Jenner tem sofrido muito desde a morte de sua mãe, entregue pelo pai para ser criada pelas tias, eles não se mostraram uma família, e sim um bando de abutres cruéis. Por causa dos frequentes maus-tratos Evie se tornou uma jovem extremamente tímida e reclusa, tem dificuldades em se comunicar e principalmente com pessoas que não conhece, quando fala ela começa a gaguejar o que a torna uma pária e a última opção de casamento para qualquer cavalheiro aristocrata.

O pai de Evie está muito doente, e mesmo em seu leito de morte, suas tias se recusam a deixá-la passar os minutos finais com ele. O destino da garota já está traçado, ela se casará com seu primo, podendo então herdar todo o dinheiro que seu pai conquistou com um clube de cavalheiros, um antro de prostituição do qual ela foi proibida de se aproximar. Numa última tentativa desesperada ela vai arriscar tudo fazendo uma proposta ao cavalheiro mais cafajeste que já conheceu, Sebastian tem um título de visconde falido e precisa de uma esposa rica, e ela só precisa de um casamento para se libertar de sua família opressora. É possível que de uma conveniência surja um verdadeiro amor?

As gratas surpresas que a escrita de Lisa Kleypas nos proporciona são realmente extraordinárias! No final do segundo volume - Era Uma Vez no Outono - já conhecemos essa proposta de Evie, totalmente surpreendente, visto que Sebastian foi o responsável pelo sequestro de sua amiga Lilian. Claro que tudo foi devidamente esclarecido, e compreendemos que as atitudes dele foram desesperadas, mas eu jamais imaginei a possibilidade de um casal entre ele e Evie, e foi totalmente encantador!

Sebastian - o visconde de St.Vincent - está completamente falido, seu pai é um conde e não soube administrar a fortuna, por isso ele está a um passo da bancarrota, tudo que ele precisava era conseguir uma noiva rica, mas seu plano deu errado ao sequestrar Lilian Bowman. Ele é um mulherengo, não tem escrúpulos e só pensa em desfrutar dos prazeres da vida, e quando Evie aparece com sua proposta ele percebe que pode ser um grande negócio, apesar de sua timidez ela é uma linda mulher e tem uma herança para herdar, e por isso resolve embarcar nessa aventura, só não esperava perder seu coração.

Evie me surpreendeu em absolutamente tudo, nos outros livros criei a imagem de uma garota recatada e resignada a sua vida, mas a violência que sofreu com os tios a levou a minguar aos poucos. Conforme se envolve nessa louca empreitada com Sebastian - se casar e assumir o clube de seu pai - ela começa a desabrochar aos poucos, demonstrando uma delicadeza e doçura mas também se mostrou uma mulher decidida, capaz de tomar suas decisões e a se amar como mulher. Foi lindo esse crescimento, ela é meiga, carinhosa, mas ao mesmo tempo se apaixona e se torna totalmente entregue.

Sebastian é sensual e malicioso, é impossível não se encantar com ele, no livro anterior apesar dos pesares eu gostei muito dele de seu sarcasmo e prepotência, jamais imaginei que fosse dar tão certo com a timidez de Evie, conforme eles se envolvem e se apaixonam a química é abrasadora, e a ternura e cuidado de cavalheiro que ele a trata arrancaram muito suspiros, a fórmula perfeita do romance. Ele começa a se misturar com a vida dela, a assumir o clube, primeiramente porque vai ser herdado por Evie e consequentemente por ele, mas aos poucos se torna algo mais, uma maneira de cuidar dela e agradá-la e também de conseguir um propósito para sua vida.

Uma curiosidade interessante é que nesse volume um personagem que conhecemos da série Os Hathaways aparece! Cam Rohan é o protagonista do livro Desejo á Meia Noite, aqui ele aparece bem mais novo, enquanto ainda trabalhava no clube, o mesmo cenário que o conhecemos no livro da próxima série. Achei uma forma interessante da autora "linkar" duas de suas séries maravilhosas, mas não acontece nada que seja de extrema importância para os próximos livros.

Uma coisa que senti falta foram das Folhas Secas,o grupo de amigas que se encontravam sempre sentadas e excluídas nos bailes, não apareceu tanto e fiquei com saudade da amizade delas que é tão pura e sincera, agora quase todas estão casadas e aguardo ansiosa para conhecer a história de Daisy no próximo volume da série, que é uma leitora voraz e curiosa!

Com uma primorosa narração e um cenário bem diferente de seus costumeiros romances, Lisa Kleypas MAIS UMA VEZ, me fez rir e me emocionar com uma história que trata de superação, amor e aceitação. Vocês já cansaram de me ver elogiando essa autora? Porque eu acho que jamais vou me cansar de ler seus romances arrebatadores e viciantes!
comentários(0)comente



chrisakie 01/03/2017

Só um amor para derreter a neve! Quem não gosta de um libertino regenerado?
Evangeline Jenner, está desesperada para se ver livre das garras da família de sua falecida mãe, que está doida para botar as mãos na herança que receberá de seu pai doente.

Para poder ficar com o seu pai, que lhe restam poucos dias de vida, Evie toma uma decisão extrema: propõe casamento ao falido Sebastian, visconde de St. Vincent, aquele libertino sedutor que aprontou horrores no livro anterior! Só que sob uma condição de que se tocarão somente para consumar o casamento e depois nunca mais. Mas a paixão é tão intensa que poderá derreter qualquer gelo formado em torno do coração...

"E eu a amarei, meu amor
Até que todos os mares sequem"

Que livro! Que romance arrebatador! Evie é uma personagem que começou tão discreta e tímida, e até apagada, mas ela brilha com toda sua força nesse terceiro livro da série As quatro estações do amor. Ela até então escondia esse seu lado teimoso e determinado. E Sebastian que sempre fora tão egoísta mostra o seu lado doce e a sua capacidade de se importar com as outras pessoas...

Tão envolvente, tão sensual desde o início até o fim e você simplesmente devora o livro. Há vários clichês digno de uma novela mexicana, mas me diverti horrores com cada um. E tanto a Evie quanto o Sebastian são muito cativantes e apaixonantes, é impossível não gostar deles.O amor deles é tão genuíno que aquece qualquer coração...

Sem sombras de dúvidas, este foi o melhor da série até agora! Tornou-se o meu favorito! Leiam! E claro, quem não gosta de libertino regenerado, né não?

site: https://www.instagram.com/p/BQOu6ahDgfl/
comentários(0)comente



Iris 27/02/2017

Pecados no Inverno - Resenha
Oi Povo, tudo bem?
Hoje vamos falar do “Pecados no Inverno”, terceiro livro da série “As Quatro Estações do Amor”. Vou confessar a vocês que esperei muito o lançamento desse livro, pois no final do “Era uma vez no outono”, segundo livro da série, tinha o primeiro capítulo desse livro e devo dizer que ele já é bombástico! Hahaha

Evangeline Jenner, mais conhecida como Evie, sem sombra de dúvidas é a mais envergonhada e maltrata, pela família, do quarteto de amigas que formam o grupo “Flores Secas”. Suas amigas, não tem noção dos maltratos sofridos por Evie, que são psicológicos e também físicos, por esses motivos ela é louca para se livrar dos tios que a criaram. O pai de Evie está super doente, mas seus tios não permitem que ela cuide dele, pois ele é dono de um clube para cavaleiros, que não é adequado à damas de família. Seus tios, até hoje, odeiam seu pai por ter levado sua mãe para o mal caminho, e só aceitavam a presença dele esporadicamente pelo dinheiro. Mas, Evie está disposta a mudar essa situação, e para isso vai na casa do mega devasso lorde St. Vincent e propõe um casamento de conveniência. Assim, ela ficaria livre da influência dos seus tios e ele ficaria rico quando seu pai morresse. Sua única condição é que depois que o casamento fosse consumado, eles nunca mais ficariam juntos, afinal não poderia comprometer seu coração com um canalha sem tamanho. A maior preocupação de Evie, era que suas amigas, principalmente Daisy, nunca mais falassem com ela depois do casamento, mas esse era um risco que ela tinha que correr.

“Preciso de um ma-marido e o senhor pre-precisa de uma esposa rica. Ambos estamos i-igualmente desesperados, o que me leva a acreditar que o se-senhor aceitará a minha pro-proposta.” Pág: 11.
St. Vincent ou apenas Sebastian, demorou a acreditar que aquela ruivinha gaga, tão envergonhada teve coragem de ir atrás dele e propor tal coisa, mas ela tem razão, ambos estão desesperados e precisam de ajuda. Com isso, ele topa casar com Evie e ambos partem para Gretna Green, Escócia, para que o casamento seja realizado.

“Sebastian compreendeu que ela não era inocente, embora a gagueira fizesse muitos presumirem o contrário. Estava acostumada a ser subestimada, ignorada, desconsiderada...e usaria isso a seu favor sempre que possível. Isso o interessou.” Pág: 13.
No decorrer da viagem Evie começa a perceber que ele tem a mesma urgência que ela para estar legalmente casado. Após, uma viagem tensa ambos chegam exaustos na Escócia, mas mesmo assim realizam o casamento.
Não quero soltar spoiler, mas posso dizer que o casamento foi consumado e que eles voltam oficialmente casados para Londres.

Será que as amigas de Evie irão perdoar-lá pelo casamento com o aproveitador do Sebastian? Será que a familia de Evie vai aceitar o casamento tão facilmente? Sebatian é um patife como aparenta ser? Como será a convivência deles como casal?

Lisa, a cada livro me encanta mais, ela simplesmente consegue prender o leitor até o final e ainda surpreender a cada livro. A transformação do lorde St. Vincent do livro dois para o livro três, me deixou simplesmente fascinada. Super indico o livro para quem gosta de um romance fofo e que nos faz suspirar a todo momento.

site: http://www.fadasliterarias.com.br/2016/09/pecados-no-inverno-resenha.html
comentários(0)comente



90 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6