Eclipse

Eclipse Stephenie Meyer




Resenhas - Eclipse


1099 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


W Nascimento 13/08/2010

OBS: Aproveito para falar de toda a saga até aqui.
Sem dúvida a saga crepúsculo foi uma das que mais vendeu em todo o mundo e também a que causou mais polêmica. Para ser sincero, eu não gostei, mas também sei reconhecer que o trabalho de Stephanie Meyer tem pontos fortes. E meu objetivo aqui será destacar os que são, na minha opinião, os mais dignos de nota - tantos os bons quanto os ruins.



(-) Falta enredo: O primeiro livro da série,"Crepúsculo", basicamente gira em torno do dia a dia de Bella e os únicos momento em que realmente há uma trama é quando ela tenta descobrir mais sobre Edward. Até mesmo o final, aonde aparecem os vampiros do "mal", não foi bem feito e deu a impressão de que a autora só colocou aquilo para que seu trabalho não ficasse chato demais. "Lua Nova" é basicamente um "Crepúsculo" só que tira o Edward e põe o Jacob, o que na minha opinião foi uam boa troca. Talvez dos três, "Eclipse" é aquele que tinha uam história mais bem montada, com trama capaz de entreter quem lê. Pois além de termos o triângula amoroso entre Bella, Edward e Jacob, temos também o assunto inacabado com Vitória. Tão pobremente explorado no livro 2



(+) Linguagem de facil diluição: Acho que o ponto mais forte do trabalho dela foi a linguagem. E foi justamente esse o ponto que me permitiu levar a leitura até o terceiro livro. Apesar de ser um livro onde a trama é muito pequena ou inexistente, a linguagem simples permite a quem ler de passar a leitura facilmente, devorando várias páginas sem sentir-se desgastado ou com a sensação de estar se sacrificando. Esse é um livro que dá pára se levar e você não vai necessariamente dessitir de ler, mas também não será nada mais do que um passatempo.



(-) Edward Cullen: Provavelmente o idolo teen do momento. Sinceramente da para entender por que Edward é o queridinho das garotas. Ele é bonito, rico, multi-talentoso e também, imortal e misterioso. Mas acima de tudo ele também é um homem com alma de mulher. Edward fala, age, e até mesmo pensa - como pude espiar em o "sol da meia noite" - como uma mulher. Logo, ele é a mistura do homem dos sonhos mais a melhor amiga. Dificil de se superar. Porém, essa perfeição do Edward me incomoda do ponto de vista literário, pois ele, como personagem, é muito mal construído. Por tentar fazer dele o homem dos sonhos de qualquer uma, acredito que Stephanie tenha cometido um pecado grave e acabou tornando-o incoerente. Edward não tem uma personalidade definida. Ele é educado quando tem que ser educado, grosso quando é bonitinho que ele seja grosso, masoquista e altruísta quando necessário e egoista quando precisa. Enfim, ele é tão perfeito que acaba sendo maleável de acordo com as circunstâncias e isso é prejudicial pois deixa o personagem sem característica própria.



(+) Jaco Black - Na minha opinião o melhor personagem da série. Além de ser uma pessoa comum com qualidades e deifeitos como todo mundo, acredito que Jacob também foi muito bem construido e usado. Primeiro, como um garoto apagado e tímido em "Crepúsculo" e depois, em "Lua Nova", como alguém topetudo o bastante para peitar o próprio Edward. Essa foi uma mudança brusca, mas sem dúvida plausível, pois imeginemos qualquer um de nós que, do nada, descobrissemos sermos seres superpoderosos e quase imortais. Quem de nós não ficaria topetudo? Fora também que ele apimenta a relação meio sem sal de Edward e Bella, o que, só por isso, já o faz merecer meu respeito. rs



(-) Falta de pesquisa e trabalho com os mitos: Como fã do sobrenatual esse foi o pecado mortal da autora e que mereceu meu desgosto. O mito do vampiro é muito pouco explorado. A autora pega um ser que existe no imaginário popular a milhares de anos e simplesmente o manipula a seu bel prazer, acrescentando características e tirando outras sem nem ao menos se dar ao trabalho de explicar como se deram as coisas. Ela diz que cruzes não espantam vampiros, mas então por que durante anos e anos as pessoas acreditaram que sim? Seria legal se ela pelo menos tentasse criar algo e não simplesmente dizer que era tudo fruto da ignorância. A questão do sol então, nem se fale. Achei que a idéia dela foi legal. Pegar um mito e desmistificá-lo, e ainda aissim, dar um motivo para o fato dele existir. Porém, a explicação foi completamente pobre. Até por que, se vampiros só não podem andar na luz do sol direta, podendo assim andar em dias nublados, então como o mito do vampiro não poder andar na luz do dia (Estou falando dia e não sol) pôde vingar em países como a Romênia ou inglaterra onde não faz sol a maior parte do ano? E por último, mas não menos importante, temos a criança que será gerada de Edward e Bella e que foi o maior motivo de eu abominar a idéia de ler o "Amanhacer". Pois, se Edward é um vampiro - subentende-se assim um ser morto -, então como ele pode gerar vida? Afinal, ele não precisa respirar por que é morto, certo? Não come, por que é morto, sim? E também não sente a necessidade de dormir, por que é morto. Então por que, de todas as partes de seu corpo, só o seu esperma se mantem vivo?



Enfim, Essa foi a minha opinião. Quando eu tinha terminado de ler "Crespúsculo", imaginei que não chegaria tão longe, mas os livros foram caindo em meu colo. "Lua Nova" eu ganhei emprestado e "Eclipse" de presente. Então... fazer o que rs Li. E como a linguagem é simples e até gostosinha, consegui terminar os três. Mas isso não quer dizer que eu recomende. Para aqueles que gostam de romances bem leves como Sabrina, Julia e etc, até posso indicar, pois esses podem gostar. Porém, para quem gosta de vampiros ou do sobrenatural em si, não recomendo.



Nossa! Essa resenha ficou bem grande. Mas valeu a pena, pois eu quis ser justo e bem detalhado em minha crítica. Pois eu acredito que se é pra criticar, temos que pelo menos ser competentes.

Willian Nascimento
Autor de O Véu
pordetrasdoveu.blogspot.com


Raí 10/03/2010minha estante
Finalmente encontrei alguém que concorda comigo quanto ao tratamento que Stephenie deu ao mito vampiresco. Se ela tivesse trabalhado com mais zelo no contexto (como você falou, o porquê das pessoas acreditarem por tanto tempo que vampiros fugiam de cruzes, viravam churrasquinho no sol, etc), provavelmente a história seria muito mais interessante do que é.


Felipe 10/03/2010minha estante
Gostei muito da resenha! Eu, na verdade, só lí o primeiro livro da saga Crepúsculo, sendo que tenho todos em casa (irmã mais velha). Porque o primeiro livro foi suficiente pra mim "sacar" que não é porque é livro de vampiro (curto) que é bom! Crepúsculo me descepcionou, concordo com todos os pontos fracos que você deu à ele, e alguns positivos que cheguei a comprovar. Bom, minha opinião está mais detalhada na minha resenha do livro, mas, realmente, não acho que esse livro valha à pena!


Jana 11/03/2010minha estante
Ola amigo, me desculpe por não concordar muito com a sua resenha que em algumas partes faz muito sentido, acontece que eu amei o livro, me diverti muito e sempre que acabava um não via a hora de ler o outro. Bjosss e T+


Thata 19/03/2010minha estante
A melhor resenha da saga que eu já vi até agora. Concordo com você, especialmente no que diz respeito à releitura que ela fez do mito (adoro releituras, mas não custava nada ter explorado melhor isso) e sobre Jacob ser, de longe, o melhor personagem.

Não é à toa que muita gente torceu pra que a Bella ficasse como Jake e não com o Edward.


juliana 24/03/2010minha estante
Concordo com você em muitos aspectos William, confesso que o que me chamou a atenção para ler o livro foi o fato de tratar sobre vampiros, não sou nenhuma expert em histórias vampirescas mas...logo vi que o lado vampiresco da história ficava em segundo plano e o foto era, de fato, o romance. As narrassões geram muitas dúvidas mesmo...como o fato de Edward ter gerado um bebê mesmo estando morto, mas... eu até fico feliz por essa saga ter sido lançada...a maioria das pessoas no Brasil não tem o hábito da leitura...é, às vezes, é preciso um forte gancho para trazê-las a esse mundo (meu 'gancho, por exemplo, foi Harry Potter *-* ), conheço várias pessoas que passaram a ter o gosto pela leitura depois de ler a saga crepúsculo e, depois, passaram a ler outros autores também.



Muito boa a sua resenha Willian!


Linn 22/06/2010minha estante
Excelente resenha, concordo em todos os pontos.


Milly 18/07/2010minha estante
Concordo só em umas partes, mas no que você disse: "Então por que, de todas as partes de seu corpo, só o seu esperma se mantem vivo?" Ela explicou e pelo menos pra mim teve sentido, o esperma se mantem vivo mesmo depois de morte, igual ao nosso cabelo e unhas que continuam a crescer mesmo quando a gente "bate as botas" ;D


carol c. 23/07/2010minha estante
Acho que você está certo em todos os pontos. Eu li a saga e penso que o melhor livro seja Eclipse, apesar de eu achar que ela podia explorar mais os quileutes e sua história e, principalmente, o Jacob. Apesar de, como você disse, Edward ser o queridinho não acho que ele mereça esse posto. Como alguém pode não ter defeitos? E mais, o final da saga com a estranha história da Renesmée e o impritinhg do Jacob por ela... essa parte ficou muito ruim mesmo, pois tem um trecho no livro que fala sobre o impriting, que serviria para os lobisomens acharem as possíveis parceiras que preservariam os genes. Como o Jacob poderia "preservar os genes" com uma semi-vampira já que, um dia ela iria parar de se desenvolver e, não poderia ter filhos? Bem, como já tinha dito, essa parte não ficou nem um pouco esclarecida. Meu gosto pela leitura começou com Harry Potter, e, por mais que tivesse coisas que no início e no meio do livro ficavam pouco esclarecidas, logo depois a J.K Rowling as esclareceu.

Sua resenha ficou ótima.


W Nascimento 25/07/2010minha estante
Só uma respostasinha agora que aprendi que o autor também pode comentar a própria resenha. ^^. Eu não li o "Amanhecer" ainda, como já avisei, mas pelo que pude ver de sua explicação Milly, mesmo assim acho difício de engolir o lance do esperma, pois os espermatozóides só duram três dias, no máximo, no corpo do indivíduo, esteja ele vivo ou morto. Logo, sem os canais seminiferos vivos, a produção acabaria e não haveria reposição.
Acho que a filha de Edward e Bella representa uma tentativa de fazer o final feliz ser pleno, pois o que pode ser mais perfeito apra um casal, do que o fato de ele casar e ter um filho ao fim da trama? porém, essa tentativa de harmonizar tudo deixou uma série de pontas soltas. Ela (a autora) poderia ter feito um final mais simples ou até mais provocante (pois soube que o Jacob era um candidato a pai do filho da bella. ^^ ) em vez desse perfeito conto de fadas.


Nanda 03/08/2010minha estante
Eu li todos os livros da saga, e até gostei de me 'entreter', mas concordo com você em absolutamente tudo. Acho que a autora ficou tão presa na ideia de criar sua história de amor sobrenatural, que deixou passar muitas coisas que poderiam fazer do livro algo realmente bom.
Enfim, parabéns pela resenha!


Rejane 13/08/2010minha estante
Cara! Eu concordo com tudo que você disse. Sou apaixonada por vampiros e achei muita coisa estranha nessa história. Mas também sou uma pessoa muito romantica e mesmo com todas as faltas e delírios da escritora, eu gostei de ler, principalmente eclipse.


Vanessa 15/08/2010minha estante
Olá Willian, primeiramente gostaria de dizer que não concordo com você na maioria dos pontos que abordou, mas tenho que reconhecer que na questão do aprofundamento da história,a autora poderia ter realmente se aprofundado mais, porém, acredito que ela não o tenha feito de propósito, afinal, como ela disse em várias entrevistas, ela queria uma história diferente de vampiros, pois é um romance, na mais pura acepção da palavra, e não um livro de terror.
A linguagem é de fácil compreensão, o que atrai muitos jovens, mas não é por isso que ela deve ser desmerecida, muito ao contrario, nesse ponto ela deve ser aplaudida, pois levou muitos jovens que nada liam para o mundo da literatura.
Quanto a questão do esperma, você pode achar até engraçado, eu mesma estou rindo até agora, com a minha amiga Daiany que concorda plenamente comigo, que a explicação plausível para a existência de esperma vivo em Edward é a seguinte: ele é frio, muito frio, frio como pedra, basicamente um congelador humano(KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK), portanto conservou o esperma plenamente, e, ao entrar em contato com o corpo quente de Bella, então o milagre aconteceu, que fertilização in vitro que nada, na ficção vale tudo.
Espero que se divirta ao ler isso, pois eu me diverti escrevendo.


Ju 16/08/2010minha estante
Parabéns, William! Adorei sua resenha; concordo contigo em gênero, n° e grau!!!!


Polly 17/08/2010minha estante
Gostei muito da sua resenha William, até porque não é porque sou fã roxa da saga "Crepúsculo" que não possa admitir as falhas da escritora. Gostei do livro principalmente pelo romance, ainda que tenha que admitir que odeie romance, mas a forma que ele escreve me prende muito mesmo. Não gostava muito até que li o segundo livro e concordo com a questão da falta de personalidade do Edward, pôr o que ele não tem em questão de defeito, sobra na Bella. Por fim acredito que o foco da autora era mesmo o romance e a questão do Edward ser um vampiro foi somente porque o vampiro em si era o monstro que poderia ser mais charmoso e atraente sem ser feio. rsrsrsrsr

Beijão


W Nascimento 17/08/2010minha estante
rsrsrs. Realmente seria meio grotesco se a autora fizesse um romance de uma garota com um frankstein, não é mesmo Polly? rrsrs E Van, eu também concordo com a questão da linguagem, pois acho muito bom que existam livros que chamem a atenção do leitor iniciante, aquele que com certeza não entenderá nada de um Saramago ou um Machado de Assis, ou então que vai ler e achar o livro um fardo. Na verdade foi por isso que destaquei esse ponto como sendo um positivo da obra. Por isso ele estava com um sinal de + entre parênteses. ^^
kkkkkk Realmente acho a sua teoria sobre o esperma mais plausível que a da autora. rsrsrsrs Agora, "na ficção vale tudo"? Bem... Discordo em partes. Pois uma coisa é você criar algo só seu, algo totalmente novo e pintá-lo como quer. Outra, é usar algo já existente e mudar a seu bel prazer, ignorando as construções feitas anteriormente. Stephanie não criou um novo vampiro, ela apenas (e me desculpem aos fãs por isso) pegou um já existente e, em parte, o sacaneou bastante. Bem, é isso. ^^ Adorei esse negócio de poder responder comentários.


Vanessa 18/08/2010minha estante
Também adorei esse negócio de responder comentários, e eu concordei com você a respeito de sua resenha na parte de leitura de fácil compreensão, eu percebi o sinal positivo, mas posso ter me expressado mal, tudo bem é a vida né.
Que bom que achou minha teoria plausível, quanto ao na ficção vale tudo,o importante e escrever algo que lhe deixe feliz e satisfeito consigo mesmo o sucesso, a aceitação do público e a crença com aquilo que escreve é consequência.
Não se desculpe pelas suas opiniões, afinal opinião é assim mesmo, cada um tem a sua e desde que pessoa saiba defender sua tese com clareza e convicção naquilo que diz isso será ótimo.
Ah, outra coisa, quanto aos mestres literários que citou, ás vezes as pessoas tem que começar de baixo, pegar um autor fácil para depois ler um bem complexo, eu mesma comecei a lendo literatura infanto-juvenil, com o livro O escaravelho do diabo(que eu adoro até hoje), e depois comecei a ler os mestres que você citou e outros que considero maiores e mais complicados como Friedrich Nietzsche e Fiódor Dostoiévski enem por isso vou desmerecer os outros autores.
Gosto é gosto, o importante é que as pessoas criem o hábito da leitura, e você como escritor vai contribuir muito com esse desafio.
Beijos.


W Nascimento 18/08/2010minha estante
Concordo muito. Sou muito contra usar clássicos como leitura obrigatória em ensino fundamental, pois muitas vezes essa abordagem traumatiza mais o jovem o do que estimula a ler. Por isso a literatura comercial, aonde não só crepusculo, mas também Harry potter, os Sete e outros livros se encaixam, é muito positiva como primeira leitura. Depois, com o próprio desenvolvimento do leitor, ele saberá partir para leituras mais complexas. Eu, por exemplo, começei com Turma da Mônica XD. rsrsrsr


Vanessa 18/08/2010minha estante
Assino em baixo.
Você comoeçou a virar devorador de livros com que idade?
Eu comecei com 09 anos, quando li O escaravelho do diabo, mas eu ja lia bastante coisa infantil antes disso, é que considero esse livro o mais instigador da época, por isso o escolhi como primeira leitura.
Rsssssssssssssssssssssss
Bem comecei com contos de fadas e também li muitas histórias da Turma da Mônica, e também lia a revista em quadrinhos da Xuxa!Depois descobri Homem-Aranha e X-Men e viciei!
Beijos.


W Nascimento 18/08/2010minha estante
Eu demorei um pouco mais para me viciar. Começei a ler mesmo de tudo a partir dos 12 anos, quando começei a jogar RPG. ^^ O fato de ser o narrador das histórias me fez ir atrás de vários títulos a fim de conseguir inspiração para criar histórias.


Vanessa 19/08/2010minha estante
Que legal Will.
Ah, deixa eu te contar uma coisa, a Ana, que você pediu para adicioná-lo é minha prima.
Ela é muito legal, eu que a introduzi nesse mundo fantástico da literatura, apesar dela ser um pouco mais velha que eu, e de ja gostara de ler, foi depois de minhas indicações que ela virou devoradora de livros.Adoro levar ela para esse mau caminho!
Rssssssssssssssss.
Adoro falar com você!


W Nascimento 22/08/2010minha estante
Fez um excelente trabalho. ^^ Seria bom se cada um de nós introduzisse à leitura a algum parente, amigo ou conhecido. O Brasil estaria bem melhor. Eu faço esse trabalho basicamente todos os dias com meus amigos. rsrsrsrsrs Beijão Van


Nessie 26/08/2010minha estante
Concordo com seus comentários!
Não sei em qual livro (Crepúsculo, Lua Nova ou Eclipse) tem um capítulo - quase inteiro - que mostra como a Bella limpou a sua casa!!! Hã? Bebeu? Fala sério...

Mas, como disse Felipe Neto em seu vlog, a autora foi mto feliz qdo colocou todas as inseguranças de uma mulher numa só personagem.

Enfim, a obra q agrada alguns, desagrada à outros.

PS: Leu Diários de Vampiros? Tem uma cena parecida com a aquela de Edward e Bella na clareira (Crepúsculo). Aí eu pergunto: foi sonho ou inspiração??? Seria mais bonito admitir uma inspiração q poderia ter tido ao ler a obra de L J Smith...


W Nascimento 30/08/2010minha estante
Ainda não li não. Só vi a série de TV até agora e gostei. Realmente existem muitas semelhanças e acredito sim que Meyer tenha se inspirado nela. Não dizendo que seja plágio, mas sim inspiração. Beijão Nessie


Piatã 24/10/2010minha estante
Por que excluiu a resenha do Crepúsculo. Achava engraçado o seu comentário: depois que leu o livro foi tomar café preto sem açúcar para lembrar que ainda era "macho". Mas enfim, a ideia é produzirmos resenhas com melhor teor intelectual.

Parabéns! Esta resenha está ótima.


W Nascimento 01/11/2010minha estante
Oi Cara. rs Bem, acho que você me confundiu com outra pessoa, pois eu ainda não postei nenhuma resenha sobre Crepúsculo. ^^ Resolvi pular direto para o Eclipse e falar dos três de uma vez. Mas acho que a resenha desse cara deve ter sido muito egraçada mesmo. Abração


mariana 06/11/2010minha estante
eu,dependendo das situações sou extrovertida mas também muito timida e seria.
edward age de maneiras diferentes dependendo das situações.
acho que Meyer no fundo explicou a parte de os vampiros não poderem andar á luz do sol.O mito era de eles se incendiarem.Mas nunca ninguem viu um a incendiar-se ! è um mito.Meyer inventou , dizendo que esse mito partiu do facto de os vampiros só sairem á noite (pois brilhavam de dia) e dai ás pessoas inventarem um mito: o de se incendirem.


W Nascimento 30/12/2010minha estante
Uma coisa são nossas emoções, nosso estado de espírito que, como você disse, mudam dependendo das circuntâncias, outra é a nossa maneira de ser, nossa maneira de ver o mundo. Edward tinha extremos ciúmes da Bella, encarava Jacob como uma ameaça, não só para seu amor, quanto para a própria vida da Bella. Para então, de repente do nada, abrir mão de tudo e dizer que ela poderia ser feliz com ele... Francamente isso não é só uma mudança de estado de espírito. Foi uma mudança radical que uma pessoa levaria anos para ter e ele teve em apenas uma noite. E sobre o Mito do Sol, realmente é um mito. Concordo com você nisso, mas acho importante chamar a aatenção para algo que confundimos muito: mito é diferente de mentira. Um mito é uma construção que leva gerações e gerações para ser formada, tem haver com toda a realidade de um povo, e é criado atra´ves de um recorte de muitas fábulas distintias, que se mesclam e se interegram até formar um mito. Logo, um mito não é apenas uma mentra, é uma construção, que tem haver com amaneira como determinados seres humanos enxergam seu mundo, seja através da fantasia, seja através de especulações filosóficas. Logo, desconstruir um mitos de séculos e dar uma explicação de duas linhas, acho algo muito pobre. Não digo com isso que ela esteja errada em fazer. É um trabalho de ficção e ela tem todo o direito, mas afirmo mais uma vez que isso é pobre do ponto de vista literário.


Kathlyn 17/03/2011minha estante
É realmente bom quando se lê uma resenha critica que não acaba de vez com a obra. Não quando a obra tem seus pontos positivos. Concordo com tudo que você disse e foi bem legal isso de você separar as partes ruins das boas e não generalizar a obra inteira igual todo mundo faz com os livros da Meyer. Bem explicativa.


Walison 23/03/2011minha estante
Concordo plenamente com você !!!

Me admira muito encontrar alguém tenha lido e feito, então, uma critica plausível. Li todos os livros da serie e concordo com pontos "positivos" e "negativos", apresentados por você.

No Amanhecer tem uma parte, como você deve saber, da historia contada pelo ponto de vista do Jacob foi parte "melhorzinha" do livro., Sempre gostei do Jacob embora não seja fã da serie e não entendia o porquê, e você esclareceu para mim, ele é mais humano [passível de erros e defeitos], e percebi que é por isso.

Muito Obrigado pela ótima resenha



paloma 28/05/2011minha estante
Parabéns, sua resenha ficou incrível. Nossa, sem palavras.


Nil 26/06/2011minha estante
Oi Willian! Parabéns pela resenha!!
Eu acredito que a compreensão da história está relacionada com a história e visão de vida de cada leitor. Por isso há pessoas que amam e pessoas que odeiam. Ou pessoas que se encantam e pessoas que não acham a menor graça...
E a cada vez que converso sobre os livros dessa série com algumas pessoas, mais claro isso fica para mim. E percebo essa diferença principalmente entre homens e mulheres.
Por isso eu não concordo quando vc diz que falta enredo.
A autora mostra como a vida de Bella era comum e sem graça mesmo. É proposital.
Vida de adolescente interessante hoje em dia é o estilo da patricinha que vai ao shopping todo o dia com as amigas fazer compras, é lider de torcida, não sai do salão de beleza e é popular. Pra mim isso não é nenhum pouco interessante, para outros pode ser...
A autora mostra como Bella é uma adolescente diferente da maioria, ela é responsável, estudiosa, se preocupa com o pai, não é popular e passa o dia cuidando da casa (alguém dirá: Que horror!). Não estamos acostumados com personagens assim hoje em dia.
Agora sobre os vampiros, eles não existem!! Cada pessoa pode imaginá-los da maneira que quiser.
Eu nunca fui fã de histórias de vampiros... Na verdade eu detestava!! Achava ridiculo e completamente sem sentido!
Confesso que li Crepúsculo com um certo receio... Mas achei realmente interessante.
Em Crepúsculo há muitas histórias por trás da história central. Há valores diferentes dos que existem em outras histórias.
Algo que me fascina nos vampiros de Meyer é o fato dessas criaturas lutarem contra sua natureza bestial. Querer ser melhor do que aquilo que lhes é imposto.
Pra mim, todas as características dos vampiros de Meyer fazem sentido, porque eles são originais.
Os personagens tem personalidade definida e é fácil, durante a leitura, prever seus atos e compreender seu raciocínio.
Há coisas que poderiam ser melhores?? Sim, sempre há!!





W Nascimento 09/10/2011minha estante
Gostei de suas considerações Nil. Apesar de discordar completamente. Viva a liberdade de interpretação. o/


Lipe 26/10/2011minha estante
Não estou querendo te ofender e nem criticar negativamente sua resenha, pelo contrario, ficou muito boa. Mas não concordo com nada que você disse aí. E quero destacar a parte em que você critíca os vampiros dessa saga, porque o conseito da palavra vampiro é de um ser hematófago(que se alimenta de sangue), então, eu acho que contanto que se mantenha essa caracteristica a autora da saga poderia criar seu vampiro como bem entendesse.


Elaine 28/11/2011minha estante
Amigo, você disse tudo, eu assino em baixo de tudo que você escreveu, Bom , uma parte boa , depois de anos mesmo antes de sair o filmes eu descobri crepúsculo, ta, ja era um best-seller, mais me fez querer voltar a ler, eu gostei, porque a Bella era uma simples menina normal, e descobre que o menino mais Cat da escola é um Vampiro que esta apaixonado por ela, eu acho que a Bella gravida ficou meio estranho e estragou a historias (tenho o livro mais nao quis ler amanhecer) Deu um Up para jovens querer ter filho kk serio, conheço gente que nem quer sair no sol pra ver se fica branco igual o Edward e meu personagem favorito também é Jacob tanto que acho que em lua nova Edward deveria desaparecer , ou acabar com a frescura e voltar como um sanguenario kk e Jacob OO o Herói rsrss amei sua resenha, esta de parabéns.
Bjs


Cinthia 20/12/2011minha estante
ótima resenha! você conseguiu tantos "gostei" porque agradou tanto aos haters quanto aos fãs hehe e quanto aos mitos dos vampiros, ela explicou o porquê de alguns serem falsos e outros verdadeiros no guia oficial da série... eu sei que tá carinho, mas tem em inglês pra achar fácil na internet; talvez a explicação dela não te convença, mas é interessante dar uma olhada. ;)


Tali @letrasmaislivros 24/02/2012minha estante
Concordo com sua resenha.
A única coisa que discordo foi o fato de você dizer que a autora errou ao ''mudar'' o estilo dos vampiros. Em minha opnião foi criatividade. Ela mesmo confessou em uma entrevista que a história de Crepusculo surgiu de um sonho! Em sonhos; tudo é possível.


Cotrim 21/04/2012minha estante
Concordei com sua resenha em quase tudo!
Só não gosto de nenhum dos três principais e, pra mim, as histórias e personagens de fundo (Alice, Jasper, Carlisle, Seth e os Volturi em especial) são MUITO mais interessantes do que a história e personagens principais...
Talvez eu tivesse gostado mais se a autora tivesse desenvolvido mais essas pequenas histórias e menos Edward, Bella e Jacob (que foram excessivamente desenvolvidos)...


W Nascimento 18/05/2012minha estante
Só respondendo ao Lipe. Olha cara, eu sei que a terminologia de vampiro significa apenas um ser que se alimenta de sangue, contudo, um mito vai além da nomenclatura. A lenda do vampiro é uma construção secular, que mescla várias culturas e atravessou todo um imaginário para chegar até nós e acredito que nesse sentido, houve sim uma descaracterização do mito. algo válido, mas que eu não gostei, principalmente porque foi feito de má forma ao meu ver. Acho que a autora deveria ter estudado um pouco mais o tema antes de se aventurar.


Jessica 26/05/2012minha estante
Hmmm acho que Sabirna é melhorzinho hem... Eu lembro de ter lido alguns "Sabrina" que pelo menos tinham um pano de fundo histórico interessante ou algo assim...


Vitória 02/08/2012minha estante
"E também não sente a necessidade de dormir, por que é morto. Então por que, de todas as partes de seu corpo, só o seu esperma se mantem vivo?" eu ri ... Não entendi muito bem o que a autora pensou nessa hora.


Gabriel Silva 17/09/2012minha estante
"E também não sente a necessidade de dormir, por que é morto. Então por que, de todas as partes de seu corpo, só o seu esperma se mantem vivo?" Realmente raxei de rir.. Meyer tinha fumado alguma coisa estragado.. só pode


Natália 16/10/2012minha estante
Olha, eu super entendo a galera que desgosta da saga por causa da fuga do real mito dos vampiros. Mas preciso dizer que esse foi o principal fator que me atraiu no livro. Sabe aquele lance de ser algo diferente, inovador e, por que não, original ? Então .. Acho que foi isso que trouxe a obra de Stephenie Meyer. Eu nunca fui fã desse mito de vampiros e lobisomens, sempre achei um saco. Mas a saga crepúsculo vem destruir praticamente tudo do que entendíamos como sendo parte do mundo de vampiros e lobisomens. O que nos é apresentado é uma figura totalmente nova. Não vai fugir de alguns clichês como a alimentação de sangue, mesmo que seja de animais (aliás, super curti também essa ideia de vampiros vegetarianos - haha), mas de resto.. caixão, cruzes, água benta, alho e blá blá blá, tudo é desconstruído. Essa desconstrução também acontece por parte dos lobisomens que, primeiramente, possuem uma motivação de existência super coerente e que casa muito bem na trama. A relação é muito bem feita. E a história em si já é uma desconstrução. Um triângulo amoroso entre vampiro, humana e lobisomen é algo que, pelo menos, eu, muito leiga nessas obras vampirecas, nunca tinha visto. Acho que tais fatores citados foram os motivadores do sucesso da saga, que marcou minha adolescência e que, pela qual, eu possuo o maior carinho.


Marina 17/10/2012minha estante
resenha muito boa - concordo em vários pontos, eu comecei gostando bastante da saga mas fui desgostando em Amanhecer.
S. Meyer é uma escritora talentosa que devia ter explorado melhor seu potencial.


Nadege 29/10/2012minha estante
Não vou mentir. Gostei sim da série crepúsculo.Não considero o melhor livro de todos os tempos, mas como o William falou a linguagem do livro é de fácil diluição.A trama tem todos os ingredientes para o sucesso,romance proibido,suspense,ação,drama,triangulo amoroso.
Concordo que o Edward é um personagem muito sem sal, chega até a cansar de tão perfeito.Mas se não existisse o Jacob com certeza a história seria massante.A Bella é como a maioria das meninas inseguras.
Sinto que faltou um pouco mais de ousadia na trama,talvez se ela tivesse apimentado um pouco mais os relacionamentos,sei que são livros principalmente voltados para os adolescentes mas esse amor água com açúcar é muito sem graça as vezes.Enfim essa é a minha opinião.


Sue 23/01/2013minha estante
Gosto muito da Saga Crepúsculo, especialmente do Edward, li todos os livros, vi todos os filmes inclusive a maioria deles no cinema, sempre que podia defendia das críticas de alguns amigos, mas isso não quer dizer que eu não possa reconhecer os defeitos e as qualidades do livro e do filme. Como você mesmo escreveu a linguagem é boa e mesmo o romance sendo daqueles mais "água com áçucar" o livro não é ruim, na minha opinião.
Realmente pra quem se prende as historias, lendas e mitos de vampiros e lobisomens a historia será um pé no saco e uma verdadeira afronta a tudo que já foi contado , mas para pessoas como eu, que não suportam historias de vampiros sanguinários, malvados, sem sentimentos que mais se assemelham a monstros do que a pessoas o enrendo será bom, Stephanie conseguiu transformar algo assustador em um verdadeiro conto de fadas, e como vc mesmo falou pra quem curte romances mais leves (tipo eu, amo os livros da Sabrina e Julia *-*) é um ótimo passatempo!
Gostei muito da sua critica, foi coerente e significativa do começo ao fim.


Heitor Oliveira 14/02/2013minha estante
Sem dúvidas, essa foi uma das melhores resenhas que li sobre a saga Crepúsculo. Só pra constar, eu realmente não gosto da saga, mas não a odeio desde sempre, só passei a desgostar mesmo após ler os livros, especialmente Lua nova e Amanheecer.

Gostei da Resenha sobretudo pela coerência. Foi Breve e não deixou de ressaltar os pontos positivos que a saga realmente tem. Concordo com a maioria das opiniões inclusive sobre o fato de ECLIPSE ser o livro melhor construído.
Vamos as minhas impressões que podem não ser tão breves assim.

1- Acho que Crepúsculo poderia ser um livro só: isso mesmo, acho que poderia ser um livro só. Porque? então vamos aos próximos tópicos.

# O primeiro livro tem uma história bem simples e definida e, embora pudesse ter 30 ou 40 paginas a mais se a Bella não dissesse "ele é lindo" ou inserisse a palavra "lindo" em tudo que se refere ao personagem. Crepúsculo é o melhor livro porque a Stephenie Meyer ainda não se aprofundou nos personagens, eles conseguem ser levemente interessantes e ainda compreensíveis. Tem o mérito que eu não tiro de reinventar um mito secular a sua própria maneira, o que facilita sua simpatia ao primeiro instante, e nesse livro até os poderes dos vampiros são sensacionalmente bem escolhidos, nada muito extraordinário: Edward lê mentes, Jasper manipula o humor com o contato, Alice vislumbra o futuro, Carlasle é imune ao desejo de sangue.

#Lua Nova é um livro, com todo respeito, particularmente inútil, é o que me fez realmente odiar a saga, demorei dois meses e meio para ler. Acontece é que Edward vai embora, a Bella fica letárgica por meses e depois o Jacob(Team Friendzone) entra na jogada até o vampiro voltar. A subtrama do despertar de lobo de Jacob podia ser inserida em algum lugar entre a metade de CREPÚSCULO e o inicio de ECLÍPSE. A ausência do Edward poderia ser encurtada, o arco do triângulo amoroso poderia ser adiantado, não a passagem do tempo mas a escrita retardatária, apesar de simples. Pontos importantes do livro: história dos Volturi, de Carlasle e Esme, final do livro.

#Eclipse é o meu livro preferido, o único que eu realmente simpatizo que consigo ler sem querer arrancar os cabelos. A trama é definida, os vilões são um pouco melhor explorados. A Stephenie deu alguns tropeços como matar inexplicavelmente a vampira Bree Turner. Esse livro tem as histórias de Jasper, Rosalie e Alice, que são as melhores passagens da saga inteira.

#Quando você pensa que há esperança para os vampiros brilhantes, eis que surge AMANHEECER. O pior livro da saga. Bella e Edward finalmente se casam, eles finalmente vão pra cama, amém. E a bella engravid... oh, wait. Se esses fossem os vampiros de Vampire Academy, que são seres da magicos e vivos, isso poderia acontecer, mas os vampiros de Meyer são mortos, de mármore. Eles não precisam de ereção, são de mármore, mas esperma não existe em hipotese nenhuma. E a do esperma congelado não cola porque a pessoa demora cerca de 2 ou 3 dias para ser transformada em vampiro segundo a própria Meyer, e seu corpo queima tanto que certamente fritaria todo o esperma. Os Capítulos do Jacob são agradáveis porque ele é favorito de quase todo mundo que odeia Personagens inverossímeis como o Edward, ele é um dos poucos homens verossímeis da saga, ao passo que Leah seria uma das mulheres. O final é que ferra tudo, vampiros a lá X-men, sem boas explicações, erros de coesão e continuidade e uma batalha épica onde ninguém morre, o filme foi inteligente em transformar tudo numa visão da Alice, faz mais sentido que uma conversa amigável e final feliz.

#Pontos Positivo: adolescentes lendo. Reinvenção de um mito. Jacob, Jasper, Alice, Carlasle, Leah, Sam, existem muitos personagens secundários bem construídos, eles é que seguram a saga, na minha opinião.

#Pontos Negativos: Stephenie Meyer pecou ao não pesquisar com um pouco de afinco o assunto onde ela se meteu, não se preocupou em explicar o que escrevia, os leitores não são idiotas, não vão engolir desculpas idiotas. Edward Cullen tem mais de 100 anos de vida, ser formou no High School dezenas de vezes, leu todo o tipo de literatura clássica americana, britânica e francesa, lê mentes e ainda age como um adolescente? Nada justifica isso, aquela montanha de informação não foi posta lá só pra ele recitar Shakespeare para os leitores. Bella não possui nenhum atrativo real ao próprio Edward exceto o aroma do sangue. Deveria ter ALGUMA COISA qualquer coisa nem que fosse um extenso conhecimento sobre comédias românticas. Bella é a soma de todas as inseguranças femininas/adolescentes sem orgulho ou talento ou determinação em nenhuma área, o que a torna inverossímil Ao passo que Edward... esse eu já expliquei. Lua Nova é um grande filler que poderia se resolver numa soma de 60 paginas + o capítulos finais somados ao primeiro livro, Eclipse somaria mais 150 paginas, e ainda sim Crepúsculo ainda estaria por volta das 360 páginas talvez. Eu não escreveria Amanheecer, pois a história poderia ter acabado, muito melhor, no primeiro livro: em vez de Edward curar Bella, deixaria a transformação em vampira acontecer, isso nos pouparia de ler os outros 3 (muito fracos) livros.

Conclusão: como saga, Crepúsculo satisfaz muito pouco. Mas se Meyer tivesse pensado um pouco mais, daria um livro de 500 paginas, talvez 400 infinitamente superior. Ela tinha a faca e o queijo, mas não soube como cortar.

Heitor de Jesus (riraymage)
livretoescuro.blogspot.com


Bea 27/04/2013minha estante
W Nascimento, finalmente uma critica coerente, gostaria de parabenizar, afinal, no mundo de hoje, são poucas pessoas que criticam e sabem do que estão falando. Parabéns.


nabia 08/10/2013minha estante
Simplesmente uma das melhores resenhas sobre a saga Crepúsculo que já li! Muito boa, parabéns!


Camila 20/03/2014minha estante
hahaha sou uma eterna fã da saga e adorei sua resenha, você argumentou com fatos, isso que é bonito de ser ver kkk
"Então por que, de todas as partes de seu corpo, só o seu esperma se mantem vivo?" realmente, isso é inexplicável. Por que justo o esperma não é como o resto do corpo dele, morto?
Enfim, parabéns pela resenha!! Uma das melhores (e com lógica) que já li!


ginny 29/06/2020minha estante
Essa resenha é de 10 anos atrás, mas mesmo assim vou dizer aqui que gostei muito dela. Diferente da maioria das pessoas que só chegavam com farpas criticando e as vezes até mesmo ofendendo os fãs da saga, você falou com muita sabedoria e respeito, apenas trazendo a tona seu ponto de vista e isso é ótimo. Também conseguiu, mesmo que eu seja fã da série, me fazer concordar com muitas das suas opiniões.


Ana Daniela 20/09/2020minha estante
Queria saber sua opinião de sol da meia noite agora




Oi, eu sou a Mila ^^ 21/06/2020

Minha Cathy e meu Heathcliff ( em partes ), as histórias se assemelham um tanto quanto..
comentários(0)comente



Daphne 23/06/2020

O queridinho
O que empata com o Lua Nova no quesito queridinho. É simplesmente sensacional!!!!!
O livro tem mais ação e tensão e intensifica o triângulo amoroso dos personagens principais. Eu amo cara detalhe! ??
comentários(0)comente



Le 05/09/2020

Bom, começo dizendo que estou meio destruída depois de terminar esse livro. Depois de ler mil vezes, essa foi a vez que mais senti tudo (e sofri mais, consequentemente), não sei o que aconteceu.
Mas falando do livro, mais uma vez tem alguém querendo matar a Bella. Ela termina o ensino médio, e, com a volta do Edward, a relação dela com o Jacob fica meio conturbada e confusa (assim como a própria Bella). Edward mais uma vez é perfeito, fica cada dia melhor. A Bella é só humana, afinal de contas, mas uma humana incrível. E o Jake, eu até tento gostar menos dele por causa de algumas atitudes, mas é impossível... apesar de tudo ele ainda é o "meu Jacob" pra mim. A história com os lobisomens é muito interessante, e toda a parte das lendas quileutes é incrível.
Eu amo cada pedacinho dessa história e cada pedacinho de cada um dos personagens.
Não canso de dizer que a Stephenie é incrível e que eu queria um Edward pra mim.
Seguimos.
comentários(0)comente



Linn 17/06/2010

E ainda dizem que tem ação.
Bom,

Creio que a autora perdeu a sua grande oportunidade de deixar a obra mais dinâmica. Ouve a tentativa de criar um mistério, mal sucedida, pois tinhamos duas opções: ou quem estava por trás dos recém-criados eram os Volturi, ou era Victória. Basta ser um pouco inteligente para concluir a verdade.

Quanto ao que dizem a respeito de ação, talvez para um "romance essêncialmente romântico", o que ouve no final entre Edward e Victória possa ser o auge. Mas dizer que há MUITA ação é, no mínimo, um exagero sem precedentes.

Novamente não vejo Jacob dar razões para sua paixão por Bella, uma falha muito grave.

Tenho que admitir que achei interessante as histórias de Jasper e Rosalie, embora muitas lacunas foram deixadas durante a narração.

Continuo achando esta saga vazia. Acho que um excelente marketing e a carência dos adolescentes (pois somente no Brasil os adultos costumam ler)contribuiram muito para o sucesso absurdo que fez e está fazendo.
karine 19/06/2010minha estante
"Novamente não vejo Jacob dar razões para sua paixão por Bella, uma falha muito grave."
E desde quando o amor é explicável? Temos que fazer uma listinha "Razão para amar fulano de tal" e oficializar num cartório? Sem nexo.
E a ação é grande quando comparada aos outros livros, focados somente no romance bella-edward; Não é um livro sobre mistério. É um livro sobre pessoas, escolhas e amadurecimento. Um livro merece fazer sucesso se toca nossos corações. Não acho que o sucesso é devido a falta de cultura dos jovens, e sim a ideia pré-concebida de que bons livros são os mais complicados. Se cultura é isso, vá ler um dicionário.


Bell_016 07/07/2010minha estante
Então um dicionário, pai dos burros, que organiza as palavras por ordem alfabética e não está te contando nada é um livro "complicado"....hmmmm...sei.

O sucesso é devido, então, a idéia pré-concebida de que bons livros são os mais complicados.... (eu sei q vc não quis dizer isso, mas, sorry, foi isso q vc escreveu, olha o raciocínio aí falhando, mas tudo bem, boa leitura costuma corrigir isso)


Bruna Schroeder 12/08/2010minha estante
"O sucesso é devido, então, a idéia pré-concebida de que bons livros são os mais complicados"
.
Que coisa absurda de se dizer! O livro é de boa qualidade quando a história é bem montada, causa reflexão. A leitura não precisa ser "difícil".




spoiler visualizar
Duda 08/04/2021minha estante
Sim, esse livro eclipse é bem cansativo, terminei ontem e não via a hora de acabar kk




Ana 10/02/2021

" Novamente ele escorregou o meu anel no seu lugar no terceiro dedo da minha mão esquerda.
Onde ele ia ficar - concebivelmente pelo resto da eternidade. "

Quebrei a cara e estou amando essa saga e estou completamente apaixonada pelo casal.
comentários(0)comente



Brenda Souza | @Baianaleitora 18/07/2020

Decisões importantes!
"É mais como...uma atração gravitacional. Quando a vê, de repente não é mais a Terra que mantém você aqui. É ela. E nada mais importa mais do que ela. E você faria qualquer coisa por ela, seria qualquer coisa por ela...Você se torna o que ela precisa que seja, um protetor, amante, amigo ou irmão."

Em Eclipse, terceiro livro da saga nos deparamos com um cenário bem diferente do livro anterior, Bella agora precisa tomar decisões importantes, primeira: ela deve abrir mão de sua amizade pura com Jacob, um lobisomem, ou de seu amor verdadeiro, Edward um vampiro?

Outra decisão é ela abrir mão de sua vida como humana para se tornar uma vampira, será que ela está pronta? E se estiver? Aceitará a proposta de Edward de que ele mesmo irá transforma-la se ela se casar com ele primeiro?

Além disso ainda temos uma grande conflito nesse livro, mais uma vez a vida da nossa protagonista corre perigo, um misterioso vampiro/a está criando um exército de recém criados (vampiros jovens e com uma força enorme), para tentar aniquilar Bella e quem sabe todos os Cullens junto.

Apesar da força, a família Cullen está em menor número, o que acaba resultando em uma frágil união entre vampiros e lobisomens para que nem Bella nem os habitantes de Forks sejam atingidos pela potencia dos recém criados.

Esse é um dos meus livros preferidos na saga, temos de tudo nele, dos menores dramas até os maiores como um exercito de vampiros. Ele também tem um ritmo mais acelerado devido a tensão que todos estão vivendo.

Uma coisa que eu também amo nele é como a gente acaba conhecendo mais sobre a criação de vampiros e também o que a gente aprende sobre a matilha dos lobos, e sobre o imprinting, lembro que quando vi o filme isso acendeu uma pulguinha atrás da minha orelha, que por sinal me fez lembrar de uma das coisas que eu menos gosto nesse livro.

A questão que me irrita nesse livro é a indecisão da Bella, eu não sou chegada a triângulos amorosos, então pra mim é um sofrimento desnecessário, ou fica com um ou com outro, os dois não dá, isso se mostrou uma coisa bem difícil da Bella entender.

Acho que é só isso mesmo que eu tenho pra falar com vocês sobre esse terceiro livro gente, estou ansiosa pelo último livro e mais ansiosa ainda pelo lançamento de O sol da Meia-noite.

site: https://www.instagram.com/p/CCt8tK5jx26/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Luisaolvn 12/08/2020

O melhor da saga
Gostei bastante desse livro, na minha opinião foi o melhor da saga!!
Ruan 12/08/2020minha estante
Crepusculete ??


Renan.Dutra 12/08/2020minha estante
Tbm gosto muito




Ryan Colossal 30/12/2020

Agridoce
Os caminhos até os pontos de tensão no final, deixaram uma sensação distinta. Em certo momento é meio exaustivo o jogo que ocorre por mais da metade do livro e a mudança das características e personalidade de alguns personagens é amarga. O livro ainda coloca frases de efeito bem anexadas e não pode se negar que o final e todos os pequenos detalhes dele dão um brilho maior a todo livro, causando uma série de sentimentos a quem esta lendo mas ainda assim quando você termina você ainda tem a sensação de algo agridoce.
comentários(0)comente



WhoIsMica 26/03/2021

Cansativo
Foi uma leitura cansativa, do meio pro final foi muito massante, houveram alguns momentos em que eu me senti muito incomodada porque tinham coisas tão desconfortáveis e que podiam ter sido tiradas do livro, mas por algum motivo foram mantidas. Eu queria continuar a sequência, mas não consigo prosseguir pra amanhecer.
comentários(0)comente



Tatah 30/07/2009

BOOOOOOOOOOOOOOORING
JACOB, TE DEDICO!!!
Sério, OBRIGADA POR EXISTIR E TORNAR MINHA LEITURA NÃO SUICIDA.
(e por transformar essa na minha resenha mais informal)

Se eu tinha dito que Crepúsculo era ruim; que Lua Nova era pior e inútil... Eclipse é ruim, inútil e CHATO. Bem que o livro poderia começar NA METADE, não é mesmo? Há todo um relato sobre a vida de cada um dos personagens secundários por quase 200 páginas.... coisas que poderiam ser reduzidas a parágrafos se a querida Meyer soubesse escrever. Sério mesmo: só há uma história que interessa de verdade, de todas as 500 - até Rosalie conta sua história, e gente, ELA É A MAIS PROTAGONISTA EVER.

Pra começo de conversa, ocorreu outra metáfora medonha aqui, e sério. Mesmo. Juro. Eu nunca fiquei TÃO FELIZ de NUNCA TER LIDO "O MORRO DOS VENTOS UIVANTES". Nem li, nem vi o filme, nem a novela... graças ao bom senhor Deus. Porque, pelo que eu sei da história, ela forçou MESMO a barra com a cena da cabana. Primeiro porque NEVA DO NADA. DO ALÉM, PUF, NEVOU AÍ. ESTAMOS EM JUNHO MAS TÁ NEVANDO BELÊ - e começa a ventar. E tem a moça retardada, o moço elegante e o moço que ela ama. Tipos, eu realmente não sei a história totalmente, mas ISSO é o pouco que eu sei sobre o livro!

Ou seja... gente, essa mulher não tem criatividade nenhuma pra criar a própria trama amorosa, o próprio triângulo: primeiro ela forçou a barra criando um triângulo com romeu-julieta-PÁRIS no Lua Nova; agora já pegou um bem prontinho e só jogou no meio da própria zona. Que vergonha, que vergonha.

Mas assim. A única coisa que salvou a cena do fracasso absoluto - aliás, que salvou o livro do fracasso absoluto e concedeu 2 estrelinhas à minha avaliação - foi ele. Jacob. Ah, querido e amado Jacob, o clichê anti-herói dos livrinhos Sabrina, meu descamisado preferido, eu sabia que não me decepcionaria! O ÚNICO MACHO DA HISTÓRIA, mandou Bella calar a boca, desligou telefone na cara dela, foi capaz de pegar Bella de jeito em vários momentos, lambeu ela na frente do Edward, dormiu de conchinha na frente do Edward, deu um beijo de 3 páginas e a deixou com a maior culpa da história, mesmo quando ela resolveu ser "feliz". Se tem algum personagem em tudo que eu já li dessa série que valha a mínima pena... é ele.

Infelizmente, como se vê no último capítulo - um capítulo do ponto de vista de Jacob, que, vamos combinar, não faz o menor fucking sentido - ele ainda não está bem construído, mas com certeza é o mais bem pensado. Ela escreveu mal a mente de Jacob (e escreve algo bem essa mulher???), mas como respirei aliviada ao ler cenas dele. Mesmo as cenas melosas, as cenas babacas ou só em que ele estava presente. A Meyer sabe como jogar um "imprinting" desse personagem pra galera... mesmo.

Enfim, agora jesus ajude. Já li o trechinho de "Amanhecer" que vem na maior vibe COMPRE-ME no final do livro, e também... já sei o final dessa história.

Mas eu quero os detalhes. OS DETALHESS!!!!

"Amanhecer", me aguarde. Eu vou te ler! Mwaahahaha


PS: "-Você sabe que eu roubei, menti, cobicei... Minha virtude é tudo o que resta."
Que essas frases de Edward ecoem em nossos corações hahahahha
W Nascimento 12/03/2010minha estante
Só um comentário. Não dessita do Morro dos ventos uivantes, pois ele é um bom livro :) Não deixe eclipse estragar a impressão desse clássico. :) Gostei da resenha. Bem engraçada. Beijão Tatah.


Monique 11/12/2012minha estante
Demais!!!
"O ÚNICO MACHO DA HISTÓRIA, mandou Bella calar a boca, desligou telefone na cara dela, foi capaz de pegar Bella de jeito em vários momentos, lambeu ela na frente do Edward, dormiu de conchinha na frente do Edward, deu um beijo de 3 páginas e a deixou com a maior culpa da história, mesmo quando ela resolveu ser 'feliz'."
BOA!!!


Thaynara 22/01/2013minha estante
Concordo plenamente Willian N. O morro dos ventos uivantes é muito bom!


Ret Gatteau 12/07/2013minha estante
aushuahsah fala fala fala e fala mal.. mas vai ler o ultimo livro, nao importa quanto os outros tenham sido horriveis e chatos e blablabla... kk tudo igual esses HATERs.. a verdade é que sao tudo apaixonados por crepusculo isso sim uashuah


Tatah 12/07/2013minha estante
na verdade até hj eu não li o livro, "ret gatteau".




spoiler visualizar
comentários(0)comente



1099 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |