No Limite do Desejo

No Limite do Desejo Katie McGarry




Resenhas - No Limite do Desejo


29 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Crika | @PitacosLiterarios 04/06/2017

No Limite do Desejo é o 4° livro da série No Limite, que eu gosto bastante.

Haley é uma jovem campeã de kickboxing que sofreu um trauma no passado e decidiu que nunca mais subiria num ringue. O que ela não contava era em conhecer West, que a defende de uma briga na rua e acaba aceitando o desafio de lutar MMA por ela. E adivinha quem vai treiná-lo?! Pois é.

West Young é o típico bad boy riquinho. Acostumado a farras, mulheres e muitas brigas, acaba expulso da escola e, após uma séria discussão com seu pai, é expulso de casa também. Ele é tudo que Haley quer evitar, mas.. Eles passam muito tempo juntos e percebem que, apesar de terem vidas diferentes, têm muito em comum.

Paralelo a isso, temos duas famílias cheias de problemas. Haley é pobre e a vida dela tá um inferno desde que o pai ficou desempregado e eles perderam tudo. Moram de favor na casa do tio, que é o capeta.

Já West é o menino rico, mas a família dele tá quebrada. O pai é ausente e a mãe nunca superou a perda da filha. Pra piorar, sua irmã, Rachel, sofreu um acidente e West carrega uma culpa danada pelo ocorrido.

E é por isso que West precisa ajudar Haley de qualquer jeito. Ela é a sua redenção. O que ele não esperava era que ela também fosse a sua salvação.

West agora tem que aprender a se virar. Ele mora no carro, no bairro humilde de sua nova escola, mas corre atrás e logo arruma um emprego. West não é só um playboyzinho, ele tem valores. E foi quando eu comecei a admirar esse moleque porque ele sabe o que é certo e começa a amadurecer.

E a melhor coisa que aconteceu na vida dele foi a Haley. E vice-versa. A forma como se apoiam é muito fofa! Só que tem um probleminha...

West carrega um segredo sobre si mesmo que pode afetar Haley diretamente. E vai. Vai dar merda! Aí eu fui madrugada adentro porque já não conseguia mais parar de ler! rsrs

E valeu a pena, gostei muito! Um livro sobre superação, recomeços e esperança. O amor representado de várias formas, não só pelo romance, mas através da família e dos amigos.

site: https://www.instagram.com/p/BUAbuHZl966/?taken-by=pitacosliterarios
comentários(0)comente



Vanessa Vieira 02/06/2017

No Limite do Desejo - Katie McGarry
Em No Limite do Desejo, quarto volume da série Sem Limites, da americana Katie McGarry, conhecemos a história de Haley e West. Mantendo o mesmo ritmo contagiante dos demais volumes e nos apresentando um casal forte e que se equilibra entre dias e noites para vencerem os seus problemas pessoais, a autora nos trouxe um enredo arrebatador, realista e fascinante.

Haley é campeã de kickboxing, mas após enfrentar uma tragédia, jurou nunca mais colocar os seus pés em um ringue. Porém, West surge em sua vida e abala todas as suas estruturas, principalmente quando aceita uma luta de MMA com o intuito de homenageá-la, mesmo não dominando o campo das artes marciais. Diante de tal acontecimento, Haley se vê na obrigação de treinar o rapaz. West Young é cheio de atitude, além de ser tudo aquilo que Haley prometeu a si mesma evitar, mas ela sabe que sem a sua ajuda ele não irá durar no ringue.

West oculta sua verdadeira identidade de Haley, mas encara como uma pequena redenção o fato de lutar por ela. Ele tem plena ciência de que não pode mudar o passado, mas batalha pela chance de fazer do futuro da jovem algo melhor. Os dois decidiram manter o relacionamento apenas dentro do ringue, porém, conforme a ligação entre eles se torna mais intensa e o desejo falando mais alto, o casal acaba tendo de enfrentar os seus medos mais obscuros e secretos para vivenciar um grande amor.

No Limite do Desejo manteve a mesma qualidade e estrutura que consagraram a série Sem Limites, nos trazendo um romance intenso e repleto de tensão e personagens atraentes e batalhadores. Apesar de sugerir um certo apelo sexual, o livro passa longe desse rótulo e nos traz a história de dois jovens apaixonados e que passam por muitos dilemas pessoais e conflitos familiares. A autora aborda ainda relacionamentos abusivos e episódios de violência doméstica, tornando a trama realista e contundente. Narrado em primeira pessoa por Haley e West sob pontos de vista alternados, o livro se mostrou uma leitura fluída, emocionante e claro, apaixonante.

Haley é uma verdadeira guerreira. Ela passou e ainda passa por muita coisa e tem um lado família que eu admirei demais. Gostei de acompanhar a força, a garra e a determinação da personagem e de ver como ela se livrou de um círculo violento e obsessivo com maestria e personalidade. O seu romance com West surge pouco a pouco e vai derramando lentamente esperança em uma terra árida e até então, muito machucada.

West é o irmão da Rachel do volume anterior, No Limite do Perigo. Apesar de ter tido uma infância e juventude diferentes das de Haley, ele sempre foi um garoto problema no seio da família Young e se encontra absorto pela culpa e pelo remorso por estar envolvido com o acidente que ameaça deixar sua irmã paralisada. Para piorar a situação, devido ao seu comportamento arredio e desenfreado, o jovem é expulso de casa pelo pai. Tais dificuldades acabaram por amadurecer West e é visível a sua evolução e desenvolvimento dentro da história. Seu romance com Haley se mostrou soberbo, atraente e completou os personagens com maestria e perfeição.

"Na escuridão, ela se tornou um anjo decidido a salvar minha alma."

Em síntese, No Limite do Desejo se mostrou um livro fascinante e arrebatador e com personagens fortes e cheios de fibra. A trama foi tecida de tal forma que conseguimos entender perfeitamente as atitudes de seus personagens, enxergando os dois lados da moeda com clareza e exatidão. Vale ressaltar ainda que algumas figurinhas dos volumes anteriores dão o ar da graça neste livro, como Isaiah e Rachel, apesar de não terem uma presença tão extensa ao longo do enredo. A capa é muito bonita e condizente com o teor da história e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

site: http://www.newsnessa.com/2017/06/resenha-no-limite-do-desejo-katie.html
comentários(0)comente



Carlinha - Paradise Books 15/03/2017

Amo essa série e essa autora!
Haley Willians perdeu tudo que tinha, após uma crise na empresa, seu pai foi demitido, as contas se atrasaram, perderam a casa e todas as suas coisas. As opções foram difíceis, ficar num abrigo ou morar com o seu tio, que pra ela é assistente direto no inferno. Sua mãe trabalha em dois empregos, e ela e seus irmãos se esforçam para não cometer nenhum deslize e serem expulsos da casa. As esperanças são escassas, conseguir uma bolsa de estudos integral para a faculdade parece completamente impossível, além de ter que lidar com os seus medos e tormentos do passado. Ela parou de lutar, deixou a única coisa que amava após um relacionamento abusivo, e quando se envolve novamente em uma confusão com pessoas perigosas, ela vai fazer de tudo para proteger sua família, até mesmo contar com a ajuda de West Young.

"Isso é tudo que somos? Ações e reações contínuas? Não temos nenhum controle sobre o nosso futuro? Um papelzinho cor-de-rosa e perdemos a casa... e eu perco meu pai? Uma dcisão de namorar o cara errado e perco Jax e Kaden? Um passo em falso na calçada e meu destino se enrosca no de um estranho?
Se isso é verdade, a vida é um jogo patético e doentio."

West Young vem de uma família rica, apesar de ter tudo o que sempre quis na mão, seu relacionamento com seu pai nunca foi dos melhores. Brigas, suspensões, noitadas, e agora a expulsão do colégio logo quando sua irmã Rachel acaba de sofrer um acidente grave, são o estopim para sua família, e seu pai acaba de expulsá-lo de casa. Nas ruas ele vai aprender uma grande lição, que tudo nessa vida tem o seu preço e ele vai ter que aprender a se virar se quiser sobreviver. A culpa o consome, em saber que o motivo do acidente da irmã pode ter sido causado por ele, mas quando ele se mete em uma perigosa briga de rua pra defender uma garota, ele não sabia que tudo poderia se virar ainda mais contra ele. Agora West e Haley precisam treinar juntos, aprender a lutar, se quiserem proteger a família dela, não se apaixonar é quase impossível quando um ao outro é tudo que eles tem.

No penúltimo livro da série, Katie McGarry me surpreendeu com esse protagonista inesperado, nem imaginei que fosse ser o irmão de Rachel. Essa história vai se passar logo após o acidente da Rachel no livro anterior, no período em que ela passou no hospital e que não foi muito mencionado em No Limite do Perigo, enquanto ela se recupera vamos conhecer mais sobre o West e a Haley, uma mocinha que não havia aparecido na série ainda. Esse foi sem dúvidas o livro mais dramático da série pra mim, eu mesma não conseguia enxergar muitas opções para os protagonistas, e isso me deixou muito aflita, aos poucos conhecemos mais sobre famílias destruídas e como as vezes somos forçados a ser adultos pelas situações da vida.

Haley acredita que precisa ser forte pela sua família, sua mãe agora trabalha incansavelmente para trazer comida pra casa, seu pai entrou em uma depressão e se sente um fracasso após perderem tudo, sua irmã mais nova sofre com terrores noturnos, seu irmão e seu primo mal falam com ela, e ela deixou de lutar, apesar de amar o kickboxing com todo seu coração. Agora tudo que ela consegue pensar é em conseguir uma bolsa de estudos integral, e poder ir morar bem longe do seu ex-namorado babaca. Ele não quer deixá-la em paz e Haley teme por sua família quando acaba novamente envolvida numa briga com eles. Ela é uma garota muito forte e decidida, forçada pela vida a se preocupar muito mais do que uma adolescente deveria, guardando dores e traumas que a machucam e impedem de voltar a viver seus sonhos. Gosto de mocinhas que saem do convencional, e ela sem dúvidas foi uma surpresa.

West foi um personagem que eu não tinha gostado no livro anterior, mas ver o quanto ele se culpa pelo acidente de Rachel e como ele era rechaçado pelo pai, comoveu meu coração. Quando ele sai de casa e decide dar um rumo a sua vida, foi o ápice da história pra mim, provando que ele não era o playboyzinho que eu tinha pensado, principalmente porque apesar de ele defender Haley sempre, ele ainda acredita que ela merece muito mais, e me emocionei com a forma tão natural com que eles se apaixonam.

"Haley. é esse o presente à minha frente. Uma garota que confiou em mim, contou seus segredos e me protegeu do frio e da chuva. Possivelmente, uma das poucas pessoas que gostam de mim sem ser pelo meu sobrenome."

Agora que os dois se meteram numa confusão, tem apenas dois meses para treinar para o dia da luta. Ela precisa superar seus traumas e engolir seu orgulho, e ele vai precisar aprender a se virar sozinho, e com isso os dois demonstraram muita maturidade, mesmo sendo tão jovens. A surpresa é que o foco desse livro não é o romance, apesar de todos da série terem outros núcleos, o romance sempre está em destaque, nesse eu senti que a autora realmente quis trabalhar com o foco nas famílias e nos problemas que os protagonistas enfrentaram, isso me desapontou um pouquinho, mas nada a ponto de tirar o brilho da história.

Em dois mundos completamente diferentes, com condições sociais e financeiras tão distintas, vemos duas famílias destruídas da mesma forma, e cada um dos seus membros enfrentando seus próprios pesadelos, foi forte enxergar os dois lados, e de uma maneira linda Katie McGarry nos dá esperança através do amor e das mudanças de comportamento e atitude.
comentários(0)comente



Ludmila.Rocha 17/02/2017

Amei
Normalmente eu me decepciono com continuações. O Livro anterior eu gostei, mas não diria que foi estupendo, entretanto, eu AMEI No Limite do Desejo. Você se conecta com ambos os personagens e com as historias deles. Cada um tem uma historia difícil e seus próprios problemas, você se afunda nos pensamentos deles, ao mesmo tempo que a autora conseguiu não deixar a história chata e monótoma. A química dos personagens é muito boa e a evolução deles é gradual.
Teve um bom enredo, um belo romance, uma reviravolta chocante... Sério! Fiquei muito surpresa com esse livro!
E, para completar a cereja do bolo, a Abby deu o ar da graça várias vezes nos levando a rir e querer entender mais do mistério dessa garota (que será a protagonista do próximo livro).
Vale a pena a leitura
comentários(0)comente



Moonlight Books 25/12/2016

Leia esta e outras resenhas no blog Moonlight Books, www.moonlightbooks.net


Esta história me transportou para um cenário diferente e para dentro de uma realidade com a qual não tenho muita familiaridade, o mundo das lutas. Acho que o único livro que li que tinha um protagonista lutador foi Belo Desastre, mas Travis não era bem um profissional, então não dá para comparar já que aqui temos a luta como esporte e profissão de muitos personagens.

No entanto, embora a trama seja ambientada neste cenário, há um lado humano marcante, uma jornada de dois jovens por um caminho difícil de dor e decepção. Haley e West são personagens maravilhosos e vão tocar o coração do leitor com a coragem que têm para encarar a vida e o amor infinito que dedicam as suas famílias. Os problemas deles não são fúteis e superficiais, são coisas sérias.

Esta série nunca aborda temas fáceis de lidar e nem graciosos, a autora gosta de nos apresentar protagonistas despedaçados e cheios de marcas. Lembro como se fosse hoje como a história do primeiro casal – Echo e Noah – tocou meu coração e, mesmo que nenhum outro par se compare aos dois, Haley e West ao seu modo também me comoveram demais.

É uma história de amor em diversas formas, não posso afirmar que é só um romance. É sobre amizade, confiança, lealdade, família e acima de tudo sobre superação e esperança. Não esperem por soluções fantasiosas, a história toda é muito realista e como tal muitas das escolhas da autora para definir os destinos de seus personagens não são precisamente um pote de ouro no final do arco-íris. Este lado mais pé no chão torna tudo mais vivo e crível sem dúvidas, assim como mais impactante e envolvente.

site: Leia o restante da resenha em http://www.moonlightbooks.net/2016/08/resenha-no-limite-do-desejo.html
comentários(0)comente



Angel 30/11/2016

Recomendo!
Haley e West não poderiam ser mais diferentes.
Ela está passando por uma péssima fase depois que o pai perdeu o emprego e sua família perdeu a casa, agora eles estão morando com um tio abusivo e controlador, e ela que foi campeã de kickboxing (parou de lutar quando algo sério aconteceu), vê dia após dia a família e a si mesma sofrendo diversas humilhações por parte do tio sem poder fazer nada.

West é de uma família rica e influente e irmão da protagonista do livro anterior (que não li ainda), mas é rebelde, a decepção da "família perfeita".

Os destinos dos dois se cruzam uma noite quando West tenta ajudar haley a lidar com alguns marginais.
Mas o que ele achou que estivesse fazendo para ajudar só piora a situação, e ficam com um problema bem maior para lidar.

Problema que será resolvido no octógono, porém West não tem treinamento, apesar de viver se metendo em brigas e até se sair bem, ele não é um lutador, então para que ele tenha alguma chance, Haley precisa ajudá-lo, e o que era para ser algo com certo distanciamento, fica cada vez mais difícil conforme a atração entre eles começa a crescer.

Mas ele guarda segredos, e não é exatamente o que ele queria, e Haley passou por uma experiência traumática, o que torna difícil se relacionar com alguém novamente.
Juntos, terão que lidar com os fantasmas que os perseguem e toda a merda que vai surgindo da melhor forma possível.

Os dois tem outras batalhas a travar, em busca de confiança, para superar os medos e as diferenças.
E conforme revelações que podem mudar a vida de todos são feitas, o que parecia estar indo bem pode desabar novamente.

O livro é narrado em primeira pessoa intercalando os pontos de vista de Haley e West e a leitura flui super bem.

Apesar de ser o quarto livro da série, não é necessário ler os outros para se situar na história já que cada livro trata de personagens diferentes, e fiquei tão apaixonada pela escrita da Katie que já comprei os outros, só esperando um tempinho livre aqui pra ler!

Tem vários momentos emocionantes, sofri e suspirei e super recomendo a leitura !!

Ahh, e para quem não curte cenas de sexo pode ler tranquilamente que não tem!

"Eu me sinto atraída pelo West. Não tenho como negar. Sempre que ele está por perto, meu coração bate de um jeito maluco, como se uma família de beija-flores tivesse se mudado para o meu peito."


site: http://a-libri.blogspot.com.br/2016/11/resenha-no-limite-do-desejo-katie.html
comentários(0)comente



Kelly 24/11/2016

Tentei gostar mais...
Pessoas normais, começa uma série do primeiro ao último.. eu vou lendo tudo fora de ordem, não me obrigo a nada.. então, aqui estou eu! ?

Livros sobre esportes, é algo que amo, principalmente quando é luta, então eu pensei "Não tem como eu não gostar" esse é um daqueles casos > EXPECTATIVA X REALIDADE< Não vou dizer que o livro foi um decepção total porque não foi, eu gostei dele, mas custei a pegar o ritmo.. enrolou demais e quando finalmente consegui o livro acabou e fiquei com a aquela sensação de (??????).

Ainda assim, eu quero ler outros, porque eu fiquei intrigada, tem algumas aparições e eu confesso que fiquei "Ue como isso acontece!?" Esse é o problema de você lê os livros fora de ordem, ta na ordem pra isso, mas eu aprendo? NÃO!

West, gostei muito dele, a forma como ele lutou pela Haley, que a defendeu, achei lindo.

"Você merece isso... Merece tudo isso.."

A Hayley é caso a se pensar... Eu entendia, mas não entendia sua forma de ver e agir. Ela estava sempre tentando proteger todos, sempre assumindo a responsabilidade das coisas, isso nobre e fofo, mas não façam isso em casa!

"Você está se contendo... Se conter é o que você faz. Com as pessoas no colégio, com sua família, no treinamento, quando nega o que sente quando está comigo..."

Aguardando o livro do Kaden e Jax, gostei muito deles. Eu sou aquela que se apaixona pelos personagens secundários, os que quase não aparece e todos ficam me perguntando como conseguir me apaixonar?! E eu não sei! Só sei que é. ?

Beijinhos. ?
comentários(0)comente



Resenha Atual 09/11/2016

Resenhado por -Sarah Fernandes
Este é o quarto volume da série “No limite” e nos traz Haley, uma lutadora, campeã de Kickboxing que desistiu de tudo para proteger a família e jurou que nunca mais entraria em um ringue. Quando seu pai perde o emprego, a vida da garota desmorona; ela, seu pai, sua mãe e seus irmãos, após terem que morar em um abrigo, vão morar na casa de um tio dela, mas o cara é um carrasco, não respeita ninguém, nem o próprio filho. Para piorar tudo, o pai de Haley fica doente e enquanto ele não sarar, não poderá procurar um emprego novo.... Quanto tempo Haley viverá nesse inferno?

Uma noite ao voltar com os remédios de seu pai, Haley é atacada acuada por uma gangue, mas o que ela não esperava era que um garoto teimoso aparecesse e quisesse ajudá-la. Ela esperava nunca mais ter que ver o garoto, mas a vida vive nos pregando peças e ela não vai se livrar dele tão fácil assim.

West é aquele famoso bad boy riquinho, que se culpa pelos problemas da família, não tem uma boa relação com seu pai e depois de uma discussão feia entre os dois, West acaba sendo expulso de casa; sem ter para onde ir, e o orgulho impedindo de voltar para os pais, o garoto se vê morando dentro do carro no bairro de periferia da escola onde seu pai o matriculou. A única coisa boa que parece ter acontecido na vida dele ultimamente, é ter tentado salvar Haley aquela noite, valeu tanto a pena, que ele achou que entrar em uma luta com o maior inimigo dela seria legal... Mas agora como ele irá fazer para vencer?

“ Não sou tímido. Nunca fui. Pessoas, festas, multidões: essa é a minha praia. Mas estar perto de Haley de novo... Encontrei minha Kriptonita”

O maior pesadelo de Haley está acontecendo, para poder ajudar West a vencer a luta, ela terá que voltar a treinar na academia de seu avô, mas como fazer isso depois de todo seu passado, depois de tudo que ela foi capaz de fazer?

O livro é narrado em 1ª pessoa e alterna entre as visões de Haley e de West, a escrita da autora é muita boa e flui do começo ao fim. Diferente do que eu pensava, a história não segue uma linha erótica, não leia esperando uma narrativa “mais quente”, todo o enredo se baseia na superação de problemas, em aceitar si mesmo e se livrar de certas culpas. Os personagens são bens construídos e cada um tem um papel fundamental na história.

Haley é uma garota forte, que mesmo depois de passar por altos e baixos, ainda segue com a cabeça erguida, mas ninguém é de ferro e como proteção ela se fechou para amizades e relacionamentos. West, apesar de ser bem bad boy, não se contenta com o rumo de sua família, ele que o pai passe tempo de mais trabalhando e não perceba que os filhos estão com problemas, além de tudo, ele ainda desconfia que a mãe tem um amante e se culpa muito pelo acidente que a irmã sofreu. Além de Haley e West, ainda temos Kaiden e Jax, irmão e primo de Haley e seus melhores amigos; o avô de Haley que é dono da academia onde Haley passa a treinar West; Matt que é o ex-namorado de Haley e culpado por toda essa confusão de luta, é o motivo pelo qual Haley parou de lutar e é o motivo pelo qual ela se distanciou tanto da família; e temos a família de West, seu pai que trabalha constantemente e não dá a mínima para os filhos, sua mãe que apesar de tudo gostei muito, seus irmãos e Abby, que é amiga de sua irmã e o ajuda quando ele é expulso de casa.

Eu li o livro bem rápido, terminei a leitura em dois, a história no geral me cativou bastante, só acho que a autora poderia ter aproveitado mais todo o drama de West e de sua mãe, o fato dele achar que ela tinha um amante e depois descobrir que a verdade, senti que toda a descoberta passou “rápido” demais e não consegui, realmente, sentir todo o drama da descoberta. Uma coisa que gostei muito na leitura, foi a forma como os personagens foram amadurecendo no decorrer das páginas, ambos tiveram desfechos ótimos e conseguiram superar todas as dificuldades e se livrar das culpas que os consumia, além de terem engatado um romance muito fofo.

Em questão a edição do livro, tenho algumas observações, a primeira é sobre a capa, ao meu ver, ela não conseguiu transmitir a essência da história, quando a vi esperava apenas mais um livro erótico igual a centenas de outros que já li, e quando comecei a ler me deparei com uma história totalmente surpreendente e cativante, de erótica não tem nada. A segunda observação é a respeito da revisão, encontrei alguns erros durante a leitura e até tirei uma foto de dois para dar de exemplo, no primeiro trecho a parte em que West diz “ ... separa a família de Jessica da gangue de Matt.”, está estranha porque quem estava ali era o irmão e o primo de Haley, então acredito que o certo seria “... separa a família de Haley da gangue de Matt.”; no segundo trecho eu acredito que aquele “nãos” esteja inadequado. Bom, esses foram só dois que eu peguei de exemplo, e me perdoem se eu estiver sendo equivocada em minhas observações. Uma coisa que achei bem legal no fim do livro, é que a autora disponibilizou a trilha sonora da história, eu particularmente não gosto de ler ouvindo música, mas para quem gosta, acredito que a lista de música seja ótima.

Apesar de o livro ser o quarto da série, não há problemas em ler fora da ordem, pois as histórias são separadas, eu confesso que este é o primeiro que li e não encontrei dificuldade em relação a isto. Enfim, “No limite do desejo” é um livro muito agradável, que trata sobre perdas, problemas e superações, além de ter um ótimo romance entre os personagens, acredito que a leitura vale muito a pena e espero que vocês gostem tanto quanto eu gostei.

site: https://resenhaatual.blogspot.com.br/2016/06/resenha-no-limite-do-desejo-katie.html
comentários(0)comente



Marcos 14/10/2016

Haley é passou por uma tragédia familiar recentemente, envolvendo seu pai. Em virtude disso, sua família passa por grandes apertos financeiros e ela tem de recorrer o tempo todo a seu avô, treinador de artes marciais, que não se dá bem com ela desde quando ela decidiu desistir de lutar kickboxing, esporte da qual era campeã. Ao ver que a neta ainda te um certo brilho ao visitar o ambiente da academia de luta que tem, ele resolve propor que ela treine o jovem West Young, novo pupilo e promessa de vitórias no futuro.

West é um jovem que tem um segredo em seu passado. Ele evita falar sobre o assunto o tempo todo, escondendo de Haley o que aconteceu em sua vida e em sua família. Morando agora no subúrbio, West decide voltar com sua paixão pela luta e volta a treinar, dessa vez na academia do avô de Haley. Lá ele se envolve em uma briga para defendê-la e finge ser o seu namorado para que o ex dela a deixe de perturbar. É quando Haley passará a treiná-lo para a grande luta. Porém, à medida que os dois se aproximam mais, ambos vão desvendando os segredos e se apaixonando cada vez mais. Até que algo vem à tona e estremece a situação do casal.

No Limite do Desejo é o quarto livro da série Pushing The Limits, que já tem os três primeiros títulos publicados pela Verus no Brasil e terá o seu quinto e último volume lançado este ano nos Estados Unidos. Essa é uma série New Adult em que todos os protagonistas convivem entre si, aparecendo também e outros livros que não os seus próprios.

O grande diferencial de Katie McGarry para outras autoras do mesmo gênero é que ela não aborda o sexo como mote de suas histórias, mas sim trabalha o romance envolvendo temáticas variadas, explorando também os coadjuvantes em nichos próprios. No caso de Haley e West, temos isso feito de uma forma muito interessante, trazendo os subplots da trama para o âmbito dos protagonistas.

Minha relação com essa série oscila muito entre os livros. Ainda não li o primeiro tomo, o segundo é o meu favorito até agora, o terceiro é o mais fraco e esse quarto é também muito bom. O quinto livro promete encerrar toda a série com a junção de todos os quatro casais de protagonistas dos livros anteriores.

É uma leitura leve, muito rápida e que faz com que o leitor se envolva muito com o drama e o romance dos protagonistas. A autora consegue ter uma escrita ágil e enlaça o leitor desde a primeira cena. Recomendo muito a quem gosta de livros do gênero e queira sair um pouco mais do status quo que ele se tornou.

site: http://www.capaetitulo.com.br/2016/06/resenha-no-limite-do-desejo-pushing.html
comentários(0)comente



La Oliphant 17/09/2016

No Limite do Desejo não era uma leitura que eu estava programando para fazer agora, mas quando a vida te dá oportunidades de fazer leituras que você sabe que vai enrolar o máximo que puder, você sai da sua zona de conforto e encara esse desafio. E foi isso que eu fiz. Para quem está vendo a capa de No Limite do Desejo pela primeira vez, é preciso saber que ele é o quarto livro da série No Limite, mas que não é necessário ler os anteriores para entender a história. Assim como em outros New Adults, essa série tem um volume focado em cada personagem da história e nesse volume nós vamos conhecer a história de Haley e West.

No Limite do Desejo conta a história de Haley, uma campeã de kickboxing que, depois de sofrer uma tragédia, decide abandonar de vez o mundo das lutas. Sua vida não está fácil. Com o pai desempregado, ela precisa se dedicar na escola para conseguir uma bolsa na faculdade e ainda dar duro no emprego para conseguir gorjetas suficientes para ajudar em casa. Tudo começa a ficar ainda mais complicado quando seu caminho se cruza com o de West Young e ele, sem pensar, resolve que é uma boa ideia aceitar uma luta de MMA em homenagem a ela. É assim que Hayle acaba voltando ao ringue, para treinar West. Mas o que deveria ser apenas sobre mantê-lo em pé durante a luta, acaba se tornando algo mais e de repente Hayle se vê lidando com sentimentos que ela não esperava sentir.

Eu comecei a leitura desse livro com muitas expectativas, principalmente porque eu li muitos elogios sobre essa autora e os seus personagens. Meu primeiro, e talvez principal, problema com o livro foi a narrativa em primeira pessoa com o ponto de vista dividido entre os personagens principais. Se não fosse a indicação em cada capítulo, eu jamais saberia diferenciar a narrativa do ponto de vista da Haley, com a narrativa do ponto de vista do West. Ambos tinham vozes muito parecidas e isso me deixava completamente agoniada e às vezes perdida na história. Além disso, a transição de um ponto de vista para o outro é feito de supetão, no meio de um diálogo ou de uma cena importante, o que me deixava irritada porque acontecia sempre que eu começava a me conectar com o narrador-personagem.

O enredo tem um desenvolvimento muito desconexo. Hora a história flui de uma forma boa, hora a autora se atropela nas informações e muitas coisas começam a acontecer ao mesmo tempo. Os personagens principais pareciam perdidos dentro das suas próprias histórias individuais, nenhum dos dois tinha uma personalidade com a qual eu conseguisse me identificar. Nós tínhamos muitos elementos importantes a serem trabalhados dentro da história, mas eles foram se perdendo ao longo dos capítulos e com eles, a minha vontade de continuar a leitura.

Não vou mentir, os diálogos são deploráveis. No Limite do Desejo me entregou tudo o que tinha de mais clichê dentro de um romance. Personagens que no começo resistem um ao outro, mas de uma hora para outra resolvem se entregar a uma paixão avassaladora. Dizeres dramáticos e cenas dramáticas que deixariam nosso querido Shakespeare revirando no túmulo. Não é um romance que você compra facilmente, principalmente quando fica muito claro que os personagens funcionam muito melhor como parceiros do que como um casal. Era tudo muito “fantasiado” entende? Eles mal se conheceram e já se queria para a vida inteira, mas tinha aquela enrolação onde um ficava negando seus desejos para o outro, enquanto o outro fazia de tudo para mostrar que eles mereciam uma chance de ficarem juntos. Foi entediante, de verdade.

É fato que nem tudo em No Limite do Desejo é ruim. Analisando de forma individual, os personagens são interessantes, principalmente Haley. A autora tentou criar uma personagem feminina que consegue aguentar qualquer tipo de coisa, e apesar de não ter trabalhado muito bem as fraquezas da personagem, para então fazer com que ela evoluísse, a sua linha do tempo é até mesmo que “satisfatória”, digamos assim. Gostei dos obstáculos que ela superou, gostei de como ela superou. Poderia ter sido melhor? Com certeza, mas considerando o rumo do livro, não acho que iria conseguir algo muito melhor do que aquilo.

West Young definitivamente não é minha nova paixão, prefiro continuar com todos os meus Maddox. Mas eu tenho que dar um crédito para o rapaz, não é qualquer um que topa pegar briga por uma menina que mal conhece. Uma pena que o personagem não foi bem desenvolvido, ficando para mim apenas como “o saco de pancadas que ama a Haley”. A verdade é que não tem nada nele que eu já não tenha visto em outros livros. Não tem nada nele que me faça pensar nele como uma figura romântica. West é só mais um cara rico com problemas com os pais e que busca na Haley algum tipo de salvação. E é isso. Apenas isso.

Não sei como são os outros livros da Katie McGarry, mas No Limite do Desejo definitivamente não foi um dos meus favoritos. Eu queria um New Adult um pouco mais desafiador, com segredos e dilemas que realmente me fizessem ficar chocada ou ao menos impactada com a história. Os personagens poderiam ser mais realistas também, assim como todos os elementos que compunham a história. Acho que faltou desenvolvimento e muita revisão nesse livro. Acredito que, se você é um leitor que apenas gosta de ler New Adult, esse livro não te terá o menor defeito para você, mas se você procura por um romance que te desafie, com certeza essa não vai ser a melhor escolha de leitura.

site: http://laoliphant.com.br/resenhas/resenha-no-limite-do-desejo
comentários(0)comente



Nathy 13/09/2016

No Limite do Desejo – Katie McGarry – #Resenha
Tenho uma relação de amor e ódio com os livros dessa série. Gostei do primeiro, detestei o segundo e me apaixonei pelo terceiro. Então pode imaginar como estava com o quarto livro da série. Sinceramente não sabia o que esperar. Apenas desejava que não fosse uma mocinha chata. Mas, alguém muito apaixonante. E felizmente foi tudo o que eu podia desejar. Meu único problema foi para recordar quem eram esses personagens. E de onde os conhecia. Ainda bem que a autora deu um jeito de me fazer relembrar tudo. Um ponto positivo no livro. Retoma uma parte da história. Ela acontece em paralelo com o final do terceiro livro. Gostei tanto qe acredito que o segundo tenha sido uma exceção.

No Limite do Desejo conta a história de West e Haley. Ele é o irmão de Rachel mocinha do terceiro livro. Depois de presenciar um desastre com sua irmã. West perde completamente o rumo. Ele já não sabe mais quem é e qual seu objetivo no mundo. Tudo o que queria era proteger a sua família. Não queria que nada de mal acontecesse com seus irmãos. Tem sérios problemas com seus pais. Que parecem não compreender o comportamento de seu filho. Isso é o que tem em comum com Haley. Ela faz tudo o que pode para proteger toda a sua família. Depois que eles perderam tudo o que tinham. Passou por maus bocados nas mãos de ex-namorado por isso não luta mais. Outro ponto que tem em comum com West. Ele adora uma boa luta, apenas precisa de um pouco de treinamento. E ninguém melhor do que Haley para ajudá-lo. Mas, o que começa com uma pequena implicância. Acaba se tornando algo muito maior.

A narrativa é em primeira pessoa intercalando com os personagens principais. Não sou fã de livros com a narrativa em primeira pessoa. Porque gosto de conhecer o pensamento de todos. Essa coisa de ficar no suspense sobre os sentimentos não faz muito meu estilo. Por isso gosto tanto do modo que a Katie escreve. Não deixa nada de fora. Consegue juntar todas as pontas.

Ele ergue o braço, e o mundo escurece.

Eu gostei de West e de seu jeito. Mas, apenas porque foi crescendo ao longo do livro. Sim, protege como pode sua família. Principalmente seus irmãos. No entanto, precisou daquele momento decisivo para crescer mesmo. Não ficar brincando com as pessoas. Aprender que a vida é muito mais do que seus pais lhe mostram. E nossa como vibrei quando conseguiu sua própria identidade. Como conseguiu se encontrar na luta. Como aprendeu a cuidar de si mesmo. Sair da barra dos pais. Não foi uma tarefa fácil. Ainda mais porque sempre tinha tudo nas mãos. Ele era um menino mimado que aprendeu com seus erros. Por isso gostei tanto do personagem. Estava quebrado e se consertou sozinho.

Continue lendo a resenha no link abaixo:

site: http://www.oblogdamari.com/2016/06/no-limite-do-desejo-katie-mcgarry-resenha.html
comentários(0)comente



Jéssica R. 11/08/2016

No Limite do Desejo, de Katie McGarry, é o quarto volume da série Pushing The Limits. Publicado aqui no Brasil pela Verus, selo do Grupo Editorial Record, este livro, ou melhor, todos os livros da série são independentes, ou seja, são ambientados no mesmo universo, porém não são continuações.

No Limite da Atração e No limite da Ousadia, os dois primeiros volumes da série, respectivamente, foram ótimas leituras e com uma narrativa maravilhosa. No Limite do Perigo, terceiro volume, que conta a história de Isaiah, um dos personagens mais fofos e divertidos da série, me decepcionou e acabei abandonando a leitura.

Eu sou uma pessoa obcecada com a ordem de leitura de uma série, mas como estava muitoooo animada para ler No Limite do Desejo, principalmente por envolver lutadores, acabei lendo esse livro mesmo não lendo o terceiro. Sim, eu sei que não é continuação, mas acabou que levei alguns spoilers mesmo... rsrs. Mas vamos lá: Katie McGarry me fez ficar de ressaca literária por um tempo após a leitura desse livro, tanto que faz umas duas semanas que li a obra e só hoje consegui postar a resenha. Porém vocês têm que levar em conta que estava louca com o TCC, mas deu tudo certo e agora estou de volta, baby!

Haley é campeã de kickboxing e um das melhores em sua categoria, mas depois de um acontecimento, que o leitor não sabe o que é nos primeiros capítulos, ela desistiu de tudo. Nunca mais colocou os pés no ringue e passa mal só de pensar em lutar novamente, mas o destino resolveu que as coisas não seriam assim para a protagonista.

West Young, irmão da protagonista de No Limite do Perigo, acaba aparecendo na vida de Haley num momento tenso e ele é um cara cheio de atitude, tudo que Haley prometeu ficar longe. Mas ele acaba aceitando uma luta de MMA em homenagem a Haley, o que acaba fazendo com que ela o treine, pois West não é profissional e perderia a luta com facilidade. Dá para perceber que West era um babaca, mas que enfrenta seus próprios demônios e dor, porém aos poucos ele vai amadurecendo e tentando se redimir de tudo que já aconteceu no passado.

Esses personagens sofrem com problemas familiares e estão tão perdidos que acabam precisando um do outro para encontrar seu caminho no mundo. Haley e West acabam enfrentando seus medos e obstáculos que tanto quiseram trancar em suas mentes, o que deixou uma história intensa, cercada de desafios e com personagens tão reais. A autora traz em sua narrativa o relacionamento abusivo e a violência doméstica. Nessas partes eu respirava fundo para não chorar e gostei muito como Katie McGarry introduziu essas tópicos na trama, faz a gente repensar em muitas coisas.

Pela capa você pensa que é mais uma história clichê com cenas de sexo entre os protagonistas, mas não é. É um livro cercado de mensagens e é um jovem adulto que deve ser lido por todos. Aqui temos adolescentes que estão descobrindo quem são e superando dores inimagináveis.

Quotes:
"Pela primeira vez, preciso saber contra quem estou lutando, Preciso saber que sou capaz de lutar. Preciso saber que, quando fui posto para fora, eu merecia coisa melhor."
"Quando você sente esse amor por alguém, encontra um jeito de fazer dar certo."

site: http://www.leitorasempre.com/2016/07/resenha-no-limite-do-desejo-katie.html
comentários(0)comente



Leandro 27/07/2016

Resenha originalmente postada no blog "Palavras ao Vento..."
Desde o momento em que li o primeiro livro da série Pushing the Limits, não consegui interromper a vontade de ler todos os sucessores. Não que a série seja uma das minhas favoritas. Não. Apenas gosto muito a ponto de sempre querer acompanhar os novos personagens que surgem. Ao iniciar a leitura de “No Limite do Desejo”, busquei não ter expectativa alguma e apenas curtir. Por sorte, a leitura se mostrou muito melhor do que imaginei e mesmo não tendo um final tão interessante como esperei, mostrou-se satisfatória e apresentou-me protagonistas sinceros e que foi impossível não sentir empatia pelos mesmos.

West é um adolescente revoltado, filho de pais ricos, e vive metido em brigas, confusões. Adora desafiar seu pai (um poderoso empresário que vive em função do serviço e fora isso, pouca coisa é relevante). E para piorar tudo, sua irmã, Rachel, esta internada na UTI entre a vida e a morte, e ele se culpa pelo acidente, fazendo com que sua vida seja um sofrimento psicológico diário.

Haley é uma ex-lutadora de kickboxing, campeã de título nacional, que abandona aquilo que mais ama depois de ter uma briga feia com seu ex-namorado, Matt, também lutador. Mas o que ela não esperava era que depois de abandonar seu sonho, sua vida fosse mudar tão drasticamente. O pai foi demitido e depois de passar por um abrigo para sem tetos, ela e sua família acabam indo morar na casa do seu tio, irmão de sua mãe, o que nas palavras de Haley, seria o próprio inferno, no entanto, não há opção.

O destino de ambos se cruza e isso, por si só, muda-os completamente.

"− Cada vez que você pensa que tem tudo sob controle, não tem nada."
Pág.: 133

Se você espera um romance fofo, bem desenvolvido, mas permeado por muitos conflitos, este é o livro. A McGarry teve um cuidado maior ao construir seus protagonistas; ao menos foi essa a impressão que tive quando comparei aos volumes anteriores da série. Nada acontece aleatoriamente ou de forma incoerente. Muito pelo contrário. Mesmo que você, talvez, odeie as atitudes de determinado personagem (como eu odiei, em determinados momentos, as do West), é possível perdoar e seguir adiante com a leitura. Adianto-lhe, de antemão, que tanto a Haley quanto o West são personagens palpáveis, sinceros e é possível conectar-se a eles. Passei quase toda a leitura torcendo para que ambos tivessem um bom final. Ah, e também me apaixonei pelo o West e o odiei na mesma medida. Desculpa, sou assim.

Haley é uma personagem que possui atitudes duras, mas compreensíveis. Acima de tudo, ela é uma protagonista forte e frágil de forma simultânea. Confuso? Tá, deixe-me explicar. É preciso ser muito forte para lidar com determinadas coisas que surgem em nossas vidas. Ela superou muitos problemas e conseguiu demonstrar toda sua resistência, no entanto, era perceptível que, a qualquer momento, ela poderia desabar. Por um triz, ela quase perdeu toda a esperança que possuía, mas eis que surgiu West e as coisas foram melhorando aos poucos, bem gradualmente.

O West ~ suspira ~ é maravilhoso ft. estúpido. Antes que me pergunte porque também o achei estúpido, digo isso porque próximo ao final do livro, ele tem algumas atitudes que muito me incomodaram e que também me deixaram estressado, mas depois foi possível perdoá-lo. Até achei tudo isso um clichê desnecessário que a autora utilizou com o intuito de dramatizar mais a história. Claramente não funcionou comigo. Acima de tudo, garanto-lhe que é possível torcer para que o mocinho da história supere seus demônios pessoais e fique bem. Ele sofre muito também e de forma concomitante, a Haley foi sua redenção, salvação.

O romance é outro fator que cumpriu com o esperado e se mostrou deveras satisfatório. Não surge rapidamente ou de forma espontânea. Claro que determinadas situações vão unindo o casal principal e tudo é bem clichê, mas não é ruim ou desfavorável. Se há romantismo numa história, há previsibilidade também. É algo inevitável. Particularmente, eu curti bastante como o sentimento surgiu entre eles e foi crescendo aos poucos, sem soar forçado. Não é algo que tende para uma vertente mais sexual ou erótica, mas sim, algo mais fofinho, bonitinho.

Concluindo, “No Limite do Desejo” se mostrou um bom romance e o melhor da série até então. A história é narrada pelo ponto de vista dos dois protagonistas, e a partir disso, é realmente possível compreendê-los e ter uma noção ampla da história. De modo geral, tive uma boa leitura e ainda me afeiçoei a Haley e West. Se você curte a série e já leu os livros anteriores, com toda certeza irá adorar este volume. Se ainda não conhece a escrita da McGarry, corre e agiliza isso. Ela é uma boa escritora.

site: http://leandro-de-lira.blogspot.com/
comentários(0)comente



Daniela 26/07/2016

E a série só melhora ♥
Quando uma autora conquista nosso coração, não tem jeito, você ama cada livro dela, foi assim que Katie McGarry me conquistou, cada livro que li dela me ganhou de maneiras diferente, amo a série "No Limite" fico que nem boba, aguardando ansiosamente pelos próximos livros. A história de "No Limite no Desejo" é emocionante e os personagens me conquistaram desde as primeiras páginas, Haley e West são fortes e frágeis ao mesmo tempo, e esse balanço nos prende à história loucamente.

"- Porque esta me dizendo isso?
-Porque você é a garota que eu estava esperando. Se quer terminar, vai ter que tomar a decisão, porque eu não vou desistir. Você é tudo o que eu quero, não vou abrir mão de nós dois. - Haley e West

West é um dos irmãos da protagonista do livro "No limite do Perigo", Rachael. E quem leu o livro e pode conhecer um pouco da vida família Young, sabe como a vida tem sido emocionalmente complicada para eles. Com West não é diferente, o jovem vive com o sentimento de que não faz nada certo e que magoa irreversivelmente as pessoas que ama, por isso sempre acaba se metendo em mais confusão. Quando mais uma vez é expulso do colégio, West acaba sendo expulso de casa também pelo seu pai, e é assim, com a vida bagunçada que seu caminho se cruza com o de Haley.

"Pergunto muito mais do que devo, alguns dias me arrependo das decisões que tomo e, na maioria das manhãs, acordo no limite. Não é comum que as três coisas aconteçam ao mesmo tempo, mas hoje acerto a porra da aposta tripla." - West

Haley é uma lutadora, em muitos sentidos, além de ser uma campeã de kickboxing ela também vem lutando contra as fases ruins de sua vidas, Haley não tem mais um lar, hoje ela e sua família é abrigada por um tio que faz da vida deles um verdadeiro inferno, ela também desistiu das coisas que mais amava, as pessoas e a luta, ninguém sabe o que fez ela desistir e para proteger a família ela jamais revelaria seu segredo e pior pesadelo.

"Isso é tudo que somos? Ações e reações contínuas? Não temos nenhum controle sobre nosso futuro? Um papelzinho-cor-de-rosa e perdemos a casa...e eu perco meu pai? Uma decisão de namorar o cara errado e perco Jax e Kaden? Um passo em falso na calçada e meu destino se enrosca no de um estranho? Se isso é verdade, a vida é um jogo patético e doentio." - Haley

E então essas vidas se encontram e o que já era complicado, fica ainda mais confuso. West apareceu na vida de Haley e parece querer protegê-la a todo custo, agora Haley se vê responsável pelos perigos que o garoto se meteu por causa dela, contra sua promessa de nunca mais pisar em um ringue, ela ajuda West a se preparar para uma importante luta, mas manter essa relação somente no octógono não será fácil, não quando West insiste em fazer parte da sua vida

"Escuta, porque estou cansado de falar a mesma coisa: já entrei nessa história. Não vai conseguir se livrar de mim. Se me botar para fora daqui e trancar a porta, se nunca mais falar comigo no colégio, não importa... Eu vou lutar(...)" - West

Confesso que me revoltei muitas vezes com a situação de Haley e como ela era trata pelas pessoas da própria família, por mais que todos ali estivesse em pedaços nada era culpa só dela, todos fizeram escolhas ruins na vida, Haley era só mais uma tentando acertar. Compartilhei muito da vontade de West, de sair socando todo mundo que queria humilhar a garota.

"- Você merece ser defendida.
- Não vale a pena. - O jeito como responde depressa, convicta, me faz contorcer por dentro. Quando os três homens que deveriam estar se colocando na frente das balas por ela se calam, aceitam que ela seja insultada, como posso convencê-la do contrário?" - Haley e West

Mas nem tudo foi tristeza e revolta nesse livro, West é um cara divertido e cuidadoso, apesar dele achar o contrário, ele foi um mocinho completamente apaixonante, foi um alívio para a vida de Haley e de quebra ainda trouxe muito amor e suspiros para o coração dela. Livro mais que recomendado, ainda mais se você como eu ama a série.

site: http://blog-emcomum.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Três Leitoras 23/07/2016

Resenha: No Limite do Desejo #4
O amor pode ser a sua maior fraqueza...

Haley bem sabe que dores ela consegue suportar por amar a quem se deve, e principalmente, àqueles que acham que toda forma de provar o seu amor está acima de qualquer valor moral.
Uma clássica história de amor: rivalidade, desejo, o proibido que motiva a fazer as escolhas das quais se quer distância. Como poderiam os corações de Haley e West, a tanto machucados pela culpa e busca de resignação, resistirem enquanto suas almas se reconhecem?

Nesta edição, a autora de No limite da atração, No limite da ousadia e No limite do Perigo vai na contra mão das outras histórias. Desta vez não é a força do romance entre os personagens que nos motiva à leitura, mas o que eles estão dispostos a fazer individualmente para fazer as escolhas certas desta vez.

Um romance possível na vida real, sem luzes brilhantes, babados ou carruagens, mas repleto de situações conflitantes com a família, os amigos e a própria consciência. Além da chance de reencontrar os personagens Isaiah e Rachel.

Sangue, suor, e amor!!!

site: http://www.tresleitoras.com.br/2016/07/resenha-no-limite-do-desejo-4.html
comentários(0)comente



29 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2