No Seu Olhar

No Seu Olhar Nicholas Sparks




Resenhas - No Seu Olhar


107 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


La Luna 24/07/2016

[Resenha] No Seu Olhar – Nicholas Sparks
Resenha

O que você diria depois de algum tempo se alguém lhe dissesse que você encontraria a pessoa da sua vida da forma mais inesperada e inusitada, como numa batida de carro, uma tempestade ou até discussão com um desconhecido por algo banal?! Ou o que você mesma pensaria a respeito disso? Eu jamais imaginaria encontrar a pessoa da minha vida, mesmo que em uma situação dessas. Pense em algo dessa forma e faça uma analise, o que seria inusitado para você.

Maria é a mocinha forte, independente e não entende como está solteira, tem seu trabalho, sua casa e mesmo assim se pergunta o que há de errado e está sozinha, eis que numa tempestade ela encontra Colin, mas o cara a assusta tanto que ela jamais imaginaria o que viria a seguir, por obra do destino, ele entra em ação, confesso que não acredito nessas coisas, mas se tratando de Tio Nick pode se esperar de tudo, e isso é o que mais gosto dele, a forma como consegue textualizar seus personagens de um jeito tão únicos de um livro para o outro.

A família de Maria são mexicanos bem engraçados e me peguei pensando nas expressões dos pais dela em várias passagens do livro.

De todas estórias de Nicholas Sparks achei essa a mais interessante, os personagens são diferentes e intensos, temos um lutador de MMA, achei a sacada fantástica e uma forma de nos mostrar esse lado com uma trama leve e cheia de reviravoltas. Os traumas de Colin também são ótimos, e exploram temas que não são muito abordados, pois, de certa forma são complexos, e precisam de uma abordagem certa sem pesar na mão e Tio Nick faz isso como ninguém, sou suspeita para falar gosto muito das obras do autor.

Para quem quer sair de seus livros habituais esse é uma boa pedida.

Nota: 4/5 estrelas

Roberta Corrêa.
jaison 26/08/2016minha estante
Livro do Sparks sempre é uma boa pedida.




"Ana Paula" 20/07/2016

Mais uma vez, sinto-me completa ao terminar um livro de Nicholas Sparks. E espera! Eu sei que sempre digo isso em todas as minhas resenhas de livros do autor, mas é impossível não se identificar com suas histórias e sentir, nem que seja um pouquinho, de amor por seus personagens.
Com este livro, não foi diferente... No Seu Olhar me deixou completamente apaixonada e cheia sorrisos bobos depois de finalizada minha leitura.

"Sentiu-se empolgado ao pensar no fim de semana, sabendo que podia ser uma das últimas vezes que a família estaria reunida com algum resquício de normalidade. Queria ver como reagiriam antes que a tensão infectasse a família doce e feliz... antes que o medo tomasse conta. Antes que a vida de todos começasse lentamente - e depois furiosamente - a ser arruinada.
Afinal de contas, ele havia chegado com um objetivo, e esse objetivo tinha um nome.
Vingança."

Neste livro vamos conhecer Maria e Colin. Maria, é filha de imigrantes mexicanos, cresceu em uma família unida e muito amorosa. Formou-se advogada, é bonita, inteligente e bem-sucedida, mas depois de sofrer um trauma, revê seus conceitos e volta para a cidade de Wilmington, onde consegue emprego em uma firma e passa seu tempo trabalhando, visitando sua família e praticando stans-up paddle.
Colin é um cara na dele. Cresceu em uma família que não lhe deu muito amor nem atenção. Apesar de saber que seus pais sempre o amaram, Colin teve sua cota de rebeldia, brigas e prisões. Resolveu deixar o passado para trás e com a ajuda de seu amigo Evan, começou a fazer faculdade e para amenizar sua raiva, treina muito e participa de lutas de MMA para descarregar suas energias. Hoje em dia, Colin pode se considerar um cara de bem e muito sincero, mas nem sempre foi assim: Colin tem problemas com a sua raiva que sempre rompia nos piores momentos, e isso lhe deixou com marcas tanto fisicamente quanto internamente.

Duas pessoas completamente diferentes que se encontram, ao acaso, em uma noite de tempestade e acabam criando preconceitos pelos motivos errados... duas pessoas que passam a se conhecer graças a intervenção de Serena, irmã de Maria, e dali em diante, um sentimento nasce, fazendo-os questionarem a si mesmos se algo tão incomum poderia tornar-se real em qualquer momento...

Que livro! Acho que essa exclamação é típica de todos os leitores que gostam dos livros do autor. Já li diversos livros do Nicholas e confesso que esse, por ter uma trama mais complexa e cheia de suspense, me ganhou da primeira a última página.
Sim! O autor consegue se superar (se é que isso é possível) e cria uma trama intricada, cheia de reviras voltas, com ação, romance e suspense na medida certa que deixará o leitor ávido por mais.

"Sentiu os ombros caírem. Por que tinha de ser uma mulher em dificuldade? E por que - como tudo indicava - uma garota de sua turma? Ele não podia fingir que não tinha notado que ela precisava de ajuda. Realmente não precisava disso agora, mas que opção havia?"

A história de Maria e Colin é linda e parte do começo mesmo, onde eles se conhecem, sentem atração um pelo outro e no decorrer das páginas, vão se conhecendo e passando a entender um ao outro. O romance não nasce do simples fato de eles se olharem; Maria tem reservas quanto a Colin logo de princípio, pois ele é o tipo de cara que ela está acostumada a processar. Colin não consegue entender como uma mulher como Maria poderia, em algum momento, se interessar por um homem como ele.
A diferença entre os dois é marcante e por muitas vezes, achei que esse romance não iria para a frente, mas em se tratando de Nicholas Sparks, podemos esperar qualquer coisa e isso foi um dos motivos que me fez colocar esse livro no patamar de melhores do autor que já li.

Outro motivo para minha predileção por este livro, é o fato de que o autor foge da sua zona de conforto e cria um romance sensível que nos leva a uma montanha russa de emoções. Não bastasse isso, também adiciona ao seu repertório a adrenalina de um thriller policial, com um psicopata pronto para matar ou morrer.
Confesso que até agora, ao escrever essa resenha, me sinto arrepiada com os acontecimentos marcantes do livro. A trama é cheia de suspense, fazendo o leitor investigar junto com os personagens, todas as provas e ficar remoendo todas as perguntas que não são respondidas.

"- Você é um homem interessante, Colin.
- Tem sido uma vida interessante - admitiu ele. - Mas você também é interessante.
- Acredite, sou a pessoa menos interessante do mundo.
- Talvez. Talvez não. Mas você ainda não fugiu de mim.
- Ainda posso fugir. Você é meio amedrontador.
- Não, não sou.
- Para uma mulher como eu? Acredite, você dá certo medo. Provavelmente é a primeira vez que me encontro à noite com um cara que fala que pisava na cabeça de pessoas em brigas de bar ou que prendeu o pai contra a parede.
- Ou que foi preso. Ou que esteve numa instituição psiquiátrica...
- Essas coisas também.
- E?
Ela afastou algumas mechas de cabelo soprado pelo vento.
- Ainda estou decidindo. Neste momento não faço ideia do que pensar sobre tudo o que você falou. Mas, se eu sair correndo de repente, não tente me alcançar, certo?
- É justo."

Como em todos os livros do autor, temos personagens bem construídos com uma carga emocional bem trabalhada e definida. Maria sofre de síndrome do pânico e Colin tem transtorno de raiva e TDAH. O autor trabalha os sentimentos deles de forma única e bem sensitiva, o que deixa o leitor com a sensação de conhecê-los profundamente.
Não sou fã de romances melosos, e acho que é por isso que admiro tanto o autor: Seus romances são balanceados e com uma história única por trás de cada um deles.

A capa é linda e, quando a editora Arqueiro abriu uma votação para a escolha da capa, eu confesso que havia votado nessa e fiquei mega feliz quando ela ganhou. É simples e trás todo o charme do enredo para a frente do livro, fazendo-nos ficar horas olhando-a sem se cansar. Também aprecio o toque aveludado que ela possui e o verniz localizado no nome do autor e no título do livro.
Sobre a diagramação: Perfeita! Não tenho o que reclamar dos livros da Arqueiro, são sempre muito bem feitos e tem aquele diferencial que é perceptível para agregar mais valor a trama.
A narrativa é em terceira pessoa e acompanha os personagens principais - Maria e Colin. A cada capítulo, temos a visão de cada um sobre o que está acontecendo. Os diálogos são maravilhosos e inteligentes; mesmo com o jeito Colin de falar (ele tem uma queda por só responder "certo" para a maioria das perguntas), me pequei acreditando que todas as conversas aconteciam ao meu lado e eu podia visualizar os personagens interagindo entre si! Amo quando isso acontece, pois só livros bons o suficiente tem o poder de nos transportar para a história em questão.

Todos os personagens são maravilhosos! Desde a família de Maria que é agradável e muito unida, até os melhores amigos de Colin, Evan e Lily. São personagens secundários que merecem destaque pelo carinho e atenção que dedicam aos personagens principais e com isso, acabam fazendo o enredo ser leve, descontraído e muito intenso.
"Pela primeira vez em muito tempo pensou em ligar para os pais. Não sabia por quê, mas presumiu que tivesse a ver com o modo como Maria falava sobre os pais dela e como se davam bem. Imaginou como sua vida poderia ter sido diferente se ele fosse criado numa família como a dela. Apesar de estar satisfeito com seu rumo atual, até recentemente a estrada havia sido cheia de buracos e pedregulhos. O fato de Maria ser capas de enxergar além dessas coisas ainda o surpreendia."

Do mais, eu poderia ficar o dia todo aqui, falando para vocês o quanto este livro é ótimo e que merece uma chance, mas vou parar por aqui, antes que acabe contando mais do que eu deveria!
E, claro, dê uma chance para Colin e Maria, o amor enxerga além das aparências e cada pessoa no mundo, merece ler essa linda história!

site: http://livrosdeelite.blogspot.com.br/2016/07/resenha-no-seu-olhar-nicholas-sparks.html#.V49SqfnR_Dc
comentários(0)comente



Juliana 04/12/2016

No seu Olhar
Primeiramente, minha resenha de hoje é sobre um dos meus autores preferidos, e primeira resenha minha dele, o que faz com que sem dúvidas a torne muito especial, ainda mais sobre o livro que venho falar hoje.

Há muito tempo estava querendo ler esse livro, porém não o achava para baixar em lugar nenhum, até que certo dia, adivinhem, o vi numa livraria, e ai não teve como, precisava ter, ainda mais sendo seu livro mais recente não poderia perder a oportunidade de tê-lo logo rsrs.

No Seu Olhar vai contar a história de duas pessoas bem diferentes, que por um acaso do destino, acabam se encontrando (algo bem típico do Nicholas Sparks rsrs) essas pessoas são Maria e Colin, ambos de 28 anos, onde uma é formada em Direito, e trabalha como advogada em uma empresa, solteira, responsável, Maria é a típica pessoa “nerd” estudiosa desde a escola, sempre foi mais caseira, trabalhadora, bem família, e pode ser encontrada nas noites de sexta lendo na cama (super me identifiquei com a personagem).

Por outro lado, Colin sempre foi o garoto problema, por conta de uma aparência um pouco diferente e que por vezes te trouxe problemas, Colin se tornou uma pessoa um tanto agressiva, onde já foi expulso de casa, já parou na cadeia, e com uma bagagem não muito boa de experiências, pode causar certo medo em quem não o conhece, porém é importante destacar que hoje, o mesmo é lutador de MMA nas horas vagas, e faz faculdade, pois seu sonho é ser professor, e o que mais quer é dar aula para crianças, e dar a volta por cima, enfim, como podemos ver, nada a ver um com o outro né, pois bem, continuando...

Os dois se conhecem a primeira vez de um modo um tanto quanto inusitado, numa noite, ou melhor, madrugada, no meio de uma tempestade, onde devido ao mau tempo, acabam se cruzando, cada um em seu carro, onde naquele instante, Colin havia saído de um bar onde estava com um amigo, e ela estava de passagem pelo local, tudo começa a partir do momento em que ele oferece ajuda para trocar seu pneu, e então...Calma, e então não tem nada, é apenas para dizer que é a partir disso que começa todo o desenrolar da história rsrs.

Falando do livro como um todo, eu mais uma vez não tenho do que reclamar, sei que quando gostamos muito dos livros de um autor, a gente sempre tende a gostar, e a ser pouco exigentes, mas esse daqui em especial, senti sim um diferencial nele, apesar de vermos coisas bem características de seus livros, esse é um romance na qual podemos ver outros temas também serem trabalhados, tais como: mistério, suspense, segredos, família, aparência, recomeço.. E há quem diga que o livro é um romance policial. De certa forma, é uma leitura muito válida, achei particularmente os personagens bem reais, e bem fáceis de se identificar. Quanto aos secundários, acredito que também não tenho muito o que falar, acredito que Nicholas soube construí-los muito bem, assim como o cenário, o enredo (narrado em terceira pessoa, outra característica de seus livros, porém, com capítulos intercalados entre Maria, e Colin) o livro conta com muitos diálogos, o que facilita bastante a leitura, achei bem leve e fácil de ler, onde mais uma vez conta com uma escrita fluída, com bastante contato entre os personagens.

Para finalizar a resenha, pois não quero de jeito nenhum dar spoiler, e deixar que você possa descobrir e se encantar sozinho, só gostaria de lembrar, que para quem nunca leu nada do autor, esse é com certeza uma boa pedida, um ótimo primeiro contato, e para quem já o conhece, mas ainda não leu esse livro, espero muito ter ajudado a dar a força e o incentivo que precisava, pois vale a pena rs. Muito obrigada a todos, e até a próxima. :)
comentários(0)comente



Alyssa @culpadoslivros 23/03/2017

Fazia um bom tempo que eu não lia um livro do Nicholas Sparks e quando a Editora Arqueiro divulgou o lançamento de “No seu olhar”, fiquei bem ansiosa. E agora posso recomendar esta leitura para todos, pois este livro é excelente! Muito diferente dos livros anteriores, como explicarei a seguir!

Colin é um rapaz lindo, forte, cheio de tatuagens, lutador de MMA, com sérios problemas de agressividade e já esteve envolvido com a polícia. Agora, ele deseja reverter este quadro; mesmo mais velho ingressa na Faculdade e tenta manter-se fora de brigas e confusões.

Maria é uma linda e simpática jovem mexicana, advogada, inteligente, cheia de vida, porém um tanto reservada e com poucos amigos. Ela retorna à sua cidade natal, para fugir de um trauma ocorrido no antigo trabalho na promotoria de justiça.

Desta vez, “Tio Nicholas” nos brinda com uma história bem diferente: nada de amores impossíveis, dramas intermináveis, lágrimas dramáticas e tristes histórias de família! Colin e Maria formam um improvável casal, mas logo se apaixonam e começam a namorar. E um novo elemento é introduzido, quando Maria começa a receber ameaças. Logo o passado retorna para assombrar a jovem e a narrativa do livro se torna dinâmica e investigativa.

Mesmo as investigações da polícia apontando para determinado suspeito, Maria tem certeza sobre a identidade do seu agressor. É claro que o namorado ciumento e raivoso, também faz suas próprias investigações. Gostei bastante desta trama policial, achei que foi bem desenvolvida, rumando numa direção e dando reviravoltas, até o momento final.

O autor, com sua vasta experiência, soube dosar bem a parte romântica com o mistério policial, ação, um pouco de suspense, bons personagens de apoio e um casal central apaixonante. No seu olhar é uma leitura cativante, que envolve o leitor do começo ao fim!

site: http://www.instagram.com/culpadoslivros/
comentários(0)comente



Silvana - Blog Prefácio 24/05/2016

Colin Hancock sempre foi o garoto problema. Depois de sete anos e duas filhas perfeitas, seus pais não sabiam o que fazer com ele. Quando criança teve transtorno do deficit de atenção com hiperatividade e passou nas mãos de várias babás. E quando entrou para a escola, só foi para se meter em uma briga atrás da outra e ser expulso de vários colégios militares. Se formou com o rótulo de rapaz violento e voltou a morar com seus pais. Mas a situação não mudou. Foram sete anos em que seus pais gastaram muito dinheiro com advogados e fianças, até que três anos atrás, ele só não recebeu uma longa sentença na prisão porque seu pai "mexeu uns pauzinhos", e foi feito um acordo em que ele precisou passar quatro meses numa instituição no Arizona e agora vive em uma espécie de condicional. E quando voltou do Arizona, seus pais não o quiseram mais em casa e ele foi parar em Wilmington, com seu amigo de infância Evan, onde deu um rumo a sua vida e hoje estuda para ser um professor.

Maria Sanchez tem 28 anos e uma suposta independência financeira, ja que tem seu próprio apartamento. Ela se formou em direito com muito esforço e uma vida cheia de regras. Mas manter essa vida sozinha está difícil, ainda mais depois que sofreu um trauma em seu antigo emprego, que a fez questionar tudo em que acreditava e voltou para sua cidade natal Wilmington. No momento está trabalhando em uma firma de advocacia, onde esta sendo assediada por um dos sócios da firma. Sua vida é só trabalhar e ela quase não sai de casa, e sua amiga Jill acaba armando um encontro que não dá nada certo e pior é que na volta para casa, o pneu do carro fura e ela se vê sozinha na estrada debaixo de chuva e sem conseguir nem tirar o estepe do porta malas. É assim que ela conhece Colin, que estava passando por ali naquele exato momento. E a primeira reação de Maria é de medo, já que Colin está com o rosto desfigurado devido a ter acabado de participar de uma luta de MMA. Mas apesar da aparência Colin é muito gentil com ela.

Ela conta o que aconteceu para sua irmã Serena, que por coincidência, estuda com Colin e sem Maria saber, arma deles se encontrarem no restaurante Pete Caranguejeiro, onde Colin é garçom. Maria não gosta nada disso, mas depois acaba conversando com Colin e os dois percebem como são completamente diferentes, eles praticamente estão em lados opostos, já que ela acusa pessoas como ele. E o engraçado é que mesmo com todas as diferenças, eles se dão bem e marcam de se encontrar outras vezes. Aos poucos, eles vão se entendendo e quando percebem, estão apaixonados. Mas alguns acontecimentos estranhos, de ameaças sutis, à um perigo real, vão começar a interferir no relacionamento deles. Alguém está perseguindo Maria e com sua vida em risco, Colin passa a ser uma bomba relógio prestes a explodir. Será que eles vão conseguir superar o passado e ter um futuro juntos?

"No silêncio daqueles momentos, encarou-o, ainda pasma por terem se tornado um casal, e mais certa do que nunca de que cada um deles era exatamente aquilo de que o outro precisava,"

Quando comecei a comprar livros, os livros do Nicholas foram os primeiros a vir para a minha estante. Sei que muita gente não gosta dos livros dele, acha ele bastante previsível, mas eu amo suas histórias. Me desculpe quem não gosta, mas se tem alguém que sabe escrever uma história de amor, esse é o Nicholas. Suas histórias são sempre bem construídas, dá para ver o casal se apaixonando ao longo da história, não é aquele amor instantâneo que vemos muito por ai. E seus personagens são pessoas normais, que poderia ser qualquer um de nós. Principalmente os homens, nunca são os badboys que tem que ser regenerado pelo amor miojo da mocinha. Esse é o Nicholas. Pelo menos era até aqui, porque em No seu Olhar, ele escreveu uma história completamente diferente do que eu estava acostumada.

O livro que lembra um pouco esse, bem pouquinho, é Um Porto Seguro. Mas nos outros romances pelos quais ele é mais conhecido, está bem longe desse. Os protagonistas são diferentes. Me referi ao badboy, e é exatamente o que Colin é, ou era, o amor entre os protagonistas também foi um dos mais rápidos que vi do autor, não chega a ser miojo, mas é rápido, e o livro tem o foco no romance, mas ele tem muito suspense. Ainda é o Nicholas? Sim, mas para quem tem implicância com o autor, esse é o livro a ser lido. Teve um momento que até achei que estava lendo um livro do Harlan Coben e não do Nicholas. E fiquei roendo as unhas para saber o que ia acontecer. Nada daquela narrativa lenta e sossegada, é ação o tempo todo. Mas nem por isso o casal deixa de ser apaixonante. É impossível não se apaixonar pelo Colin e torcer por ele e pela Maria. Enfim, recomendo para os fãs e para quem tinha alguma aversão ao autor. E por último a capa. Gostei muito da editora ter mudado a fórmula casal apaixonado. Ainda é a cara dos livros dele, mas pelo menos diversificou um pouco.


site: http://blogprefacio.blogspot.com.br/2016/05/resenha-no-seu-olhar-nicholas-sparks_19.html
comentários(0)comente



LucySantos 23/09/2016

#resenhasemspoiler
O que dizer do Nicholas Sparks? Ainda não defini o que sinto por ele, é um autor fantástico, mas nem sempre me deixa satisfeita com seus livros rsrs, mas esse eu confesso que amei. No blog As 1001 Nuccias tem a resenha que fiz dele.

site: http://1001nuccias.blogspot.com.br/2016/09/resenha-livro-no-seu-olhar-nicholas-sparks.html
Paloma.Araujo 03/10/2016minha estante
Sinto a mesma coisa em relação à ele haha




Lissa 19/07/2016

No seu olhar
E mesmo depois de tantas publicações onde a maioria das pessoas dizem ser "cliché", tio Nick nos surpreende de novo!!!

Esse livro tem uma pegada um pouquinho diferente do comum, mas com a mesma essência de Sparks. Eu sou apaixonada pelos livros dele e esse não ficou para trás ?

Recomendo!!
Edna Rangel 28/08/2016minha estante
Eu também achei diferente, um toque meio policial, mas amei !!!!!




Júlia 14/06/2016

No Seu Olhar
O que falar desse livro? Simplesmente SENSACIONAL!!!! Uma história um pouco diferente do que o Nicholas costuma escrever, mas com o romance e emoção de sempre. Um toque de suspense faz você se prender ainda mais nesse livro incrível. Eu super recomendo!
Lissa 11/07/2016minha estante
Prima, eu estou lendo e amando o livro !!!!




Nina 12/09/2016

Quando comecei com o blog, Nicholas Sparks era o meu grande amor literário e eu devorava os livros dele, um após o outro, e me apaixonei por vários. Hoje, quase oito anos depois, sinto que nossa relação mudou um pouquinho, principalmente depois de algumas decepções. Por isso, li No Seu Olhar cheia de reservas e hoje trago minha opinião para vocês.

Colin e Maria formam o casal menos óbvio do mundo, eles não tem absolutamente nada em comum. Ela é de origem mexicana, vinda de uma família pobre que imigrou para os Estados Unidos em busca de melhores condições de vida, e que se formou em direito com muita luta e trabalho árduo. Hoje ela trabalha em um escritório respeitado e busca uma oportunidade para se tornar sócia. Ele é de uma tradicional família rica, mas transtornos na infância fizeram dele uma criança difícil e rebelde que se transformou em um adolescente problema. Depois de muitas brigas e algumas prisões, Colin está determinado a mudar de vida: voltou para a faculdade e descarrega sua raiva nos treinos de MMA.

Mesmo sendo de mundos tão distantes, quando os dois se encontram a atração é quase instantânea, a sinceridade de Colin e a ternura de Maria se completam e os dois se veem profundamente apaixonados. Mas além das diferenças, os dois terão que lidar com um desafio ainda maior quando Maria começa a receber ameaças anônimas. Além de um perseguidor, ela também terá que lidar com a raiva incontida de Colin.

Preciso admitir que nunca pensei que sofreria tanto para ler Nicholas Sparks! Eu estava muito curiosa com esse livro por ele ter uma protagonista latina, imaginei que isso trouxesse um diferencial para história, mas não foi o que aconteceu. Na verdade, ele acabou trazendo uma família mexicana extremamente caricata e pouco apresentou da cultura deles, e isso me decepcionou muito.

Além disso, a narrativa foi muito lenta principalmente por causa das descrições excessivas e cansativas, o dia dos personagens são descritos em cada detalhe desnecessário e isso me incomodou muito. Além disso, nada mudou na velha fórmula Nicholas Sparks: cidade pequena praiana, personagens do cotidiano, casal apaixonado mas com traumas a resolver, um vilão maníaco e perseguidor. Nada contra essa fórmula, eu até gosto muito, mas dessa vez ela apresentou dois grandes problemas. Primeiro, o enredo demorou demais para se desenvolver. Segundo, faltou o vilão. Nos outros livros dele que li, a presença do vilão com sua personalidade doentia e obsessiva dava mais ritmo para a história. Dessa vez, Sparks quis trazer um pouco de mistério sobre as ameaças que Maria sofre, mas com isso ele perdeu o vilão e só restou o casal amorzinho demais e uma sequência de cenas infinitas de jantares, almoços, passeios, conversas… Isso porque o tal mistério e suspense que me prometeram eu matei logo de cara.

Enfim, não é um livro ruim e tenho certeza que muita gente amou, mas eu já li coisas bem melhores do Nicholas Sparks e, se tivesse que recomendar algum livro dele, não seria esse. Mas talvez o problema tenha sido comigo, o momento não foi o certo para ler. Quem sabe relendo no futuro eu não mude de ideia? E é com dor no coração que digo que, por enquanto, não me agradou.


site: http://www.quemlesabeporque.com/2016/09/no-seu-olhar-nicholas-sparks.html#.V9b-bPkrLIU
comentários(0)comente



Atitude Literária 29/10/2016

Apaixonante.
Tenho sérios problemas com Sparks, vivemos uma relação de amor e ódio. Ler seus livros sempre me faz pensar que estou lendo um roteiro de cinema, não que isso seja ruim, muitas vezes soa fascinante e outras apenas é minimalista em excesso, ele tem esse diferencial em sua escrita, a maneira que nos cerca de detalhes e nos faz sentir como se estivéssemos presente na cena, tomando as dores dos personagens, querendo os proteger e interagir. Assim como sua capacidade de levar nossa mente além das páginas e criar um universo paralelo onde os personagens ganham vida e a cena acontece ali diante dos seus olhos – apenas com a força da nossa imaginação.

NO SEU OLHAR me fascinou desde o inicio. Seu enredo é tão envolvente que se torna impossível largar o livro sem antes ser capaz de desvendar cada segredo e mistério. Além claro, de ser enredado por um romance elegante e intenso entre Maria e Colin. Ela uma mulher que se encontra perdida em si mesma, tentando voltar ao ponto onde tudo fazia sentido e era bom em sua vida e escolhas. Jovem, amável e uma advogada competente, ela é a filha mais velha de imigrantes mexicanos, que sentiu a necessidade de voltar para a cidade dos pais após sofrer diversas ameaças anônimas, depois de fazer parte da prisão de um homem, que assim que liberto matou a ex-namorada e se suicidou em seguida. Ele um jovem com problemas de controle da raiva. Brutalmente honesto, não se importa em sempre expressar sua opinião, dizer o que está sentindo, desde que sempre diga a verdade, doa a quem doer. Lutador de MMA – Esporte que o ajudou a manter o temperamento explosivo em ordem -, ele também é barman e um estudante dedicado. Dono de uma beleza marcante e um corpo escultural, arranca suspiros mesmo com toda a cara de mal, e jeito marrento de ser.

“O que queria com ele afinal? Colin era o tipo de cara que ela costumava processar. Até ontem se alguém sequer fizesse a sugestão de que ela saísse com um cara que tivesse o passado dele, ela teria gargalhado ou ficado ofendida.”

Eles são como água e vinho, enquanto que Maria é delicada, doce, advogada e tranquila, Colin é ex- presidiário, encrenqueiro, direto e impulsivo. O que ambos carregam em comum? Um passado com traumas. O primeiro contato entre eles não poderia ser mais ao acaso do que uma tempestade, pneu furado, uma Maria encharcada sem saber o que fazer e um Colin com o rosto todo machucado após uma luta, preocupando-se e tentando ajudar. Mas é somente alguns dias depois, com a ajuda de Serena, irmã mais nova de Maria, que esses dois voltam a se reencontrar e indo contra todas as probabilidades tornam-se amigos e algo mais floresce...

“(...) Apesar da confiança que apresentava, Maria percebeu que Colin simplesmente queria ser aceito; a seu modo, ele era tão solitário quanto ela. Essa percepção doeu, e subitamente parecia que os dois eram as únicas pessoas em todo o mundo.”

Foi cativante ver a maneira como as barreiras foram sendo caídas, uma a uma, e o modo como Colin com sua honestidade vai conquistando a confiança de Maria e mostrando a ela que com determinação e força de vontade, pode sim deixar o passado para trás e escolher ter um futuro melhor. Neste romance fica bem claro, que a beleza está realmente nos olhos de quem vê.

“Sentindo um turbilhão de sensações no corpo, ela chegou mais perto e beijou-o suavemente nos lábios macios e quentes. Ao recuar, viu em sua expressão algo parecido com esperança. Beijou-o pela segunda vez e sentiu a pele se arrepiar quando ele a envolveu com os braços.”

Além dos personagens principais, ainda temos Serena que é a irmã mais nova de Maria como mencionei, que é uma jovem extrovertida, cheia de atitude e língua afiada. Ela foi a responsável por muitos momentos de descontração e por protagonizar diálogos divertidos e inteligentes. Temos também, Lily e Evan, casal de amigos do Colin, eles só trouxeram a confirmação de que amigos são a família que escolhemos ter. A maneira como cuidam, tentam proteger e ajudar o Colin é fascinante, é notável a preocupação com sua felicidade e eu amei que Sparks conseguiu trazer significado e os tornou fundamentais para o enredo. Assim como os demais personagens secundários que vão surgindo no decorrer da trama.

Como estamos falando de Nicholas Sparks, é claro que não temos aqui um enredo tranquilo e suave, muito pelo contrário né? Ele nos deixa roendo as unhas diante de um enredo cheio de drama, mistério e reviravoltas. Roubando nosso fôlego e nos deixando com mil e uma teorias sobre cada ponto da história. É impossível não desconfiar de tudo e todos e quando chega o final, sentir que o coração vai sair pela boca e ficar inquieta com aquela sensação de que algo muito grande e doloroso irá acontecer. E quando terminamos de ler fica a certeza, de que mais uma vez fomos surpreendidos e que estamos diante de um grande sucesso, pronto para ir para as telas de cinema.

“— Antes de você aparecer, eu tinha Evan e Lily, e achava que isso era o bastante. Mas não é. Não mais. Desde a semana passada. Estar com você faz com que eu me sinta vulnerável de novo, e não me sinto vulnerável desde que era um moleque. Não posso dizer que sempre gosto disso, mas a alternativa seria pior, porque significaria não vê-la outra vez.”

É importante ressaltar ainda, principalmente diante do cenário atual onde tanto temos debatidos sobre o assedio sexual, que o autor trouxe isso a tona, mostrando que o mais importante é enfrentar os medos e não ter vergonha, pois nesse caso você é a sobrevivente e não a culpada por tal atrocidade. Infelizmente, todos estão expostos e de alguma forma podem passar por algo parecido. O livro abordou o assedio no ambiente de trabalho, e só posso reforçar mais uma vez, a sabedoria e a genialidade do autor em abordar com sutileza temas que infelizmente ainda são tidos como tabus.

Me emocionei, chorei, vibrei e sorri. Nicholas sempre meche com todas as minhas emoções. Com uma pegada suspense policial, romance e drama, fica difícil não se apaixonar e ficar preso até a última página. Deixo aqui mais que minha recomendação.


site: http://www.atitudeliteraria.com.br/2016/05/resenha-no-seu-olhar-nicholas-sparks.html#.WBSm9fkrLIU
Ana Paula 19/12/2016minha estante
undefined




Mimi Maciel 16/07/2016

Romance, drama, suspense e ficção em um só livro. Simplesmente excepcional!!
De início posso dizer que é um livro longe de clichês de romances melancólicos e muito menos apenas ficção. Poderia resumir esta obra como um "Romance Policial" sim, até o meio do livro é romance, conta a história de Colin, um jovem com passado totalmente encrencado e que luta pra colocar a vida em ordem e de Maria, uma bela advogada recatada e do lar rsrs. A história começa a esquertar muito quando a partir do meio do livro um psicopata tenta acabar com a vida de Maria devido a mesma ter solucionado um crime no passado junto à justiça ao qual a família da vítima não aceitou os resultados da justiça e resolve se vingar. Devido ao fato de Colin ter um passado comprometedor com a lei ele passa a ser vigiado mas nem assim Colin deixa de defender, seus amigos, a amada e família dela. O final da trama não poderia ter sido melhor apesar de que, eu precisei beber bastante água de tanta aflição a par de que eu devorei o livro.
Sem dúvida e entrou para os meus favoritos!
Excepcional!!
comentários(0)comente



saionara 18/09/2016

No seu olhar
Colin e Maria são dois opostos, ela advogada formada, morando sozinha, mas ainda dependente da opinião e permissão dos pais; ele tem relações cortadas com os pais, paga aluguel ao melhor e único amigo Evan, foi bad boy na adolescência o que fez com que acabasse preso e agora é constantemente vigiado por um detetive, e diante do menor dos deslizes poderá estar de volta à cadeia.
Colin é o tipo de cara que Maria, como advogada, mandaria prender sem hesitar, porém; depois de um fatídico encontro às escuras promovido por Jill, sua amiga, Maria está a caminho da casa de seus pais, quando, numa estrada deserta e no meu de um temporal se vê com o pneu furado e sem celular para pedir ajuda, ela está tentando tirar o pneu do porta malas quando um cara cheio de hematomas e machucados, prova de que acabou de participar de uma briga, para e lhe oferece ajuda, meio a contragosto Maria acaba aceitando a ajuda do estranho com aparência de bandido mas com modos educados.
Maria pensa que nunca mais irá encontrar com o cara de rosto amassado, por isso se surpreende ao dar de cara com ele num restaurante à beira mar, encontro este promovido pela extrovertida irmã caçula de Maria, Serena. Serena e Colin são colegas de faculdade e a irmã caçula acaba colocando um diante do outro e deixando que o destino faça a sua parte.
E o que parece improvável acontece, Maria e Colin se apaixonam um pelo outro. Porém alguém do passado de Maria quer machucá-la e ainda tem o temperamento explosivo de Colin. No meio de tantas turbulências e dificuldades, será que Colin conseguirá provar à Maria que realmente mudou? E Maria, conseguirá descobrir quem é o seu perseguidor e mandá-lo para a cadeia?
Esta história é recheada de momentos de suspense e emoção que fará com que você prenda a respiração em vários trechos...
Os livros de Nicholas Sparks sempre nos fazem chorar e muitas das vezes ficarmos revoltados com o autor quando ele “mata” os nossos mocinhos. E aí, como será a história de “No seu olhar”? Será que terá choro e morte? Somente lendo para descobrir, só posso adiantar que você não se arrependerá de acompanhar a história de Colin e Maria e já no primeiro momento irá se apaixonar pelos dois.
comentários(0)comente



Pri | @portrasdascapas 02/07/2016

Super recomendo!
Incrível!! Já li muitos livros do Nicholas (talvez todos) e esse é de longe uma das melhores histórias. Apesar de ser bem diferente dos outros, achei muitos mais elaborado, a história tem bastante suspense, emoção, muitos personagens envolvidos, culturas diferentes, e claro, muita paixão que nunca falta nos livros dele.
É daqueles que não conseguimos parar de ler, estou realmente impressionada!
Com certeza esse livro passa ser um dos meus favoritos! ?
Edna Rangel 28/08/2016minha estante
Faço suas as minhas palavras :)




Monis 17/03/2018

Vale a pena ler
"No Seu Olhar" é uma leitura extremamente ampla, que além de satisfazer diversos gêneros literários, sendo suspense, drama, ação e romance, nos traz conhecimentos diversos. Uma história que consegue abordar assédio sexual, violência em suas vertentes, doenças mentais, preconceito e que, além tudo isso, ainda consegue trazer um romance leve, cheio de incertezas, mas cheio de amor, amor esse de doar-se pelo outro.

Uma história que fixa seu olhar até o final.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



107 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |