O Caso dos Dez Negrinhos

O Caso dos Dez Negrinhos Agatha Christie...



Resenhas - O Caso Dos Dez Negrinhos


403 encontrados | exibindo 46 a 61
4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 |


Mark Lubker 25/01/2009

Sem duvida alguma a obra prima de agatha christie, um livro surpreendente do inicio ao fim
comentários(0)comente



Mad28 31/12/2016

4/5*

"O meu maior problema com este livro acho que foram mesmo os nomes. Do nada somos apresentados a dez personagens diferentes com histórias diferentes e com profissões diferentes e, por vezes, acabava por me esquecer quem era quem e tive de ir atrás ver.
Apesar de já ter ouvido falar muito da autora, o talento dela para a escrita conseguiu surpreender-me assim como o facto de que ela consegue dar um tom arrepiante à história com uma facilidade e subtileza louváveis.
Algo que eu realmente gostei imenso é que, perto do final, ainda é difícil perceber qual vai ser o desfecho e o final é completamente inesperado e altamente lógico. Em geral, gostei bastante deste livro."

Opinião completa em baixo

site: http://presa-nas-palavras.blogspot.com/2016/12/as-dez-figuras-negras-opiniao.html
comentários(0)comente



Maria Pienta 15/08/2010

O melhor.
Gosto de todos da Agatha Christie, mas acho esse o melhor de todos. A história é muito legal, super bem pensada.
comentários(0)comente



Érika dos Anjos 29/08/2009

Agatha em sua melhor forma!
O livro começa com o convite a oito pessoas de classes e origens bem diferentes, de alguém que eles basicamente não conhecem, para passar um tempo na Ilha do Negro. Lá, eles encontram um casal de criados, que também nunca viram o tal Sr. Owen, que manda suas instruções por escrito ou através do barqueiro. Chegando ao local, logo após as apresentações de praxe, eles são encaminhados aos seus respectivos quartos e, acima de cada uma das lareiras, está a seguinte história
em um quadro:

Dez negrinhos vão jantar enquanto não chove;
Um deles se engasgou e então ficaram nove.
Nove negrinhos sem dormir: não é biscoito!
Um deles cai no sono, e então ficaram oito.
Oito negrinhos vão a Devon de charrete;
Um não quis mais voltar, e então ficaram sete.
Sete negrinhos vão rachar lenha, mas eis
Que um deles se corta, e então ficaram seis.
Seis negrinhos de um cortiço fazem brinco;
A um pica uma abelha, e então ficaram cinco.
Cinco negrinhos no foro, a tomar os ares;
Um ali foi julgado, e então ficaram dois pares.
Quatro negrinhos no mar; a um tragou de vez.
O arenque defumado, e então ficaram três.
Três negrinhos passeando no Zoo. E depois?
O urso abraçou um, e então ficaram dois.
Dois negrinhos brincando ao sol, sem medo algum;
Um deles se queimou, e então ficou só um.
Um negrinho aqui está a sós, apenas um;
Ele então se enforcou, e não ficou nenhum.

Mesmo achando estranha a ornamentação, eles se reúnem para a janta e a situação começa a ficar mais do que intrigante pois, é colocada uma gravação onde as dez pessoas que se encontram na ilha, incluindo os criados, são acusadas de crimes que cometeram. A indignação é total, mas todos sabem, que há um fundo de verdade e loucura naquela história. E, naquela mesma noite, começam a cair os acusados, o primeiro deles Antony Marston.

Agora resta saber se quem está fazendo isso é alguém de fora ou se um deles é o culpado!Nesta obra, fica evidente a paixão de Agtaha Christie pelo modo de vida inglês e suas nunaces. Destaques para a língua de vaca enlatada (algo que não consigo nem imaginar, quanto mais consumir) e ideia de que os médicos tudo sabem e que não é necessário ter uma especialidade, já que o médico da casa, dr.
Armstrong, cuida desde envenenamento até tiro, passando por um acesso de nervos, que recebe como posologia um belo tabefe na cara de Vera Claythorne para se acalmar!

*****************************************************
Acesse esta e outras resenhas em http://www.oquartoelemento.com.br
comentários(0)comente

Ana Lidia 17/10/2009minha estante
Tenho este livro mas li há tanto tempo que nem lembro direito...

vou dar uma relida...




Michele 30/05/2009

Muuuuuuuito bom!
Mistério e suspense como só a maravilhosa Agatha Christie sabe proporcionar! Imperdível para quem curte o gênero. Simplesmente não consegui parar de ler - DEMAIS!
comentários(0)comente



Maria R. 30/07/2009

Ótimo
Com certeza o melhor livro dela que eu já li.
comentários(0)comente



Mari. 03/01/2010

Fantástico
É um livro muito bom. Foi o primeiro livro que li da Agatha Christie e me surpreendi. Gostei da sinopse mas enrolei para le-lo. Talvez porque não conhecia a autora ou porque achava que ia ser muito complexo.
Bem, eu simplesmente adorei o modo como tudo tem uma explicação no final, tudo elaboradamente explicado, impressionante. Eu não esperava que fosse quem foi que fez tudo. É surreal o modo como tudo foi tão preciso, estrategicamente pensado.

Eu totalmente recomendo, principalmente para quem gosta de suspense e mistério, rs.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ari 13/06/2018

Passaram séculos.... Mundos deram volta às suas órbitas... O tempo ficou imóvel, parado... Enquanto corriam os milênios...
Não, foi apenas um minuto, ou nem tanto...
comentários(0)comente



Naislan 16/01/2019

E não sobrou nenhum!!!
Este livro é um dos meus preferidos!
comentários(0)comente



Cli 02/06/2011


Dez pessoas, sem ter apareentemente nada em comum, são convidadas por diferentes motivos para passarem um final de semana na lha do Negro. No dia marcado, os dez convidados comparecem no porto e são levados à entrada da Ilha. Quando chegam, cada um procura conhecer o outro e depois sobem para seus quartos. Eles chegam em seus aposentos e veêm em cima da lareira tem uma cantiga infantil emoldurada, que eles conheciam bem:
"Dez negrinhos vão jantar enquanto não chove;
Um deles se engasgou, e então ficaram nove.
Nove negrinhos sem dormir: não é biscoito!
Um deles cai no sono, e então ficaram oito.
Oito negrinhos vão a Devon em charrete;
Um não quis mais voltar, então ficaram sete.
Sete negrinhos vão rachar lenha, mas eis
Que um deles se corta, e então ficaram seis.
Seis negrinhos de uma colméia fazem brinco;
A um pica uma abelha e então ficaram cinco.
Cinco negrinhos no foro, a tomar os ares;
Um ali foi julgado então ficam dois pares.
Quatro negrinhos no mar; a um tragou de vez
O arenque defumado, e então ficaram três.
Três negrinhos passeando no Zoo. E depois?
O urso abraçou um, e então ficaram dois.
Dois negrinhos brincando ao sol, sem medo algum;
Um deles se queimou, e então ficou só um.
Um negrinho aqui está a sós, apenas um;
Ele então se enforcou, e não ficou nenhum..."
Mas o suspense começa, quando na hora do jantar quando estão todos reunidos na mesa e o gramofone é ligado. A voz misteriosa que ecoava do gramofone acusava a cada um de algum crime passivo que eles tinha cometido no passado. Alguns ficaram indignados e outros apenas assustados. E em meio a toda essa confusão o horror começa, o primeiro morre envenenado. Na casa fica um reboliço, e todos ficam com medo. A história se desenrola e eles descobrem que tudo gira em torno daquela cantiga infantil quando cada pessoa, uma a uma, vão morrendo de acordo com cada verso da canção. No final, todos morrem e não tinha mais ninguem na Ilha. Fica uma pergunta no ar: quem foi o assasino que matou os dez??? O enigma só é desvendado quando os policiais acham uma carta explicando quem foi e como foi cada assassinato

comentários(0)comente



Fendrich 02/10/2019

Bom para conhecer e se iniciar nos livros da Agatha Christie. Prende a atenção (como, aliás, se exige de um suspense), mas não vou negar que a minha preferência é pelo Conan Doyle.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Só Sobre Livros 25/05/2013

Um suspense instigante
Confira resenha no blog http://sosobrelivros.blogspot.com.br/2013/02/um-suspense-instigante-renata-lima.html
comentários(0)comente



Lulle 18/05/2009

Ótimo Suspense
Impressionante como eu não consegui parar de ler esse livro!
Simplesmente instigante! Trama muito bem bolada!
comentários(0)comente

Ciça 06/10/2009minha estante
Impossível discordar, Lulle! Muito bom!




403 encontrados | exibindo 46 a 61
4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 |