Uma Produção de Kim Jong-il

Uma Produção de Kim Jong-il Paul Fischer




Resenhas - Uma Produção de Kim Jong-il


3 encontrados | exibindo 1 a 3


Albert 12/11/2016

Surpreendente e arrebatador
Não há adjetivos suficientes para qualificar este incrível, fantástico e surpreendente livro de Paul Fischer. Trata-se de um enredo real e de narrativa cativante e o autor explorou o delicado assunto com propriedade.

Muito bem estruturado e alternando os personagens nos capítulos e uma narrativa arrebatadora, o autor narra com propriedade e conduz o leitor pelo desenvolvimento dos relatos e pela forma peculiar da história. Com suspense, tensão e um história surreal, Fischer faz com que o leitor não largue o livro criando certo anseio pelo desenrolar da história nas próximas páginas. Toda a narração é incrível e sustentável, ponto alto para não perder a fluidez. A forma como magistralmente é construída a narrativa da história de uma nação torna a obra abrangente, guardada as devidas proporções. Embora o foco seja o sequestro do casal – ambos protagonistas da publicação –, Fischer apresenta a duas Coreias em todo o seu contexto – sistema político, divisão territorial com a guerra, a indústria cinematográfica e, claro, os detalhes da vida pessoal e profissional do casal de cineastas. Os detalhes do modo de vida de ambas as Coreias aguça os leitores mais curiosos acerca da ideologia visto que o regime norte-coreano é o mais fechado do mundo e quase nada se sabe o que acontece.

Fischer cria uma ligação, uma empatia entre o leitor e os personagens, tamanha a fluidez da narrativa e construção do texto; e conduzindo o leitor como num filme, torcendo para que tudo termine bem. A própria história em si, real e incrível, é inacreditável e Fischer explorou extraordinariamente e sem clichês. Uma Produção de Kim Jong–IL é um livro maravilhoso e com uma história diferente e de narrativa intensa, uma obra imperdível.
Krisley 26/11/2016minha estante
Ótima resenha Albert! Já adicionei este livro na minha lista de leitura!


Albert 01/03/2017minha estante
O caso virou o documentário Os Amantes e o Déspota (The Lovers & Despot). Enquanto escrevo este comentário, encontra-se disponível na Netflix. É um bom documentário e não é detalhado como no livro, mas vale a pena pelos depoimentos de pessoas envolvidas e as imagens do ditador norte-coreano.




Fernanda 26/08/2016

Uma Produção de Kim Jong-il
A obra de Paul Fisher, que é produtor e escritor, nascido na Arábia Saudita, mas criado na França, é seu primeiro livro. Por meio da Editora Record (muito obrigada pelo envio do livro), foi possível conhecer essa obra incrível. Obviamente, não conhecia nada do autor ainda, mas a obra é incrível. A verdade é que estudo coreano pelo Instituto King Sejong, aqui na minha universidade, e tenho muito interesse pela cultura coreana. Assim, o livro foi uma ótima leitura. Não me decepcionou em nenhum aspecto. Também o trabalho jornalístico do autor é tão bom. Ele explica exatamente como conseguiu cada informação de forma detalhada. E de que forma a história é considerada verdadeira. E o livro tem um conjunto de imagens, que ajudam muito a visualizar a história.
A narrativa conta a história de Choi Eun-hee e Shin Sang-ok, desde seu nascimento até o final da sua trajetória de vida, com isso conta também a história das duas Coréias (que é muito bem recontada, e com detalhes que nos fazem sentir junto com Choi e Shin nos acontecimentos), e de Kim Il-sung (primeiro líder da Coréia do Norte) e Kim Jong-Il (seu filho e segundo líder da Coréia do Norte), desde seus nascimentos, até os dias de hoje (com o máximo possível de proximidade com a realidade, já que é muito difícil confirmar os fatos deste país). E com foco principal no sequestro e em como Choi e Shin viveram os 8 anos que passaram obrigados na Coréia do Norte.
Um livro muito bem estruturado, escrito e encaixado de forma que foi muito interessante de entender cada fato, acontecimento e contexto de toda a história. Em um primeiro momento se pensa se a história é mesmo real e não inventada, ficcional, de tão louco que é pensar em um país como a Coréia do Norte, que é tão misterioso. Mas no início em “Uma nota sobre fontes, métodos e nomes” e no final no “Posfácio” fica claro que a história é verdadeira. Outra coisa que chama muita atenção é toda a forma de lidar com o cinema na Coréia do Norte, a propaganda, a ideologia Juche de Kim Il-sung, e tudo que cerca a forma de vida das pessoas deste país até hoje. De forma que nos perguntamos como foi possível a criação de uma ditadura como essa? E tudo isso é respondido no livro, assim com a influência que o cinema, a televisão e as artes (a diversão do povo) tem sobre uma população, quando administradas para o aprisionamento de consciência e com a famosa “semente” que influencia de forma terrível a ideia de liberdade, de felicidade e de viver das pessoas.
“Uma produção de Kim Jong-Il: a incrível e verdadeira história da Coreia do Norte e do sequestro mais audacioso de que se tem notícia” é uma história para aqueles que querem repensar sobre o cinema e a mídia de forma geral, descobrir os grandes segredos por trás da Coréia do Norte (na visão do autor) e de seus ditadores, mas também para aqueles que querem pensar nas atrocidades que podem ser realizadas por um ser humano movido pelo seu egoísmo.


site: http://umreinomuitodistante.blogspot.com.br/p/playlist.html
comentários(0)comente



Camila Faria 09/09/2016

Com uma história real tão inacreditável que parece até ficção, o livro explora o projeto megalomaníaco de Kim Jong-Il, o notório ditador da Coreia do Norte, quando ainda era “apenas” chefe do Ministério de Propaganda do país (e filho do Grande Líder Kim Il-sung, é bom lembrar). Super fã de cinema e frustrado com as péssimas produções locais (especialmente em contraste com a florescente indústria cinematográfica da inimiga Coreia do Sul), Jong-Il decide sequestrar Choi Eun-hee, a mais famosa atriz sul-coreana e o seu ex-marido, o aclamado diretor Shin Sang-ok. O que se segue é uma história surreal de suspense, tensão e paranóia, digna do roteiro de um excelente thriller de ação. O livro é um raro vislumbre do que se passa dentro da Coreia do Norte, um projeto de “nação” totalmente fabricado e estruturado na violência e no medo.

site: http://naomemandeflores.com/os-quatro-ultimos-livros-11/
comentários(0)comente



3 encontrados | exibindo 1 a 3


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR