Felizmente, o Leite

Felizmente, o Leite Neil Gaiman




Resenhas - Felizmente, o Leite


60 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Gabi 31/05/2020

Neil Gaiman sempre me maravilha :)
O livro conta a história de um pai que sai para comprar leite e na volta acaba se metendo em inúmeras aventuras e desventuras. Nesta obra vamos de encontro a inúmeros seres como alienígenas, piratas, vampiros e muitas outras criaturas mágicas; somos levados em um balão com um dinossauros e atravessamos através do tempo, mas sempre lembrando do leite que deve ser trazido em segurança.

Acredito que só essa descrição e até mesmo a edição te levem a imaginar que o livro é infantil. Isto não é uma mentira, mas acredito que qualquer pessoa com uma mente fértil e um bom senso de humor vai conseguir apreciar esta obra e a doce escrita do Gaiman, que pelo visto nunca decepciona.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Asura 08/07/2020

Se quer desacelerar, eu indico esse aqui
Com uma escrita suave e muitas vezes descontraída, essa obra do grandioso Neil (king) Gaiman te faz desacelerar um pouco da realidade.

Depois de vários livros com temas mais "sérios" e complexos, está obra prova que é nas coisas mais simples onde vivem as mais grandiosas aventuras.
Seja na busca de um brinco perdido ou na compra de uma garrafa de leite para o café.
comentários(0)comente



krambola 21/05/2020

Neil Gaiman tem um imaginário loucamente apaixonante
A súbita ida de um pai ao supermercado para comprar leite pra os filhos que estão o esperando para tomar café da manhã se torna uma aventura delirante (ou não) que merecia ter sido lida comendo pipoca.
Me lembrou um pouco de O guia do mochileiro das galáxias.
comentários(0)comente



Layla [@laylafromthebooks] 29/07/2016

O ato de imaginar é pura mentira e mentir é o puro ato de imaginar?
"Perguntinha cretina" vocês devem estar pensando. Também parece cretina na minha cabeça, mas (preparem-se para a referência) recordando o que um professor muito sábio dissera uma vez e parafraseando-o, não é só porque algo está na sua cabeça que isso não o torna real.

O pai desta leitura conta para os filhos uma baita história. As crianças desta leitura provam que o pai está inventando tudinho, sem tirar nem pôr. Entretanto, adivinhem: o pai, felizmente, e com o leite, também prova que é tudo verdade.

Eu, não querendo morrer com a dúvida, decidi por fim adotar a opção de que ele inventara, sim, mas que é real. Que, em sua cabeça, ele vira piratas, wampiros, dinossauros, pôneis, aliens (gente, aliens! Eles são reais, vá!) e viajara eras na máquina do tempo de uma cientista como seu ajudante. Decidi acreditar que é verdade porque cada um vê a mágica de seu jeito e cada coisa boa e que gostamos faz sua mágica em nós.

Para alguns, mágica é sorte; outros, mágica é fazer uma comida caseira sensacional; há pessoas ("há pessoas", até parece, SOU EU!) que consideram chocolate na TPM uma forma própria de magia em tabletes; tem gente que acha que a mágica está impregnada em parágrafos e capítulos, em páginas e mais páginas de livros. Quantos dos exemplos são fatos... realidade pura e provada, e quantos são invenções de nossas mentes para explicar verdades de nossos corações?

Mentira, invenção, verdade ou viagem na maionese, não importa. Magia verdadeira é aquilo que nos faz feliz e, se tem uma coisa que este livro é, é mágico. Felizmente, o Leite é mais do que uma história fantasiosa que um pai inventara aos filhos para explicar sua demora em trazer o leite. É sobre como ver o mundo: negando as aparências e disfarçando as evidências ou de um modo mais belo, em que há magia aonde quer que se olhe.
Lolo 27/01/2018minha estante
A única referência que eu peguei foi essa ao Zezé de Camargo e ao Luciano.




Rapha 18/08/2020

Felizmente, Neil Gaiman está entre nós
Felizmente, o leite é diferente de tudo que eu já li. É um livro com tantas camadas! Algumas, acredito, só podem ser absorvidas pelas crianças. Outras são tão profundas, maduras e existenciais quanto elementos de outros trabalhos do autor. Mas - acima de tudo - é um livro divertido. Para relaxar e e para sorrir um pouquinho depois de um dia difícil.
comentários(0)comente



Morgana Gomes 04/02/2020

Tudo pelo leite!
Quantas aventuras podem acontecer em apenas uma ida ao mercado para comprar leite para o café da manhã dos seus filhos? É preciso ler "Felizmente, o Leite" para entender até onde vai a imaginação de Neil Gaiman (que com certeza leu muitos livros do Dr. Seuss!). Haja o que houver, o que importa é trazer o leite são e salvo! (hahahaha)
Para quem tem problemas para imaginar as coisas, esse livro é ótimo para começar a entender que dentro de um livro cabe muita coisa e que a imaginação e a criatividade são as chaves mestras da leitura.
comentários(0)comente



Su.Snape 12/03/2020

Imaginação é uma Arte!
Você não sabe justificar um atraso para seus filhos até que tenha lindo Felizmente, o Leite.
Uma olhada ao redor e ele ela bora uma história encantadora (e completamente aleatória) para impressionar os filhos por ter demorado no mercado.
Amei e recomendo que vocês leiam esse livro pra todas as crianças.

A melhor fala, sem dúvidas, foi "vocês cometeram crimes contra os habitantes de dezoito planetas, e crimes contra o bom gosto."

E os anões! o que foram os anões?!

LEIAM!
Adrya Ribeiro 12/03/2020minha estante
É muito maravilhoso esse livro!




bowish 15/06/2020

um livro que eu gostaria que alguém tivesse lido pra mim durante a minha infância, muito divertido
comentários(0)comente



Bruno 08/03/2020

Uma viagem ao mundo da imaginação
Este é o primeiro livro escrito pelo Neil Gaiman que eu li e ele merece a fama de bom escritor que tem, pois a leitura foi bem leve e divertida.

A história toda é contada por um pai que acaba se atrasando para voltar para casa, por ter vivido uma verdadeira odisséia para comprar e resgartar um leite.

Em alguns momentos a história ficou confusa, mas imagino que esse tenha sido o propósito do autor. As ilustrações são um show a parte e minha irmã mais nova gostou muito de acompanhar as histórias com elas.
comentários(0)comente



Flavia @kendrixbks 31/03/2020

Fofo
Um livro extremamente fofo, relatando as aventuras que um pai passou ao sair para comprar o leite para seus filhos tomarem o café-da-manhã. Aventuras e acontecimentos mirabolantes que fazem com que o tempo passe e as crianças não acreditem no que o pai conta que aconteceu. Um livro perfeito para que adultos que tenham contato com crianças, não deixem de ler para elas, afinal como é um livro pequeno e cheio de reviravoltas, prendendo a atenção, acredito que seja uma excelente forma de incentivo no mundo da leitura.
comentários(0)comente



Ana Rubia 12/07/2020

Imaginativo
Até onde a imaginação do uma pessoa pode chegar? Essa história com muita aventura e imaginação é bem divertida e rápida de ler!
comentários(0)comente



Carla 30/04/2016

Encantador!
Uma história encantadora! "Felizmente, o leite" vai contar a jornada de uma pai que sai de casa para comprar leite para os filhos. Com uma imaginação pra lá de criativa, o pai vai encontrar na sua caminhada, Et´s, Piratas, Vulcão, Pôneis, Dinossauro Cientista, Vampiros e muito mais. Aqui, Gaiman continua encantando crianças, adolescentes e até mesmo adultos. Ah! E os desenhos são de uma perfeição sem tamanho, uma combinação perfeita de autor e desenhista. Leitura levíssima para quem quer descontrair a mente e soltar a imaginação. Super recomendo! 5 estrelas e favoritadíssimo.

O Ilustrador é Skottie Young que já ganhou vários prêmios. É escritor e cartunista. Ele já trabalhou para a Marvel, Warner Bros., Image Comics, Mattel, Cartoon Network e muitos outros. Agora será que você consegue imaginar o tamanho dessa obra? Neil Gaiman e Skottie, tudo a ver. AMEI essa dupla.

Trecho do livro:
Foi então que o papai chegou à cozinha.
Comam o cereal disse ele. Lembrem-se, tem ensaio de orquestra esta tarde.
A gente não pode comer cereal respondeu minha irmã, chateada.
Não sei por quê contestou meu pai. A gente tem um monte de cereal. Temos cereal e granola. Temos tigelas. Temos colheres. Colheres são ótimas. Iguais a garfos, só que sem espetar.
Não tem leite comentei.
Não tem leite repetiu minha irmã.
Observei meu pai enquanto ele pensava no assunto. Estava quase sugerindo que a gente comesse algo que não precisasse de leite, tipo salsichas. Mas depois pareceu se lembrar de que, sem leite, ele não poderia tomar chá. E fez a cara de sem chá dele.
Coitadinhos disse ele. Vou dar um pulo no mercado da esquina. Vou comprar leite.
comentários(0)comente



Anderson Tiago 13/06/2016

Lerei para a minha filha. [INTOCADOS]
É muito engraçado como as coisas mudam de forma tão rápida. Até um ano atrás eu, muito provavelmente, não leria ou nem me interessaria por ler Felizmente, o Leite. O livro, escrito pelo mestre Neil Gaiman e ilustrado pelo talentosíssimo Skottie Young, é voltado para um público mais infantil e, sinceramente, não consigo lembrar a última vez que li algo tão fora da minha faixa etária.

No entanto, o último ano trouxe uma grande novidade para a minha vida. Eu seria pai. E, mesmo antes da Manuela nascer, uma das minhas grandes vontades era fazer com que a literatura fosse parte de sua vida desde muito cedo. Para que isso fosse possível, eu teria que começar a conhecer mais livros infantis, para selecionar aquilo que leria para ela ou que poderia oferecer quando ela começasse a dar os seus primeiros passos na leitura. Foi por esse motivo que resolvi ler Felizmente, o Leite. Agora, eu mal posso esperar para que a Manuela cresça o suficiente para que a gente possa se divertir junto com essa aventura criativa e divertida, com o padrão Gaiman de qualidade.

Tudo começa quando a Mãe precisa fazer uma viagem a trabalho, deixando as crianças sozinhas com o Pai. Logo no café da manhã acontece o primeiro grande imprevisto, não tem leite para comer com o cereal. No restante da história acompanhamos as desventuras do Pai para conseguir trazer o leite para o café da manhã. Nessa jornada ele irá encontrar alienígenas, piratas, dinossauros, vampiros, entre outros, numa sucessão de acontecimentos improváveis que tornarão uma simples ida ao mercadinho da esquina em uma verdadeira odisseia digna de Homero.

“ _ Este pai humano foi meu companheiro na minha estranha jornada ao futuro – continuou a cientista Esteg. – Agora, antes que eu me despeça dele e vá com vocês, Dinossauros Espaciais, precisamos cantar para ele uma das mais fantásticas e velhas canções de dinossauro. ”

Falar da escrita de Neil Gaiman é chover no molhado. Mesmo em um livro tão simples, onde não pode usar todo o seu potencial, conseguimos perceber o quanto ele é especial. Em nenhum momento o autor subestima a inteligência do leitor mirim, com referências à cultura pop atual e até conceitos científicos. Mas, na minha opinião, o destaque mesmo vai para as excelentes ilustrações de Skottie Young, que chegam a ocupar páginas inteiras das 128 que o livro possui. Acredito que essas imagens devem tornar a leitura da criança bem mais prazerosa. Em mim, provocou várias risadas.

“ _ Porque, de acordo com meus cálculos, se o mesmo objeto de dois tempos diferentes se tocar, uma de duas coisas acontecerá. O universo vai cessar de existir. Ou três anões espantosos dançarão pelas ruas com vasos de plantas na cabeça. ”

Enfim, ter gostado muito de Felizmente, o Leite foi uma ótima surpresa para mim, além de uma promessa que a nossa campanha para transformar a Manu em uma leitora mirim será tão divertida para a gente quanto para ela. Ah... ia esquecendo, minha mãe também leu o livro e curtiu muito. Então posso afirmar que Felizmente, o Leite tem tudo para agradar três gerações da mesma família e pode ser lido em qualquer faixa etária.

site: http://intocados.com/
comentários(0)comente



Katharine.Sanfins 09/08/2020

Neil Gaiman sendo Neil Gaiman
O Neil e o artista do livro estão de parabéns, a história foi incrivel, as artes tem detalhes lindíssimos, é uma leitura bem rápida e gostosa.

Apesar de ser leitura infantil, achei ótimo para passar o tempo, super recomendo esse livro como leitura entre livros grandes, para descansar um pouco a cabeça.
comentários(0)comente



60 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4