O Guia Definitivo do Mochileiro das Galáxias

O Guia Definitivo do Mochileiro das Galáxias Douglas Adams




Resenhas -


155 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Héliton 15/08/2020

A busca de uma pergunta a partir de uma resposta improvável.
Uma coisa é certa para se dizer sobre este livro: coisas bizarras são coisas normais, e quanto mais bizarras elas são, mais hilárias elas são, e o mais bizarro ainda é a pessoa que acha que isso é bizarro, bom, é ai que entra o Arthur Dent para nos representar como sendo uma pessoa normal no meio disso. Ah! faltou dizer das coisas normais, sim, essas coisas normais é quando coisas muito sérias estão prestes a acontecer! Mas, bem, é só pra descobrir que no fim essa coisa normal é só um bizarro ainda maior...é, só que estava bem camuflado. Ah! Faltou também dizer que no fim tudo acaba de forma normal, não o nosso normal, mas o normal daqueles que são bizarros, e que para nós também se tornou normal! Espera. Quando isso ficou assim?

Durante a narrativa é notório que neste universo uma simples ação é capaz de desencadear um série de ações menores ou até ações capazes de destruir um planeta inteiro, e a forma de como é abordado tudo isso é um tanto simples e sem grandes explicações, apenas acontecem. As situações estranhas que o terráqueo Arthur presencia durante sua jornada, junto com seu amigo Ford e mais outros personagens, deixam tudo muito cômico, esse é o ponto forte, tanto que se há um objetivo principal isso acaba não sendo o foco(adivinhe só) principal, ao menos tem o tempo certo de surgir. As mudanças rápidas de cenários (os planetas), por onde os personagens passam durante os capítulos enriquecem ainda mais esse universo do Guia, literalmente.

O autor por muitas vezes brinca com as palavras para dar aquele sentido cômico (volte para o primeiro parágrafo dessa resenha para entender) na história, e quando digo muitas vezes, são muitas mesmo. Os momentos, ou melhor, os muitos momentos narrados são bem descontraídos e bem humorados. É sem dúvidas uma longa jornada que nos mostra as diversas coisas inimagináveis que o universo criado pelo Adams pode conter, como por exemplo: descobrir que morrer de vergonha nao é só uma expressão mas sim uma doença que te mata mesmo! Que sua cama pode ser algo a mais do que só um lugar para dormir, ela pode conversar com você! Ou presenciar a pior coisa que pode acontecer quando alguém pergunta sobre a Vida, o Universo e Tudo o mais.
comentários(0)comente



@aprendilendo_ 12/01/2021

Resenha de O Guia Definitivo do Mochileiro das Galáxias
Com aproximadamente 780 páginas, O Guia Definitivo do Mochileiro das Galáxias compila todos os 5 livros da saga escrita por Douglas Adams, a qual conta a incrível história de Arthur Dent. Na trama, minutos antes da Terra ser destruída por naves extraterrestres, o protagonista descobre que seu excêntrico amigo, Ford Prefect, é na verdade um alienígena, o qual passou os últimos anos em nosso mundo reunindo informações para seu trabalho como pesquisador. A partir disso, quando os companheiros conseguem escapar a tempo da extinção da raça humana, passamos a acompanhar sua jornada completamente imprevisível, a qual passa por restaurantes no fim do universo, guerras intergalácticas e a aparente resposta para todas as perguntas.

Em primeiro plano, há na obra uma singular junção de criatividade com bom humor, a qual é responsável pela imersão e mobilidade da história. Isso, pois, com uma vastidão de acontecimentos improváveis, capítulos surpresas, os quais fogem totalmente do enredo e descrições cômicas de locais diferentes do universo, a leitura se torna uma espécie de montanha russa literária, repleta de adrenalina e sem nenhum momento de sossego até o fim. Nesse contexto, outro ponto que reforça esse elemento é o carisma dos personagens, estes, caricatos e diferentes entre si, responsáveis por criar uma diversidade de absurdos de comunicação e momentos divertidos. Assim, o maior acerto da obra surge da forma como o escritor, ao narrar a trama, brinca com a própria criação, utilizando-se de piadas internas com o leitor no decorrer das páginas. Como consequência dessa incrível intertextualidade de Adams, é gerada uma forte empatia, não apenas com os sujeitos da história, como igualmente com o universo fictício e seu narrador.

Por certo, O Guia Definitivo do Mochileiro das Galáxias não é um livro para ser levado a sério. Afinal, como dito por Douglas Adams no prefácio da edição, a obra certamente se contradiz em diversos momentos. Nesse sentido, infelizmente, surge o maior defeito da leitura. Apesar de realmente ser necessário um espírito descontraído para acompanhar os acontecimentos da saga, a partir do quarto livro a narrativa parece se perder em si e deixa diversas pontas soltas, causando um desconforto crescente. Isso acontece não pela falta de lógica, mas por uma escolha desanimadora de saltos temporais e “Deus ex machinas” repetitivos, os quais criam uma curiosidade enorme no leitor para saber suas consequências, mas no final não saciam suas dúvidas com explicações, gerando assim, um caminho pouco convidativo e muito forçado. Tal característica não tira o brilho da história, quanto mais o carinho desenvolvido no decorrer das páginas, mas certamente indica que, ao exagerar nas loucuras narrativas, Douglas Adams deixou de entregar uma obra a qual poderia ser muito melhor e mais encaixada.

Dotado de uma cativante narrativa e personagens memoráveis, O Guia Definitivo do Mochileiro das Galáxias facilmente se garante como uma das melhores ficções científicas da literatura mundial. Infelizmente, por se perder em exageros de enredo e pontas soltas, deixa de se tornar algo muito maior e quase sem precedentes. Isso, no entanto, não tira de si o grande mérito de, até os dias de hoje, inspirar grande parte da cultura pop e nerd com suas aventuras extraordinárias.

Nota: 8,8
Instagram: @aprendilendo_

Pedro.Gondim 12/01/2021minha estante
Você é ótimo!


@aprendilendo_ 12/01/2021minha estante
Obrigado pelo feedback, amigo!!


Loren Fernandes 14/01/2021minha estante
Eu li esse livro há uns 6 anos, porém, hoje, olhando para trás, percebi como a leitura foi massante e improdutiva e resolvi dar uma nova chance com o outro olhar mais maduro, e realmente deu certo porque a leitura está sendo muito proveitosa, agora aprendi a importância da releitura de algumas obras, nem sempre quando você começa uma leitura consegue experienciar tudo que ela pode oferecer.


Loren Fernandes 14/01/2021minha estante
Eu li esse livro há uns 6 anos, porém, hoje, olhando para trás, percebi como a leitura foi massante e improdutiva e resolvi dar uma nova chance com o outro olhar mais maduro, e realmente deu certo porque a leitura está sendo muito proveitosa, agora aprendi a importância da releitura de algumas obras, nem sempre quando você começa uma leitura consegue experienciar tudo que ela pode oferecer. Já com "Harry Potter" aconteceu o movimento contrário, se tivesse lido já 6 anos atrás, talvez tivesse gostado mais, tentando ler recentemente acabei abandonando a leitura por achar extremante cansativa e infato-juvenil.


@aprendilendo_ 14/01/2021minha estante
Concordo, alguns livros só são realmente descobertos na releitura.


thaissav 25/06/2021minha estante
Que resenha boa! Me deu ânimo pra terminar esse livro kkkkkkk




Lizia.Yohanna 01/06/2021

Não foi o que esperava
Tinha muita expectativa nessa leitura, mas não foi o que pensei. Foi uma leitura que demorei bastante para concluir talvez por ser um gênero que não tenho muita afinidade, mais ainda sim é uma leitura válida.
Roberto 01/06/2021minha estante
Lizia, o que mais te decepcionou?


otaviano.thais94 01/06/2021minha estante
Xiii, sempre ouço recomendarem tanto ele que vou começar a lê-lo com altas expectativas que nem você ?


Lizia.Yohanna 01/06/2021minha estante
Não foi bem uma decepção, só acho que tinha muitas expectativas e o gênero não é um que me prende tanto, gostei bastante dos personagens mais achei a história um pouco confusa.




Amanda | @oparaisodaleitura 13/06/2020

O Guia Definitivo do Mochileiro das Galáxias
O exemplar engloba 5 livros em um só e com muita inteligência o autor nos mostra o que acontece a Arthur Dent e seu amigo Ford Prefect, após a Terra ser destruída para sempre. O Guia do Mochileiro das Galáxias é um item carregado por todo lado pelos protagonistas em aventuras pelas Galáxias e por planetas com seres distintos. Conta, ainda, com trechos divertidos e um humor bastante curioso em cada situação vivida no universo, extremamente criativo. Estão presentes também críticas e observações sobre a humanidade a respeito de pensar e acreditar nas coisas! Todo o contexto traz objetos, seres com consciência e acontecimentos marcantes que só aparecem nesse livro de todos que já li.

A história presente nas páginas me surpreendeu bastante. Parece que tudo foi extremamente calculado para ser colocado em cada capítulo, participando de uma incrível improbabilidade totalmente provável e ao mesmo tempo tirando a realidade e a coesão! Curioso, único e extremamente interessante são adjetivos bem enquadrados para tudo o que vai se revelando! As aventuras não me deixaram largar essa leitura, me fazendo sonhar com galáxias e planetas distantes. Os pontos de ficção científica fazem seu leitor pensar sobre. No entanto, no terceiro e quarto volumes, as situações fogem do controle, por vezes de maneira maçante, e parecem um tanto quanto loucas e algumas abordagens com viés sem sentido. Como se o autor tivesse se empolgado muito com as impossibilidades de sua própria narrativa, apesar disso continua sendo um enredo que se interliga, inédito e de personalidade.

Eu só conhecia tal enredo através do filme lançado em 2005 e de um tempo pra cá comecei a ter curiosidade em conhecer a narrativa, em terceira pessoa, e seus pormenores. É visível, em seu fim, o quanto a estrutura de todo o texto e cada evento do livro é importante para se entender suas mensagens e reflexões. Porém não esperava tal finalização e fiquei bastante em choque com o que se seguiu!

- O Guia do Mochileiro das Galáxias: Nesse primeiro volume há uma introdução de tudo o que envolve as galáxias e o planeta Terra. Arthur Dent está bastante preocupado com sua vida humana quando algo totalmente improvável e surreal acontece: o planeta Terra será destruído! Seu amigo Ford Prefect, um extraterrestre, o salva e juntos vão descobrir muitas situações que parecem estar coincidentemente ligadas. Aventuras espaciais tão gostosas de serem lidas fazem parte de todo o enredo!
Eu mal percebi quando terminei esse primeiro. A curiosidade de conhecer a história mantém seu leitor, que gosta de uma boa dose de ficção científica, conectado até o fim das páginas.

- O Restaurante no Fim do Universo: Esse segundo livro foca mais em Zaphod Beeblebrox e como há algo oculto em suas atitudes, que foi mencionado pouco no primeiro volume; aqui é aprofundado, é interessante compreender o quanto tudo o que vem acontecendo foi planejado e tem um motivo. O impossível e o irreal tomam conta da leitura, tão bem esclarecidos e organizados em cada situação apresentada que me questiono se um pouco de realidade não faz parte do irreal! Tal questionamento também pode ser considerado a base que faz seus protagonistas e o seu leitor pensarem sobre.
Como pano de fundo, dando nome ao título, se tem um restaurante construído no exato ponto em que o universo chega ao fim, no futuro! Totalmente conectado ao livro anterior surgindo novas aventuras e viagens no tempo.

- A Vida, o Universo e Tudo Mais: Notei esse terceiro com tons mais sérios em relação aos outros. Os personagens parecem cansados e até um tanto loucos, com o psicológico abalado e tomando atitudes que não tomariam no primeiro instante. O destaque dado nessa alteração psicológica parece bem real. Percebi a escrita do autor um pouco mais rica em detalhes, nesta obra em específico, fazendo a leitura, em alguns momentos, deixar de ser fluida se tornando quase maçante. Abordando uma questão de sobrevivência!

- Até Mais, e Obrigado pelos peixes!: Esse quarto livro mostra a vida de Arthur Dent, após anos vivendo bem distante, se encontrando exatamente no local onde toda a série começou, na Terra. Mas entra o questionamento: o planeta não tinha sido exterminado?
O enredo desse volume se desenrola com essa pergunta pontando para ser respondida e traz um pouco da vida desse protagonista em seu planeta natal; conhecendo o amor e aplicando seus conhecimentos das viagens através das galáxias em seu cotidiano. As coincidências ganham destaque, pormenores se conectam de maneira que os próprios personagens mal fazem ideia.
Senti esta narrativa mais lenta por não apresentar aventuras em planetas desconhecidos com seres inimagináveis. Acabou sendo o que eu menos gostei.

- Praticamente Inofensiva: Esse último livro retoma a aventura nas galáxias, os protagonistas se reencontram de maneira inusitada e começamos a ver cada um vivendo sua vida separadamente e tendo de se virar; incrivelmente de maneira bastante similar com o que viveriam se estivessem no planeta Terra. O tom de finalização da série traz ainda mais mensagens e reflexões interessantes. Fechando todo o enredo de maneira a deixar seu leitor pensando sobre tudo o que foi sendo exposto em cada página desse mega guia, de forma ímpar e chocante, em minha opinião.

@oparaisodaleitura

site: https://oparaisodaleitura.com/
comentários(0)comente



lasthours 03/07/2021

O volume único e as 200 páginas de tudo que não importa
Vi muita gente dizendo que largou a saga, sinceramente, entendo todos vocês.

O primeiro livro é muito bom, nós ficamos intrigados com o que o Zaphod, está buscando e porquê, a nave de improbabilidade e a descoberta de todo aquele novo Universo por Arthur.

O segundo ainda mantém isso, um pouco mais enrolado, acredito que por ter esse vai e vem no tempo e as coisas improváveis que continuam aparecendo, mas o enredo ainda é bom e traz plots legais para perguntas que todos nós já nós fizemos um dia.

Mas o terceiro, esse realmente me pegou, terminei com a força do ódio, é o único que é realmente chato e você sente vontade de largar desde o começo.

O quarto nós começamos a ver uma variante do tempo, onde a Terra não explodiu, e eu amei voltar aos acontecimentos do primeiro, embora tudo continue meio inexplicável (mesmo fazendo sentido no contexto da estória.)

O quinto começa bem, uma realidade alternativa, se misturando com a primeira realidade que vimos, com acontecimentos bem interessantes como um novo guia, a filha do Arthur com a ********, mas o final, eu fiquei extremamente decepcionada, talvez porque não esperasse ou porque me fez sentir que tudo foi inútil.

Acredito que o que possa desanimar os que desistem seja os detalhes, as vezes temos um capítulo inteiro para dar detalhes de coisas que não precisamos e nem queremos saber, e é BEM detalhado, e as situações são TÃO fantasiosas que você cansa, mas também passei a ter a impressão que se um dia chegarmos a viagens no espaço-tempo, vidas alienígenas e interações intergalácticos, vai ser exatamente assim.

Um adento para minha personagem preferida e que se perdeu na estória (literalmente) Fenchurch, a magia que ela tem, o Douglas só sonhou para outros personagens. Trillian e Tricia, que são, mas não são a mesma pessoa, perfeita, nunca errou e nunca vai errar.
E também ao Ford, mas como o pior e mais chato, já começava os pov revirando os olhos.

Então a avaliação fica assim:

1. O Guia Definitivo do Mochileiro das Galáxias. ????????

2. O Restaurante no fim do Universo. ????????

3. A Vida, o Universo e tudo mais. ??????

4. Até mais e obrigado pelos peixes.
???????? 1/2

5. Praticamente Inofensiva. ??????
comentários(0)comente



Larissa Jaques 18/04/2020

O livro mais superestimado que já li.
O livro 1 e 2 dos 5 foram os que mais gostei de ler. O livro 3 tem um enredo completamente chato, depois dele, concluir a saga foi por questão de honra.
Daniel.Matos 08/05/2020minha estante
Mano no livro 4 eu tava lendo só para acabar logo


Al 22/06/2020minha estante
Exatamente. Embora eu ache que o livro 1 é o único legal.


Brauns 23/06/2020minha estante
eu já não aguentei o humor com tiradas supostamente espirituosas e o excesso de nomes engraçadinhos do primeiro livro. vai ser tenso terminar tudo.



Everton MP 14/08/2020minha estante
Ja eu, não consegui terminar, empaquei no terceiro e abandonei ali mesmo, pra mim o melhor é o primeiro e o segundo tem poucas partes interessantes e legais. Como eu abandonei no terceiro, não tenho nenhuma vontade de saber como são os outros 2.


Davi 01/10/2020minha estante
Haha, vou terminar por questão de honra também. Com tantos reviews positivos e tanta fama, não esperava que os 3 últimos livros fossem tão enfadonhos.




GABRO 31/03/2021

NÃO ENTRE EM PÂNICO!
"No início o universo foi criado. Isso irritou profundamente muitas pessoas e, no geral foi encarado como uma péssima ideia". Entretanto, em meio a vastidão do universo existe, ou melhor, existia um planetinha azul, e nesse planeta surgiu um dos maiores guias de todos os tempos, O Guia do Mochileiro Das Galáxias. Nome legal, né? Esse guia trazia informações sobre tudo, como o universo é estonteantemente, estupendamente, inimaginavelmente grande.
Encontraria informações vitais sobre como se comportar em um desastre, sendo que só precisaria de uma toalha. Além disso, você descobriria a resposta sobre o verdadeiro significado da vida, do universo e tudo mais! Todas essas fantásticas, revolucionárias e surpreendentes informações só poderia ter vindo de uma mente grandiosa e lúcida.
Bom... sim, mas no momento em que teve essa tal ideia, o senhor Douglas Adams, se encontrava embriagado, caído em um gramado e um pouco deprimido. Deprimido não pelo fato de ter tido a ideia, mas pela falta de comunicação em que se encontrava e que precisaria de um bom guia.
comentários(0)comente



Gustavogl 07/07/2021

Acabou a saga!
Basicamente Douglas Adams assinou um contrato que o obrigou a escrever este livro e ainda assim ficou bom. Momentos divertidíssimos como ele sabe escrever. Faltaram diálogos mais inesquecíveis, mas digo isto porque ele realmente elevou o padrão lá atrás. Um final inesperável como já era de se esperar.
Soph 07/07/2021minha estante
Ainda quero mt ler ele




Gustavo | @guh_santtoos 13/05/2021

Não entre em Pânico! ?
No primeiro volume do Guia conhecemos o terráqueo Arthur Dent, que escapa da Terra pouco antes de ela ser destruída. Quem o ajuda em sua fuga é Ford Prefect, um alienígena que vivia disfarçado entre os humanos. Juntos, os dois embarcam em uma aventura rumo ao lendário planeta Magrathea e pelo caminho conhecem outras figuras tão peculiares quanto eles. Em meio a bizarrices e fatos improváveis regados a bom humor, nossos desbravadores da galáxia descobrirão a verdadeira história da Terra e a resposta para uma questão fundamental sobre a Vida, O Universo e Tudo o Mais.

Essa edição que tenho em mãos reúne toda a ?Trilogia de Cinco? do Guia do Mochileiro, e confirmo que compensa mais pegar essa edição do que as separadas...

Douglas Adams é o autor por trás desta grande obra de ficção científica, e confesso que pra mim é a maior obra do gênero. Tem muitas idéias malucas, porém com um contexto genial.. cada situação absurda que o leitor vai presenciar junto de personagens muitoooo carismáticos, destaque para o robô Marvin (?)


O autor também tem uma sacadas muito bem humoradas, eu acho que eu nunca tinha tido uma crise de risos em um livro assim, pois é um humor tão inteligente que você ao mesmo tempo fica perplexo com aquilo e acaba achando engraçado.

Então se você curte ficção científica, daquelas bem malucas mesmo, vai adorar o Guia do Mochileiro.

Minha nota para cada livro:

O Guia do Mochileiro das Galáxias: 5?+??
O restaurante no fim do Universo: 5?+??
A Vida, o universo e tudo mais: 3?
Até mais, e obrigado pelos peixes: 5?
Praticamente inofensiva: 4?
Leti 13/05/2021minha estante
Tentei ler e queria ter conseguido, mas simplesmente não rolou :(


Julia @juleiturando 13/05/2021minha estante
Fiquei meio traumatizada com essa leitura qnd li p um trabalho escolar kkkk, n rolou p mim, confesso q pulei várias partes mas acho legal ver as pessoas q gostam


Julia @juleiturando 13/05/2021minha estante
Acabei desistindo e peguei resumão do livro e spoiler com uma amiga q tinha lido


Leti 13/05/2021minha estante
Eu curti a história, mas - igual a você, Julia - a leitura não foi pra frente. Confesso que fiquei bem perdida em algumas partes. Peguei o livro com a proposta dr ler algo fora de minha zona de conforto, mas acho que ainda não era a hora dele hahahah


Julia @juleiturando 13/05/2021minha estante
Digo o mesmo KKK , mas por não ter sido uma escolha minha na época (foi leitura obrigatória msm KKK), acabou n rolando e peguei certo ranço/trauma desde o início e fiquei completamente perdida na leitura.. mas sempre vejo alguém lendo e lembro daquela época kkkk, mas um dia pretendo ler algo do gênero novamente :)




Duda 25/06/2020

O Guia Definitivo do Mochileiro das Galáxias
Essa edição possui os 5 livros que fazem parte da série do Guia do Mochileiro das Galáxias. A história acompanha Arthur Dent em suas aventuras ao lado de Ford Prefect após a Terra ser destruída.

De modo geral a história é boa porém tem seus altos e baixos. Os dois primeiros e o último livro foram os melhores, onde consegui acompanhar melhor os acontecimentos e me divertir com os personagens, entretanto o terceiro e quarto me decepcionaram e não me cativaram tanto quanto os outros.
comentários(0)comente



Victor 22/07/2020

A literal (e literária!) genialidade imaginativa de Douglas Adams
Diversão & Absurdos. Estas duas palavras resumem bem pelo que passa o leitor.

Há seis anos eu li a trilogia de cinco d’o Guia pela primeira vez, foi uma experiência ímpar. Até hoje eu nunca havia relido um livro, mas com a pandemia o meu ritmo de leitura disparou, de forma que este volume único, meu 48º livro em 4 meses, era o último que ainda não tinha lido em minha casa.

Adams nos apaixona logo de cara, se não pela história, pela sua forma de escrever. Suas bizarrices cômicas se refletem em cada frase, e o leitor se pega rindo das maiores baboseiras aleatórias que já leu. É divertido. É absurdo. É delicioso. O prazer de (re)ler o guia é algo pelo qual toda pessoa deveria passar ao menos uma vez na vida.

Entretanto, acho pouco recomendável ler tudo de uma vez. Você acaba se acostumando com a escrita e toda aquela magia divertida do começo acaba se assentando, não encantando tanto. Talvez seja melhor dar um intervalo entre cada livro, pro gostinho ficar sempre ali.
comentários(0)comente



Debbye 15/07/2021

?? O Guia Definitivo do Mochileiro das Galáxias ? ?
Comecei esse primeiro livro da série bastante animada, contudo, como lembrava grande parte do início da trama, as primeiras páginas foram bem lentas. Novamente, fui cativada pela narrativa rápida e divertida de Adams, assim como pelo caráter inusitado, e levemente bizarro da história. Com muito bom humor, o autor nos conduz por uma história surpreendente e chocante, além de fascinante. Sem se prender a descrições de pessoas e lugares longas, e sem qualquer pretensão de fazer sentido, O Guia do Mochileiro das Galáxias foi uma leitura rápida e deliciosa. 


" Resumindo: é um fato bem conhecido que todos os que querem governar as outras pessoas são, por isso mesmo, os menos indicados para isso. Resumindo o resumo: qualquer pessoa capaz de se tornar presidente não deveria, em hipótese alguma, ter permissão para exercer o cargo. Resumindo o resumo do resumo: as pessoas são um problema. "














https://www.mademoisellelovesbooks.com/2016/10/resenha-o-guia-definitivo-do-mochileiro-das-galaxias-douglas-adams.html?m=1#:~:text=Com%20muito%20bom%20humor%2C%20o,uma%20leitura%20r%C3%A1pida%20e%20deliciosa.
comentários(0)comente



Jenifer Tertuliano 01/03/2021

4 estrelas e favorito?
Sim! Isso mesmo, um livro não precisa ser perfeito para ser favorito, ele só precisa te tocar e te deixar feliz (ou não) com a leitura.

É um pouco difícil falar desse livro sem dar spoilers, então vou tentar passar as sensações e sentimentos que tive durante a leitura.

O livro é muito divertido, mas divertido mesmo para te fazer rir (foi assim comigo) e querer compartilhar a piada com a pessoa mais próxima de você (foi assim comigo tbm), é cheio de referências à cultura pop, geek, a literatura e a música. O autor carrega no sarcasmo e no humor ácido de vez em quando, o que só enriquece e faz com que as críticas a nossa sociedade, religião e principalmente a nossa política sejam ainda mais verdadeiras.

O final do livro me passou uma mensagem de que não importa o que aconteça, nao importa quanto tempo passe, o que tem que ser será (independente da dimensão no espaço tempo que você esteja).

Leitura para descontrair e divertir. Mas antes de embarcar nessa aventura, não esqueça de pegar a sua toalha, afinal todo mochileiro que se preze conhece a sua importância.

Ps. retirei meia estrela pq os inícios enrolados dos livros me cansaram um pouco.
comentários(0)comente



Erika 22/08/2020

O GUIA DEFINITIVO DO MUCHILEIRO DA GALAXIA
?Jamais, em hipótese alguma, deixe um Vogon ler poesias para você.?
comentários(0)comente



Marcelo.Sousa 07/05/2021

Lembro que quando estava escolhendo o próximo livro de leitura e li um comentário na sinapse deste, algo como " é incrível a forma que o autor nos faz rir" bastou eu ler a primeira folha deste livro que entendi por completo este comentário, é realmente incrível como ele nos faz rir e nos remete a imaginar se realmente é possível ou não que aquilo venha a acontecer.
comentários(0)comente



155 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |