Fome

Fome Lilian Farias




Resenhas - Fome


9 encontrados | exibindo 1 a 9


Its_yaas 02/05/2019

Uma forma peculiar de abordar assuntos sérios (uma obra surpreendente)
?Olá meus bruxos, hoje vim postar a resenha desse livro e confesso que é um grande desafio para mim tentar descrevê-lo.
?Eu já sabia que se tratava de um livro erótico em uma misturinha com o gênero de terror, e sim, leio esses gêneros separadamente, mas nunca havia lido os dois em uma única obra. Porém para mim após essa leitura, mesmo com o duplo sentido da representatividade da obra foi uma leitura muito pesada e eu realmente senti o horror através dos contos e do erotismo nele incluídos.
?Fome é uma coletânea de contos escritos pela autora Lilian Farias.
?
"Desejo, sexo, sangue, horror. Fome é a descrição de instintos viscerais, a face humana jogada na sombra."
?
?Nenhuma das citações no livro o descreveria melhor que essa. Me surpreendeu bastante a maneira com que a autora escreve cada história e suas conclusões para cada horror-erótico que lemos é algo realmente incrível.
?
"Talvez seja de transição para a busca de uma saída histórica para a submissão e a desigualdade."
?
Nos contos encontramos mulheres poderosas, cansadas de estarem presas a padrões, que só descobrem o seu verdadeiro eu tarde demais, quando já foram destruídas por eles. A sociedade e todos os julgamentos e atitudes cultivadas por ela são o grande click para essas mulheres se revelarem e nesse livro as mulheres se revelam através de todos os danos feitos por seus traumas e frustrações. Mostrando que influências podem sim transformar a alma de uma pessoa e deixá-la completamente incapaz de se aceitarem.
?
"Talvez a principal dificuldade seja definir o que é feminino diante dessa busca por liberdade e igualdade."
?
"As mulheres famintas desse livro passam por assédios e abusos promovidos pela família, pela religião, pelo manicômio, enfim onde a dor escorre sob o silêncio carregado de omissão."
-
?Eu recomendo a leitura, pois esse livro traz uma visão diferente das coisas como elas são dentro de casos como esses e não do jeito que já conhecemos. É surpreendente e também muito complicado de entender o significado dos contos sem parar para refletir sobre eles.
comentários(0)comente



Maria.Rezende 14/11/2017

em choque
Ainda estou em choque, preciso do livro físico com todos os contos.
comentários(0)comente



Iara 20/08/2017

Impactante e erótico. Mas de uma forma incomum e perfeita!
O livreto possui três contos.
O primeiro chama-se "Efeitos Eróticos", onde conta a história de Márcia, uma moça linda que estava a procura de um homem que fosse doador para ela ter um bebê.
Então ela conhece André, em um local propício para o seu desejo, é o conquista de uma forma surpreendente e excitante. Tudo ocorreu rapidamente demais para André, e ela partiu sem deixar explicações.
Mas Márcia teve uma experiência diferente e teve gêmeos. E com suas vontades incomuns e malucas (não vou contar o que, isso é um estímulo pra vocês lerem o livreto, rs), os gêmeos acabam parando em um quadro ao lado de outras crianças! (Outras crianças? Como assim? O que será que acontece?)
A segunda história, chama-se "Uma Noite Com Matilde".
Matilde era uma mulher que tinha uma educação extrema. Mas Matilde não queria ser Matilde. Tinha uma fascinação gigantesca pela vida, pelas coisas simples. Queria aproveitar as coisas boas da vida, querendo assim, ser Mulher-Lama. Até que ela conhece Irinildo, um cara com quem Matilde descobre quem ela realmente é. Em duas noites de loucura, Matilde descobre que ela pode ser muito mais que a simples Matilde, e muito mais que a Mulher-Lama, que ela tanto queria ser! (Quem será que ela se descobre capaz?)
A Última história do livreto, chama-se "Mané Formoso". Mané não era uma pessoa considerada sortuda. Era sozinho. Sempre perambulava pela estação de metrô, a procura de alguma mulher da qual pudesse observar muito bem, para depois em casa, realizar os seus desejos loucos.
Maria é uma mulher de 40 e poucos anos, pesando mais de 100 kilos. Que de uma forma ou de outra, apenas completa o Mané Formoso de uma forma surpreendente. São apenas dois corpos que se complementam. Formando o elo que faltavam entre duas pessoas!

site: https://livrosepsicologia.blogspot.com.br/2017/08/resenha-fome-lilian-farias.html
comentários(0)comente



Vinny Britto 29/05/2017

Loucura
Minha curiosidade me leva as vezes a lugares no mínimo estranhos e dessa vez não foi diferente.

Todos os três contos são explícitos, loucos e cruéis, porem particularmente não gostei de nenhum.
comentários(0)comente



Karla Samira @pacoteliterario 24/11/2016

Fome
O nome e a capa do livreto são bem sugestivos, mas não chegam nem perto da intensidade retratada nessas poucas páginas de horror e desejo!
Nesses três "contos de arrepiar", como define a autora, temos personagens bem originais, com suas características, desejos e instintos detalhados de forma única, de forma que o leitor chega a sentir medo do que o aguarda.
O final do primeiro conto é tão absurdo me causou estranheza, susto e medo, tudo ao mesmo tempo e, ainda fora de compasso, continuei a leitura e percebi como Lilian criou uma forma de escrita diferente ao misturar horror com erótico em uma mesma história.
Se adentrarmos na análise dos personagens, guardadas as devidas proporções do exagero que propositalmente a autora incluiu nas suas histórias, temos a mente humana explorada de maneira muito clara e interessante.
Os jogos de palavras e expressões utilizados em "O céu é logo ali", também se fazem presentes nesse livreto, para enriquecer a escrita da autora, que é leve e fluida, apesar do teor forte que é apresentado aos leitores.
Gostei bastante e recomendo a todos que curtem uma leitura totalmente diferente do habitual, com doses surreais de horror, erotismo... e exagero, claro!

site: http://pacoteliterario.blogspot.com.br/2016/06/resenha-fome.html
comentários(0)comente



Morgana Brunner 19/10/2016

Resenha l Fome - Lilian Farias
Oii gente, tudo bem?
Hoje trago a resenha de um livreto que foi cedida em parceria com a querida da Lilian Farias! Vocês vão imaginar que é apenas um livro erótico, mas não é assim, dentro da história se desenvolve um mistério, levando ao surto qualquer leitor, um erótico diferente do comum.

Fiquei surpresa quando a autora conversou comigo a respeito do livreto, ela sabe meus gostos e entende cada gênero que evito e leio normalmente. Foi uma emoção e tanto, saber que seria uma obra diferente do comum e que poderia mudar minha opinião.
Vamos a resenha então!

Efeitos Eróticos

Márcia estava fabulosa mesmo sendo simples, queria um doador, alguém que pudesse satisfazê-la de uma maneira surpreendente, que lhe desse um filho e não se meteria em sua vida.
“Márcia só fez um sinal de silêncio com o dedo indicador sobre os lábios. André estava ruborizado. ” Pág. 4
Conheceu e surpreendeu André de uma maneira excitante, com todos os truques que uma mulher possa ter, o conquistou apenas em um piscar de olhos e o teve, naquele momento o teve por completo. Mas, nem tudo são flores. Nasceram filhos gêmeos e como sempre teve suas vontades surpreendentes, aproveitou e os colocou de ao lado de vários quadros de crianças.

Não irei contar o porquê ela fez isso, e porque deles estarem dessa maneira, em apenas quadros, é um final surpreendente que nunca pude imaginar.

A noite com Matilde

A Matilde, não sabia se era Mulher-lama ou seria Matilde. Todas as coisas mais simples de alguma maneira despertavam seu interesse, não queria ser séria e comportada. Queria ser mulher de vida, a que aproveitava e berrava aos cantos que queria viver e não sobreviver.
“Era difícil crer que o destino pudesse ser tão cruel e rouba-lhe a mulher-lama, quantas outras coisas o destino lhe roubou? ” Pág. 8
Mas, em um de seus dias diferentes conheceu um homem que despertou seu interesse, e o desejo de se entregar, de lhe possuir de todas as maneiras. Seria essa hora de se revelar e aproveitar o gozo da vida.
A noite com Matilde, mesmo com pouquíssimas páginas me deixou sem ar em cada parágrafo, foi incrível a forma em que Matilde descobre os vários tipos de mulheres que esconde.

Mané Formoso

Maria tinha o cheiro do prazer, a vontade de despertar algo em um homem que a envolveria de uma maneira surpreendente, que a faria se sentir mulher desejada e única diante do que a vida lhe trazia.
“E assim, seus olhos cruzaram, no meio da estação movimentada, foram atraídos pelo cheiro do sexo. ” Pág. 13
Mané era um homem que a vida não lhe trouxe muita sorte, possuía um costume de sempre vigiar as pessoas que frequentavam o metro e quando chegava em casa realizava seus desejos. Dessa maneira, com Maria, seria apenas o encontro de duas almas que formariam um elo e revelaria o que o homem tanto desejava para viver.

O livro Fome de Lilian Farias me surpreendeu de uma maneira diferente, seu exótico é diferenciado do comum. Me atraiu de uma forma que se pudesse leria diversas obras assim, erótico, forte e direto, sem mesmice. Algo que realmente é dito em palavras cruas que nos incentivam a terminar a leitura. Palavras que muitas vezes são ditas, mas de uma maneira mais dócil.

Em relação a escrita da autora é maravilhosa, quem me conhece sabe o quanto gosto da sua forma, direta e sem enrolações, com expressões que nos fazem perder o fôlego.



site: http://segredosliterarios-oficial.blogspot.com.br/2016/06/resenha-fome-lilian-farias.html
comentários(0)comente



Gleyse 16/09/2016

O doce e o amargo
São três pequenos contos que misturam dois gêneros que parecem não ter nenhuma ligação, o erótico e o terror. A autora conseguiu fazer um casamento que deu certo, com finais surpreendentes e enredos criativos.

Falando rapidamente de cada conto, o primeiro foi o que mais gostei. Ele começou contando uma história que já era um tanto bizarra, mas o desfecho me deixou tão chocada, que precisei reler para conseguiu acreditar que eu não estava delirando kkk. O segundo, eu achei mais real, no começo, pois apesar da situação em que se encontram os personagens, a gente não imagina do que eles são capazes. É claro que se você pensar que os contos unem terror e erótico, você lê imaginando sempre o pior que acontece da pior forma, é claro. Já o terceiro conto foi o que achei mais fraco. Apesar de ter adorado a descrição dos personagens e o ambiente onde se passa, o desfecho não foi tão chocante quanto eu esperava, mas não deixou de ser assustador.

O que eu não gosto do gênero erótico é o uso dos termos mais pejorativos e acho que esse foi o único ponto negativo que encontrei, pois acho que a Lilian não conseguiu explicitar bem isso nas suas descrições. Achei que ficou um pouco pobre de adjetivos. Não que eu tenha lido muitos eróticos e hot, mas os poucos que li vejo que alguns autores exageram, outros não chegam a impactar e há aqueles que conseguem usar essa linguagem na medida certa. Parece ser bem difícil conseguir alcançar esse ponto.

No geral, posso afirmar que a Lilian possui uma escrita incrível e suas histórias são profundas e surpreendentes, daquelas que ficam na nossa memória. Eu gosto muito da forma como ela idealiza seus personagens, que são reais e que possuem uma história que vai além daquela que é contada nos livros.
comentários(0)comente



Na Literatura Selvagem 21/05/2016

Fome, por Lilian Farias
Li recentemente o ebook da autora Lilian Farias, intitulado Fome. Trata-se de uma obra curtinha, que nos presenteia com três contos, no melhor estilo erótico de horror e que vai deixar os leitores mais sensíveis chocados, tal a crueza encontrada na escrita de Lilian. O primeiro deles, intitulado Efeitos Eróticos, é sobre uma transa louca e inusitada entre Márcia, que atrás da vítima perfeita suborna a recepcionista de um consultório a fim de fazer uma 'surpresa' a seu 'namorado' e André, que havia ido até lá doar sêmen e não conhece aquela mulher que vai levá-lo a loucura em alguns minutos dentro daquele quarto. Meses depois descobrimos qual o desfecho desse encontro inusitado, com uma pitada de horror mesclado à narrativa...

Uma noite com Matilde é sobre uma mulher que deseja ser mais do que aquela que vê no reflexo dos espelhos das ruas e esquinas. Matilde deseja a sujeira da vida, violar os bons costumes e ultrapassar a barreira que persiste em dividi-la em mulher 'boa-moça', com penteado tradicional, e mulher-lama-sangue, que se esparrama na moita com peles desconhecidas. E é num boteco qualquer que ela encontra aquele a quem vai ajudá-la nessa transição de mulher perfeita em mulher lambuzada de gozo e sangue...

Leia mais em

site: http://torporniilista.blogspot.com.br/2016/05/fome-por-lilian-farias.html
comentários(0)comente



Souza 27/04/2016

Nada convencional
Em poucas páginas me senti tão impactada que não sei como definir. A narrativa engana, traz o desconhecido. Foi uma mescla de prazer e susto.
comentários(0)comente



9 encontrados | exibindo 1 a 9