Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello

Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello Chris Grabenstein




Resenhas - Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello


21 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


-K 24/04/2021

Um amorzinho
Em Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello, acompanhamos crianças de 12 anos que foram convidados para passar uma noite na mais nova biblioteca da cidade, e esta noite se tornou um grande jogo, em que a primeira equipe (ou indivíduo) que conseguir reunir e solucionar todas as pistas e fugir da biblioteca receberá prêmios incríveis.
É uma história infanto-juvenil muito fofa e muito divertida, fácil e rápida de ler, em estilo de competição, em que todas as pistas são sobre livros, envolvendo o conhecimento das crianças sobre histórias e, o mais interessante de tudo, a organização de uma biblioteca. Apesar de ter alguns pontos que faltaram explicação, este livro é uma grande homenagem a bibliotecas públicas e todo o conhecimento que só a leitura pode trazer, sendo um ótimo incentivo para que mais pessoas passem a praticar esse hábito. Esse livro com certeza me fez sentir, a cada capítulo, mais e mais vontade de me perder em histórias fantásticas.
estanteimaginativa 27/04/2021minha estante
É bem divertida a história!




Tainara Z. 26/08/2021

Livro super facinho de ler
O livro alcança ao que se propõe: uma leitura infanto-juvenil, super levinha e fácil de ler. Adorei, li a metade final do livro em uma sentada.
comentários(0)comente



Sabrina 22/11/2020

A fuga !!
Uma leitura ótima !!!
Nela você não só acompanha as aventuras de doze crianças convidadas a passar a noite em uma biblioteca extraordinariamente divertida mas também desvenda as pistas encontradas juntamente com eles. A cada capítulo uma parte da biblioteca é revelada e é possível se sentir lá dentro com as crianças. O livro faz citações de vários autores e de suas famosas obras e faz vc querer ler essas obras. Enfim, é uma leitura divertida,leve e bem interessante, com alguns enigmas durante a leitura. Recomendo muito esse livro !!!
manuella.rosasilva 25/01/2021minha estante
Sim! Isso é bem legal... Vários títulos me interessaram e que pretendo buscar... O que uma leitura tem de fazer de verdade: estimular outras leituras!




letty 03/09/2020

ah gente, esse livro é um livro muito fofo, que da para ler rapidinho, cheio de mistérios e uma turma de amigos incrível!! é uma leitura muito leve só para passar o dia! mas eu nao esperava mais que isso... gostei muito
comentários(0)comente



Jules 02/08/2020

Qualquer idade
A Fuga da biblioteca do Sr. Lemoncello é um livro para qualquer idade, a escrita dele é leve e entretem o leitor. É livro de mistérios e segredos, faz com que o leitor queira participar também da fuga. Bom, a fuga acontece como um jogo, do qual os estudantes, selecionados previamente, podem participar e ganhar vários prêmios, além de serem os primeiros a ler e a conhecer a biblioteca por dentro. Os personagens, por meio de pistas, falas, jogos ou qualquer outra coisa tem que descobrir um meio de sair da biblioteca obedecendo as regras que foram ditas antes de entrarem e depois de entrarem na biblioteca. É uma leitura divertida que traz conhecimentos sobre livros, história e outras áreas de forma lúdica e espontânea.
comentários(0)comente



estanteimaginativa 18/10/2020

Senti que estava na história. Amei a leitura!
🧩 Assim como a capa, que é toda divertida, a história também é, além de te prender desde as primeiras páginas. Li num piscar de olhos.

🎲 Nela acompanhamos Kyle e outras 11 crianças numa aventura, tentando achar a saída da Biblioteca do excêntrico famoso criador de jogos Luigi Lemoncello, mas para conseguir fugir do lugar terão de se unir, desvendar enigmas, buscar por pistas escondidas e ainda ficar alerta para não serem trapaceados por alguns colegas. Além disso, ainda têm que correr contra o tempo.

"O conhecimento que não é dividido permanece desconhecido" - LUIGI L. LEMONCELLO.

📚 O que achei legal foram as várias menções de livros nos desafios. Encontrei ficção científica, romance policial, clássico, infanto-juvenil e muitos outros.

Enfim, foi uma leitura muito boa. Recomendo!

site: https://www.instagram.com/estanteimaginativa/
comentários(0)comente



manuella.rosasilva 25/01/2021

Um livro cheio de magia...
Primeiro que, um livro com uma biblioteca dentro de um jogo (ou seria um jogo dentro de uma biblioteca? ?), com crianças a fim de um prêmio, poderia dar errado? Bom, sim... mas esse com certeza não é o caso de Fuga da Biblioteca do Sr Lemoncello.
Embora tenha um nome grande, o que este livro tem de conteúdo é maior ainda. Cheia de pistas, mistérios e lições para ensinar, essa é uma leitura indispensável, para qualquer idade e que presenteia o leitor com uma divindade: entrar no jogo junto com Kyle e os outros e brincar junto... Certamente é uma leitura prazerosa e divertida. Comecei meu ano muito bem! Recomendo muito!
comentários(0)comente



juragni 22/01/2021

Boa diversão
Peguei esse livro para descansar de duas leituras densas, e ele é isso mesmo que parece: um livro de diversão, despretencioso, fácil de ler e divertido. Na verdade, é o que pensei que A CASA DOS SEGREDOS, do Chris Columbus seria e não foi... esse não decepciona, as crianças têm de resolver enigmas para ganhar o jogo de encontrar a saída da biblioteca. Para ler em algumas horas, simplezinho mas cumpre seu propósito: divertir e relaxar.
comentários(0)comente



Fabiana 11/02/2020

Livro sobre bibliotecas
Tenho verdadeira paixão por livros que falam sobre livros, bibliotecas e leituras.

A história lembrou muito o filme A fantástica fábrica de chocolate e deixou um gosto de quero mais.

Quero muito assistir o filme e ler a sequência.
comentários(0)comente



Aione 28/06/2016

Confesso que Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello me conquistou primeiramente por sua capa e por seu título: as cores vibrantes ganharam minha atenção, ao passo que a menção de uma biblioteca no enredo fisgou de uma vez meu coração leitor. Esse é o primeiro livro da série infanto-juvenil A Biblioteca do Sr. Lemoncello de Chris Grabenstein, que, até o momento, é composta por dois livros. O autor é famoso por sua série de thrillers Haunted Mystery, e no Brasil tem um livro publicado, Caçadores de Tesouros, escrito em co-parceria com James Patterson.

Kyle Keeley é o caçula dentre três filhos e vive às sombras de seus dois irmãos, que se destacam por serem um exímio atleta e um gênio precoce. Kyle é fanático por jogos de tabuleiro, principalmente os criados pelo famoso Luigi Lemoncello. Quando descobre que seu ídolo é responsável pelo projeto da nova biblioteca da cidade e estará presente em sua inauguração, Kyle faz de tudo para ser um dos doze jovens selecionados para passar a noite de estreia nela. Ao acordarem, entretanto, os jovens descobrem que estão trancados e, para escaparem, será necessário desvendar as pistas deixadas pelo Sr. Lemoncello nessa biblioteca que se transformou em um tabuleiro real de mais um divertido jogo do excêntrico criador.

Já começo dizendo que o livro é um prato cheio aos bookaholics de plantão. Por se passar em meio a uma biblioteca, a obra é repleta de citações literárias, desde grandes clássicos da literatura até livros mais contemporâneos. Muitos títulos e autores são mencionados, bem como parte de seus enredos, já que as pistas, como um todo, estão atreladas aos volumes disponíveis na biblioteca. Além disso, uma das mensagens da trama está justamente ligada à importância da leitura, de forma a incentivá-la.

Ainda, por ser um livro infanto-juvenil, sua narrativa em terceira pessoa é bastante ágil, simples e direta, permitindo uma leitura também veloz e fluida. E o próprio fato da história em si ser repleta de ação colabora para que o enredo seja ainda mais dinâmico e envolvente: adorei a maneira de como o autor criou as pistas a serem desvendadas pelos jovens, e fiquei tentando decifrá-las juntamente deles. Mesmo que haja esse tom de mistério pairando a obra, há nela, também, bastante leveza e diversão.

Em segundo plano, aparecem também as típicas mensagens dos livros do gênero, que costumam seguir a linha do “politicamente correto” a fim de transmitir algum ensinamento ao seu público alvo, que se encontra em fase de formação de seus valores e princípios. No caso de Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello, além da importância da leitura, temos também o reconhecimento do trabalho em equipe, com nítida reprovação de atitudes mesquinhas e egoístas, e, de maneira mais branda, um processo de auto-descoberta e auto-valorização, considerando-se que esse é o momento de destaque de Kyle, que sempre se sente inferiorizado perante os irmãos. De qualquer maneira, o que ficou mais evidente em minha leitura foi a aventura em si transcorrendo na biblioteca, mais do que qualquer lição transmitida.

De modo geral, ainda que Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello tenha uma continuação, o livro tem começo, meio e fim, podendo ser lido como único. Foi uma leitura divertida, destacando-se por seu cenário e pelos inúmeros mistérios que compõe sua trama. É certamente uma ótima opção de leitura para crianças e pré-adolescentes, podendo, também, agradar esses leitores mais velhos que não resistem a um bom infanto-juvenil.

site: http://minhavidaliteraria.com.br/2016/06/28/resenha-fuga-da-biblioteca-do-sr-lemoncello-chris-grabenstein/
comentários(0)comente



Alessandra.Andrade 24/07/2016

Instrutivo
Como já foi dito antes, este livro daria um filme excelente. Gostei bastante. A gente aprende enquanto lê e sente vontade de conhecer alguns títulos citados na história. Se eu já gostava de ler, depois desse livro passei a gostar mais,muito mais. Você se sente parte da história tentando desvendar os enigmas e códigos. Seria muito bom se os adolescentes que passam tanto tempo em frente à telinha se dedicassem um pouco para ler este livro. Certamente veriam como os livros podem ser divertidos e fascinantes!
comentários(0)comente



Nat 12/04/2018

Kyle tem doze anos e é fascinado por jogos de tabuleiros, principalmente os jogos criados por Luigi Lemoncello. Quando descobre que seu ídolo vai inaugurar a nova biblioteca da cidade e que sua escola vai promover um concurso para levar 12 crianças de 12 anos para a inauguração, Kyle faz de tudo para ser um dos escolhidos, pois está muito curioso para desvendar as maravilhas tecnológicas que sabe que Luigi deu para o lugar. Ao acordar junto aos seus colegas dentro da biblioteca, ele percebe que as portas estão trancadas e que para sair, precisarão desvendar os mistérios deixados pelo sr. Lemoncello.

A primeira coisa que eu preciso dizer sobre esse livro é o quanto eu fiquei surpresa. Já faz um tempo que estou notando saírem publicações que ou se ambientem em bibliotecas ou falem de livros, e esses “livros dentro de livros” sempre me fascinam. Apesar disso, nem sempre as leituras são agradáveis. Este livro, no entanto, foi uma bela exceção. A capa não entrega muita coisa, o título também não, no que diz respeito ao enredo da história e foi isso que me chamou atenção. Mesmo assim, o livro ainda ficou um tempo parado na estante até que surgiu a chance de ler agora. O livro começa bem e termina bem. A leitura é rápida porque você se vê ansioso como os participantes do jogo, além do fato de que a própria biblioteca para um sonho de todo bookaholic. Adorei e já transformei em um dos favoritos da estante.

site: http://ofantasticomundodaleitura.blogspot.com.br/2018/04/fuga-da-biblioteca-do-sr-lemoncello.html
comentários(0)comente



Beta Oliveira 10/07/2016

O aparente “livro para adolescente” repleto de referências e que não desperdiça pistas à toa, causa os questionamentos em quem lê: afinal de contas, na situação deles, quem você seria? Do que você seria capaz de fazer para ganhar? E quais são os valores que te conduzem? As respostas são as lições que você pode aprender ou relembrar durante a jornada com este livro.

O texto completo do lançamento da Bertrand Brasil está no Literatura de Mulherzinha.

site: http://livroaguacomacucar.blogspot.com.br/2016/07/cap-1216-fuga-da-biblioteca-do-sr.html
comentários(0)comente



Kétrin 11/08/2016

Kyle Keeley é o caçula dos três irmãos, ele se esconde nas sombras dos outros que sempre tiveram mais sucesso que ele. Um é astro dos esportes e o outro, um gênio precoce. Kyle por sua vez, é melhor quando se trata de jogos de tabuleiro, melhor ainda quando é os jogos criados pelo seu ídolo, Luigi Lemoncello. Kyle fica animado quando descobre que o Sr. Lemoncello irá inaugurar uma biblioteca e que as doze crianças de doze anos que fizerem as melhores redações sobre o assunto, irão ganhar uma noite de pura diversão dentro dela. Ele faz de tudo para ser um dos selecionados.

Quando os escolhidos são anunciados, se encaminham para a biblioteca para passar a noite jogando e se divertindo. Porém, quando as crianças acordam, descobrem que estão presos dentro da biblioteca e para sair dela, deverão desvendar os mistérios deixados pelo Sr. Lemoncello, afim de fugir de lá e se tornarem ganhadores.

Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello é um livro estimulante, principalmente por se tratar de uma biblioteca e ter muitas referências literárias. Achei o livro incrível, é uma obra juvenil que cumpre o que promete, com certeza irá entreter todos os jovens leitores. Eu mesma me vi fisgada na trama para tentar desvendar junto com os personagens todos os mistérios envolvidos, quebrei a cabeça e mesmo assim errei no meu palpite final!

Os personagens tem personalidades distintas. Kyle sendo o principal se mostra um garoto gentil e que se preocupa com o próximo, ele forma uma equipe dentro da biblioteca para trabalharem juntos e todos conquistarem o prêmio final, e não apenas um. Na equipe de Kyle, está presente Sierra, uma jovem que sempre foi mais solitária e sua melhor companhia sempre foi um livro, ela se mostra muito inteligente e útil para a equipe. Akimi é a melhor amiga de Kyle e muito divertida, ela está preparada para dar o seu melhor, junto com Miguel que também tem ótimas ideias de raciocínio. A equipe Kyle é muito diferente da equipe Charles. Charles é um garoto rico e que pensa apenas em si mesmo, com o único dilema de que ele nunca perde. Foi se aproveitando para benefício próprio que ele recrutou para sua equipe o Andrew e a Haley. Mas ele acabou por se surpreender no final.

Um livro muito divertido e contagiante, perfeito para o público alvo mais juvenil. É muito interessante a proposta que ele trás, sobre a importância de trabalhar em equipe para alcançar os objetivos e a reprovação de atitudes mesquinhas; a importância da leitura, além de cuidar e preservar os livros que são os melhores amigos do homem e o principal ditado: seja gentil com o próximo. Tudo isso, junto de um enredo muito criativo e muita aventura dentro da biblioteca mais animada do mundo. Achei muito bacana que no decorrer do livro tem citações e referências de grandes autores clássicos, como também de autores contemporâneos. Dando mais animação para os leitores de plantão.

"Um livro aberto é uma mente aberta."


Confesso que a primeira coisa que me chamou a atenção no livro foi essa capa maravilhosa e colorida, muito atrativa, além do título que me deixou curiosa. A diagramação está muito bacana e as folhas e espaçamentos ajudam muito para a leitura ser mais fluída. A edição tem ilustrações que se referem as pistas para as crianças, o que ajuda a deixar tudo mais divertido.

De um modo geral, Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello é um livro contagiante e indicado principalmente as crianças e pré-adolescentes, mas nada impede que um jovem ou um adulto não se divirta também. Eu própria me diverti muito e li o livro muito rápido, é muito bom para sair de uma ressaca literária. Entre nesse mundo do Sr. Lemoncello e se divirta na biblioteca mais animada do mundo!

site: http://www.oteoremadaleitura.com/2016/07/fuga-da-biblioteca-do-sr-lemoncello-de.html
comentários(0)comente



Nina 26/08/2016

Me digam como um bookaholic de carteirinha pode resistir a um livro desses? Ele conseguiu unir em uma única história dois elementos irresistíveis para alguém que ama livros - tem uma biblioteca como cenário e reúne citações e referências de livros que amamos, dos clássicos aos mais contemporâneos. E por isso não pensei duas vezes antes de me lançar na leitura.

Kyle é o filho caçula da família e vive meio na sombra do talento do dois irmãos mais velhos, um é um atleta habilidoso e o outro é um gênio precoce. Assim, o menino sempre se sentiu meio deixado de lado até ter sua grande chance nas mãos. A biblioteca da cidade está sendo reformada para se tornar uma referência em modernidade e tecnologia, em uma parceria entre a bibliotecária dra. Yanina Zinchenko e ninguém menos do que o Sr. Luigi Lemoncello, o famoso criador de jogos e grande ídolo de Kyle. A questão é que o Sr. Lemoncello virá para a inauguração e 12 crianças de 12 anos serão escolhidas para passar a noite na biblioteca e conhecer de antemão todas as novidades disponíveis. E adivinhem só? Kyle é uma das doze crianças escolhidas e poderá enfim conhecer seu grande ídolo, mas a grande surpresa vem no dia seguinte, quando as crianças descobrem que estão trancadas e que para saírem terão desvendar um série de pistas até encontrar a saída secreta da biblioteca.

Com esse enredo é simplesmente impossível que não nos apaixonemos pelo livro logo de cara. Uma biblioteca ultra moderna, cheia de computadores e recursos tecnológicos que nem ousamos imaginar em nossos sonhos mais malucos e o melhor, comandada por uma bibliotecária ainda mais interessante! E para coroar, ainda tem toda essa pegada de A Fantástica Fábrica de Chocolate para deixar a premissa ainda mais envolvente, misteriosa e com pitadas de aventura.

As primeiras páginas do livro voaram e eu vibrava a cada pista que os meninos precisavam desvendar para encontrar a saída, afinal todas elas estão atreladas aos livros disponíveis na biblioteca que vão de Harry Potter a Dostoiévski num pulo. A narrativa em terceira pessoa é muito ágil e simples, bem característica de livros infanto-juvenis, também contribui para que a leitura flua bem. Apesar de fazer parte de uma série, o livro tem começo, meio e fim e a gente não fica sem saber o final e sem reposta para nada.

"- O quê? Ah, bom dia, sr. Lemoncello. Não esperava encontrá-lo aqui, dentro da biblioteca. Hoje não é o seu aniversário, senhor?
- Sim, Charles. E não existe outro lugar no qual eu gostaria de estar no meu grande dia do que dentro de uma biblioteca, rodeado de livros. A não ser, é claro, que pudesse estar em uma ponte para Terabítia." (pág. 240)

Os personagens são bem interessantes, especialmente os Sr. Lemoncello. Mas as crianças me incomodaram um pouco por serem estereotipadas e bem previsíveis, principalmente Kyle. Ele é bonzinho demais, certinho demais. Eu senti que o autor quis fazer um livro que trouxesse lições para o leitor e de forma alguma discordo com isso, mas muitas vezes as lições apareciam mais do que o próprio enredo, e eu imaginava que teríamos muito mais aventura. O livro fala muito da importância da leitura, mas trata também de questões como o trabalho em equipe e a auto descoberta, especialmente de Kyle que precisa enfrentar a complexo de inferioridade que sente frente aos irmãos.

Como um todo o livro não é ruim, é até divertido e acredito que vai agradar a leitores mais jovens. Mas como uma completa louca por livros e bibliotecas, eu esperava algo mais. Não deixo de indicar, só aviso que leitores mais adultos podem se sentir um pouco frustrados.

site: http://www.quemlesabeporque.com/2016/08/fuga-da-biblioteca-do-sr-lemoncello.html#.V8CRc_krLIU
comentários(0)comente



21 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR