Como ela Sabe o Que eu Penso?

Como ela Sabe o Que eu Penso? J.C.Virgínio




Resenhas - Como ela sabe o que eu penso?


5 encontrados | exibindo 1 a 5


Nise | @saymybook 09/05/2016

Legalzinho!
O livro conta a história de Anne que é um jovem arquiteta, bem – sucedida e bonita, que três anos atrás se esbarrou em Eduardo e nunca mais o encontrou, e desde esse dia ele sempre está em seus sonhos.

Certo dia, quando está no shopping com seus amigos, ela o reencontra, e suas amigas fazem com que ela vá falar com ele. Quando eles se conhecem e apertam as mãos, Anne acaba dando um choque em Eduardo, que acaba o assustando, mas mesmo assim eles acabam combinando de sair juntos.

Mas uma coisa incrível acontece, Anne começa a ouvir os pensamentos de Eduardo, e ele nem imagina que ela é capaz disso, e ele não entende como uma arquiteta bem – sucedida possa estar se apaixonando por ele. "

O livro é dividido em 7 capítulos, dentro de cada capítulo é dividido por subtítulos, e é narrado em primeira pessoa. A história é mais contada pelo ponto de vista da Anne, porém as vezes alguns subtítulos o Eduardo que conta.

Adorei a diagramação da editora, a capa está lindíssima e achei ela bem hilária, com letras em tamanho médio, o que facilita bastante na leitura. A separação dos parágrafos estão certinhos, e não houve erro nenhum na digitação (uhul).

A história que o J.C.Virgínio criou é bem simples, mas com um toque de humor e de romance. O que não gostei muito foi que em algumas partes me deixou bem confusa com o que estava acontecendo, foi como eles quisessem resumir um pouco aquela parte, mas acabou que para quem estava lendo ficou beeem confuso, porém, ainda bem que lá na frente foi explicado, e adorei a explicação de tudo, e achei bem engraçado como ficou o final da história.

Tirando essa pequena parte ele é um livro super divertido, que dá para o leitor ler bem rapidinho! Gostei desse primeiro trabalho do autor, espero que outras pessoas também possam gostar, e que ele escreva mais livros!

site: instagram.com/saymybook
comentários(0)comente



Amiga Leitora 22/06/2016

Um história simples porém pitoresca, 'Como ela sabe o que eu penso?' é o tipo de livro capaz de te fazer rir e se emocionar em apenas 173 páginas. Eu iniciei a leitura sem grandes expectativas, pois ao ver o tamanho do livro imaginei que seria uma leitura leve, para se intercalar entre outras mais densas, e se divertir em um curto espaço de tempo. E eis que eu estava certa, a leitura deu muito certo comigo, e deu aquela aliviada pós livros densos, sabe? Só achei que foi tudo muito rápido (haha).

Aqui nós vamos conhecer Anne, que aos olhos de muitos homens seria a garota ideal: loira, lindos cabelos cacheados, olhos azuis, ótima arquiteta e super bem sucedida na vida. Areia de mais para o caminhãozinho de Eduardo, que mal terminou de pagar sua moto, divide o apartamento com um amigo e só se envolveu com mulheres dignas de encrenca. No entanto Anne literalmente cai no seu colo, causando-lhe sensações iguais as de choques quando ele toca em sua mão, e dai por diante vai ser impossível Eduardo a esquecer.

Essa não é a primeira vez que Anne se esbarra com Eduardo, e ela nunca deixou de pensar nele desde aquele primeiro instante, mas agora, ao perceber que teve conhecimento dos seus mais profundos pensamentos ao pegar em sua mão, ela quer ainda mais saber no que isso vai dar.

Com alguns empurrõezinhos da vida, os dois começam a saírem juntos, e os sentimentos entre eles estão a flor da pele, até que em um momento de êxtase Anne revela a Eduardo que ainda é virgem e que não pretende perder a virgindade antes do casamento devido a uma promessa que fez ao pai em seu leito de morte. Agora Eduardo terá que andar na linha e conter suas 'necessidades' se realmente quiser ficar com Anne. Ela por sua vez terá que saber lidar com os mais perversos pensamentos vindo da cabeça de um homem nessa situação. Será que ambos irão conseguir lidar com isso?

Vamos combinar que não é missão muito fácil ouvir em 'voz alta' todas aquelas baboseiras que um homem pensa, não é mesmo? Mas quem não ficaria tentada a saber o que seu namorado está pensando em relação a você, ao futuro do relacionamento de vocês, e outras coisas mais? E foi justamente esses os motivos que fizeram Anne continuar dando pequenos choques na mão de Eduardo para ouvir seus pensamentos. Além do mais a garota tinha algumas inseguranças devido ao seu ultimo relacionamento que foi bem conturbado, então eu não quis julga-la por invadir essa privacidade do namorado. Acredito que eu também faria o mesmo (hahaha) mas uma hora ou outra as coisas saem do eixo, pois não é fácil apenas ouvir sem interagir.

Através dessa pequena e divertida história J.C. Virgínio mostra mais um pouco dos talentos da nossa literatura Brasileira. Confesso que eu o achei clichê em certos pontos mas extremamente criativo em outros, e vi grande potencial nesse enredo, do tipo que a leve e divertida história poderia ter sido um profundo e envolvente romance se ele quisesse. No entanto o livro cumpre com o prometido e vem de forma rápida nos envolver e distrair, causando risos, emoções e diversão.

Não temos uma explicação cientifica do porque Anne consegue ler os pensamentos de Eduardo, está mais para algo sobrenatural que acontece na história, e a forma como o autor resolve esse problema me pareceu de certa forma cruel mas ao mesmo tempo satisfatório. Eu realmente desejei que o autor tivesse construído uma história mais detalhada, com diálogos e acontecimentos mais claros, para que eu pudesse me envolver ainda mais e para que o enredo não soasse tão corrido, mas estou extramente satisfeita com a leitura. Não sei se foi pelo fato de eu ter dado inicio sabendo de que seria assim, ou se simplesmente um enredo mais profundo não cumpriria com a minha expectativa nesse exato momento. Por isso recomendo 'Como ela sabe o que eu penso?' para leitores não muito exigentes, que esteja atrás de uma história sem muitos detalhes, um enredo leve e divertido, nada exagerado, mas gostoso de ler para passar o tempo livre.

Resenhado por Thais - Blog Amiga da Leitora

site: http://www.amigadaleitora.com/2016/06/resenha-como-ela-sabe-o-que-eu-penso.html
comentários(0)comente



Nana Barcellos | @cantocultzineo 13/09/2016

Não sei dizer se Anne é sortuda ou não, sério, eu não aguento nem com meus pensamentos imagina com o dos outros. Ela tem o dom de ler pensamentos, mas não é de todas as pessoas. No caso, acontecia com seu pai e agora é com Eduardo, um rapaz que ela esbarrou uma vez e nunca esquecera. O toque de Anne transmite certa eletricidade a mão do rapaz e assim ela descobre o que ele pensa e se intriga. A atração é inevitável e então, decidem namorar.

"- É por isso que tem muita gente infeliz por aí, pois só querem príncipes e princesas." - pág: 8

De cara a gente estranha o relacionamento caminhar rapidamente, mas Anne está curiosa com toda a situação e Eduardo meio espantado por uma garota como ela, estar apaixonada por ele. Ambos são independentes e levam uma boa vida financeira, mas é notável que a condição de Anne soa superior. Eduardo é cheio de planos, apesar de um emprego fixo, idealiza o sonho de tornar conhecido sua criatura, o super-herói 'O Albino' enquanto Anne é arquiteta e com o passar das páginas, vemos que sua vida não é tão perfeita quanto parece.

Ambos tiveram problemas com relacionamentos anteriores. Eduardo teve que lidar com uma companheira possessiva e Anne, com o término do noivado. Apesar do namoro firmado, o relacionamento entre eles não avança sexualmente. Anne mantem a promessa de ser virgem até casar e isso faz com que ela presencie o lado negativo de Eduardo, muitas vezes. A traição está sempre presente nos pensamentos do rapaz, o que ocasiona brigas entre eles, apesar de Anne continuar curiosa e esconder sobre seu dom.

"Ela é muito linda! Eu quero me casar com ela...Como posso estar gostando e querendo me casar com alguém que nem sei o sobrenome?" - pág: 46.

O romance de J.C. Virgínio trás uma narrativa rápida, cheia de diálogos - adoro - e a leitura pode ser concluída em poucas horas. Muitas vezes apressando acontecimentos no mesmo parágrafo, mas não deixa de divertir o leitor em algumas partes e até surpreendo com o final. O dom de Anne não é abordado de modo fantástico, mas de forma natural como se fosse uma parte de seu corpo e então, temos uma solução meio abrupta que até finaliza bem, a abordagem do autor.

O fato de Anne e Eduardo não serem aquele casal perfeito, é um bom atrativo apesar que, os pensamentos machista do protagonista incomodam. O que é interessante, pois em alguns momentos da leitura, Anne pode soar muito perfeitinha. Em alguns momentos, Eduardo me divertiu e gostei que ele persistiu no seu sonho e não ficou só no papel, mesmo que não fosse tão favorável. Queria ter conhecido o lado familiar do personagem, porém somos apresentados somente o de Anne, por conta de seu dom. Na verdade, até cogitei que poderia haver uma continuação...

Como Ela Sabe O Que Eu Penso, é uma ótima pedida para leitores mais ávidos e um incentivo à literatura nacional, com leitura fácil e um romance divertido. A edição está ótima. Adorei a capa e a ilustração do casal é bem engraçada.

site: http://cantocultzineo.blogspot.com/2016/09/livro-como-ela-sabe-o-que-eu-penso-jc.html
comentários(0)comente



Jef 24/10/2016

"Como ele sabe entreter o leitor"

O livro é um romance diferente dos convencionais que se vê por aí. Dos genéricos que invadiram as prateleiras. É uma obra criativa, visceral. 173 páginas que fluem tão rápido como flui um rio. Devorei tudo em um dia. Lendo sem parar das 14h00 da tarde ás 20h40 da noite. Ufa!

Os personagens principais são bem críveis, tanto a Anne como o Eduardo fazendo com que o leitor entenda o lado do dois e torça por eles. Além de ter bons coadjuvantes que acrescentam a trama e não servem só para enfeitá-la. A história é envolvente, bonita e nos faz pensar se realmente a pessoa que você ama pudesse ler seus pensamentos, se isso será tido como uma invasão de privacidade e como uma pessoa com essa habilidade usaria isso a seu bel prazer. Os diálogos são as melhores partes, pois parecem pessoas reais conversando e não aquela coisa caricata que às vezes incomoda em alguns livros.

Foi o livro que li mais rápido na minha vida devido a sua narrativa leve e descrições agradáveis que não beiram a um pedantismo literário! A história se desenvolve de uma forma bem natural e tem espaço para boas reviravoltas que são o ponto mais alto do livro!
"Como ela sabe o que eu penso" é em suma um livro bem divertido, leve e com um ótimo questionamento sobre relacionamentos e com bons momentos dramáticos e cômicos. Recomendado a qualquer pessoa que deseje se deixar levar pela história.
comentários(0)comente



rael 23/10/2018

Livro bem legalzinho
É uma história de ficção legalzinha que você pode lê depois de um livro pesado de muitas páginas. Ele tem um enredo bacana com um grupo de personagens fáceis de memorizar. Só achei um livro corrido dava pra fazer uma história maior e desenvolver outros pontos. Mais é bom !!
comentários(0)comente



5 encontrados | exibindo 1 a 5


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR