Antes de Casar

Antes de Casar Bárbara Machado




Resenhas - Antes de Casar


51 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


G@by 10/06/2021

Who run the world? GIRLS!
O que foram aquelas duas cartas no final do livro? Me acabei de chorar lendo elas, muito lindas e extremamente apaixonantes, é muito bonito ver duas pessoas que se amam expressando esse amor. Gostei muito de "Antes de Casar" foi uma leitura necessária, pois trata de temas muito importantes e que deveriam ser mais discutidos.
Amei a protagonista e toda sua trajetória de auto descobrimento. É emocionante ver a Catarina conseguindo superar seus traumas e suas carências, e desvendando aquilo que a faz feliz sem se tolir pelo que os outros acham ou deixam de achar.
O livro mostra que mulheres, assim como os homens, também buscam o prazer por ele mesmo e que isso não é vergonha nenhuma, nossos corpos tem suas necessidades e isso é extremamente normal. Só me incomodou um pouco o tempo que ela perdeu de ser feliz por puro medo de se machucar novamente.
"Antes de Casar" é um livro com uma mensagem deveras importante. Ele deveria ser leitura obrigatória para todos. Seria tão bom se os machistas lessem esse Livro e aprendessem algumas lições com ele. Afinal, como já dizia a Diva Beyoncé: "Who run the world? Girls"!
comentários(0)comente



Daiany 19/08/2020

Amor próprio
Quando Catarina aprende que ela não precisa de um boy que a mude e sim que acrescente, ela entende que relacionamento saudável começa pelo amor próprio.
comentários(0)comente



Evinha 07/09/2020

Antes de Casar || Bárbara Machado || e-book || 262 pág || 3?
.
.
.
"Uma mulher não deve ter medo de estar só, mas de estar mal-acompanhada."
.
.
.
O livro conta a estória de Catarina, 24 anos e vivia pensando em se casar, estava namorando a três anos e esperava um pedido a qualquer momento, mas o que ela ganhou foi um pé na bunda. O namorado dela terminou com ela no dia do aniversário de namoro deles.
.
.
.
Durante o livro a gente percebe perfeitamente os degraus que ela vai trilhando após o término, desespero, lágrimas, depressão, ódio, percebe os abusos e concessões que ela fazia por ele e não recebia nada em troca, o reencontro com a nova namorada gata do ex, festas, pegação, homens que não prestavam, trastes, traidores, decepções, mudança da casa dos pais, o retorno com as antigas amizades e muito mais. A autora conseguiu mostrar perfeitamente porque o nome do libro é esse. Antes de se casar é preciso viver. Aproveitar a vida. E Catarina percebe isso. É maravilhoso.
.
.
"Eu não estava pronta para casar, estava apenas apaixonada pela ideia de casar."
.
.
.
Esse livro me fez refletir que a gente tem esse sonhos impostos desde crianças, metas que foram colocadas na nossa vida, isso só gera mais frustração, tudo que a gente tem que fazer na vida é viver. É claro que dentro dos princípios de cada um. E também que relacionamentos são complicados.
comentários(0)comente



Deza Farias 23/04/2020

SIGAM @RESGATADAPORUMLIVRO NO IG
Antes de começar a contar o que achei do livro, eu preciso dizer que ele não funcionou para mim, não foi uma leitura ruim, porém eu esperava bem mais do livro.

Nesse livro vamos conhecer Catarina, uma jovem mulher que trabalha numa empresa de publicidade e sonha em casar com o seu namorado, que ela imagina ser o príncipe encantado. No aniversário de três anos de namoro, ela dar aquele tapa no visual, achando que vai receber o tão esperando pedido de casamento. Tadinha! Leva o maior passa fora.

Como uma leoa ferida ela se recolhe na toca para sarar suas feridas! Ela ainda é apaixonada por Arthur, um cara que eu achei o maior escroto, desde a primeira linha. Sofrendo na sua fossa individual, buscando compreender o que deu errado em um relacionamento que ela achava ser perfeito, ela conta com a ajuda de suas melhores amigas para não cair em uma profunda depressão pós-relacionamemto.

Mari, Alice, e Carol são três mulheres totalmente diferentes, mais que juntamente com a Catarina, vira um quarteto DAQUELES!
Numa missão de tirar a amiga da lama, elas começam a arrastar elas para os Rock, aos poucos Catarina percebe que não é tão ruim está solteira. E começar a sair com um e com outro a torto e adoidado. Catarina blinda coração com medo de ter ele partido mais uma vez.

Nesse ponto o livro começa a ficar muito cansativo, pois eu não gostei da personagem, ela realmente é muito leonina, achei ela muito metida a gostosa, e o livro passa um falso empoderamento, Porque a Caterina "age" como homem em certos momentos, mas lá na frente a gente ver que ela não estava sendo empoderada, ela só estava mal resolvida. Eu pensei que o livro ia ser mais engraçado, mas para mim o livro foi mais hot que chick lit, sim teve momento engraçados mais eu achei pouquíssimos. O livro se tornou muito repetitivo, sempre os mesmo tipos de festas e noites no boteco, os mesmos caras gostosos e as pegações calientes.

Como um chick lit é um livro que conta o cotidiano uma mulher, eu achei esse livro muito forçado e bastante superficial, o livro conta basicamente as noites da protagonista com as amigas e amigos.
Achei um livro muito autobiográfico, a personagem tem características marcantes da própria autora. Confesso que eu gostei muito mais da Mari, diferente de Catarina ela era uma pessoa que tinha mais personalidade, era até mais empoderada e bem resolvida.

Em alguns momentos eu achei a escrita da autora cansativa e muito prolixa o que fez a leitura demorar ainda mais. Outro ponto que achei bem negativo foi a quantidade de informações de lugares e referências a conteúdos nerds e capixabas que ela usou, teve um momento que ficou cansativo ler tantas "notas de rodapé"
Sim pela capa do livro (QUE EU ACHEI MARAVILHOSA, MUITO CUTE-CUTE) eu sabia que teria referência ou que a pessoa seria nerd, mais me supreendi negativamente.

O enredo do livro é bom, mais não foge dos clichês, e de tanta informação e coisas acontecendo uma em cima da outra a história fica muito rápida e daria para a autora ter trabalhando mais ou ter tirado tantos detalhes desnecessário, tipos as cartas, eu não achei que elas contribuíram em nada, quase deu vontade de não lê-las, li por pura curiosidade.

Eu gostei do final mesmo achando tão clichê, Quero ler outros livros da autora. Não acho que foi uma experiência ruim, para o primeiro livro, acho que aos poucos ela deve melhorar ainda mais, pois potencial ela tem.

Essa foi a minha sincera opinião sobre o livro, espero que tenham gostado e que vocês possam dar também uma oportunidade de conhecer a estória e tirar suas próprias conclusões.
comentários(0)comente



Gabi 29/08/2020

Além de ser divertido, o livro traz uma mensagem muito importante: nós, mulheres, não precisamos de homens para sermos felizes. A nossa felicidade não deve nunca depender de ninguém, apenas de nós mesmas. Chega do machismo dessa sociedade que vira a cara se a mulher fala que não quer casar e/ou que não quer ter filhos, que acha o fim do mundo se a mulher faz sexo no primeiro encontro, que não acha normal a mulher ter amigos homens e que acha deselegante uma mulher que bebe! Apenas chega, em que século nós estamos mesmo?
Adoro a capa do livro, consigo olhar para a ilustração e enxergar a Catarina nela. A contracapa também é muito legal, há vários easter eggs de sagas e séries das quais Catarina é fã, e é bem legal ficar olhando pra ela e ficar associando os objetos aos filmes e/ou livros.
comentários(0)comente



Carous 11/08/2020

O livro começa muito bem, mas as páginas finais tiraram meu tesão...
Nota oficial: 3,5.

Poucas vezes eu encontrei um livro que retratasse com tanta precisão a vida de uma jovem solteira que gosta de sair à noite, transas casuais, beber, dançar e curtir com os amigos.

Acho que este é o primeiro livro que pego que a personagem central tem VÁRIOS amigos, de ambos sexos. E eles aparecem várias vezes (infelizmente não consegui memorizar a descrição física de nenhum deles).
Catarina e seus amigos são uma turma muito legal que eu jamais conseguiria manter a amizade. Todos bebem demais, transam demais, viram à noite demais, saem demais e valorizam muito essas atividades. Temos bem pouco em comum.

É difícil encontrar um livro que trabalhe bem sobre levantar a poeira após levar um pé na bunda. Normalmente as comédias românticas já partem para quando a mocinha encontra o próximo namorado, emendando um namoro no outro como se fosse fácil assim e como se coração partido se curasse nessa rapidez.

Eu tive cá minhas dúvidas se 292 páginas seriam suficientes para explorar tudo que a sinopse prometia, mas a autora conseguiu de um modo que não ficou artificial nem acelerado demais.

Adorei a forma como ela aborda namoro, casos de uma noite só, expectativas amorosas, decepções e sexo. Foi leve, mas tão aconselhador!

O fato da história se passar em Vitória, saindo do eixo Rio-São Paulo foi apenas mais um ponto certeiro do livro. (Não entendo a demografia do Espírito Santo, mas será há grande ocorrência de habitantes brancos com olhos claros como no livro? No grupo de Catarina há 1 rapaz negro, que eu nem lembro quem é porque isso não acrescentou nada à história. Foi bem avulso)

Antes do início do livro há uma nota da autora sobre as alterações que ela fez para o e-book. Agora há um pouco de diferença entre a versão física e digital.
Graças a um toque de uma amiga, ela percebeu que algumas falas e comportamento de Catarina envelheceram mal de 2015 (ano em que o físico foi lançado) para cá. Ainda que 2015 não esteja tão distante assim de 2020...
Não sei se o toque da amiga se restringiu à reprodução de machismo da personagem ou foi mais geral e a autora optou por deixar algumas passagens um tanto questionáveis (como a hiperssexualização do corpo do homem preto que aparece numa conversa entre Catarina e as amigas) para mostrar que Catarina é representação do ser humano, falho, reproduzindo preconceitos, aprendendo com o erro e evitando repetir. Ou se foi uma situação que nem a amiga nem a autora perceberam por não possuírem vivência no assunto.

Mas não foi por isso que a nota final caiu de 4 para 3,5. Honestamente o capítulo "Cartas" e o epílogo jogaram água fria no meu tesão pela história. Achei que sobraram, sem contar a cafonice que me deu arrepios - principalmente quando o boy de Catarina afirma que ela (branca, magra, heterossexual, cisgênero, sem deficiência, classe média, cabelos lisos e olhos verdes) não se incomoda de não estar no padrão. Quê??
comentários(0)comente



Gessica @estantedageh 08/02/2021

Gostei, mas não amei
Em seu aniversário de namoro, Catarina tá se preparando toda para ter uma noite incrível com seu amado, mas o que ela achou que seria uma noite fantástica se tornou seu maior pesadelo.
Depois de seu relacionamento ter acabado, Catarina se encontra num novo desafio, viver sem no homem que ela acreditava ser o amor da sua vida e recomeçar e se reencontrar.

Nesse livro temos uma personagem que deixou de ser quem ela era realmente por causa de uma pessoa, por um amor que ela acreditava ser recíproco. E ao longo do livro vemos o crescimento de Catarina, vemos ela voltando a sua essência e encontrando a verdadeira felicidade - e essa é a mensagem da autora. Ela passa por várias fases que a fazem se tornar a mulher que é quando chegamos ao final do livro.
A obra contém várias referências nerds, então você vai encontrar sobre O senhor do anéis, Harry Potter...e por aí vai.
Eu particularmente não consegui me envolver na história, os personagens não chegaram a me cativar e a história não me ganhou. Pode ser porque não era o momento da leitura ou porque já não é um livro para a fase que vivo na minha vida ou a minha idade. Só consegui me entrosar mesmo bem quase no final do livro. Não gostei de alguns termos/palavras que encontrei no livro, mas lembrando que isso é uma opinião pessoal e cada livro funciona de forma diferente para cada pessoa. Então se você gostou da premissa, vá em frente, até porque o livro passa uma mensagem muito legal.
comentários(0)comente



Rayanna.Santos 29/11/2020

Nacionais?
Tenho dificuldade com livtos nacionais, mas gostei bastante deste. Antes de casar é uma historia leve e divertida sobre a vida amorosa de Catarina e os desastres que acontecem nela. Uma leitura rápida e ótima pra sair da ressaca. Embora eu tenha gostado muito achei o livro com pouco diálogos e com muito detalhes e explicações. Mas nada que realmente atrapalhace a experiência
Jota 03/12/2020minha estante
Sem contar os clássicos da nossa literatura, também tenho dificuldade com esses livros nacionais lançados nos últimos anos. Gostei da resenha. Vou adicionar na fila de livros pra ler kkkk


Rayanna.Santos 06/12/2020minha estante
;)




@bibliotecadaana 06/04/2021

Resenha @bibliotecadaana
?
" Eu ia ficar bem. Ia ficar ótima. Não era o fim do mundo, afinal. Muitos casais rompiam namoros, noivados, até casamentos. Eu não era a primeira mulher a ser magoada por um homem, nem seria a última. Chegaria o momento de superar aquilo tudo. O tempo ajudaria. ?
O tempo cura quase tudo. "?
??
Em Antes de casar, vamos conhecer a história de Catarina. Uma mulher que precisa reaprender a ser solteira, a amar a vida e  a si mesma. ?
Após alguns relacionamentos que não acabaram nada bem, Cat acaba se tornando uma pessoa fechada para o amor romântico. Ela quer viver a vida de solteira e aproveitar tudo o que pode, Antes de casar. ?
??
?
Aaah como eu queria muito ler esse livro. Mas sempre acabava deixando pra depois. Esse era o momento certo! ?
Catarina passou por muitas coisas, sentiu tantas outras que eu me identifiquei muito. ?
Quem nunca se fechou na sua dor e tristeza depois de um término? ?
Cat é muito gente como a gente. ?
Outro ponto positivo é o fato da história ter várias aventuras muito divertida de Cat e seus amigos. ?
Aaaah os amigos. Gente que núcleo de amizade lindo. Amei demais esses amigos e queria poder conhecer individualmente  história de cada um ?.?
Enfim. Eu adorei  escrita da autora, me identifiquei com a protagonista e adorei a mensagem que a história nos transmite. Afinal, Antes de amar qualquer pessoa, você precisa se conhecer e se amar primeiro. ?
??

?
"Sabe, muita gente encara o fim de um relacionamento como uma coisa assustadora. Mas assustador mesmo é perceber que você se perdeu. Colocar alguém num pedestal e abandonar a sua essência. " ?
?
comentários(0)comente



Diana.Formiga 22/07/2020

Gostei demais da narrativa!
Achei muito legal a evolução da personagem, sua construção e desenvolvimento!
Muito bom!
comentários(0)comente



Literaturizando 21/07/2016

surpreendente
O melhor chick lit nacional que já li!

Um livro leve, engraçado e espirituoso.

#Ahistoria: Cat namora há três anos e está à espera do pedido de casamento. No exato dia de aniversário de namoro, o príncipe vira sapo e todas os planos são descartados, colocando- a de volta ao mundo dos solteiros com um coração partido e traumatizado.

A narrativa pode ser, em sua maior parte, sobre uma tragédia pessoal, porém a maneira absolutamente inteligente em que é feita e com grande porder de persuasão, nos aplica grandes e sábios ensinamentos, além de arrancar altas e sinceras risadas.

A leitura desse livro - além de me divertir - me influenciou diretamente.
Ser auto-suficiente não significa não precisar das pessoas, ser egocêntrico ou se isolar do mundo. Ser uma coisa não necessariamente significa não ser outra.
O que é falado aqui, é sobre ser inteiro, se bastar, ser feliz por conta própria pra posteriormente, pensar em ser feliz com alguém ou ser a felicidade de uma outra pessoa.
E isso faz todo sentido, não?

Um livro bem no estilo de "Não se apega, não", porém, pra mim, com um trabalho mais completo e surpreendente.
Não haveria forma melhor de conhecer a autora Bárbara Machado.

Amei.
Super recomendo.
comentários(0)comente



Mo 04/08/2020

Muito interessante!!!
Gostei muito do livro.
Leitura leve, fácil e envolvente.
Recomendo
comentários(0)comente



Karen de Souza 15/10/2020

Momento certo
A leitura desse livro chegou em um momento certo pra mim: recém término de um namoro de 1 ano e 7 meses.
Me vi em cada momento de Catarina e o que eu não vivi gostaria de viver.
Graças a esse livro incrível, me permiti viver coisas incríveis e amadureci muito.
Um dos meus livros favoritos.
comentários(0)comente



Raavi Alves 27/08/2020

Um livro com uma leitura fluida e uma comédia de tirar o fôlego! Super indico! ??
comentários(0)comente



Luiza Helena (@balaiodebabados) 20/10/2017

Originalmente postada em https://balaiodebabados.blogspot.com.br/
Conheci Antes de Casar quando li a resenha dele no blog da Tami (Meu Epílogo) e logo fiquei super interessada para conhecer mais sobre a história. Confesso que não tomou muito o rumo que pensei que teria, mas ainda assim adorei tudo.

Uma coisa é certa: eu sou a Catarina e a Catarina sou eu. Creio que nunca encontrei uma personagem literária que se parecesse tanto comigo em praticamente todos os sentidos. Até nossas experiências com o sexo oposto são super parecidas. A vida amorosa então... Nem se fala. A única diferença entre nós duas é que não tenho um time de paintball (ainda).

A jornada de Catarina é no mínimo engraçada. Apoiada tanto por suas amigas e por seus amigos, Catarina caí de cabeça de volta na vida de solteira. Nem preciso dizer que ela passou por cada situação, que só me restava rir lembrando de algumas situações parecidas que passei na vida. O importante é que Catarina sempre tirava uma lição de suas presepadas, mesmo que ela tenha errado algumas vezes. Mas quem nunca?

Um fato que mais me identifiquei com Catarina são suas amizades, principalmente as masculinas. Assim como ela, eu sempre me dei melhor com homens, o que já gerou altos boatos e ciúmes nessa vida. Tem sempre aqueles que acham que não pode existir amizade entre homem e mulher e gostei muito como Bárbara passou foi longe desse tabu. Catarina, assim como eu, é tratada como um bro pelos amigos e não vemos nenhum problema com isso. Hoje em dia, assim como Catarina, tenho muitas amizades femininas tão sinceras e honestas quando minhas amizades masculinas.

Outro fato que amei na história foram as referências. Capitão América super aprovou o livro. Só pela capa, percebe-se que Bárbara é super fã de vários entretenimentos geeks e com Catarina não foi diferente.

Antes de Casar é um chick-lit diferente. Geralmente nesses livros, vemos a mocinha conhecer o mocinho logo no começo do livro e por aí vai. Catarina conhece homens e homens e cada um marca a sua vida (seja positiva ou negativamente). O objetivo de Catarina é voltar a ser a mesma Catarina antes do seu relacionamento, mas ela termina o livro como uma versão melhor de si mesma.

O melhor de tudo é que o livro é nacional e se passa na cidade de Vitória. Bárbara cita alguns lugares da cidade e redondezas e isso me deixou com bastante vontade de visitar Vitorinha algum dia.

Antes de Casar foi um livro com experiências super engraçadas e que com certeza levarei pra vida por ter uma personagem que mais me identifiquei.

Leia mais resenhas em https://balaiodebabados.blogspot.com.br/

site: https://balaiodebabados.blogspot.com.br/2017/10/resenha-216-antes-de-casar.html
comentários(0)comente



51 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4