A Guerra Não Tem Rosto De Mulher

A Guerra Não Tem Rosto De Mulher Svetlana Aleksiévitch




Resenhas - A Guerra Não Tem Rosto De Mulher


311 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Lara 17/09/2021

Foi uma experiência de leitura diferente de todas ao reviver o passado dessas mulheres russas que lutaram na guerra e que ninguém comenta. Uma parte que me chamou atenção foram as vezes em que elas mencionam que quando estavam na linha de frente, seus colegas homens as protegiam e as cuidavam, porém quando a guerra acabou, não compartilharam a vitória com elas. É como se suas vozes fossem silenciadas por muito tempo e por conta de muitos fatores.
comentários(0)comente



Gabi 16/09/2021

"Tenho pena de quem vai ler esse livro, e também de quem não vai ler??

Em 'A Guerra Não Tem Rosto de Mulher' Svetlana Aleksiévitch faz mais do que contar a realidade de mulheres que lutaram na guerra, (seja no exército diretamente ou em todas as outras áreas onde elas lutaram tanto quanto) Svetlana dá a essas mulheres a voz que elas não tiveram quando voltaram para seus lares e foram esquecidas, deixadas de lado, ignoradas, silenciadas. A leitura não é fácil, eu lia só um pouquinho cada dia e mesmo assim já ficava tão triste, é revoltante ler as coisas que aconteciam ou como elas eram tratadas. Recomendo muito essa leitura, mas fique com os lencinhos do lado.

"Sabe o que pensávamos na guerra? Sonhávamos: ?Bom, rapazes, se sairmos vivos? Como serão felizes as pessoas depois da guerra! Como será feliz, como será
bonita a vida. Essas pessoas que tanto sofreram vão ter pena umas das outras. Vão
amar. Serão outras pessoas?. Não tínhamos dúvida. Nem um tiquinho. Meu bem? As pessoas se odeiam tanto quanto antes. Matam de novo. Isso
para mim é o mais incompreensível."
comentários(0)comente



Tamy 16/09/2021

MEU DEUS, O SURTO
Meu primeiro livro do ano de 2021. Não decepcionou.
Um livro visceral, forte, chocante... Em muitos momentos foram necessárias pausas, pois muitos dos relatos são detalhados de forma sanguinária, e mostra tudo o que o ser humano é capaz de fazer, em específico as mulheres. Julgadas por sua delicadeza, nesta obra, é claro o quanto as mulheres estão dispostas a fazer por sobrevivência em momentos extremos.
comentários(0)comente



Flá Costa 12/09/2021

Um retrato
Eu não fazia ideia de metade das informações que esse livro trouxe e imaginar pelo que passaram aquelas mulheres foi assombroso. De verdade, a cada relato, mais chocada eu ficava pensando na idade delas, de onde vinham aqueles pensamentos tão patriotas, como viveram depois?

Mas confesso que lá pela metade do livro já estava cansada deles, pois me soavam repetitivo, como se eu estivesse lendo a mesma história pela décima vez.
comentários(0)comente



Ana Camps 02/09/2021

Um dos melhores livros que eu li
A leitura foi difícil porque eu nunca tinha visto uma guerra ser contada sem foco no heroísmo. A leitura não é leve. O que vale aqui são sentimentos reais.

Apesar de ter tido tantos pesadelos durante esse tempo de leitura, foi um dos melhores livros que eu já li.
comentários(0)comente



loly 28/08/2021

livro extremamente forte, não é pra poucos
?Havia conosco uma operadora de rádio que tivera um filho havia pouco tempo. A criança estava com fome? Pedia o peito. Mas a própria mãe estava passando fome, não tinha leite, e a criança chorava. Se os cachorros escutassem, todos nós morreríamos. O comandante tomou a decisão? Ninguém se animava a transmitir a ordem para a mãe, mas ela mesma adivinhou. Foi baixando a criança enroladinha para a água e segurou ali por um longo tempo? A criança não gritou mais? E nós não conseguíamos levantar os olhos. Nem para a mãe, nem uns para os outros??
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Gabriela 27/08/2021

"Bom, rapazes, se sairmos vivos... Como serão felizes as pessoas depois da guerra! Como será feliz, como será bonita a vida. Essas pessoas que tanto sofreram vão ter pena uma das outras. Vão amar. Serão outras pessoas. [...] As pessoas se odeiam tanto quanto antes. Matam de novo. Isso pra mim é o mais incompreensível."

Resenha do livro sai na segunda as 22h no Pelos Olhos de Gabi no YouTube ?
comentários(0)comente



Fernanda França 27/08/2021

Em "A Guerra Não Tem Rosto de Mulher", Svetlana Aleksiévitch traz o lado da guerra que ninguém conhece. O lado das mulheres que ficam, que vão para o front, que cuidam do que ficou para trás.

É muito difícil colocar em palavras tudo que eu senti lendo esse livro. Apesar de já saber que havia muitas mulheres no front da Segunda Guerra, não imaginava o quão impactante eram suas vivências. Essas mulheres, que se iniciaram nas batalhas tão novas, a sua maioria com 16,17 ou 18 anos, envelheceram 50 anos em semanas.

Nós estamos sempre vendo filmes, séries sobre a Segunda Guerra, sua maioria sendo a visão da Alemanha/Povo Judeu e os EUA, mas é difícil vermos o lado russo, um dos países que derrotou os alemães.

Para além das cenas horrorosas e gráficas que essas mulheres relatam e que são de cortar o coração, para mim, um dos pontos mais revoltantes é como o povo via essas mulheres no pós guerra. Mulheres que sangraram, que lutaram, que colocaram suas vidas em risco como franco-atiradoras, enfermeiras, pilotos e etc, no final eram recusadas pela sociedade, pois "Quem iria casar com uma mulher no front?".

Ao contrário dos homens, que eram vistos como heróis, essas mulheres eram vistas como putas da guerra. Uma das passagens que mais mostra isso é quando uma delas diz que seu maior medo era perder uma perna ou algo do tipo, pois saberia que nunca iria casar, pois, um homem que volta com ferimento de guerra, é um herói, mas uma mulher, é um problema.

"A Guerra Não Tem Rosto de Mulher" é um dos livros mais fascinantes e tristes que eu já li na minha vida e eu definitivamente não serei a mesma depois dele.
comentários(0)comente



BArbara.Diniz 26/08/2021

Só leiam (para os fortes)
Um dos livros mais desesperadores que já li na minha vida. Se eu tive pesadelos com o relatos, fico pensando de como foi a vida dessas mulheres depois de retornarem da Segunda Guerra para um país em cinzas.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Nanda 21/08/2021minha estante
amei???????? ?????????


Caio 22/08/2021minha estante
???




Juliane.Teixeira 14/08/2021

Esse é o primeiro livro, sobre a Segunda Guerra, que eu leio sobre a perspectiva femina e agora me pergunto por que não tem mais livros sobre elas?

A gente sabe que várias coisas abomináveis aconteceram durando os 4 anos de Guerra, mas esses relatos tem mais do que acontecimentos...é uma mistura de sentimentos e emoções, me pegue várias vezes chorando ou me preocupando com o as pessoas que estava lendo.

Essas mulheres abriram mão das suas vidas, famílias, filhos, amores, beleza, saúde e tantas outras coisas. Mas, na primeira oportunidade foram esquecidas...como não tivessem sofrido como os homens e me arrisco a dizer que até um pouco a mais que eles.

O que mais me chamou atenção em tudo foi a lavagem cerebral que Stalin fez nas pessoas. Elas lutavam por uma ideologia, e às vezes eram presas e torturadas por essa mesma doutrina.

É um livro muito bom para pensar sobre as inúmeras besteiras que o ser humano já fez e aprender para não repeti-los novamente.
comentários(0)comente



stephanie silva 04/08/2021

Muito bom!
Demorei cerca de 3 meses para terminar este livro. Difícil para mim descrever o que senti, mas não foi uma leitura fácil. A cada capítulo eu tive que parar um pouco e digerir o que relatado por essas mulheres.
?Os velhos tem medo da morte, já os jovens riem dela. São imortais! Eu não acreditava que podia morrer..?
comentários(0)comente



Cheile 27/07/2021

A guerra tem rosto, voz e memórias.
Segundo livro da Svetlana que leio, e gosto muito da voz jornalística dela. Visões curtas e sobre vários pontos das mulheres na guerra que vale muito a leitura.
comentários(0)comente



boemilly 26/07/2021

a guerra que foi apagada
Esse livro é muito impactante. Eu já me considerava calejada de histórias cruéis de guerra, mas me emocionou ver relatos de mulheres, outrora meninas numa guerra, descrevendo uma perspectiva que nunca é vista, uma guerra apagada pelos homens. Considero leitura fundamental para mulheres, recomendo demais.
comentários(0)comente



311 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR