Um Estudo em Vermelho

Um Estudo em Vermelho Sir Arthur Conan Doyle
Sir Arthur Conan Doyle




Resenhas - Um Estudo Em Vermelho


339 encontrados | exibindo 106 a 121
8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 |


Debs 26/09/2016

Amor à primeira vista
Vale muito apena ler, os amantes de suspense criminal vão amar ler esse volume . Não tem como Arthur Conan Doyle decepcionar. ??
comentários(0)comente



CarlosLopes2506 09/09/2016

Excelente! Mistério e Drama.
O livro é daqueles que a gente lê devorando suas páginas e querendo mais! Um misto de mistério policial, um drama bem elaborado e as deliciosas sacadas do Sherlok! Esse eu aplaudo de pé!
comentários(0)comente



Carolina.Pereira 05/09/2016

Um Estudo em Vermelho foi o primeiro livro que dá início às aventuras do detetive mais famoso da literatura mundial, Sherlock Holmes. O livro é dividido em duas partes, sendo a primeira narrada pelo Dr. Watson e a segunda em terceira pessoa. No início temos a apresentação do próprio narrador como um médico que passou pela guerra e acabou sendo ferido, vivendo atualmente em Londres com um auxílio mensal do governo. Dr. Watson está a procura de alguém para dividir um apartamento e acaba conhecendo o excêntrico Sherlock Holmes por intermédio de um amigo.
Com o tempo, Watson se vê curioso a respeito de seu colega de apartamento, pois além de hábitos bastante peculiares, não sabia o que o mesmo fazia para se sustentar, apenas que recebia em sua casa os mais diferentes tipos de pessoas e sempre pedia que o médico se retirasse da sala quando fosse atender essas pessoas. Após certas indagações, Holmes acaba revelando a Watson sua verdadeira profissão, ele é um detetive consultor que através de sua lógica dedutiva e conhecimentos já adquiridos, consegue apontar para aqueles que o procuram uma solução para seu problema, ou pelo menos a solução mais óbvia possível. O médico fica assombrado com a grande capacidade perceptiva do detetive que percebe apenas com o olhar o que uma pessoa faz, qual a sua profissão e seu estado emocional.
Após receber um convite para ajudar numa investigação policial, Holmes, acompanhado de Watson partem rumo a um local onde ocorreu um assassinato. A cena do crime era intrigante, um corpo encontrado em uma casa de aspecto abandonado, sem vestígios de arrombamento ou luta. O morto estava com uma feição assustada e em seu corpo não havia ferimentos. Para completar, pintada em vermelho na parede estava a palavra "Rache", que significa "vingança". Esse é apenas o começo de uma trama que se desenvolverá pelo livro inteiro, inclusive na segunda para que contará a história de outros personagens cuja história antecede ao assassinato.
A trama do livro é bastante envolvente e a leitura se dá de uma maneira fluida, especialmente a segunda parte que para mim foi o melhor do livro, sem qualquer sombra de dúvidas. Holmes a todo momento nos surpreende com sua capacidade de investigação e observação e seu raciocínio lógico, a ponto de podermos praticamente considerá-lo um gênio nesses quesitos. Quando à resolução do crime, nada é deixado passar em branco e todos os mínimos detalhes são esclarecidos de modo a fazer absoluto sentido na história. Para aqueles que, assim como eu, embarcaram nas histórias do detetive agora, esse livro é mais que recomendado.


site: http://nobrevigarista.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Layla 04/09/2016

Vem de Livro - Um Estudo em Vermelho (resenha)
Ficção, Suspense e Mistério, Romance Policial ♦ 192 ♦ Zahar ♦ Nota da Lay: ❤❤❤❤

Um estudo em Vermelho (publicado inicialmente em novembro de 1887 pela revista Beeton's Christmas Annual e em forma de livro em julho de 1888) é o primeiro romance policial de Sherlock Holmes.
Narrado pelo Dr. John Watson o romance revela os primórdios das relações de Holmes, desde quando ele e o narrador se conheceram até o delicado e estrito elo entre ele e os detetives da Scotland Yard, que independentemente da sua incompetência ganham os créditos das informações conseguidas através de suas consultas a Holmes, que desvenda todo o mistério do romance em três dias, através de suas deduções.

Continue lendo no blog :)

site: http://www.vemcomalayla.com.br/2016/07/vem-de-livro-um-estudo-em-vermelho.html
comentários(0)comente



Eduardo.Marques 03/09/2016

Esse foi meu primeiro contato literário com o personagem, que eu conhecia só de adaptações para o cinema. O livro é apaixonante, o estilo de escrita do autor é dinâmico, mas fornecendo os detalhes necessários parar nos sentirmos imersos na investigação dos crimes, é como se realmente acompanhássemos Sherlock Holmes e o dr Watson.
Essa edição da Zahar com capa dura e formato de bolso é muito bonita e bem feita, com um design de capa que mantém a consistência por toda a coleção.
comentários(0)comente



Isa Soares 30/08/2016

Bom, o primeiro livro que Arthur Conan Doyle escreveu sobre Sherlock foi "UM ESTUDO EM VERMELHO". O primeiro personagem que conhecemos logo no início do livro é o cativante Dr. Watson. Ele havia acabado de voltar para a sua terra natal, Inglaterra para se recuperar dos ferimentos e do trauma adquirido na guerra do Afeganistão.
Em busca de encontrar um lugar a qual pudesse pagar sem dificuldades acaba por conhecer o detetive mais conhecido do mundo graças a apresentação de um velho amigo. John fica assombrado com o seu novo companheiro que só em olhar para ele acerta muitos fatos sobre a sua vida.
Desde então, John Watson passa a ser um observador e acima de tudo um admirador de Sherlock Holmes. Esta é com certeza uma figura excêntrica. Holmes costuma ser uma pessoa arrogante, que está correta sobre inúmeros assuntos e com deduçõe certeiras. Só aprende o que lhe pode ser útil, tem uma extrema auto-confiança, além do fato de não demostrar sentimentalismo. Lendo assim, até parece que ele é uma pessoa horrível, mas não tem como não se apegar por ele. Sim, nós o compreendemos Watson.
O primeiro caso a ser resolvido pela dupla é sobre um homem que foi encontrado morto numa casa abandonada. Apesar de haver muito sangue na casa, o corpo não apresentava nenhum ferimento. O caso era tão complicado que os detetives envolvidos no caso tiveram que obter a ajuda do gênio do crime que é claro consegue resolvê-lo e de uma maneira fascinante.
O livro é bem curto, se passa no final do século XIX e é narrado em primeira pessoa, mais especificamente pelo Watson que daquele caso em diante resolve publicar as façanhas do seu amigo e é através dele que o mundo conhece Sherlock Holmes.
Assim como muitos, eu gostei do livro, mas não é o melhor dos livros sobre Sherlock e nem o melhor livro criminal. Há toda uma história envolvendo os casos. Doyle nos mostra que sentimentos bons podem ser motivo para crimes e sempre há uma justificativa para o ato. A leitura nem sempre é agradável. Tem horas que dá vontade de fechar o livro e nunca mais pegá-lo, mas eu aconselho a continuar por que vale a pena. Eu tenho certeza que no final do livro você irá se apaixonar pelos personagens e vai se sentir burro!
comentários(0)comente



Thallys.Martins 29/08/2016

Meu segundo livro de Sherlock HOlmes. Onde os Sherlock e Watson se conhecem. Romance dividido em duas partes. Muito bem escrito e ótimo desfecho. Li em apenas 1 dia. Sempre gozando de boas emoções a cada letra!
comentários(0)comente



Sun Rise 29/08/2016

"Eu naturalmente foi atraído para Londres, a grande fossa na qual todas as espreguiçadeiras e ociosos do Império são irresistivelmente drenado."
O estudo em vermelho é a primeira história de Sherlock Holmes escrito por Sir Arthur Conan Doyle. Recentemente, adquiriu as histórias de Sherlock Holmes recolhidos, e eu percebi que eu deveria começar no início. Este não é apenas a minha primeira história Holmes - O estudo em vermelho foi o primeiro romance de mistério puro que eu li. Eu sempre hesitei em rever clássicos como este, mas estou pensando em ler mais do trabalho de Doyle no futuro, e documentar o que sentia por seu primeiro romance parece que seria útil. O Estudo em vermelho é escrito como um relato em primeira mão de um doutor John Watson, um ex-militar que lutou no Afeganistão durante a guerra. Ao retornar a Londres, ele rapidamente descobre que é sem um teto sobre sua cabeça! Ele descobre que um sujeito estranho pelo nome de Holmes está à procura de um companheiro de quarto, e eles rapidamente iniciar uma parceria.Logo após Watson descobre que Holmes trabalha como um detetive de consultoria, eles são empregados em um caso muito pegajosa envolvendo um homem morto encontrado em uma sala que é salpicada de sangue de outro homem. Uma das únicas pistas: a palavra alemã para "Revenge" rabiscado na parede no sangue escarlate.O personagem de Sherlock Holmes é nada menos que incrível. Ele é ao mesmo tempo tímido.Ele é um gênio quando se vai para pistas e violino e completamente ignorantes de outras coisas - como o fato de que a Terra gira em torno do sol. Holmes é verdadeiramente excêntrico e eu o amo ainda mais por seus curta-vindas em todos os outros do que sua profissão áreas. Watson, por outro lado, é um pouco menos vivas. Ficamos com um pouco de história para trás sobre ele no início da história, mas ele é muitas vezes relegado como o "homem reto", como jogou contra o gênio Holmes '. Suas linhas mais comuns parecem ser sobre o tema de uma das "Mas espere, eu não entendo sua lógica" ou "Verdadeiramente você é brilhante Holmes!". Eu ficava ansiando por mais de um relacionamento a se formar entre os personagens, mas nunca se chegou lá. Claro, este é apenas o primeiro de uma série de muitas histórias, então eu tenho certeza que ainda há ampla oportunidade para Watson para emergir de seu casulo rápido e crescer em um personagem mais profundo.
comentários(0)comente



Kallyssa 29/08/2016

muito bom
super recomendo!
comentários(0)comente



Garcia 29/08/2016

Resenha no blog http://entrefrasesepalavras.blogspot.com.br/2016/08/as-aventuras-de-sherlock-holmes-arthur.html

site: http://entrefrasesepalavras.blogspot.com.br/2016/08/as-aventuras-de-sherlock-holmes-arthur.html
comentários(0)comente



Aninha Pizani 28/08/2016

Envolvente
Um ótimo livro com uma narrativa leve e envolvente
comentários(0)comente



Matheus.Dutra 26/08/2016

Livro muito bom, tanto os dois romances(Um estudo em vermelho e O sinal dos quatro) quanto os contos presentes no livro são ótimas opções de leitura, é uma leitura um pouco difícil pois as histórias são antigas e estrangeiras, mas são incríveis e vale a pena ler.
comentários(0)comente



Garcia 16/08/2016

Leia no blog.

site: http://entrefrasesepalavras.blogspot.com/2016/08/um-estudo-em-vermelho-arthur-conan-doyle.html
comentários(0)comente



Mindu 05/08/2016

Um Estudo em vermelho é o primeiro romance do querido detetive Sherlock Holmes.
Não é o primeiro livro dele que eu leio, mas adorei!
A história retrata a primeira investigação com a participação de seu amigo, recém retornado da guerra do Afeganistão Watson.
A história é narrada pelo Dr. Watson, que decide escrever suas história para fazer justiça ao seu amigo que nunca recebe os méritos pelo sucesso de suas investigações.
O que eu mais gostei da história foi o cuidado do autor no desenvolvimento dos personagens, principalmente dos vilões, que faz com que você entenda de forma extraordinária, a motivação do mesmos.
Livro recomendadíssimo!
comentários(0)comente



Um Rascunho a Mais 03/07/2016

O primeiro romance de Sherlock Holmes
Um Estudo em Vermelho (A Study in Scarlet) publicado pela primeira em 1887 é o romance de estréia de um detetive bem conhecido mesmo que seja somente de nome. Foram nas páginas desse romance que nasceu o detetive Sherlock Holmes que vem conquistado leitores ao longo dos anos e sobrevivendo a várias gerações. Além disso, foram produzidas várias adaptações como filmes, peças teatrais, seriados para a TV, entre outros baseados nas obras de Sir. Arthur Conan Doyle. Sendo assim, quando comecei a ler já tinha grandes expectativas e posso garantir que não me decepcionei com a escrita do autor. Através da narrativa fluída logo me vi envolvida na trama de mistérios e não pude mais interromper a leitura antes do fim.
romance é dividido em duas partes, a primeira é narrada pelo médico John H. Watson e a segunda parte é narrada em terceira pessoa. O romance começa a se desenvolver após Dr. Watson conhecer Sherlock Holmes e os dois passam então a dividir um apartamento. A princípio o médico não sabe ao certo qual a profissão do seu companheiro e começa a fazer uma lista dos prováveis conhecimentos do mesmo. Sherlock se revela de certa forma excêntrico e seletivo em relação aos seus conhecimentos, gosta de tocar violino e ocasionalmente recebe visitas. No decorrer do tempo Sherlock revela para o colega que é uma espécie de consultor para outros detetives, através do uso da lógica dedutiva e de seus conhecimentos científicos ele encontra a peça que falta no quebra-cabeça e indica quem de fato cometeu o crime.
Sherlock se apresenta com uma personalidade forte, é astuto, perceptivo e cheio de si. Ele sempre se mostra um passo a frente da polícia e através de suas observações minuciosas sempre consegue traçar o perfil de terceiros, o que surpreende muito o Dr. Watson. Movido pela curiosidade após receber um convite para auxiliar na investigação de um possível assassinato junto a Scotland Yard, ele e seu companheiro vão a cena do crime, uma casa abandonada onde fora encontrado um corpo. Não existe nenhum vestígio de roubo e nem agressão, nem sequer algo que indique a possível causa da morte. Inicialmente ele apresenta uma certa resistência em participar do caso, pois sabe que não receberá créditos por desvendá-lo, mas ainda assim movido pela curiosidade decide participar das investigações.
Eu não irei entrar em pormenores em relação ao enredo do livro para não estragar as surpresas ao longo da leitura e também não recomendo caso pretenda realizar a leitura que faça pesquisas no Google, pois é muito fácil se deparar com spoilers. Eu ainda não acompanho a série, mas já ouvi comentários que é bem fiel aos romances, exceto por ser ambientada nos tempos atuais, portanto para quem gosta da série acredito que irá apreciar a leitura.
Conan Doyle soube conduzir a trama de forma extremamente envolvente, além de se encontrar muitas vezes a frente de seu tempo ao utilizar alguns métodos científicos para auxiliar na resolução do crime. Sherlock por sua vez é um personagem cativante, mesmo com todas as excentricidades que apresenta em sua composição, fui conquistada por seu talento nato e seu faro aguçado. A narrativa conduzida pelo Dr. Watson me deixou bastante confortável e a medida que ele se surpreendia com as habilidades de seu colega de quarto eu também me sentia da mesma forma, o que possibilitou apreciar ainda mais a leitura.
Em relação a segunda parte da história que transcreve em terceira pessoa fatos que antecederam ao assassinato mais uma vez me vi surpreendida, tanto com a riqueza de detalhes quanto com a ambientação em outro país, sendo que a primeira parte é ambientada em Londres. Através dessa mescla foi possível ter uma dimensão ainda maior das motivações do assassino e como tudo caminhou até o momento do crime.
Enfim, para quem gosta de suspense e mistério acredito que irá se deliciar com as aventuras do detetive Sherlock Holmes e seu fiel companheiro Dr. Watson. Já estou ansiosa para realizar a leitura dos próximos romances.

site: http://umrascunhoamais.blogspot.com.br/2016/06/resenha-um-estudo-em-vermelho.html
comentários(0)comente



339 encontrados | exibindo 106 a 121
8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 |