Um Estudo em Vermelho

Um Estudo em Vermelho Sir Arthur Conan Doyle
Sir Arthur Conan Doyle




Resenhas - Um Estudo Em Vermelho


335 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Heder 19/12/2011

Na minha humilde opnião
Respeitável o tal do Conan Doyle, e seus personagens. Foi o primeiro livro que li dele, mas sinceramente, não achei grande coisa não. Li porque vi em vários livros da Agatha Christie citações de 'um detetive como os casos do Sherlock Holmes..', o personagem é admirável, suas deduções também, mas são só deduções, ele vê o corpo e descobre tudo.. o caso é bom, não gostei também da necessária volta ao passado para explicar o crime, redigido em terceira pessoa e não mais pelo Watson. Espero que no próximo que eu leia, minha opnião mude, e eu aprenda a gostar do método do Sherlock, mas por enquanto recomendo a todos que nunca leram Agatha e são fãs do Doyle, que não percam tempo e procurem livros do Hercule Poirot e tirem suas conclusões :)
Eduarda 05/09/2014minha estante
Concordo completamente com vc! Não há uma investigação dos fatos para que o leitor acompanhe o raciocínio de Sherlock. Ele só desvenda o mistério e depois o explica. Por enquanto, lendo só um livro de Doyle, ainda prefiro Poirot.


Heder 05/09/2014minha estante
obrigado Eduarda :D de tanto que eu não gostei desse, só vou ler outro após eu terminar o que to lendo agora, 3 anos depois. isso porque ganhei um dele haha.. Neste tempo li uns 15 da Agatha. Não deixei tão claro como eu não gostei.


hellen 17/12/2015minha estante
Acho que isso deve ser uma coisa recorrente, gente que não se fascina tanto pelo Sherlock, adora o Poirot, o contrário acontece também. Eu li um livro da Agatha, com o Poirot e sinceramente não fiquei tão impressionada, mas eu amo Sherlock! Na minha opinião, o melhor livro do Sherlock é "O Cão dos Baskerville"!


Mariana.Lima 08/07/2018minha estante
É muito bom achar alguém com a mesma opinião


Bryan Corrêa 14/02/2019minha estante
Respeito sua opinião, mas não acredito que são "só deduções". Holmes é um cara extremamente meticuloso e observador, notando pequenas coisas que ninguém nota. E é isso que faz com que o poder de dedução dele seja absurdo, aliado com a sua confiança e um certo ego inflado. Porém, não discuto sua experiência na leitura, pois isso é muito individual... Abraço!




Paulo 03/06/2016

Uma história super envolvente.
O livro narra à primeira aventura de Sherlock Holmes e seu fiel amigo Watson.
Depois de ter sido abatido por um tiro e sofrer graves problemas de saúde John Watson retorna de uma guerra ocorrida no Afeganistão onde desempenhava a função de médico em campo de batalha. Devido ao seu estado lastimável o exercito concede a ele dispensa para retornar a Londres.
De volta à Londres ele passa por algumas dificuldades, pois o dinheiro da dispensa está acabando e ele também se sentir só pois não não ter nenhum familiar em toda aquela cidade. Logo surge duas ideia, a primeira é: mudar para o interior, e a segunda é: de levar uma vida mais simples e alugar um apartamento mais barato e dividir as despesas com um colega de quarto, optando pela segunda ideia ele sai à procura de alguém para tal.
Por acaso estando ele num bar ele reencontra um velho colega dos tempos da faculdade. Depois de colocar a conversa em dia e comentar de sua procurar por um apartamento com um preço popular e um colega para dividir o aluguel, o seu amigo se surpreende por que outra pessoal havia comentado a mesma coisa ele, de cara Watson logo se interessou e perguntou quem era essa pessoa. Depois de certo receio da parte de seu amigo ele o acaba o apresentando a "esse amigo" que não é nada mais nada menos que Sherlock Holmes. Depois de acertarem todos os termos de convivência, os dois vão morar juntos num apartamento que tempos depois ficaria muito conhecido em todo mundo, o apartamento 221B em Baker Street, Londres.
Daí surge uma grande amizade e uma aventura bem envolvente.
Sherlock Holmes é um detetive consultor, isto é, alguém em que a polícia recorre quando não conseguem resolver uma investigação. Ele é chamado para ajudar a desvendar um caso bem curioso e estranho. Entediado pela monotonia dos crimes "sem graça" não queria perder seu tempo com mais um, por isso ele nem se interessa tanto pelo caso mas logo é persuadido por seu novo colega de quarto, que encantado por sua genialidade e inteligência o convence a investigar a situação e juntos eles vão resolver o caso. Um homem foi encontrado morto em uma casa abandonada vitimada por envenenamento, logo a policia conclui que se tratava de suicídio, mas não para Sherlock que investiga insistentemente em busca da verdade e comprova que foi um assassinato. É constatado que o defunto é de origem americana o que chama mais ainda a atenção da polícia, pois se tratava de um estrangeiro morto em solo Britânico. Logo outro americano é encontrado morto em um hotel só de causa diferente mais com algumas peculiaridades iguais ao outro caso. Qual a ligação em dois assassinatos? E quem será o culpado e o que o motivou a fazer aquilo? Isto é que o leitor vai descobrir com ajuda do detetive mais popular da literatura policial junto com seu amigo Watson que narra toda a história.
O livro é muito bem escrito, envolvente e bem divertido, os personagens são bem construídos, principalmente Sherlock (que é impossível não gostar dele.). A História é divida em duas partes o que pode causar um certo estranhamento no leitor, pois aparentemente parecem ser histórias diferentes e sem conexão uma com a outra, mas que é de grande importância para entendermos o desfecho da história.
Uma ótima dica para quem desejar um bom romance policial.
Larissa 04/06/2016minha estante
Foi o meu primeiro livro, peguei em uma biblioteca da escola, me apaixonei pelo livro e pela leitura, desde então não parei, é um livro envolvente, muito muito bom. Logo depois ganhei um box com 3 livros do Sherlock, foi uns dos melhores presentes que já ganhei, realmente são histórias muito boas


Paulo 05/06/2016minha estante
Olá Larissa, que legal sua experiência de leitura. Comigo aconteceu experiência semelhante, o primeiro livro que li foi ''O Cão dos Baskervilles" (que também é um dos livro protagonizados por Sherlock Holmes) você já leu? esse é tão bom quanto um estudo em vermelho. Eu me lembro que ganhei ele de presente de uma professora de um curso que fiz quando garoto, amei o presente e o li em 3 dias de tão bom que era. O autor dos livros do Sherlock é um gênio, é incrível como ele consegue nos envolver com histórias tão boas. Arthur Conan Doyle, se tornou um dos meus escritores favoritos


Larissa 15/06/2016minha estante
Com certeza conheço, inclusive ele foi meu segundo livro lido, ele é o segundo livro do meu box do sherlock, hahaha sou apaixonada por esses contos.




Mauricio (Vespeiro) 01/10/2017

E Sherlock Holmes conhece Watson...
Quando eu era pequeno, tive a sorte de ganhar dos meus pais bons livros para iniciar meu hábito de leitura. Uma coleção que eu adorava era composta pelos livros do “Quem”, “Como”, “Onde”, “Quando” e “Porquê”. Neles havia centenas de perguntas e respostas sobre diversos temas que despertavam a curiosidade de uma criança. Bem, talvez possa ter vindo de lá meu gosto por histórias policiais e de investigação.

Em “Um Estudo em Vermelho”, de 1887, Sir Arthur Conan Doyle nos apresenta seu maior personagem: Sherlock Holmes. É a primeira aventura do detetive mais famoso da ficção e quando ele conhece seu fiel escudeiro Watson. Ambos investigarão um crime envolto em mistério, insolúvel para os agentes da Scotland Yard. Chama a atenção o modo pelo qual a narrativa evolui. Dividida em duas partes, começa com o encontro entre Holmes e Watson que logo se envolvem na investigação de um assassinato. Narrada por Watson, a história do crime começa nos mostrando o “Quando” e o “Onde”. A genialidade de Holmes nos leva a descobrir o “Como” e, por fim, ele nos conduz ao “Quem”. Resta-nos entender a verdadeira motivação do assassino e é assim que a segunda parte, narrada em terceira pessoa, conta uma história sensacional para nos brindar com o “Porquê”.

O texto de Conan Doyle é simples, direto e flui facilmente. Por conta da época em que foi escrito, traz algumas palavras e termos menos corriqueiros, como: Teste do Guáiaco, sarapintado, belbutina, Aqua Tofana, carbonários, álcali, busardos, jungido, azáfama, variegado, noitibó e lariço.

Nota do livro: 7,53 (4 estrelas).
Simone.GAndrade 01/10/2017minha estante
Nunca li nada desse autor :( Ótima dica pra começar!!!


Mauricio (Vespeiro) 01/10/2017minha estante
Sim! Comece por esse. É o início da história.




Bruna 06/05/2011

Este livro foi uma boa surpresa!

Quando peguei "Um estudo em vermelho", não estava botando muita fé. Mas, poxa, como não gostar de Sherlock? Entendo agora sua fama no mundo literário.

Fiquei um pouco espantada com a "Parte 2" do livro atropelando a história, mas depois que comecei a entender a relação, sosseguei.

Não sei se lerei outras histórias de Sherlock, por medo de não serem tão boas quanto esta... Sem dúvida, recomendo.
Mori 20/05/2011minha estante
Pois é Bruna, mesma coisa aconteceu comigo, quando a "parte 2" começou fiquei boiando, e queria saber a explicação de Holmes sobre o acontecido, mais quando você vai lendo vai juntando as peças naquela historia. E o melhor senti uma certa pena do Hope no final de tudo, pois sua vida foi tão dramatica, não como não se envolver pela historia dele.


Bruna 04/06/2011minha estante
É, o chato é que o começo da segunda parte é meio parado. Mas depois que as coisas vão se encaixando, fica legal demais. E é interessante mesmo essa retrospectiva, pois, como você disse, quebrou aquela imagem artificial de vilão da personagem.




Henrique 01/12/2017

Uma obra fantástica, uma escrita envolvente, com uma linguagem que transporta o leitor à Londres do século XIX. Nesta cidade temos um médico que, por casualidade, conhece um detetive misterioso que trabalha por sua conta na investigação de crimes. Tudo isso se desenrola em poucos capítulos até que um caso de homicídio desafia as autoridades locais. Na segunda parte, minha preferida, temos apresentação de uma história magistralmente narrada. Em princípio pode-se julgar que fosse até um outro conto, já que o outro poderia ter sido encerrado sem maiores problemas. Mas é aí que o leitor se surpreende, todo o mistério é desvendado e se percebe que aplicar o raciocínio dedutivo não é tão elementar assim...
Eduardo 01/12/2017minha estante
Adorei essa última frase haha. A segunda parte, inicialmente, parecer ser totalmente desconectada da primeira. Esse livro é genial [outro emoji de coraçãozinho] hahaha.
Excelente resenha, Henrique! :D


Aron Tumenas 06/12/2017minha estante
Preciso ler Sherlock Holmes urgentemente!




Marieliton M. B. 24/04/2016

É "elementar" a leitura deste livro
O Dr. John H. Watson está à procura de um lugar para morar em Londres. Um conhecido seu, ao saber dessa situação, o apresenta a um proprietário de um apartamento, na Baker Street 221b, que desejava dividi-lo com mais alguém. Esse proprietário era nada mais nada menos do quê Sherlock Holmes.
Assim tem início o relacionamento entre o ex-médico do exército Dr. Watson e o investigador, intelectual e egocêntrico Sherlock Holmes. E é através dos olhos de Watson que nós acompanhamos e nos maravilhamos com o poder dedutivo e as esquisitices de seu companheiro. Através de seu diário, ele registra todos os passos da primeira investigação que acompanham juntos.
Um Estudo em Vermelho é o primeiro livro sobre Sherlock Holmes que leio e posso comecei com o pé direito. Assisto a série britânica, Sherlock, e pra mim aquele era o perfil do personagem. E qual foi a minha surpresa ao ler o livro e me deparar com um Sherlock engraçadalho e querendo atenção. Adorei a leitura, principalmente a narrativa dos fatos que ocasionaram o crime. Parecia que estava lendo um outro livro de tanto que destoou da estória principal, mas que no final foi de suma importância para entender as motivações do crime investigado.
Helder.Lira 28/04/2016minha estante
Então pra quem quer começar a ler algo de sherlock, esse aí tá ótimo né?


Marieliton M. B. 28/04/2016minha estante
Tá sim, Helder. Pode ler sem medo.




arthurv 07/10/2016

Tédio em vermelho
Esse é o primeiro livro da saga Sherlock Holmes, onde o Watson conhece o Holmes e começam a investigar juntos um caso. Nessa obra aparecem dois assassinatos simultâneos e muito peculiares. Em que os dois coincidem com a palavra "rache" escrita com sangue na cena do crime e uma caixinha de pilulas misteriosas no recinto. E Sherlock com uma incrivel astucia consegue ver detalhes que meros mortais passariam e não os veriam. O romance é legal mas quando chega ao fim onde o Sherlock deveria falar os motivos de tal personagem ser o assassino, começa uma historia paralela chata. Nessa perdi meu total interesse com o livro e enrolei mais de uma semana pra acabá-lo. Mas no finzinho foi legal. Só acho que o autor deveria ao inves de fazer uma historia paralela, podia usar o artificio do assassino contar a historia no fim do livro. Acredito que seria mais divertido de ler. Além disso, não me convenci como o Sherlock descobriu a cor da pele do homem, devia ter explicado melhor.
Cinthia 17/10/2016minha estante
Interessante a sua resenha. Vou reler novamente o livro por sua causa. Legal!


arthurv 17/10/2016minha estante
obrigado hehehe




Bianca Martins 07/10/2013

Maravilhoso!
Só para variar neah...hahaa
Conan é demais!

É uma leitura rápida e energética.
Trata-se da primeira aventura de Sherlock e Watson juntos.
O livro é dividido em duas partes: a 1° é inteira contada através dos diários do Watson e a 2° é um misto de seu diário com um segundo locutor.

Confesso que fiquei desesperada quando começou a segunda parte, pois não entendi que ela era continuação da primeira e pensei que era uma segunda narrativa, o que me deixou bastante frustada, pois o "primeiro" caso ainda não tinha sido resolvido por completo...mas me enganei...era só o Conan sendo o ótimo escritor que era.
Guga 09/12/2015minha estante
Concordo com você, também achei maravilhoso este livro.




Liz 28/12/2011

Depois que eu assisti ao seriado da BBC, virei definitivamente uma grande fã de Sherlock Holmes. Decidi ler todas as obras sobre o detetive consultor, e o início me pareceu ser um bom lugar por onde começar.

"Um estudo em vermelho" é o primeiro relato de Watson sobre as aventuras de seu companheiro. Nele vemos como os dois se conheceram e passaram a morar juntos. Os detalhes sobre a vida com Holmes em Baker Street são muito divertidos - admito que, por vezes, mais interessantes do que o crime para ser resolvido. Ainda que eu já conhecesse bem Sherlock, é impossível não se intrigar com sua personalidade.

O 'caso da semana' não me animou muito no começo, mas melhora bastante com o tempo, ainda mais depois da segunda parte, em que a narrativa pára bruscamente, mudando época, lugar, pessoas, tudo. Acho que concordo com alguns que tal pedaço do livro nem é tão importante para a história principal, mas com certeza dá a ela um ar bem mais legal e íntimo, ainda que tenha pouca ação. A abordagem da cultura mórmon ficou realmente ótima e interessante, e os personagens são muito cativantes.

Apesar de eu ter preferido o outro livro da série que li, gostei muito desse, e com certeza recomendo para quem só conhece Sherlock Holmes pelo nome. Vale a pena ser lido não só por causa da história e de seus personagens, mas também para ter um contato com a maior influência de boa parte do entretenimento policial hoje em dia.

Resenha completa: http://bit.ly/vNRrwZ
Mariae 03/05/2012minha estante
Eu também comecei a ler Sherlock Holmes por causa da série da BBC ,adoro o livro mas a série também tem algo muito especial.Acho que os dois se completam,cada um de um jeito melhor.




Carol 05/12/2016

Maravilhoso.
Mesmo sendo apaixonada por livros de romance policial, eu nunca havia parado para ler Sherlock e hoje me arrependo de não ter lido antes. O livro tem um narrativa leve e que te faz imaginar que se está dentro da história, selecionando o caso junto com Holmes e Watson. Extremamente bem escrito, não deixa nenhuma ponta solta do início ao fim.
Paulo.Henrique 04/05/2017minha estante
Acabei de ler o primeiro livro de Sherlock Holmes, mesmo já tendo tantos livros dele. Sou viciado em Sherlock Holmes. O livro é ímpecável. Tudo nele é bom: a trama, os personagens. Arthur Conan Doyle é um gênio. Só um gênio poderia criar outro gênio. A bem da verdade, eu até acho que em outros livros há mistérios mais intrincados, mas nem por isso, Um estudo em vermelho perde o seu mérito. Bem escrito, faz a gente viajar numa aventura incrível, com alta dose de dramaticidade. Depois, as pontas soltas vão se juntando, redondinhas, até o desfecho lógico e fenomenal. Nota 4.8




Paulo.Joao 08/11/2018

O detetive e seu parceiro
um estudo vermelho é o primeiro livro da saga de Sherlock Holmes, conta a história do ex doutor do exército John Watson, que vive aventuras com seu novo amigo Sherlock, uma pessoa com costumes diferentes e bastante inteligentes. John acabava de voltar da guerra, ele precisava de um lugar para morar em Londres, mas sem dinheiro não tinha o que fazer, sorte que Watson encontra um velho amigo, que o apresenta a uma outra pessoa na mesma situação, esse era Sherlock, juntos eles decidem dividir uma casa, a casa 221B da Baker Street, durante os primeiros dias em que viviam juntos, Watson estranhava os costumes estranhos de sherlock que parecia ser uma pessoa muito solitária e sem amigos, mas o colega recebia diversas visitas na semana do oficial da policia Lestrade, John então descobre que Sherlock trabalha como detetive particular e oferece ajuda a policia em casos, isso esclarecia seus comportamentos estranhos e como ele conseguia deduzir as coisas tão rápido, com o tempo Sherlock e Watson se aproximavam mais, o detetive se sentia entediado com os casos que recebia ele queria casos grandes e misteriosos que seria m um desafio para ele, certo dia Lestrade fala para Sherlock sobre um caso de uma onda de suicídios em Londres, que eram muito suspeitos e se pareciam mais com assassinatos, Sherlock se sente atraído com o caso e pede ajuda do dr Watson para resolver, então com um corpo ao lado de uma mensagem em sangue na parede, marcas de pneus e Londres inteira para investigar, o detetive Sherlock Holmes e o dr John Watson, iniciam uma grande aventura e amizade para desvendar crimes e mistérios.
Paulo.Joao 08/11/2018minha estante
recomendo para o público adolescente para quem gosta de mistérios




* 01/11/2014

A primeira obra sobre o Sherlock Holmes foi também a que deliberadamente escolhi para conhecer seu mundo.
Inicia com um relato feito pelo Dr. Watson sobre a investigação de um crime sinistramente ocorrido. Vemos a apresentação das personagens e como foi o primeiro encontro entre Watson e Holmes. Watson é um intelectual amante das ciências que fica fascinado pela metodologia do detetive, que privilegia o método científico aliado à observação e dedução. Nessa parte a história se desenvolve com o mistério ainda não compreendido pelo leitor, sendo paulatinamente aguçado pela postura de Holmes.
A narrativa é extremamente interessante na segunda parte, assumindo tons épicos de uma grandiosa história sobre paixões e vingança, envolvendo o mormonismo e um justiceiro revestido de um brio e empenho solitário em sua busca de realização. O leitor tende a ter uma simpatia e até torcer por ele. A história é fascinante e, enfim, temos a compreensão e desenlace da situação.
Brilhante o Holmes! Já o tenho na cota de personagens preferidos. Para as coisas se encaixarem tem que ser tudo rotineiramente convencional, o que talvez fosse comum na época mostrada, Era Vitoriana, e no desconhecimento geral ainda da ciência forense.
* 03/11/2014minha estante
Uma boa sugestão, para uma experiência diferente, é o audiobook em

http://www.visionvox.com.br/audiolivros/Sir-Arthur-Conan-Doyle-Um-Estudo-Em-Vermelho.htm

O narrador mantem sempre a história em um nivel muito atraente e, às vezes, passa a sensação de ser mais de uma pessoa lendo.




Claudia.Jorge 28/11/2018

Sherlock Holmes - Um estudo em vermelho
Olá amigos!!
Liberei a resenha no blog é só clicar no link.
Beijos

site: www.vivendo-com-felicidade.blobspot.com/
comentários(0)comente



Leonardo J. Gonçalves 29/03/2019

A gênese de Sherlock Holmes.
Primeira aventura de SH, Doyle nos apresenta o detetive mais famoso do mundo. Criado durante os longos períodos sem pacientes, ACD brinda-nos com um marco da literatura ocidental. Sherlock, ao lado de Drácula, está entre os personagens mais adaptados e conhecidos universalmente. Com "Um Estudo em Vermelho" inicia-se o mais fascinante de todos os personagens literários.
comentários(0)comente



Inlectus 17/04/2009

Muito bom.
Instigante de se ler, com linguagem agradavel e elegante. Como é natural de Harthur Conan Doyle.
comentários(0)comente



335 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |