Carolina

Carolina Sirlene Barbosa...




Resenhas - Carolina


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Toni 26/08/2019

Segundo a pesquisadora Raffaella Fernandez, estima-se que “Quarto de despejo” tenha vendido um milhão de exemplares ao redor do mundo (publicado em 40 países e traduzido para 14 línguas). Poucos meses após seu lançamento, em 1960, o livro desbancou o campeão de vendas, “Gabriela, cravo e canela”, e atingiu a marca de 100 mil exemplares. Ainda de acordo com a mesma pesquisadora, Carolina Maria de Jesus produziu mais de cinco mil páginas de memórias, diários, romances, contos, poemas e músicas — muitas das quais permanecem inéditas. Trago esses números à guisa de introdução para apontar o óbvio: ainda temos muito a ler, discutir e pesquisar sobre a primeira grande escritora da literatura brasileira contemporânea.
.
Essa sensação se torna mais patente com a leitura da HQ “Carolina”, da professora (e escritora) Sirlene Barbosa e do ilustrador João Pinheiro. Longe de ser apenas uma romantização em quadrinhos da vida de Carolina Maria de Jesus (o que já valeria a leitura), consiste, ainda, num palimpsesto que abrange um pouco do muito que a autora produziu; aqui, seu universo literário povoa cada página da narrativa, que incorpora versos de poemas, trechos do diário, passagens de memórias e samba-enredos para contar a história de uma “glória que durou cinco anos” ao fim dos quais “a classe-média que a consumiu como um produto” logo em seguida a descartou.
.
Esta bela (3ª!) edição da @editoraveneta conta também com um posfácio dos autores com muitas informações pertinentes a quem deseja começar uma pesquisa sobre nossa Bitita, com indicações biográficas e bibliográficas de grande valia. Texto e quadrinho se complementam, e testemunham a força da mulher negra Carolina — viva e renascente tanto nestas como em muitas outras páginas por vir.
comentários(0)comente



Cilmara 21/11/2017

"Estou escrevendo um diário para dizer tudo que sinto e presenciei aqui na favela.
Procuro registrar as maldades que outros praticam.
Se a pessoa é boa, eu escrevo, se é malvada eu escrevo.
Falo dos excluídos que vivem no porão da sociedade, das crianças com fome e velhos sem esperança...
E os que não conhecem a fome hão de dizer que quem escreve isso é louco e que não é a verdade, mas quem já passou fome há de dizer: Muito bem Carolina.
comentários(0)comente



Guynaciria 10/10/2017

Guerreira: Carolina de Jesus
Carolina de Jesus, catadora de lixo, moradora de favela, mãe solteira, escritora e sonhadora.

Essa mulher de personalidade forte tem sua história retratada nessa HQ, que conta alguns trechos de sua vida.

Ela estudou por apenas dois anos, mas quando descobriu que sabia ler, se encantou de tal forma pelo mundo mágico que encontrou nos livros, que simplesmente não conseguia parar.

Carolina, nunca se deixou desanimar pela vida dura, ela sempre teve o sonho de ter seus escritos publicados. Esse sonho se realizou em 1960, quando um jornalista a descobriu no lixão.

Ela ficou em primeiro lugar na lista de mais vendidos, chegou a vender um milhão de cópias, foi publicada em 20 países, 17 línguas diferentes. Carolina ganhou o mundo.

Infelizmente ela se viu alvo de preconceitos durante toda a sua vida. No lixão era menosprezada, por ser uma leitora avisa e por passar a ideia de que se considerava melhor do que os demais por isso. Nas ruas, era vista como a mulher negra e pobre. Mesmo depois de ganhar fama, Carolina notou que seus novos vizinhos de classe média, a desprezavam, por ser ex moradora de favela e ex catadora de lixo.

Mas essa mulher revolucionou a escrita no Brasil, ela veio de uma minoria e mostrou a todos que quando se tem um sonho, e se persiste nele, a pessoa pode sim realizar o seu intento.

Já havia visto resenhas sobre essa autora, a conheci um pouco mais através dessa HQ, agora quero ler seus livros, sei que eles vão me acrescentar muito.

Bjos!

site: https://wordpress.com/post/utopialiterariaentreamigas.wordpress.com
comentários(0)comente



MiojoGeek 11/05/2017

Resenha Miojo
#carolina de #sirlenebarbosa e #joaopinheiro , traz para os quadrinhos, a biografia de Carolina Maria de Jesus, autora de #quartodedespejo e tantos outros poemas e músicas. Através de pesquisa feita por Sirlene Barbosa a vida pregressa da autora Carolina, convivemos com sua rotina como catadora de papel que sonhava ter seus textos publicados. A história acompanha a escritora em alguns momentos difíceis, e narra como se deu o encontro com o jornalista Audálio Dantas que foi quem mudou sua realidade. A ilustração de João Pinheiro te deixa imerso e retrata de forma crua e bela uma SP dos anos 50. Material extra no final da HQ agrega valor a história dessa mulher que mostrou a realidade das favelas sem os estereótipos e maquiagens que são impostos por uma imprensa distante, e que conseguiu através de um ideal mudar sua realidade. Minha nota é 10/10.

site: https://www.instagram.com/p/BRPw27KBTyW/?taken-by=miojogeek
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4