Leila a filha de Charles

Leila a filha de Charles Denise Corrêa de Macedo




Resenhas - Leila, a filha de Charles


6 encontrados | exibindo 1 a 6


Vanessa Meiser 15/08/2016

Vamos começar esta resenha apresentando o narrador Arnold de Numiers, antigo conhecido já desencarnado de Leila e que vem lhe acompanhando em suas últimas encarnações, Arnold é o nosso autor espiritual e ele conta com a ajuda de alguns amigos do plano espiritual e igualmente interessados no desempenho de Leila: Olivier e Louise de Guzman e também Marie de Numiers. A obra relata uma desconhecida reencarnação de Yvonne do Amaral Pereira, respeitada médium brasileira e autora de diversos romances psicografados.

O livro é ambientado em 1864 e intercalado entre Espanha e Portugal. Leila é filha do conde de Guzman, alma bondosa e desinteressada de fortuna, mantinha um hospital para desvalidos gratuitamente onde edificara uma "Associação Beneficente de Recuperação da Juventude", neste programa ele pretendia incluir sua filha assim que ela crescesse e pudesse acompanhá-lo em seus sonhos e objetivos. O conde de Guzman era filósofo e médico, pianista e dono de sensibilidade mediúnica aguçada, além disto, tinha consciência das vidas passadas de Leila e também de seus erros que deveriam ser evitados nesta vida.

Avançamos um pouco na leitura e encontramos Leila com 12 anos, uma linda mocinha.
Enquanto seu pai ainda pretende que a menina compartilhe de seu trabalho, a mãe se opunha claramente, preservando a filha em seu modo de pensar do contato com a pobreza, a do e doenças. A condessa de Guzman sempre alegava que o pai esperasse pelo tempo certo quando a maturidade finalmente chegasse e Leila pudesse fazer suas escolhas. Talvez por esse motivo a jovem e talentosa pianista crescia um tanto mimada, sendo protegida em excesso pela mãe e única herdeira da família que possuía muitas posses.

Arnold de Numiers em várias passagens da história, relembra fatos passados de Leila em suas outras reencarnações e admite que pela inspiração, imprimiu junto ao pensamento de Leila ideias de suicídio pelo motivo dela ter levado seu filho ao mesmo destino. Arnold era um obsessor e vingou-se como pensava ser o correto, hoje envergonha-se muito disto e busca inspirar-lhe boas ações e pensamentos edificantes. Hoje considera-se um amigo e observador.

O filho de Arnold que em outra vida cometeu suicídio em nome do amor que sentia por Leila, hoje é Roberto, jovem médico que novamente se apaixona pela moça e depois de um breve tempo de noivado, casa-se com ela. Roberto encontra-se com 25 anos e Leila com 15, a diferença de idade é expressiva e Leila era ainda nova para o compromisso assumido.

O pai de Leila nunca deixou de esperar que a filha se descobrisse piedosa e acabasse por fim aceitando lhe ajudar no hospital, o casamento com o Roberto poderia vir a calhar já que o rapaz pensava igual a ele e era filho de um grande amigo. Porém, Leila não se julgava à altura do pai, nem em termos de fé, nem em termos de filantropia, estes eram conceitos muito além de sua compreensão, tanto por conta de sua pouca idade quanto pelo espírito arredio e orgulhoso. Leila poderia ser classificada como voluntariosa e independente, algo muito inapropriado para a época.

Antes do casamento, o que mais lhe dava prazer eram os aplausos por suas apresentações magníficas ao piano, seu talento era notório. Em suas apresentações, chamou a atenção de um jovem fidalgo, Marcus de Villier's que na primeira oportunidade que teve a abordou com a proposta de casamento e também de trabalho, uma vez que Marcus conhecia pessoas influentes no meio musical. Leila o rejeitou, mas em seu íntimo guardou cada palavra dita pelo rapaz. Foram estas palavras, o talento reprimido e o tédio pela vida de casada e de jovem mãe (ela e Roberto tiveram uma filha - Lelita) que a fizeram tomar uma irremediável decisão alguns anos depois...

Ufa, pronto, confesso que achei que nunca conseguiria falar sobre este livro, no decorrer da leitura fiz diversas anotações de pontos que poderiam ser importantes na hora de escrever a resenha, mas mesmo assim não me sentia segura para falar sobre a impressionante obra que tive o prazer de ler. Nossa protagonista tinha tudo o que precisava para ser feliz, dinheiro, pais amorosos, marido dedicado, filha amada e um talento inegável, mas possivelmente tenha sido exatamente este talento que tenha elevado seu orgulho e a tenha feito agir de forma tão vergonhosa, sem falar é claro que quando somos obsidiados por espíritos mal-intencionados e não possuímos o discernimento adequado para distinguir cada situação, nossos passos podem ser desastrosos.

Tenho a consciência de ter lido uma das mais belas obras espíritas já escritas, nunca tinha me deparado com um livro tão forte, tão carregado de sentimento e de lições, me é mesmo muito difícil colocar no papel tudo o que senti durante a leitura de Leila e agradeço muito por esta experiência que com certeza será lida e relida várias vezes daqui por diante. Livro incrível, recomendo!


site: http://balaiodelivros.blogspot.com.br/
marcus.vinicius 17/07/2018minha estante
Comentário maravilhoso. Me permitiu situar na linha do tempo quando se deu essa encarnação. Terminei o drama da bretanha. Agora pretendo ler esse e depois " eu e roberto de canalejas: um caso de reencarnação"


Simone.Hauser 05/02/2019minha estante
Simone.Hauser 05/02/2019minha estante
Olá! Boa noite! Não consegui situar a linha de tempo deste livro , Leila , a filha de charles .
Em dramas de Bretanha se passa 1804 na Bretanha ( França ) . Andreia de Gusmão reencarna como Leila , em Portugal , esta História se passa em1864 ? O espírito ficou 60 anos no mundo espiritual ? Pouco espaço de tempo !!!Depois Leila vem com yvone A Pereira e nasce no Brasil ( Rio de Janeiro ) Em 1900. Este espaço de tempo 1864-1900= 36 anos . A reencarnação com Yvone A Pereira se deu muito rápido . Num espaço de 36 anos entre as reercarnacoes? É essa linha de tempo que eu não entendi ?


Simone.Hauser 05/02/2019minha estante
Olá!
Será que existe uma amor tão rebatador assim!
Roberto de Canalejas ...
Quatro reencarnação se passaram e esse amor avassalador! Por uma jovem rebelde
Orgulhosa e sem princípios morais.





jdelisiario 22/03/2021

Obra maravilhosa
Como não acredito nos acasos, me sinto muito feliz e grata por ter tido a intuição de ler essa obra após já ter lido outros três livros muito importantes para o entendimento dessa.

A história de Leila, remonta há muitos anos, onde algumas de suas anteriores encarnações são narradas em Nas voragens do pecado, O cavaleiro de Numiers e O drama da Bretanha.

Muitos erros, orgulho, vaidade, mas também vemos o arrependimento sincero, a dominação dos sentimentos inferiores, a caridade, o amor e dedicação ao próximo que fazem a máxima "... O amor cobre uma multidão de pecados" ter total sentido.

Maravilhoso!
Emocionante!
Super indico!

#leituraTerapia
comentários(0)comente



Silvinha.Araujo 17/08/2017

Lindo
E finalizada hoje dia 17/08/17 a leitura do livro
Leila, a filha de Charles
Psicografia de Denise Corrêa de Macedo
Pelo Espírito Arnold de Numiers
A história não revelada de Yvonne A. Pereira
Começo dizendo que livro, gente confesso que gravei um pouco nele, mais no decorrer da história que nos mostra uma encarnação antes da médium brasileiros Yvonne me encantei com a história, que nos trás temas como suicídio, orgulho, vaidade, depressão, amor sublime, perdão, fé e entre tantos outros.. Livro excelente..
Ele narra a história de Leila que tem um pai devotado e tudo o que o dinheiro pode nos trazer de bom, porém ela toma decisões em sua vida, que a leva a um caminho de dor e desespero onde comete o ato mais insano contra Deus.. E sofre muito por isso..

Trechos que destaquei:
* Homens são falíveis até mesmo os que elaboram os mais complicados pensamentos.
* A verdade total e definitiva é aquela em que acreditas no fundo da tua consciência e que sentes em teu coração. Não importa sob qual credo ela se encontre, importa que te sintas confiante, que pratiques a caridade como expressão dessa verdade, dessa fé.
* Em seu ver, pedir perdão seria rebaixar- se, admitir que errara, reconhecer que atirara fora a própria felicidade em nome de uma aventura.
* A paz está dentro de nós, como nos ensinou o mestre que nos guia nas sendas da Terra, busca a paz em Cristo.
* O passado se faz presente em nós, quando mentalmente o revivemos. Atos e cenas em que atuamos repassados na lembrança evocam os mesmos sentimentos e posturas, a par de atrair também os desencarnados que participaram de uma forma ou de outra das mesmas situações.
* Nossa mente é muito poderosa quando nos fixamos em alguma idéia, e, ainda que esta idéia seja desequilibrada, cheia de culpa ou remorso, às vezes, a ela nos apegamos como única solução para nossos erros.

Dois parágrafos marcantes:

" É tão fácil perdoar e esquecer, quando nosso coração está seguro de que nada acontece sem que Deus esteja ciente. Então entreguemos a Ele nosso sofrimento e nossas dores, e confiemos na Sua Justiça Soberana que não se esquece de nenhum de Seus Filhos. Somos irmãos em crescimento e entendemos que os menos adiantados precisam de experiência dos que já passaram pelo mesmo caminho e sabem que não foi bom..."

" A vergonha é fruto do orgulho exarcebado e o orgulhoso, na verdade tem medo de se expor, e, quando se vê o erro, tendo de ceder e pedir perdão, fica constrangido, envergonhado, paralisado."


Que livro.. E nele ficam as lições..
Não se deixe levar pela vaidade e pelo ego.. Isso nos leva a caminhos tortuosos.
Não atente contra a vida, ela é o bem mais precioso.
Não deixe o orgulho dominar sua vida, muitas vezes é mais saudável reconhecer os próprios erros e ser humilde admitindo que errou.
Tenha sempre fé e siga Cristo agindo com amor e caridade pelo seu próximo..

Recomendo e muito esse belo livro..
Beijos de luz ???
comentários(0)comente



fmlcrato 03/05/2018

Maravilhoso!
Como amo os livros que contam as encarnações de dona Yvonne, e esse provavelmente é meu favorito. Por mais que ela tenha errado, não consigo deixar de em identificar e torcer por ela. Também muito explicativo. Recomendo
comentários(0)comente



Hester 03/02/2019

Maravilhoso!!!!
Confesso que chorei, não de tristeza, mas da beleza que a história nos traz, da magnitude dos personagens. Nos enche o coração de Luz.
comentários(0)comente



Flavia.Moura 18/02/2020

Superação
Depois de passar por várias encarnações desastrosas Leila ganha mais uma oportunidade de otimizar sua fé e caridade, sendo privada de vários atributos de encarnações anteriores até mesmo de seu verdadeiro amor. Com a orientação de Charles que tanto lutou para que essa trajetória desse certo ela conseguiu. O sucesso é tão grande que ela ultrapassa a sua jornada traçada pelo planejamento de reencarnação, fazendo com que seu nome fosse lembrado e levando suas obras espíritas até os dias atuais, como Yvonne A. Pereira.
comentários(0)comente



6 encontrados | exibindo 1 a 6