Catacomb

Catacomb Madeleine Roux




Resenhas - Catacomb


14 encontrados | exibindo 1 a 14


Marcelo Santana 15/07/2016

Catacomb - Sugestões de Livros
Nove meses após os acontecimentos em Sanctum, Dan, Abby e Jordan estão juntos novamente, dessa vez cruzando o país com destino ao estado da Luisiana, Jordan irá morar com o seu tio Steve na cidade de New Orleans.

Os três se revezam no volante do carro, e a noite dormem em barracas, eles estão animados com a viagem, principalmente Abby, que está aproveitando boa parte dela para fotografar locais e monumentos históricos para ajudar em seu projeto fotográfico. Dan também está feliz por estar próximo dos seus amigos, mas ainda procura pistas sobre os seus pais biológicos. Antes de escaparem do incêndio no Brookline, Dan conseguiu resgatar alguns arquivos que poderiam ajudar nessa questão, mas a sua pesquisa não o ajudou tanto como esperava.

Durante a viagem, Dan é surpreendido com uma mensagem em seu celular, mas o mais surpreendente é que a mensagem vinha de Micah, que morreu recentemente, e sabendo como o nosso personagem principal sempre anda assustado, faz Dan relembrar os traumas que sofreu recentemente com os Scarlets e por um ponto de interrogação em sua mente, pensando em quem poderia estar enviando aquela mensagem. A mensagem dizia que eles se veriam muito em breve.

Dan revela aos seus amigos sobre a mensagem recebida e também sobre os documentos sobre os seus pais. Abby e Jordan decidem analisar os documentos e no meio deles há um cartão postal de um prédio, que após fazerem pesquisas, descobrem que o prédio é um antigo colégio e ele fica localizado no estado do Alabama. Como eles vão passar pelo estado, decidem visitar o colégio para colher novas informações.

Dan percebe que tem alguém espionando eles e tirando fotos, mas a pessoa estava usando um capacete e Dan não conseguiu identificar a pessoa que conseguiu fugir em uma motocicleta.

Antes de chegar a New Orleans, o trio passa mais uma noite dormindo em barraca e Dan percebe que eles têm companhia, ele foi avisado novamente por uma mensagem de Micah em seu celular, dessa vez não é a misteriosa pessoa da moto, e sim duas pessoas, um homem e uma mulher em um carro, mas Dan não conseguiu identificar as pessoas.

O livro tem uma conexão com o livro alternativo da série, Artistas dos Ossos, e eu considero importante e leitura do livro para entender melhor os acontecimentos. E durante a leitura de Catacomb, percebi que o livro Artistas dos Ossos se passa bem antes dos acontecimentos em Sanctum.

Os acontecimentos vistos em Artistas dos Ossos com o que foi relatado em Catacomb não batem. Há um conflito no enredo, confundindo a mente de quem leu todos os livros da série até aqui, nesse caso, um ponto negativo.

E nosso personagem principal, como é possível se assustar tanto, parece o Coragem, aquele cãozinho que se assusta com tudo. É verdade que ele já passou por grandes traumas no passado, mas essa característica medrosa de Dan tem momentos que irrita.

O desenvolvimento da leitura é rápido, não percebi nenhum grande questionamento deixado em aberto pela autora para uma futura continuação assim como foi visto nos livros anteriores. Alguns questionamentos que eram feitos por mim, principalmente sobre os pais biológicos de Dan são revelados, mas ao concluir a leitura, a autora não revelou quem era o responsável por enviar mensagens a Dan se passando pelo Micah, e acho que isso nunca será revelado em algum livro futuro.

Todos os livros da série são elogiados pelo cuidado gráfico que a editora tem, em Catacomb não é diferente, um livro muito chamativo e com uma quantidade razoável de boas fotos. Mas, assim como havia percebido em Sanctum, parece que algumas fotos não estão no lugar correto com que condiz com aquilo que estamos lendo. Nessa primeira edição do livro, encontrei alguns erros de revisão, mas não atrapalharam a leitura.

Quem acompanha os livros da série, sabe muito bem que o terror não é o ponto forte, e acho que tem muitos momentos em que a autora tenta plantar medo onde não há.

site: http://www.sugestoesdelivros.com/2016/07/resenha-catacomb-serie-asylum.html#.V4j8FPkrLDd
Robs 25/10/2016minha estante
Você tem esses dois livros em Ebook ou PDF: Artistas dos Ossos e Catacomb?
Se tiver e pudesse me encaminhar ficarei muito grata.
:)


Marcelo Santana 10/11/2016minha estante
Robs, não tenho eles em PDF, eles foram cedidos pela editora para resenha. Abraços.




Polly 15/07/2016

Bom, mas poderia ter sido melhor!
Asylum e Sanctum são de longe muito melhores do que Catacomb!
O livro contou com poucas imagens, e algumas foram colocadas simplesmente do nada, sem nenhuma explicação!
Se a história tivesse alguns pontos mais marcantes e uma melhor atenção com as imagens, o livro seria melhor!
Mas recomendo a todos, dá pra ler normalmente; a leitura flui muito bem!
comentários(0)comente



LauraPops 12/06/2017

Mais ou menos!
Nesse volume temos mais acontecimentos ruins envolvendo Dan e seus amigos, dessa vez em Nova Orleans onde será a nova casa de Jordan, contudo o que posso sentir é que por mais que nosso herói tente, ele não consegue se distanciar do perigo e todo lugar que ele pisa possui ligação com ele ou com sua família, como por exemplo o Brookline com seu tio, mas dessa vez ele encontra ligações sinistras envolvendo seus pais biológicos. Confesso que não foi o meu volume favorito, mas ainda gosto muito da história em si, me sensibilizo com o Dan e tenho esperança de um bom final para essa trama!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Gih 18/05/2017minha estante
Concordo com vc to lendo esse livro e ta um pé no saco n vejo a hra de terminar




Cláudia 13/09/2017

"Esse era o problema de desmascarar mentiras, era impossível voltar a acreditar nas pessoas responsáveis por elas."
Catacomb nos permite mais uma vez acompanhar a jornada de Dan, Abby e Jordan dessa vez numa viagem de carro até New Orleans, onde Jordan vai morar com o tio. A viagem tem como objetivo fazê-los passar um tempo juntos antes de cada um seguir o seu caminho rumo a vida adulta, mas como é esperado, coisas estranhas começam a acontecer e os amigos descobrem que estão sendo seguidos, além de Dan estar recebendo mensagens misteriosas pelo celular que supostamente são de um amigo que, bom, era pra estar morto.



Neste terceiro livro, vemos uma amizade mais fortalecida entre Dan e seus amigos até porque eles já se conhecem há um ano. Ainda há discussões, mas elas tem muito mais fundamento do que no primeiro e segundo livro. Começando por Dan, temos um protagonista muito mais seguro e maduro, gostei muito de ver que Dan é muito mais que um garoto sem destaque, se mostrando muito inteligente. A única coisa dele que me incomodou um pouco é que Dan tem uma facilidade muito grande de se tornar obsessivo com certas coisas e deixar de pensar nas consequências de seus atos. Jordan foi definitivamente o meu personagem favorito nesse livro, o que é uma surpresa porque de primeira não fui com a cara dele rs. Mas em Catacomb Jordan também teve a sua dose de amadurecimento e não parece mais tão de mal com a vida como antes, aquele personagem que é responsável pelo humor. E por último, mas não menos importante, Abby ainda é a mesma, sem necessidade alguma de mudar o que adorei, o elo que une esse trio.



O enredo foi bem construído e tudo tem ligação um com o outro, dificilmente algo que foi dito é esquecido mais na frente, o que é incrível. A única coisa que senti falta de ser desenvolvido foi a espécie de romance que existia entre Abby e Dan, não entendi porque a autora inseriu esse assunto dentro da história se não pretendia explorá-lo. Os demais personagens também tiveram sua importância no decorrer da história apesar não terem sido tão explorados assim, visto que o assunto principal não era bem esse. Tirando isso tá tudo certo. 



Ao final de Sanctum, fiquei com a impressão de que a autora poderia ter finalizado a história ali, que não tinha necessidade de um terceiro livro e que apesar de bom ela meio que encheu linguiça. Preciso dizer que paguei com a língua. Catacomb é ainda melhor que Sanctum e nos mostra que Madeleine Roux tem total capacidade de ligar informações umas com as outras e mesmo que pareça previsível às vezes, o resultado ainda é ótimo. Um suspensezinho que vale a pena conferir.
comentários(0)comente



Laryssa.Pinheiro 02/11/2016

Talvez um pouco decepcionante...
A Trama: Para comemorar a formatura e aproveitar a mudança de Jordan para Nova Orleans, os três amigos resolvem fazer um road trip. Na viagem eles curtem a amizade e tentam esquecer os traumas passados, além de aproveitar o tempo dormindo em acampamentos sobre as estrelas, Abby se distrai fotografando a paisagem para seu projeto. Durante o trajeto Dan e o grupo se assustam com estranhas mensagens que chegam ao seu celular deste, principalmente após constatar que estão sendo seguidos. Eu realmente esperei até agora para essa série mostrar um suspense e terror a altura do que é prometido... mas isso não aconteceu, também achei a leitura muito dependendo do último spin-off, que deveria somente acrescentar e não confundir.

O Protagonista: Honestamente já não aguentava mais o Dan, o constante comportamento de gato assustado tornou inclusive a leitura incomoda. Finalmente tivemos algumas respostas sobre seu passado, mas novamente eu esperava mais dessa resolução.

Personagens Secundários: Não há muita novidade aqui, e não posso dar muitos spoilers, o livro abordou grande parte do que foi introduzido em Artistas de Ossos, assim como suas personagens - tem papel importante para a trama de Catacomb.

Capa, Diagramação e Escrita: A capa e a diagramação são maravilhosas, é minha grande predileção por essa série - inclusive as capas instigam a imaginação quanto ao terror psicológico implícito na série, que é muito mais imposto pela autora do que mentalizado durante a leitura. A quantidade e ordem das fotos durante a execução do livro poderia melhorar, mas estão satisfatórias. A escrita de Madelaine é divertida e fluida.

Concluindo: Apesar de responder a muitas perguntas, Catacomb deixa muitas situações em aberto. De forma geral a série não cumpre o que promete e acho que ela depende muito de spin-offs, além disso esses mesmos acrescentam linhas temporais e acontecimentos na trama principal, que acabam por não combinar completamente com a história principal. A série toda é divertida porém um pouco infantil, mas para quem quer e gosta de um suspense brando é ideal!
comentários(0)comente



Vanessa França 30/01/2017

Catacomb é a terceira parcela da série de asylum. Tendo Dan, e seus amigos indo em uma viagem para Nova Orleans, onde Jordon está se movendo para viver com seu tio. Mas ao longo do caminho eles se reúnem peças ímpares da história que se conectam ao Dan, e suas aventuras no Brookine. Mas como? Ou quem?
Dan, Abby, e Jordon sobreviveram aos eventos em Brookline, apenas para serem jogados em outra confusão, que se conecta ao Scarlets. Os três vão em uma viagem para Nova Orleans, fazendo pequenas paradas ao longo do caminho. Durante as suas paradas, eles encontraram artigos e fotos, que fazem uma conexão a eventos passados, e até mesmo com os pais de Dan. O que torna a viagem ainda mais assustadora, é que eles estão sendo seguidos. Mas quem é essa pessoa misteriosa?




Uma vez em New Orleans, é muito fácil adivinhar como a história vai, na verdade, desde o início, era fácil dizer, se você leu os livros. Este não foi diferente. Na verdade, parecia que eu estava relendo os dois primeiros livros, mas com outros nomes adicionados, e apenas um ajuste diferente.
O grupo reúne as pessoas que pensam que podem confiar, mas depois de várias reviravoltas, se faz o caos.
Esta foi uma ótima leitura? Sem dúvida, além da história prender a atenção, ainda tem as diversas fotos para ilustrar a história e nos fazer mergulhar na história. Foi uma leitura fácil e rápida, o que é bom se você está procurando um livro que prenda a atenção, apesar que a história estava começando a fica um pouco entediante, porque os três livros são muito familiares. Eu espero que haja um outro livro, explorando as aventuras continuadas de Dan e seus amigos, e, possivelmente, o recém-chegado ao fim. Apesar de achar que já chegou a seu fim. Acho que a melhor maneira de continuar, caso seja, seria através de histórias curtas.

site: https://geeklivroseresenhas.blogspot.com.br/2016/08/bom-dia-um-pouco-atrasado-mas-segue.html
comentários(0)comente



Dany 10/08/2017

Catacomb (Asylum #3) de Madeleine Roux
Que eu adoro essa série não é nenhuma novidade, tenho devorando os livros e nem acreditei que estava chegando ao fim. Porém, diferente dos outros dois, Catacomb deixou a desejar e não superou minhas expectativas.

Asylum e Sanctum foram envolventes. Apesar de ambos terem um enredo fechadinho, a gente fica sempre querendo mais. Por isso quando comecei Catacomb não fazia idéia do que a história traria, os três Dan, Abby e Jordan estão fazendo uma pequena viagem com o intuito de passarem um tempinho juntos antes de cada um ir pra faculdade – pelo menos Dan e Jordan de certeza vão –, e o plano era apenas esse.

É claro que eles não iam ter paz e descanso.

Continuo adorando as fotografias que são dispostas no livro e que combinam com a história (mesmo que nesse livro elas não combinem tanto assim, nem mesmo as descrições de determinada pessoa combina com a foto apresentada).

Porém, não me senti envolvida com a história. Diferente dos outros dois livros, nesse não consegui gostar do enredo e nem entrar de cabeça nos acontecimentos. Foram que pra que esses fatos começassem a ocorrer, demorou muito e quando enfim aconteceu mais ação, o livro já estava no final e foi tudo muito rápido.

Volto a frisar que a série não é de terror, mesmo que o elemento fantástico esteja totalmente presente. Está mais para um pequeno suspense. Porém, em Catacomb nem isso foi suficiente para deixar a história mais ainda interessante.

Nem a incrementarão de um personagem importante e que poderia ter sido melhor aproveitado deixou a história mais interessante - pelo menos eu não achei.

Enfim, esperava mais. Infelizmente não foi tudo aquilo, até porque comparada com os dois outros livros o elemento fantástico aqui foi fraco, não foi suficiente para tornar a história boa.


site: http://recolhendopalavras.blogspot.com.br/2017/07/catacomb-asulum-3-de-madeleine-roux.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Caverna 18/07/2017

O último ano de colégio chegou e Dan, Abby e Jordan combinam de passarem um tempo juntos antes de cada um seguir seu caminho. Jordan está se mudando para a casa do tio Steve em New Orleans, onde irá cursar a faculdade. Dan e Abby embarcam junto na viagem de horas, esperançosos. Finalmente eles teriam paz e poderiam se divertir de verdade.

Logo no primeiro dia de estrada, Dan recebe uma mensagem no facebook que o apavora. A mensagem escrita de forma desordenada veio de ninguém mais, ninguém menos, que um amigo de New Hampshire que morrera brutalmente. Dan presenciou sua morte, não era possível que aquilo fosse real, a menos que o perfil do garoto tivesse sido hackeado. Ele tenta ignorar, mas as mensagens continuam, persistentes, principalmente nos momentos em que eles correm perigo, os alertando.

A viagem se estende por dias quando os amigos concordam em fazer alguns desvios por dois motivos. Um por Abby, que os convence a visitar certos monumentos históricos para fotografar e colocar no projeto que está montando, e por Dan, que encontra pistas sobre o paradeiro de seus pais biológicos nos documentos que resgatou da mesa da professora, antes do incêndio.

No decorrer de suas pesquisas, entre escolas abandonadas, bibliotecas e cemitérios, os três descobrem estarem sendo perseguidos por um motoqueiro. Sempre que Dan ouve os clics de fotos e tenta alcançá-lo, ele(a) consegue fugir.

Chegando em New Orleans, eles pensam que enfim poderão respirar, mas a realidade está muito longe disso. Dan reconhece uma caminhonete que também parecia estar no pé deles e não deixa a chance escapar, assim conhecendo Oliver e Sabrina, que assumem estar de olho no trio por um motivo bem intrigante: Oliver é amigo do garoto falecido e também está recebendo mensagens dele. As mensagens diziam para Oliver encontrar Dan. Após uma conversa, eles acreditam que o intuito do encontro fosse para contar sobre a morte à Oliver, que ainda não sabia. Dias depois, Oliver encontra uma caixa com fotos dos pais de Dan, o que indica que o pai de Oliver os conhecia. E mesmo Abby e Jordan claramente não confiando em Oliver e suas histórias sobre os Artistas de Ossos, não há como negar que existe uma conexão.

Todos os segredos e a operação suja acobertada na catacumba há de vir a tona, e Dan, uma peça solta no jogo, vai precisar de seus amigos mais do que nunca.

Catacomb é o terceiro e último (acredito) volume da série Asylum. Asylum foi uma introdução surpreendente, carregada de um toque palpável de terror. Sanctum, em comparação, foi mais morno, mas contou com personagens secundários importantes, alguns carismáticos, outros repugnantes, que construíram um mistério inteligente. É de se esperar que Catacomb seja o grand finale, o melhor de todos os volumes, mas infelizmente não é. O mais interessante de Catacomb é a sua ambientação. Enquanto os volumes anteriores foram focados num local específico, neste, temos o suspense distribuído em partes iguais para cada local que eles visitam. A escola abandonada, a biblioteca, o cemitério, a loja de Oliver, a funerária, e também a própria cidade. Tenho um carinho por New Orleans pois é onde se passa a série The Originals, e o livro apresenta bem o jeitinho que ela é, movimentada, repleta de turistas, música e arte. Gostei das fotografias do livro, a maioria macabra, mas o que incomoda e bastante é que algumas fotos foram colocadas sem ligação com o que estava acontecendo no momento, simplesmente soltaram ela lá, sem explicações. E também vi umas duas fotos repetidas. Não sei se foi intenção, ou falta de atenção da autora ou da edição.

Quanto à história, o foco maior é nos pais biológicos de Dan e nos Artistas de Ossos que, aliás, eu gostei bastante! São enigmáticos e traçam uma teoria curiosa a respeito do poder dos ossos.

Enquanto Dan tem toda sua atenção voltada aos problemas que está envolvido, Abby e Jordan são os responsáveis por deixar a história leve, diminuindo a tensão com piadinhas, tentando distrair Dan e o ajudando quando possível, só que eles também são humanos, e depois de tanta barra que passaram às custas de Dan, eles passam a temer o que está por vir, até porque dali em diante New Orleans seria a nova casa de Jordan, e ele não podia se meter em encrenca por Dan.

Nesse volume, todas as dúvidas são respondidas e explicadas, sem pontas soltas, tendo um desfecho merecido. Brookline, New Hampshire, New Orleans, o diretor Crawford, seus pais biológicos, tudo está interligado de alguma forma. Apesar das fotografias, o livro acaba não sendo de terror, por mais que a autora tente. Adorei todo o caminho que ela traçou desde o primeiro volume até o quebra-cabeça se juntar, mesmo esperando um pouquinho mais do final. Um capítulo sem fantasmas do passado pro trio, quem sabe. Mas está tudo subentendido, então é válido. Uma trilogia que apesar dos tropeços, indico por sua edição maravilhosa, leitura fácil e história marcante.

site: http://caverna-literaria.blogspot.com.br/2017/07/catacomb.html
comentários(0)comente



ViagensdePapel 25/11/2016

Catacomb é o terceiro e último volume da série Asylum, escrito por Madeleine Roux e publicado pela Plataforma 21, o selo jovem da V&R Editoras. Este livro narra acontecimentos nove meses após Sanctun e não se passa em Brookline, mas apesar disso as coisas não parecem estar tão calmas quanto aparentam.

Após muitos acontecimentos traumáticos, Dan, Abby e Jordan se reúnem para atravessar o país, estão indo para Lousiana, pois Jordan decidiu morar com seu tio Steve na cidade de New Orleans. Uma viagem com os amigos parece ser um ótimo jeito deles se revezarem para dirigir, dormem em barracas. Abby aproveita seu tempo para fotografar locais e monumentos históricos que possam ajudar o seu projeto de fotografia. Já Dan está com mais pistas sobre seus pais biológicos, pois resgatou arquivos antes de Brookline ser incendiada. Tudo ocorre bem, até que Dan recebe uma mensagem no celular de Micah, um garoto que morreu recentemente.

O nosso personagem revela aos seus amigos sobre as mensagens e sobre os documentos que salvou em Brookline. Abby e Jordan decidem ver os documentos e descobrem um cartão postal com a imagem de um prédio, e acabam descobrindo que é um antigo colégio e fica no estado do Alabama. Como para fazer a “road trip” eles vão passar pelo Alabama, decidem visitar o colégio e ver se tem alguma pista.


Leia a continuação da resenha, acesse o link abaixo:

site: http://www.viagensdepapel.com/2016/09/07/resenha-catacomb-asylum-3-de-madeleine-roux/
comentários(0)comente



Jéssica 09/05/2017

Catacomb - Madeleine Roux
Depois dos acontecimentos em Sanctum nosso três protagonista, Dan, Abby e Jordan, voltaram para suas casas para terminarem o colegial e agora que cada um vai para uma universidade diferente a mudança de Jordan da casa de seus pais para a casa do seu tio em New Orleans é a forma ideal dos três passarem um bom tempo juntos antes da nova separação.

Depois de toda esquisitice que os três se meterem no ano anterior só o que queriam era voltar a ter uma vida normal, virar a página. Só que Dan com toda a bagunça que aconteceu nove meses atrás com os Scarlets conseguiu novas pistas sobre seus pais e ele vai contar com seus amigos para investiga-las e talvez essa viajem os leve para o lugar perfeito para descobrir a verdade. Qual teria sido o motivo dele ter sido abandonado por seus pais? Será que eles ainda estavam vivos?

Nessa longa viajam com diversas pausas para Abby tirar fotos para o seu projeto sobre um contrabandista da região, uma estranha de moto que os esta perseguindo e mensagens que Dan vem recebendo com aviso de um amigo que eles viram morrer, parece que os três entraram em uma mais nova aventura sombria e dessa vez terão muito mais a perder ao se meterem com os Artistas dos Ossos.

“Não exagere na alegria nem no orgulho, não abuse da sorte, tome cuidado com o barulho; o Artista dos Ossos rouba e então desaparece: o título de Príncipe dos Ladrões de Corpos ele merece.”

Diferente dos dois primeiros livros principais da série esse tem um enredo que não esta ligado diretamente ao Hospício ou ao New Hampshire College, claro que em pequenos detalhes temos essa ligação, mas ela não faz muita diferença para o desenrolar dos acontecimentos. E mesmo sem essa ligação o livro manter o mesmo clima de suspense, lembrando que nenhum dos livros anteriores são propriamente de terror como ele é classificado, e o mistério por trás desse novo desafio que os protagonista encontram deixa a leitura envolvente até o final.

Os personagens estão mais maduros e confiando muito mais um nos outros, sem tanto julgamentos, quem leu os livros anteriores sabe que Dan tem uma tendencia a esconder coisas de seus amigos e mesmo ainda não contando tudo para eles vemos que ele confia mais em contar as esquisitices que acontecem com ele. Também temos personagens que conhecemos no livro Artista dos Ossos, que trás um episodio da série que não faz parte do enredo principal, e quem o leu vai matar alguns pequenos mistérios desses personagens mais fácil, mas sem perder a graça da leitura.

A narrativa continua em primeira pessoa, como todos os livros anteriores, com o foco no Dan, talvez por isso sentimos muito mais afinidade por ele. A leitura é bem envolvente e leve, todos os outros livros da série eu acabei lendo em menos de dois dias e com esse não foi diferente, sou a mais nova fã da Madeleine Roux ❤

Então se você busca uma série com um bom suspense, narrativa envolvente e enredos que não focam em apenas um mistério Asylum é uma ótima dica de leitura para você.

site: http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/2017/03/resenha-catacomb-madeleine-roux.html
comentários(0)comente



eu_louis 05/08/2017

O último da série, mas deixa a desejar
Madeleine não pede seu ar de mistério e morte. Muitas pontas são seladas nesse livro, é divertido, gostoso de ler, com pequenos erros da editora, mas que não interferem nas ciladas que Dan se mete.
O final deixa a desejar, mas que é gostoso de ler é.
comentários(0)comente



Adryan 13/02/2018

O último livro da saga, desfecho legal
Gostei e recomendo a todos.
msvaporeon 03/04/2018minha estante
Não é o ultimo não. Ainda tem o diretor!


Adryan 29/09/2018minha estante
Mas é um livro secundário não faz parte da série principal




14 encontrados | exibindo 1 a 14