A Mamãe é Rock

A Mamãe é Rock Ana Cardoso




Resenhas - A Mamãe é Rock


32 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Vi Ladipo 15/06/2021

Uma leitura muito gostosinha e rápida de se fazer, pois são histórias que podemos facilmente encaixar no nosso cotidiano. Gostei mais do que O papai é pop.
comentários(0)comente



lauradiasm 21/05/2021

Muito engraçado
É um livro muito real que mostra a felicidade que é ter filhos, mas também fala sobre o cansaço que é ter essa responsabilidade. As histórias contadas pela Ana são muito engraçadas, já que suas filhas são muito autênticas. É uma leitura leve e bem rapidinha. Recomendo!
comentários(0)comente



A Dama E Os Livros 27/04/2021

A mamãe é Rock
Achei o conteúdo bem simples, mas muito real e cotidiano de uma mãe. Em algumas situações ri bastante.
comentários(0)comente



Priferreirahinckel 29/12/2020

Gosto muito da escrita do Marcos Piangers e já tinha curtido muito a duologia "O papai é pop". Me surpreendi com a semelhança da escrita de Ana Cardoso. Igualmente inteligente, interessante e honesta.

Gostei muito de ver a maternidade real sendo descrita em suas crônicas. Chega de romantizar a maternidade como se fosse sempre uma lagoa tranquila. Vida real, please!
comentários(0)comente



Bruna 28/12/2020

Esperava beeem mais! Leitura rápida. Histórias engraçadinhas. Para relaxar, vale a leitura.
comentários(0)comente



Vane 11/11/2020

Um livro para quem é mamãe e para quem ainda não é mamãe
Simplesmente hilário!
Essa simples frase resume, na minha opinião o livro da Ana.
Seguindo na mesma linha dos livros do marido, Piangers, Ana narra, em formato de crônicas, situações do cotidiano de uma simples mãe, com duas filhas para cuidar, dos perrengues a situações engraçadíssimas.
Leitura fácil e super fuida, para ler rapidinho e se divertir.
comentários(0)comente



trinha 06/10/2020

horrivel
comprei sem saber do que era e só decepção pq comprei pela capa na correria e nem tinha visto q era uma autobiografia de mãe
comentários(0)comente



Camila 29/09/2020

Não precisa ser mãe
Não era mãe quandi li e ri bastante das situaçoes, bem divertido, leve e fácil de ler.
comentários(0)comente



Fran Kukuty 09/07/2020

Um livro autêntico.
No outro lado da família do "O papai é pop!" temos a Ana Cardoso, que traz sua coletânea de crônicas sobre a aventura de ser mãe e as diversas facetas da maternidade, sem "romantizar" a situação!!!

Na minha opinião o livro oscila entre crônicas ótimas e outras nem tanto, mas sempre trazendo pontos relevantes a serem debatidos ou refletidos, principalmente no que se refere a questão educacional.
As crônicas que mais me cativaram foram sobre depressão pós-parto, a cultura digital entre os pequenos e a da professora grávida (sem dúvida esta foi a mais engraçada).
comentários(0)comente



RoKombatente 01/07/2020

Textos curtos sobre as várias faces da maternidade real (e paternidade também, pois me identifiquei com eles).
Uma visão realista e bem-humorada do cotidiano de ser mãe/pai. Recomendo!
comentários(0)comente



Longa 29/06/2020

Uma boa descontração para momentos que você precisa de uma leitura rápida.
Menos romântico que os textos do Piangers mas ao mesmo tempo acolhedor para os novos papais.
comentários(0)comente



Giovanna 05/03/2020

Maternidade real
No mesmo formato do "papai é pop" textos acerca de vivências e reflexões do dia a dia de uma mãe.
comentários(0)comente



trinha 29/01/2020

horrivél
comprei por causa da capa, nem sabia do q era kk
comentários(0)comente



Mr. Jonas 22/12/2018

A Mamãe é Rock
Em ?A Mamãe é Rock?, Ana Cardoso parte de sua própria experiência como mãe para nos oferecer uma perspectiva única sobre os sentimentos ?loucos? que aparecem durante a maternidade e os medos que envolvem a sagrada tarefa de ajuda na construção de um outro ser humano.
E aí, se interessou? Venha nessa jornada rumo à compreensão profunda de que, ao contrário do que as mídias sociais propagam, não existe mãe perfeita e sempre 100% a disposição, feliz e sorridente, para cuidar dos filhos. Boa leitura!
comentários(0)comente



Tamirez | @resenhandosonhos 17/10/2018

A Mamãe é Rock
Ser mãe não é uma tarefa fácil. Nunca foi e acho que fica mais difícil a cada dia. Além de carregar o bebê, grande parte das responsabilidades são colocadas na figura materna e, como se o simples fato de gerar uma criança não fosse nervoso o suficiente, as mães ainda precisam lidar com toda a pressão emocional imposta pela sociedade.

Ana Cardoso é mãe de duas meninas, Anita e Aurora. Em 2015, seu marido Marcos Piangers publicou o livro O Papai é Pop, onde conta sua experiência como o pai das duas garotas, com textos que tratam dos mais diversos assuntos sobre a paternidade. Para o lançamento do volume 2, que saiu esse ano, ele convidou Ana a escrever alguns textos também, para expor o lado da mãe. Porém, o que acabou acontecendo é que Ana Cardoso ganhou o seu próprio livro, proporcionando textos voltados às mulheres e a sua experiência.

A visão de Ana abre um leque enorme de outros temas e abrange um outro público: o feminino. Como comecei o texto falando, a pressão sobre a mulher é imensa e a postura da mãe é muito questionada, principalmente quando não seque os “padrões” determinados.

Por serem uma família jovem a visão dessa mãe sobre o mundo e suas filhas é diferente de uma mãe mais velha e é ai que está toda a graça do livro. A maternidade e a paternidade não são coisas com fórmulas prontas e, portanto, não deveriam ser encaixados num formato só de certo ou errado. Além das pessoas serem diferentes, os tempos também são e é preciso ir se adequando. A mãe que trabalha, o pai que cozinha, a escolinha, a aula, as férias. As dúvidas, as perguntas, os anseios e medos. Como criar duas jovens menininhas para enfrentar esse mundo? Qual o papel do pai nessa história? Como ser mãe sem deixar de ser você?

Ana Cardoso debate tudo isso através de textos curtos e bem escritos que abrangem os mais diversos temas e que falam também sobre a quebra de paradigmas da maternidade. Trazendo como exemplo mulheres fortes e que escreveram seu nome na história, a autora conecta vários pontos diferentes e discorre sobre eles com naturalidade. Por mais que você não seja mãe é impossível não se identificar com alguma coisa e se inspirar com a forma como as ideias da autora são conduzidas.

Além do conteúdo ser super relevante para as mães não só de primeira viagem, a edição está muito bonita. Todas as páginas são trabalhadas com ilustrações que condizem com o conteúdo apresentado, além de pequenos elementos de interação que deixam tudo ainda mais caprichado. Seguindo o padrão, o livro de Piangers, O Papai é Pop 2 também foi publicado da mesma maneira e a junção dos dois é muito bacana.

Ana e Piangers representam uma nova geração de mães a pais que estão muito mais preocupados com o bem estar dos filhos, sua visão de mundo e aprendizado do que com convenções da sociedade. Isso muitas vezes gera olhares tortos, preconceito e indiferença de algumas pessoas, mas o importante aqui é mostrar que a forma certa de conduzir a maternidade ou a paternidade é através do afeto, do cuidado e do respeito entre mãe, pai e filho.

Fica aqui então a dica de A Mamãe é Rock, e também de O Papai é Pop, para todas as mamães e papais de primeira viagem, ou não, que queiram conhecer a visão de outras pessoas sobre os desafios de criar os filhos nos dias atuais.

site: http://resenhandosonhos.com/mamae-e-rock-ana-cardoso/
comentários(0)comente



32 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR